Manuscrito encontrado em Accra

Manuscrito encontrado em Accra Paulo Coelho




Resenhas - Manuscrito encontrado em Accra


56 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4


Naty 26/06/2013

Manuscrito encontrado em Accra
Amei este livro! Sinceramente Paulo Coelho é um poeta, escreve muito bem... O livro se passa na história de dois jovens que encontram pergaminhos, e começam a vender devagar para o governo não descobrir.
comentários(0)comente



Roberta 27/05/2013

Paulo Coelho, maravilhoso como sempre
Meu namorado comprou este livro e eu o julguei pela capa, apesar de admirar o trabalho do Paulo Coelho. Depois de duas tentativas do meu namorado para me fazer ler o livro,comecei a ler ontem e não consigo parar.
Paulo Coelho me leva a uma nova reflexão a cada pagina. Ainda nem cheguei ao final e já estou encantada. A cada pagina sou surpreendida. Muito bom!
comentários(0)comente



Patty 20/05/2013

Auto-ajuda
Para mim o Paulo Coelho não é mais o mesmo. Seus livros eram bons porque os romances tinham uma cota de misticismo e mágica que nos fazia voar na imaginação. Mas em O Aleph já o achei sem essa magia e agora em Manuscrito Encontrado Em Accra,está mais para um livro de auto-ajuda do que de magia, o que é uma pena! Quem gostava dos livros antigos provavelmente irá concordar comigo que esse livro não é dos melhores!
comentários(0)comente



24/04/2013

lições de vida
De acordo com as leituras que já fiz do mesmo autor, não é dos melhores, mas é interessante, tem boas lições de vida.
comentários(0)comente



Saleitura 19/04/2013

"Em 1974, um arqueólogo inglês, Sir Walter Wilkinson, encontrou perto de Nag Hammadi, no Alto Egito, um pergaminho em árabe, hebreu e latim. Cerca de 30 anos antes, a cidade se tornara mundialmente famosa graças à descoberta dos célebres Manuscritos de Nag Hammadi, também conhecidos como Evangelhos Apócrifos.
Sir Wilkinson encaminhou seu achado ao Departamento de Antiguidades do Museu do Cairo. Pouco tempo depois, foi informado de que havia pelo menos 155 cópias daquele documento circulando no mundo, três das quais pertenciam ao museu. Testes de datação com carbono 14 revelaram que o pergaminho era relativamente recente – escrito por volta do ano 1307 da Era Cristã.
Não foi difícil traçar sua origem até a cidade de Accra, fora do território egípcio. Portanto, não havia qualquer restrição à sua saída do país, e o arqueólogo recebeu permissão do governo para levá-lo à Inglaterra.
Conheci o filho de Sir Walter Wilkinson no Natal de 1982, em Porthmadog, no País de Gales. Lembro-me de que na época ele mencionou o pergaminho encontrado pelo pai, mas nenhum de nós deu muita importância ao assunto.
No dia 30 de novembro de 2011 recebi uma cópia do texto a que ele se referira em nosso primeiro encontro. Este livro é a transcrição do manuscrito encontrado em Accra."
Paulo Coelho
"A Indesejada das Gentes chega para os que não mudam e para os que mudam. Mas estes pelo menos podem dizer: 'Minha vida foi interessante, não desperdicei minha benção.'E para os que acham que a aventura é perigosa, que tentem a rotina: ela mata antes da hora. "

Não li todos os livros do Paulo Coelho e nem gostei de todos que li, mas alguns eu guardo e releio. Quando li sobre esse, não tive dúvida de que iria gostar. Como leram acima, não é um livro escrito por ele, mas que, felizmente, ele transcreveu o Manuscrito para nós.
Foi um livro que "degustei", que tinha vontade de marcar diversos trechos (o farei da segunda vez, com certeza), e reli diversas vezes diversos trechos. Muitos deles me lembraram pessoas amigas com que eu quero compartilhar. Cheguei ao final já com vontade de começar novamente. Mais um livro que ficará perto de mim e que com certeza vou reler muitas vezes. Digo isso porque não sou de guardar livros, só os muito especiais que sei irei até eles para sempre, pois vão me enriquecer de alguma forma.
Preciso dizer mais? :)
Em cada capítulo alguém pede para Copta falar sobre um assunto, derrota, beleza, que direção seguir, momentos perdidos, elegância, porque alguns são mais bem-sucedidos que outros,solidão e outros. Com certeza você vai encontrar palavras que irão lhe levar a pensar, que irão lhe enriquecer. E cada vez que ler, algo irá lhe tocar.
Sei que muita gente torce o nariz pro autor, e eu não entendo isso. Acho que não devemos ter preconceito e simplesmente ignorar. Ele não é lido por milhões de pessoas, à toa.
"Quanto mais o coração se aproxima da simplicidade, mais ele é capaz de amar sem restrições e sem medo. Quanto mais ele ama sem medo, mais capaz é de demonstrar elegância em cada pequeno gesto."

Leia aqui um trecho do livro
http://www.esextante.com.br/publique/media/ManuscritoEncontradoEmAccra_Trecho.pdf

Resenhado por Luci Cardinelli

Link Postagem Saleta de Leitura
http://saletadeleitura.blogspot.com.br/2013/04/resenha-do-livro-manuscrito-encontrado.html
comentários(0)comente



PAULA 15/04/2013

Quero ler!
Quero muito ler! Quem quiser trocar!!!
comentários(0)comente



Rosélia Reis 12/04/2013

Esperava mais...
O livro é apenas um pequeno fraguimento de um texto apócrifo, pensei que fosse algo mais a cara dele, porém só existe a transcrição mesmo. Vale a pena ler, mas não espere muito.
comentários(0)comente



Literatura 01/04/2013

Da arte de viver feliz
No início do segundo milênio, Copta, um grego conhecido por ser um homem sábio, decidiu palestrar para um grupo de pessoas amedrontadas pela iminente invasão de sua cidade, Jerusalém, pelos Cruzados. Dentre os ouvintes, jovens, velhos, pessoas destinadas a partir e guerreiros destinados a morrer na vã tentativa de defender a cidade.

E a mensagem que este homem tem para passar transcende a barreira do tempo e do espaço, mostrando como os medos, as mazelas e as alegrias do ser humano são as mesmas, desde que nos entendemos como tal.

Eu tenho uma relação de amor e ódio com Paulo Coelho. Simplesmente detesto a forma como aborda determinados assuntos em vários de seus livros, mas simplesmente não consigo evitar lê-lo, desde que soube o que era se apaixonar de tal maneira por uma leitura a ponto de terminá-la em apenas um dia. E assim foi, em algum dia do ano de 2000, quando li O Alquimista.

E, mais uma vez, estive presa na dualidade dos sentimentos ao ler Manuscrito encontrado em Accra (Editora Sextante, 176 páginas) na estante do Literatura: impossível não solicitá-lo e ter, ao mesmo tempo, medo de resenhá-lo.

E mais uma vez li, não todo, mas cerca de 95% do livro em apenas uma noite.

Então, como descrever as sensações causadas pelas palavras de Copta em seus ensinamentos? Difícil.

A minha vontade era a de transcrever aqui cada uma das mensagens inspiradoras de Copta a cada um de seus ouvintes naquele átrio, naquela tarde de 14 de julho de 1099.

O copyright não me permite.

Veja resenha completa no site:
http://migre.me/dW8Ir
comentários(0)comente



Juliana 25/03/2013

De novo?
Eu sempre gostei de Paulo Coelho. O Alquimista é meu livro favorito, de todos os outros. Gosto de outras obras dele. E acho que dizer o básico de forma simples e clara nunca foi um ponto negativo.
Mas nesse que, já deve ser seu quase vigésimo livro, cansou. Virou fórmula batida, falar mais uma vez em guerreiros, de batalhas espirituais e tals.
Tem passagens interessantes, partes bonitinhas compartilháveis no Facebook, e só.
Durante a maior parte da leitura eu não consegui manter a atenção ao livro.
Vou tentar ler o Vencedor Está Só que dizem ter um estilo bem diferentão dos outros e ver se Paulo Coelho escapa da sina de autoajuda.
comentários(0)comente



Nathalia Neri 13/03/2013

O velho ensinamento
Paulo Coelho vem engrandecendo suas obras desde O Aleph.
O Manuscrito nos traz de uma forma mais clara os ensinamentos que os humanos vem passando de geração em geração há séculos. É um livro que sempre que algo nos abater, se perdemos o equilibro, ler umas páginas ou um tema que nos aflige no momento específico nos faz refletir e pensarmos de uma melhor forma.
Grandes ensinamentos que ainda precisamos colocar em prática, e sempre passar a diante.
comentários(0)comente



Koush 22/02/2013

Médio
Eu sempre escutei opiniões bastante opostas sobre Paulo Coelho. Resolvi experimentar com "Manuscrito Encontrado em Accra".

Sinceramente, não gostei do livro. Ele parece um livro de auto-ajuda com pensamentos genéricos que se encontra por aí. Mesmo assim, possui alguns pensamentos interessantes. Além disso, possui uma abordagem legal, por se passar na cidade de Jerusalém, na iminência de uma guerra das Cruzadas.

Mas, concluindo, não recomendo muito o livro não.
comentários(0)comente



Daniel 02/02/2013

imprecionante...
Um livro que te conforta a cada página, que te ensina a cada linha lida e que acima de tudo nos faz mais seguro na queda do cotidiano. Um jovem que ao ver uma cidade esperar o ataque da cidade rival, vai á praça, reuni todos os moradores e ao invés de ensinar-lhes a como combater faz justamente o contrário: conforta-lhes o coração das agônias humanas e prepara não só o homem, mas o espirito do homem para o dia que se segue... Um livro Ótimo! leiam e tirem suas próprias conclusões.
comentários(0)comente



JuTorres 28/01/2013

Antes de tudo tenho que comentar sobre o trabalho e cuidado da Editora Sextante com o conjunto da obra, desde a arte da capa, que é feita com um material próximo à camurça, até a formatação das paginas, que tenta levar o leitor a ilusão de estar lendo o pergaminho original.

O pior não é cair, é ficar preso ao chão.

Leia o resto da resenha em:
http://portal.julund.com.br/resenhas/manuscrito-encontrado-em-accra-resenhaii
comentários(0)comente



Patty 27/01/2013

Mais uma chance!
Adoro os livros de Paulo Coelho e o meu preferido é o Alquimista! Este eu comecei a ler e fiquei um pouco desmotivada para continuar pois estava me mudando ...mas vou retomar a leitura e depois avaliar! Nao esta de todo perdido, vou ler novamente!
comentários(0)comente



Gabriela 24/01/2013

Não recomendo
Há muito não lia nada do Paulo Coelho, desde a adolescência, eu acho. Mas como ganhei esse livro de presente, parei para ler e perdi meu tempo.
Não gosto das obras do autor, mas essa chega a ser pior. Não tem história, não tem enredo, não acontece nada.
A obra se limita a uma série de conselhos espirituais, daqueles mais batidos, dados por um guia religioso.
Os conselhos não são de grande relevância e não é nada diferente dos conselhos que se encontram em qualquer obra de auto-ajuda.
comentários(0)comente



56 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4