Garotos Malditos

Garotos Malditos Santiago Nazarian




Resenhas - Garotos Malditos


10 encontrados | exibindo 1 a 10


Sarah 16/02/2019

Odiei
Uma bosta
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



GabiFujiki 11/07/2016

Apenas um Garoto Problema
Ludo costumava ser o típico badboy da escola que se metia em confusão e comia as menininhas, mas no colégio pentagrama é considerado normalzinho até por que todos os alunos do colégio são amaldiçoados kkkk
comentários(0)comente



Wellington 29/08/2014

o final
um livro muito bom para se passar o tempo e o final dele não poderia ser melhor uhahuahuhau
comentários(0)comente



Ju 12/01/2014

Garotos Malditos
Ludo estudava em um colégio muito religioso e rigoroso, cheio de regras. Sempre foi conhecido por lá, já que era considerado um pouquinho estranho para os padrões de um ambiente assim - além de ser completamente fanático por filmes de terror e amar bandas que mais ninguém conhece, o garoto usa uma franja que cobre boa parte de seu rosto e tem um piercing no lábio inferior. Isso ainda era tolerado, mas quando ele ousou quebrar uma regra bem clara da escola, foi expulso. Sua mãe decide, então, encontrar um colégio em que ele se encaixe. Descobre o Colégio Pentagrama e acredita que seja o lugar perfeito para seu filho - os alunos de lá se vestem como ele, e parece ser um lugar mais liberal.

Só que, por trás das aparências, o novo colégio de Ludo é um lugar bem sinistro. O garoto não sabe exatamente o que está acontecendo, mas todos os novos colegas o chamam de nulidade e ele não consegue entender o significado disso. Até que chega o momento de sua primeira excursão da escola, para a Ilha da Carcaça, e ele começa a entender que está cercado de monstros de todos os tipos.

"Assistir a filmes de terror sempre foi divertido, mas participar de um não era nada bacana."

A primeira vez que ouvi falar desse livro foi no I Encontro de Blogs de Letras, organizado pelo PublishNews e pelo PavaBlog. Lá, tivemos a oportunidade de conhecer o autor e participar de um bate-papo com ele. O Santiago é mega simpático, dá para perceber que ele ama o que faz. Mesmo que os livros dele não tenham muito a ver comigo, fiquei com muita vontade de lê-los. Quando fui autografar os exemplares que ganhei, perguntei ao autor se uma pessoa muito medrosa conseguiria ler os livros, e ele disse que sim com tanta segurança que eu precisava mesmo tentar. E adorei a experiência.

Na verdade, o livro é bem diferente do que eu esperava. Os adolescentes só assumem sua face 'vampiro/lobisomem/zumbi/qualquer monstro que você imaginar' em uma pequena parte da história. O autor o escreveu tendo como público-alvo garotos que gostam de filmes de terror. Realmente, não é uma leitura indicada para garotas muito delicadas. Ludo fala palavrões e tem pensamentos, digamos, "impuros", a respeito de algumas mulheres. A "namorada" que ele arruma é um ser nojento, que não para de vomitar... rs... Sim, o livro tem coisas bem bizarras.

Apesar disso, gostei demais da leitura. A narrativa do Santiago me conquistou, os capítulos são curtos e rápidos de ler. No início de cada um deles, tem uma ilustração. Já falei um milhão de vezes por aqui que amo livros ilustrados. As ilustrações de Garotos Malditos são lindas, e retratam muito bem partes importantes da história. É um livro bem divertido, até quando uma pessoa maluca corre atrás de outra para fazê-la em pedaços... rs...

"- Nem mais um passo ou eu jogo os contratos todos na água.
Ela comprimiu os olhos, intrigada. Então acenou com a mão para que eu esperasse um segundo. Desligou a motoserra.
- Assim está melhor, não estava conseguindo te ouvir."

Quando eu pensei que tudo já estava resolvido, me deparei com um fato que me lembrou do susto final que normalmente acontece nos filmes de terror. É um livro inteligente, que me surpreendeu bastante. Espero que vocês tenham a oportunidade de ler.

site: http://entrepalcoselivros.blogspot.com.br/2013/12/resenha-galera-record-garotos-malditos.html
Karinne 12/01/2014minha estante
Como não gosto de filme de terror e vou mais para o lado de meninas delicadas,fiquei meio receosa com esse livro! Gostei da capa,achei bem interessante!


Juh 14/01/2014minha estante
Oie Ju!!
Parece ser um livro bem legal!! mas acho que me encaixo na classe de meninas delicadas, rsrsr e me assustaria um pouco com esse livro! rsr! Mas quem sabe eu não venha ter a oportunidade de lê-lo e me apaixone por ele?!! Tem livros que nos surpreendem!

Beijos!!

meudiariojk.blogspot.com.br


Sarah 10/02/2014minha estante
Hum, não sei se gostei... A princípio me pareceu "mais do mesmo": adolescentes e seres fantásticos. Mas se te surpreendeu, sinal que tem coisa nova e boa! :)




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Flavio Junior 15/01/2013

Que livro, hein?
Mudanças nunca são fáceis para NINGUEM! Ainda mais quando as pessoas mudam a maneira de te olhar após isso. Pois é, essa é a história de Ludo, um garoto do segundo ano, que é expulso do colégio após transar com sua ex-namorada e acaba em um colégio “alternativo”, o Colégio Pentagrama. Mas não é só isso, depois de um tempo na escola ele se vê no meio de vampiros, lobisomens e zumbis.
O livro é bem interativo, e o fato da narração ser em primeira pessoa faz com que você possa lutar pela causa da personagem, e entender melhor o que ele está sentindo. Algumas vezes você também se sente atingido pelo deboche: “nulidade”, ou até mesmo zangado com alguns personagens que implicam com o Ludovique (Ludo) durante a história.
Cada personagem no livro tem uma característica marcante que faz com que se diferencie psicologicamente dos demais. Como por exemplo, a mãe da namoradinha do Ludo, que é sempre muito nervosa, e tenta disfarçar os ataques da filha.
Se você já leu outros livros do Santiago, poderá perceber que ele faz referências a dois deles durante “Garotos Malditos”. O trecho que inicia a parte um do livro (por sinal outro aspecto positivo do livro a divisão em três partes) é a seguinte: “Eu me deitava na cama, sem conseguir dormir. Nem adiantava pensar em jacarés assassinos e maníacos seriais a perspectiva da escola era mais assustadora.” Ao mencionar jacarés assassinos ele nos faz lembrar o personagem principal de seu livro “Mastigando Humanos” de dois mil e seis, já ao falar de maníacos seriais, ele no remete a professora vilã de seu outro livro “O prédio, o tédio e o menino cego”.
Outra façanha do autor foi ter criado um vinculo linguístico com o publico adolescente, fazendo recurso de expressões de internet para expressar risos, como “hehehe”.
O Santiago te faz dar gargalhadas nesse livro em diversos momentos, como nas aparições do Padre Fábio Júnior, e também com o personagem Dominique, ou simplesmente Domi, que se interessa por Ludo ao perceber o seu jeito “delicado”. Algumas pessoas poderiam tratar a rejeição do Ludo ao Domi como preconceito, mas eu (que sou totalmente anti-homofobia) não vejo desta maneira, é mais a opinião da personagem que queria se dar bem no colégio novo ao invés de ficar com fama de “veado”.
O livro foi publicado pela editora Record com o selo “Galera”, e eu achei uma boa edição, sem falar das ilustrações feitas pelo João Lestrenge que enriquecem o texto e te deixam ansioso para ver no inicio dos capítulos um novo e belo desenho.
Você DEVE ler "Garotos malditos e acompanhar mais uma das histórias bem feitas do Nazarian!
Nota de uma a dez: 8
comentários(0)comente



Fernanda 11/11/2012

Resenha postada na coluna Caçadora de Livros do caderno Na Mira, jornal O Estado do Maranhão.
Garotos Malditos (Santiago Nazarian)
Todo mundo sabe que os livros YA (livros focados para os jovens adultos) estão em alta e o que mais agrada, nessa avalanche de lançamentos é o destaque, que alguns autores nacionais recebem.
Garotos Malditos é um livro rápido e divertido. Santiago Nazarian, uma brasileiro antenado, conseguiu mesclar o sobrenatural com fatos que todo mundo já passou na adolescência.
Imaginem um rapaz franzino, Ludovique, que adora rock e que sempre foi considerado a última opção no colégio e de uma hora pra outra, ele muda para o colégio Pentagrama e lá tudo o que ele pensava que só existia em histórias de terror, realmente acontece.
Berremote – disse ela. – Esta aí faz tempo. Certamente você já percebeu que esta escola está repleta de espécimes estranhos. Servido?
P. 99
Ludovique, que até então é humano, foi escolhido para essa escola, justamente para que ele aumente o contingente de servos do mal. O que não contavam era com a curiosidade dele e com a possibilidade dele lutar contra toda uma orda, mesmo sendo o elo mais fraco da corda.
Apesar do humor presente no livro, o autor consegue tratar de assuntos bem atuais, como homossexualidade, bulying, relações interpessoais e por aí vai.
O livro foi publicado pela editora Galera Record e eu espero que você consiga um espaço para o sobrenatural que existe em você, afinal, o seu vizinho pode ser um zumbi e você não saber.
Para maiores informações sobre o livro, acesse o skoob: http://www.skoob.com.br/livro/250688
;D
Até a próxima!
Fernanda 11/11/2012minha estante
Link com a foto da coluna: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=502760243081777&set=a.326790947345375.83161.202614756429662&type=1&theater




anna furtado. 27/10/2012

Supimpa!
Bom, primeiramente quero agradecer à editora Galera Record pela oportunidade incrível de participar do clube de primeiros leitores, eu adorei o livro e receio que vou me inscrever mais vezes.
Então vamos lá. Ao olhar o livro pela primeira vez, fiquei um tanto intrigada, pois não sabia o que esperar de um livro que fala sobre colégio de monstros. Notei que o autor era brasileiro, então fiquei bastante animada. O livro apresenta Ludovique, ou simplesmente Ludo como o nosso narrador. Ludo é um rapazinho que freqüenta o segundo ano do ensino médio. Ele tem pais intelectuais, sendo sua mãe uma psiquiatra e seu pai um professor de filosofia em uma faculdade. Além disso, Ludo tem gostos ímpares, como por exemplo, filmes de terror, rock, ele é basicamente um roqueiro. Mas ele foi expulso de sua escola anterior (por um motivo que você terá que descobrir) e seus pais o matriculam na escola pentagrama – sem saber que fizeram a maior burrada do mundo!
Haha, a escola pentagrama é uma escola para monstros – e Ludo e tampouco seus pais sabem disso. Cheguei a me surpreender com as aulas e toda a estrutura da escola, um tanto divertida. Mas por outro lado, um tanto perigosa, vendo que seu colega de mesa pode ser um vampiro, ou um lobisomem. Ludo vai descobrir da pior maneira que estudar numa escola alternativa (como seus pais a chamam) pode ser algo bem sinistro!
A história de Nazarian foi um tanto tranquila de ler, discorrendo sem dificuldades entro os fatos apresentados. A cada página eu queria mais e mais e não sosseguei enquanto não terminei de ler. O livro apresenta também maravilhosas ilustrações de João Lestrange, que mostram bem algumas cenas.
Adorei o livro, super recomendo para quem está procurando um livro para se distrair e que vai te dar risadas de sobra! Possuindo cerca de 250 páginas, Garotos Malditos foi um livro que eu achei um tanto genial, não repetindo toda aquele drama dos vampiros e humanos, na verdade, a escola foi uma grande sacada na minha opinião. Recomendadíssimo!
comentários(0)comente



10 encontrados | exibindo 1 a 10