O Código da Inteligência

O Código da Inteligência Augusto Cury




Resenhas - O Código da Inteligência


102 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7


Bob 09/08/2010

Surpreendente.
Honestamente tenho preconceito com livros de autoajuda, mas ao contrário do que esse livro demonstrava ser, encontrei uma leitura boa e coisas às quais nunca havia atinado. Recomendo.
comentários(0)comente



Mariana 22/07/2010

Os livros do Cury nunca foram elogiados antes por mim. Não gosto muito de auto-ajuda. Porém não posso deixar de dizer que com o "O código da inteligência" passei a admirar o autor, a pessoa que ele é, e o seu trabalho. Este foi, dentre os que já li dele, o que mais gostei. Ele trás, com um tema importante, propostas interessantes sobre a humanização das pessoas.
É uma leitura rápida, porém com algumas repetições. Mas é bom.
comentários(0)comente



Renata Abreu 29/07/2010

Reflexivo
Gosto muito de Augusto Cury. Suas reflexões e pesquisas faz com que eu me descubra e me compreenda melhor. Excelente livro.
comentários(0)comente



Silvio 23/11/2011

Mais um livro de autoajuda! Como todos os demais, ele diz o óbvio, o que todo mundo está careca de saber; diz coisas impossíveis de se fazer, outras coisas muito bonitas em teoria, mas impossíveis na prática. Diz algumas poucas coisas interessantes, diz "o que" fazer, mas não diz "como" fazer. Também se autocontradiz em diversos pontos; diz coisas fora da realidade, por exemplo: critica severamente o sistema educacional moderno, que não forma pensadores, (com toda razão, aliás)mas se esquece de dois fatores: o 1º é que ele mesmo foi educado no sistema que critica, o 2º é que sistemas educacionais anteriores ao atual não eram melhores, também não formavam pensadores.
Ariana de Souza 02/10/2012minha estante
De fato é um livro bom, um conteúdo de excelente qualidade, porém achei a leitura muito cansativa. Apesar de ser uma leitura rápida e de fácil compreensão, não consegui terminar de lê-lo devido a muitas repetições durante o roteiro. Quero tentar ler ele novamente, pois o conteúdo muito me interessou.


kenhimura 07/11/2012minha estante
Argumente de forma clara e lógica. Não use falácias, é feio e infantil.

O fato dos sistemas anteriores não serem bons, não qualifica o nosso como bom. De fato, é um lixo e as pessoas aprendem bem mais fora da faculdade do que dentro dela.

Quanto à parte dita "impossível", só é impossível para covardes, preguiçosos e pessoas de mente pequena - imediatistas.

Se você não gostou e quer fazer uma crítica, seja sincero (dizendo "não gostei porque não gostei"), e não tente atacar o autor por problemas e fraquezas que são suas, não dele.


Silvio 07/11/2012minha estante
Acho que você não leu o livro!


Ingrid 20/01/2013minha estante
Pois bem, você não deve ter prestado muita atenção na leitura... Primeiro, não é "mais um livro de autoajuda", logo nas primeiras partes o autor explica que os "desentendidos" erroneamente julgam o livro assim, mas não sabem a grande diferença que há entre um livro de autoajuda e outro de Ciência Aplicada.Segundo, se você realmente entendesse "o que" fazer saberia como.Em nenhuma parte Augusto diz coisas "fora da realidade", só expõe sua opinião sobre o sistema educacional que realmente não forma pensadores, você só "acertou" ai. Todos nós, até hoje, inclusive você (que na foto aparenta ser uma pessoa de idade) fomos educados nesse sistema,o que realmente não forma pensadores, veja. E como a moça disse aqui embaixo :
"Argumente de forma clara e lógica. Não use falácias, é feio e infantil."
E sim, estou lendo o livro pela segunda vez !


Gerson 04/02/2013minha estante
O livro realmente diz o óbvio, mas você se esquece que há inúmeras coisas óbvias que os seres humanos não fazem pela mais simples falta de vontade de ser alguém melhor. O que é dito nesse livro realmente é complicado de ser praticado pela maioria, mas seria interessante, a partir da necessidade de cada um, pelo menos tentar. Só critico uma coisa no autor, que é o fato de ser muito repetitivo. Mas a essência de suas obras são de muita importância para o bem-estar da sociedade de um modo geral.


Silvio 05/02/2013minha estante
Quando se critica um livro do qual outras pessoas gostaram, é isso mesmo o que acontece. É como se se falasse mal do time de futebol do seu coração; ainda que ele seja o último colocado, ele é o melhor de todos, não se pode falar mal dele. Assim, se você gostou de um livro, não aceita que alguém o critique em hipótese alguma.


Frayer3 18/10/2013minha estante
Achei essa crítica contraditória e com uso de ad hominem.
Pois nesse livro é onde ele mais explicitamente expõe sua teoria. Mesmo que não concorde com ela, não se pode desqualificá-la tratando-a como "auto-ajuda."
Sobre o sistema educacional vigente, ele de fato é deficientíssimo, ainda mais por estar contaminado com o viés marxista de Paulo Freire.
E com certeza sistemas educacionais anteriores era sim melhores. Só pra efeito de comparação o Trivium e o Quadrivium era sistemas de ensino bastante sólidos.


Lu 29/05/2016minha estante
exatamente o que penso Silvio. Falou, falou e não falou nada, passo longe do autor e do gênero. (lá vem pedrada pra cima de mim) Só não entendo o porque de não respeitarem quem não curtiu. Leu? Gostou? Ótimo. Não curti, não gostei, qual o problema? Aquela coisa, o que seria do preto se todos gostassem do azul?




Carina Pilar 15/04/2014

Minha humilde opinião
O livro O Código da Inteligência fala das principais emoções humanas, como reagimos a elas e as armadilhas que são formadas pela nossa mente, o livro traz 8 códigos da inteligência: o Eu como gestor do intelecto, código da autocrítica, da psicoadaptação ou resiliência, do altruísmo, do debate de ideias, do carisma, da intuição criativa e do Eu como gestor da emoção e mais 4 armadilhas que criamos: o conformismo, coitadismo, medo de reconhecer os erros e correr riscos.

A cada código Cury traz histórias, exemplos e teoria para o leitor se identificar e visualizar as vantagens da descoberta do seu Eu, seu interior, sua mente, ao final das explicações de um código da inteligência há as vantagens em decifrar o código, as consequências de não decifrá-lo e exercícios para aprimorar a sua mente neste quesito. São situações onde aprendemos como ser líder da nossa mente, com ações para trabalhar a construção de pensamentos, emoções e administrar as zonas de conflito, desenvolver o lado autocrítico, para sabermos como medir as palavras e ações com os nossos próximos, como trabalhar com a ansiedade e hiperatividade através da capacidade de lidar com situações de altas e baixas que a vida propõe, ser altruísta e ter amor e consideração pelas pessoas, aprender a expor suas ideias e discutir as dos outros, ser carismático com todos, encantar e admirar os outros, aprender a pensar diferente, enxergar as coisas de forma inusitada e sob ângulos diversos, e por fim, os ensinamentos de como se tornar gestor da sua própria mente.

Este livro não deve ser lido uma única vez, deve servir como material de consulta, lê-lo todo de uma vez, sem fazer anotações, sem fazer associações com as situações vividas diariamente não será suficiente, deve-se realmente exercitar as ações aprendidas nele, com o objetivo de ter uma vida melhor para você e para as pessoas ao seu redor, quando se deparar com uma situação onde uma das emoções mencionadas anteriormente são fortemente ativadas releia o capítulo referente, fixe na sua mente e exercite cada parágrafo, somente assim o proveito desta obra de arte será completa, estes anos de estudo descritos por Cury serão utilizados na sua vida!

Achei o livro excelente, o meu único porém, que é algo comum nos seus livros, é a repetição as vezes excessiva de metáforas com o mesmo sentido e os parágrafos falando novamente do grande teatro da vida que é a nossa mente, a teoria é ótima, mas as vezes a repetição torna-a cansativa, mas com certeza isso não diminui a beleza deste livro, certamente vale a pena comprá-lo, mas não para ler, para estudar, será um aprendizado para cada um de nós.

site: www.CarinaPilar.com | Meus Livros e Minhas Histórias
comentários(0)comente

Diego 27/01/2011minha estante
Concordo em genero numero e grau com tua "humilde opinião", na verdade ainda estou lendo e a cada página me impressiono com a capacidade de Cury de entender as mazelas psíquicas e nos convencer de que esses condicionamentos podem e devem ser mudados com urgência. Como é fácil se encaixar perfeitamente com os problemas psicológicos citados por ele... e concordo também sobre as repetições excessivas das metáforas, isso chega a irritar, mas é um detalhe perante a importância do que Cury tem pra nos ensinar.




Tarik 30/11/2012

Ótimo livro
Uma teoria interessante, árduo de ser praticado nos dias de hoje. Realmente nosso sistema educacional não nos prepara adequadamente para sermos pensadores e formadores de opinião. É preciso desejar isso, buscar, treinar. Não é tarefa fácil.

Acho que é um livro que vale a pena ser lido.
comentários(0)comente



Bruno 18/02/2015

Por enquanto o melhor livro que eu ja li
Deixando bem claro eu não considero esse livro como autoajuda mais sim um livro de ciência aplicada enfim de Psicologia Psiquiatria Pedagogia e Filosofia assim como ele fala no livro.

Oq eu tenho que falar desse livro e que ele me ajudo muito em varias parte da minha vida como por exemplo: ele deu fim aos demônios que me atormentavam, me liberto das falsa crenças que eu tinha, me faz sair da zona de conforto, a para de ser coitadista e conformistas e a ser um ativista sendo eu o ator do meu destino, deixei de ser aquele pessoas de cabeça fraca que tudo que aparece na frente e facilmente manipulada.

Quantos seres humanos estão no ápice do desespero neste exato momento? Inclusive em tirar suas vidas porque não aprenderam a confrontar, discordar, reciclar os pensamentos pessimistas. Ta ai um grande resumo do livro aqueles que não questiona e deixa levar por suas emoções pessimistas e falsas crenças e não consegue decifra os código que o livro trás ira viver uma vida infeliz depressiva.
eu considero esse livro muito complexo de entender ainda mais se vc for querer ler ele assim de uma vez... acho que vai aprender tudo assim de cara, minha dica que eu do e sempre ta lendo pouco e fazendo muito da pratica... eu tive que ler duas vez o livro pra me entender uma boa parte e mesmo assim nao extrair tudo dele ainda, uma dica que eu do e sempre as parte mais importante que vc acha do livro sempre ta anotando e praticando eu garanto que esse livro vai ajudar a vc em todos os especto da sua vida
comentários(0)comente



Silva.Mills 15/07/2015

O código da inteligência
Vivemos numa sociedade que prezam o treinamento mas nós esquecemos de treinar nós somente para suportar os dias difíceis buscamos excelência profissional mas deixamos de ser excelentes faz amigos e conjugues somos especialista em fazer cálculos matemáticos mas negligentes em calcular o valor das relações como reverter esse quadro como recuperar a verdadeira essência do ser humano basta aprendermos a desvendar os códigos da inteligência que são as ferramentas fundamentais para desenvolver o imaginário a capacidade de superação autoestima as opa potencialidades intelectuais e a saúde física psíquica de cada um de nós?????
comentários(0)comente



Wendel 09/03/2012

O códico da inteligência:


Trata-se de uma obra fascinante, que promete revolucionar toda a sociedade ao revelar novas descobertas sobre algo de que, até aqui, se sabia muito pouco: a (inteligência).

Augusto Cury, um dos escritores mais publicados em todo o mundo e autor de livros já tão conhecidos como Pais Brilhantes, Professores fascinantes e Filhos Brilhantes, Alunos Fascinantes, defende uma das mais complexas teorias sobre o funcionamento da mente humana.

Ao longo das páginas deste livro ele indica-nos não só os códigos de inteligência que vão formar os pensadores deste século, mas também algumas das armadilhas que podem bloquear a inteligência e a saúde psíquica.

De acordo com a teoria defendida pelo autor todos nós temos a capacidade de desenvolver ao máximo a nossa própria inteligência, fazendo uso de todo o nosso potencial psicológico, intelectual, emocional e espiritual. E, por sua vez, esse desenvolvimento da inteligência vai permitir-nos atingir o sucesso, não apenas a nível profissional, como ainda no plano afectivo e social.

Destinado a leitores de todas as idades, este livro é sobretudo indicado para aqueles que procuram libertar a criatividade, expandir a arte de pensar e, em simultâneo, desenvolver a saúde psíquica.
comentários(0)comente



Mailton 15/02/2011

Alguém por favor proiba esse cara de escrever!!!
Antes que as pessoas comecem a acreditar no que ele diz.
comentários(0)comente



Marina 24/04/2012

O código da inteligência é um livro de auto-ajuda, por tentar ajudar as pessoas que o leem, mesmo quando o autor nega. E também é um livro de psicologia, psiquiatra, pedagogia e filosofia aplicada, por falar das teorias das janelas da memória e do funcionamento da mente.
Ele é dividido em três partes, muito bem detalhadas e explicadas.
A primeira parte o autor nos conta o que é inteligência multifocal. Explica o que são os códigos da inteligencia e a definição de inteligencia. Tudo muito simples de entender.
A segunda parte, fala das quatro armadilhas da mente, que são muito comuns na sociedade. Eu me identifiquei e identifiquei alguns amigos nelas.
A terceira parte são os oito códigos da inteligência que o autor selecionou para colocar no livro. No final de cada capítulo tem as possíveis consequências de quem decifra e não decifra cada código, e também exercício para decifrá-los. São coisas simples de fazer, porém algumas muito difíceis.
No fim do livro, tem os 5 hábitos dos bons e excelentes profissionais, um pouco da história dos livros "O futuro da humanidade" e "O vendedor de sonhos".
Apesar de gostar mais de livros de ficção, esse livro é muito bom. A linguagem é simples. Tudo é muito bem explicado.
O autor também conta parte de sua própria vida, mostrando que nem tudo que ele diz é teoria.
Costumo me distrair com facilidade, e como o livro não é ficção, não tem personagens nem "enredo", fica um pouco difícil agarrar-se a leitura. Fica mais fácil compreender as teorias quando estão em um dialogo e são explicadas da mesma forma.
Mesmo me distraindo às vezes, aproveitei bastante o que li no livro. O código da inteligência é fascinante. Não é a toa que vendeu mais de 7 milhões de exemplares.
Recomendo para quem quer se educar, se humanizar e mudar um pouco o modo de ver as coisas .

Mais no blog: http://lerimaginarcriar.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Marcelo Paulo 01/09/2010

Tentei, tentei... mas não consegui terminar.
comentários(0)comente



Bruna Moraes 22/02/2014

Minha concepção
Os livros de Augusto Cury sempre nos fazem olhar vida com outros olhos, no livro O código da inteligencia não é diferente, ele nos mostra de que maneira podemos agir em certos momentos, quais atitudes são saudáveis para nossa mente e como ela funciona.
Se todas as pessoas tivessem esse conhecimento com certeza formaríamos uma sociedade muito melhor, com relações saudáveis.
comentários(0)comente



fabianom 30/01/2009

Primeiro livro do Augusto Cury que li. Achei, sob muitos aspectos, interessante, tanto que li uma segunda obra, até o fatídico "Nunca desista dos seus sonhos". Desde então não recomendo mais nenhum outro livro do autor, inclusive aqueles que eu pensei que havia gostado, como este.
comentários(0)comente



Leo Ximenes 18/05/2009

Em primeiro Lugar gostaria de deixar claro que não sou um leitor assíduo do Augusto Cury. E não digo isso por preconceito ou por considerá-lo um péssimo autor. É só para deixar claro que não tenho nenhum parâmetro para comparar esse livro com outros escritos pelo mesmo.

Dito isto, vamos ao que interessa. É um bom livro. Nada de fenomenal, nada de excepcional, apenas um bom livro. O Augusto Cury busca desvendar o que chama de "Códigos da Inteligência" apontando na descoberta de tais códigos, o caminho para uma vida mais equilibrada e proveitosa. Em muito ele acerta, já que os tais códigos são de importância fundamental nessa vida louca e corrida que levamos. Ele acerta também em criticar o sistema educacional vigente, que estimula unicamente o acúmulo de informações ao invés de incentivar o raciocínio e o pensamento próprios.

O que me incomoda no livro é o excesso de propaganda de outras obras dele, que permeiam toda a leitura em pequenos trechos nas páginas. Também, o fato de que os tais "Códigos da Inteligência" foram, na sua maioria, propagados pelo Mestre dos mestres, há mais de 2000 anos atrás. Então a obra não é exatamente um primor no quesito originalidade.

Dito isto, é uma obra que pode ajudar muita gente. Eu gostei.

Mais informações: http://www.ocodigodainteligencia.com.br/.
comentários(0)comente



102 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7