Inverno do Mundo

Inverno do Mundo Ken Follett




Resenhas - Inverno do Mundo


135 encontrados | exibindo 91 a 106
1 | 2 | 3 | 4 | 7 | 8 | 9


Ana Claudia 09/02/2017

Inverno do Mundo
Delícia ler este livro que retrata muitíssimo bem a época da 2a. Guerra Mundial. Rico em detalhes e ao mesmo tempo envolvente. O envolvimento é tão grande que a gente se vê torcendo para um ou outro, ao mesmo tempo que tenta se colocar dos dois lados. Vale muito a pena a leitura.
comentários(0)comente



Phablo Galvão 29/03/2017

Recomendo demais!
Leitura de "Inverno do Mundo" concluída com sucesso! O segundo livro da trilogia O Século vem com a missão de continuar com a saga das cinco famílias - americana, alemã, russa, inglesa e galesa - do ponto em que terminou o primeiro livro "Queda de Gigantes". Nessa nova aventura, mergulhamos nos desdobramentos dos fatos que vão desencadear na Segunda Guerra Mundial e no despertar da era nuclear. A nova geração dessas famílias caem no turbilhão social, político e econômico que se inicia com a ascensão do Terceiro Reich.
É preciso destacar que Ken Follett recria, com uma pesquisa minuciosa, o contexto histórico da época e este é muito bem costurado à trama em uma história capaz de ensinar e divertir. Aprendi mais a respeito da Segunda Guerra com essa leitura do que na época no meu ensino médio. Recomendo demais!
comentários(0)comente



Max 23/04/2017

Obra prima de Follett
O inverno do mundo pode entrar na lista definitiva de grande classico e obra prima sobre a segunda grande guerra. Ritmo envolvente,personagens divinos e construidos de maneira humana ao ponto de se envolver profundamente com cada ponto de vista. A obra mostra os horrores da guerra nos mostra uma visao da Alemanha e do mundo antes e durante o terror nazista,a forma como Hitler e seu partido tratava nao apenas o sangue judeu mais os idosos,ciganos e deficientes fisicos. Uma obra gigante em paginas e gigante em importancia historica. Inverno do mundo merece ser lido,admirado,idolatrado e entendido,um classico e uma obra prima que dificilmente vai ser esquecido tao cedo. Recomendado demais.
comentários(0)comente



Carol 15/05/2017

Melhor que o primeiro!
Achei a história mais envolvente que no primeiro livro. Excelente! Amei!
comentários(0)comente



Marcelo 31/05/2017

Muito bom
A continuação é muito boa!!! Não é tão empolgante quanto o primeiro livro, mas não deixa em nada a desejar...

Muito, muito bom e estou ansioso para ler o terceiro livro!

Super recomendo
comentários(0)comente



neto 06/06/2017

bom......mas.......
o livro começa muito bom mesclando ficçao com fatos historicos assim como em queda de gigantes, mas ao contrario do vol 1 a historia se prende muito nos personagens fictícios, principalmente no final, deixando a historia real em segundo plano, achei um pouco desagradavel isso ja que o vol 1 foi brilhante.... na medida certa.
comentários(0)comente



Cheiro de Livro 15/06/2017

Inverno do Mundo
Todos os ótimos personagens do primeiro livro reaparecem, mas agora são secundários, quem domina a ação são seus filhos. Depois de dois anos de espera estava com saudades de Maud e Ethel, minhas personagens preferidas em “Queda de Gigantes”. Elas aparecem pouco mas o reflexo de suas personalidade nos filhos é visível.

“Inverno do Mundo” começa cerca de 10 anos do termino do primeiro livro. O Nazismo é crescente na Alemanha, Stalin comanda uma ditadura cruel na Russia e o New Deal começa a reestruturar os EUA depois do crash da Bolsa em 1929. Esse é o panorama a que somos apresentados logo nos primeiros capítulos. Follett tem uma escrita ágil e, até certo ponto, didática sobre os acontecimentos mais importantes o que faz com que o leitor menos ligados a fatos históricos consiga administrar o andamento do livro. A mescla de personagens históricos com os fictícios emprega uma verdade ao que é contado, o leitor sabe o que vai acontecer no macro, Hitler vai perder ao final da guerra, e mesmo assim se vê hipnotizado pelas paginas.
Os personagens masculinos são bons, com destaque para Lloyd e Volodya, um inglês e um russo, ambos com ótima visão do mundo que os cerca e das mudanças que ocorrem. Volodya é um personagem que pode dar muito pano ara a manga no terceiro livro sobre a Guerra Fria, ele e seus filhos, já nesse volume ele questiona o regime sovietico. Entre as mulheres duas se destacam Daisy e Carla. A primeira começa a historia como uma socialite americana deslumbrada e se transforma, seu romance com Lloyd é pelo que o leitor torce, como torceu por Robert e Maud no primeiro volume. A segunda, Carla, é a guerreira da historia, sobrevive a tudo na Alemanha, tem um romance bonito mas o que a faz um personagem inesquecível é a sua luta implacável pelo seu pais. Sem quere contar spoiler, ao terminar o livro fiquei com muita dó da família Von Ulrich, nada dá certo para eles, torço, desde já, por uma redenção no ultimo livro. Follett adora um final feliz e essa família está merecendo isso mais do que qualquer outra.

Follett gosta de proteger seus personagens, não tem muitas mortes de personagens principais em seus livros. Aqui a proteção não acabou pro completo, mas ficou mais flexível, temos algumas mortes, algumas brutais, outras de partir o coração. É uma boa decisão de Follett não deixar seus personagens principais “protegidos”, afinal ela está falando sobre guerra e nela há mortes, ninguém sai ileso. Isso deixa o leitor tenso, torcendo para que os seus personagens preferidos sobrevivam.

Como no primeiro volume esse deixa muitas crianças para liderarem a história que fechará o século, que venha a Guerra Fria, a luta pelos direitos civis nos EUA, as greves no governo Margaret Thatcher, as guerras no Afeganistão e Vietnã, enfim Follett ainda tem muita história para contar e mais uma vez deixa tudo bem encaminhado para mais uma geração destas famílias. Agora é esperar até 2014.

site: http://cheirodelivro.com/inverno-do-mundo/
Juliane.Barpi 19/06/2017minha estante
Não to conseguindo ler as ultimas 100 pg de Queda de Gigantesss, não sei pq, bloqueei :/


Cheiro de Livro 19/06/2017minha estante
leia, vale a pena. A trilogia é ótima


Juliane.Barpi 22/06/2017minha estante
Conclui a leitura!! Obrigada pelo incentivo hehehehe




Rodolfo 06/09/2017

"Tem a força e o arrebatamento de Queda de gigantes. A dedicação de Follett e sua habilidade para desenvolver tantas tramas em uma história capaz de ensinar e divertir deixarão os fãs ansiosos pela parte final da trilogia." - Publishers Weekly

Depois do sucesso de Queda de gigantes, Ken Follett dá sequência à trilogia histórica "O Século" com um magnífico épico sobre o heroísmo na Segunda Guerra Mundial e o despertar da era nuclear.

Inverno do mundo começa do ponto em que termina o primeiro livro. As cinco famílias -
americana, alemã, russa, inglesa e galesa - que tiveram seus destinos entrelaçados no alvorecer do século XX embarcam agora no turbilhão social, político e econômico que se inicia com a ascensão do Terceiro Reich. A nova geração enfrentará o drama da Guerra Civil Espanhola, da Segunda Guerra Mundial e da explosão das bombas atômicas.

A vida de Carla von Ulrich, filha de pai alemão e mãe inglesa, sofre uma reviravolta com a chegada dos nazistas ao poder, o que a leva a cometer um ato de extrema coragem. Os irmãos americanos Woody e Chuck Dewar seguem caminhos distintos que levam a eventos decisivos - um em Washington, o outro nas selvas sangrentas do Pacífico.

Em meio ao horror da Guerra Civil Espanhola, o inglês Lloyd Williams descobre que precisa combater com o mesmo fervor tanto o comunismo quanto o fascismo. A jovem e ambiciosa americana Daisy Peshkov só se preocupa com status e popularidade, até a guerra transformar sua vida mais de uma vez. Enquanto isso, na União Soviética, seu primo Volodya consegue um cargo na Inteligência do Exército Vermelho que irá afetar não apenas o conflito em curso, como também o que está por vir.

Como em toda obra de Ken Follett, o contexto histórico é pesquisado com minúcia e costurado de forma brilhante à trama, povoada de personagens que esbanjam nuance e emoção. Com grande paixão e mão de mestre, o autor nos conduz a um mundo que pensávamos conhecer, mas que agora nunca mais parecerá o mesmo.
comentários(0)comente



cotonho72 28/12/2017

Ótimo!
Nesse segundo livro da trilogia O Século, continuamos acompanhando a vida e a luta das cinco famílias que conhecemos na obra anterior “Queda de Gigantes”. Essas famílias são a americana, alemã, russa, inglesa e galesa, suas participações na história agora são menores e seus descendentes são o grande foco, além dos desdobramentos da Segunda Guerra Mundial.

Ethel Leckwiht é uma figura importante na política e agora ela faz parte do parlamento, mas a ida do seu filho Lloyd para a Espanha acaba fazendo com que ela fique muito preocupada e apreensiva, Lloyd resolveu lutar na Espanha, Gus Dewar teve dois filhos, Chuck e Woody, Chuck surpreendeu toda a família ao optar pela área militar e se alistar na Marinha, Woody gosta muito de fotografia, mas está aprendendo tudo sobre política com o pai e o acompanha no mundo político.

Walter Von Ulrich e de Maud sua esposa tem dois filhos, Erik e Carla, Erik é totalmente seduzido é pelo nazismo e ao contrário do seu irmão, Carla não se simpatiza com o nazismo e suas barbáries, ela é uma garota muito corajosa, na família Peshkov, Daisy Peshkov que é filha de Lev Peshkov, ela é uma jovem rica, mas que não é aceita na alta sociedade americana, pois, seu pai é um gângster e imigrante russo, seu primo Volodya, que mora na Rússia e foi criado como filho de Grigori Peshkov, agora ele faz parte da inteligência Russa.

Desta maneira, acompanhamos estes personagens e outros que são inseridos na história, assim passaremos pela Grande Depressão, veremos a ascensão de Hitler e a instalação do regime nazista na Alemanha, o Comunismo Russo; passamos pela Guerra Civil Espanhola e a ascensão de Francisco Franco ao poder, também vemos os grandes e perigosos avanços da tecnologia nuclear, e também o ataque a Pearl Harbor que marcou a entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial.

Ken Follett como sempre consegue impressionar o leitor com a sua escrita, com a suas excelentes descrições dos acontecimentos e dos diferentes cenários por onde acompanhamos os personagens, além dos fatos históricos e de entrelaçar de maneira magistral todas essas famílias de diversos países. Ficção e realidade se misturam na história e encantam o leitor.

A narrativa é em terceira pessoa e flui muito bem, conseguindo manter o leitor numa grande expectativa através das reviravoltas, suspenses e dos jogos políticos e de poder que permeiam todo o período histórico que é retratado, não faltam torturas, desaparecimentos, crueldade e claro romance, com certeza uma bela aula de história, para os fãs do autor e de romances históricos a leitura dessa trilogia é obrigatória, e que venha o próximo livro.

site: http://devoradordeletras.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Domi 26/02/2018

Não decepciona
Como era de se esperar o segundo livro da trilogia de Ken Follet é excelente, uma verdadeira lição de história.
Engraçado que imaginei que este seria meu livro preferido da trilogia por se tratar da segunda guerra mundial, tema que me interessa, porém posso afirmar que o primeiro ainda me foi mais marcante. O motivo? Acredito que os personagens. No primeiro livro me vi muito mais envolvida com os personagens, queria saber tanto os fatos históricos como os desfechos de suas historias pessoais. Neste livro, na minha opinião, os personagens não eram tão fortes como no primeiro. Ethel, Maud, Fitz, Walter, Gus, Billy, Grigory, Lev... todos eles tinham sua força e seu papel importante para o desenrolar da história, o que não senti neste segundo.
No Inverno do Mundo a personagem mais admirável é a Carla, sem sombra de dúvidas.
Agora rumo ao terceiro! :)
comentários(0)comente



Vivi 14/04/2019

O primeiro livro da trilogia Queda de Gigantes ( resenha aqui no ig) eu achei incrível . Quando parti para esse segundo fiquei pensando... que a sequência continue maravilhosa.Mas, pelo amor de Deus!! Estamos falando de Ken Follett!!
Os personagens do anterior voltam mas com mais idade tudo inicia em 1933 como eu peguei em seguida não foi difícil montar a árvore genealógica de cada um que estão em nacionalidades distribuida. E são personagens riquissimos. Esse é mais forte que o primeiro os fatos são mais dificeis de lidar.
Começa com a ascensão de Hitler ao poder na Alemanha e a Guerra Cívil Espanhola vai desencadeando a pré- guerra nos dando fatos importantes da Historia. Espionagem , contra espionagem, armas nucleares o que levou tudo que ocorreu no Japão também naquela época. Racismo , homossexualidade também são abordados aqui. E vamoa acompanhando o lado tanto dos mocinhos quanto os bandidos nessa fase que foi tão triste para o mundo. Impossível não se envolver com tudo. E como sempre Follett sabendo magistralmente acrescentar a fatos reais personagens fictícios fortes, inesquecíveis e que consegue emocionar os seus leitores.
comentários(0)comente



Eliane 02/08/2019

Ótimo
Livro excelente!! Ken Follet nos transporta para o cenário aterrorizante da 2ª Guerra Mundial, dando continuidade no desenrolar das vidas de personagens que conhecemos tão bem no 1º volume dessa trilogia. De maneira magistral somos conduzidos a vivenciar uma época traumatizante, a ascensão de Hitler, o nazismo, toda a insanidade do extermínio de milhões de judeus. Sentimos na pele, por assim dizer, toda a angústia, o terror, a dor pelos quais passam as personagens. Ficamos inteirados das jogadas políticas tanto dos países envolvidos como dos aliados.
Simplesmente não se consegue parar de ler e por dentre as páginas vivemos com absoluta realidade as vidas de personagens cativantes.
comentários(0)comente



Daniel 28/08/2019

A História Conhecida Através do Romance - Parte 2
Como escrevi na resenha do primeiro volume, o romance histórico é uma excelente forma de se conhecer a história real e Ken Follett escreve muito bem e a leitura é fácil, apesar da quantidade elevada de páginas.

O segundo volume está ambientado, principalmente, na Segunda Guerra Mundial e na Rússia de Stalin e o autor "sacrificou" diversas personagens no ataque japonês a Pearl Harbor, no desembarque da Normandia (Dia D), na guerra insular no Pacífico e na Alemanha Nazista "libertada" pelos russos.

O tempo de leitura (18 dias) foi maior do que o primeiro volume mas mais por minha culpa do que do autor. A gente vai cansando de carregar livros tão "pesados"!!
comentários(0)comente



Daniel 28/08/2019

Conhecendo a História
Como escrevi na resenha do primeiro volume, o romance histórico é uma excelente forma de se conhecer a história real e Ken Follett escreve muito bem e a leitura é fácil, apesar da quantidade elevada de páginas.

O segundo volume está ambientado, principalmente, na Segunda Guerra Mundial e na Rússia de Stalin e o autor "sacrificou" diversas personagens no ataque japonês a Pearl Harbor, no desembarque da Normandia (Dia D), na guerra insular no Pacífico e na Alemanha Nazista "libertada" pelos russos.

O tempo de leitura (18 dias) foi maior do que o primeiro volume mas mais por minha culpa do que do autor. A gente vai cansando de carregar livros tão "pesados"!!
comentários(0)comente



Jaque 09/10/2019

Inverno do mundo
No segundo livro da triologia o século Ken Follet traz como personagens principais os filhos do nossoa queridos peesonagens do primeiro livro. A dinâmica é a mesma, a história se passa em cinco paises, EUA, Rússia, Alemanha, galês, Inglaterra com algumasnpartes na França e Espanha na guerra contra o facismo, o auge do livro é o cenário da triste segunda guerra mundial e o nazismo. O que amo nessa triologia é a capacidade de se apaixonar por alguns personagens e odiar outros, de sentir o que pessoas comuns enfrentaram durante a guerra e não só a visão histórica do conflito. Mais uma vez nao deixa nada a desejar pra mim
comentários(0)comente



135 encontrados | exibindo 91 a 106
1 | 2 | 3 | 4 | 7 | 8 | 9