Em Defesa de Jacob

Em Defesa de Jacob William Landay




Resenhas - Em Defesa de Jacob


41 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Sheyla 13/12/2019

Esperava mais.
O livro começa com um julgamento. Fiquei meio perdida por não entender muito bem quem eram os personagens ou do que exatamente se tratava. A escrita é um pouco arrastada, o autor não consegue te prender na leitura. Cheguei até pensar em desistir, mas continuei. Após alguns capítulos começaram a falar de fato no caso de Jacob, e então o livro começa a ficar bom. Você
Realmente se sente no tribunal durante o julgamento e diversas vezes você se pergunta se realmente ele é culpado ou inocente. Mas esse final.... poderia ser melhor.
comentários(0)comente



Cíntia Mateus 04/12/2019

Em Defesa de Jacob é um thriller jurídico que vai prender sua atenção do início ao fim (isso se você gosta desse tipo de leitura, claro). E foi exatamente o que aconteceu comigo, não consegui parar de ler!

No livro temos um pai, Andy Barber (narrador da história), promotor de justiça e que está trabalhando em um caso de assassinado de um adolescente de 14 anos. De uma hora pra outra, seu próprio filho vira o principal suspeito. Com isso, Andy é afastado do caso e seu filho Jacob levado a julgamento.

O que me prendeu totalmente à leitura e que achei impressionante nesse livro foi a veracidade dos acontecimentos, a realidade nas cenas do julgamento, me senti como se estivesse dentro de um tribunal, como se fizesse parte do júri.

Sobre Jacob... gente, ele é um mistério. É como um jogo psicológico, ele é inocente ou culpado? Vocês precisarão ler pra descobrir, hahaha. E podem contar com muitas reviravoltas, esse livro é espetacular!

Sem dúvida é uma leitura que vale muito a pena. Recomendo!
comentários(0)comente



Rosângela 08/08/2019

Vote
Jacob é um assassino?

Sim: Gostei
Não: Comente
comentários(0)comente



mirna 20/02/2019

Em Defesa de Jacob
Que loucura!
Até onde vc é capaz de ir por um filho? Uma história bem elaborada, com um tema bem interessante sobre "gene assassino", tema esse que nunca tinha lido em outros livros e mesmo sabendo que é ficção, foi interessante da parte do autor introduzi-lo na história. No decorre da história, fiquei vendo, e não pela primeira vez, como nossos costumes são diferentes de alguns países, no sentido de sentimentos em relação ao próximo. Então me sinto feliz por sermos mais sentimentais, sensíveis e humanos em para com as pessoas. Esse livro dará um bom debate.
comentários(0)comente



Hamilton Bavutti (Beto) 10/02/2019

Drama de tribunal espetacular.
Ben Rifkin, um jovem de 14 anos, é assassinado enquanto atravessa um parque a caminho da escola. A cidade de Newton, perto de Boston, entra num clima de medo e incertezas, desacostumada a estar no centro do noticiário criminal da região.
O livro baseia-se nos fatos após esse assassinato. É um drama de tribunal e 80% se passa durante o julgamento de Jacob, principal suspeito do homicídio e colega de classe do morto.
O pai de Jacob é o promotor da cidade, Andy Barber, que se vê numa posição complicada e que apresenta conflito de interesses.
O escritor William Landay entrega um thriller de tribunal extremamente competente, com dois "plot twists" incríveis no final.
Recomendo fortemente.
comentários(0)comente



Silvia.Souza 10/07/2018

Razoável...
Na minha opinião a história demorou muito para fluir... Confesso que por diversas vezes pensei em abandonar a leitura... Mas na metade começou a ficar interessante e consegui concluir... Particularmente não consegui me conectar com os personagens... Andy até me agradou, mas não concordei com a maioria das atitudes dele no início da investigação. Jacob é um adolescente insuportável... E Laurie, meu Deus!!! Como pôde ter feito o que fez???
comentários(0)comente



Lilian 25/06/2018

Em defesa de Jacob x Ratos e Homens
Achei bem parecido a "intenção" da história com Ratos e homens, de John Steinbeck. Diferenciando a narrativa de época e o tipo de amor. Até q ponto vai o amor de uma pessoa?
comentários(0)comente



Adriana 31/03/2018

Dá para perturbar!
O livro começa meio morno, meio arrastado, mas a história vai crescendo, e o suspense tb! O final é bem surpreendente.
É um suspense diferente, cria muita expectativa do que está pra acontecer!
Algumas passagens me marcaram: "O bebê não virara o adolescente, o adolescente era aquele mesmo bebê", "Quando a gente conhece uma pessoa jovem, ficamos com aquela impressão dela, mesmo depois que ela envelhece".
Achei que o livro levanta problemas reais e coloca o dedo em feridas familiares de um jeito bem interessante.
comentários(0)comente



Carla M Porteli 25/11/2017

Um pai nunca desiste do filho, acho que essa é a moral da historia.

Porem existam varias formas de lidar com a responsabilidade de ter posto no mundo um possível assassino.

Esperava um final diferente, mas não considerei um mau final.
comentários(0)comente



Ryllder 11/07/2017

De bom para razoável...
Bom drama familiar com toques de thriller jurídico.Não é focado em ação ou grandes peripécias.O nível de escrita do autor é razoável,cumprindo bem seu papel.No decorrer da trama conseguimos prever seu desenrolar,mas as últimas páginas surpreendem.
comentários(0)comente



Tadeu.Coelho 10/05/2017

Intrigante
Daqueles livros que te prendem do começo ao fim. Embora com alguns fatos inverossímeis, no geral a narrativa gera um ansiedade sem fim para saber o desfecho do protagonista e principalmente de seu filho. Prato cheio para fãs de livros de casos jurídicos e psicologia.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Bianca.Chaves 14/02/2017

Maravilhoso.
Um livro que te faz querer até mudar de profissão.
comentários(0)comente



Fabiana 29/07/2016

Surpreendente
Desde o começo da leitura, percebi o potencial da obra.
O autor joga com os sentimentos e certezas dos leitores, que ñ conseguem definir bem no que acreditam.
Personagens muito bem construídos e apresentados com toda complexidade.
No final, lia 2 vezes cada parágrafo para saborear e digerir. Mix de Precisamos Falar sobre O Kevin com Acima de Qualquer Duspeita.
comentários(0)comente



@Renanlandim22 24/01/2016

Em defesa de Jacob
Sempre que gosto muito de um livro, fico com dificuldades pra escrever, sem saber bem por onde começar. Esse é um desses casos. Então começarei pelo básico: primeira obra que leio de William Landay, e me impressionei. O autor da um show. Muito bem escrito, desenvolvimento suave e agradável, leitura leve, enredo muito bem amarrado, transição de cronologia feita sempre de maneira bastante natural. Pouco é o que se pode criticar sobre a escrita.

Em termos de enredo, de início ele pode parecer um pouco cliché para quem está habituado a romances policiais e coisas do gênero. Lembro-me de ler um de Harlan Coben que tinha uma premissa bem semelhante. Porém, avançando um pouco na leitura a história se diferencia e se mostra única e peculiar. Por todo o desenvolvimento o autor consegue avançar em seu enredo, que é imprevisível o tempo todo, e ainda deixar o leitor sempre com uma "pulga atrás da orelha".

O modelo de escrita, que se aproxima do suspense de tribunal é muito interessante e bem encaixado. As transcrições do grande juri são bem colocadas, e a narração em primeira pessoa é feita com perfeição. O fato do narrador ser promotor/advogado e ainda um envolvido direto no caso traz duas vertentes narrativas (técnica em alguns momentos, sentimental em outros) que são bem exploradas.

Para terminar, o final merece um parágrafo sozinho. Já li muitos contos policiais, é meu gênero favorito. Isso faz com que, por experiência, eu quase nunca seja totalmente surpreendido por um final. Nesse caso fui. Não esperava de jeito algum o que as últimas 50 páginas reservaram. Vou me conter por aqui para evitar spoilers, mas indico esse livro demais. Vale a pena conferir!
comentários(0)comente



41 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3