Apesar de parecer, ele não está só

Apesar de parecer, ele não está só Sérgio Chimatti




Resenhas - Apesar de parecer, ele não está só


5 encontrados | exibindo 1 a 5


Michelle.Mendonca 20/01/2021

O livro é bom. Indico para quem gosta do gênero. Apesar de ter achado meio ?pesado? nas situações da vida. Tudo tem desfecho.
comentários(0)comente



jumorgensten 17/04/2019

A obra é um romance espírita e tem Antonio ou Toninho como personagem principal. Apesar de parecer histórico, se passa nos tempos atuais na cidade de São Bernardo Campo, interior de São Paulo.

Toninho é casado com Nereide. Juntos tem Jeferson e ele é daqueles machistas arcaicos que bate na mulher por tudo e começa a traí-la com Josilene por achar que estava levando chifre. A submissa Nereida morava no Rio Grande do Norte e fugiu quando descobriu o envolvimento do crush com sua irmã. Josilene, por sua vez, mora em uma favela, tem um marido viciado em drogas e precisa cuidar dos filhos do casal.

A simbiose entre os três vai transcorrendo durante a narrativa, entre tapas, muito machismo, ogrismo puro, desespero por dinheiro e carência, submissão e nenhum contato com Deus. E depois ficamos sabendo que trio possui vários resgates entre si.

Tudo muda quando Jeferson bate com a cabeça e se torna deficiência físico e mental, Toninho mata Josilene para se "livrar do problema" e Nereide acaba falecendo devido ao câncer. O personagem principal acaba deixando tudo para trás e vai morar em uma fazenda no interior do interior do Brasil onde ainda existem coronéis que matam e desmatam como estivessem bebendo água.

Toninho se envolve em outro trio amoroso, dessa vez mais grave, pois envolve Graziela, filha do Coronel que o recebeu. E daí temos novamente o mesma roda gigante de fatos da primeira fase, até o momento que o protagonista se entende, começa a fazer uma reforma íntima involuntária e faz as pazes com o passado.

As partes espirituais ficam por conta de Camila e Bela, que transmitem muita sabedoria, carinho e amor.

A leitura é fluída e leve e o texto é entendível a todos. É tão envolvente que quando você vê, terminou.

Minha gente! Que livro! É impossível você não sentir agonia, desespero e pegar ranço de Toninho para depois aplaudi-lo. Como bem diz Chico Xavier e acaba sendo a mensagem passada no livro: Ninguém pode voltar atrás e fazer um novo começo. Mas qualquer um pode recomeçar e fazer um novo fim.

site: http://hidratarvicia.com.br/2019/04/17/apesar-de-parecer-ele-nao-esta-so-sergio-chimatti/
comentários(0)comente



Silvinha.Araujo 06/07/2017

Show
Finalizei nessa madrugada 06/07/17
A leitura do livro
Apesar de parecer... Ele não está só
Psicografia de Sergio Chimatti
Pelo Espírito A nele
Que linda essa história, que livro...
Chorei, RI e senti raiva, mais que livro!
Ele aborda temas como mentiras, adultério, agressões, falta de fé..
E nos mostra como o amor é sublime e que em momento algum estamos sós.. Sempre temos nossos anjos da guarda aos nosso lado nos orientando.
Toninho é um m homem que não acredita em Deus, ele se casa com Nereide e tem o filho Jéferson, uma pessoa agressiva que causa muitos transtornos e tristeza na vida da família, após a morte da esposa, ele abandona seu filho e segue sem rumo. Até que para em uma fazenda onde ele se torna o genro do Coronel, muitas traições e falta de fé rodeiam a vida desse homem, que as duras penas aprende o que é o amor, e mesmo não acreditando em Deus e Jesus ele tem provas que eles são soberanos e que em nenhum minuto de sua vida esteve só...
Trechos Destacados:

* Quando a consciência está anuviada pela sombra de revoltas pretéritas, os procedimentos no bem permanecem esquecidos nas profundas feridas do ser.
* Embora o amor seja um traço de Deus em nós, ainda somos muito pequenos e necessitamos nos desentender para compreende- lo, tolerar, saber dizer verdades de forma não preconceituosa, aprender a receber os nãos da vida.
* Em determinados momentos, estamos tão focados nos nossos próprios problemas, dando valor imenso a eles, e nos esquecemos de que não somos os únicos com problemas. Quando tiramos o foco dos problemas, passamos a observar mais as oportunidades de resolvê- los.
* A vida é assim... Precisamos amadurecer uma idéia para consolidar transformações em nossa mente, mesmo que tenhamos chegado a diversas conclusões que julguemos satisfatórias ao entendimento. Porém, é preciso respeitar as nossas capacidades de entendimento, senão saímos por aí julgando a tudo e a todos, discriminando atitudes e pessoas indiscriminadamente, admitindo apenas idéias preconcebidas que enchem a nossa cabeça de porcarias.
* Não há trato quando falamos de amor. Amor não é uma questão de escolha.
* O destino não tem regras estabelecidas. Nós o construímos.
* Nos momentos de sofrimento, focamos apenas o que nos causa angústia, e é nesses momentos que Deus pede para direcionar o olhar a Ele na busca incessante do verdadeiro amor pela resignação e fé, com a promessa de Jesus: Bem aventurados os aflitos, porque serão consolados.
* As pessoas preferem se esforçar em demonstrar suas razões em vez de tentar compreender os outros.
* Esforçar- se para ser feliz não é baixar a cabeça para tudo. É não querer igualar- se a alguém naquilo que consideramos errado,a pretexto de uma satisfação interior que não acontece.
* Quero dizer que as situações que surgem em nossas vidas não são por acaso. Tem que ter um propósito de aprendizado.
* Quando esperamos algo de alguém, abrimos precedentes para wie os outros também cobrem aquilo que não podemos dar, concorda? É bem melhor quando conseguimos mudar alguém através do exemplo,do que precisar mudar a nós mesmos, fazendo o que consideramos contrário a natureza.
* Quando tomamos qualquer atitude na vida, é preciso transparência para ser o que realmente somos aos olhos de todos a nossa volta.


Dois parágrafos que me marcaram:

" Não amigo, não tenho. Na verdade nem acredito que Deus exista, mas confesso acreditar numa coisa: se existe mesmo um poder soberano sobre nossas cabeças, ele deve esperar algo de nós, pois nos coloca à prova todos os dias. O amigo conhece alguém sem problemas ? Pode Observar! Jamais conheci alguém que não tivesse algo a resolver ou alguma tristeza para carregar. Para que acovardar- se diante da vida se, com ou sem Deus continuamos a viver.?
Já reparei nas pessoas que ficam dizendo ter fé em Deus. Muitas vezes ficam só esperando as coisas acontecerem em vez de tomarem atitude na vida.! "


" O verdadeiro amor é dar sem esperar nada em troca, é acreditar que sua felicidade não depende de ninguém , a não ser de você mesma no prazer de doar. Saber amar é ter certeza de que nas adversidades é que se confere o amor verdadeiro."

A lição que fica é que tenha sempre fé e acredite em Deus sim.. Porque eu me pergunto, como não existe Deus!?
Como uma pessoa pode não acreditar nesse ser soberano.
Não julgue e seja fiel aos seus princípios.
A sua consciência é seu juiz, cabe a você fazer suas escolhas e direcioná- las no caminho do bem.

Super Indico esse livro lindo!
Beijos de luz!???
comentários(0)comente



Khrys Anjos 20/07/2015

Nossa consciência é o nosso juiz
Toninho após se casar com a Nereide deixa o seu lado sombrio assumir o controle da sua vida. Arruma amantes, passa a espancar a esposa e um dia acaba por fazer seu filhinho Jéferson parar numa cadeira de rodas com problemas neurológicos.

Como sua amante se torna um problema, já que é apaixonada obsessivamente, ele resolve cortar o mal pela raiz e com isso a obsessora em vida se torna obsessora em espírito.

Alimentando cada vez mais essa obsessão com seus atos e pensamentos Toninho se vê começando uma nova etapa da sua existência. Ele vai trabalhar para o coronel Celestino e se transforma no seu braço direito fazendo com que mais obsessores se juntem a sua volta.

Josilene quer vingança mas não deixa de estar apaixonada pelo seu algoz. Com isso passa a “viver” se alimentando da sua dor e do seu sofrimento. E os outros integrantes do seu grupo da energia liberada durante os atos viciosos: álcool e sexo.

Nereide acredita que merece ser tratada como um saco de pancadas pois acha que isso é demonstração de amor e que a vida para ela é ser sempre a vítima.

Neste núcleo temos um “anjo” (um espírito mais evoluído, digamos assim) vivendo na mesma vila que o casal. Tratasse da dona Camila que aconselha a Nereide a mudar sua forma de encarar a vida mas sem obter sucesso.

Após o desencarne da esposa Toninho toma uma atitude insana e cruel, sendo motivado pela Josilene e seus aliados, abandonando seu filho a própria sorte.
Assim chega a fazendo do coronel Celestino e se envolve com sua filha Graziela. Continua arrumando amantes entre elas a Zilda.

Graziela também resolve se vingar pagando na mesma moeda. Desta forma o que já era complicado se torna um vulcão. Sua lava vai borbulhando no seu interior até o dia que explode causando uma enorme tragédia.

Porém é da tragédia que vem a redenção do Toninho. Ele percebe que precisa mudar sua maneira de ser e se casa novamente. Sua vida toma um rumo diferente e ele finalmente entende que nunca esteve só.

Temos nesta história a trajetória de vida do Toninho e de todos os personagens que o acompanharam durante suas encarnações, tanto os “vivos” quanto os “mortos”.

Com o desenvolver da trama Toninho, e o leitor, vai entendendo o porquê das coisas acontecerem ao ter acesso a lembranças de vidas passadas auxiliadas por seus mentores e amigos espirituais.

Ele entende que não existe vítima. O que acontece é o não perdão. Numa existência dois seres acabam por se odiar e não se perdoam por algo. Este rancor vem para a nova existência e por não se entenderem acabam cometendo um ato brutal contra o outro em retribuição ao que foi feito na existência anterior.

Por isso é tão importante o perdão. Ele nos liberta das correntes que nos prendem aqueles que nos magoaram e nos feriram. Mesmo sendo difícil, em alguns casos até parece impossível. Porém quando alcançamos este nível na evolução nosso espírito se torna leve pois perde o peso que carregamos na mente.

Durante o período que o Toninho viveu na fazendo também pode conviver com outro “anjo” a dona Bela que ajudou tanto a ele quanto a Graziela a evoluírem como pessoa.

Os ensinamentos da dona Camila e da dona Bela devem ser muito refletidos pelo leitor. Elas conseguiram transmitir lições que trazem em sua essência o que mais precisamos: amor.

Toninho percorreu um caminho tortuoso. Cometeu atos bárbaros e cruéis. Alimentou os espíritos das trevas com seus vícios porém se arrependeu verdadeiramente e aprendeu a ter fé na Vida, em Deus e em Jesus.

Ele se envolvia com as mulheres sem se preocupar com os sentimentos que elas lhe direcionavam e acabou pagando um preço alto por isso.

Quando seus pais morreram sua fé foi enterrada com eles. A partir dali seus atos foram pautados na inexistência do plano espiritual. Mas com o passar dos anos e com as pessoas certas ao seu lado (aquelas que emanavam Luz e Amor) pode se redimir de seus atos e pensamentos.

Se tornou um homem de bem. Fiel. E crente em Deus.

Nós somos responsáveis por todos os sentimentos que alimentamos nos outros. E é exatamente aí que está o perigo.

Se fizermos algo que faça o outro nos odiar teremos contas a pagar com a nossa consciência. Sim é a nossa consciência que nos julgará e não Deus. Ele apenas conduzirá o julgamento e auxiliará os advogados. Porém o poder de ser absolvido ou condenado ficará nas nossas mãos.

Esta leitura serve para mostrar ao leitor que por mais que estejamos nos sentindo abandonados no fundo do poço sempre haverá alguém ao nosso lado. Pode ser alguém querendo nos afundar ainda mais ou alguém disposto a nos auxiliar na subida. Depende de quem escolhemos ouvir.

site: http://minhamontanharussadeemocoes.blogspot.com.br/2015/04/resenha-apesar-de-parecer-ele-nao-esta.html
comentários(0)comente



Leandro | @obibliofilo_ 23/10/2012

http://www.leandro-de-lira.com/
Não é novidade para ninguém (eu acho) que eu gosto de livros espiritas. Eles sempre conseguem me transmitir boas sensações e boas lições de vida. Com esse livro não foi diferente, porém esperava uma história mais intensa.

[SINOPSE] Após a trágica morte de seus pais, Toninho perde totalmente a fé e passa, a todo tempo, a desafiar o poder divino. Sua vida é repleta de reviravoltas, amores, tragédias, traições, arrependimento e perdão. Com uma profunda lição sobre os caminhos tortuosos do coração até a descoberta do poder da fé, Sérgio Chimatti lança o romance 'Apesar de parecer, ele não está só', ditado pelo espírito Anele e publicado pela Editora Vida & Consciência. Toninho é um homem desiludido, que não mais acredita em Deus. Muda-se do interior para capital, onde se casa com a jovem trabalhadora Nereide. Mas a vida do casal passa a sucumbir ao ciúme e à violência e nem o nascimento de Jéferson, filho do casal, faz com que as coisas melhorem. Toninho, muito mulherengo, busca no relacionamento com Josilene uma fuga para os problemas. Muito pobre e mãe de três filhos, a amante inicia um jogo perigoso e obsessivo pelo amor de Toninho. Certo dia, transtornado pela vida dupla e pelo estresse do trabalho, Toninho acaba se excedendo com Jéferson e provoca um acidente que deixa a criança com sequelas neurológicas. Desolado e com a provação de cuidar de um filho doente, Toninho se livra de Josilene e, arrependido, tenta viver melhor com a família. Mas já é tarde. Nereide, muito doente, acaba desencarnando. Revoltado, Toninho perde qualquer fé que ainda lhe resta. Apesar da ajuda e conselhos de Dona Camila, uma vizinha médium de espírito muito iluminado, ele abandona o pobre Jéferson na porta de uma clínica e volta para o interior. Toninho começa a trabalhar para o temido e vingativo coronel Celestino. Obrigado a fazer vista grossa aos assassinatos ocorridos na fazenda, ele se consagra como funcionário de confiança do coronel e, assim, honrado o suficiente para casar-se com espevitada Graziela, filha do patrão. Mas Toninho acaba se envolvendo com Zilda, mulher do policial no centro da cidadezinha. Sem perceber, Toninho recomeça o mesmo ciclo que lhe acometeu no passado, fazendo com que os espíritos que ele deixou para trás caminhem com ele, interferindo em sua vida tanto para o bem, quanto o mal. Agora, ele terá de superar os desafios que antes lhe fizeram fugir e buscar no poder da fé a força necessária para enfrentá-los.

O livro conta a história de Toninho, que após a morte de seus pais, perdeu a fé em tudo; não tem mais esperanças, é possessivo e não mede esforços para conseguir o que quer ― mesmo que tenha que passar por cima de tudo e de todos. O Toninho é aquela típica personagem que você sente, muitas vezes, repulsa por suas atitudes e mais ainda por ela. Eu tive ódio dele durante muitos momentos.

A personagem é capaz de praticar tamanha crueldade, que muitas vezes eu me perguntei: Como uma pessoa tem coragem de fazer tal ato? Pelo menos, para mim, era inconcebível fazer tal loucura. Eu poderia citar alguns dos atos que ele praticou com pessoas amáveis, mas acho melhor não, pois acredito que acabarei soltando spoiler e esse não é o meu objetivo.

O livro expõe para o leitor dois lados: O lado mau do ser humano e até que ponto uma pessoa pode chegar a cometer a tais atos e claro, o lado espiritual, onde explica o por quê de tais atitudes do Toninho. O que eu gosto muito nos livros espiritas é que sempre há uma explicação para tudo, consequentemente, o leitor nunca ficará com dúvidas na cabeça sobre determinados acontecimentos ― mesmo que não acredite.

"― Penso que muitas de nossas escolhas não sejam provenientes do presente, mas sim de outras vidas. E não conseguimos nos desvencilhar de decisões tomadas por nós mesmos, portanto, seja feita a vontade de Deus.
― Não coloque Deus no meio disso, nem mude o nome de Deus para destino. Sou cético demais para acreditar nessas coisas, só acredito no que vejo e tenha explicações lógicas.
― Adotemos, então, a lógica do respeito mútuo e vejamos no que vai dar. Ambos pagaremos para ver."
Pág.: 83

O livro tem uma boa história, mas em alguns momentos a leitura ficou cansativa. A única personagem que me fez continuar a leitura e acreditar que ela mudaria para muito melhor foi Toninho. Eu acredito que o autor poderia ter trabalhado mais algumas partes da história, para que não tornasse a leitura cansativa.

Sobre o final, gostei da maneira como o autor concluiu a história. Soube concluí-la de uma forma real e natural, sem soar irreal ou rápida demais.

Concluindo, o livro é bom sim. Claro que, como eu citei anteriormente, há alguns deslizes por parte do autor, mas nada que atrapalhe demais. Foi uma leitura válida e que me mostrou algumas lições que poderão ser úteis na minha vida.

Recomendo!
comentários(0)comente



5 encontrados | exibindo 1 a 5