O Véu da Meia-Noite

O Véu da Meia-Noite Lara Adrian




Resenhas - O Véu da Meia-Noite


12 encontrados | exibindo 1 a 12


Ester 13/11/2020

Top demais, acho q o melhor da série até agora.
comentários(0)comente



Aline Mendes 19/03/2014

Eu gostei muito do livro, a autora não perdeu a mão da historia e continua encantando cada vez mais.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Conchego das Letras 21/06/2017

Resenha Completa
Depois de quatro livros, achei que seria interessante recapitular um pouco do que já sabemos sobre a série Midnight Breed, a saga dos destemidos guerreiros denominados Raça. Há milênios, por algum incidente, alienígenas sanguinários vieram parar aqui, na Terra. Eles procriaram com humanas muito especiais, portadoras de dons extraordinários, denominadas “Companheiras de Raça”, e deram origem a vampiros machos, os heróis dessa aventura sobrenatural.

Até agora, conhecemos Lucan Thorne, que, com cerca de 900 anos, comanda uma irmandade denominada Ordem, da qual fazem parte vários guerreiros, como Dante (O Beijo Escarlate), Tegan (O Despertar da Meia-Noite), Rio (Ascenção da Meia-Noite) ,entre outros.

A princípio sua missão era apenas eliminar os chamados Renegados, vampiros viciados em sangue, que, por seu abuso, colocam em risco a existência de todos os da Raça na Terra. Mas uma ameaça muito maior surgiu; eles agora precisam combater o dono de uma mente maligna, que, através da criação de um exército de vampiros Primeira Geração, pretende destruir a humanidade e reinar sobre os da Raça.

A Ordem já sabe que uma das metas desse ambicioso Raça é eliminar todos os poucos vampiros Primeira Geração existentes e é nesse contexto que se desenvolve a história de Nikolai e Renata.

Ele é um dos guerreiros da Ordem e a conhece ao ser enviado a Montreal, Canadá, onde tem a missão de alertar e proteger um dos mais velhos seres da Raça, Sergei Yakut. Niko já o conhecia e já esperava que encontraria resistência por parte do ancião, que prefere defender-se à sua maneira. Só não imaginava que, por trás dos hábitos reservados de Sergei, escondia-se um histórico centenário de sórdidas atividades contra humanos. Enojado, Nikolai entra em conflito com aquele a quem deveria resguardar e acaba em situações extremas, que garantem bastante ação à trama, com a participação da Companheira de Raça chamada Renata.

Ela é a chefe de segurança de Sergei e tem com ele uma misteriosa relação, que atiça não só a curiosidade do mocinho, mas também a do leitor. Entre as Companheiras de Raça da série, é dona de uma das personalidades mais complexas. Trata-se de uma mente arguta, uma mulher corajosa e aparentemente calculista, que, contra todos os prognósticos, esconde uma alma doce, fraternal; em certo ponto e contraditoriamente, eu diria até frágil, daí sua complexidade. Aliás, em torno dessa jovem gravita o contrassenso, pelo menos até que seja possível entender como foi que ela chegou a se meter na situação em que se encontra e a formar uma personalidade tão fascinante. Curiosos? Pois que fiquem até a leitura; nada mais posso falar a respeito dela sem dar spoiler e estragar o prazer da descoberta.

Quanto a Nikolai, já conhecido dos outros volumes, é um dos mais valorosos guerreiros da Ordem. Neste livro o leitor terá a oportunidade de conhecer um pouco de seu passado e também de seu lado humano e solidário.

Quem pensou que estava prestes a desvendar todos os mistérios dessa série verá que há ainda muito para acontecer. Como faz desde o início, neste volume, a autora coloca mais cartas sobre a mesa, o que, longe de esclarecer, aumenta ainda mais a curiosidade do leitor. O Véu da Meia-noite parece ser um momento crucial, e dois personagens – um homem e uma criança –, cuja relação se torna bastante enigmática, aumentam ainda mais a voracidade por ler logo toda a série e saciar a curiosidade sobre o que está por vir.

site: http://www.conchegodasletras.com.br/2017/06/resenha-o-veu-da-meia-noite-lara-adrian.html
comentários(0)comente



Aninha de Tróia 05/03/2013

Livro bom e viciante. A Renata e o Niko ficaram perfeitos juntos, embora eu a tenha achado meio chata, em algumas partes. Adorei o final. Estou super curiosa pelo livro do Hunter e, claro, do Andreas. Quero mais!
comentários(0)comente



Flá 14/10/2013

Maravilhosa a historia,simplesmente amei! Te prende do começo ao fim, muita ação,o romance na dose certa,protagonizado por um casal perfeito.Lara Adrian conseguiu surpreender ainda mais.
Nota 1000.
comentários(0)comente



Solcito 20/10/2013

O véu da Meia-Noite (Midnight V)
Nikolai, um dos guerreiros da Ordem que gosta viver ao limite, viciado em adrenalina. Parte em busca de um dos vampiros da primeira geração, encontrando uma mulher misteriosa, com poderes psíquicos que o captura. Essa companheira de raça toma conta de uma menina que também tem grandes poderes e ambas estão baixo a poder de Yakut, u homem procurado por Nikolai.
Renata, lutadora, valente, desconfiada, com um poder psíquico que a sua vez é sua debilidade. Quando encontra a Nicolay a paixão por esse guerreiro acorda levando-a a acreditar em uma vida diferente, mais confiar em ele não será fácil.
Nikolai e Renata vão viver um romance cheio de ação e paixão. Este guerreiro será prisioneiro de seus sentimentos por Renata.

“Confiava nela plenamente. Mataria para protegê-la, morreria por ela sem hesitar nem por um segundo. Ela poderia não fazer parte de sua vida há muito tempo, mas ele já não se imaginava sem Ela(...) Ah! Merda. Ele realmente tinha se apaixonado por Renata”
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Carla Martins 14/05/2015

Bom, mas nada de mais
Mais em: http://leituramaisqueobrigatoria.blogspot.com.br/

O título do quarto livro da série é interessante, pois não corresponde a nenhum dos principais personagens da trama nem a nada que os envolva, mas sim a uma Companheira de Raça que ainda é criança e que aparece na história como personagem secundária. Ela usa um véu, pois seus olhos tem um poder especial. Renata, a Companheira de Raça que desperta os sentimentos de Nikolai, vive junto com Mira, a menina do véu, dentro da casa de um vampiro da Primeira Geração, que não tem nada de herói como seus semelhantes da Ordem.

Esse livro tinha potencial, mas acabou sendo tão sem graça que não conseguiu prender a minha atenção. Às vezes me dava até preguiça de ler, algo BEM RARO de acontecer comigo. A historia do massacre de humanos e de Mira movimentou o começo da trama, mas o romance ficou em ultimo plano na maior parte do tempo. O livro é realmente repleto de aventura desde o começo. O foco é muito maior nos vampiros da Primeira Geração do que no romance entre Niko e Renata. Até a página 190, zero romance.

Um ponto positivo foi o motivo pelo qual Niko e Renata resolveram criar o vinculo de sangue, que fugiu de todos os outros livros e deu uma movimentada na história, fazendo a gente torcer pra dar tudo certo entre eles. Depois dessa parte, o livro voltou a dar uma caída. Um exemplo foi a parte da reunião do vampiro da Primeira Geração Dragos com Fabien, além de toda a ladainha que envolve seu pai alienígena, que tem também o nome de Dragos.

No final, o resgate e o Caçador fizeram valer o desfecho. Provavelmente ele será incluído na Ordem. Como já tinha o Cinzas da Meia-noite em casa, vamos começá-lo logo para ver no que dá.
comentários(0)comente



Cris Paiva 11/09/2017

Ja começei gostando da historia por ela se passar em Montreal, no Canadá, no frio. Com esse calorão que faz por aqui, um friozinho é sempre bem vindo.

Nikolay, o nosso mocinho, foi para o Canadá procurar um primeira geração e avisá-lo dos problemas que estão tendo com os assassinatos contra a sua espécie, e no meio do caminho encontra a Renata, uma companheira da raça, e uma soldado do vampiro que foi procurar. Logo no primeiro encontro, ela o derruba no chão, o faz lamber a sujeira de suas botas e o deixa incapacitado e jogado ao chão. Já gostei dessa menina! hehehehe

Renata é uma soldado relutante de Serguei Yakult, o vampiro que Nikolay foi proteger. A vida dela no complexo do vampiro é a pior possivel, mas ela só aguenta o abuso para proteger Mira, uma garotinha, tambem companheira da raça, que tem seus dons explorados por Yakult (assim como ela). Mira consegue prever o futuro olhando nos olhos da pessoa, e por isso usa um véu cobrindo o rosto.
Logo ao chegar, Nikolay não gosta do que acontece debaixo do teto de Yakult e tenta proteger as duas de Yakult e ao mesmo tempo descobrir mais informações sobre o plano de Dragos e o alienígena vampiro que ele mantém escondido.

As histórias estão melhorando progressivamente. Adorei a Renata, ela foi uma mocinha que não me deu preguiça e não se faz de coitadinha. Ela sabe como chutar bundas e não tem medo de fazê-lo! A autora ainda apresenta um outro personagem, o Caçador (Hunter nos proximos livro, tradução fuleira é isso aí), que cai de amores pela menininha Mira. Achei fofo os dois, mas não vou contar mais pra não estragar a surpresa.
Renata 12/09/2017minha estante
Essa série é maravilhosa! Os guerreiros da Irmandade estão tendo que dividir meu coração com os guerreiros da Ordem hahaha
Os três próximos são muito bons também , especialmente "Possuída pela noite" :)


Neide 13/09/2017minha estante
Cris vc já leu a historia do Xcor, A escolha?


Cris Paiva 13/09/2017minha estante
Ainda não. To esperando uma promo pra comprar.


Neide 14/09/2017minha estante
Já li e adorei! Aguardo sua resenha...rsrs




spoiler visualizar
comentários(0)comente



12 encontrados | exibindo 1 a 12