O caminho para casa

O caminho para casa Kristin Hannah




Resenhas - O Caminho Para Casa


173 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |


Débora 26/07/2020

Sobre o caminho para casa
Uma leitura emocionante em que você se perde e se encontra. Sobre perdão, amizade e recomeço. Uma possibilidade de encontrar o caminho para casa.
comentários(0)comente



Sibele Brito 08/07/2020

Uma história inesquecível, sobre família, cura, coragem, perdão e amor.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Amanda 28/06/2020

Surpresa
Ganhei esse livro como cortesia do skoob (nem acreditei, pois participei poucas vezes). Não estava com muita expectativa, achei que seria um daqueles romances bem senso comum. Mas me surpreendi, pois a história é envolvente e tem algumas reviravoltas. Só achei que a parte mais interessante, que é da metade para o final, fica um pouco corrida, mas no geral, avaliei como bom.
comentários(0)comente



Aline.Rodrigues 28/06/2020

Não quero nunca ser uma mãe como a Jude.
Esse é um livro a qual me empactou muito.E como eu disse no título da resenha,jamais quero ser uma mãe como a Jude, extremamente super protetora.
O livro fala sobre Jude,uma mulher rica e que morre de medo que aconteça alguma coisa com seus filhos gêmeos,e então uma menina com passado nebuloso se aproxima dos seus filhos,e ela tem medo de que devido a essa aproximação as coisas saiam do seu controle.
O livro é muito bem escrito,os personagens são bem desenvolvidos e cheios de conflitos.
Gostei bastante desse livro da Kristian Hannah,de alguma forma a história me tocou e sempre vou gostar de livros que mexam com o meu emocional.
comentários(0)comente



Jhoy - @sabedoriaentrelivros 24/06/2020

Releitura - Projeto Ponto de Impacto.
A primeira vez que li esse livro foi em 2014, último ano do ensino médio, e foi uma das minhas melhores leituras, um livro marcante, que graças ao projeto Ponto de Impacto, fiz a releitura, e para minha surpresa continua tendo a mesma importância para mim.
Um livro impactante, sobre amizade, proteção, abandono, perdão, tudo envolto no tema sobre alcoolismo, que na primeira leitura não dei tanta importância, mas agora vejo a conscientização sobre o alcoolismo, os perigos, e a importância de se ter conversas francas com os filhos sobre isso, o que é transmitido muito bem.
Possui uma estória linda, vê a amizade da Lexi com a Mia, a forma maternal da Jude, a proteção do Zach. O livro foca bastante no relacionamento dos personagens que são bem construídos e únicos. Também é devastador, uma estória que te faz chorar muito, mas que o final é lindo e acolhedor.
comentários(0)comente



Cami @leiturizar 03/06/2020

Perfeito!
Jude é uma super-mãe. É presente na vida dos filhos, lhes dá, amor, carinho e atenção a tal ponto de eu achar em alguns momentos um pouco super protetora demais. Mas não tem problema porque Zach e Mia amam isso nela.

Lexi é uma garota que já passou por quase tudo nessa vida, com uma mãe viciada e pulando de lar em lar temporário, tudo o que ela quer é uma família de verdade e vê esse sonho realizado quando ela e Mia viram melhores amigas.

Tudo ia muito bem até que em uma fatídica noite suas vidas viram de cabeça pra baixo e agora resta para Jude aceitar o que aconteceu e seguir em frente ou mergulhar na dor a ponto de não saber mais quem é.

Kristin tem o dom de emocionar e tocar o leitor com sua escrita fluida e cheia de sentimentos pulsantes e com esse livro não foi diferente. Sorri e chorei muitas vezes seguidas. É impossível não se conectar com os personagens. A autora narra os fatos como se fossem acontecimentos do dia a dia e o que se passa nesse livro poderia facilmente ter acontecido com alguém que conhecemos.

Me senti unida a Lexi e Mia e apaixonada por Zach que é um filho tão bom e tão amável com a mãe que me pegou desejando ter um filho assim num futuro distante.

Em O Caminho Para Casa, a autora nos ensina uma lição valiosa sobre perdas, família e superação, além de ressaltar que o amor é sempre o mais importante dos sentimentos. Um livro de acalentar o coração e ao mesmo tempo que nos emociona nos faz sentir vivos.
comentários(0)comente



Paula Danielly @chuvadeleitura 28/05/2020

Emocionante
“Era isto que o amor fazia com uma pessoa? A retorcia e esvaziava até restar apenas a necessidade? Se fosse assim, como ela sobreviveria?”
⠀⠀⠀⠀
Jude é uma mãe exemplar. Ela é carinhosa, protetora e tem um bom coração, mas as vezes acaba sufocando seus filhos, o casal de gêmeos Zach e Mia. Sua super proteção às vezes acaba atrapalhando só que ela não vê dessa forma (coisas de mãe).
⠀⠀⠀⠀
Zach é bonito, inteligente e popular. Está sempre de bem com a vida e vive cercado de amigos. Por onde ele passa acaba conquistando as pessoas com seu jeito meigo e simples. Já sua irmã Mia é mais retraída. Ela tem certa dificuldade em se enturmar e prefere passar despercebida pelos lugares. Não gosta de atrair a atenção para si e não possui amigos, pois já se decepcionou e prefere não se machucar novamente, mas Lexi , uma menina meiga, bonita, simples, de personalidades forte e com um humor sagaz acaba conseguindo romper a barreira que Mia ergueu ao seu redor e elas acabam se tornado melhores amigas.
⠀⠀⠀⠀
Lexi é acolhida pela família de Mia e Zach e com o passar dos anos o laço entre eles só aumenta. Muitos sonhos e planos são traçados e compartilhados ao longo dos anos, mas algumas escolhas acabam destruindo tudo o que foi construído e afastam aqueles que se amam.
⠀⠀⠀⠀
Essa história me fez rir, chorar, esbravejar e por diversas vezes não entender as atitudes de um dos personagens. O enredo que a Kristin criou foi dosado perfeitamente, e embora eu tenha gostado muito da trama achei o final meio corrido, mas nada que tenha estragado todo o resto. ⠀⠀⠀⠀
A narrativa intercalada por Jude e Lexi foi muito fluida e envolvente. Parecia que todo o sofrimento de ambas pulavam das páginas, me deixando por diversas vezes angustiada e querendo saber onde tudo aquilo iria levar. História incrível e leitura recomendada.
comentários(0)comente



Entrelivros_efilho 21/05/2020

📖❝Quando se ama alguém... e se perde essa pessoa, você também pode acabar se perdendo.❞
ㅤㅤ
Jude, desde que seus filhos gêmeos Mia e Zach nasceram vive em função de programar a vida deles, para ela, as necessidades dos filhos vem sempre em 1º lugar e eles são adolescentes felizes, Zach é um garoto popular e inteligente e Mia, criativa e perspicaz e ambos com um brilhante futuro pela frente.
ㅤㅤ
Lexi se mudou para morar com a tia após viver em vários lares temporários e já no 1º dia de aula faz amizade com Mia, e quando Zach se apaixona por ela eles ficam inseparáveis, mas em uma noite de festa uma decisão muda o destino de todos eles e então, cada um precisará lidar com as consequências dessa escolha e durante esse caminho aprender a perdoar para recomeçar.
ㅤㅤ
📖❝Talvez você precise se quebrar um pouco, para poder se reconstruir.❞
ㅤㅤ
Sou fã da Kristin e há tempos não lia nada dela e arrependo de não ter lido esse antes, que leitura necessária para aprendermos a nos colocar no lugar dos outros, ela sabe como abordar assuntos que levam o leitor a muitas reflexões e com essa história dá vontade de chorar em posição fetal porque nos mostra que basta um milésimo de segundo para a vida mudar e não podemos fazer nada porque não temos o controle de tudo.
ㅤㅤ
O livro é dividido em duas partes e narrado em 3ª pessoa, é uma leitura que te vira do avesso e te leva ao limite, causa um misto de revolta, empatia, esperança e uma vontade enorme de entrar no livro e abraçar os personagens. Zach, Mia, Lexi, Jude, Miles e Grace são personagens tão reais e falhos como nós que os sentimentos como ansiedade de ser aceito, a necessidade de ser amado e o de se sentir culpado e injustiçado deixa a história absurdamente verossímil.
ㅤㅤ
O Caminho Para a Casa emociona ao abordar drama familiar, perdão, recomeços e amor, mas acima de tudo é um livro que mostra o quanto é difícil recomeçar e encontrar o caminho para casa depois de ter perdido tudo, é uma grande lição de perdão e empatia e que nos mostra que para amar, é preciso coragem!
ㅤㅤ
📖❝As pessoas pensam que amar é um ato de fé – Às vezes, é um ato de vontade.❞

site: https://www.instagram.com/p/CAdGdKhDKzK/
comentários(0)comente



Mia Fernandes 04/05/2020

O caminho para casa - Kristin Hannah
Quero agradecer pela parceria com a Arqueiro, em ter enviado a copia deste exemplar que é um folhetim digno de uma novela das nove. O livro permeia toda a sua trama com assuntos que nunca vão deixar de ser importantes: família, amor e perdão. Num mundo onde os valores se perderam, no qual famílias estão se dissolvendo, o amor se tornou banal e o perdão simplesmente perdeu a sua voz, Kristin Hannah traz de volta o quanto esses três elementos juntos podem montar pessoas melhores e um mundo melhor.

“A questão não é estar na mesma escola, nem na mesma cidade ou no mesmo quarto, Lexi. A questão é estar juntos. O amor é uma escolha. Eu sei que você é jovem, mas isso não significa nada. Você acredita no que sente? É isso que importa.”
Fui informada antes de começar a ler, que esta autora tendia para o lado dramalhão. Mas, tirando a minha veia de sofrência, O Caminho para Casa é aquele tipo de livro no qual não fica somente focado no relacionamento entre os protagonistas. Não, os personagens são aprofundados. É inevitável, a partir da sinopse que muitas lágrimas vão ser derramadas no decorrer da leitura.
Jude é uma mãe superprotetora, que toma conta de cada suspiro e lição de casa dos seus filhos, os gêmeos Mia e Zach. Então, ela sabe os pontos fortes e fracos de cada um. E tem um carinho especial com Mia, já que uma garota frágil. E agora, eles estavam entrando para o Ensino médio, se tornariam adolescentes e ai começariam os problemas, típicos da idade, bebidas, festas e drogas. Todo esse zelo e vigilância poderia cobrar um preço caro.

“A cada hora que passava, Lexi se sentia mais em casa, e só estava com a tia havia quatro dias. Essa adaptação a apavorava. Ela sabia como podia ser perigoso começar a gostar de um lugar, de uma pessoa...”
Lexi, uma garota com um passado bem sofrido. Filha de uma mãe drogada, ela passara toda a sua infância em lares adotivos temporários. Somente quando fez 14 anos que ela fora morar com a tia Eva, parente de sua mãe. É a partir deste momento, que Lexi começa a vislumbrar um futuro mais esperançoso. Além, de agora ter um lar amoroso, ela faz amizade com Mia e Zach.
Trio parada dura, amigos inseparáveis. A conexão de Mia com Lexi é algo realmente muito lindo de ser acompanhado. Melhor, todos os relacionamentos são desenvolvidos com a sutileza precisa e totalmente verossímeis. Deu para sentir cada ligação, cada pensamento e sentimento compartilhado.

“Toda a força que tinha, Jude a estava usando para controlar as próprias emoções... tudo o que ela tinha dentro de si estava empenhado em simular que “lidava” bem com a situação.”
Caminho para casa é divido em duas partes: antes e depois do acidente. Era sabido desde o início, e ao acompanhar o crescimento do trio de amigos, que ao chegar ao ápice da adolescência e suas travessuras, que estava para acontecer uma fatalidade que mudaria a vida de todos os personagens. E o grande ponto aqui foi que a autora não se perdeu em nenhum momento. Ela mostrara a dor da perda dos personagens de maneira única e impar. O sofrimento de uma mãe, os seus questionamentos.

“Não tinha mais forças e sentia medo, embora não soubesse o que a assustava. Ficar no lugar? Virar a página? Se agarrar ao que havia? Nada mais parecia seguro e ela queria alguém com quem pudesse conversar, alguém que a ajudasse a encontrar o caminho.”
Além de trabalhar a dor, também vemos como lidamos com ela. Porque existem dois caminhos: seguir em frente ou ser consumido por ela. Os personagens cometem erros, tentando no final acertar. Uma grande sacada da autora é mostrar determinados personagens nos dois lados da moeda: como a vítima e o algoz.
“Só sabia que acreditava profundamente que, se fizesse a coisa certa, se sempre agisse da melhor maneira, assumisse a responsabilidade pelos próprios erros e tivesse uma vida baseada na moral, acabaria bem. Não seria igual a mãe.”
Li este livro com o coração na mão, e colhendo algumas lições no momento em que os personagens a absorviam a mensagem. Sei que destaquei varias virtudes da história, mas tenho que ressaltar que a mensagem de amor e perdão é uma das mais importantes. Principalmente, quando reconhecemos o próprio erro, que pegamos o caminho errado. Entretanto, quando existe força de vontade e amor, podemos recomeçar e corrigir cada um deles. Começando com a própria postura diante de si mesmo.

“As pessoas pensam que amar é um ato de fé. Às vezes, é um ato de vontade.”
Filosofei um pouco, mas A Caminho de Casa te desperta para algumas destas questões. A nova capa também é mais condizente com o enredo. O vidro rachado tem tudo a ver, com as cicatrizes que levamos depois de uma perda.

“De repende, ela se sentiu mais forte que em todos os meses passados, talvez os anos. Não sabia como corrigiria todos os rumos errados que tinha tomado, mas era hora de começar a desfazer seus erros. Um de cada vez...Talvez o tempo não curasse as feridas, exatamente, mas criasse uma espécie de armadura, ou uma nova expectativa.”

xoxo
mia fernandes.
comentários(0)comente



Enzza 03/05/2020

Leitura para desidratar
Eu já era fã da Kristin, mas depois dessa leitura virei mais do que isso. Livro maravilhoso, forte, impactante, cheio de reviravoltas, chorei de ficar com a cara inchada. Uma verdadeira lição de vida, um livro que nos faz refletir sobre assuntos importantes e mais do que isso nos ensina a nos colocar no lugar dos outros. Simplesmente amei??
comentários(0)comente



Julia 22/04/2020

Uma tristeza feliz
Este foi meu primeiro contato com a autora Kristin Hannah e foi suficiente pra eu ter a certeza que quero ler tudo dela. Ela tem uma escrita muito envolvente e a história é incrivelmente cativante, triste e reflexiva.
É impossível você ler sem refletir muitos dos seus atos também.
E, se for comovido facilmente como eu, será impossível não soltar algumas lágrimas durante a leitura.
comentários(0)comente



Kfloraline 22/04/2020

É impressionante a forma que o livro te prende. No início eu tive algumas dificuldades em ler, primeiro livro que eu leio da autora, história mais madura do que eu costumava ler mas depois o livro encanta, te prende na história, te faz chorar e pensar que tudo vai continuar daquele jeito mas no fim te dá uma surpresa muito bonita.
comentários(0)comente



Paula Motta | @pareinapagina 19/04/2020

Triste
Belíssimo!!
Sensível e reflexivo, como histórias mudam em tão poucos minutos, com uma decisão que parece ser simples,me emocionei de com essa leitura
comentários(0)comente



Raqueli Zoellner 16/04/2020

O livro é incrível, uma história de superação familiar, essa autora arrasa em todas as obras
comentários(0)comente



173 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |