O caminho para casa

O caminho para casa Kristin Hannah




Resenhas - O Caminho Para Casa


123 encontrados | exibindo 61 a 76
1 | 2 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9


Felipe 07/10/2015

100% Emocionante
Bom esse é o Livro da minha vida
comentários(0)comente



Simone.Sardinha 28/09/2015

Não julgar, saber reconhecer os erros e, acima de tudo, perdoar são lições interessantes que absorvemos desse livro.
Vale a pena ler!
Felipe 07/10/2015minha estante
Esse livro me destruiu psicologicamente, Sabe agora sei que o difícil não é perdoar as pessoas , o difícil é conseguir perdoar a sim mesmo. A Lição que esse livro passa é de quebrar corações e tenho certeza que quebrantou o meu. Agora sou outra pessoa e sei que perdoar é algo que deve ser feito sem nenhum questionamento !


Simone.Sardinha 14/10/2015minha estante
Realmente, Felipe.
Perdoar já é difícil, acho que é um exercício, uma aprendizagem. Mais difícil ainda é perdoar e aceitar a nós mesmos.
Foi um livro maravilho que também me fez pensar muito.




Fran 07/09/2015

Pra amar e se emocionar!
Ah história nos envolve do início ao fim. Não há como não se apaixonar, sofrer e chorar com o sofrimento da Lexi, muitas vezes achei a Jude má, e passei a sentir raiva dela em diversas situações e até mesmo achei à cruel. Essa é uma história de perdas, de sentimentos controversos, de compaixão. Uma história triste e ao mesmo tempo tão realista. Chorei muito neste livro, amei a forma como a autora lida com as palavras. Leia, e tenho certeza que não se arrependerá.
comentários(0)comente



Lilian.Baumguertner 25/07/2015

Um dos melhores livros que já li.
Emocionante do começo ao fim. Não tem como não chorar lendo este livro, porém mostra o importante e difícil caminho rumo a superação e que o amor verdadeiro jamais acaba.
comentários(0)comente



S. T. 12/07/2015

Leitura marcante e maravilhosa
Comecei a ler sem grandes expectativas e fui completamente surpreendida!
O livro começa mostrando em detalhes a dinâmica familiar de Jude, Miles, Zach e Mia e em contrapartida a vida solitária de Lexi, que agora sentia pela primeira vez como é ter uma família.
A autora tinha a opção de ter começado o livro direto pelo fato impactante, descrevendo toda a história depois no passado, mas o fato de ela ter mostrado tanto a realidade daqueles personagens e guardado o ponto crucial só para mais além das cem páginas trouxe uma realidade muito impactante ao leitor. Nós nos acostumamos tanto com a rotina da família e dos amigos que ficamos extremamente chocados quando tudo acontece, nos sentindo como Jude se sente, aquele pensamento de: nunca pensei que isso pudesse acontecer naquela família.
O livro é muito intenso, li em 2 dias sem conseguir parar e cada reviravolta que acontecia com a Lexi era como um soco no estômago. Juntando o meio e fim, o livro se torna real: os finais felizes podem até existir, mas nunca são completamente felizes, coisas ruins acontecem e precisamos saber lidar com isso da melhor forma que pudermos.
comentários(0)comente



Prof. Angélica Zanin 12/05/2015

Um caminho de mão dupla
As 100 primeiras páginas foram muito difíceis, depois, a necessidade de descobrir como os personagens superariam a dor foi mais forte do que o desejo de abandonar a leitura. Valeu! Personagens como Miles e Zach fazem valer a pena. Mia, Lexi e Jude se confundem em suas fraquezas e atitudes precipitadas. Todas elas muito frágeis e inseguras diante da vida e de seus desafios. Vemos, na narrativa, uma sequência de erros cometidos, avaliações injustas e muita autopiedade. Gratificante foi conhecer Miles, mesmo que fictício, manter seu amor pelos outros acima de tudo com uma incrível disposição para perdoar e amar, sem limites ou reservas. Conhecer Eva que amou uma parente distante que nem conhecia e foi capaz de abrir mão de pouco, mas tudo o que tinha por esta garota. Scot - o advogado - que foi capaz de dar o seu melhor como profissional e como amigo, mesmo tendo tão pouco. Há sempre algo de bom a se conquistar com uma leitura e, apesar da decepção inicial, pude perceber que "O caminho para casa" me trouxe um caminho de mão dupla, mas o que encontrei de bom foi infinitamente mais marcante do que as decepções. Afinal, não é assim que a vida deve ser? Obrigada, Kristin Hannah.
comentários(0)comente



Patricia 11/05/2015

Sensacional
Simplesmente lindo! Me emocionei, aprendi muitas lições. Refleti sobre muitas situações.
Super recomendo essa leitura.
comentários(0)comente



Leitora Inquieta 12/04/2015

O leitor sente que o coração que aperta do início ao fim.
Aquele tipo de leitura que começa devagar, que se propõe a estreitar a relação com o leitor aos poucos. A gente entra em contato com a história dos personagens, suas características mais cruas, mais belas, mais terríveis. A gente julga as decisões, sente doer o peito conforme os conflitos vão se mostrando cada vez mais tão reais, tão humanos, até chegar o ponto em que as lágrimas dos personagens se misturam com as nossas. Nasce então uma espécie de relação simbiótica, através da qual entramos em contato com o amor intenso, com os desafios da maternidade, com a importancia amizade, com a esperança, e com o a força devastadora do perdão. Uma leitura capaz de comover, de apertar o coração e preenchê-lo de amor em seguida.
comentários(0)comente



Val 27/02/2015

Maravilhoso. Nunca me identifiquei tanto com um personagem como com a Judi, mesmo porque estou passando pelo mesmo momento que ela passou, qdo temos que deixar que nossos filhos sigam seus caminhos. A história é linda, repleta de emoções, personagens fortes e envolventes, chorei muito, torci muito pela Lexi, sofri a perda, enfim, é aquela leitura que depois de terminada voce fica com a sensação de querer mais, meio orfão.
comentários(0)comente



Mel 19/02/2015

Lágrimas
Se você gosta de livros que lhe faça chorar, vai ser o primeiro que vou aconselhar.
Ainda não havia lido nenhuma obra dessa autora, e agora posso dizer que foi amor a primeira leitura, porque já estou a procura de todos que estão disponíveis.
O livro conta a saga de três adolescentes que por ironia do destino se encontraram e se amaram.
Lexi é filha de uma viciada em drogas que já foi adotada e devolvida por várias famílias e agora encontra uma tia que lhe acolhe em sua casa.
Mia e Zach são gêmeos, possuem uma ligação fraterna intensa. Zach é o garoto popular da escola e Mia uma menina frágil e insegura. Mas o comportamento de Mia muda quando conhece Lexi, logo se tornam amigas fazendo Mia sentir-se a cada dia mais segura. Mas Lexi não mexe somente com Mia, Zach logo se apaixona pela menina e os três tornam-se inseparáveis.
Jude é a mãe dos gêmeos. Faz tudo pelos filhos. Sem perceber vai se tornando uma mãe dominadora e possessiva.
Uma tragédia acontece, que abala a vida de todos os personagens. Todos precisam juntar seus cacos e aprender a lidar com culpas, mágoas, ressentimentos e a dor da perda.
Confesso que a Jude me irritou do princípio ao fim do livro. Claro, que a dor que carrega eu nem imagino como carregaria no lugar dela, mas ela me irritou....fato. Tenta desesperadamente transferir a culpa que sente para outra pessoa, tornando-se amarga, fria, rancorosa e vingativa. Carrega por anos uma depressão que lhe corrói, atingindo todos a sua volta, principalmente o seu marido tão paciencioso e amoroso Milles (esse sim me cativou, acho que foi meu personagem preferido) e sua neta Grace.
Enfim, é um daqueles livros que a gente não consegue parar de ler. E quando termina bate aquela deprê de saudade!!
comentários(0)comente



Fê Borges 22/01/2015

Perfeito!
Este livro como todos da Kristin nos deixa com uma ressaca literária rs, pelo fato de ser muito próximo a histórias da vida real. O livro fala sobre a história de Lexi, uma garota orfã de mãe até mesmo quando ela estava viva, pois era usuária de drogas e Lexi sempre vivendo em um lar adotivo aqui, outro lá e quando estava com uma família acolhedora a mãe sempre voltava para buscá-la até sua morte. Até então, Lexi acreditava que não tinha parentes até que a assistente social encontra uma tia (Eva) e Lexi vai morar com ela. Lexi sempre foi uma moça reservada e não tinha amigos até ingressar na nova escola, conhece Mia uma garota reservada que também tem problemas ao fazer amizades e as duas se tornam amigas inseparáveis. Mia é irmã gêmea de Zach um garoto muito popular na escola e cobiçado por muitas garotas acaba se apaixonando por Lexi e os três se tornam amigos inseparáveis até a noite em que foram a uma festa...tudo mudou completamente na vida dos três.
É um livro muito emocionante, pois fala sobre amizade, álcool e direção, ódio, perdão, enfim, muitas coisas que acontecem constantemente na vida real narrada de uma forma emocionante.
Recomendo!
Fer Kaczynski 31/01/2015minha estante
Jura que os livros dela dão ressaca? Devem ser tristes e fortes então, fiquei assim com Fuga do campo 14...
Pela sua resenha parece bem triste e que faz pensar bastante nas consequências dos nossos atos, pelo visto tem muito drama, adoro leituras assim.
Tenho esses livros dela em ebook, quero ler logo tbm, bjs

http://dailyofbooks.blogspot.com.br/




Tânia Gonzales 17/09/2014

Muitas estrelas...
O início é lento como os outros livros da Kristin e isso é de propósito. A história vai se desenrolando lentamente para existir uma conexão entre leitor e personagens. Você aprende a amá-los e quando a tragédia(que você já sabia que iria acontecer, só não imaginava como seria!) acontece você já está ligada a todos eles e sofre junto. É isso. Gostei muito de todos os personagens. Entendi os motivos de cada um, mas é claro que senti uma empatia maior pela Lexi e como não gostar da pequena e frágil Grace? Livro lindo! Muitas estrelas para ele! Ah, é claro que chorei... muito! A minha cabeça até doeu um pouco!
comentários(0)comente



BETH 08/09/2014

Emocionante, fala de maternidade, sonhos, amizade,amor e perdão. chorei, ri e torci o tempo todo.
comentários(0)comente



Alessandra 08/08/2014

Mais cinco estrelas para a Kristin!!!!
A Kristin Hanna tem que parar com isso, essa mania de me prender e não me largar até eu acabar o livro, foi assim com ‘Quando você voltar’ e especialmente com o incrivelmente tocante ‘Jardim de inverno’. Acabo de ler esse livro, comecei hoje ao meio dia e termino agora as 10 pra meia noite. Passei o dia chorando e lendo, lendo e chorando, mas não me arrependo nenhum pouco porque se tem uma coisa que essa autora sabe fazer é manter a esperança em nossos corações de que as coisas irão melhorar em algum momento.

A Lexi é uma personagem incrível, sofrida e bondosa, a narrativa é dividida entre a sua perspectiva e a de Jude, uma mãe amorosa de um casal de Gêmeos que acabam por se apaixonar por Lexi, de formas diferentes, é óbvio, Mia a amava como sua melhor amiga praticamente uma irmã e Zach como o grande amor da sua vida. Jude se preocupa com essa relação dos filhos com Lexi, apesar de também se encantar com a garota, mas não tem nada com que Jude não se preocupe no que se refere aos seus filhos.

Lexi toma uma decisão errada, decisão essa que não tomou sozinha, mas que lhe custa muito caro, ela é uma personagem incrível, altruísta, humana, carente e extremamente bondosa, não tenho nada a dizer contra a Lexi, pois assim como os gêmeos farradey também me encantei com ela.

Jude é uma mãe maravilhosa, também bondosa e cuidadosa, os filhos são sua grande realização, mas ela me deixou muito irritada por um tempo, juro que tentei me colocar no lugar dela e pra falar a verdade acho que se passasse pelo que ela passou acabaria tendo a mesma reação, mas odiei a sua crueldade e frieza com a Lexi, a menina claramente não merecia aquilo, todos podiam entender isso: o filho, o marido, mas como esperar que uma MÃE veja com clareza em um momento como esse?

Enfim, o livro é maravilhoso e foi umas das melhores leituras da minha vida.
comentários(0)comente



Jéssica 21/07/2014

Simplesmente uma leitura triste e viciante. Super indico para todos que gostam de chorar lendo kkkkk
comentários(0)comente



123 encontrados | exibindo 61 a 76
1 | 2 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9