O caminho para casa

O caminho para casa Kristin Hannah




Resenhas - O Caminho Para Casa


123 encontrados | exibindo 76 a 91
1 | 2 | 3 | 6 | 7 | 8 | 9


Mario Augusto 09/07/2014

O caminho para casa – Kristin Hannah
Amor, ódio, perdão. Sentimentos intensos, muitas vezes abalados de forma profunda pelas implacáveis mudanças e surpresas da vida.
Os gêmeos Zach e Mia Farraday de 14 anos são adolescentes afortunados. Vivem em uma casa ricamente planejada e decorada. Têm tudo o que querem e são aparentemente felizes. Jude, sua mãe, tem tudo e todos ao redor sob controle. É uma mãe dedicada e atenciosa.
Quando Alexa baill, também com 14 anos, recém-chegada a Pine Island e com um passado sofrido e traumatizante, entra em suas vidas, Mia, antes involuntariamente não sociável, se torna a melhor amiga de Lexi. E como fruto dessa amizade, ambas começam a romper o casulo no qual haviam se inserido. Zach por sua vez apaixona-se por ela e ela por ele. Tornam-se um trio inseparável.
Mas em uma noite de verão, tudo muda drasticamente. A vida nunca mais será a mesma para nenhum deles. E todos terão de conviver com sentimentos extremamente opostos e esmagadores.

O caminho para casa, em minha opinião, é um excelente livro. Aborda vários assuntos, tais como: maternidade, amizade, amor e família. O livro nos mostra como a vida tem suas próprias formas de nos surpreender e, muitas vezes, bagunçar nosso senso de estabilidade e nos deixar sem direção. Uma escolha mal feita pode desencadear uma avalanche de consequências. E é nessas horas, quando nosso futuro está em xeque, que temos de lutar contra nossos próprios sentimentos e deixar que a voz da razão fale mais alto.
Kristin Hannah é uma ótima escritora, e consegue nos prender do começo ao fim em sua trama. A meu ver, só peca por ser um tanto excessiva concernente ao uso de uma narrativa muito dramática. Isso resulta em uma leitura ligeiramente melancólica. Mas para quem gosta de uma dose extra de sentimentalismo, este livro é uma ótima escolha. De qualquer forma, a obra como um todo é admirável.
comentários(0)comente



Viviane 12/06/2014

apaixonante
bom demais, me prendeu do inicio ao fim... sem palavras
comentários(0)comente



Douglas 10/06/2014

Recomendo!!
Aos que procuram um bom livro, carregado de emoções,realidade com uma chama de esperança, então não deixe de fazer essa leitura. Esteja preparado para se aprofundar e se emocionar com uma história sobre relacionamentos: entre um homem e uma mulher, entre irmãos, entre amigos e, principalmente, entre mães e filhos.
comentários(0)comente



Rose 30/04/2014

Resolvi ir direto para resenha, pois não sei como explicar este livro. Qualquer coisa que eu diga ficará aquém do que eu queria dizer .
Este livro eu li em dois dias, e só não atravessei a noite lendo, pois estava emocionalmente abalada.
Chorei muito ao longo da leitura e dormi chorando. Na verdade, demorei a dormir, pois fiquei pensando em tudo que tinha acontecido no livro.
Eu sempre digo que a leitura é uma viagem, e como tal, cada um sente de um jeito. Não sei se pela minha TPM emotiva, pelo enredo emocionante, por me colocar no lugar da mãe, pelos meus filhos, ou por tudo isso junto, fato é que o livro me marcou.
Jude Farraday é uma dona de casa bem casada com o médico Miles Farraday. Mãe de um casal de gêmeos, Zach e Mia, a família vive confortavelmente em Pine Island. Todos se amam muito. É uma daquelas famílias felizes, do estilo comercial de margarina. Mas todo este sentimento é verdadeiro e real.
Jude perdeu o pai cedo, e não teve o apoio e carinho que queria de sua mãe. Isso a deixou com uma convicção na vida: seria para os filhos o que sua mãe não foi para ela. Eles nunca achariam que não eram amados pela mãe.
Sua vida era toda dedicada aos gêmeos. Escola, lições de casa, passeios, amizades, cursos extras, tudo era checado e analisado para que eles estivessem bem e felizes. Isso é o que normalmente toda mãe quer não é?
Acontece que o tempo passa e os filhos crescem, e com isso, nada mais natural que os questionamentos e anseios de tomar suas próprias decisões e cometer seus próprios erros comecem a aparecer.
Zach e Mia sempre foram muito unidos, do tipo unha e carne. Eles sabiam o que o outro queria ou pensava, tinham até uma linguagem própria. Eram crianças felizes e amadas, frutos de um lar bem estruturado.
A adolescência chegou, Zach tornou-se um belo rapaz, carismático, cheio de energia. Vivia rodeado de amigos e garotas. Era popular na escola, tinha ótimas notas, queria ser médico igual ao pai e continuava super apegado à irmã.
Mia por sua vez, estava em uma fase difícil. Tímida, estava tentando descobrir a si mesma. Não tinha amigos e nem era popular. Suas notas eram boas e sua vida girava em torno dos livros, seus fiéis companheiros, além de seu amado irmão.
Jude é um poço de preocupação. Tenta sempre estar um passo na frente para atender seus filhos. Nunca relaxa, afinal um erro e o futuro dos gêmeos poderia estar comprometido.
Entra então em cena Lexi, uma menina de 14 anos, que ao contrário dos gêmeos não sabe o que é um lar, o que é uma família. Filha de uma ex-drogada, passou sua infância pulando em lares adotivos. Sem pai nem mãe, acaba de descobrir que tem uma tia avó e que esta a queria.
É aqui que o caminho destes três jovens se cruzam, pois Lexi acaba indo estudar na mesma escola que Zach e Mia. De cara ela já fez amizade com Mia, duas almas tímidas e solitárias que se juntam e descobrem inúmeras semelhanças. No início Jude ficou receosa com esta amizade, mas depois percebeu que Lexi era uma ótima garota e só queria o bem de sua filha.
Mia ganha uma amiga, e Lexi uma família postiça, pois os Farraday a recebem de braços abertos.
A amizade de Lexi fez Mia crescer e desabrochar. De patinho feio, ela acaba se tornando um cisne, mas continua cheia de inseguranças.
O término do ensino médio está próximo. Um mundo de descobertas se abrindo, os primeiros amores... e as preocupações de Jude se intensificam e vão às alturas quando ela descobre que Zach e Lexi estão apaixonados.
O trio está formado e indissolúvel. Ela tinha medo de não conseguir controlar o futuro...
A um passo da faculdade, eles não queriam se separar, mas sabiam que isso era inevitável. Jude estava finalmente vendo seu sonho se realizar, seus amados filhos juntos na faculdade que ela tanto queria.
Mas eles também tinham seus próprios sonhos e queriam pela primeira vez tomar suas próprias decisões. Infelizmente nem todas acertadas, e o destino destes jovens é marcado por uma tragédia.
Jude vê seu mundo ruir e junto dele seus sonhos. Sem forças, antes o que era colorido e cheio de vida, torna-se uma depressão sem fim.
Jovens que tinham o mundo, agora estavam juntando os cacos para seguir em frente e tentar, quem sabe, um dia serem felizes, ou pelo menos, voltarem a sorrir.
Só o verdadeiro amor e a força do perdão pode trazer de volta a luz que se apagou na vida destas pessoas.
Um livro profundo, belo em seu sofrimento e triste na verdade transmitida. Leiam, mas se vocês são chorões como eu, já reservem os lencinhos.

site: http://www.fabricadosconvites.blogspot.com.br/p/minhas-resenhas.html
Beth 31/07/2014minha estante
Uma história muito comovente e emocionante. Não sabia que seria assim. Gostei da história. Beijos.


Clarice.Castanhola 23/06/2015minha estante
AMO este livro, to louca para ler o jardim de inverno e vários outros livros da autora, gosto de livros que me emocionam.parece ser um livro profundo mesmo ;D




Silvia 17/04/2014

APENAS LEIAM, UM LIVRO MARAVILHOSO!
MUITO BOM MEEEEEEEEEEEESMO!
comentários(0)comente



Nina 21/03/2014

Um livro lindo, verdadeiro e sensível. A trama é mais do que envolvente, é empolgante e instigante, consegue prender o leitor do começo ao fim, proporcionando uma leitura intensa e cheia de emoções.
Mais que recomendado!

"As pessoas pensam que amar é um ato de fé — falou a mãe. Às vezes, é um ato de vontade."
comentários(0)comente



Dressa Oficial 08/02/2014

Resenha - O Caminho Para Casa
Olá, tudo bem com vocês?

Hoje trago a resenha de mais um livro ótimo da Kristin Hannah, o primeiro livro que li dela foi Jardim de Inverno, depois de me emocionar muito nesse, já imaginei que com esse não seria diferente.

Nele conhecemos Jude uma mãe que sempre sonhou em ter filhos e ao engravidar dos gêmeos Zach e Mia não poderia haver felicidade maior que essa.

Zach é o famoso garoto popular anda com todos os populares da escola, conhece todo mundo e tem muitos amigos.

Mia é tímida, se veste com roupas inusitadas e não consegue fazer amizades com facilidade, vive sozinha pelos cantos na escola.

Jude ama demais os seus filhos e faz de tudo para manter os mesmos longe de confusão, fez um andar com sala de jogos em casa para que seus filhos levassem os amigos e assim ela poderia saber o que eles faziam e tentar evitar com que se envolvam com coisas erradas.

Lexi é uma garota muito sofrida, passou boa parte da vida em orfanatos sempre indo e voltando pois ficava com algumas familias, mas sua mãe sempre voltava para pegar, a mãe dela tinha problemas com drogas e acabou morrendo de overdose.

Lexi se mostra um pouco insegura no começo do livro mas ela é bastante determinada, sabe o que quer e o que quer fazer.

Eva sua tia resolve pegar Lexi no orfanato e por ser de origem humilde elas acabam se dando muito bem, pois Eva dá tudo que Lexi precisa amor e carinho de familia que ela nunca teve.

Lexi entra na mesma escola que Mia e Zach e logo quando vê Zach é amor a primeira vista de ambas as partes, mas pela insegurança que Lexi tem no começo do livro ela acha que ele nunca vai querer algo com ela.

Ela vê Mia sentada na grama lendo um livro no horário de intervalo e pede para se sentar junto, Mia se recusa mas depois aceita e as duas começam uma linda amizade.

Mia leva Lexi para sua casa logo que se conhecem e logo é bem acolhida por Jude a mãe dos gemêos, Lexi se sente tímida e fora de eixo no começo pois a casa deles é enorme e por ter sempre varios adolescentes andando pela casa vai começando a se familiarizar com tudo isso.

Jude leva todos os amigos de Mia e Zach para casa sempre promovendo o bem estar de todos.

Porém com o tempo Jude percebe que não tem como manter os filhos sempre por perto, com os desafios de ser adolescente vem o primeiro amor, as festas, as bebidas, as drogas e como Jude irá fazer para manter seus filhos longe dessas provações.

Ela percebe que não consegue recusar o pedido dos seus filhos quando o pedido é feito com tanto amor e carinho, mesmo que seja para sair de casa.

Página 40
Jude sabia que ele a estava manipulando, tirando vantagem do seu amor de mãe, mas era incapaz de resistir. Ela os amava demais e queria vê-los felizes.

Ao poucos Zach vai se aproximando de Lexi e os dois depois de beberem em uma festa acabam se declarando, os dois começam a namorar e Mia também.

Mas seus filhos acabam se decepcionando com o primeiro amor e Jude vai acalmar seu coração como toda mãe zelosa faz.

Página 119
Jude se lembrou dessa dor. Toda mulher já sentiu alguma versão dela: o fim do primeiro amor. É quando se aprende, de uma vez por todas, que o amor pode não ser permanente.

Depois de muitas festas, Jude sempre orienta seus filhos a não beberem quando estiver dirigindo mas com o tempo vem o peso das escolhas que é fazer faculdade, Lexi não tem dinheiro para bancar a mesma faculdade que os gêmeos e ficam com os animos exaltados pois depois de anos de amizade, terão de viver separados.

Até que o futuro prepara uma surpresa para todos eles e ai a emoção rola solta, Kristin Hannah sabe cutucar com nossas emoções e prende nossa atenção do começo ao fim.

Jude se depara com a situação que mudará sua vida para sempre, será que ela vaia aguentar esse baque que a vida te deu?

Página 176
- Deus não nos dá uma cruz maior que a que podemos carregar. Você é mais forte que isso, Judith.
O livro traz temas polêmicos e comum de acontecer a todos nós, para quem gosta de se emocionar leitura mais que recomendada.

Nele vemos lições de amor, perdão, maternidade, dor, perda e o principal de tudo esperança!

Mais um livro que entra para os melhores que já li na vida e recomendo a todos se emocionarem com essa deliciosa leitura.

Beijos

Até mais.

site: www.livrosechocolatequente.com.br
comentários(0)comente



Vanessa Vieira 31/12/2013

O Caminho para Casa_Kristin Hannah
O Caminho para Casa, da americana Kristin Hannah - autora de 18 livros, que já venderam mais de 8 milhões de exemplares ao redor do mundo -, nos traz uma história emocionante, envolvendo a importância da família, do perdão e da purificação do coração.

Jude sempre foi uma mãe muito cautelosa e presente e passou 18 anos de sua vida vivendo exclusivamente em prol dos seus filhos gêmeos Mia e Zach, os tornando adolescentes extremamente felizes. Quando a jovem órfã Lexi ingressa no mesmo colégio em que eles estudam, em Pine Island, Jude a recebe de braços abertos, como se ela também fosse um membro de sua família.

Lexi teve um passado muito doloroso, sendo criada em vários lares adotivos, devido ao vício em drogas de sua mãe, que culminou com a sua morte. Assim que ela entra no colégio, se torna rapidamente amiga de Mia. Com a aproximação frequente entre as duas, Zach se apaixona por ela, fazendo com que os três se tornem um trio inseparável.

Jude sempre fez de tudo para manter os seus filhos longe de confusões e encrencas, mas isso se torna impossível com o último ano do ensino médio. A agitação é cada vez maior, assim como o número de festas, e toda vez que eles saem de casa, ela não consegue ficar em paz. Em uma noite de verão, seus maiores medos vêm à tona, estilhaçando toda a alegria e harmonia que regeram a sua família. Toda ação traz uma reação, e ela ficará entre a cruz e a espada, decidindo se deve encontrar um jeito de esquecer ou uma forma de perdoar...

"Em um mar de lamentação, havia ilhas de bênçãos, instantes no tempo que nos lembravam do que ainda tínhamos, em vez de tudo o que tínhamos perdido."

O Caminho para Casa nos traz uma história arrebatadora e inesquecível, que comove e acima de tudo, aborda com profundidade a importância da família e questões densas sobre o amor e o perdão. A escrita de Kristin Hannah é dotada de sentimentalismo, de uma forma tão palpável e verossímil que conseguiu me levar às lágrimas em várias passagens do livro. Narrado em terceira pessoa, acompanhamos um enredo delicado e corajoso, que retrata perdas, dores, e acima de tudo, esperança.

Jude sempre se preocupou demasiadamente com os filhos e temia qualquer infortúnio que porventura, poderia se suceder com eles. Infelizmente, os seus pesadelos tomaram forma e a deixaram completamente devastada, em frangalhos. Os anos se passaram e ela nunca conseguiu viver em paz desde aquela fatídica noite de verão. Se tornou uma mulher endurecida, que não via mais prazer algum em sua vida. Acabou se tornando seca e áspera com todos ao seu redor, inclusive com aqueles com quem tanto ama. Liberar o perdão não é fácil, ainda mais quando algo lhe é arrancado de suas entranhas de forma tão feroz e injusta, mas se mostra o único caminho para que ela recupere sua sanidade e tenha uma vida plenamente feliz.

"O amor estava dentro dela, em algum canto. Ela só não conseguia alcançá-lo."

Lexi teve uma infância muito triste e sofrida e quando é acolhida pela família de Jude, se sente uma das pessoas mais sortudas do mundo. Ela tem um carinho enorme por eles, além de ser apaixonada por Zach. Quando os dois se declaram um para o outro e em seguida engatam o namoro, uma tragédia eclode, fazendo com que o destino de todos eles sofra modificações drásticas. O que mais me encantou na Lexi foi a sua bondade nata. Ela sempre pensou primeiro nos outros para depois se direcionar a si própria, motivada por muito amor e sabedoria. Por mais que seja uma das personagens que mais padecem na trama, nunca se lamentou ou contestou a sua situação, aceitando tudo de forma sensata e dócil.

"Era isto o que o amor fazia com uma pessoa? A retorcia e esvaziava até restar apenas a necessidade? Se fosse assim, como ela sobreviveria?"

Em suma, O Caminho para Casa é um livro que emociona, além de abordar todas as questões referentes a trama com tamanha profundidade e intensidade. Apreciei muito a escrita da Kristin Hannah, tangível e dotada de sentimentos, e pretendo ler mais obras de sua autoria. A capa do livro é muito bonita e a diagramação está excelente, com fonte em bom tamanho, revisão de qualidade e uma pequena ilustração floral no começo de cada capítulo. Recomendo, com certeza!

site: http://www.newsnessa.com/2013/12/resenha-o-caminho-para-casa-kristin.html
comentários(0)comente



Sueli 28/10/2013

O caminho para casa
Uma emocionante historia que fala sobre relacionamentos. Nos faz pensar sobre o ódio e o amor que andam de mãos dadas. Que o perdão e o amor são a cura para alma, tanto que de quem o libera quanto de quem o recebe.

Vale a pena cada minuto de leitura.
comentários(0)comente



Danielle 17/10/2013

Resenha – O caminho para casa – Kristin Hannah
O livro é narrado em terceira pessoa e nos conta a história e drama de uma família.
Jude é mãe dos gêmeos Mia e Zack e é super protetora e preocupada com os filhos. Zack é o garoto popular, lindo e todas as garotas se apaixonam por ele, enquanto Mia é tímida e não faz amizades, os dois são muitos ligados.
Os gêmeos acabam conhecendo na escola Lexi e Jude fica preocupada com a nova amizade de Mia.
Lexi teve uma infância sofrida, após passar por muitos lares adotivos, devido sua mãe estar sempre presa e drogada, uma tia-avó que ela nem sabia da existência acaba adotando-a após a morte de sua mãe. Lexi encontra na família de Jude tudo que ela nunca teve que é uma família que a amasse, e o inevitável acontece, ela e Zack se apaixonam.
“E então ele a beijou e ela caiu e voou, girando e se transformando em outra pessoa, em outra coisa. Quando ele finalmente afastou o rosto, estava tão pálido e trêmulo quanto ela, o que foi um alívio, porque ela estava chorando.”
Uma escolha errada acarretando uma tragédia será capaz de afetar a vida de todos os personagens, a partir desse momento o leitor será direcionado a momentos de muita tensão e muita emoção.
“O preço de ser franca com os filhos era muitas vezes ficar sabendo de coisas que seria melhor não saber. Acreditava que os pais tinham duas escolhas: exigir sinceridade e lidar com verdades indesejáveis ou enfiar a cabeça na terra e aceitar as mentiras.”
O livro tem uma narrativa muito envolvente em uma história totalmente emocionante, me peguei com lágrimas nos olhos por muitas vezes, uma história de perdas e superação muito bela. Recomendo muito a leitura.


site: www.facebook.com/minhasresenhasdp
comentários(0)comente



Eliane Maria 10/10/2013

Minhas impressões do livro : O Caminho para Casa - Kristin Hannah
Nos primeiros 30% do livro achei que se tratasse de um romance água com açúcar, problemas normais de adolescentes com mãe super protetora, onde numa noite , seus piores pesadelos se concretizam.
Mas essa estória me surpreendeu, pois foi sendo acrescentado gradativamente problemas alguns comuns, outros nem tanto, nos relacionamentos das famílias e personagens existentes no drama. Fazendo com que eles fossem levados a viver sentimentos muito intensos, que iam do amor ao ódio, da excessiva culpa ao perdão .
Guinadas e mais guinadas vão mudando o destino de cada personagem. Essa autora passa ao leitor com muita perfeição e delicadeza esses sentimentos de dor, que não são fáceis de suportar.
Situações apresentadas no romance, me fez refletir muito no meu modo de tratar aos que me cerca. É uma estória muito forte e sofrida, mas ao mesmo tempo é linda. Para pessoas mais sensíveis, irá arrancar algumas lágrimas. Ler O Caminho para a Casa foi muito gratificante para mim. Era como se eu fosse Judi ou minha irmã passando por aquele problema. Já estou com saudades dos personagens. rsrsr
comentários(0)comente



Jéssica 04/10/2013

Este livro me tocou, fiquei realmente emocionada com a bela e ao mesmo tempo triste história. Foi emocionante, e provou o poder do tempo em relação ao amor sentido pelos jovens, e o poder do perdão. Minha opinião a respeito de Jude foi que, mesmo sendo mãe, foi severa demais com Lexi.. uma garota tão sofrida, e sinceramente senti falta da Mia ao decorrer da história, para mim os três foram grandes exemplos de amizade verdadeira.
comentários(0)comente



Gleise 24/09/2013

Como nunca ouvi falar desse livro antes?
A ligação de 3 amigos e um fato que mudou a história deles. Um perdão tão simples, mas tão difícil de se dar. Um final que foi incrível e me ensinou que o poder de falar aquilo que você sente, mesmo tendo o receio de ser rejeitada.
Chorei feito uma criança, com direitos a falta de ar de tanto chorar.
Não tem como falar sobre o livro sem soltar spoilers, só digo que simplesmente amei.
Leitura que me prendeu desde as primeiras páginas e foi a mais fast de todas que tive.
comentários(0)comente



Angela 10/09/2013

Emoção
Lição de amor, união na familia, amizade verdadeira e perdão.
Tudo se resume num amor imenso entre os personagens onde cada um aprende uma lição e demonstra como conseguir lutar e seguir em frente.
Gostei muito mesmo, me emocionei demais como em todos os livros de Kristin,tinha momentos em que as lagrimas automaticamente chegavam e muitas vezes estava lendo em um onibus no caminho do trabalho e não podia deixar que rolassem, é muita emoção.
Recomendo, para quem gosta de se emocionar.
comentários(0)comente



Dana 08/09/2013

Não consigo lembrar de ter chorado tanto com um livro...
O que eu posso falar desse livro? Ele me prendeu completamente!

Estava ali pela página 60 e fui ler as habituais 5 páginas antes de desmaiar na cama (mãe de um bebê e de um menino de 9 anos, tem dias que a gente conta as horas para chegar o momento de poder dormir...) mas, enquanto não terminei, não sosseguei!

Não conseguia fechar o livro, só precisava saber o que iria acontecer.
E, às 7 da manhã, depois de encharcar alguns lencinhos, fiquei com aquela sensação, misto de dor e esperança e querendo mais.

Recomendo muitíssimo!
Patricia Chame 30/09/2017minha estante
Amo os livros da Kristin Hannah e já vi que esse nao será diferente. Estou em 60% aprox e não consigo largar. Fortes emoções (alias, como sempre!)




123 encontrados | exibindo 76 a 91
1 | 2 | 3 | 6 | 7 | 8 | 9