O Julgamento de Gabriel

O Julgamento de Gabriel
4.20597 4588




Resenhas - O Julgamento de Gabriel


115 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Chelle 26/09/2016

O Julgamento de Gabriel
Professor Gabriel Emerson embarcou em um caso passional, mas clandestino com sua ex-aluna, Julia Mitchell. Embarcam para férias românticas na Itália, ele a ensina sobre os prazeres sensuais do corpo e os arroubos do sexo. Mas quando eles retornam, sua felicidade é ameaçada por alunos conspirando, política acadêmica, e uma ex-amante ciumenta. Quando Gabriel é confrontado com a administração da universidade, ele vai sucumbir ao destino de Dante? Ou ele vai lutar para manter Julia, sua Beatriz, para sempre?
comentários(0)comente



Nathy 13/09/2016

O Julgamento de Gabriel – Sylvain Reynard – #Resenha
Demorei muito para continuar lendo essa trilogia. Nem sei porque demorei tanto. Afinal, gosto muito dos livros do Sylvain Reynard. Enfim, nesse ano eu e a Mari decidimos ler alguns livros em comum. Cada mês estaremos lendo algo da nossa estante e compartilhando nossas opiniões. E o primeiro livro escolhido foi O Julgamento de Gabriel. Eu comecei a leitura bem empolgada, apesar da Mari ter reclamado bastante do livro. No entanto, apesar da minha empolgação fiquei com medo do que iria encontrar ao longo da história. Felizmente fui surpreendida de uma forma positiva. Ainda que tivesse alguns momentos em que quis bater nos personagens.

O segundo livro continua do ponto em que parou o primeiro. Com Gabriel e Julia aproveitando a sua viagem. Nada parecia ser capaz de estragar esse paraíso dos dois. Finalmente depois de anos amando Gabriel, Julia o tem ao seu lado. Nessa viagem ela descobre mais e mais sobre o homem que ama. Tanto fisicamente quanto emocionalmente. Porém, quando retornam para a Universidade parece que esse paraíso deixa de existir. Os dois passam a ter que enfrentar denúncias feitas ao Comitê Disciplinar da Universidade. Como se não bastasse todos esses problemas Julia ainda tem que lidar com a sua insegurança. Com o medo de que a qualquer momento Gabriel pode abandoná-la. Agora os dois têm que enfrentar o julgamento mais difícil de suas vidas.

A narrativa é em terceira pessoa com o foco em Julia. Algo que foi um problema nesse livro. Porque estava muito querendo saber os pensamentos do Gabriel. E os motivos dele. Mas, tudo ficava focado nela. Então o leitor sabe apenas aquilo que a Julia sabe. O que descobre ao longo do livro. Fora esse pequeno detalhe não tive problemas com a narrativa. Gosto bastante do modo de escrita do autor. Para algumas pessoas a leitura pode ter demorado. Mas, comigo ela fluiu muito bem. Não queria largar o livro.

Eu amo você, Beatriz. Não vou abandoná-la. Você sabe disso, não sabe?

Continuo muito apaixonada pela Gabriel mesmo ele tomando algumas atitudes erradas. Ele deveria saber compartilhar seus problemas com ela. Conseguia entender que queria protegê-la de qualquer jeito. As suas pistas também não foram das melhores. Porém, eu acho que ele se aproxima muito da realidade. Um mocinho muito forte e determinado. Mas, que também é quebrado. Já passou por diversa situações difíceis. Até que finalmente conseguiu encontrar um pouco de paz. Uma luz no final do túnel. Está fazendo de tudo para manter a felicidade do seu lado. Com certeza um dos meus mocinhos favoritos.

Continue lendo a resenha no link abaixo:

site: http://www.oblogdamari.com/2016/03/o-julgamento-de-gabriel-sylvain-reynard-resenha.html
comentários(0)comente



Lisandra.Vieira 12/09/2016

Em nome do amor.
Eu adorei, e achei que superou o primeiro livro.
Eles estão vivendo o amor plenamente, até o monstro verde da inveja colocar as manguinhas de fora.
A relação é minhada, eles sofrem muito, Gabriel é julgado e condenado, mas foi tudo um mal entendido, um erro astronômico, e quando eles se acertam é LINDO!
O final é fantástico... o amor vence!!
Recomendo MUITO essa série
comentários(0)comente



Paloma - Blog Amor nos Livros 02/09/2016

Esse livro é meio entediante, eu confesso! Porque a leitura se arrastava e eu achava que era só eu que pensava isso até procurar umas resenhas na internet, mas não, todo mundo acha a Julia bem chata, porém não coloco a culpa toda nela, Gabriel também não colabora muito, mesmo mantendo o jeito de corteja-la que é muito atraente.

Uma coisa que sempre faz com que eu siga com a leitura desse livro, o que é também o tema principal, que é Dante, nunca tinha ouvido falar e me apaixonei. Também há uma ótima seleção de musicas, pinturas e esculturas maravilhosas. Muita gente diz que ele se parece com cinquenta tons de cinzas, mas não concordo 100% com isso, pois acho esse segundo livro parecido, mas bem pouco. Também descobri recentemente que o livro foi escrito e lançado antes de cinquenta tons, então, não existe plagio algum.

Mas falando sobre esse livro... Julia era aluna de Gabriel e o romance entres ele começou quando ainda estava tendo aulas, logo é uma coisa ilegal e a Christa denuncia os dois para a universidade, que entram numa investigação afim de descobrir quem estava tirando proveito dessa relação, mas por proteger a Julia, Gabriel acaba aceitando toda a culpa com a condição de se afastar dela, sendo que ela não sabia desse acordo e achou que ele a tinha abandonado. é um dramalhão até que eles se reconciliam e acaba o livro com eles em sua lua de mel.

É muito difícil não associar os livros a religião, pois fala-se muito de Deus e porque Gabriel acha que não merece nenhuma das coisas que acontecem de bom na vida dele e que acreditava não poder ser feliz ou perdoado por seus erros até reencontrar Julia. Sempre penso nessa trilogia como algo para nos manter próximos de Deus, algo passa a mensagem que Ele nos concede sua graça e misericórdia, trazendo paz de espirito e tem uma parte do livro que eu não poderia de deixar fora pois é o que me leva a ter esses pensamentos. Julia comenta com Gabriel uma passagem do livros 'Os irmãos Karamazov' que é justamente sobre a criação de Deus porque Gabriel fica em duvida se deve ou não acreditar na existência de Deus e é um dos irmãos também não acredita ou acha que Deus é mau pois há muita maldade no mundo.
Continue lendo no link


site: http://amornoslivros.blogspot.com.br/2016/01/o-primeirissimo-de-2016.html
comentários(0)comente



Cristina.Dias 30/08/2016

O Julgamento de Gabriel
O Julgamento de Gabriel é o segundo livro da trilogia. Com o fim do semestre e do curso ministrado por Gabriel, eles deixam de ser professor e aluna e enfim estão livres para viver seu amor. Duas denúncias junto ao Comitê Disciplinar da Universidade põem em risco o emprego de Gabriel e a carreira de Julia. Professor Gabriel Emerson toma a decisão de se afastar de Julia, que fica arrasada e questiona tudo o que eles viveram.
comentários(0)comente



thais.d.moraes. 08/08/2016

O Julgamento de Gabriel
Intenso e surpreendente.
Após o fim do semestre, Julia e Gabriel se entregam completamente a paixão que sentem um pelo outro, sem medo, sem culpa, sem preocupações. Pelo menos é o que pensavam. Em o Julgamento de Gabriel, o casal encontra mais alguns obstáculos que os impedem de viver a plenitude do amor deles. Duas denúncias na faculdade de Toronto, colocam em risco a carreira estável de Gabriel e o futuro promissor de Julianne. Eles ainda enfrentarão muitos problemas e pessoas que não querem vê-los juntos. Emocionante e intrigante do começo ao fim, este é realmente o Julgamento mais inesperado de todos.
comentários(0)comente



Jhully 04/08/2016

Chato
Gt que livrinho chato viu, chega da sono a ve a conversa de gabriel e julia, gabriel com aquele jeito todo protetor é muito sem graça.
O inferno de gabriel é ate legal, historia boa pra mim acabou ali.
comentários(0)comente



Any 18/07/2016

Recomendo em parte
O terceiro somente apresenta a vida do casal e das outras personagens da trama, não existindo novidade ou drama novo, é o dia a dia deles como casal, algo que você lê só para não deixar a trilogia incompleta.
comentários(0)comente



Ca Agulhari 11/07/2016

O egocentrismo de Gabriel daria um ótimo título.
PODE TER SPOILER mas se eu fosse você, leria a resenha mesmo assim pra se poupar de ler essa porcaria.

Gabriel vive negando sexo pra Julia cara, qual é? Que egocêntrico manipulador e ela, que idiota! O cara vive mandando em tudo que ela faz, a abandona por meses e depois volta se julgando o herói, ela acredita e ele ainda joga a bomba de que eles só vão transar de novo quando ele casar com ela? Na boa, isso nem deveria ter sido um livro lançado, que porcaria sem tamanho! O que me irrita é saber que tem a terça parte: PRA QUÊ?

Vou ler porque meu dinheiro não é capim!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Raquel Comunale 04/05/2016

O Julgamento de Gabriel é o segundo livro da série O Inferno de Gabriel escrita por Sylvain Reynard. Depois de ler o primeiro livro da série, O Inferno de Gabriel, confesso que fiquei com um pé atrás mas ao mesmo tempo curiosa para saber como a autora resolveria as questões do primeiro livro. Um azar absurdo.

Nesse segundo livro a autora conseguiu piorar uma coisa já complicada do primeiro: falta de química e realidade na história. Tinha gostado do personagem de Gabriel, ele parecia um cara centrado e com pegada mas tudo isso simplesmente sumiu! Virou um personagem cheio de dúvidas e questionamentos filosóficos. Chato ao extremo. Já sobre Julia eu não tinha como me decepcionar mais, já tinha detestado a personagem no primeiro livro, nesse a situação só piorou. Juro que as páginas nunca terminavam! O mimimi sentimental do casal se arrastou por tantas páginas que quando a periguete Christa aparecia eu vibrei de felicidade.

O livro é cansativo, os personagens não cativam e a autora coloca situações completamente surreais. Julia continua caindo a cada dois passos e Gabriel passa a ser um ser espiritualmente elevado que parece ter 90 anos. Extremamente cansativo. Certamente o terceiro (e último!) livro da série, Gabriels Redemption, não vai entrar na minha lista de prioridades.



site: http://desencontre.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Caroline.Oliveira 22/04/2016

O melhor professor de literatura!
Nesse segundo volume da trilogia, somos mais uma vez agraciados com uma escrita rica em detalhes e muito bem escrita, além de abordar um vasto conteúdo cultural. Eis que é chegado o momento em que o amor de nosso querido casal é colocado à prova. E como o próprio título, é o momento de Gabriel se auto avaliar, rever suas ações e pagar por elas.

Após viajarem para a Itália e se entregarem ao amor, Gabriel e Julia estão em uma verdadeira lua de mel. Mas alguns medos demoram a ser esquecidos e Julia teme que a qualquer momento seu amado a deixe como fez alguns anos atrás quando a deixou sozinha no pomar.

"-Eu amo você, Beatriz. Não vou abandoná-la. Você sabe disso, não sabe?
-Doeria muito mais perder você agora."

O livro inicia justamente no momento que estão em Florença para uma palestra que será ministrada por Gabriel sobre Dante e é lá que os problemas do nosso casal começa. E tudo por um momento de ciúmes em que Gabriel afirma a Guiseppe, também professor, que Julia é sua fidanzata (noiva). Gabriel sabe do risco do relacionamento dos dois, afinal, eles vivem uma paixão proibida que a qualquer momento pode ser descoberta e que pode acabar com a carreira de ambos, mas o seu desejo de marcar Julia como sua, de afastar qualquer homem do seu lado, não o deixa raciocinar sobre os perigos que os rodeiam.

"- O que preciso fazer para torná-la minha?- rosnou ele, a boca colada na dela.
- Eu sou sua.
-Não esta noite, ao que parece.- Gabriel sugou o lábio inferior dela para dentro da boca, mordiscando-o de leve.- Não entendeu minha palestra? Cada palavra, cada pintura foi para você."

O lindo casal continua a aproveitar a bela Florença, explorando os mais belos pontos turísticos e aos poucos Julia vai ensinando a Gabriel a bondade, o perdão e passam a compartilhar sonhos e medos. Mas o mal continua a espreita, esperando o momento certo para agir e destruir o mundo de felicidade do casal. Crista Petterson não aceita ter sido rejeitada por Gabriel, muito menos ter sido humilhada por ele por causa de Julia. E ela começa a agir sorrateiramente para expulsar Julia da pós- graduação.
E tudo acontece através de duas denúncias ao Comitê Disciplinar da Universidade, destinadas a Julia e Gabriel, colocando em risco o emprego do professor e o futuro da aula.

Enquanto Julia busca meios para proteger os dois, sem que tenham que se separarem, Gabriel passa a agir sozinho, com medo de prejudicar mais ainda sua amada. E assim, sem que Julia saiba de nada, Gabriel toma uma decisão, surpreendendo a ela e dando um fim ao relacionamento, confirmando, desta forma, o medo que ela tinha que ele poderia abandoná-la.

Você deveria me amar, Gabriel. Deveria me apoiar quando decido defender aquilo em que acredito. Não era isso que queria que eu fizesse? Mas em vez disso, você faz um acordo com eles e me abandona?

Sylvain mais uma vez não nos decepciona, ao contrário, nos apresenta uma história emocionante do início ao fim. Gabriel, no tempo em que deve ficar afastado de Julia, parte em uma busca pessoal, em que ele passa a analisar sua vida, seus atos, a perdoar e si perdoar. E assim, vemos pouco a pouco a transformação do nosso querido professor em busca da sua redenção. Julia, mesmo cheia de dor e revolta pela atitude de Gabriel, não deixa de sentir a sua falta, ou de reviver tudo que viveram enquanto estiveram juntos. Mas a dor por ter sido abandonada mais uma vez por ele parece profunda demais para suportar.

A narrativa continua seguindo a mesma linha do anterior, em terceira pessoa, em que temos a oportunidade de apreciar os sentimentos tanto de Julia quanto Gabriel, além de termos relances que relatam a vida de outros personagens secundários. Outros pontos além do sexual são discutidos, tendo como foco essa busca de Gabriel em si perdoar.

Mesmo tendo um enredo dramático, é possível se emocionar e se imaginar vivendo um amor puro, intenso e verdadeiro. Recomendo a leitura dessa obra incrível, com um enredo encantador e apaixonante.

site: http://carpediemliterariobr.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Marcia.Santos 31/03/2016

Um amor Ardente
No começo um pouco entediante, mas depois você não consegue parar de ler. ADOREI
comentários(0)comente



Thais 16/03/2016

Resenha
Pessoal, antes de fazer minhas criticas, vou falar um pouco sobre o livro.
Acessem meu blog. O link está no fim do texto. Estou começando ele agora e por isso, ainda não possui muitas resenhas, mas está bem legal!

Nesse, Gabriel está mais maduro e bem menos "carrancudo" que no primeiro. O relacionamento dele com Júlia está progredindo, mas, como tudo não são flores, eles vão ter que enfrentar problemas.

Esses problemas (como a própria sinopse do livro nos informa), estão relacionados uma denúncia que infringi a política da Universidade de Toronto a não aceitar relacionamento entre alunos e professores, fato que pode prejudicar a carreira de Júlia e Gabriel.

E lá vou eu com as criticas!!!

Na resenha do livro 1 tentei nem dar muitaaa opinião sobre o livro, pois eu tinha esperança de me apaixonar pela Trilogia, mas isso não aconteceu. Agora direi os porquês:

A primeira má impressão que tive do primeiro livro, foram as semelhanças com 50 tons de cinza, como eu disse na resenha anterior, mas ao longo da história o livro ganhou um pouquinho de originalidade, mas só um pouquinho! É muito decepcionante você ler um livro que te remete à outro.

A segunda coisa que eu não gostei, foi o modo meio rebuscado com ele é escrito, embora não seja difícil de compreender a narrativa, eu não curto muito, pois até mesmo as partes românticas da história ficam com o ar meio "robótico". Nem sei explicar direito o que acontece, simplesmente não gosto.

A terceira crítica ruim que tenho, diz respeito ao enredo geral da história. Não achei a história muito consistente. Todos os fatos ganham muita importância, sem realmente terem tanta assim. Alguns podem achar que isso torna o livro intenso, mas na minha opinião fica parecendo que o autor, não estava muito inspirado para escrevê-lo. Os personagens secundários não influenciam a história em nada muito relevante, exceto a Chista mesmo.

Peguei pesado nas críticas ruins não é mesmo? Ai vocês se perguntam: -Mas Thaís, você gostou de alguma coisa desse livro menina?!

Bom, a resposta para essa pergunta é que gostei da parte romântica da história. Do meio para o final, o livro ficou até mais interessante por conta disso. Gabriel precisa se livrar se seus fantasmas e ele vai em busca dessa rendição.

"Amarei você para sempre Julianne, quer você me ame ou não. Este é o meu paraíso. E o meu inferno"

"Passei tempo demais nas sombras(...), (...)estou ansioso por estar na luz. Com você. "

Sobre o próximo volume, acho que nem precisava de um terceiro, o segundo livro já deu a impressão de ser o final. Mas eu vou ler e resenhar para vocês logo logo, porque à pesar de eu não ter gostado muito da história eu não abandono as séries, as sagas, as trilogias e os duetos. kkkk

Comentem aqui o que vocês acharam desse livro da série e avisem se foram dar Spoiler.


Até a próxima queridos leitores!

site: http://docevicioliterario.blogspot.com.br/search/label/O%20Inferno%20de%20Gabriel
comentários(0)comente



Jordana 12/03/2016

Apaixonante!
A resenha pode ser conferida no link:

site: http://addictionforbooks.blogspot.com.br/2016/03/resenha-o-julgamento-de-gabriel-sylvain.html
comentários(0)comente



115 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |