O Julgamento de Gabriel

O Julgamento de Gabriel Sylvain Reynard




Resenhas - O Julgamento de Gabriel


126 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Cheli 08/08/2017

Paciência tem limite...
Os três livros, achei lento demais!!!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Fran 11/07/2017

Adorei o primeiro, mas esse foi difícil terminar! Muito arrastado, cansativo...
comentários(0)comente



Mayhara 18/06/2017

Achei essa continuação um pouco forçada. Claro, o primeiro livro deixou diversas pontas soltas e acabou sem final.

Acontece que esse segundo livro ficou arrastado demais, quando me dei conta já estava na página 100 e nada tinha acontecido de fato.

E o decorrer do livro não é diferente, muitas páginas pra poucos acontecimentos. Quase desisti da leitura. Gostaria de dizer que engrena nas páginas finais, mas não acontece. Só continuei a leitura pra saber o desfecho dos acontecimentos.

Não estou interessada em ler o terceiro livro, talvez leia mais tarde. Não agora, até porque a autora fechou as estórias. Tivemos o "felizes para sempre".

Só vale a pena ler para termos o desfecho do primeiro livro.
comentários(0)comente



Conchego das Letras 09/05/2017

Resenha Completa
A sequência de O Inferno de Gabriel pode ser lida como livro independente, sem conexão com anterior.
Depois de passarem parte do semestre escondendo o romance que viviam, Emerson e Julia finalmente podem se assumir como casal sem a preocupação das punições – que no exterior existem e são cumpridas – de uma relação entre aluna e professor. Claro, isso seria lindo se uma aluna não morresse de ciúmes e inveja, resolvendo colocar lenha na fogueira e denunciando os dois. Tudo bem, o fim dela, essa invejosa, será triste e feio. Não estou dando spoiler, estou repetindo uma frase de Julia.



A sinopse da editora é enorme e conta o livro inteiro, com todos os spoilers e situações enfrentadas pelo casal principal, então uma resenha sobre um livro com sinopse tão reveladora é quase um desafio de estilística.
Para não ficar parecendo que copiei a resenha anterior não vou dizer que a adaptação está corretíssima, não deixando margens para dúvidas de que foi feito um trabalho elaborado na transliteração do inglês, assim como nos trechos que citam Dante. Formatação também é primorosa, como nos outros trabalhos da Arqueiro que tive a chance de ler.

A narrativa aqui é mais densa e mais tensa. O casal vive um idílio em Florença, onde Emerson vai ministrar uma palestra sobre Dante. O semestre acabou, a relação aluno/professor já não empecilho para o amor, eles podem assumir que se conheciam e podem finalmente assumir o romance, dessa maneira Emerson, que mergulhou em um romantismo clássico, em muitos momentos lembrando Romeu, de Shakespeare, leva sua Julieta, digo Julianne, para a terra dos apaixonados.

Os problemas começam quando voltam de uma bela, atribulada e reveladora viagem de Natal para a cidade das famílias dos dois – spoiler para quem não leu o primeiro livro – e descobrem que Christa, uma aluna que sonhava em se tornar a próxima senhora Emerson – spoiler para quem não leu o livro um – denunciou-os ao conselho da faculdade.

Todo o trabalho de Julianne, assim como a carreira acadêmica de Emerson, estão sob julgamento.

Por ser um romance romântico – nem sempre no melhor sentido da palavra – temos o sacrifício do herói, a queda da heroína, a dor da perda e o tormento dos coadjuvantes.

Enquanto o livro um é uma ode ao amor, temos no livro dois uma epopeia à dor. A queda antes da Redenção.

Novamente leitura recomendada.

site: http://www.conchegodasletras.com.br/2017/05/resenha-o-julgamento-de-gabriel-sylvain.html
comentários(0)comente



Mais Clube 31/03/2017

Não posso expressar o quanto amei essa livro. O primeiro é muito bom, mas como já disse antes, para quem espera sexo do começo ao fim com algum melodrama tipo novela mexicana pode tirando seu cavalinho da chuva…

Já esse segundo livro difere bastante do primeiro e mesmo tendo um detalhe importante que me chateou, a autora correu com o livro. Tirando este detalhe, O Julgamento de Gabriel, é o livro mais perfeito que li nos últimos meses. Fui a um encontro de fãs de Inferno de Gabriel e lá conversamos sobre o o Julgamento, e praticamente todos falaram que o primeiro era infinitamente melhor que o segundo. Na minha opinião eu não achei, gostei mais do segundo.
A mocinha se mostrou forte e determinada e mesmo tendo o draminha básico de todo romance ela foi forte, não cedeu a caprichos ou correu da raia e isso fez com que ela ganhasse pontos comigo, ela era uma Mary Sue no primeiro livro e agora ela era uma mulher que sabia onde queria ir, com quem ir e como chegar lá. Já Gabriel se mostrou mais fraco porém totalmente franco, nem por isso menos poético, viril, mestre em sua ciência. Impossível não se apaixonar por ele (simplesmente impossível). Para quem não curte literatura “adulta”, que no Brasil esse gênero tem crescido muitoooooooooooo, pode não gostar do livro em questão.
No primeiro livro da trilogia só houve uma cena de sexo e lá pro capítulo final… Já em O julgamento de Gabriel o casal praticamente vive em eterna lua de mel, porém nada vulgar ou explicito demais. É descrito ali de fato o amor e adoração que Gabriel sente por Julianne ou Julia, como ela gosta de ser chamada.
Mal posso esperar para ler o ultimo livro, que com certeza haverá mais *crossover* entre Dante e Beatriz, Abelardo e Heloisa, Gabriel e Julia.


Confira a resenha do primeiro livro da trilogia: O Inferno de Gabriel

site: http://maisclube.com.br/2014/06/resenha-o-julgamento-de-gabriel.html
comentários(0)comente



Karla.Queiroz 24/03/2017

O melhor!
De todos os três, esse aqui me prendeu demais, uma história maravilhosa que não me permitiu desgrudar dele, e nem dos outros, com certeza esse é um dos livros que eu mais amo, e que nunca vou esquecer!!
comentários(0)comente



Fragmentos Literarios 12/03/2017

Julgamento de Gabriel


Depois de finalmente se entregar ao desejo que sente por Gabriel, July se sente insegura em relação a ser o que ele precisa.

“ Gabriel a amava, ela acreditava nisso. Mas também era um cavalheiro e por isso jamais revelaria que a relação deles o deixara insatisfeito."

Gabriel porém se vê completamente apaixonado pela doce Julia. Mesmo com seus medos e auto depreciação, o amor que July sente por Gabriel se torna maior a cada atitude e demonstração de carinho dele.

Depois de passar momentos inesquecíveis ao lado do seu amado, July e Gabriel voltam para a casa de suas famílias para passar o natal, e o que era para ser uma reencontro feliz acaba sendo uma tarde desastrosa, sua ex-amiga que a traiu com seu namorado, aparece para fazer ameaças deixando July constrangida e com vergonha.

“- Sente-se e cale a boca ou vou fazer um escândalo - ameaçou Natalie em voz baixa, quase sussurrando.”

A tarde de July só piora quando a ex de Gabriel resolve fazer uma visita surpresa, a fazendo se sentir apenas mais uma em sua vida, menos importante do que as outras. Paulina resolve mexer com o psicológico de July.

“Você entende que eu não poderia me lembrar de todas as garotas que já atenderam o telefone de Gabriel ao longo desses anos.”

Mesmo com todos os problemas, e contratempos o casal tenta seguir em frente superando o passado doloroso. E quando tudo parece estar dando certo, uma denúncia é feita ao comitê disciplinar, Gabriel é acusado de assédio sexual, e July de usar meios sexuais para conseguir uma nota nas aulas do professor Gabriel.

Uma reunião é marcada e mesmo com medo July está disposta a tentar se livrar das acusações para poder ficar com seu amado.

“ A querelante, se não m e engano, é conhecida da Srta. Mitchell. É Christa Peterson.”

Diante da surpresa de July por saber que a sua rival fez as denúncias seu medo só aumenta.

Christa é uma jovem ambiciosa, que acha que pode conseguir tudo o que quer usando seu corpo como favores, ela sempre conseguiu todos os homens que quis, até os mais improváveis. O único que não consegue conquistar e levar para a cama é o professor Gabriel, isso só aumenta o ódio da moça contra July, e depois de descobrir que o homem que ela deseja está na verdade apaixonado pela mulher que ela odeia, decide se vingar disposta a destruir não só o amor de ambos mas também a carreira.

“Acima de tudo, tinha se tornado uma das poucas mulheres que achava que o papel de sedutora devoradora de homens deveria ser seguido.”

Um romance cheio de conflitos, que luta para conseguir seus espaço, July e Gabriel agora terão que enfrentar não só o passado mas também um presente turbulento e vingativo.

Será esse amor que já enfrentou o inferno para ficarem juntos, passarão pelo julgamento implacável dos que lutam para vê-los separados?

Até onde você iria por amor?

Venha descobrir até onde July e Gabriel são capazes de ir para serem felizes e viver esse amor intenso e que resistiu aos anos.

Por Paty Silva / Lori Linhares



site: https://nodivadaleitura.blogspot.com.br/2016/07/depois-de-finalmente-se-entregar-ao.html
comentários(0)comente



Gleice 06/02/2017

Viciante
Neste livro podemos ver a paixão de Gabriel se comparado a Dante e Beatriz, um livro de uma escrita maravilhosa e contém poesias, artes e várias coisas apaixonantes, eu super recomendo
comentários(0)comente



Gleice 06/02/2017

Viciante
Neste livro podemos ver a paixão de Gabriel se comparado a Dante e Beatriz, um livro de uma escrita maravilhosa e contém poesias, artes e várias coisas apaixonantes, eu super recomendo
comentários(0)comente



Katy 29/01/2017

Apenas continuação
Neste já começou a desejar um pouco, não estava ruim, mas boa parte não necessitava só para ter história.
comentários(0)comente



Gy de Paula 11/12/2016

Uma torrente de emoções
O segundo livro da trilogia vem com uma considerável carga de emoção. A leitura despertou em mim várias sensações. Arrepios, sorrisos, ansiedade... E choro! Sim, uma ou outra lágrima atrevida tiveram a audácia de me escapar enquanto eu estava dentro do busão. A louca! Mas tudo bem! Amei a leitura. Novamente o livro atiçou a minha curiosidade e em vários momentos me peguei fazendo pesquisas durante a leitura. Tomara que o terceiro livro não me decepcione, como foi o caso de uma outra trilogia muito famosa por aí rss... Recomendo a leitura.
comentários(0)comente



LuluhSH 31/10/2016

Quando li o primeiro livro, já achei a história arrastada, enrolada, com cenas íntimas passando aquela sensação de estarem ali só para encherem papel. Fiquei pensando o que mais teria a ser dito para encher outros dois livros, já que é uma série trilogia. E vou te contar que este segundo volume não trouxe grandes coisas, ao menos não na minha opinião.
Gabriel continua um mala possessivo que não pode ver outro cara perto de Julia que já sai bufando e duvidando dos sentimentos que ela tem por ele. Um cara sem noção dá em cima dela, Julia tenta se esquivar sem ser grossa, mas o cara insiste, Gabriel chega na cena e, em vez de ficar puto com o cara, briga com a Julia. OI??? Nem comento das reações de Gabriel quando o assunto é Paul né? Que, ok, gosta dela, mas sempre se mostrou um amigo e respeitador. Julia continua insegura, mesmo com Gabriel afirmando, reafirmando, mostrando, provando de tudo que é jeito que gosta dela e de mais ninguém. Enche o saco que, qualquer coisinha, é uma sucessão de "ele não me ama", "ela não gosta mais de mim". Ai que zzzzzzz
Quando Christa faz as denúncias que ameaçam as carreiras de Gabriel e Julia na universidade até que o enredo dá uma melhorada, mas assim que o caso se encerra, Gabriel some do mapa, Julia pensa que tudo acabou, aí tempos depois ele retorna e explica tudo, porque se afastou, por onde andou etc. Só que aí a "vilã" é que some, não se fala mais nela. Senti que faltou mencionar sua reação ao ver que seus planos não deram certo, sei lá sabe?! De repente tem algo a respeito no próximo volume da série, a conferir...
Achei estranho também o livro ter uns 50 e poucos capítulos, mas uns mal duram uma página. E senti uns, digamos, buracos na narrativa. Por exemplo, o tempo passa correndo em certas ocasiões, e, desde que Gabriel e Julia se reencontraram na universidade em Toronto até o fim desse livro, passa-se um ano e eu fiquei pensando "ele não faz aniversário?", no primeiro livro eles celebram atrasados o aniversário de Julia, mas nesse livro nem se comenta nada sobre, achei esquisito. Coisas assim.
Não tô muito empolgada para o terceiro e derradeiro volume da série, mas já venci dois terços, e, apesar de, sinceramente, não estar curtindo tanto, bora encerrar.
comentários(0)comente



Michelle 26/09/2016

O Julgamento de Gabriel
Professor Gabriel Emerson embarcou em um caso passional, mas clandestino com sua ex-aluna, Julia Mitchell. Embarcam para férias românticas na Itália, ele a ensina sobre os prazeres sensuais do corpo e os arroubos do sexo. Mas quando eles retornam, sua felicidade é ameaçada por alunos conspirando, política acadêmica, e uma ex-amante ciumenta. Quando Gabriel é confrontado com a administração da universidade, ele vai sucumbir ao destino de Dante? Ou ele vai lutar para manter Julia, sua Beatriz, para sempre?
comentários(0)comente



Nathy 13/09/2016

O Julgamento de Gabriel – Sylvain Reynard – #Resenha
Demorei muito para continuar lendo essa trilogia. Nem sei porque demorei tanto. Afinal, gosto muito dos livros do Sylvain Reynard. Enfim, nesse ano eu e a Mari decidimos ler alguns livros em comum. Cada mês estaremos lendo algo da nossa estante e compartilhando nossas opiniões. E o primeiro livro escolhido foi O Julgamento de Gabriel. Eu comecei a leitura bem empolgada, apesar da Mari ter reclamado bastante do livro. No entanto, apesar da minha empolgação fiquei com medo do que iria encontrar ao longo da história. Felizmente fui surpreendida de uma forma positiva. Ainda que tivesse alguns momentos em que quis bater nos personagens.

O segundo livro continua do ponto em que parou o primeiro. Com Gabriel e Julia aproveitando a sua viagem. Nada parecia ser capaz de estragar esse paraíso dos dois. Finalmente depois de anos amando Gabriel, Julia o tem ao seu lado. Nessa viagem ela descobre mais e mais sobre o homem que ama. Tanto fisicamente quanto emocionalmente. Porém, quando retornam para a Universidade parece que esse paraíso deixa de existir. Os dois passam a ter que enfrentar denúncias feitas ao Comitê Disciplinar da Universidade. Como se não bastasse todos esses problemas Julia ainda tem que lidar com a sua insegurança. Com o medo de que a qualquer momento Gabriel pode abandoná-la. Agora os dois têm que enfrentar o julgamento mais difícil de suas vidas.

A narrativa é em terceira pessoa com o foco em Julia. Algo que foi um problema nesse livro. Porque estava muito querendo saber os pensamentos do Gabriel. E os motivos dele. Mas, tudo ficava focado nela. Então o leitor sabe apenas aquilo que a Julia sabe. O que descobre ao longo do livro. Fora esse pequeno detalhe não tive problemas com a narrativa. Gosto bastante do modo de escrita do autor. Para algumas pessoas a leitura pode ter demorado. Mas, comigo ela fluiu muito bem. Não queria largar o livro.

Eu amo você, Beatriz. Não vou abandoná-la. Você sabe disso, não sabe?

Continuo muito apaixonada pela Gabriel mesmo ele tomando algumas atitudes erradas. Ele deveria saber compartilhar seus problemas com ela. Conseguia entender que queria protegê-la de qualquer jeito. As suas pistas também não foram das melhores. Porém, eu acho que ele se aproxima muito da realidade. Um mocinho muito forte e determinado. Mas, que também é quebrado. Já passou por diversa situações difíceis. Até que finalmente conseguiu encontrar um pouco de paz. Uma luz no final do túnel. Está fazendo de tudo para manter a felicidade do seu lado. Com certeza um dos meus mocinhos favoritos.

Continue lendo a resenha no link abaixo:

site: http://www.oblogdamari.com/2016/03/o-julgamento-de-gabriel-sylvain-reynard-resenha.html
comentários(0)comente



126 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |