Shanna

Shanna Kathleen E. Woodiwiss




Resenhas - Shanna


6 encontrados | exibindo 1 a 6


Dani A. 05/03/2015

Eu tentei ao máximooo gostar da protagonista mais não deu...
Nesse livro o enfoque seria na redenção dessa mocinha megera,mais p/ mim não convenceu,desgostei dela do começo ao fim.

Uma pena,porque eu acho que esse livro é um daqueles ame ou odeie,se você gostar da mocinha irá ser presenteado com um ótimo romance histórico,muito bem trabalhado,e um enredo dinâmico,mas se não simpatizar com a Shanna,se torna difícil a leitura...

Mais em contrapartida,o mocinho Ruark é nota dez,inesquecível,um mocinho forte e com qualidade ótimas,gostei demais dele,só lamento não ter sido outra mocinha p/ ele :/
Gaby 05/03/2015minha estante
Shanna muito chata,mimada mas o Ruark salvou o livro!!! Dani leia "A rosa de inverno" Perfeito!!!


Dani A. 05/03/2015minha estante
Verdade viu...E pois é,esse livro tá na fila p/ mim ler,espero que nesse a mocinha seja boazinha pelo menos rsrs :)




Val 01/11/2013

Adorei o início da história, depois tive vontade de esganar a Shanna, moça mimada, porém, ela foi se mostrando forte ao longo da trama. Agora o Ruark, que fofo, desde o início,mesmo depois de passar por tudo, continuou demonstrando sua paixão por ela.
comentários(0)comente



Lane 24/10/2013

Shanna
Este livro peca pelos excessos!

Os outros livros da autora me surpreenderam por causa da eficácia e habilidade com que ela conduziu suas histórias, no entanto neste infelizmente ela não conseguiu superar os outros, pelo contrário, pra mim foi um teste de paciência.

A premissa em si é boa, a histórica tem um bom começo, entretanto as descrições se estendem e se repetem para além do cansativo e a frustração foi tomando conta de mim até o final. Os personagens embora também no inicio tenha me cativado, por fim não me convenceu.

A personagem principal Shanna, é bipolar e é suposta a ser alguém de caráter falho. Ela é mimada, orgulhosa, arrogante, tola e completamente estúpida, além, é claro de linda. No começo ela não tem escrúpulos e eu fiquei convencida de que ela seria umas daquelas personagens que eu iria admirar.

Acontece que a autora pecou pelo excesso de egocentrismo na personagem, não há profundidade. A personagem não evolui – só no final- e quando você pensa que ela andou um passo, depois você percebe que ela andou três atrás. Suas motivações são inúteis, poucos foram os argumentos na história que apelaram para tornar seu caráter crível e com isso a personagem perdeu pontos por sua superficialidade.

Uma boa parte ao longo da história eu achei Shanna irritante por causa do seu caráter, no entanto percebi que ela não tinha profundidade, nada foi intenso para que eu pudesse contempla-la, sua inclinação “maléfica” não enquadrou.

Inicialmente Ruark, o mocinho, também me conquistou, ele é “hot” e até aparece o “super-man” [rsrs], porém do meio para final do livro ele desandou num eixo de “apaixonado” sem reação nenhuma parecendo um pano de chão da mocinha, que eu o julguei como um homem que só pensa com “as bolas”.

A luxúria entre os protagonistas e a atração física não conseguiu me absorver. Ficou chato o tanto de repetições das atitudes dos personagens nas situações colocadas na história. Ruack + todos os homens só viam Shanna como linda e parecia que ele não tinha mais nenhum outro motivo para amar ela.

Ainda que eu tenha achado tudo em excesso, tenho que admitir que o enredo é criativo- além de extenso- o ritmo não é lento, porém as repetições da narrativa eclipsaram quaisquer reviravoltas, as quais considerei interessantes.

Enfim, fiquei com vontade de pular as páginas e ir logo para o final para terminar logo a leitura e o que me manteve motivada lendo foi às teias misteriosas que enlaçavam o mocinho.

O tema que a autora propôs é original, particularmente a admiro por causa da sua pluralidade e só por causa disto...

Avaliei com 3 estrelas.
comentários(0)comente



Strecht 23/08/2013

Um romance à moda antiga, com um enredo e escrita que não ficam nada atrás daquilo que se escreve hoje em dia. O livro é longo, detalhista, com ênfase nas descrições cénicas e nos costumes da época. As personagens não mostram a profundidade espiritual e psicológica que seria desejável neste livro, mas são fieis à suas características e não por isso deixam de cativar. Uma história cheia de reviravoltas e emoções, muito centrada no entanto no relacionamento de Shanna e Ruark, dou pontos à autora, por conseguir impulsionar a história no seu decurso, sem se tornar entediante. Confesso que me encantei pelo Ruark, com o seu amor à prova de tudo, com a sua crença inabalável num final feliz, um homem que teve tudo e chegou ao mais baixo dos abismos, sem lamentos e sem amarguras. A Ruark não conseguimos apontar-lhe nada de negativo... ele encerra em si, a honradez, a lealdade e a paciência...uma virtude que ele emana pelos poros. Shanna é o fruto da riqueza, um ser egocêntrico e fútil...que quando já achamos que não a conseguimos tolerar mais, começa muito sutilmente a crescer e a mostrar traços de caráter. É realmente alentador quando começamos a vê-la reconhecer em Ruark ao homem por quem sempre ela ansiou. Quando isso acontece, somos presenteadas com um amor daqueles que nos fazem sentir estranhamente vingadas e satisfeitas... Para a altura em que foi escrito, devo dizer que a tensão sexual é bem patente, sendo conduzida com uma maestria que não nos deixa indiferente, tocando o lado mais rosa do que o carnal. Um livro que prende, que revolta, que afaga e que termina dando-nos uma sensação de felicidade etérea.
comentários(0)comente



Lizzy 06/04/2012

Um clássico!
Essa é a minha segunda leitura desse livro e não poderia deixar de falar novamente sobre ele.
Quem conhece o estilo da autora KW, não estranha sua narrativa rica em detalhes, em descrições de tempo, lugar, emoções, e uma história cheia de reviravoltas. Shanna tem todos esses ingredientes trabalhados divinamente pela autora, como também guarda aquele estilo clássico dos históricos românticos antigos, ele exala uma certa nostalgia, eu sinto isso sempre que leio os livros da KW.
Shanna, a protagonista, é arrogante, mimada, rica e linda. Ela é filha única e propõe casamento a um condenado à forca com linhagem nobre, esse é o Ruark. Ele aceita o casamento inusitado em troca de consumar tudo. Ela arma esse plano surreal para enganar o pai e ganhar sua independência, confiando que seria viúva em tempo recorde. Acontece que ela casa, mas sua atitude egoísta terá consequências para ambos e Ruark jura vingança.
Ruarke é salvo pelo destino e vendido como cativo para o pai da moça, e ambos voltam a se encontrar em uma ilha do Caribe em que o pai dela era governador e o homem mais rico do local. Ruark se submete a situação para não ser enforcado, pois ele foi acusado injustamente de assassinato e não teve como entrar em contato com sua família. Por outro lado, ele fica obcecado por Shanna. Isso mesmo, é uma paixão insana, intensa, a autora descreve isso com detalhes. Ruark passa a fazer qualquer coisa para conquistar o amor e respeito de Shanna, assim como o seu corpo. O desejo que ele sente por ela é amplamente explorado pela autora.
No caminho, ele se torna o homem de confiança do pai de Shanna, conquista seu respeito com sua dedicação e inteligência. Então, boa parte da história gira em torno da tentativa de Shanna em ocultar o fato de que não era viúva e luta o tempo inteiro para rejeitar Ruark, mas é uma tentativa em vão. Ela demora a reconhecer o amor e o valor de Ruark, isso irrita um pouco, mas na medida que a estória avança, são mil acontecimentos, aventuras, piratas, traições, personagens coadjuvantes bons e ruins são apresentados, enfim, uma estória maravilhosa, com um final lindo. O que mais se destaca no livro é o herói, simplesmente maravilhoso, ele sofre pelo seu amor não correspondido, mas ao final tem a sua merecida redenção. Amei!
Super recomendado!
Maria 13/05/2011minha estante
Lizzy! Ainda bem que consegui este livro, porque depois da tua resenha, impossível não querer lê-lo!


Gisele Melo 17/05/2011minha estante
Gostei! Pra lista já!


CarlaC 29/08/2011minha estante
Terminei há pouco.. Estou suspirando até agora. O Ruark é definitivamente o mocinho perfeito! A história é ótima, cheia de nuances, detalhista, com mistério, ação, com fases de um ritmo alucinante, com uma mocinha metida a besta inicialmente mas que se transforma em uma verdadeira heroína graças ao amor totalmente devotado e perseverante do Ruark... amei!!


Lizzy 30/08/2011minha estante
Carla, que bom que vc gostou, essa autora ficou imortalizada por suas obras maravilhosas. Bjs


Flaveth 06/04/2012minha estante
Gostei! Pra lista já! (2) kkkkk


Lizzy 06/04/2012minha estante
Flaveth! Vc não vai ser arrepender! Bjs


Keila 18/08/2012minha estante
Adoro suas resenhas Lizzy, ainda mais quando se trata da KW. Ainda não li esse livro dela apesar de já estar na minha a um tempo, quero muito comprar o livro, os livros dela valem o preço.


Lizzy 18/08/2012minha estante
Oi Keila, agradeço o carinho, meu objetivo é compartilhar essas leituras maravilhosas. Shanna é intenso e apaixonante, o livro é raro e felizmente ganhei de presente de uma valiosa amiga. Bjs


Michele 16/07/2018minha estante
Oi meninas, gostaria mto de ler essa história, alguem tem ele digitalizado para me enviar? Obrigada




Lariane 04/08/2010


Reli esse livro hoje e adorei (!!!), novamente.
Senti muita raiva da desmiolada Shanna por suas atitudes mimadas e egocêntricas. O mocinho, Ruark, apesar de "super TDB", ficou meio que em segundo plano, mas nada que estragasse o prazer da leitura.
A autora consegue enredo empolgante, com tantas e tantas reviravoltas...
O amor de ambos é muitooo fofo e vale a pena ler! ^_^

Eu gosto demais da autora autora Kathleenn E. Woodiwiss, que é uma velha conhecida do Libros di Amore. Os livros dela são difíceis de serem encontrados, porém todos os que tive a felicidade, o prazer, e o previlégio de ler me agradaram demais. Confiram a resenha de outros grandes livros de Kathleen E. Woodiwiss: Uma rosa do inverno e A Chama e a Flor, clicando nos títulos.

Finalizando, esse recado vai aos frequentadores de sebos de plantão: se vocÊs encontrerem livros dessa autora, CATEM, sem medo, pois são leituras super-recomendadas. Excelentes! E se não quiserem catar para vocês, catem PARA MIM... (risos)
Celly 07/08/2010minha estante
Já li e reli várias vezes! Esse livro é apaixonante!! A shanna é realmente uma mimada, mas o Ruark compensa... oh se compensa!! ^^
Da vontade de ser a Madame Beauchamp! rsrsrs


Flaveth 06/04/2012minha estante
...esse recado vai aos frequentadores de sebos de plantão: se vocÊs encontrerem livros dessa autora, CATEM, sem medo, pois são leituras super-recomendadas. Excelentes! E se não quiserem catar para vocês, catem PARA MIM... (risos)(2) kkkkk




6 encontrados | exibindo 1 a 6