Luxúria

Luxúria Eve Berlin




Resenhas - Luxúria


95 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7


Sjofn 30/06/2017

BDS
Livro relata um pouco do contexto dominante/submissa através de descobertas de uma escritora que vai em busca de colher informações para seu livro e acaba se descobrindo.
comentários(0)comente



Erika 27/12/2016

Fraco!
Leitura superficial, enredo fraco, personagens que não me cativaram. O gancho da história é o assunto BDSM (muito batido depois de 50 tons de cinza). Enfim, poderia ter sido melhor.
Para quem curte ler apenas sobre sexo e curiosidades sobre a prática do BDSM é um prato cheio. Se essa não é a sua praia, este não é um livro indicado para você.
comentários(0)comente



Biahh da silva 05/11/2016

Uma luxuria diferente!
Quando você quebra sua cara lendo um livro, não esperava nada, mas nada mesmo deste livro e a verdade é que eu nunca tinha ouvido ninguém falar a respeito, só li a sinopse então como poderia ter altas expectativas. No meu curso de literatura estamos fazendo uma matéria a respeito do erotismo na literatura e isto esta causando uma enorme polemica daquelas, tanto pessoas a favor como contra, e meu professor pediu para que escolhêssemos um livro para ler pouco conhecido nada de cinquenta tons de cinza, ou algo do tipo e ai descobri este livro Luxuria, o primeiro livro de uma trilogia.
Primeiro que a historia é diferente de outras que vemos por ai, uma escritora chamada Dylan nome diferente não, que esta começando a escrever seu nome livro de romance erótico, falando sobre submissão e todos essas coisas, mas como ela nunca presenciou nem sabe tanto disso decide que para conseguir ter um conteúdo fiel ao seu livro ela vai se submeter a isto e ai que conhece Alec, um dominador bem conhecido e considerado uns dos melhores, uma luxuria de desejos, paixão e loucura vai acontecer entre os dois, e um livro surpreendente.
Mônica Ceglio 13/12/2016minha estante
Olá , você sabe o nome dos próximos livros? Já foram publicados?


Biahh da silva 14/12/2016minha estante
sim os outros livros é No limiar do desejo e Tentaçao e já tem publicaçao no brasil já




miny 30/08/2016

livro ótimo!
comentários(0)comente



Michele.Silva 15/04/2016

Percepção de uma leitora
"Mais uma leitura concluída com sucesso. Satisfeita. Sensação de dever cumprido. Não por concluir mais um livro que ficou ali, guardado na sua estante desde que comprou na livraria por ter sido daqueles amores instantâneos, que apaixonam só pela capa, pelo título. Mas pelo o que restou da obra em sua alma, em seu eu mais profundo. Por ter espremido algo que passa tão despercebido pelo homem, que vai apenas na ânsia de se alimentar do que é mais superficial, o erotismo. O livro não estava ali só pra expor como são as relações sexuais humanas, até porque não se precisa de um para compreender como os seres interagem quando estão a quatro paredes (ou não). Estava ali para expandir o que chamamos de "limite intelectual". Apresentar que nada deve ser tão delimitado a ponto de não deixar entre aberto uma possível reconciliação ente o velho e o novo, ou vice versa. Para muitos, o que foge do tradicional chega a ser assustador. E mais assustador ainda quando o moderno, por ser tão "mente aberta" se recusa a experimentar do tradicional por não querer sair da sua área de conforto. Hoje em dia o mundo está generalizado. As guerras, as confusões, acontecem pelo simples fato de as pessoas não acharem necessário ceder. Quem cede é fraco, sem ideologia. Foi-se o tempo que o medo a cercava. E foi pensando assim que conseguiu abstrair das coisas negativas e passou a ver o que antes era abominador, como tranquilizador. Sentiu que era o que precisava ler. Deixou de lado todo o superficial e focou no profundo da obra. Se identificou tão intensamente com a protagonista que quase a chamara de chará. Eram características, vida, sentimentos compartilhados sem nenhum contato, sem nenhum vínculo, mas sentiu ali, com as mãos naquelas páginas, que sua vida iria mudar e suas concepções ignorantes iriam terminar. Deixara para trás toda a sua arrogância e rigidez acerca do mundo e de como as pessoas agiam nesse mundo. Estava sozinha. Mas não permanecia sozinha a cada leitura. Estava lá, ela, a personagem e suas experiências que nem foram necessárias transpassá-las para o real para saber que era daquele jeito que as situações aconteciam e é dessa forma que deveria agir de agora em diante. Não fora a mesma desde que iniciou a leitura. E a cada página, cada catarse, era como se sua alma se renovasse. E se renova até hoje, mesmo depois do fim do livro."
comentários(0)comente



S.S.Days 10/02/2016

Muito bom!
Em Luxúria, Eve Berlin nos apresenta o mundo do BDSM de forma tranquila e marcante. E ao contrario de muitas resenhas que vi no Skoob, eu particularmnente adorei cada página e cada personagens também. Eles tem uma personalidade que é simplesmente perfeita em relação ao livro, suas histórias e acontecimentos.
Dylan é uma mulher madura e independente, autora de romances eróticos, logo, ela decide escrever um livro sobre BDSM, e precisa fazer uma pesquisa, para apresentar os fatos da forma mais real possivel ao seus leitores.
Então ela procura diversas pessoas até ser indicada a Alec Walker, autor de livros de suspense e dominador, que de acordo com uma das entrevistadas, seria a melhor pessoa para apresentar os fatos a Dylan.
Inicialmente seu plano era apenas fazer a entrevista, coletar o máximo de informações possiveis e escrever seu livro, tranquilo não? Não, de forma alguma. Não é tão simples assim e apesar de Dylan conseguir fazer a entrevista com ele, ainda precisa de algo. Então Alec a convence de que, a melhor forma de fazer isso - escrever sem ser superficial, entendendo os sentimentos da prática sexual - é vivendo, presenciando ao menos um pouco, aquele universo.
O que Dylan faz? Aceita ou não?
Depois de uma breve hesitação ela aceita, concordando com Alec. Ainda sim, a intenção era apenas entende rum pouco mais daquele universo, o que ela não imaginava é que algo mais surgiria em meio às práticas.

Gostei bastante do livro, ele trata de BDSM de uma forma simples, neutra e sem muitos exageros como vejo por aí. Não sou od tipo de leitora que gosta de ler livros sobre BDSM - é, não gosto, me julgue - então ler Lúxuria e se apaixonar foi uma surpresa para mim, Eve Berlin e seus livros se tornaram os meus preferidos no tema. é um livro ineteressante, nos apresenta diversos angulos do BDSM, além das sensações, etc...

site: http://frasesdefallenoficial.blogspot.com.br/2016/02/luxuria.html
comentários(0)comente



Nanda 14/08/2015

Luxúria
Gostei da capa por isso fiquei interessada. Porém, leitura super fraca. Nem quero ler os outros livros.
comentários(0)comente



Mundo B - Jéssica Brenda Landi 14/04/2015

LUXÚRIA
Dylan é uma mulher madura e independente, escritora de romances eróticos, decide fazer uma pesquisa para escrever seu próximo trabalho que tem como tema o BDSM.

Ela pesquisa em livros e na internet mas sente que sua pesquisa está sendo superficial e não consegue entender realmente o sentimento de quem se submete a tal prática, por isso resolve buscar a informação direto da fonte e contata um submissa que conta como é essa experiencia para ela, mas passa o contato do dominador, Alec, que acredita poder ajudar melhor Dylan em sua pesquisa.

Alec, conversa com Dylan sobre o tema, mas a convence de que para realmente entender o que é BDSM ela tem que viver. Dylan aceita o desafio, porém faz um acordo com Alec de que se ela não conseguir submeter-se a ele, ele terá que se submeter a ela.

Achei o livro super interessante por querer mostrar vários ângulos do BDSM. Vemos o ponto de vista teórico, depoimento de uma submissa, de um dominador e da protagonista que está vivendo aquilo nos dando a chance de acompanhar o seu choque e adaptação a essa nova situação. E é claro que também tem romance nessa história.

O livro não é um favorito meu e também não diz a verdade absoluta, afinal de contas é uma obra de ficção que serve para entreter, mas vale super apena a leitura para quem, assim como eu, tem curiosidade com o tema.

http://brendalandim.blogspot.com.br/2014/07/especial-bdsm-livro-luxuria.html

site: http://brendalandim.blogspot.com.br/2014/07/especial-bdsm-livro-luxuria.html
comentários(0)comente



Leitor Sagaz 20/02/2015

Entenda mais sobre BDSM
Resenha postada no blog Leitor Sagaz

Luxúria foi o primeiro livro do estilo BDSM, que depois de muitas tentativas, me interessou. Nunca tinha lido nada no estilo, e simplesmente não sabia o que estava por vir, e claro que ainda não tinha conhecido o meu amado e tão querido Cinquenta Tons de Cinza. Então esse livro acabou mais sendo um caso de " julgar o livro pela capa", achei ela tão linda que não resisti.

E lendo Luxúria, acho que comecei com o pé direito, nesse gênero que aborda o BDSM, pois algo que gostei nele, foi que o sadomasoquismo é muito bem explicado para quem não conhecia nada do assunto assim como eu, porque foi apresentado passo a passo de como são as coisas nesse mundo, de como são os clubes e as pessoas que os frequentam, o que vale lembrar que tirei uma imagem da minha cabeça, de que todo dominador deveria ser um bruto ou grosso, mas nesses livros o os dominadores que vi eram bastante cavalheiros e educados.

"Vou lhe dizer uma coisa, Dylan, e é a pura verdade. Não há como retratar um estilo de vida de forma acurada se você não entrar nele. Tem de experimentá-lo, mergulhar nele. Há muitos componentes - Físicos, psicológicos, emocionais - , e todos sobrepostos. É complexo. Por isso é que nós que praticamos gostamos dessas coisas. A complexidade. A intensidade."

O livro é narrado na 3º pessoa, intercalando entre a mente de Alec e Dylan, o que foi bastante legal, pois sempre dava para saber o que os dois estavam sentindo em determinada cena. Ele também tem uma escrita fácil, e de uma leitura bastante agradável, o que fez que eu o lesse em cerca de 02 dias.

Mas o que senti bastante falta foram os personagens secundários, o livro foi bastante focado nos personagens principais, não dando nenhum espaço para os secundários, mas espero saber mais sobre eles no segundo volume.

Em questão ao casal, achei os dois bastante diferentes. Pois logo no início é inegável deixar de ver a química que rola entre eles, mas ao mesmo tempo eles recuam por causa de seus dilemas, alguns traumas e medos, porém mesmo com tudo isso eles não podem negar a paixão que vai surgindo.

"Costumo complicar as coisas. Não sei como fazer de maneira simples.– Talvez possamos aprender isso juntos. De repente, ela queria exatamente isso. Estar com ele, aprender com ele. Crescer com ele. Nem sabia, de fato, o que isso significava exatamente. Mas, de qualquer forma, não queria admitir. Você está caída por ele.Não.Mas era verdade. Ela estava se encantando, muito e de modo rápido, e, quando finalmente chegasse ao fundo, iria ser uma tremenda confusão. Não faça isso.Mas estava acontecendo, gostasse ou não. Não podia se conter. Não havia outra saída senão seguir adiante, para onde quer que aquilo levasse."

Em relação à parte erótica do livro, só posso dizer, que era hot, simplesmente hot. Tudo muito bem detalhado, a Eve soube descrever muito bem tudo que estava acontecendo. Mas em todo capitulo tinha no mínimo duas cenas de sexo, e elas começaram a ficar meio repetitivas e consequentemente cansativas.

E por fim posso dizer que para um primeiro livro com tema BDSM, que eu li, gostei bastante dele, mesmo que, como citei acima, ele tenha ficado cansativo. Espero que na próxima leitura, a autora foque um pouquinho mais no romance, e que também a editora revise melhor o livro, porque vi muitos erros ortográficos

“Se você não for até o limite como saberá, até onde ir ?.”


Beijos, Camila.

site: http://www.leitorsagaz.com.br/2015/02/resenha-luxuria-eve-berlin.html
comentários(0)comente



Carla Martins 19/02/2015

O melhor dos três
Mais em: http://leituramaisqueobrigatoria.blogspot.com.br/

Achei a capa desse livro tão linda! E, apesar da desconfiança de que o livro seria mais do mesmo, acabei sendo surpreendida e no meio do livro estava viciada!

A história é erótica, sim, mas tem um enredo bem original. E as cenas são muito bem descritas, viu? Uma delícia de ler.

Dylan é uma mulher moderna e de cabeça aberta. Escritora erótica, ela queria abordar o tema BDSM no seu próximo livro e, apesar de já ter tido umas experiências assim com alguns homens, nunca tinha se aprofundado muito e acreditava que precisava entrevistar um conhecedor do assunto para escrever com mais propriedade. Foi assim que ela viu sua vida e a de Alec Walker se cruzarem. Daí pra frente, vocês podem imaginar o que acontece, né?

Mas, infelizmente, o livro não é perfeito. Achei alguns muitos diálogos extremamente piegas. O motivo da separação foi super forçado! Eu entendo que todo livro nesse estilo precisa de uma tensão no meio para poder ter um ápice na reconciliação, mas também não precisa economizar na imaginação, né?

No geral, o livro é Ok. Mas outro ponto que me incomodou foi a questão do romance que Dylan estava escrevendo, que foi o motivo inicial para tudo. Ele ficou perdido na história e, no fim, não se sabe nem se ela ia publicar o livro, se foi sucesso ou se ela conseguiu escrever sobre submissão com domínio no assunto.
comentários(0)comente



Carla Torres 01/01/2015

Gostei
História boa, mas não muito desenvolvida. O livro não é cansativo, mas não é aquele que tu fica com ansiedade para ler o próximo capítulo!!
comentários(0)comente



Fer 11/12/2014

Sensual,envolvente e viciante !!
Quando Dylan,uma autora de livros eróticos se encontra com Alec,um dominante experiente na área de sadomasoquismo,ela se sente atraída por seu jeito dominador que a leva a desafiá-lo,o que o deixa excitado.Ela,não quer se envolver com medo de se machucar no final,ele quer que ela se entregue completamente a ele.

Dominados pelo desejo,Dylan e Alec viverão uma experiencia onde o prazer os dominará.




Nota:Adorei.
comentários(0)comente



Jhenni 01/12/2014

Perfeição
Quando se lê esse livro uma vez... É impossível parar de ler. Eve Berlin perfeita de mais
comentários(0)comente



Vanessa Sueroz 27/11/2014

Neste livro iremos conhecer Dylan Ivory, uma mulher que teve uma infância difícil e hoje é extremamente controladora. Uma escritora que está buscando inspiração e pesquisando para o seu novo livro.
Em busca de mais conhecimentos para o seu próximo livro ela conversa com algumas submissas, mas acha que ainda não é o bastante para escrever o livro e acaba se encontrando com Alec, um escritor, que adora o que Dylan irá escrever, sexo masoquista de dominador e Submisso. Um homem lindo e perigoso que gosta de estar no comendo assim como ela.
“Pela primeira vez depois de adulta, Dylan se sentiu completamente atrapalhada.
Se ao menos sua pulsação se acalmasse, maldição! Este é um encontro profissional.”

site: http://blog.vanessasueroz.com.br/luxuria/
comentários(0)comente



Ludy 28/10/2014

Luxúria - Eve Berlin
Minhas impressões: Não sou do tipo que julga um livro pela capa mas se fosse não leria esse livro. Resolvi ler o livro sem nenhuma expectativas e nenhuma consulta sobre o livro e a autora (Como tinha lido 50 tons e gostei resolvi embarcar em mais uma leitura erótica). O inicio é meio parado mas gostei dele em um todo. Ficava me perguntando se em algum momento tinha alguma coisa da autora, se ela já tinha vivido ou feito alguma pesquisa nesse sentido (risos).

Resenha

Dylan é escritora de romances eróticos e ser escritora, esse espaço da leitura meio que a defini, pois sua melhor amiga é escritora, os seus contatos são direcionados por esse universo.(Por isso achei meio paradão).
Em meio a uma pesquisa por saber mais sobre sadomasoquismo, no começo ela só queria que fosse uma entrevista, onde ela por indicação de uma submissa iria entrevistar um dominante chamado Alec e assim entender sem se envolve(como quase tudo em sua vida) mas nesse encontro recebeu uma proposta para virar uma submissa e fazer um estudo de campo e conhecer através da experiência. Como se considerava uma pessoa de mente aberta e por ter algumas experiências sexuais diferentes resolveu aceita o desafio mas acreditava que Alec não iria conseguir domina-la pois se considerava mais para o papel de dominante do que de submissa. E se ele falhasse ela que o dominaria.
E nesse processo de dominante e submissa eles começam a se questionar sobre suas vidas,como têm vivido até hoje e como lidam com os relacionamentos e as pessoas envolvidas.
Não consegui não parar de compara os relacionamento deles com o de Ana e Grey, sem falar que os dois tanto Grey como Alec são MA-RA-VI-LHO-SOS.
comentários(0)comente



95 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7