Qual é a tua obra?

Qual é a tua obra?
4.12429 1231




Resenhas - Qual é a tua obra?


42 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Paulinha 23/07/2016

Você é o que você faz.
"um poder que se serve em vez de servir, não serve." (página 96)

Há 5 anos me encantei com a obra Não nascemos prontos! Provocações filosóficas do Cortella e, agora, volto ao autor pra ler um pouco sobre gestão, liderança e ética e continuo encantada...

Ao falar sobre trabalho, ele levanta as origens da palavra e a forma como encaramos o nosso trabalho no cotidiano: ele é apenas meu ganha-pão ou pode ser o motivo de algo maior, que mostra a minha obra, a minha criação?

"Etimologicamente, a palavra trabalho em latim é labor. A ideia de tripalium aparecerá dentro do latim vulgar como sendo, de fato, forma de castigo. Mas a gente tem de substituir isso pela ideia de obra, que os gregos chamavam de poiesis, que significa minha obra, aquilo que faço, que construo, em que me vejo." (pág.21)

Depois, ele fala sobre Gestão (sabemos tudo? É possível ter dúvidas?), Liderança (o que é essencial? Ela é um dom? Quais as competências da arte de liderar?) e Ética (ela existe em todos? O que as nossas escolhas mostram sobre a ética que temos?).

"Eu me vejo naquilo que faço, não naquilo que penso." (pág.20)

"A gente não aprende com os erros. A gente aprende com a correção dos
erros." (pág. 30)

"Essencial é tudo aquilo que você não pode deixar de ter: felicidade, amorosidade, lealdade, amizade, sexualidade, religiosidade. Fundamental é tudo aquilo que o ajuda a chegar ao essencial." (pág. 64)

"Você não nasce líder, você se torna líder no processo de vida com os outros." (pág. 71)

"Ética é aquela perspectiva para olharmos os nossos princípios e os nossos valores para existirmos juntos. " (pág. 105)

E aí, deu vontade de se encontrar e ver significado naquilo que faz? De saber lidar com a mudança? De ter discernimento nas decisões? De inspirar outros? De distinguir o essencial do fundamental? Então, boa leitura!

site: http://cantinhodaleitura-paulinha.blogspot.com.br/2016/07/qual-e-tua-obra.html
Marta 23/07/2016minha estante
Não é favorito do autor para mim, mas gostei.




Jessica.Dias 08/07/2016

Qual é a tua Obra?
♥ Curiosidade: animar vem do latim anima que significa alma.

O livro é separado por três capítulos, abordando o assunto em gestão, liderança e ética.
A espiritualidade e necessária no mundo do trabalho, que o que fazemos tem um sentido ou um significado.

Um líder espiritualizado ele olha ao seu redor, abrindo os olhos em direção de outras pessoas sabendo motivar e inspirar.
Humildade é um ponto importantíssimo, é reconhecer que não sabe de tudo, que é capaz de ter dúvidas, que esta pronta para aprender mais e mais, Segundo Mario Cortella (p.29) “Não sei, é um sinal de absoluta inteligência”. Quando uma pessoa diz que sabe de tudo e tem certeza de tudo, essa pessoa é de pura “arrogância”, não olha para as pessoas que estão ao seu redor, pois talvez estas pessoas possam ensinar algo que não aprendeu, não somos perfeitos e não conseguimos fazer tudo certo sem nenhum erro, errar é humano, aprender depois de errar é reconhecer que não fracassou, pois fracassar é desistir no meio do caminho.
Mario Cortella cita em seu livro cita (p.41) “Karl Marx falava em reino da liberdade e reino de necessidade. Só é possível chegar ao reino da liberdade quando o reino da necessidade está absolutamente resolvido. Quando as suas necessidades estão satisfeitas, você vai para as escolhas livres”. Este é o momento de decidir o que fazer em relação da escolha de fazer uma graduação ou um aperfeiçoamento, não podendo esquecer-se do equilíbrio.
Liderança é ser fundamental e tudo aquilo que ajuda a chegar ao essencial, [...] trabalho não é essencial, é fundamental. Você não trabalha para trabalhar, trabalha porque o trabalho lhe permite atingir a amizade, a felicidade, a solidariedade. Cortella (p.64), isso quer dizer que com o fundamental chegamos ao essencial.
Um líder é capaz de levar diante as pessoas, projetos idéias e metas e qualquer um pode ser um líder, só depende das circunstâncias e da disposição.
Fascinação pelo mesmo e arrogância essas, são duas armadilhas de risco para a liderança, mas, para ser um líder tem que ter uma capacidade importante á de ser humilde, reconhecer que não sabe de tudo, pois quando a pessoa é cheia de certezas ela é arrogante.
Ficar no mesmo é aquela pessoa que não sai do lugar, que tenta tirar mais coisas do mesmo e isso a torna repetitiva. Cortella usa o termo “odiar” e conta uma historia real que aconteceu com ele e um amigo, a história me passou uma lição, que quando temos uma pessoa que dê a opinião sobre algo que está fazendo, escutar é a melhor opção, pois isso pode completar, melhorar, reconhecer os erros e te fazer crescer. Deixar de escutar as pessoas, pode ser uma das opções mais errada que está fazendo. Fazer o melhor e dar o melhor de si é um diferencial que temos que adotar.
Um líder precisa inspirar as pessoas e não expirar, no livro diz claramente que um chefe é diferente de um líder, pois um líder é capaz de inspirar e aponta a sua obra.
Sentir-se bem é estar bem com você mesmo, sentir que está realizado isso é importante. Em uma empresa é importante, pois as pessoas que estão ao seu redor ficam também, o clima de trabalho fica mais harmonioso, não é só o bem material que te faz melhor.
Um líder é preciso cultivar cinco competências essenciais citadas:
1) Abrir a mente – Cortella (p.94) “O líder deve ficar atento aquilo que muda e estar sempre disposto a aprender”
2) Elevar a equipe – Cortella (p.95) “o liderado percebe claramente quando você é capaz de, ao crescer, levá-lo junto”.
3) Recrear o espírito – Cortella (p.96) “As pessoas devem se sentir bem e tiver alegria onde estão. Seriedade não é sinônimo de tristeza. Tristeza é sinônimo de problema”.
4) Inovar a obra – Cortella (p.99) “Liderar pressupõe a capacidade de se reinventar, de buscar novos métodos e soluções”.
5) Empreender o futuro – Cortella (p.100) “Não nascemos prontos, também não somos inéditos, mas tampouco somos ilhas”.

Ética, que são conjuntos de princípios e valores para que possamos existir todos juntos, para que temos a capacidade de decidir algo é refletir se queremos se devemos ou se podemos e está ligada ao nosso dia – a – dia.
Quando escolhemos algo, temos que pensar nas conseqüências não sabe ate onde essas tal conseqüências pode interferir ou prejudicar alguém ou algo.
A ética é uma interpretação das regras morais, e falar em ética é falar em vida, somos todos iguais em direito e temos uma necessidade do outro pra vivermos.

Momento crítico: Um dos livros da área de administração que mais me encantou, Mario Sergio Cortella é um grande filosofo e escritor.
Foi algo muito significativo pra mim, entre págianas e páginas o autor conta historias incríveis e em momentos da leitura surge exemplos simples que faz com que entendemos melhor o que quer dizer.
Um dos pontos importantes foi de como precisamos um do outro, para que possamos viver juntos, a opinião do outro é importante mesmo que seja uma critica, uma critica construtiva, que seja para crescer. Crescer é sempre bom.
Livro super R-E-C-O-M-E-N-D-A-D-Í-S-S-I-M-O.



site: http://pshoradeler.blogspot.com.br/2016/01/resenha-qual-e-tua-obra.html
comentários(0)comente



Letícia 29/05/2016

O gênero literário deste livro nunca foi muito minha praia. Nunca tinha ouvido falar nem do livro, nem do autor. Para quem, assim como eu, não conhece/conhecia Mário Sérgio Cortella, ele é um filósofo e escritor brasileiro, é mestre e doutor em Educação pela PUC-SP, foi assessor especial e chefe de gabinete do Paulo Freire, o sucedendo depois no cargo de secretário municipal de Educação de São Paulo, autor de uma enorme lista de obras e suas palestras podem ser encontradas facilmente na internet.

Esta leitura foi uma indicação e, embora tenha visto comentários de que outros livros do autor sejam melhores (como, por exemplo, "Não nascemos prontos"), não acho que este livro tenha deixado a desejar, foi na verdade motivador para que tenha buscado ler mais livros do mesmo estilo.

O autor divide a obra em três partes: Gestão, Liderança e Ética. Gostei bastante das três partes. Pude encaixar grande parte do livro na minha vida, tanto em coisas observadas ao meu redor, quanto coisas em mim mesma. A maioria das coisas que são citadas ao decorrer do livro são simples e que muitas vezes passam despercebidas no nosso dia a dia.

Duas partes em especial chamaram bastante minha atenção no livro. Uma é quando ele fala sobre o: "você sabe com quem está falando?". Além de mostrar que, apesar da arrogância que uma pessoa pode adquirir por uma posição ou cargo na sociedade ou na empresa, todos somos iguais e insignificantes se você colocar tudo numa perspectiva maior.
A outra parte que me chamou atenção é quando ele fala sobre uma tradição romana em que, generais ou grandes líderes de guerra, ao voltarem vitoriosos de uma batalha, entravam na cidade de Roma, deixando o exército do lado de fora em um campo aberto, subia numa biga e atravessava toda a cidade sendo aclamado pelo povo até o senado. Ao lado do general, por lei, ia um escravo, que tinha a obrigação de subir a biga e dizer ao general a cada quinhentas jardas: "Lembra-te que és mortal.".
Li o livro bem rápido e, ao terminar, fiquei um pouco insatisfeita. Não com a obra, mas ao perceber várias coisas que durante o livro você é levado a analisar e percebe que não é nada muito difícil de mudar, mas que exigem vontade. E muitas pessoas não tem essa vontade.

É um livro que recomendo que todo líder, seja no trabalho, em casa, no grupo da escola, deva ler. É uma leitura fácil, um livro pequeno, e bastante profundo, mas que vale muito a pena.

site: http://madminds.weebly.com/blog/resenha-qual-e-a-tua-obra
comentários(0)comente



Glau.Albuquerque 01/05/2016

Execelente
Qual é a tua Obra?

O livro é reflexivo sobretudo confrontador, leva-nos a observar a humanidade que há em cada um de nós.
comentários(0)comente



Rodrigo 31/03/2016

O que queres da tua vida?
Mário Sérgio Cortella é um filósofo de sucintas e diretas palavras. Um articulador que permite fazer você ouví-lo falar enquanto se deleita com a leitura. Sim, ele conversa com o leitor de forma delicada, mas direta; sucinta e no ponto.

Antes de iniciar a leitura do livro, imaginei que seria uma leitura para gestores e executivos, tal como sugere o subtítulo, mas chamou-me atenção a série de perguntas na contracapa do livro e nas orelhas. Perguntas inquietantes acerca do que você, cidadão, quer da tua vida. Isso me atraiu e, ao ler, não me decepcionei!

É uma excelente leitura para suscitar reflexões sobre como vivemos no nosso dia-a-dia e das implicações éticas de nossas ações, sobretudo no cuidado com o outro. Longe de ser autoajuda barato e descartável, "Qual é a tua obra?", de Cortella, é um livro de filosofia do cotidiano; muito bem embasado e explicado, por sinal. Eis uma leitura que recomendo para todos!
comentários(0)comente



Dione 18/02/2016

Fantástico
Livro extremamente realista e direto. Obra fantástica.
comentários(0)comente



Renata 13/02/2016

Ótimo
Adorei. Cortella é genial, leio seus livros e parece que o ouço narrando-os ao meu lado. Recomendo.
comentários(0)comente



Jaque.Vitor 29/01/2016

muito bom
ensina muito sobre liderança no trabalho e sobre conceitos basicos da vida mesmo. muito bom leria de novo e teria como um livro de consulta em certos momentos.
comentários(0)comente



Rafa Ghacham 19/09/2015

Grande Mário Sérgio Cortella! Livro deveria ser lido por todos os lideres, ou seja, por todas as pessoas, pois no mínimo, são lideres da própria vida.
comentários(0)comente



Mickael 08/03/2015

Você sabe com quem está falando?
Ótimo livro do Cortella. Homem sábio com palavras simples, acessível a todos. Muito bom
comentários(0)comente



Laíza Macedo 20/12/2014

Excelente
O Cortella é incrível, ele consegue abordar a filosofia de forma simples, para leigos, mas sem deixar de provocar inquietações durante a leitura. Esse é um dos melhores livros que já li! Indico totalmente a todo tipo de leitor.
comentários(0)comente



Fabio Ferreira 21/10/2014

Divino 3
O que eu posso falar de Mario Sergio Cortella???? Tudo de bom que este autor tem.
Mestre Jedi em filosofia e teologia este professor da PUC dá um show de ensinamentos filosóficos.
Uma leitura gostosa e engraçada, você vai ver como a filosofia se encaixa no nosso cotidiano e nos faz pensar em ser algo melhor.
Vale muito a pena ler todos os livros do autor.
comentários(0)comente



alexjosesilva 19/09/2014

Inquietação, teu sobre nome é Mario Sergio Cortella
Afim, temos uma obra despretensiosa cujo objetivo é tirar da zona de conforto contudo não inundar o leitor de termos técnicos naturais da filosofia. Nos faz lembrar que somos MORTAIS, portanto, limitados a uma vida. E, nesta, temos de escrever nossa história. Frase do autor: "Conheço muitos que não puderam quando deviam porque não quiseram quando podiam". Só temos uma vida. E ela tem ser bem vivida(eticamente falando).

site: www.alexjosesilva.com
comentários(0)comente



Taisson 15/06/2014

Qual é sua Obra?
Nesse livro, Cortela nos permite pensar nossa condição no trabalho como algo além do próprio trabalho, nos ensinando ,a partir de vários conceitos e pensamentos,valores importantes no campo da ética e da liderança.O livro apesar de curto, traz muitos ensinamentos do dia a dia, permitindo ao leitor uma auto análise sobre seus reais objetivos nesse planeta. Muito bom.
comentários(0)comente



Vitor 24/04/2014

Excelente!!!
Excelente livro. Traz em seu bojo questionamentos que devemos adequar a nossa vida, traz raciocínios sobre o que estamos fazendo com a nossa passagem pelo mundo. Leitura recomendada para todos aqueles que desejam um novo modo de ver a vida.
comentários(0)comente



42 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3