Dragão Vermelho

Dragão Vermelho Thomas Harris




Resenhas - Dragão Vermelho


57 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Paulo Silas 08/12/2019

No livro em que o notório personagem Hannibal Lecter é apresentado ao mundo, há uma excelente história psicológica de suspense que envolve por completo qualquer tipo de leitor. Ambientalizado num cenário de investigação policial, onde um serial killer segue ativo com seus planos enquanto a polícia busca por diversos meios para localizá-lo e capturá-lo, "Dragão Vermelho" é uma história que capta a atenção de quem lê do início ao fim, não possuindo momentos baixos. É o tipo de livro que não se larga, pois além de o enredo ser atrativo, a narrativa é enérgica e nem um pouco cansativa. Um excelente livro, portanto.

"Dragão Vermelho" conta a história de Will Graham, um ex-agente do FBI que se vê compelido por Crawford, seu antigo chefe, a voltar a trabalhar em um novo caso que vem incomodando a polícia. Por mais que tivesse se afastado de tudo após um episódio envolvendo Hannibal Lecter que quase lhe matou, Will não vê alternativa que não aceitar o encargo de auxiliar a polícia na busca do assassino em série que está a solta. O problema é que mesmo para Will, com seu método único e peculiar de análise de perfil criminoso, o desafio é grande demais, de modo que o que resta é consultar o famoso Hannibal Lecter para que se tenha uma espécie de auxílio que possibilite a captura da "Fada do Dente" - como fica conhecido o criminoso que está sendo procurado.

Thomas Harris constrói uma história de ponta em "Dragão Vermelho", justificando se tratar de um thriller psicológico referência que culminou em duas adaptações cinematográficas. Os personagens são trabalhados com esmero, principalmente no que tange a psique de cada um. Não é a toa que Hannibal Lecter e Will Graham possuem universos a serem explorados nesse âmbito, cativando os leitores ávidos por leituras desse tipo. O livro, como já pontuado, se situa num alto patamar do início ao fim: a história é boa, os personagens são bem construídos, o suspense permanece sempre presente de maneira não cansativa e as reviravoltas estão presentes no ponto ideal. Daí que os elementos da fórmula de um bom livro nesse estilo estão todos presentes, sendo "Dragão Vermelho" uma obra primorosa que merece leitura.




comentários(0)comente



etsilvio 28/06/2019

Bem morno
A história é até interessante, já a escrita, nem tanto. Não consegui me envolver com os personagens, e a dupla de investigadores, nem se fala... Vou deixar pra ler Hannibal num futuro.
comentários(0)comente



Kakau 01/06/2019

Personagens:
Dr. Hannibal Lecter
comentários(0)comente



Gabriela Leite 14/09/2018

Fantástico
Por desconhecimento inverti a ordem e li primeiro " o silêncio dos inocentes", assim o segundo a ser lido foi dragão vermelho, mas não houve maiores problemas nisso.

O fato é que não achei que leria outra obra de Thomas Harris tão boa quanto "silêncio dos inocentes". Ledo engano, estou em dúvida sobre qual dos dois livros devo considerar melhor, ambos são incríveis.

Posso dizer que a desenvoltura do livro 2 é superior, porém o final do livro 1 é bem mais surpreendente.

Enfim, li 50 livros em 2018 e garanto que os acima citados, foram os melhores.
comentários(0)comente



Fernando.Rodrigues 10/08/2018

Ótima leitura, mas falta empolgação!
É um livro muito bom, mas carece de ação e achei que o autor deveria explicitar mais as poucas cenas de violência do livro. Parece até que evitou escrever do assunto...enfim, faltou algo para empolgar e me fazer devorar o livro.
comentários(0)comente



Joy 06/08/2018

Diferente
Bom, vi os filmes, vi a série e só me faltavam os livros. Comecei por onde dizem que é para começar, que é pelo Dragão.
Ele é um bom vilão, é bem construído, seu passado agrega muito no nosso entendimento do porquê.
Mas não consegui. Tanto o do filme quanto o da série me deixaram com tédio. Não consigo me interessar por ele de fato. Eu sou mais o Hannibal.
Talvez a edição tenha me atrapalhado um pouco. Onde é que estão essas editoras que não republicam esses livros?
De qualquer forma, achei mediano. Não me empolgou muito, mas não foi decepcionante.
Era bom lembrar da série/filme lendo falas conhecidas. Era bom lembrar de Anthony Hopkins, de Mads Mikkelsen.

Acho que o Will da série é muito mais intenso. O Will Graham e sua família são totalmente sem sal.

Enfim, que venha "O Silêncio dos Inocentes".
comentários(0)comente



Rodrigo Cassimiro 05/02/2018

A história busca trazer a trajetória de Will Graham com investigando policial. Will está vivendo um período de paz e tranquilidade com sua família, porém essa realidade muda com a chegada do seu “amigo” Jack em sua casa. Will é conhecido pelo excelente trabalho como investigador, solucionar e perder Hannibal.
Assim, Will é envolvido em, um novo caso policial de assassinatos em série no EUA. Nessa nova investigação, Will está penso com o passado e como Hannibal, recorrendo ao mesmo na busca de “enfrentar” os acontecimentos que marcaram sua vida. Ao longo da história, Will irar se aproximar de Francis Dolarhyde (dragão vermelho), assassino responsável pela série de assassinato de famílias, além de destacar os fatos que marcou a vida de dragão vermelho.
O livro é surpreendente e revelando, buscando sempre conectar os fatos com os personagens, com uma linguagem direta e envolvente.
comentários(0)comente



J R Corrêa 03/02/2018

Dragão Vermelho
Quando trabalhava como agente do FBI, Will Graham conseguiu reunir provas suficientes para condenar o canibal Hannibal Lecter. Depois do episódio, decidiu mudar-se para a Flórida com sua família, mas seus dias de tranquilidade são interrompidos quando um antigo chefe lhe pede para investigar uma série de assassinatos misteriosos. Graham começa a seguir as pistas do cruel criminoso conhecido como Fada do Dente. Logo percebe que para capturá-lo será preciso compreender sua mente doentia. Para isso, entretanto, Graham terá de enfrentar seus fantasmas e pedir ajuda ao Dr. Lecter, o que pode ter consequências desastrosas.
comentários(0)comente



FELIPESONY 23/12/2017

Excelente!
Esse livro ultrapassou minhas expectativas, adorei as nuances do livro, a forma como o autor entrega os personagens principais para nós... Amei..
comentários(0)comente



carolina.trigo. 08/07/2017

Dragão Vermelho
Não sei se vocês sabem, mas um dos meus filmes preferidos é "O Silêncio dos Inocentes" e o meu personagem/vilão é o Hannibal, então, quando coloquei no começo do ano esse livro no desafio, estava muito ansiosa pelo o que encontraria aqui.
Quando comecei a ler, me lembrava muito pouco da história, pois faz muito tempo que não assisto aos outros filmes do canibal. E apesar de estar assistindo a série (que recomendo demais, também!), ela é bem diferente do livro!
Mas agora vamos ao ponto! "Dragão Vermelho", do Thomas Harris, Editora BestBolso, não foi tudo o que esperava. Porém, tenho a impressão que isso se deva muito por causa da edição e depois vou falar sobre isso.
A história começa quando o agente do FBI, Will Graham é chamado ao trabalho depois de muito tempo parado, pelo seu ex-chefe (agora novamente chefe), Jack Crawford, para investigar uma série de assassinatos. Porém, para capturá-lo, ele precisará pedir ajuda ao Dr. Hannibal Lecter, um assassino canibal que o próprio Will prendeu muitos anos atrás (e o motivo para ele parar de caçar assassinos). No entanto, esse ato pode trazer consequências desastrosas.
O Will é muito bom no que ele faz, mas por ter quase perdido a vida ao prender o Hannibal, ele tem um pé atrás em voltar a trabalhar - até porque agora ele é casado e tem um filho! Mas ele percebe que quanto mais tempo ele rejeita a "oportunidade", mais pessoas estão morrendo. Isso faz com que ele aceite - mas ele se vê numa rua sem saída e acaba pedindo ajuda ao Hannibal (inclusive, são as melhores cenas).
O personagem do Will é interessante, pois temos essa ambiguidade (de querer prender o serial killer, mas ter um "medo" do que pode acontecer com ele ou com a esposa e filho) na personalidade dele. Já o Jack é bem mais ou menos - ele consegue algumas vezes ser insuportável e outras ele é MUITO cego.
O Hannibal nesse livro aparece pouco, até porque ele não é o objetivo, mas todas as vezes que ele aparece, as cenas são inteligentíssimas e uma coisa impressionante de se ler. Temos alguns outros personagens coadjuvantes, mas nenhum que precisa ser ressaltado.
E então temos o assassino, e adoro ler livros que colocam capítulos pelo ponto de vista do serial killer. Ele é um personagem bem interessante e muito bem trabalhado. E a relação dele com a pintura "Dragão Vermelho" do William Blake é algo pesado!
O que me irritou um pouco foi primeiro a relação do Will com o seu chefe, Crawford, que achei meio fraca. E tenho quase certeza de que a tradução da editora está BEM ruim, pois várias vezes achava frases que não faziam sentido, com os verbos conjugados errados e muitas vezes eu precisava ler e reler umas duas vezes para entender. Espero que não seja uma escrita ruim do autor, pois pretendo ler os outros dois livros, e sim um problema sério da editora.
Finalizando, esperava muito mais do livro e espero realmente que o próximo, "O Silêncio dos Inocentes" seja melhor, tanto a narrativa quanto a escrita. Pois, se continuar no mesmo estilo, vai ser uma grande decepção! Será que temos aqui um caso raro de um filme ser melhor que o livro? Veremos!

site: http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/2017/06/dragao-vermelho-resenha.html
comentários(0)comente



Alves 16/06/2017

Sensacional.
Antes de tudo, tenho que dizer que nunca assisti o filme. Também não assisti e nem li O silêncio dos inocentes ou hannibal.

Sobre o livro, tenho que confessar que quase desisti da leitura no começo por ter pouca ação. Ainda bem que não fiz isso. Se já começaram a ler, terminem. O livro é ótimo.

Nos primeiros capítulos, Will Grahan tenta reconstruir a noite do crime para entender como pensa e como agiu o assassino, Francis Dolarhyde. Isso pode parecer um pouco cansativo no começo, mas é muito importante para o desenrolar da história.

Quando Francis Dolarhyde, o Dragão vermelho, entra em cena, o livro fica bem mais interessante. Francis não é um sociopata qualquer, ele é um assassino em série que assassina famílias inteiras e tem algumas características interessantes e bem loucas que vocês vão descobrir.

Não posso falar mais sem contar a história. Recomendo a leitura. A única coisa que posso dizer é que o livro não é bem avaliado à toa.
comentários(0)comente



Raphael 01/05/2017

Que livro foda. As rápidas descrições das cenas de ação e das investigações do laboratório nos fazem sentir em uma verdadeira caça ao assassino.
A crueldade de certas mortes me deixaram chocado, porem não esperava menos. Ansioso para ler os próximos.
comentários(0)comente



Gilles Vieira 21/02/2017

Um pouco decepcionante...
Vi a série Hannibal da NBC e me tornei fã dela. Resolvi então ler este livro, o que me proporcionou uma experiência um pouco frustante. Começando pelo gênero de alguns personagens que são trocados, como por exemplo o Dr. Allan Bloom e o jornalista Freddie Lounds, onde são mulheres no seriado. Pra mim foi difícil, já que havia fixado a imagem dos personagens. Will Graham, no seriado carrega mais avidez do que neste livro.

A proposta do enredo é boa, porém trás demasiados personagens que tornam a leitura bastante densa.

Nas páginas finais, parece que a história foi acelerada e o vilão que se mostrou a maior parte do tempo sagaz, se torna um pouco instável e burro.

É uma história de qualidade mediana, não me arrependo de ter lido, porém, esperava mais.
comentários(0)comente



Vanelly 29/01/2017

Decepcionante
Inverti a ordem natural lendo primeiro O Silêncio dos Inocentes, o que acabou me dando uma vontade enorme de ler O Dragão Vermelho, porém nada me deixaria preparada para tamanha decepção. Não há nada de extraordinário com o protagonista Will, apesar das tentativas constantes do autor de provar o contrário, ele apenas segue pistas óbvias para chegar à conclusões óbvias, o serial killer tem uma queda de qualidade inaceitável ao longo do livro e o enredo vai dando uma preguiça inacreditável. Acabei abandonando bem perto do fim, quando as coisas começam a acontecer de maneira tão rápida que apenas faz crescer a vontade de não dar outra chance.
comentários(0)comente



AmadosLivros 29/12/2016

Resenha do blog Amados Livros
Você já deve ter ouvido falar em "Hannibal, o Canibal". Se ainda não, hoje vai conhecer quem é. Dragão Vermelho é o primeiro livro da trilogia Hannibal (o segundo, O Silêncio dos Inocentes, e o terceiro, Hannibal), escrito por Thomas Harris. Foi adaptado para os cinemas, primeiro em 1986 sob o título de Manhunter, e depois em 2002, que foi o mais conhecido, por ter a atuação de Anthony Hopkins novamente no papel do canibal Dr. Hannibal Lecter (ele já havia o interpretado em O Silêncio dos Inocentes - 1991 e em Hannibal - 2001).

No livro, Will Graham trabalhou como agente do FBI, conseguindo capturar dois serial killers. O último deles foi o psiquiatra Dr. Hannibal Lecter, que o ajudou a capturar o primeiro, até que Will percebeu que Hannibal era também um serial killer, do tipo canibal - preparava iguarias finíssimas com partes de suas vítimas. Descobrir isso e levá-lo a condenação quase custou sua vida, pois quase se tornou mais uma vítima de Hannibal, o que o fez tomar a decisão de se aposentar e se mudar para a Flórida com a família. Seus dias de tranquilidade a beira mar são interrompidos quando um antigo chefe, Jack Crawford, lhe pede para investigar uma série de novos assassinatos misteriosos. Aparentemente, o assassino escolhe famílias aleatórias e as mata durante os períodos de lua cheia. As primeiras vítimas são os Jacobi, do Alabama; depois os Leeds, na Georgia. Então, o FBI teria mais umas 3 semanas para encontrá-lo, antes da próxima lua cheia.

(Continue lendo no blog)

site: http://amadoslivros.blogspot.com.br/2015/10/livrofilme-dragao-vermelho.html
comentários(0)comente



57 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4