Histórias de Mistério

Histórias de Mistério Lygia Fagundes Telles




Resenhas - Histórias de Mistério


5 encontrados | exibindo 1 a 5


Delirium Nerd 21/08/2018

A “Twilight Zone” feminina e brasileira de Lygia Fagundes Telles
Uma das grandes contistas brasileiras explora a morte e o misterioso em sua pequena coletânea re-lançada pela editora Seguinte.

O conto é gênero literário do recorte, uma espécie de lupa no olhar do escritor. Um delicado pedaço de vida representado em poucas páginas da literatura, mas que possui potencialidades artísticas de forma alguma inferiores ao romance ou à poesia. É um gênero em que os detalhes e minúcias da vida cotidiana tomam proporções de história completa, e onde o fantástico, o suspense e o drama podem ser tratados como uma rápida imersão, em que a volta à superfície da leitura nos remete a um mergulho profundo, porém rápido.

“Juntar duas ou três personagens, criar um determinado clima e deixar correr uma tênue trama pode fazer surgir uma história, mas não garante esse delicado pedaço de vida que é um conto bem realizado.” – Regina Dalcastagnè
Lygia Fagundes Telles é uma escritora veterana de produção vasta. Além de contista, Lygia é romancista, advogada, membra da Academia Brasileira de Letras, e também reconhecida por muitos como uma das maiores escritoras brasileiras do século XX. Sua produção, considerada pós-modernista, agrega crítica social com uma nova representação feminina. Com voz própria e protagonismo, Lygia cria mulheres que desafiam as estruturas de poder ao mesmo tempo que refletem sobre sua participação no jogo social.

Não é espanto que a pequena coletânea lançada em 2004, Histórias de Mistério, que reúne contos presentes em livros anteriores, agrupados pelo tema comum do suspense, consiga abordar uma gama de questões em pequenos recortes misteriosos.

Apesar da centralidade na mulheridade branca e de classe média que há em sua obra, as facetas de diferentes mulheres dentro desse recorte são variadas. São vozes que guiam as trajetórias dos contos, e que partem tanto de jovens universitárias, de primas adolescentes e tias de meia idade, na projeção das percepções de outras mulheres sobre uma nova integrante da família, de uma namorada em Amsterdã e da própria Lygia. Suas versões são expostas e colocadas à crítica.

Em Histórias de Mistério, o fantástico e o real se misturam em uma escrita quase visual dos acontecimentos, em que somos transportadas para uma versão feminina e brasileira de Twilight Zone. O mote é simples: a morte é explorada de várias perspectivas. O momento da morte, a espera da morte, o medo da morte, a certeza da morte e a metamorfose da morte.

São seis breves histórias, que começam com a adrenalina de uma caçada, em que não sabemos que posição ocupamos, a do caçador ou da caça. O cheiro do medo da morte e da confusão do momento final exalam das palavras de suspense da escritora. As alucinações do momento final lembram a cena marcante de morte do romance de Osman Lins, Avalovara, em que o escritor também usa das metáforas literárias e do fluxo de pensamento e memória para representar o irrepresentável: o momento final da vida de alguém.

Leia na íntegra:

site: https://deliriumnerd.com/2018/04/12/historias-de-misterio-lygia-fagundes-telles/
comentários(0)comente



Ana SPV 21/07/2017

Aquele livro que vc esta lendo e da vontade de joga-lo pela a janela
Logicoo eu ñ tenho coragem de fazer isso. Eu li a parte "Onde estivestes a noite?" Duas vezes e ñ entendi nada. O que me surprendeu foi "As formigas". Mais fora isso, ODIEI!!
comentários(0)comente



Ju 27/02/2014

Não vale a pena
Histórias muito pacatas. O que mais gostei foi a biografia da escritora, especificamente um trecho: "A criação literária? O escritor pode ser louco, mas não enlouquece o leitor, ao contrário, pode até desviá-lo da loucura. O escritor pode ser corrompido, mas não corrompe. Pode ser solitário e triste e ainda assim vai alimentar o sonho daquele que está na solidão".

Certos trechos valem o livro, mesmo que além epílogo. Parabéns, Lygia.

site: história, mistério
comentários(0)comente



Eduardo 09/01/2013

Apesar de minha admiração por Lygia Fagundes Telles, esse livro ficou uma coletânea de contos mais ou menos!
comentários(0)comente



Ana e Vanderlei 04/05/2010

historias de misterio
Bom para falar a verdade eu nao gostei desse livro porque eu pensei que tivesse algum misterio, mais infelizmente nao tinha nenhum.
comentários(0)comente



5 encontrados | exibindo 1 a 5