A Rainha da Primavera

A Rainha da Primavera Karen Soarele




Resenhas - A Rainha da Primavera


43 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


C. Aguiar @coelhoobrancoo 01/01/2013

Todo mundo sabe que eu morro se for ler e-book no computador, então dei uma enrolada nesse livro da minha querida Karen (que é autora parceira do blog), não porque ele é ruim, mas por causa da incrivel dor de cabeça que eu tenho ao ler pdf no computador.

Então adivinhem só o que aconteceu? Fui lendo aos pouquinhos no computador até que ganhei um tablet. Ai tudo mudou pois ler no tablet é incrivelmente viciante e rápido, pois as "páginas" são relativamente pequenas e quando você vê já foi o livro todo!

Claro que quando o escritor escreve bem ajuda muito a ler rápido. Então como esse é o caso li o livro rapidinho em uma tarde de domingo.

Recebi esse livro (e-book) em parceria com a autora antes do lançamento do mesmo e achei bem legal.

Na história do livro conhecemos Flora, que vive na ilha de Ashteri, onde moram os sollaris, que por sinal é um povo muito tranquilo.

No começo do livro vemos Flora se sentir entendiada, querendo que algo viesse a acontecer, pois estava tudo calmo demais na ilha. Até que dois forasteiros acabam "invadindo" a ilha atrás da princesa herdeira do trono de Hynneldor.

Até então Flora não sabia que era adotada (por assim dizer). Além da confusão e dos sentimentos a flor da pele, ela acaba decidindo que precisa ir para Hynneldor a procura de respostas, pois além disso seu irmão Fausto precisa dela para juntos restaurarem a paz e a antiga glória de Hynneldor.

Mas será que isso dará certo? Com tantos inimigos travando guerras e coisas do tipo para que ela não suba ao trono...como será que isso vai acabar?

A história foi muito bem escrita, cada personagem tem caracteristicas bem legais, mas uma coisa me incomodou: As mudanças de cena. Sou uma pessoa muito detalhista, mas isso não quer dizer que é ruim. Eu adorei o livro, mas acho que deveria ter mais páginas pois 87 são poucas comparado a minha necessidade de mais e mais páginas.

Por favor Karen não seja malvada e escreva mais páginas no próximo livro - risos.

Vocês vão adorar, pois a leitura é muito rápida, e acho que dá para passar um tarde maravilhosa lendo esse e-book.

E é recomendado para todas as idades.

Sem contar que você pode ler sem medo de não ter lido Línguas de Fogo, pois não atrapalha em nada.

Resenha do site: http://www.seguindoocoelhobrancoo.com.br/
Isie Fernandes 28/01/2013minha estante
Acabei de lê-lo, querida - li numa sentada, pelo celular. Viciei! Pena que foram poucas páginas, eu queria mais do Dimitri... Amei a resenha também. ;)

Beijos!




Fulana Leitora 23/04/2013

http://fulanaleitora.blogspot.com.br/2012/09/resenha-rainha-da-primavera-karen.html
Na ilha de Ashteria vivem os sollaris, povo pacato e tranquilo. Mas, Flora, uma jovem sollari se sentia constantemente entediada, a espera de alguma emoção naquela ilha remota. A até então constante alegria e tranquilidade do povo de Ashteria se vê abalada com a chegada de dois forasteiros. Dimitri, um corajoso guerreio do reino de Datillion, e Nathair, um velho conselheiro do reino de Hynneldor. Eles anunciam que estão a procura da princesa perdida, a herdeira do trono de Hynneldor. Pelo medalhão que Flora sempre carrega em seu pescoço, eles a reconhecem como a princesa perdida. Hynneldor estava ruindo e sucumbindo aos inimigos. Flora precisava voltar para salvar seu verdadeiro lar. Para que Hynneldor voltasse a sua força e esplendor era necessário que Flora subisse ao trono, junto de seu irmão Fausto. Só a sua magia seria capaz de restaurar o seu reino. Ai está a emoção que Flora sempre quis, mas será que ela está preparada para os perigos dessa aventura?

“Não tema os acasos do caminho. Siga seu coração, e ele lhe proverá a força necessária.”

Flora embarca com Dimitri e Nathair de volta para seu verdadeiro lar. Em sua viagem ela encara muitos perigos, armadilhas e traições. Enquanto seu povo ansiava por sua volta, os inimigos tramavam a sua queda.
Flora precisa achar a força e a coragem necessárias para livrar seu reino dos inimigos e salvar seu povo.
A Rainha da Primavera é um prelúdio do mundo mágico que as Crônicas de Myríade nos apresenta. Karen escreve de maneira fluida e instigante, incentivando o leitor a mergulhar na estória. Por ser um conto curto, em algumas partes eu senti que a mudança de uma cena para outra foi muito rápida, em alguns momentos corrida. Mas, nada que desmereça a estória ou a torne menos incrível. Estou apaixonada por esse novo universo apresentado pela Karen. Não sei se foi uma influência em sua escrita, mas ao ler sobre a Ilha de Ashteria, não pude deixar de ver a semelhança com a Ilha de Avalon, do livro As Brumas de Avalon.

É uma leitura rápida e empolgante. Para quem gosta de uma boa aventura esse livro é uma ótima pedida. Estou ansiosa para ler Crônicas de Myríade e descobrir mais sobre esse novo universo.
comentários(0)comente



Victoria (Vic) 14/12/2012

Entrando no Universo de Myríade
Confesso que não me agrada muito universos fantásticos. Acho que o que define se o livro será bom ou não, é a escrita do autor. Fiquei impressionada como Karen consegue expor todas as suas ideias no "papel" sem precisar de muitas páginas nem de introduções demoradas e cansativas. A ideia de Myríade-5 "mundos" dividos, cada um com características únicas me encantou desde o começo. Adoro essas separações de "tipos", me lembra muito as Casas de Hogwarts, hahahaha
Enfim, a Flora, personagem principal, tem características incrivelmente humanas: o medo, hesitação, tudo isso junto com a coragem. Ou seja, ela não é um daqueles personagens que não tem medo de nada, e que fazem tudo, aqueles personagens impossíveis-que não existiriam na vida real-. Por isso Flora me agradou tanto. Senti medo por ela, angústia, hesitação, e por que não? Dúvidas.
Li o livro em 1 hora e meia. Talvez o livro que li mais rápido. Não é só porque é pequeno, mas também porque a narrativa é direta. Poucos autores conseguem colocar muita ação sem ficar cansativo, e foi o primeiro livro (pasmem) que entendi TODAS as lutas, e termos, e tal. Nos outros livros que li com cenas de luta, e brigas, eu fiquei tipo QUE, mas no A Rainha da Primavera, consegui visualizar tudo, porque a autora deixa tudo bem descrito, e explicado. É uma narrativa fácil, rápida, direta e super divertida. Inclusive, cheio de surpresas pelo caminho (me surpreendi com A TRAIÇÃO)
Ela disponibilizou o e-book para Download, como se fosse um "prólogo" do livro Línguas de Fogo. Como se fosse uma introdução ao mundo de Myríade, e ficarmos familiarizados com o ambiente.
Enfim, nota 10. Recomendo que todos leiam, mesmo se você não curtir ler e-books, nem esse gênero, mas é uma coisa tão inédita, é uma leitura tão fácil e prazerosa, que não tem como não se apaixonar.
xoxo, vickie♥
~~>http://chicletevioleta.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Luna 19/11/2012

A Rainha Da Primavera: Resenha
Eu ainda me pergunto porque eu demorei tanto para ler esse ebook, na verdade eu até sei o motivo eu simplesmente detesto ler livros no computador. Mas esse ebook valeu muito a pena o sacrifício, as horas perdidas em frente a tela do computador e os olhos ardendo depois.
Flora cresceu junto a sua família na ilha mágica de Ashteria. Lá reinava a paz e a calmaria, coisa que Flora detestava em alguns momentos, pois seu coração ansiava por aventuras. A calmaria que circunda o povo Sollaris se desfaz no momento em que a ilha é invadida por dois desconhecidos que vem em busca de Flora.
(...)
Resenha Completa Em: http://tyciahadiresenhas.blogspot.com.br/2012/10/resenha-rainha-da-primavera.html
comentários(0)comente



Vanessa Sueroz 13/11/2012

Dimitri esta há muito tempo procurando a princesa perdido de Hynneldor e finalmente após anos de busca e muitos obstáculos pela frente ele a encontra.

Flora é uma jovem que sempre desejou viver uma vida emocionante, porém ela mora em uma ilha chamada Ashteria onde nada novo acontece. Isso até Dimitri aparecer por lá e mudar toda sua vida.

Flora descobre tudo sobre seu passado sombrio e melhor que isso descobre que é uma princesa e que poderá salvar Hynneldo que esta em ruínas desde seu desaparecimento. Dimitri tem a missão de levar Flora para seu reino e de volta para os braços de seu irmão, príncipe regente Fasto.

Resenha complata: http://blog.vanessasueroz.com.br/a-rainha-da-primavera/
comentários(0)comente



Vinícius 31/07/2013

Flora não é só mais um rostinho bonito no meio de uma ilha secreta.
No começo eu achei tudo muito previsível. Já deduzia que ela iria acompanha-los e tudo mais. Porém isso foi necessário para se construir a aventura e tenho que aceitar isso. Lá para o meio do livro você começa a se surpreender com o rumo das coisas, fique muito surpreso com a revelação de um traidor, e me surpreendi mais ainda com a capacidade da autora de escrever cenas de luta e guerra. A habilidade que Karen tem com as palavras é invejável, ela consegue colocar todas em seus lugares perfeitos e certos, não encontrei nenhum erro gramatical e fiquei muito admirado com o talento dela, sendo uma autora inciante. Que já é sucesso :D

A narrativa é muito gostosa, parece que você está ouvindo uma história das antigas, você se sente dentro do livro, vive as aventuras com Flora, vive a pressão que é exercida sobre a herdeira. Eu torci para que ela e Dimitri ficassem juntos. Super legal a capacidade de Soarele de lidar com o desenvolvimento dos personagens.

[continue lendo a resenha no blog Momento Literário]

site: http://momentoliterario1.blogspot.com.br/2013/07/resenha-46-rainha-da-primavera-karen.html
comentários(0)comente



Lelê 10/09/2012

Resenha: A Rainha da Primavera
Recebi este ebook da autora antes do lançamento, fiquei muito feliz com essa agradável surpresa.
Este é o primeiro livro da coleção Pergaminhos Perdidos de Myríade, que são pequenos romances, tudo acontece em Myríade, mas não tem ligação direta com Línguas de Fogo. Ou seja, mesmo que você não tenha lido Línguas de Fogo, pode ler este livro. O Universo é o mesmo, mas em outra época.

Aqui vamos conhecer Flora.
A princípio Flora é uma garota que vive tranquilamente com sua "família" em Ashteria. Até que um dia dois homens aparecem no meio de uma confusão dizendo que precisam levar Flora para Hynneldor. A garota sem entender nada pede explicações para a sua mãe, que confirma tudo o que os dois homens estão dizendo.
Flora não é uma camponesa qualquer. Ela é a princesa de Hynneldor, e precisa urgentemente assumir o trono ao lado de seu irmão Fausto, que não tem magia suficiente para isso.
Flora então sai de Ashteria com os dois homens, Dimitri e Nathair para saber mais sobre seu passado.
Mas essa viagem não será tão simples. Guerras, sequestro, confusão e traição estão incluídas nesta jornada.


"Cada bola crepitante que errava o alvo
acabava por atingir a estrada e a floresta
ao redor, em poucos minutos tudo
estava em chamas."




É escrito em terceira pessoa. A narrativa flui muito bem, até porque é um romance extremamente rápido. A Karen não perde tempo com detalhes, toda a ação é rápida. Claro que fica um gostinho de quero mais, de conhecer melhor os personagens, como Fausto e Dimitri. Mas tenho certeza que os próximos Pergaminhos terão mais histórias.

É um livro infanto-juvenil cheio de magia. Adorei e recomendo para todas as idades.



comentários(0)comente



Tay 04/01/2013

Primeiramente, eu gostaria de dizer que amei a ideia da Karen de escrever um livro só para download .
O livro começa quando Flora está em seu quarto na monotonia do povo sollaris foi tirada pro dois visitantes humanos, o Jovem Dimitri com as mãos sujas de sangue e o velho Nathair Com o rosto queimado. Eles chegam com a notícia que ela é a a herdeira do trono de Hynneldor, e deve voltar para proteger seu reino. A partir dai começa a aventura que Flora esperou a vida toda.
A linguagem do livro é bem simples por se tratar de um infanto-juvenil e a leitura flui bem, o livro tem 87/89 páginas, ele é tão envolvente que li todo em uma hora contada sem perceber que estava lendo pelo computador.
Flora não é o tipo de princesa escandalosa que passa o livro todo gritando e com medo, na verdade, ela é forte e sabe muito bem se defender e defender a quem ama.
Achei a capa do livro linda e os capítulos muito bem divididos.
Pra quem gosta de livros rápidos essa é uma boa dica de livro para ler nessas férias.
comentários(0)comente



Carolina Durães 31/05/2015

Muito bom!
O local: Reino de Astheria. Logo no início do livro, somos agraciados com um mapa detalhado do local. Inicialmente conhecemos as Ilhas Oscilantes e o povo sollaris, depois da jornada através do mar Eterno, somos levados à Hynneldor, com destino final Amitié, a capital.

Os personagens: Flora é jovem, um pouco impulsiva, mas também aventureira. Todas as mudanças súbitas em sua vida a deixam um pouco desnorteada, mas mesmo assim ela consegue ser forte para enfrentar essa nova jornada e os desafios em seu caminho.
Dimitri é um guerreiro acima de tudo. Ele tem um ar jovial, mas também atormentado. É o tipo de personagem que faz as leitoras suspirarem! É forte, leal e inteligente, mas também é um pouquinho (só um pouquinho) teimoso.
Nathair Tredbach é o Conselheiro do rei. É já um senhor e tem o aspecto de um familiar querido, trazendo conforto e segurança. É extremamente inteligente e carismático.

Enredo/ Trama/ Narrativa e História: O livro é composto de 11 capítulos + o epílogo + mensagem da autora. É narrado em terceira pessoa. Flora é uma jovem de 17 anos de idade que leva uma vida pacata nas Ilhas Oscilantes, junto com seus pais e mais oito irmãos. Ela é um pouco inquieta e deseja uma mudança na monotonia ao seu redor. Bom, cuidado com o que deseja Flora, pois pode se realizar!
Tudo irá mudar quando um barco à remo atraca, trazendo dois humanos à ilha: o guerreiro Dimitri e o Conselheiro do rei, Fausto. Flora irá descobrir que toda a sua vida foi de certa forma, uma mentira e que precisa acompanhar os dois estranhos para ajudar o povo de Hynneldor.
A narrativa é concisa e ao mesmo tempo envolvente. Existe uma delicadeza que envolve o enredo, permitindo ao leitor ler "A Rainha da Primavera" em um único fôlego. A trama é muito bem desenvolvida e coesa e a história foi muito bem construída.

A escrita da autora: É delicada e fluida. Existe uma certa sensibilidade na construção e desenvolvimento da história, assim como nos diálogos, que permite aos leitores realmente embarcar na fantasia e no mundo criado pela autora Karen Soarele.

Revisão/ Diagramação/Layout e Capa: Foi realizado uma ótima revisão e um excelente trabalho de diagramação. Outro fator que enriquece exponencialmente a obra é a existência dos desenhos internos. Além do mapa, já comentado anteriormente, existem outros desenhos que não apenas são belíssimos mas também nos fazem entender melhor como são os personagens. A capa combina perfeitamente com a história e deixa o leitor visualizar como são os protagonistas na visão da autora.

site: http://www.viajenaleitura.com.br/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Tony Ferr 05/06/2015

Resenha 35, A Rainha da Primavera autora Karen Soarele
Resenha

Antes de começar a falar algo sobre a leitura do livro, quero agradecer a autora pela parceria e cortesia da obra para o blog Dicas Literárias. Há um bom tempo eu vinha querendo ler os livros da Karen, mas não surgiam oportunidades para isso, porém, finalmente tive a chance de conseguir firmar parceria com a autora e A Rainha da Primavera é o primeiro livro resenhado da autora aqui no blog.
Vamos para a resenha?
Um livro pequeno, mas cheio de detalhes e emoção.
Li o livro em um dia. A história como já mencionei é rápida, mas rica em detalhes. Karen possui uma narrativa caprichada. A Rainha da Primavera conta a história de Flora uma jovem princesa que descobre pertencer a um reino distante e desconhecido. No início quando você começa a ler, você pensa: nossa deve ser mais um livro clichê, porém não é, para aqueles que me conhecem sabem que não costumo ler livros de fantasia, mas confesso que valeu a pena conhecer essa história tão linda da autora Karen Soarele.
O livro possui uma narrativa leve e isso é um bom ponto para a leitura de um livro. Não há interrupções no decorrer do enredo. Bem, sem mais enrolações, vamos conhecer um pouco mais sobre os personagens.
Quando Flora é levada para o seu reino de origem por dois homens guerreiros, Dimitri e Nathair eles embarcam numa aventura. Sem saber nada sobre ela mesma, Flora começa a se conhecer com a ajuda de Dimitri (que por sinal fica caídinho por ela), mas infelizmente traições, guerras e a luta pela vida entram em jogo. Flora pertence ao reino de Hynneldor onde a magia se faz presente, mas sofre uma desolação imensa. A construção dos personagens na história foi bem legal, até porque mesmo sendo um livro fino com apenas 128 páginas podemos conhecer vários momentos da personalidade dos personagens.
O que mais chamou minha atenção na diagramação do livro foram os desenhos de alguns momentos da história. São muitos bem feitos! (momento inveja).
Flora precisa lutar para salvar um reino que está prestes a ser destruído e com a ajuda e confiança que deposita em Dimitri ela reuni forças e conhece uma força interior tão imensa que é suficiente para salvar o reino de Hynneldor.
Bom, para não contar mais coisas, vou encerrar por aqui, porque você deve ler o livro!
A leitura do livro vale a pena, uma história bem construída que merece ser apostada por uma grande editora! Alôo editores publiquem esse livro e espalhem uma qualidade literária fantástica pelo Brasil e pelo mundo!

Até a próxima resenha!
Deixe o seu comentário!

site: http://dicassliterarias.blogspot.com.br/2015/06/resenhaarainhadaprimavera.html
comentários(0)comente



Thyale 31/03/2013

Postado Originalmente em http://comoumrefugio.blogspot.com.br/
Como você reagiria se em um dos pacatos dias a calmaria de todo lugar em que você vive e nascera (ou acredita que sim) fosse abalada por dois rapazes com caráter duvidoso à sua procura e determinados a te levar? Pois é, foi isso que aconteceu com Flora...

O livro não é nada longo e até eu mesma que não gosto de ler pelo computador me rendi e embarquei nessa viagem com Flora e estou simplesmente encantada com a estória e a maneira a qual Karen desenvolveu e mexeu com a minha imaginação. Flora mora na ilha de Ashteria. Um lugar calmo, tranquilo e que não é um dos lugares mais desejados para uma adolescente de dezessete anos viver. Tudo que Flora desejava era um pouco mais de emoção. Mas quando a paz do povo Sollaris fora perturbada e o real motivo mudaria toda a verdade da vida de Flora, ela enfim teria se arrependido de um dia desejar algo fora do comum naquele lugar.

Orientada embora com tristeza por um de seus oito irmãos de Ashteria, Flora devia ir de encontro com o seu destino na companhia de dois rapazes até então desconhecidos, Nathair e Dimitri. Quando lhe surgiu a ideia de conhecer os reais motivos que a levaram para Ashteria ela após seus conflitos consigo mesma resolveu ir à procura de suas respostas. Mal sabia o que lhe aguardava em seu destino e tão pouco o que iria enfrentar durante todo o percusso até chegar ao reino chamado Hynneldor. Reino o qual segundo o guerreiro e conselheiro real (Dimitri e Nathair) Flora era princesa. E todos de lá esperavam pela sua volta.

Em meio a traições, conflitos e perigos Flora finalmente descobre o porque de sua importância naquele lugar. A paz e felicidade que não se fazia tão presente naquele reino mais uma vez, se instalou. Mas para que isso acontecesse muitas coisas ocorreram antes deste feito!

Eu simplesmente amei a forma em que a autora nos apresentava os detalhes e relatava minunciosamente cada momento. Nunca pensei que em tão poucas páginas poderia se esconder uma grande estória. Foi minha primeira leitura do tipo e fiquei encantada por um mundo imaginário, mas que conseguia projetar-se em minha mente com tanta realidade. Não posso contar muitas coisas quanto a estória senão acabaria contando fatos reveladores. Mas eu asseguro que vale a pena ler.

http://comoumrefugio.blogspot.com.br/2013/03/livro-rainha-da-primavera-karen-soarele.html
comentários(0)comente



Lids 21/05/2014

Sobre o Rainha da Primavera
Primeiramente, devo dizer que odeio dar notas para livros, principalmente porque acho difícil você quantificar numericamente uma experiência tão complexa quanto a leitura, mas já que eu fiz isso com o Rainha da Primavera, vou tentar justificar aqui o porquê.

O livro tem a proposta de ser um conto spin-off da serie Contos de Myríade, da mesma autora, como tal faz parte da série Pergaminhos Perdidos de Myríade e foi disponibilizado gratuitamente para download pela autora.

- Considero o livro uma péssima introdução ao universo que é proposto, os ambientes e os personagens são superficialmente descritos e possuem motivações fracas ou no mínimo mal exploradas.

- As cenas de ação seguem um mesmo padrão: princesa é sequestrada e salva pelo príncipe. Tudo bem utilizar clichês, mas com cuidado! E de preferência, não mais de uma vez num mesmo conto.

- O conto que já é curto, perde muito tempo em cenas pouco criativas, enquanto poderia ter sido ser construídos diálogos mais interessantes e que de alguma forma agregassem mais valor e emoção à história.

Acredito que não existe um universo ruim, apenas mal explorado e mal construído, perdido numa a narrativa e personagens fracos, sem motivação alguma, desleixados e pouco convincentes. Provavelmente, não lerei Os Contos de Myríade.

Obs. 1: Dica à escritora - Leia Contos de Meigan, pode ajudar a sua narrativa e construção de universo.

Obs. 2: uma escritora que leu menos livros que eu! http://www.skoob.com.br/usuario/269589-karen-soarele (Pelo menos, é o que diz no Skoob). Só pra confirmar a minha regra, né, rs
comentários(0)comente



Sofia 16/12/2013

A Rainha da Primavera (Karen Soarele)
A Rainha da Primavera conta a história de Flora, uma garota que mora numa cidade extremamente pacata, e isso a incomoda, pois gostaria de ter um pouco de emoção em sua vida. Até que um dia escuta um movimento abaixo de sua janela, daí em diante, sua vida muda.

A escrita da Karen é completamente fluida, bem trabalhada e de que eu gostei bastante. O livro é muito curto, e eu li no formato de e-book, o que eu até me surpreendi de ter lido umas 90 páginas em uma tarde... Se tratando do livro físico, para mim seria normal, porém não em e-book. Só não gostei de a história ser tão curtinha, fiquei esperando mais.

"Flora foi arrancada de seus devaneios quando ouviu uma agitação abaixo de sua janela. Tudo o que mais desejava era um pouco de emoção, algo que trouxesse algum barulho àquele lugar, mas jamais acreditou que isso aconteceria tão cedo. O povo sollaris, sempre muito tranquilo, raramente gritava ou corria. Mesmo morando na principal cidade da grande Ilha de Ashteria, o som mais comum que Flora ouvia era o das folhas das árvores se debatendo com o soprar de uma brisa."

Gostei bastante do final do livro, só que ficou um pouco vago. Poderia ser um pouco maior, apenas para não deixar um final tão abrupto. Mas tirando isso, o desenvolvimento é muito bom! O livro é muito curtinho, eu li em uma tarde, não dá para falar sobre o enredo, mas recomendo a leitura!! Afinal, ele pode ser baixado , disponibilizado pela própria autora.

Resenha do blog Lendo de Tudo: www.so-soline.blogspot.com
http://so-soline.blogspot.com.br/2013/02/a-rainha-da-primavera-karen-soarele.html
comentários(0)comente



Caverna 07/07/2013

Esse livro eu li em e-book, após ler Línguas de Fogo. Ele tem sim uma conexão com a série Crônicas de Myríade, mas isso somente porque ele é citado no livro e é meio que o passado de Hynneldor. Ou seja, você pode lê-lo sem ter lido Línguas de Fogo.
Portanto, quem quiser conhecer a escrita da autora, eu recomendo, e vocês encontrarão o link de onde baixá-lo no final desse post.
A Rainha da Primavera é um pequeno livro que conta o passado de Hynneldor, o reino inimigo de Vulcannus; no livro é citado que o reino já fora muito rico e bonito, na época da Rainha da Primavera, e esse e-book nos conta sobre essa época, de como foi a Guerra daquele tempo e como Hynneldor chegou a todo aquele explendor que ficou apenas nas memórias dos moradores de lá.
Eu gostei bastante do e-book e eu achei que complementou um pouco a leitura da série, nos apresentando a famosa Rainha tão citada e respeitada no livro, que serve, inclusive, como exemplo de força várias vezes.
Se você leu Línguas de Fogo e ainda não leu A Rainha da Primavera, leia, porque vale a pena e é bem legal! Claro que se mantém ainda naquele estilo infanto-juvenil e, novamente, achei que faltou alguma coisa no começo, quando a personagem é tirada de sua ilha (não vou dizer muita coisa além disso, porque pode vir a ser spoiler), mas no geral eu achei bem trabalho.


site: http://hangoverat16.blogspot.com.br/2012/09/linguas-de-fogo.html
comentários(0)comente



43 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3