Monstros!

Monstros! Gustavo Duarte




Resenhas - Monstros!


10 encontrados | exibindo 1 a 10


Karen Alvares 15/07/2013

Delicioso para quem mora em Santos, divertido para todos!
Eu já namorava há muito tempo essa HQ de Gustavo Duarte, mas, sabe como é, enrolava para comprar ($ em falta aqui). Fui enrolando, enrolando, até que essa semana descubro que o cartunista estaria aqui em Santos e faria o lançamento da HQ na Gibiteca Municipal. Era a oportunidade perfeita para adquirir meu exemplar e é claro que eu peguei uma bike, sentei o pé na ciclovia, atravessei canais, observei o oceano e fui lá na praia conferir. E por que estou falando tanto da minha cidade? Bem, porque Gustavo também fala. E além da HQ ter como tema monstros japoneses - o que por si só é fantástico -, eles estão atacando a cidade de Santos. Para mim a mistura ficou perfeita.

Chego lá no lançamento e o que eu achei que seria apenas uma seção de autógrafos na verdade é um delicioso bate-papo com o autor. Gustavo falou de Monstros!, da sua carreira no Lance e de sua saída de lá, da sua batalha para se manter como cartunista, da dificuldade que é trabalhar no Brasil (não importa qual trabalho), da importância de educação e cultura no desenvolvimento de um país e também deu dicas para quem quer ingressar na carreira de quadrinhos (e foi muito, muito simpático com todo mundo, especialmente com um garotinho que disse que sonhava em ser cartunista também – muito bonitinho!).

O autor foi mesmo muito bacana e o lançamento foi mais um bate-papo informal e divertido – o tempo passou rápido! E, ainda como se não bastasse, Gustavo falou sobre o lançamento da próxima MSP Graphic da Turma da Mônica, dessa vez sobre o Chico Bento, também de sua autoria. Fiquei surpresa e feliz, pois não sabia da notícia, apenas já tinha ouvido falar lá no Facebook da turminha sobre a próxima MSP Graphic (e se vocês leram a minha resenha de Laços, sabem que essa série de Graphic Novels da Turma tem dado o que falar de tão boa que é).

No final, tivemos a aguardada seção de autógrafos. Peguei meu exemplar de Monstros! e entrei na fila. Demorou bastante para chegar minha vez, mas a espera foi recompensada, já que Gustavo desenhava em cada exemplar um dos monstros da HQ. E o meu ganhou uma florzinha! Ele disse que as meninas ganhavam florzinha. Demais, né, gente? Muito fofo! (Sim, Monstros podem ser fofos às vezes! Há!)

E agora quanto a HQ. Li umas três vezes já, duas enquanto estava na fila. Na verdade, a história não tem diálogos nem nada escrito, de maneira que você lê as imagens. Mas todo o desenho de Gustavo é muito descritivo e natural, chama a atenção e conta muito bem a história, de maneira que palavras realmente são desnecessárias. Os três monstros que atacam a cidade são baseados em monstros japoneses, portanto são enormes e causam muita destruição por onde passam. E eles passeiam por vários locais típicos daqui (quem já veio em Santos com certeza vai reconhecer alguns deles): o porto, a praia do Gonzaga, a Avenida Ana Costa e até o Museu de Pesca – que o Gustavo diz que sempre achou assustador e eu concordo, também achava quando pequena, porque, oras, é um museu de cadáveres).

É delicioso passear pelas páginas e encontrar todos esses lugares da cidade, mas mesmo quem não conhece ou frequenta Santos vai se apaixonar pelo traço incrível e a história criativa, engraçada e cativante de Gustavo. Diante da ameaça dos monstros na cidade, o bar do Pinô ficou às moscas e ele resolveu fazer algo para salvar sua reputação – e a cidade. O final é ao mesmo tempo surpreendente, irônico e muito bem humorado. Delícia de ler e reler. Recomendadíssimo para os amantes de quadrinhos.

site: http://poressaspaginas.com/outras-paginas-monstros
comentários(0)comente



Lara 10/02/2017

Arte linda.Sem balões.Divertida
As expressões são o melhor no desenho dessa HQ.Em preto, branco e verde, em uma HQ sem balões o autor surpreende.Ao final a imaginação do leitor tem várias interpretações e lembranças de infancia(no meu caso eu tive).Recomendo!
comentários(0)comente



Leo Ximenes 28/11/2012

O Gustavo tem um traço incrível e a história é simples e divertida!

Excelente!
comentários(0)comente



Caroline 08/11/2012

Esse livro fofo de morrer é mais uma prova de que não são necessárias muitas palavras para se expressar, nesse casos específico só foi preciso um verbete: Monstros!
História simples, objetiva e cativante.
Adorei o novo trabalho de Gustavo Duarte!
comentários(0)comente



PorEssasPáginas 15/07/2013

Resenha Monstros! - Por Essas Páginas
Eu já namorava há muito tempo essa HQ de Gustavo Duarte, mas, sabe como é, enrolava para comprar ($ em falta aqui). Fui enrolando, enrolando, até que essa semana descubro que o cartunista estaria aqui em Santos e faria o lançamento da HQ na Gibiteca Municipal. Era a oportunidade perfeita para adquirir meu exemplar e é claro que eu peguei uma bike, sentei o pé na ciclovia, atravessei canais, observei o oceano e fui lá na praia conferir. E por que estou falando tanto da minha cidade? Bem, porque Gustavo também fala. E além da HQ ter como tema monstros japoneses - o que por si só é fantástico -, eles estão atacando a cidade de Santos. Para mim a mistura ficou perfeita.

Chego lá no lançamento e o que eu achei que seria apenas uma seção de autógrafos na verdade é um delicioso bate-papo com o autor. Gustavo falou de Monstros!, da sua carreira no Lance e de sua saída de lá, da sua batalha para se manter como cartunista, da dificuldade que é trabalhar no Brasil (não importa qual trabalho), da importância de educação e cultura no desenvolvimento de um país e também deu dicas para quem quer ingressar na carreira de quadrinhos (e foi muito, muito simpático com todo mundo, especialmente com um garotinho que disse que sonhava em ser cartunista também – muito bonitinho!).

O autor foi mesmo muito bacana e o lançamento foi mais um bate-papo informal e divertido – o tempo passou rápido! E, ainda como se não bastasse, Gustavo falou sobre o lançamento da próxima MSP Graphic da Turma da Mônica, dessa vez sobre o Chico Bento, também de sua autoria. Fiquei surpresa e feliz, pois não sabia da notícia, apenas já tinha ouvido falar lá no Facebook da turminha sobre a próxima MSP Graphic (e se vocês leram a minha resenha de Laços, sabem que essa série de Graphic Novels da Turma tem dado o que falar de tão boa que é).

No final, tivemos a aguardada seção de autógrafos. Peguei meu exemplar de Monstros! e entrei na fila. Demorou bastante para chegar minha vez, mas a espera foi recompensada, já que Gustavo desenhava em cada exemplar um dos monstros da HQ. E o meu ganhou uma florzinha! Ele disse que as meninas ganhavam florzinha. Demais, né, gente? Muito fofo! (Sim, Monstros podem ser fofos às vezes! Há!)

E agora quanto a HQ. Li umas três vezes já, duas enquanto estava na fila. Na verdade, a história não tem diálogos nem nada escrito, de maneira que você lê as imagens. Mas todo o desenho de Gustavo é muito descritivo e natural, chama a atenção e conta muito bem a história, de maneira que palavras realmente são desnecessárias. Os três monstros que atacam a cidade são baseados em monstros japoneses, portanto são enormes e causam muita destruição por onde passam. E eles passeiam por vários locais típicos daqui (quem já veio em Santos com certeza vai reconhecer alguns deles): o porto, a praia do Gonzaga, a Avenida Ana Costa e até o Museu de Pesca – que o Gustavo diz que sempre achou assustador e eu concordo, também achava quando pequena, porque, oras, é um museu de cadáveres).

É delicioso passear pelas páginas e encontrar todos esses lugares da cidade, mas mesmo quem não conhece ou frequenta Santos vai se apaixonar pelo traço incrível e a história criativa, engraçada e cativante de Gustavo. Diante da ameaça dos monstros na cidade, o bar do Pinô ficou às moscas e ele resolveu fazer algo para salvar sua reputação – e a cidade. O final é ao mesmo tempo surpreendente, irônico e muito bem humorado. Delícia de ler e reler. Recomendadíssimo para os amantes de quadrinhos.

site: http://poressaspaginas.com/outras-paginas-monstros
comentários(0)comente



Tauana Mariana 25/03/2014

Bunitinha
Não sei bem o que pensar sobre essa HQ. Só sei que depois da leitura fiquei refletindo sobre a minha mania de comprar livros, ao invés de pegá-los na biblioteca (o que me faria esperar, já que só em outra cidade eu poderia fazer isso). Esse pensamento me veio porque eu paguei caro pelo livro e não demorei meia hora para lê-lo. Então, não sei se valeu a pena, apesar de a história e os desenhos serem lindos, de recomendações e resenhas positivas. Bom, de qualquer forma, vou ter que começar a frequentar mais a biblioteca, se não vou acabar indo à falência.


Sobre o livro:

A estética do livro é linda, e as cores são apenas o verde água, preto e branco. É uma história sem fala, ou seja, apenas através dos desenhos e dos traços é que vamos descobrindo a história.

Ela é inspirada nos monstros que geralmente atacam Tóquio, mas desta vez, preferiram São Paulo. O protagonista da história é o seu Pino, que tem um bar e uma atividade paralela. Como os clientes não aparecem por contas dos monstros que apavoram a cidade, Pino tem que tomar uma providência.

Ahh, o Gustavo Duarte também é o autor de Pavor Espaciar, entre outras histórias.
comentários(0)comente



Panda djpandacwb 09/05/2018

Uma aula de narrativa gráfica
Sem falas, o quadrinho passa noção de lugar, tempo e espaço de maneira primorosa. Vale muito ler esta fantástica obra.
comentários(0)comente



Rafael 31/10/2018

Graphic novel de qualidade
Uma boa graphic novel de Gustavo Duarte, para ler inteiro de uma vez.
comentários(0)comente



09/11/2018

Três monstros gigantes atacam a cidade de Santos, mas para a nossa sorte podemos contar com o Sr. Pinô, um velhinho de aparência inocente que parece entender bastante sobre os invasores.

Adorei a última página em que aparece o Pinô com uma prateleira atrás cheia de “trabalhos” anteriores. Dá vontade de ler sobre cada uma delas!
comentários(0)comente



sleepingnerd 28/02/2020

O estilo da arte é fluído e lindo de acompanhar. Mesmo sem nem uma palavra eu me vi presa nessa história, com cores, contraste e composição incríveis. A história é engraçada e animada, e eu gostei de ver todas as pequenas referências no final. É um quadrinho muito gostoso e muito bonito de ler, e eu adorei!
comentários(0)comente



10 encontrados | exibindo 1 a 10