Ameaça Mortal

Ameaça Mortal James Patterson




Resenhas - Ameaça Mortal


21 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Bia 18/09/2019

Razoável
Neste livro não foi um dos melhores que James Patterson escreveu, mais livros de suspense me interessam.
Alex tenta resolver dois crimes ao mesmo tempo. Sendo o melhor detetive do departamento. Tem o caso dos filhos do presidente que foram sequestrados na escola e o ataque terrorista na capital do pais.
O autor podia ter se aprofundado e se expressado melhor ao decorrer da historia e evitado de citar algumas coisas. Mas para quem gosto de suspense o livro não foi tão empolgante assim como os outros.
comentários(0)comente



Eder Ribeiro 13/02/2017

A trama é fraca e o enredo deixa a desejar
Por se tratar de James Patterson, eu esperava mais desse livro. Contudo, a trama é fraca e o enredo deixa a desejar. Não há nada no livro que empolga. A leitura se torna enfadonha por não apresentar o suspense característico do autor. E o final é tão óbvio que fiquei com a impressão que o próprio autor no se empenhou para fazer uma boa história.
comentários(0)comente



josiane.santos 14/09/2016

Amei!!!
Amei o enredo, o desenrolar da história. A leitura flui, quando você se assusta, o livro já está terminando. Cheio de ação, composto por visões diferentes dos principais personagens envolvidos, o livro trata de uma série de ações terroristas ocorridas em conjunto com o sequestro dos filhos do presidente, das ações desempenhadas pelos órgãos polícia local, FBI, CIA, Serviço Secreto, entre outros para localizar as crianças e ao mesmo tempo parar as ações terroristas e descobrir mais sobre aqueles que arquitetavam esses atos para que pudessem exterminar e finalizar as células responsáveis. Acredito que uma ponta solta deixada pelo autor pode ser um sinal de que haverá uma continuação...ou não. Mas amei a leitura, cheia de movimento, de ação, de aventura, de conflitos pessoais e motivos conhecidos por não representar maiores inovações no mundo dos suspenses. Muito bem pensado, muito bem escrito.
comentários(0)comente



Jhow 24/06/2015

Não sou muito fã de histórias fictícias, mas achei a história interessante. Para passar o tempo e não ficar parado, recomendo. Além de que, James Patterson é um ótimo escritor, tem a leitura extremamente fácil e agradável.
comentários(0)comente



Jansen 18/02/2015

Sequestro e terrorismo andam juntos nessa novela
Bom. Policial com vários desdobramentos. Atos terroristas estão absorvendo a atenção da CIA e do FBI e, simultaneamente, acontece o sequestro dos filhos do presidente dos EUA. O detetive e psicólogo Alex Cross, protagonista de vários livros do Patterson, inclusive num deles resolve o caso de um sequestro de filhos do Presidente (já está um especialista e resolver este tipo de problemas...).
Uma facção terrorista originária da Arábia Saudita, denominada a família, que atua com os pais e filhos juntos e dispostos a mastigarem cápsulas de cianureto se fracassarem, divide atenção das autoridades com o sequestro. No final os dois assuntos são resolvidos juntos. Interessante.
comentários(0)comente



Jhonata 03/11/2014

Livro bom!
Um suspense bacana, porém meio redundante. Na verdade, os livros do James Patterson são bons em geral. Principalmente com o Alex Cross. O que me decepcionou um pouco foi o desfecho da história, há quem diz que gostou do fim, mas eu não concordo que tenha sido tão bom assim, poderia ter sido melhor.
comentários(0)comente



Leandro 20/10/2014

A AGONIA DE ALEX CROSS EM AMEAÇA MORTAL
Eu estava a muito tempo querendo ler os livros do James Petterson. Sempre que eu passava pelas listas de livros para comprar, sempre via o nome do autor. Consegui comprar, finalmente, uma obra do autor.

A primeira vez que ouvi falar de Alex Cross, foi no filme A Sombra do Inimigo, estrelado por Tyler Perry e Matthew Fox. Um filme bom por sinal baseado em um dos livros de Petterson.

O estilo de Ameaça Mortal é de ação frenética. Ao mesmo tempo, você se depara com os filhos do presidente que, acabaram de sumir debaixo do nariz do serviço secreto. Temos uma célula terrorista infiltrada em Washington e acompanhamos os problemas pessoais de Cross.

Com os capítulos curtos, você consegue interagir facilmente com o que está acontecendo. Além do jeito que Petterson escreve, que nas partes onde Cross aparece é narrada da perspectiva dele, nas outras partes, a historia é narrada mostrando o geral de cada personagem, com as historias se cruzando.

Foi uma narrativa diferente que eu já li. Já havia lido policiais nas obras de Harlan Coben, mas o de Petterson, pelo menos nesse, é diferente. Ele consegue nos passar detalhes sobre as investigações tanto do sumiço das crianças quanto da ameaça terrorista.

A trama acompanha o sumiço dos filhos do presidente durante o intervalo das aulas. Com o sumiço, a confusão está armada, pois todos os departamentos de segurança do pais agora estão investigando o tal crime. Inclusive, Alex Cross. Com sua experiência em casos anteriores de sequestros, ele é convocado para fazer parte do grupo de agentes que vão investigar cada canto do pais a procura do responsável. Ao mesmo tempo, os EUA está mais uma sobre a ameaça de uma ataque terrorista.

Eu particularmente gostei muito do livro. É como se você estivesse vendo um filme de ação. Além das partes que acompanhemos Cross, com seus motivos para estar entre os agente que estão investigando o caso, vemos como é a vida do policial dentro de casa, tendo que aturar as atitudes de sua avó. E também participamos do mundo terrorista, conhecendo seus pensamentos, sentimentos e o seu ódio pela terra do tio Sam.

Um bom livro. Tema policial, investigativo e com boas pitadas de ação e suspense.
comentários(0)comente



Rodolfo 05/01/2014

Bem legal
Foi o primeiro livro que li do James Patterson, esperava mais pois sempre ouvi falar muito bem desse autor, mas o livro não é ruim.
A história é direta, sem muitas reviravoltas, os capítulos são bem curtos (o que foi uma boa pra mim que leio no ônibus) e a dinâmica da narrativa é simples.
Um livro rápido e fluído, daqueles legais de ler. Recomendo.
comentários(0)comente



julia 10/12/2013

Não é de hoje que tenho uma curiosidade sobre esse autor e mais ainda sobre o personagem principal dessa trama: Alex Cross..
Adoro personagens policiais pela maneira como pensam e Alex não é exceção.
Depois que iniciei essa leitura levei apenas três horas para termina-la pois a cada pagina tudo ia ficando mais interessante.
Alex Cross é detetive da policia e se vê as voltas com o sequestro dos filhos do presidente.
Somado a isso parece que novamente os Estados Unidos esta sob ataque de terroristas oriundos da Arabia Saudita.
Muito boa a trama.Não somente Alex Cross conseguiu minha total atenção como também os vilões e suas personalidades..
Só sinto não ter descoberto ainda qual é o primeiro livro da serie Alex Cross..não é que não dê pra ler fora de ordem(sem duvida dá) mas notei que tem sequencias apresentado as varias etapas de sua vida e que embora apresentadas de forma secundaria no livro me deixam curiosa..
comentários(0)comente



Luciane 31/08/2013

Segundo livro do James Patterson que li e virei fã.
Livro com muita ação, capítulos curtos.
Excelente para que gosta do gênero.
Gostei ainda do personagem principal de Alex Cross, investigador e psicólogo, dedicado e preocupado com a família. Passa bons valores.
Adorei e recomendo.
Este livro é do Grupo Livro Viajante.


site: http://www.skoob.com.br/topico/grupo/1284
comentários(0)comente



Jacqueline 28/06/2013

E mais uma vez sou surpreendida por uma história viciante e maravilhosa.

Logo no inicio vemos um crime acontecer. Os filhos do presidente dos Estados Unidos Ethan e Zoe Coyl são sequestrados dentro de um colégio que se dizia ser seguro. Para cuidar deste caso chamam o famoso detetive Alex Cross que já resolvera crimes ainda mais misteriosos.
Com o decorrer do tempo ele começa a achar algumas pistas e após alguns dias de investigação outro caso totalmente diferente ocorre, o que faz com que as pessoas pensem que os crimes tem alguma relação.
E agora mais do que nunca Alex Cross sente-se responsável e pressionado a conseguir resolver estes casos o mais rápido possível.

Como sempre Alex Cross consegue me deixar sem palavras.
Não sou completamente fã de livros de crimes e suspenses, mas não consigo deixar de ler um livro desta série. Com certeza Alex é o meu detetive preferido (pelo menos do momento).
O livro apesar de ter uma história contagiante e ser viciante não conseguiu ganhar minhas 5 estrelas.
James escreveu impecavelmente como sempre, mas senti que o Alex não foi tão surpreendente como nos livros anteriores, mas isso não fez com que eu o amasse menos. Outro ponto que não consegui admirar 100% foi o fato da história só criar um vida mais forte e marcante depois de um tempo da leitura, não sei o que foi que me fez pensar assim, mas acabei achando isso. (Espero que não ocorra mais, esses livros definem os crimes que adoro!
comentários(0)comente



Paola 16/05/2013

Mais uma vez o autor nos repete a um suspense policial. O detetive Alex Cross, mesmo personagem de O Dia da Caça, se envolve em uma investigação intensa. O detetive precisa encontrar as crianças mais importantes dos Estados Unidos, filhos do presidente, de preferência com vida, o que dá uma responsabilidade muito maior a Cross.

Ele é simplesmente o melhor investigador do Departamento de Polícia Metropolitana de Washington. Com sua dedicação, tem resolvido os melhores e mais complicados casos, conquistando assim a admiração de todos em seu setor, amigos, vítimas e até mesmo seus inimigos.

O livro trás uma linguagem bem dinâmica. Quando você assusta já está em outra página. E isso acontece até chegar ao final. Com cenas bem descritas e que imaginei perfeitamente. Claro que como bom livro policial, possui cenas fortes, porém algumas são mais suaves.

É um livro para quem gosta de adrenalina. O autor soube trabalhar bem os detalhes e está super recomentado!
comentários(0)comente



Hannah 25/01/2013

Terrorismo x sequestro dos filhos do presidente dos EUA
Resenha publicada em : http://www.elasabemtudo.com/2013/01/resenha-ameaca-mortal.html#more


Esse é o 18º livro da série Alex Cross, e infelizmente foi o primeiro que eu li. Infelizmente porque eu gosto de ler os livros na sequência, mas ele acabou parando em minhas mãos e li. Esse também é o primeiro livro do James Patterson que eu leio, apesar de ler alguns em minha estante. (sim, eu tenho problemas. Eu tenho vários livros não lidos ainda mais se forem de séries, eu gosto de ter as séries completas antes de começar a leitura #momentodesabafo).

Mas vamos ao livro. :)

Eu não gosto das edições da Arqueiro, acho que eles pecam na diagramação. Não há pausas entre os capítulos, um começa assim que termina o outro, eles não pulam folhas. Isso dá a impressão de que a editora quer diminuir os custos de produção. Ok livros com baixo custo desde que cheguem ao mercado custanto pouco também. Não acho que R$20 seja barato para um livro.

Outra coisa que eu não gostei foi que o livro tem capítulos demais, 117 ao todo. Não vi a edição

original então não sei se o autor escreve assim ou foi a edicação brasileira que saiu assim. Acho que deixa o enredo muito entrecortado.

O livro é narrado ora em primeira pessoa, Alex Cross, ora em terceira pessoa, por um narrador. Quando os capítulos têm como base o detetive, ele os narra. Quando fala dos terroristas e dos atentados é em terceira pessoa.

Não sei se eu tenho problemas e não entendi o livro ou se é isso mesmo, mas pra mim o livro conta 2 estórias. Uma é a de Alex Cross, famoso detetive que é chamado para ajudar na busca dos filhos do presidente dos EUA. A outra é o ataque terrorista a capital do país, Washington, DC.

Outra coisa que eu não gostei foi que o casal de terroristas e toda a organização é da Arábia Saudita. O autor até poderia ter esteriotipado mas sem especificar o país, mas enfim, eles que são americanos que se entendam.

Tirando isso o livro é bom. A leitura flui, é para ler numa tarde sem maiores pretensões. O enredo tem ritmo e um pouco de suspense, só não esperem muito do final. Mas também fiquei com a impressão de que já tinha visto essa estória por ai, em algum filme ou coisa assim.

Vale a pena? Sim, se você achar a edição em promoção por menos de dez reais e não quiser uma leitura profunda que te faça pensar. É uma boa leitura de entretenimento. O livro é bem escrito, ótmo para um momento de ressaca literária.

Vou ler outros livros do autor? Sim, estou muito interessada na série Mulheres contra o Crime.

Dica: os livros do James Patterson estão sempre em promoção nas livrarias virtuais, portanto vale a pena esperar um pouco e aproveitar uma dessas promoções.

comentários(0)comente



Michele Bowkunowicz 20/12/2012

Nessa saga de Alex Cross, que é o 18 º da série, estamos mais uma vez com um livro cheio de ação que começa logo no início. Há personagens antigos que retornam e novos são introduzidos, e como a história é contada a partir de muitos pontos de vista e não apenas de Alex, desta vez ele dá uma visão maior desta história emocionante enquanto ela se desenrola.

A premissa básica é que Alex Cross é chamado pelo Presidente dos Estados Unidos para localizar seus filhos que foram sequestrados. Como muitos outros livros no gênero thriller, Alex Cross encontra barreiras e nem todos que você acha que está ajudando a encontrar as crianças realmente estão. Enquanto isso, alguém está causando estragos na cidade por meio do fornecimento de água em Washington, DC.

Ao mesmo tempo, uma célula terrorista se infiltra no país. A célula envia equipes de casais que virão para o país e causam estragos. Quando eles liberam um veneno mortal para o abastecimento de água de Washington DC, Alex acredita que essa organização terrorista poderia ser responsável pelo seqüestro dos filhos do Presidente.

“Zoe e Ethan não fizeram nada de errado. Eles apenas nasceram na família e época erradas. A culpa do que está acontecendo é tanto deles quanto minha e de vocês. Talvez seja óbvio, mas alguém precisa fazer o papel de bode expiatório. A História ensinou isso. Qualquer tragédia tem suas consequências.” (pág. 49)

leia o restante em meu blog
Nessa saga de Alex Cross, que é o 18 º da série, estamos mais uma vez com um livro cheio de ação que começa logo no início. Há personagens antigos que retornam e novos são introduzidos, e como a história é contada a partir de muitos pontos de vista e não apenas de Alex, desta vez ele dá uma visão maior desta história emocionante enquanto ela se desenrola.

A premissa básica é que Alex Cross é chamado pelo Presidente dos Estados Unidos para localizar seus filhos que foram sequestrados. Como muitos outros livros no gênero thriller, Alex Cross encontra barreiras e nem todos que você acha que está ajudando a encontrar as crianças realmente estão. Enquanto isso, alguém está causando estragos na cidade por meio do fornecimento de água em Washington, DC.

Ao mesmo tempo, uma célula terrorista se infiltra no país. A célula envia equipes de casais que virão para o país e causam estragos. Quando eles liberam um veneno mortal para o abastecimento de água de Washington DC, Alex acredita que essa organização terrorista poderia ser responsável pelo seqüestro dos filhos do Presidente.

“Zoe e Ethan não fizeram nada de errado. Eles apenas nasceram na família e época erradas. A culpa do que está acontecendo é tanto deles quanto minha e de vocês. Talvez seja óbvio, mas alguém precisa fazer o papel de bode expiatório. A História ensinou isso. Qualquer tragédia tem suas consequências.” (pág. 49)

Acesse o Artigo Original: http://www.lostgirlygirl.com/2012/11/resenha-116-ameaca-mortal-de-james.html#ixzz2FdEa97EW
comentários(0)comente



Ana 19/12/2012

Razoável
É bom, mas não é o melhor livro de James Patterson e muito menos da série Alex Cross.
OS filhos do Presidente são sequestrados dentro da própria escola. O sequestrador não está interessado em dinheiro e não pretende devolver as crianças. Ao mesmo tempo, os EUA sofrem uma série de atentados terroristas por um novo grupo com base no Oriente Médio, muito preparado e violento e resolvem atacar pessoas importantes do Governo. Alex precisa se desdobrar para solucionar os dois casos e conciliar seus problemas domésticos.
Bom, os temas são mais que batidos: atentado terrorista e sequestro de alguém na família presidencial. Fora que, como o livro é curto, as tramas não são muito bem elaboradas. Tudo ocorre bem rápido, parece faltar algo. Fora o deja vu, presente durante em toda trama. Quem gosta de suspense policial, com certeza ficará com a sensação de já ter lido a história em algum lugar. Faltou criatividade.
Também tenta passar um sentimento ao leitor e não consegue. Em alguns momentos, a história narra que "Alex está com os olhos cheios de lágrima", mas não fez um bom trabalho para conduzir o leitor a esse nível de emoção. Realmente, parece que tentaram encurtar uma novela para uma série e faltaram partes.
Fabrício Araujo 25/12/2012minha estante
Concordo com sua frase: "Tudo ocorre bem rápido, parece faltar algo". Também achei isso quando li "O dia da caça". No livro "Eu, Alex Cross" tive a mesma impressão, e abandonei a leitura.


Erika 30/06/2016minha estante
O melhor livro dele, na minha opinião, é Lua de Mel. Eu amei!




21 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2