Losing It

Losing It Cora Carmack




Resenhas - Losing It


65 encontrados | exibindo 31 a 46
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Diana 10/06/2013

Losing It
Este é um livro que eu estava louca para ler... e quando o fiz, não me decepcionei nenhum pouco.

A historia de Bliss é, aparentemente, muito previsível. Uma Adolescente que quer perder a virgindade.
E tudo vai indo perfeitamente bem, em sua busca para o candidato perfeito para "cumprir a missão", pois ela se depara com um homem maravilhoso, com sotaque inglês e lendo Shakespeare, em um bar, não podia ser candidato melhor para ela, uma aluna de teatro.

Porem nada acontece como nos queremos, e em um ataque de pânico, Bliss deixa seu maravilhoso candidato a tirar a sua virgindade, nu em seu apartamento, e simplesmente sai correndo, sem realmente chegar ao finalmente.

E este não eh o maior problema, pois na semana seguinte, para piorar (ou melhorar) a situação, ela descobre que, seu novo professor na faculdade é ninguem menos que seu lindo pretendente ingles...

Olha a situação, assim começa esse livro, com muitos acontecimentos, que fazem com que nao queiramos largar o livro ateh o momento de ver realmente o que vai acontecer com os seus personagens!!

Recomendadíssimo, historia muito boa!!!
comentários(0)comente



Carol- Books and Tea 01/06/2013

Bliss entra em pânico part I
Losing It
Cora Carmack - 204 páginas
Self-publishing


Como de praxe, inúmeros títulos do gênero "New Adult", são lançados a arroba, Losing It, ainda não foi lançado aqui no Brasil, mas duvido muito, que alguma editora nacional não compre em breve seus direitos para cá, até porque é uma grande aposta para o gênero, que como havia dito cresce e cresce cada vez mais, não só fora, mas como aqui também.

Ok, pelo título da minha resenha vocês que ainda não leram, certamente estranharam, espero que quem já tenha lido, entenda meu comentário. Pois bem, Bliss, uma jovem certinha, aluna exemplar, tem como maior sonho se graduar, mas, cansada de ser a única virgem dentre seu grupo de amigas, decide-se em perdê-la antes de se formar. O que acaba se tornando podendo-se dizer, muito, muito engraçado, e ao longo do livro nos deparamos rindo e ao mesmo tempo desesperados pelas circunstâncias da moça, que acaba se apaixonando por um britânico educado e muito culto, que por incrível que pareça, encontrou em uma festa de bar.

" E foi quando eu reparei nele. Bem, tecnicamente, eu notei o livro primeiro." -Tradução livre-

O livro em si, não narra apenas o desejo de Bliss, dar esse grande passo em sua vida,mas sim os motivos que a levam não querer um relacionamento sério. O que muda completamente, ao ver que seu novo professor de teatro, é aquele culto, britânico, e atraente que conheceu no bar. Iniciando a partir daí, uma trama com tensão sexual típica do gênero, mas com um pouco de comédia Á la Rachel Gibson, para ninguém botar defeito.

Simples, rápido e fácil de ler, Losing It não enrola, vai ao ponto diretamente e sem rodeios, o que é muito bom, pois não torna a leitura cansativa, o que te faz devorar o livro em poucas horas como aconteceu comigo. Onde envolve situações constrangedoras, escolhas, princípios e uma paixão que ao mesmo que é irresistível, é proibida.
Ao ver a sinopse, e olhar a capa, deduzimos que o livro é basicamente em volta disso e daquilo, sem nada mais, certo? Não, o livro é bem mais do que você pensa, e que eu pensei. O quão enganada estava, e o quão feliz fiquei com a surpresa!

Garrick, um britânico lindo, educado,leitor ávido de grandes romances,culto e com um sotaque magnífico, é sim O CARA do livro, situa-se tão claro, que faz Bliss se sentir ainda mais frustada e cada vez mais estabanada, com a situação que passara naquela noite do bar. Ambientado em um cenário jovial, com adolescentes de teatro próximos a graduação, rodeados de sonhos, frustrações, amores e paixões. Tudo nesse livro que marca a entrada de Cora Carmack para o mercado editorial, a qual sem dúvida, mostra seu potencial, com esse livro fofo, meigo e muito simples, que para a felicidade dos leitores, possui uma continuação. Ouvi um viva! ai?

Tão simples, com um inglês nível easy, que você lê mais de 200 páginas, sem pausas, não só pela curiosidade do leitor, mas pela forma como a leitura fluí. Onde personagens secundários, desempenham papéis importantíssimos para a narrativa, que é feita em primeira pessoa por Bliss.

Bem, depois de tantos devaneios, aconselho o seguinte para leitores do gênero: Leiam. E para aqueles que não estão muito virtuados em New Adult, não custa nada arriscar, não é?

Enfim, super recomendado, boa leitura :)





comentários(0)comente



Albertini 31/05/2013

Bliss e Garrich
Virgindade. Bliss Edwards está para se formar na universidade e ainda a tem. Cansada de ser a única virgem entre as suas amigas, ela decide que o melhor jeito de lidar com esse problema é perdendo a virgindade o mais rápido possível e da forma mais simples - uma aventura de uma noite. Porém o seu plano se revela ser tudo menos simples quando ela se assusta e deixa um cara lindo sozinho e nu na sua cama com uma desculpa que ninguém com metade de um cérebro nunca acreditaria. E como se isso não fosse embaraçoso o suficiente, quando ela chega para sua primeira aula do seu último semestre de faculdade, ela reconhece o seu novo professor de teatro. Ela o havia deixado nu em sua cama há cerca de 8h atrás.
comentários(0)comente



DezzaRc 22/05/2013

Eu tinha acabado de ler Silêncio (Becca Fitzpatrick) e estava indo baixar Finale quando vi esse livro na vitrine de e-books. Ele me chamou a atenção não pela capa (que é nada a ver, vamos ser sinceros), mas a sinopse mesmo, tão chamativa, que é quase impossível não parar alguns segundos para lê-la.
Bliss Edwards (demorei para me acostumar com esse nome) tem 22 anos e ainda é virgem, e não, ela não é a mulher mais feia desse mundo e nem fez o voto de se casar virgem. Ela apenas tem medo do assunto. Racional, pensa duas vezes antes de agir, e seu pior medo é não ter controle sobre algo. Esse é um dos motivos por ainda não ter iniciado sua vida sexual. Não, ela não é um Christian Grey de saia, ela apenas não sabe lidar com imprevistos.

O livro começa em uma cena onde Bliss está conversando com a melhor amiga louca, Kelsey, a respeito de sua virgindade. Kelsey então resolve obrigá-la a sair de casa, pois essa será a grande noite de sua vida. Lógico que Bliss se recusa, detesta essas saídas com a amiga, mas depois de tanta insistência, ela cede.

No bar, Kelsey começa a lhe mostrar vários caras, mas Bliss recusa todos. Ela detesta sua virgindade, mas também detesta saber que para perdê-la, precisa ficar com alguém antes. Enquanto tenta escapar de sua amiga indo ao banheiro, Bliss se depara com uma cena um tanto exótica em um bar lotado com música alta: um cara loiro lendo um livro de Shakespeare. Isso chama sua atenção, afinal, é uma amante de Shakespeare. Em um ato impulsivo (oh, sim!) ela inicia uma conversa com o cara, bem, “O Cara” mesmo. Garrick (demorei pra me acostumar com esse nome também) é um britânico, loiro, e claro, com seu fiel sotaque.

Os dois acabam no apartamento dela (antes disso acontece uma confusãozinha que mostra o quão engraçada — e desajeitada — essa personagem pode ser, mas antes que a comparem com Bella Swan, de sem graça ela não tem nada!). E então, nos finalmente, Bliss desiste. Mas não de um modo normal, ela simplesmente empurra o pobre do Garrick (detalhe, nu!), inventando que precisa ir buscar seu gato no veterinário (outro detalhe, ela não tem um gato!). E em meio a atrapalhadas, ela realmente o deixa assim e sai — na verdade se esconde atrás do apartamento.

Eu já disse que eles são vizinhos e ela não sabia?

No dia seguinte, na faculdade, ela descobre que Garrick é nada mais, nada menos, que o seu novo professor substituto. E aí já viu, a vergonha que ela passa ao descobrir isso, jurando que nunca vai ver o cara em sua vida.

Losing it não é pornográfico, antes que alguém o diga. Apesar de a história girar em torno da virgindade de Bliss, há mais coisas nela, como seus amigos nada normais, sua relação mal resolvida com seu melhor amigo Cade, e, agora, o charme britânico de Garrick.

Esse é o livro de estreia da Cora Carmack. Tenho de confessar que achei estar lendo um fanfic ao invés de um livro, tamanha era a simplicidade da narrativa e da escrita da autora. Não é ruim, para uma leitura de lazer é superindicada pela sua leveza, mas para os cults de plantão, simplesmente não é sua leitura.

Quem curte clichê e quer dar umas boas risadas, leia, te garanto que não irá se arrepender!
comentários(0)comente

Lívia 20/05/2013minha estante
Concordo plenamente com sua resenha do Losing It ele é leve e apaixonante. Concordo também com a capa do livro... De fato foi pura sorte eu ter procurado pela sinopse depois da capa...
Isso não é tudo... Reitero mais uma vez que gostei do livro, contudo ao meu ver existia uma discrepância entre a idade da personagem "Bliss" e seus pensamentos. Ela poderia ser virgem aos 30 que não teria problema, mas ao meu ver, suas reações mais se assemelhavam a uma adolescente de 15 e não com uma recém formada de 22.
No mais, teatro sempre foi minha grande paixão esquecida pela necessidade de ter mais responsabilidade no mundo adulto. E esse foi mais um motivo de eu ter adorado o livro. Eu o entendi e o senti a cada segundo.




Andreia 17/05/2013

Losing It - Cora Carmack
É a primeira vez que leio um livro da Cora e já me apaixonei.

Bliss Edwards é uma estudante universitária próxima da graduação, mas ainda virgem. O que não seria um problema se ela não estivesse cansada desse seu estado. Disposta a resolver a situação rapidamente e com um caso de uma noite só, ela sai a 'caça'. Seria um plano simples, se não estivéssemos falando de Bliss.
Quando esta próxima de alcançar seu objetivo ela simplesmente entra em panico e deixa um maravilhoso britânico nu em sua cama, com uma desculpa tremendamente esfarrapada.
O episodio terminaria ai, mas como eu mencionei antes, estamos falando de Bliss. E para infelicidade, ou felicidade, quando ela volta para seu ultimo semestre na universidade, descobre que seu mais novo professor é Garrick, o cara que ela deixou nu em sua cama, apenas oito horas antes.

O livro é tremendamente divertido e leve. Daquelas historias que você devora em horas. Ri e me encantei, então com toda certeza recomendo.

Agora o jeito é aguardar ansiosamente a tradução de Faking It, que conta a historia de Cade, um dos melhores amigos de Bliss.
comentários(0)comente



Mah 01/05/2013

Adorei! *---*
Sabe quando você ama de paixão um livro?
Pois é, foi assim que me apaixonei por Losing It, eu A-M-E-I, vou até repetir: amei, amei, amei, amei, amei, amei, amei, amei, amei, amei, am...chega. Vocês já entenderam.

Esse foi um livro que eu peguei porque tinha apenas 204 páginas, seria uma leitura rápida (no meu caso umas duas horas), apenas para passar o tempo. Para mim, seria apenas mais um new adult bobinho como muitos que foram lançados ultimamente.

O quão enganada eu estava!

A história toda é narrada por Bliss, uma estudante de 22 anos que ainda é virgem e ao escutar sua amiga, vai até um bar para encontrar um cara que tire sua virgindade, que para ela é apenas um problema que deve ser resolvido o mais rápido possível.
Eis que ela conhece, Garrick, um britânico lindo e intelectual, eles flertam e acabam indo para o apartamento nela, só que na hora H, Bliss surta e inventa uma história absurda para que ele vá embora.

É claro que ela se arrepende e fica pensando em todos os e se... possíveis, mas então ela enfia na cabeça que nunca o verá novamente e segue em frente. Porém, como esses clichês são tão bem-vindos e fofos, Garrick acaba por ser seu novo professor de teatro e ela terá que conviver com isso, sentindo vergonha por causa da situação constrangedora que os envolveu na outra noite e ao mesmo tempo contrariada por conta dos sentimentos conflitantes que tem por ele.
Em Losing It, Cora Carmack misturou teatro, conflitos e todo o sentimentalismo dos universitários, dando mais humanidade aos seus personagens. Cheia de intertextualidade e paráfrase, ela une as questões que mais se passam na vida dos jovens estudantes e os transforma numa bela e adorável história de amor.

Bliss é uma jovem louca com sua virgindade e gosta de controlar tudo e sempre pende para o lado da razão, já Garrick é um cara aparentemente sério, é muito companheiro e sexy, e ele faz o par perfeito para Bliss. O que eu gostei dessa história é que não houve grandes reviravoltas, não havia aquela vadia que quer agarrar o cara ou um estudante que fizesse tudo o possível para impedir que o casal ficasse junto. Não houve enrolação.

É um romance suave e fofo, perfeito para ler em poucas horas e que te garantirá boas risadas.

Só a capa que achei meio sem sentido, os modelos não combinam muito com a descrição de Bliss e Garrick e a única coisa ali que lembra um pouco a história é a cara de êxtase da Bliss, mas enfim...acho que é porque o cara da capa é loiro...tenho problemas com loiros, mas o Garrick também é loiro, mas eu gosto dele...e enfim, melhor parar por aqui :D
comentários(0)comente



Alex 29/04/2013

Resenha Losing It- Cora Carmack
A cada dia o mercado literário vem crescendo graças aos livros “New Adult” e a cada dia muitas dessas obras me conquistam, Losing It foi mais um delas, o primeiro que me chamou a atenção foi à capa, depois de uma procura sobre a obra encontrei outras pessoas que assim como eu também estavam a fim de ler o livro e as que já haviam lido adoraram, foi só um passo para baixar o livro e dois dias para ler, a leitura foi fácil e muito simples, a narrativa é cativante e a protagonista Bliss é um amor, em muitas partes eu sorri dela e em outras me emocionei. Se você está à procura de um livro de leitura fácil para passar o tempo e dar algumas risadas Losing It é uma ótima opção.
comentários(0)comente



Carolina 25/04/2013

Uma história sobre uma garota de 22 anos que está prestes a se formar e quer perder a virgindade pode ser engraçada? PODE! E pode ser MUITO engraçada! Apesar dessa capa medíocre e do nome do livro não chamar muito a atenção, essa foi sem dúvida uma das minhas melhores leituras! Bliss é desajeitada, com pouco auto estima e quando resolve que a melhor forma de acabar com seu "problema" é perder sua virgindade rapidamente com um caso de uma noite só, ela conhece Garrick, que era tudo o que ela podia querer, e ainda tinha sotaque britânico! Os dois acabam indo para a casa de Bliss e quando tudo parecia correr bem, ela se amedronta, inventa a desculpa mais esfarrapada (que me fez rir durante uns bons minutos) e deixa o pobre moço na sua cama e sai correndo! Mas não pára por aí, poucas horas depois, quando ela chega pra sua primeira aula do seu último semestre na faculdade e os alunos são introduzidos a um novo professor, já podemos imaginar de quem se trata, não é mesmo?
Losing It tem momentos quentes, sem pender para o erótico, o que já era esperado pelo gênero do livro, mas o que me surpreendeu foi o humor e o quanto isso me fez gostar mais ainda da história! Bliss é uma piada e todo o enredo foi fofo, até um pouco clichê, mas um que vale completamente a pena ler, pra quem quiser um romance tranquilo e regado a uma boa dose de risadas!
comentários(0)comente



Fulana Leitora 23/04/2013

Resenha feita por Kezia Martins para o blog Fulana Leitora: http://fulanaleitora.blogspot.com.br/2013/02/resenha-losing-it-cora-carmack.html
Losing It conta a história de Bliss uma garota de 22 anos que está prestes a se formar na faculdade de teatro e ainda é virgem. Sim, essa é o grande drama da vida dela. Inconformada com a situação e instigada pela sua melhor (doida) amiga, Kelsey, ela resolve que o único jeito de resolver esse problema é tendo um caso de uma noite só.
Bliss e Kelsey vão até um bar local para tentar achar alguém interessante. Bliss não vê a menor graça em nenhum cara até bater os olhos nele. Garrick é lindo, forte, loiro de olhos azuis e (pausa para um suspiro) é britânico.

“Um sotaque. ELE TEM UM SOTAQUE BRITÂNICO. Meu Deus, eu estou morrendo.”

Garrick a conquista logo de cara, lindo, autoconfiante sem ser arrogante, um cavalheiro que sabe exatamente o que dizer para tirar qualquer uma dos eixos.
Bliss se pega completamente encantada por ele e decide que ele é o cara. Mas, na hora H ela simplesmente pira e desisti de transar com ele, ela inventa uma história maluca e sai correndo do seu apartamento o deixando nu em sua própria cama.
Envergonhada, a única coisa que Bliss deseja é esquecer a noite anterior, mas ao chegar a faculdade descobre que seu novo professor de teatro é ninguém menos que Taylor, Garrick Taylor.

Os personagens secundários, como sempre me conquistam, em especial Kelsey e seu jeito desvairado e Cade com toda a sua fofura *-*
O livro tem uma narrativa leve o que torna a leitura fácil, eu demorei pouco mais que 2 horas para lê-lo. Cora soube construir um enredo instigante e divertido, apesar de a história ser muito clichê ela lhe garante bons momentos, algumas risadas e muitos suspiros. A capa é horrenda, não se deixe levar por isso. O Garrick não tem nada a ver com esse garotinho da capa. Mas, vale a pena gastar algumas horas do seu dia com essa leitura.
Faking It, o próximo livro, irá contar a história de Cade (suspira, respira, suspira de novo). Só para matar vocês de vontade irei deixar um dos melhores quotes de Losing It. (Cade fofo em níveis extremos.)

“A verdade é que... você está me magoando. Não de propósito, eu sei disso. Mas eu amo você e cada segundo que você não me ama de volta… machuca.”
Nil 26/01/2015minha estante
Eu amei o Cade!




Camilla 10/04/2013

Resenha postada em Segredos e Sussurros entre Livros
Se você procura por um livro leve, envolvente, romântico e quase polêmico, Losing It é uma boa escolha. Eu nem pensava em resenhá-lo quando comecei a ler, mas a história é tão gostosa que fica impossível não querer falar a respeito. Infelizmente, não é um livro publicado no Brasil, ainda. Ao que parece a editora Novo Conceito acaba de fechar com Carmack e o livro será, finalmente, publicado por aqui, mas não sei quando. A onda de new adults chegou com tudo e a perspectiva é termos uma boa quantidade de publicações no país.
Bliss Edwards está quase formada na faculdade de teatro e, aos vinte e dois anos, ainda é virgem. Na verdade, ela não se importa com a “coisa” da virgindade, apenas é e pronto. O problema surge quando sua melhor amiga, Kelsey, super resolvida e atirada, descobre e insiste que em encaminhá-la para sua grande noite com um cara gostoso qualquer. Bliss acaba decidindo deixar a racionalidade de lado e parte para uma noite no bar ao lado da amiga, com apenas uma finalidade: encontrar “o cara” e levá-lo para a cama.
No bar, Bliss conhece um cara perfeito. Garrick é lindo, e está sentado em um canto lendo, nada mais e nada menos, do que Shakespeare. Confiante e, claramente, atraída por ele, ela deixa o bar na garupa de sua moto, algo que jamais fizera. O passeio, naturalmente, termina digno de um desastre. Apesar disso, o rapaz é um verdadeiro cavalheiro britânico. Esqueci de falar sobre o sotaque? Bem, sim, o cara é britânico. Preciso dizer mais?

"— Você está esperando por um convite? — eu perguntei, olhando-o em pé cuidadosamente do lado de fora da minha porta.
— Essa é a parte onde você me diz que é um vampiro? Ele riu.
— Não, eu prometo que a palidez é apenas porque eu sou Britânico."

Apesar da confusão, Bliss não é a típica bobinha e confusa, ela apenas está tomando uma decisão importante com uma idade em que, realmente, se pensa no que tal escolha representará. O fato é que quando as coisas parecem rumar para a finalidade a que almeja, algo a faz mudar de ideia e inventar uma desculpa muito cômica para escapar sem dizer a verdade. Ela inventa que tem que buscar sua gata no veterinário e dá até um nome para a tal bichana, Hamlet. Deixando um aturdido Garrick, lindo e sem roupas, para trás, ela se esconde pela vizinhança aguardando que ele vá embora. Eu realmente ri nessa parte, pois os pensamentos dela são muito teatrais, mas ao mesmo tempo, comuns para garotas desastradas.

"Ele estava destruindo a minha casa porque eu fugi e o deixei lá como o maior babaca ao lado de Kanye West no VMA‘s de 2009."

Como não rir? Enfim, quando ele se vai, ela retorna para casa, sem um gato, claro e, tendo em mente que terá que superar o momento e inventar alguma desculpa para Kelsey. Tudo parece, relativamente, bem quando ela conta que deu tudo certo, mas sem detalhes. E estaria mesmo tudo bem, não fosse a chegada de um novo professor. O tal professor, chamado Sr. Taylor, é simplesmente, Garrick. Além da vergonha pela fuga bizarra, o fato de ser uma aluna não ameniza nada a situação e Bliss pensa em evitá-lo a qualquer custo, o que é impossível, por razões óbvias. Daí para a frente é um misto de encontros inoportunamente sugestivos. Ela está muito atraída por ele, que por sua vez, também não esconde o interesse. Ao mesmo tempo, um personagem do tipo “onde encontro um desses?” ganha espaço na trama e tem o seu próprio Team Cade. Cade é o amigo carinhoso e presente que parece não ter vida própria se não for ao lado de Bliss. Entre a amizade e algo mais, Bliss passa pouco tempo na dúvida, o que comprova que ela não é uma dessas protagonistas bobas e indecisas, por mais confusa que seja.
Não sei se a história deveria gerar algum sentimento mais dramático, só sei que Carmack foi brilhante em tudo o que intenciona piada. Até mesmo um (in)oportuno surto de mononucleose transforma a trama em um leve romance beirando a tragédia.
O livro é totalmente o oposto do que eu esperava quando comecei a ler. Eu esperava muita bobagem do tipo “eu tenho que perder minha virgindade porque todas as minhas amigas já perderam”, mas não foi nada disso que encontrei. Ao contrário, me vi envolvida em uma trama gostosa, leve e divertida de se ler. Super indico!


http://ssentrelivros.blogspot.com.br/2013/04/losing-it-de-cora-carmack.html
comentários(0)comente



Vitrine TBF 07/04/2013

=== Resenha ===


Eu me encantei quando vi essa capa extremamente sexy e ousada, resolvi pular alguns livros que já estavam na minha lista o incluindo como preferencial. Pensei que ele seria algo sem pudor como Cinqüenta Tons de Cinza – não me entendam mal, eu amo Cinqüenta Tons e suas sacanagens deliciosas, isto é um elogio – enfim, pensei ter encontrado meu novo volume de Cinqüenta Tons, mas claro, sem aparte BDMS, porém não foi bem isto que encontrei. O livro é realmente sexy, as cenas são na media, você entende com perfeição onde cada mão ou cada boca está sendo colocada, acho que eu nunca vou encontrar um livro tão explicito quanto meu lindo Cinqüenta Tons. Enfim, o enredo é fascinante, eu nunca tinha ouvido falar sobre essa autora, achei o livro enquanto checava alguns blogs em busca de datas de lançamento para outros livros. Posso dizer que ele veio até a mim com um lindo letreiro: Leia-me ou morra.
A história é basicamente sobre uma garota que está com seus vinte e dois anos, na faculdade e ainda é virgem, esta é a Bliss Edwards – eu sei, um nome estranho, principalmente quando você descobre que Bliss significa êxtase, acho que a autora tentou fazer uma pequena piada com isto – enfim, ela está em seu último ano da faculdade de artes e resolve contar a sua amiga que ainda tem um belo Cartão-V – como a própria personagem se refere no livro a seu status de moça “inocente” –, Kelsey decide a ajudar a resolver esse pequeno problema e assim as duas saem em busca do cara perfeito. O que Bliss não esperava ao encontrar o cara ideal era além de amarelar na hora H – deixando o pobre coitado pelado em sua cama com uma desculpa idiota – ele ser seu professo de teatro. E agora? O que seria dela tendo que vê-lo todos os dias quando contava que isto nunca mais tornasse a acontecer? Leiam e descubram.
Vocês vão amar esse livro ele te seduz, te faz rir, se irritar e chorar de tanto ri – sim, ri duas vezes -, ele é divino e rápido de ler, você mal sente quando termina os capítulos. A leitura deste livro para mim foi igual a Easy: extremamente rápido demais!


postado em: http://twilightbrasilfanfics.com/blog/resenha-70-losing-it-cora-carmack/
comentários(0)comente



Marcela 07/04/2013

Nenhuma novidade
A história é fofinha, mas a fórmula é bem conhecida. Na minha humilde opinião faltou algo a mais que o simples romance entre o nosso Garrick e a Bliss.Estou com uma sensação de "Gostei, mas poderia ter sido melhor".
comentários(0)comente



Fernanda 22/03/2013

http://superbookaholic.blogspot.com.br/2013/03/resenha-losing-it-de-cora-cormack.html
"Ele tirou os olhos da sua leitura, e de repente eu achei difícil de engolir. Ele era facilmente o cara mais atraente que eu havia visto essa noite - cabelo loiro caindo nos olhos azuis cristalinos, com a mandíbula um pouco escurecida apenas o suficiente para dar a ele um ar de masculinidade sem deixá-lo muito cabeludo, e um rosto que podia ter feito os anjos cantarem. Não estava me fazendo cantar. Estava me fazendo ficar de boca aberta."

A nossa protagonista aqui é a Bliss, eu já adorei o nome dela de cara, significa felicidade, mas também pode significar êxtase :) Ela é estudante de teatro, tem 22 anos, está para se formar, é virgem e ela vê nisso um problemããão que precisa de solução imediata, e com ajuda da sua amiga maluquinha Kelsey, Bliss sai de casa vestida para matar (eu queria muito escrever isso haha) e para encontrar alguém para ajudá-la a resolver essa questão de uma vez.

"SÉRIO? É por causa de Jesus? Você está tipo, se guardando para ele?" Sexo parecia simples para Kelsey. Ela tinha o corpo de uma Barbie e o cérebro sexualmente carregado de um adolescente. "Não, Kelsey," eu disse. "Seria um pouco difícil me guardar para alguém que morreu há mais de dois mil anos atrás."

E é em um bar que ela conhece Garrick, um cara que é impossível não notar, pois além de todo o seu charme e sotaque britânico (vou confessar que esse foi o motivo que me levou a ler esse livro, eu tenho um fraco por sotaques #meprocessem haha), ele estava lendo Shakespeare em um bar, realmente lendo! E eles conversam, e eles se conhecem e ela decide: é ele!

"Você está esperando por um convite?" Eu perguntei, olhando-o com cuidado em pé do lado de fora da minha porta. "Esta é a parte em que você me diz que é um vampiro?" Ele riu. "Não, eu prometo que a palidez é só porque eu sou britânico."

Ele é um sonho e um gentleman :) E daí uma coisa acaba levando a outra e...ela se dá conta do que estava quase fazendo e pááááára tudo!! E qual é a desculpa que ela dá pra ele?! Que ela precisa ir pegar o gato dela! Um gato que supostamente tinha ficado em um pet-shop que fica aberto 24h! E saiu correeeendo do próprio apartamento deixando Garrick lá sozinho, podem acreditar em mim, é isso mesmo.

"Não foi até depois de ter chegado ao outro lado do estacionamento que eu percebi: 1. Eu não estava usando sapatos.A. Ou uma camisa.2. Eu não havia trazido as minhas chaves.A. Ou qualquer coisa realmente.3. Eu havia acabado de deixar um completo estranho no meu apartamento.A. nu."

"Quatro. Esse é o número de pessoas que me viram me escondendo na esquina da minha casa própria vestindo apenas uma saia e um sutiã. Onze. Esse é o número de picadas de formigas que eu tenho em meus pés descalços. Vinte e sete. Esse é o número de vezes que eu estava tentada a me fazer danos físicos, porque eu sou uma idiota."

Ela mal teve tempo de absorver a história toda, muito menos a ressaca que ela estava sentindo, quando a primeira aula do último semestre começa, e a turma é apresentada a um novo professor: o sr. Taylor. Garrick Taylor. Ai meu Deus, e ela achando que nunca mais ia precisar ver aquele ser humano novamente, ela simplesmente terá aulas com ele duas vezes por semana durante os próximos seis meses.

"Quem quer que tenha dito que aventuras de uma noite eram para ser simples, sem compromisso, claramente nunca tinha conhecido o desastre que era eu."

Ok. Este é um daqueles livros que fica com você. Na verdade, assim que eu terminei eu voltei imediatamente nas páginas para reler alguns trechos, porque eu havia lido em algumas horas, e no dia seguinte eu acabei fazendo isso de novo :) A autora me conquistou com esse romance de estréia, ele é leve, super divertido e sexy na medida certa. Ele pode até ser previsível, mas o que marca aqui é a escrita da Cora que faz com que você se sinta lááá no meio da narrativa e é viciante, fiquei mesmo querendo mais quando acabou, amei o casal e o prólogo narrado pelo Garrick :D Não tem como não recomendar, se você gosta do seu romance cheio de faíscas e hilário, esse livro é para você!!
comentários(0)comente



Bennet 10/03/2013

PER-FEI-TO!
Mais informações sobre livros acessem:

eassimestaescrito.blogspot.com.br

Vamos começar?

Este livro é per-fei-to! (ohhhhhhhhhhhhh)

Acho que toda estória que tem como foco algo proibido, é mais excitante de ler.

E no caso de Losing it foi exatamente assim.

Temos aqui as inseguranças normais de mulher misturada à aventura com a descoberta de uma nova vida cheia de emoções.


Bliss Edwards é uma jovem universitária que não vê a hora de deixar de ser virgem. É isso mesmo que você leu! Ela acredita que deveria não estar mais neste "estado" considerando sua idade e a quantidade de amigas que já perderam a "preciosidade".

Certa noite ela é quase que obrigada, por sua amiga de classe da faculdade, a sair para a "balada" em busca de um pretendente para essa difícil tarefa (difícil para ela e não para o escolhido, óbvio! rs)

Nada como não ter apenas uma aventura casual de uma noite para "tirar" este problema de sua vida, não é mesmo?

Juntas na noite, buscando por sua presa em um bar, Bliss se dá conta que era mais complicado do que parecia ser. Para ela, o complicado era essencial para ela: que pelo menos alguma atração deveria existir para que chegasse aos "finalmente".

Então, ela conhece Garrick. Loiro, alto, olhos claro e britânico (sotaque sexy)! Tudo que qualquer mulher gostaria de possuir! Hummmmm

Lá, eles se conhecem e conversam bastante. E, mais tarde, esta conversa sensual os leva até o apartamento de Bliss, onde tudo terminaria em................. uma confusão quando na hora H ela inventa desculpas idiotas para afungentar o Deus grego. O medo impossibilita Bliss de continuar o que ela tanto queria.

Tudo estaria perdido (inclusive o seu objetivo oficial) e resolvido até, quando na manhã seguinte a essa situação tão constrangedora, ela e os outros alunos de sua classe, conhecem o professor substituto! Sr. Taylor, ou melhor, Garrick, era o Deus Grego que ela deixou em seu apartamento peladinho e o querido novo professor!

Imaginem o desastre que foi?

Não é preciso contar muito sobre o livro, até porque não existe uma estória longa e cheias de desencontros, foi uma trama simples, porém muito gostosa de ler.

Importante salientar que este livro possui linguagem para adultos, pois as cenas são hot hot hot!
A forma como a autora escreve é leve e totalmente sedutora.

Posso dizer que nas primeiras páginas já tínhamos muita ação e o livro não teve nenhum momento parado ou foi cansativo.

Senti sintonia com o casal e me vi suspirando por cada palavra de Garrick!

Os outros personagens, não menos importantes, também me fizeram rir e me vi dentro da estória em muitos momentos com esses universitários!


Li este livro em um dia e estou satisfeita com ele, ou seja, começou e terminou perfeitamente!
comentários(0)comente



Mafi 10/03/2013

No blog - http://cronicasdeumaleitora.blogspot.pt/2013/03/opiniao-losing-it-de-cora-carmack.html
Quem navega pela Amazon e por alguns sites internacionais já se apercebeu que há um novo género no mercado: o New Adult, que se define por romances com jovens com idades entre os 20 anos, abordando temas mais sérios como o sexo,drogas, etc. É um género recente e que se tem popularizado independentemente, através da plataforma da Amazon que permite a muitos autores porem à venda os seus livros em formato ebook. Alguns têm a sorte de depois verem os direitos das suas obras compradas, como foi o caso de "Losing it" primeiro livro da autora Cora Cormack e que teve os direitos comprados pela Harper Collins, não só deste livro mas de todos os outros da autora.

Com tanto burburinho que este tipo de livros tem gerado não resisti em ler e em cinco horas devorei o ebook. Gostei bastante! Apesar do tema central ser a virgindade ou a perda dela, o livro não gira em volta disso o que me agradou. Temos Bliss Edwards, a protagonista virgem que sempre foi recatada, tímida e vê-se com 22 anos e sem qualquer experiência sexual. Decidida a deixar este último vestígio de juventude, a jovem estudante de teatro irá percorrer algumas aventuras até conseguir o que quer. Claro que para que isso aconteça ela tem de encontrar um par masculino e cai-lhe logo na rifa um dos novos professores da faculdade, Garrick.

A narrativa cliché poderia estragar toda a delicadeza do livro, mas a verdade é que mesmo sendo um romance comum, igual a tantos outros, conseguimos-nos identificar com Bliss e com as suas inseguranças quanto a este passo tão importante, que não só é íntimo e delicado como ainda piora quando há uma relação de professor/aluna prestes a ser quebrada. Pelo meio do livro temos um pouco de uma triângulo amoroso, com Cade, o melhor amigo de Bliss e o protagonista do 2º livro, mas desta vez nem me importei com isso pois o fim é bastante previsível.


Escrita muito descomplicada e simples, tornando a leitura bastante fluída, foi um livro que criou o impacto necessário para me fazer ler outros livros deste género.
comentários(0)comente



65 encontrados | exibindo 31 a 46
1 | 2 | 3 | 4 | 5