Esposa 22

Esposa 22 Melanie Gideon
M. R. Carey




Resenhas - Esposa 22


99 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7


Nana 26/10/2012

AMEI do início ao fim!
Um enredo atual, moderno, incluindo emails, mensagens no celular e Facebook.
Alice é uma personagem que me cativou e com quem tive uma identificação imediata. Uma mulher madura de 44 anos, muito dedicada aos dois filhos e casada com Willian a 20 anos. Sem que o marido saiba e passando por uma fase difícil no relacionamento deles, ela começa a responder pela internet a uma pesquisa sobre "casamento" e aos poucos vai se envolvendo com o pesquisador e sentindo uma liberdade de escrever para ele coisas que ela não teria coragem de contar nem para a melhor amiga.
Apesar de ser uma leitura leve e bem humorada, o assunto pode ser profundo e revelador se pararmos para refletir.
Eu gostei muito e acho que a leitura vai agradar principalmente pessoas mais maduras e casadas, pois as jovens e solteiras, por não terem vivido a experiência do casamento, podem não entender o que Alice está passando.
O final é ótimo assim como a estória toda!

UMA DICA: Dentro do livro só aparecem as respostas que Alice dá ao questionário deixando o leitor com dúvida sobre o que foi perguntado. Mas nas páginas finais tem todas as perguntas. Então se você for curioso e quiser saber qual a pegunta é só dar um "pulinho" nas últimas páginas. (Só descobri isso quando já estava na metade do livro...hehehe)
Elaini 26/10/2012minha estante
Nanaaaaaaaaa...fiquei louca para ler!!!!!


valqs 27/11/2012minha estante
Vai dizer que o tal pesquisador é o marido???


Aline 03/02/2015minha estante
Uma pena não ter lido sua resenha antes, fui descobrir as perguntas só no fim do livro!!! Eu adorei esse livro!!!




Jacqueline 07/11/2012

Publicado originalmente em www.mybooklit.blogspot.com.br
A paixão avassaladora do início do relacionamento de Alice e William Bucle foi esfriando com o tempo. Depois de dois filhos e 20 anos de casamento, Alice está entediada.
Após realizar uma pesquisa pelo Google sobre casamento feliz, ela recebe uma proposta por e-mail, para participar de uma pesquisa on-line sobre casamentos, e acaba aceitando por impulso.

Logo, a nova experiência se revela mais prazerosa do que poderia imaginar. Protegida pelo pseudônimo de Esposa 22, o simples ato de responder as questões sobre o seu casamento, lhe traz um alívio compensador.
O pesquisador 101 designado a lhe fazer as perguntas, é um simpático homem, que se mostra sensível e atencioso. Os dois acabam criando perfis no facebook, para se comunicarem mais abertamente, e é justamente quando tudo se torna um jogo perigoso.
Alice está cada vez mais viciada em se comunicar com o misterioso pesquisador 101, e enquanto revela detalhes minuciosos de sua vida conjugal, sente que não sabe nada sobre ele.

" (...) Eu nem preciso olhar pela janela para ver como está o clima. Posso ter a previsão do tempo todas as manhãs, enviada diretamente para o meu laptop. Existe coisa melhor?

Cordialmente, Esposa 22.

(...)Existe: ser pego de surpresa pela chuva.

Tudo de bom,

Pesquisador 101."

Estou sendo surpreendida com ótimas leituras este ano. Esposa 22 me chamou atenção pela capa. Adoro as nuances de lilás e a forma como a boca forma um coração se visto de lado. O bom é que não é só a capa bonita, esta foi sem dúvida a melhor comédia romântica contemporânea que eu já li, e virou meu favorito, do tipo que me faz suspirar a cada quote que eu leio.
Diria que este livro é um retrato fiel de como a internet se tornou algo imprescindível para a maioria das pessoas, nos dias atuais.

A história é narrada em primeira pessoa, por Alice. Ela é espirituosa e possui um humor completamente despojado. Como professora de teatro, algumas cenas são narradas por ela como se estivéssemos assistindo a uma peça, o que foi muito criativo. Me identifiquei muito com as suas emoções e reações ao descobrir detalhes importantes sobre a vida do seu marido pelo facebook.
Podemos acompanhar o dilema de lidar com seus filhos adolescentes, e também a preocupação em chegar aos 45 anos, que foi a idade com a qual sua mãe faleceu.
Para quem é casado e tem filhos (como eu), irá de identificar imediatamente com toda a dubiedade de sentimentos da protagonista. Porém, quem não viveu essa experiência ainda, terá um perfeito panorama das responsabilidades que o casamento e a criação dos filhos exige.

Além das mensagens de e-mails trocadas por ela e pelo pesquisador 101, temos acesso as atualizações do facebook de Alice, e também suas pesquisas pelo Google. Este formato, cria uma atmosfera tão agradável, que as páginas passam voando.
Um ponto positivo é a consistência de todos os personagens, graças aos diálogos espirituosos e envolventes, e as cenas enxutas e diretas. Melanie prova que menos é mais, e dessa forma consegue construir um enredo grandioso, atual e original. Seus personagens possuem sentimentos genuínos, de forma que o leitor consegue criar uma identificação imediata com todos.
As cenas não são exageradas e passam longe de parecer caricatas e clichês. Destaque para a cena da depilação, que me deixou com lágrimas nos olhos de tanto rir.

Não sei enumerar o que mais amei na história, mas creio que tenha sido o fato de Alice ser uma personagem tão palpável, que em muitos momentos parecia que eu era sua amiga, tomando um chá e ouvindo sua história. O pesquisador 101 é apaixonante. Suas mensagens, sua percepção sobre os sentimentos de Alice, e especialmente o seu modo de ler nas entrelinhas, são altamente irresistíveis, motivo pelo qual não consigo culpar Alice por não resistir aos seus encantos.

" Esposa 22: Essa é a sua mão na foto do seu perfil?

Pesquisador 101: É

Esposa 22: Por que você postou uma foto da sua mão?

Pesquisador 101: Por que eu queria que você a imaginasse na sua nuca.

O único ponto negativo que eu encontrei, foram as perguntas da pesquisa estarem nas páginas finais do livro. Desse modo era preciso interromper a leitura, para conferir as perguntas.
Mais do que mostrar o desgaste causado pelos anos de casamento, o livro traça um paralelo sobre as consequências de sermos tão apegados as redes sociais, como se fosse extremamente necessário expor nossas vidas e rotinas, a fim de sentirmos que nossas experiências são reais.
Será que essa dependência à internet, não seria prejudicial em certo ponto? A acessibilidade é tão essencial assim em nossas vidas?
comentários(0)comente



Juvya 16/12/2013

Prolongando a despedida
"Será que eu devo lhe dizer quando tenho que sair ou só escrever tenho que ir? Não quero ser grosseiro. Qual é o protocolo?"

'É "vou nessa", não "tenho que sair". E o bom de conversar online é que não há necessidade de despedidas longas e demoradas.'

"Que pena, pois sou fã de despedidas longas e demoradas.
Esposa 22?
Esposa 22?
Você desconectou?"

'Estou prolongando nossa despedida.'
comentários(0)comente



Ju Oliveira 05/12/2012

Ótimo!
Após 20 anos de casamento e 2 filhos adolescentes, Alice está entediada com seu casamento. Aquela paixão que tomou conta do casal no início do relacionamento não existe mais. Ela ocupa seu tempo dando aulas de teatro para crianças e se preocupando com a vida dos filhos, Peter e Zoe.

Ao receber por email um convite para participar de uma pesquisa sobre casamento, ela analisa um pouco e acaba aceitando, só pra ver no que vai dar. A pesquisa é anônima, Alice passa a usar o pseudônimo de "Esposa 22" e seu entrevistador é o " Pesquisador 101".

Para sua grande surpresa, o questionário acaba se mostrando extremamente divertido e prazeroso. Como as perguntas são enviadas aos poucos, a cada dia, faz com que ela fique ansiosa esperando a continuação da pesquisa.

Em algumas perguntas, surgem algumas pequenas dúvidas, então ela começa a responder ao "Pesquisador 101" de forma um pouco mais pessoal pedindo ajuda com suas dúvidas. Aos poucos, essas "conversas online" com o Pesquisador começam a tomar conta do seu mundo, fazendo com que ela só sinta alegria ao ver um novo email dele em sua Caixa de entrada.

A intimidade entre os dois só aumenta, então Alice decide que devem criar um perfil no Facebook para poderem se falar pelo bate papo. De início o assunto era somente sobre casamento mesmo. Mas aos poucos foi surgindo um flerte de ambos os lados. O Pesquisador 101 é sempre tão gentil e atencioso, características que Alice esperava ver em seu marido William.

Mas esse jogo está ficando cada vez mais perigoso, pois Alice está cada vez mais envolvida nessa história e dia após dia, ela vai deixando de ver graça em sua vida "real", só esperando pelos momentos em que está online com o Pesquisador 101.

Ao perceber que contou ao Pesquisador 101 todos os seus mais íntimos segredos e desejos, através das respostas às perguntas da pesquisa, e que ela não sabe absolutamente nada sobre o Pesquisador, a não ser que ele também é casado, ela começa a ter muita curiosidade em saber mais sobre ele. E chega ao ponto de querer conhecê-lo pessoalmente, e decide marcar um encontro com o misterioso Pesquisador 101...

Que delícia de livro!!! Eu gostei tanto de "Esposa 22" que ele é mais um pra minha lista de livros que acabei de ler e já quero começar a ler novamente. A história é super moderna, focando muito as redes sociais como Facebook, Twitter e muitas menções ao Google.

Alice é uma mãe super divertida, envolvida na vida dos filhos, aquela mãe bem coruja mesmo. Ela é hilária, ri muito com as trapalhadas dela. Ela desconfia que seu filho Peter de 12 anos é gay, na verdade ela tem quaser certeza, então ela quer que ele se sinta a vontade e assuma quando estiver pronto, porque ela já está pronta. A lista de filmes que ela assiste junto com o filho é ótima: Digam o que quiserem; Harry e Sally; Sintonia de amor; Mensagem pra você e tudo isso no Netflix :tongue:

O que pode causar um pouco de estranheza ao leitor, é que na história, só temos as respostas da Alice às perguntas do Pesquisador. Mas como eu já tinha lido uma resenha desse livro eu sabia que as perguntas estão nas últimas páginas. Achei um pouco incômodo ficar indo e vindo para ler primeiro as perguntas depois as respostas.

Mas não tão incômodo ao ponto de deixar de me apaixonar pela história. Um chick lit delicioso, leve divertido e super moderno. Com certeza vai agradar aos antenados que vivem em redes sociais (assim como eu =) Super recomendo!

Mais resenhas em: http://juoliveira.com/cantinho
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Anitta 28/04/2020

Sessão da tarde
Uma história de romance bem light, em formato de filmes de sessão da tarde. Leitura facilitada pela quantidade de diálogos. Mas é um livro de altosce baixos, tem horas que prende mas tem horas que se arrasta. Desse gênero já li vários melhores.
comentários(0)comente



Naty 16/01/2013

www.meninadabahia.com.br

Alice Buckle é casada e mãe de dois filhos adolescentes. Seu casamento anda... a verdade é que há muito tempo ela se sente mais mãe do que esposa. O marido só pensa em trabalho e quando é demitido fica divagando sobre sua vida, eles não se comunicam. Para 're'compensar, Alice é assídua das redes sociais. Adora internet e sempre que está na rua acessa pelo celular (me identifiquei! rs). Ela é super neurótica, acha que os filhos se drogam ou que estão envolvidos com outras coisas ilícitas. e fica investigando os amigos pela timeline do Facebook. Certo dia, recebe um desses e-mails de pesquisas. Ela topa responder o questionário e recebe um codinome: Esposa 22. Todas suas duvidas poderão ser tiradas por um pesquisador designado para ela, o Pesquisador 101.

À medida que vai respondendo, Alice e Pesquisador 101 avançam no campo pessoal, ao passo de criarem perfis fake no Facebook para se comunicarem. Alice está atraída por uma cara que nem conhece! E adorando todo o flerte sigiloso

Uma sacada muito legal da autora foi mostrar apenas as respostas para o questionário e quase todas extensas! Só na parte final é que conhecemos as perguntas (confesso que fiquei ‘me coçando’ para dar uma espiadinha, mas me controlei). Entre uma resposta ou outra, Alice e o Pesquisador 101 aproveitam para flertarem, um flerte meio tímido, à princípio. Ela não consegue deixar de falar com ele, pensa nele constantemente, mesmo que a culpa a perturbe. William, de certa forma, não merece isso.

E é através das respostas que Alice nos cownta seu passado. Como conheceu William, como o namoro progrediu para o casamento, o nascimento dos filhos, a adolescência, o início da meia-idade...

A minha expectativa em relação a Esposa 22, de Melanie Gideon (Intrínseca, 400 páginas, R$ 29,90), era alta. Eu esperava – talvez pela capa – um chick lit bem engraçado. Infelizmente a expectativa foi demais e fiquei depecpcionada. O livro não é ruim, mas faltou algo mais. Os personagens até são engraçados – ênfase para o casal de lésbicas, amigas de Alice -, mas em certas partes, as respostas enormes de Alice, para o questionário, me deixavam cansada e eu pausava a leitura.

Esposa 22 é uma sátira do quanto somos dependentes da internet, o quanto isso pode ser benéfico ou prejudicial na nossa vida Sempre que o marido de Alice postava algo no Facebook, ela ficava analisando (vamos combinar, isso é um martírio. Como diz o dito: Eu só sou responsável pelo que eu falo, não pelo o que você entende).
Lucas 15/01/2013minha estante
Ah, eu gostei do livro e não achei martirio ver os posts e tal.


Naty 15/01/2013minha estante
Martírio no sentido de 'traduzir' os posts, é aquela coisa... Ela podia interpretar algo completamente diferente do que ele queria dizer.


Marcella Castro 15/09/2013minha estante
Concordo com você, Naty! Na verdade eu nem esperava algo tão extraordinário, mas algo simplesmente divertido! Achei o livro muito chato, aquele questionário atrás nada a ver, as cenas da Alice são constrangedoras e ela não se toca do papel besta que ela paga em cada situação! Fica reclamando do casamento, mas não faz por onde pra melhorar, se acomodou total e ainda fica especulando coisas absurdas na vida dos filhos! Haja paciência com uma mãe dessas! Ela precisa é de terapia pra ser mais divertida, mais sexy e mais autêntica! Muito sem sal. Minha opinião, claro!




Paula 25/01/2013

Adorável!!
Essa é minha primeira resenha, portanto não sei se serei boa nisso...

Alice Buckle é uma mulher de quarenta e poucos anos, casada há 20 anos e mãe de dois filhos. Está passando por um momento "morno" no casamento e começa a se achar infeliz. Nesse mesmo momento é convidada para participar de uma pesquisa online sobre casamentos. À medida que o pesquisador vai enviando suas perguntas e Alice as suas respostas, eles vão ficando cada vez mais íntimos.

O livro tem umas tiradas bem engraçadas. Me encaixei em alguns questionamentos vividos pela protagonista, principalmente relacionados à sua idade, atividade física, trabalho e emocional.

Teve uma pequena parte do livro que eu achei cansativa, mas uma pequena parte mesmo. Nada que fizesse com que o livro não valesse a pena.

Mesmo prevendo o final, achei maravilhoso!

Recomendo a leitura, principalmente para quem gosta de Chic Lit!!
comentários(0)comente



Fernanda @condutaliteraria 11/03/2015

Moderno e Divertido
O livro nos conta a história de Alice Buckler, uma mulher que está passando pela crise dos 40 anos e com um casamento desgastado. Ela recebe o convite para participar de uma pesquisa sobre casamento no século XXI. Alice usará o codinome de Esposa 22 e seu entrevistador será o Pesquisador 101.

Não satisfeitos somente com a pesquisa os dois resolvem criar perfis falsos no Facebook para poder conversar livremente. Os dois ficam cada vez mais próximos e isso deixa a vontade de saber o que vai ocorrer. Percebemos também, durante a história, que uma nova Alice vai surgindo.

Esse não é um gênero que costumo ler, mas Esposa 22 me surpreendeu. É um livro simples, divertido, mas que também faz pensar. Eu adorei!

“Tenho a sensação de que chegamos a um ponto em que nossas experiências, nossas lembranças – nossa vida inteira, na verdade – não são reais a menos que as publiquemos na internet.” Pág. 72
Fer Kaczynski 29/03/2015minha estante
Muito bom lermos esses livros leves e quem nos fazem pensar de vez em quando, adoro!




Ju 23/03/2014

Esposa 22
Alice Buckle, 44 anos. Mãe de Zoe, 15, e de Peter, 12. Casada com William Buckle há muitos anos. Uma mulher em conflito. Está passando por um ano que teme desde que perdeu a mãe: o ano em que ultrapassará o tempo de vida que ela teve. Seus 45 anos estão chegando, e ela precisa fazer um balanço de tudo o que já viveu. Por isso, acredita que seja uma boa ideia participar de uma pesquisa sobre o casamento no século XXI. Começa a se corresponder anonimamente com um pesquisador e, pela primeira vez em muito tempo, consegue falar sobre seus pensamentos e sentimentos. Mas será que não está passando dos limites?

"É fácil revelar o nosso eu verdadeiro a estranhos. Muito mais difícil é revelar essas verdades para quem a gente conhece."

Escolhi Esposa 22 para ler porque sempre achei essa capa bem curiosa. A propósito, ela retrata fielmente o que encontramos durante a maior parte da narrativa: uma mulher que não sabe bem o que está fazendo, mas que não consegue parar. Uma pessoa que tem uma atividade que precisa esconder do mundo, porque não conseguiria seguir em frente se abrisse mão dela.

Alice recebe, esporadicamente, perguntas para responder. Não só sobre o momento presente, mas também sobre o passado, sobre suas impressões e expectativas. A autora não revela as perguntas durante a narrativa, nos mostra apenas as respostas. Achei uma delícia tentar descobrir qual a questão que deu origem a cada uma delas. No final do livro, há um apêndice em que as perguntas são reveladas. Claro que eu voltei e reli as respostas junto com elas... rs... Algumas eu tinha descoberto, outras me surpreenderam bastante.

Esperava uma leitura bem mais leve. Não tinha lido a sinopse, muitas vezes decido não ler (sou completamente neurótica com spoilers). Não é que a história seja pesada, mas é bem reflexiva. Ao mesmo tempo, os e-mails, as postagens no facebook e as mensagens de texto a fazem ficar bem dinâmica.

Só teve uma coisa no livro que me decepcionou: achei muito previsível o final. Mesmo assim, me emocionei. O texto foi bem construído, me envolvi com todas as personagens - são marcantes e reais.

Achei bem interessante a abordagem da autora sobre o mundo virtual, a reflexão que ela faz sobre as coisas não parecerem reais se não estiverem presentes também por lá. Como se só quando uma experiência se tornasse pública ela realmente existisse. Tenho mesmo a impressão de que algumas pessoas têm essa visão, embora me pareça absurda. Vale a pena ler Esposa 22 e acompanhar os pensamentos de Alice.

"Você me fez uma promessa que eu nunca hei de esquecer. Aonde quer que eu fosse, por mais longe que eu tivesse me deixado levar e por mais que eu já tivesse me perdido muito tempo antes, você iria atrás de mim e me levaria de volta para casa."

site: http://entrepalcoselivros.blogspot.com.br/2014/03/resenha-intrinseca-esposa-22.html
Dani 24/03/2014minha estante
A capa deste livro chama bastante a atenção, a sinopse também e me deixou curiosa. Parece mesmo um livro bem leve, mas gostei de saber que nos permite refletir muito! Que pena que o final foi previsível, mas ainda assim, parece ser uma ótima leitura! :)




Janaina Magon 03/08/2015

Quotes
"Tenho a sensação de que chegamos a um ponto em que nossas experiências, nossas lembranças - nossa vida inteira, na verdade - não são reais a menos que as publiquemos na internet."

"[...] Acham que a luz é fácil. Acham que a luz vai encontrar sozinha um jeito de passar por uma frestinha da porta. Mas não, Alice. Você tem que abrir a porta e deixar a luz entrar."

"A parceria de vocês me inspira. Faz com que eu queira ser melhor."
comentários(0)comente



Nivia 25/10/2014

Esposa atual
O livro em si é muito interessante, de leitura fácil e rápida. O final do livro você pode descobrir já na metade da história, mas mesmo assim não faz com que deixemos a leitura de lado. Muito irreverente!!! Recomendo!!!
comentários(0)comente



gioh 17/06/2020

misto de emoções
não sei dizer se gostei ou não do livro. em minha visão, ele teve altos e baixos, mas todos eles envolveram as escolhas dos personagens e não a escrita da autora em si.
foi um livro muito fluído, divertido e gostoso de ler, mesmo que em algumas partes eu tenha passado um pouco de raiva por discordar veemente de alguns assuntos tratados.
mesmo assim, recomendo este livro para todos. como gosto de dizer, cada um tem uma opinião, não custa nada você ler e ter a sua.
comentários(0)comente



Meu Vício em Livros 27/01/2017

Muito bom!!!
Alice está prestes a completar 45 anos, é casada há mais de 20, ama o seu trabalho, seu marido também é muito bem sucedido e ela tem dois filhos adolescentes que aparentemente são perfeitos. Isto é o que as pessoas de fora podem ver. Além de entediada com o casamento em que a relação sexual esfriou e a comunicação idem, ela também está saturada do seu trabalho como professora de teatro em uma escola primária, seu marido fica desempregado, ela desconfia que sua filha Zoe está com distúrbio alimentar e que seu filho Peter é gay.

Pergunta 2: Por que concordou em participar deste estudo?
Resposta: Tédio
Sem nada mais interessante para fazer da vida e gastando todo o tempo disponível nas redes sociais e no bate papo com as amigas, ela decide participar de um estudo de casamento anônimo que aparece em sua caixa de mensagens. Ao aceitar o convite ela ganha o pseudônimo de "Esposa 22" e o responsável pelo envio das perguntas é chamado de "Pesquisador 101". Com estas trocas de mensagens, Alice começa a rever a sua vida, prestar atenção no seu casamento e nos seus filhos de forma quase neurótica e desenvolve sentimentos por este homem que ela não faz ideia de quem é, mas que parece conhecê-la melhor do que ninguém.

Leia a resenha completa no link: http://www.meuvicioemlivros.com/2016/10/desafio-fuxicando-sobre-chick-lits.html

site: http://www.meuvicioemlivros.com/2016/10/desafio-fuxicando-sobre-chick-lits.html
comentários(0)comente



99 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7