Papai por Encomenda

Papai por Encomenda Shirley Jump




Resenhas - Papai por Encomenda


8 encontrados | exibindo 1 a 8


Tatieli 10/02/2017

Rápido!!
Tá certo que os romances dos livros são rápidos, mas este superou!!!! Li esse romancinho pelo bebê na capa!!! Adoro bebês em livros....
comentários(0)comente



Jaque - Achei o Livro 28/04/2014

Fui pela capa....
Confesso que foi mesmo por esse motivo que quis ler, pela capa. Vamos combinar que é linda né?
Não é um livro sensual,longe disso. Sem pegação, beijos 'calientes' e tudo o mais, mas é sobre a construção de um relacionamento. Apesar de se passar em menos de uma semana e acontecer meio que rápido, o livro vai contando o envolvimento deles pouco a pouco, a relutância dele em se envolver com uma mulher principalmente por ela ter um bebê e ele querer distância por experiências do passado, mas aos poucos ele vai amolecendo e saindo do casulo que se enfiou.
O que mais gostei foi das tiradinhas sarcásticas dele e da cena que ele brinca com a bebê, sem perceber que tá gostando tanto quanto ela :-)
comentários(0)comente



Raquel Rodrigues 03/01/2014

Leve e fofo!
Olhem a capa desse livro. Olhem bem a capa desse livro. Quem me conhece, sabe que sou apaixonada por bebês. Não posso ver um que fico olhando e olhando, observando cada caretinha e movimento fofo que eles eventualmente fazem. Não consigo evitar. Podem culpar os hormônios ou qualquer outra coisa, mas é isso aí. Eu amo bebês.

E o fato de eu amar bebês me fez ficar louca pra ler esse livro, porque se tem uma coisa que eu amo observar tanto quando bebês, são caras cuidando de bebês. Quando vi esse livro pela primeira vez, foi numa cortesia do Skoob. Participei, mas não ganhei. Então resolvi procurar em pdf. Não achei. Procurei pra comprar, mas tava esgotado. Desespero. Então a Harlequin me envia um email dizendo que o livro voltou a ficar disponível. Meu cartão estava livre. Era o sinal que eu esperava. Comprei o livro.

E deixe-me dizer a vocês: não me arrependi. É um livro leve, estilo romance de banca de revista, que num instante você lê. A edição é com folhas recicladas e é bem simples. A história é tranquila, e até previsível. Mas tem um bebê.

Sabrina é deixada na porta do escritor Dalton Scott pela sua babá, a vizinha dele, que precisa ir correndo pro hospital visitar a irmã doente. Dalton tem horror a bebês, e não sabe o que fazer. Ele precisa terminar seu livro - ele é um escritor de livros de suspense - e não precisa de nenhum bebê chorão perto dele. Muito rudemente, ele manda Sabrina se aquietar, e para surpresa dele, ela o obedece.

Não muito tempo depois, a mãe da menina, Ellie, aparece, meio assustada e paranoica por ser mãe solteira de primeira viagem e não conhecer nem sequer ter visto antes a pessoa com quem sua babá deixou sua filha. As coisas se desenrolam um pouco mais depois disso. Ellie e Dalton fazem um acordo (que Dalton nem acredita que está mesmo fazendo), e assim Sabrina começa a passar algum tempo com ele, enquanto sua mãe trabalha.

Desnecessário dizer que os dois acabam se apaixonando. É um romance de banca, afinal. Mas eu achei lindo a forma como o relacionamento do Dalton com a Sabrina, e do Dalton com a Ellie foi se desenvolvendo. Ellie tem uma história um pouco triste e sofrida, e Dalton cometeu alguns erros no passado que o levaram a ser o cara grosso e mal humorado (e com horror a bebês) que ele se torna.

Eu gostei de como a autora conduziu a história, apesar de achar um pouco apressado em alguns momentos, mas enfim. Gostei mesmo, é um livro leve pra distrair a cabeça e tem uma história muito fofinha. E claro, Sabrina se encantando com Dalton o tempo todo e rindo com ele é um bônus maravilhoso.
comentários(0)comente



Pascale <3 18/12/2013

Um doce de leitura
Assumo, acho que esse livro já começa bem pela capa fofíssima! =D HAHAH A história segue um enredo comum a romances, um cara gato vive uma vida solitária até que, por influências do destino ( ou no caso, de uma agradável senhorinha :P ) ele tem a sua vida invadida por uma bebê e sua mãe. A trama se desenrola a partir dos dramas pessoais de cada um e com o potencial que possuem juntos para sararem as feridas do passado ♥
Destaque para as cenas do Dalton com a bebê Sabrina! São as melhores!!!
O livrinho é pequeno então dá pra curtir esse romance em um único dia e terminar com a sensação que o amor está no ar *.*

site: Beijosqueconquistam.tumblr.com
Michele 20/02/2014minha estante
Ola, tudo bem?
Por favor, estou com uma grande duvida a respeito do livro que tenho, vc poderia me ajudar?

Consegui o e-book do livro mas queria ter certeza que tenho a obra completa. Poderia me confirmar se as ultimas frases do livro são essas?

Agora, foi ele quem se sentiu inquieto. Não por causa da mulher atravessando a sala
na sua direção, mas porque falar sobre seu trabalho ia contra todos os seus instintos. Tom
tentou controlar as batidas aceleradas de seu coração. Gabby tinha somente seis anos.
Como ela podia saber sobre sua carreira?
? Você deve ser a professora de Gabby? ? Tom perguntou o óbvio, precisando falar
alguma coisa.
E recebeu outro largo sorriso em resposta.
? Srta. Rose ? apresentou-se ela, encurtando a distância entre eles e tocando uma
mão em seu braço. ? Ou Caitlin, apenas não para a classe. ? A voz baixou para um
sussurro, como se ela estivesse lhe contando um segredo.


Obrigada pela ajuda XD




Aline Mendes 20/05/2013

Super fofo
Super fofo *-*
A capa é fabulosa! Tem coisa mais fofa que homem segurando bebê?
:)

comentários(0)comente



Rachel 20/05/2013

Com uma capa cute cute dessas tem como o livro ser ruim? A história é muito fofa!!!
comentários(0)comente



Cris Paiva 21/03/2013

Mais um livro lindinho de bebê fofinho! Cheguei a conclusão que esses são os melhores mesmo, nem sei porque ainda perco meu tempo com os outros...

Ellie é uma viuvá que tem uma bebezinha para cuidar e trabalha muito para um chefe neurótico, e quando ela fica sem babá, se vê obrigada a pedir ajuda para o seu vizinho, um escritor esquisitão que não gosta muito de crianças, e deixar sua filhinha com ele para ir trabalhar. Oh, que dó!!!

A historia foca bastante nos problemas da mocinha, e sua dificuldade em conciliar os deveres de mãe com o trabalho e a culpa que isso causa. Quem é mulher, com filho pequeno vai se identificar muito com ela, agora, fofo mesmo é o mocinho cuidando da bebezinha e fazendo de tudo para não se "envolver", tadinho dele... Kkkkkkk
comentários(0)comente



Monica 30/11/2012

Com uma capa cute cute dessas tem como o livro ser ruim? A história é muito fofa!!!

O Dalton é um escritor que está sofrendo de um bloqueio e a Ellie é viúva com um bebezinho que precisa trabalhar muito para conseguir sustentar a casa.

A vizinha deles dá um jeito deles se conhecerem e a Ellie praticamente obriga o Dalton a cuidar da filha dela. Ele então pede que ela o ajude com o livro, pois o que está faltando na história é uma dose de emoção.

Eles vão se se conhecendo, mas mesmo com toda atração entre eles, o Dalton evita se envolver com a Ellie e com a Sabrina (o bebê) porque ele tem um trauma do passado para resolver.

História deliciosa e que vale a pena!!!
Michele 20/02/2014minha estante
Ola Monica, tudo bem?
Por favor, estou com uma grande duvida a respeito do livro que tenho, vc poderia me ajudar?

Consegui o e-book do livro mas queria ter certeza que tenho a obra completa. Poderia me confirmar se as ultimas frases do livro são essas?

Agora, foi ele quem se sentiu inquieto. Não por causa da mulher atravessando a sala
na sua direção, mas porque falar sobre seu trabalho ia contra todos os seus instintos. Tom
tentou controlar as batidas aceleradas de seu coração. Gabby tinha somente seis anos.
Como ela podia saber sobre sua carreira?
? Você deve ser a professora de Gabby? ? Tom perguntou o óbvio, precisando falar
alguma coisa.
E recebeu outro largo sorriso em resposta.
? Srta. Rose ? apresentou-se ela, encurtando a distância entre eles e tocando uma
mão em seu braço. ? Ou Caitlin, apenas não para a classe. ? A voz baixou para um
sussurro, como se ela estivesse lhe contando um segredo.


Obrigada pela ajuda XD




8 encontrados | exibindo 1 a 8