A Sabedoria do Condado

A Sabedoria do Condado Noble Smith




Resenhas - A Sabedoria do Condado


59 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


C. Aguiar @coelhoobrancoo 20/12/2012

Começo dizendo que apesar da parceria com a editora eu sou parceira 2013, então não receberei o kit do livro para resenha (mas isso não quer dizer que eu não poderia comprar o livro), coisa que eu mesma fiz pela Amazon (sim eu comprei o e-book) e instalei no meu aplicativo kindle posso dizer que é bem melhor ler no tablet do que no computador.

Comecei na dúvida se compraria ou não (apesar do preço estar barato), pois sou muito fã do mundo criado pelo Tolkien, mas fiquei com medo de algo nesse livro me fazer desistir dele. Sei lá, foi meio medo do desconhecido, mas posso ter a felicidade de dizer que meu medo foi sem fundamentos, pois o livro é maravilhoso.

Quem aqui nunca assistiu ao filme O senhor dos anéis? Sim existem pessoas que nunca assistiram, porque o filme não faz o estilo, mas eu recomendo o filme e os livros da saga também. Na verdade eu recomendo todos os livros do Tolkien.

Para quem for ler esse livro posso dizer que será como estar deslumbrando a "sabedoria" do estimado Tolkien (que Deus o tenha) em uma visão atual e muito: meiga, carismática, simples e viciante que é a versão do meu querido e estimado Noble Smith.

O escritor tem uma visão muito interessante e bastante cativante dos personagens da Terra- Média, sem contar que A Sabedoria do Condado é voltada há um pequeno grupo (quando digo, eu digo literalmente em relação a altura) de criaturas carismáticas e que sabem aproveitar a vida. Eles são os Hobbit, e vivem em um lugar chamado Condado.

Dai o nome do livro: A sabedoria do Condado.

É um livro cheio de lições de vida, analises da vida atual com a vida dos pequenos Hobbits e posso dizer que eu fiquei encantada e pretendo ler de novo esse livro. E de novo, de novo e de novo. Quantas vezes forem necessárias para que eu me sinta satisfeita.

É um livro simples, eu não posso dizer muito sobre a capa ou as folhas, pois como eu disse eu li no e-book que comprei na Amazon, mas posso confirmar que o conteúdo do livro é incrível e me fez refletir muitas coisas sobre como eu ando levando a minha vida e de como eu deveria levar a mesma.

Esse é daqueles livros que até que não é apaixonado pelo mundo do Tolkien ou dos pequenos Hobbits acaba instataneamente cativado pelo mesmo.

E acima de tudo, você pode aprender a ser você mesmo.

Esse é o tipo de livro que te faz sentir parte de alguma "coisa", mesmo que essa "coisa" esteja apenas em páginas. É algo que precisa ser vivido e ensinado ao invés apenas lido e esquecido.

Depois da leitura magnifica sobre a sabedoria do condado, tem um pequeno teste aonde você descobre se é ou não um hobbit, adivinhem só? Eu sou um Hobbit.

Quando eu disse isso ao meu marido ele me deu os parabéns, parece bobo né? Mas ele sabe quanto eu sou fascinada pelos Hobbits e acho que talvez se você ler também queira ter orgulho de dizer que é um hobbit.

Isso não precisa ser algo que você grite a pleno pulmões..isso é aquele tipo de coisa que você se orgulha de ser pelo caráter que isso te faz ter.

Ah, mas Alice é só um livro.

Você já tirou lições de vida de leituras? Eu sempre tento tirar e essa leitura acima de tudo ensina: amor, amizade, caráter, carregar seus fardos, ser você mesmo, viver a vida incrivelmente do jeito que ela é. Isso tudo e mais um pouco é ser um Hobbit.

Eu sou um.

E você?

Gostaria de dizer que não achei nenhum erro no e-book.

Só para vocês saberem: A autor do livro fala de coisas em relação a vida dele também, dando exemplos em todos os capítulos do livro. Achei isso super legal. Se contar que posso dizer que ele é um amor de pessoa. Conversei com ele no twitter.

Estimo todo sucesso do mundo a ele e sua obra e espero que ele goste da resenha, pois como prometi vou mandar a ele.

Resenha do site: http://www.seguindoocoelhobrancoo.com.br/

VERSÃO EM INGLÊS COMO EU PROMETI AO NOBLE.

English version of the review as I promised you on twitter.
My dear noble, I'm here bringing the review of his book in English. I hope you enjoy and above all thank you for writing a book so wonderful.
I'm sorry if my English is not as good as it should be.
Start by saying that despite the partnership with the publisher I am partner in 2013, then I will not receive the kit to review the book (but that does not mean I could not buy the book), same thing I did by Amazon (yes I bought e-book) and installed it on my kindle app I can say that is much better than reading on tablet computer.
I started in doubt whether or not buy (despite the price being cheap) because I am a big fan of the world created by Tolkien, but I was afraid of something in this book make me give it up. I dunno, it was kind of afraid of the unknown, but I have the happiness to say that my fear was unfounded, because the book is wonderful.
Who here never watched the movie The Lord of the Rings? Yes there are people who never watched, because the movie does the style, but I recommend the movie and the books of the saga too. Actually I recommend all the books of Tolkien.
To whoever is reading this book I can say that will be dazzling as the "wisdom" of the estimated Tolkien (God rest his soul) on a very current view and: sweet, charismatic, which is simple and addictive version of my dear and esteemed Noble Smith.
The writer has a very interesting and very captivating characters of Middle-earth, not to mention that Wisdom's County is facing a small group (when I say, I say literally in relation to height) of charismatic creatures that know and enjoy life. They are the Hobbit, and live in a place called County.
Give the name of the book: Wisdom County.
It is a book full of life lessons, analysis of current life with the life of the little Hobbits and say I was blown away and I intend to read this book again. And again and again and again. Many times as necessary for me to feel satisfied.
It's a simple book, I can not say much about the cover or leaves, because like I said I read the e-book I bought on Amazon, but I can confirm that the content of the book is amazing and made me think about how many things I'm taking my life and how I should take it.
This is one of those books that even that is not passionate about the world of Hobbits Tolkien or small instataneamente just captivated by it.
And above all, you can learn to be yourself.
This is the kind of book that makes you feel part of some "thing", even if that "thing" is only on pages. It's something that needs to be lived and taught rather than just read and forgotten.
After reading about the magnificent wisdom of the county, has a little test where you find out whether or not a hobbit, guess what? I am a Hobbit.
When I told this to my husband he congratulated me, sounds silly right? But he knows how much I am fascinated by Hobbits and think maybe if you want to read too proud to say it is a hobbit.
This need not be something you yell at full lungs .. that's the kind of thing you are proud to be the character that makes you Tues
Ah, but Alice is just a book.
You already took life lessons from reading? I always try and take that reading teaches above all: love, friendship, character, carrying their burdens, be yourself, live life incredibly the way she is. All this and a bit more is to be a Hobbit.
I am one.
And you?
I would like to say that I found no error in the eBook.
Just so you know: The author of the book speaks of things about his life as well, giving examples in all chapters of the book. I thought that's pretty cool. If you tell that I can say that he is a person of love. I talked to him on twitter.
Cherish every success in the world to him and his work and I hope he likes the review because as I promised I'll send him.

Belle 28/12/2012minha estante
Cynthia, amei sua resenha e fiquei pensando que o meu maior medo era que essa obra acabasse um pouco com a magia descrita e sentida nas obras do Tolkien, mas pelo que pude perceber em suas palavras isso não aconteceu, o que me deixou muito contente. Já está na minha lista para 2013. Valeu!


C. Aguiar @coelhoobrancoo 28/12/2012minha estante
que bom que gostou cibele. o livro é realmente muito bom, me cativou demais, é tão simples e cativante que essa leitura não deveria passar despercebida.
é mega recomendada mesmo. espero que goste do livro assim como eu.


Danda 05/02/2013minha estante
Só pela resenha já me apaixonei então será o proximo livro da minha leitura.


C. Aguiar @coelhoobrancoo 05/02/2013minha estante
que bom danda, espero que goste da leitura :)


Lara 21/07/2014minha estante
Não estava muito confiante por lê-lo, mais ou menos pela mesma razão que você, mas depois de ler sua resenha, fiquei mais animada. Parabéns!


Anaiza 03/06/2020minha estante
Eu achei esse livro em uma daquelas livrarias de meio de shopping, digo que esse foi um maravilhoso achado literário, esse livro é MARAVILHOSO!




Fernanda 19/01/2013

Resenha: A Sabedoria do Condado
Resenha disponível aqui: http://segredosemlivros.blogspot.com.br/2013/01/resenha-sabedoria-do-condado-noble-smith.html

A Sabedoria do Condado explora todo o mundo que Tolkien criou e consegue ainda fazer uma analise critica de tudo que gira ao redor desse meio. O livro é incrível e o autor parece conhecer mais sobre os hobbits do que o próprio Tolkien. É um livro de autoajuda totalmente envolvente e cativante. Nesta obra aprendemos mais sobre a vida e rotina desses seres tão diferentes e ao mesmo tempo tão parecidos com a gente. Baseados neles, somos apresentados a várias maneiras e métodos para viver feliz e saudáveis no ambiente em que vivemos. Acredito que mesmo que você não tenha lido nenhum livro da série O Senhor dos Anéis, não será problema ler antes A Sabedoria do Condado, apesar de que o autor cita várias cenas dos livros e há muitos spoilers (ai depende de você querer ler antes ou depois de Senhor dos Anéis e O Hobbit). Acredito que o autor soube explicar com clareza toda a história, ajudando a quem não conhece nada sobre as obras de Tolkien.
Porém se você já leu, é uma ótima maneira para relembrar a história, os personagens, as cenas e os pontos principais, além de que estará conhecendo a fundo sobre os hobbits e os outros seres, claro.

“A SABEDORIA DO CONDADO NOS DIZ...

‘Seu verdadeiro lar está dentro do seu coração e continua com você onde quer que você vá; mas um lugar legal e aconchegante é um motivo para voltarmos para casa!”Pg. 24

Esse kit da Novo Conceito foi um dos que mais gostei até agora, pois recebi junto ao livro um lindo colar, que também pode ser broche, de Folha de Lórien. Realmente muito bonito. Olha a foto ai embaixo:

“Todos nós temos alguém que faz parte de nossas vidas e que não suportamos. Talvez seja um parente que nos leva à loucura, ou um chefe que parece querer sugar nossa alma, ou um professor. Pode ser até mesmo um cônjuge, ou um filho, ou um animal de estimação que nos leva ao desespero. Eles são mestres em irritação. Isso é ter seu Gollum particular.” Pg. 33

Por falar de personagens de um livro famoso e super conhecido, achei a leitura extremamente fácil e me senti envolvida pelo enredo. Vale destacar também que o livro é muito bem explicativo e sugestivo. Por exemplo, nos rodapés das páginas podemos encontrar notas adicionais que explicam determinadas palavras, frases, atitudes e afins. Ao final do capítulo também somos apresentados a lições; o que eu achei que seria como um resumo dos próprios capítulos. Mas principalmente, servem como conselhos, dicas e recomendações para seguirmos em nossa própria vida.

“Hobbits adoram caminhar. Eles andam de uma extremidade a outra do Condado para colher maças de uma árvore particularmente boa ou para beber uma excelente cerveja. É ótimo eles terem nascido com pés perfeitos para caminhadas – grandes, com solas semelhantes a couro e cobertos por pelos protetores – pois os heróicos Pequenos acabam andando milhares de quilômetros em suas várias viagens pela Terra-média.” Pg. 97

O livro é muito bem definido, e é notável o quanto o autor se empenhou e pesquisou a fundo sobre o assunto. No final, também há um teste para sabermos se somos mais parecidos com hobbits ou orcs (teste do Hobbit), que por sinal, achei muito interessante e inovador. Enfim, além de diversas dicas, você pode até aprender como fazer um jardim de hobbits. Ou quem sabe uma receita de sopa de cerveja? Pois é, o mais legal desse livro é que além de ser bem explicativo também é interativo ao ponto de fazer você querer saber cada vez mais sobre o tema.
comentários(0)comente



Leitora Viciada 07/01/2013

Eu esperava ansiosamente pelo lançamento deste livro, portanto foi o segundo livro lido por mim em 2013.
A capa é linda e uma excelente escolha: A porta aberta de uma Toca-Hobbit mostrando o Condado em uma figura bucólica e mágica. As letras do título são e relevo e a fonte é muito semelhante à de O Senhor dos Anéis.
E este livro, apesar de concentrar-se no Condado criado pelo autor J. R. R. Tolkien e seus moradores, apresenta vários itens de todas as obras relacionadas à Terra-Média, principalmente O Hobbit e O Senhor dos Anéis.
Apesar de ser um livro fino, ter uma leitura dinâmica, simples e rápida, A Sabedoria do Condado é uma leitura obrigatória para todos os fãs de Tolkien e sua mitologia relacionada aos pequenos e queridos Hobbits.
O interessante é que possui uma aura de autoajuda - gênero literário que eu costumo odiar, mas é classificado como ficção. Eu diria que é um guia sobre os Hobbits e seu estilo de vida, comparando seus hábitos aos nossos.

Adorei o livro, pois sou uma grande fã de O Senhor dos Anéis e apaixonada pelos Hobbits. A leitura leve é muito divertida! Aconselho o livro somente para os fãs, principalmente os que já leram os livros relacionados aos Hobbits, não apenas os admiradores das obras cinematográficas. Um leitor que nunca leu Tolkien ou assistiu aos filmes não encontrará sentido na leitura. O livro possui uma infinidade de spoilers, portanto, leia O Senhor dos Anéis e O Hobbit primeiramente e se você se admirar os Hobbits, então parta para A Sabedoria do Condado.

O livro possui uma excelente estrutura. As notas ao longo do livro relembram o mundo de Tolkien e complementam com detalhes de suas obras ou acrescentam ao texto mais curiosidades.
Começa com um Prefácio escrito pelo especialista "tolkienado" Peter S. Beagle; em seguida temos uma Introdução e logo depois, uma Introdução à edição brasileira (páginas especiais!); finalizando a preparação do leitor para o livro em si o autor escreveu Onde fica o Condado?.
Após a realização das apresentações seguem vinte capítulos, todos com um título e um pensamento final com uma conclusão sobre o tema e itens apresentados. Como extras existe ainda um teste muito engraçado sobre que tipo de Hobbit você é (sou "Super-Hobbit"!)e as instruções para cultivar seu próprio jardim Hobbit, mesmo com pouco espaço - tenha um pedacinho do Condado em um canteiro.
E se você acha que dica para um jardim Hobbit é pouco, pois nem todos têm espaço para isso, o livro traz outra opção para colocar a mão na massa: uma receita Hobbit que parece bem apetitosa!
Existem diversas dicas em como o Condado e o estilo de vida dos Hobbits podem influenciar nossas vidas, desde coisas simples e diretas como as citadas até pensamentos mais profundos que envolvem caráter e nossas ações no dia-a-dia.

Apesar das brincadeiras em como deixar a sua casa com um ambiente acolhedor como uma Toca-Hobbit, ensinar a você como ser uma pessoa parecida com um Hobbit, o livro traz mensagens profundas sobre como possuir o espírito Hobbit. E o que seria isso?
Os Hobbits são bondosos, corajosos, sabem levar uma vida feliz e simples; possuem ética e caráter, além de se importarem muito com a amizade e o amor.
Acredito que o autor não quer influenciar ninguém a mudar drasticamente de vida, principalmente quem vive em grandes metrópoles com uma vida agitada. A verdade é que ele utiliza metaforicamente a essência existente nos Hobbits para mostrar ao leitor o quanto se desperdiça tempo com futilidades. Nós não relaxamos, perdemos sentimentos positivos e deixamos a tranquilidade e a admiração pelas coisas simples da vida em segundo plano.

A melhor parte do livro são as observações e a recapitulação de tudo de positivo que Tolkien colocou nas suas histórias, ressaltando a paz, a amizade e o amor. Noble Smith relembra os fãs cenas e fatos ocorridos, utilizando isso como exemplos para que deixemos nossas vidas mais aconchegantes e divertidas. Muitas informações das obras estão presentes.
O autor traz inúmeras curiosidades da vida do Tolkien e como fatos reais influenciaram a criação da Terra-média e, claro, do Condado. As curiosidades vão além da vida pessoal dele e do processo criativo dos livros, mostra também muitas preciosidades sobre as versões para o cinema.

É um livro agradável e que consegue deixar o leitor mais leve, feliz, com vontade de mudar algumas coisas na vida, não necessariamente para se tornar um Hobbit, mas para tentar ser uma pessoa melhor.
Utilizando comparações com os Hobbits e em como eles possuem um coração enorme, o autor influencia o fã a modificar hábitos negativos na vida; a buscar por um local tranquilo para relaxar; a procurar comer menos alimentos industrializados; a ser mais sociável e receptivo; a observar a natureza; a dar mais valor à família e amigos; a manter a ética e o caráter no cotidiano; a fazer mais caminhadas ao ar livre; a enfrentar cada problema na vida como uma inesperada aventura...
São algumas das mensagens extraídas do estilo "Hobbit de ser" pelo autor e expostas no livro.

Se o sábio Gandalf possui uma enorme atração, curiosidade, respeito e admiração pela vida do Condado, com certeza simples mortais como nós podem aprender muito com esses pequenos.
Vários assuntos são abordados. Você vê o seu lar como um local realmente agradável? Os Hobbits mantêm suas tocas como verdadeiros paraísos, embora a simplicidade seja a característica principal.
A coragem de Bilbo, Frodo, Sam, Merry e Pippin e em como eles foram capazes de salvar o mundo, mesmo sendo criaturas tão simples e pacatas é a chave principal na saga da Guerra do Anel. Dentre tantos seres poderosos e raças diversas, são os Hobbits que modificam o andamento da história da Terra-média. Uma demonstração de que o poder está em nosso interior, na nossa força de vontade. Podemos ser pequenos e grandes como os Hobbits.

Um livro escrito por um dos maiores fãs do Tolkien para outros fãs. Noble Smith criou uma dinâmica prazerosa com sua narrativa sincera, expondo um pouco de fatos de sua vida para mostrar como podemos fazer comparações e modificações para melhor através de "hábitos Hobbits".
Sem a preocupação de ser um best-seller ou obra-prima, A Sabedoria do Condado agrada a todos os admirados dos Hobbits e toca o coração. Não apenas diverte e mostra a sabedoria dos Hobbits e de Tolkien, mas também traz felicidade aos fãs e um orgulho de ser um fã assumido!
Muitas dicas e trechos me marcaram. Um guia "preciosssso" para todo fã da saga do Anel e dos Hobbits ter na estante.
Não recomendo o livro para quem não é fã da Terra-média, seja a dos livros ou a do cinema.

Trechos:
"Eu mesmo sou um Hobbit (em tudo, exceto no tamanho)." - J. R. R. Tolkien em As Cartas de J. R. R. Tolkien.

"O fogo é muito aconchegante, a comida é boa. O que mais você poderia querer?" - Bilbo falando sobre Valfenda em O Retorno do Rei.

"Tolkien criou a Terra-média em sua mente, mas os Hobbits provieram do seu coração." - Introdução de A Sabedoria do Condado.

"O Termo Hobbit não precisa mais ser traduzido. Todos nós sabemos exatamente o que é uH hobbit e amamos as pessoas do Condado independentemente da língua que elas falam." - Introdução à edição brasileira de A Sabedoria do Condado.

"Tolkien sabia hebraico e estava, provavelmente, mais familiarizado com a versão judaica do mito do zumbi e da criatura chamada 'golem'. O Gollum de Tolkien era como um zumbi, um morto-vivo." - Seu Gollum particular em A Sabedoria do Condado.

"Tolkien baseou o Condado em uma versão idealizada de uma Inglaterra que existia antes da invasão normanda em 1066, quando a população local de anglo-saxões vivia sob uma espécie de monarquia democrática primitiva." - Violando as regras de Sharkey em A Sabedoria do Condado.

"...os hobbits estavam lutando por algo bem diferente de glória ou derramamento de sangue: eles estavam lutando por amor aos seus amigos." "Sobreviver a uma experiência difícil e crescer como pessoa é a verdadeira recompensa." - A coragem de um pequeno em A Sabedoria do Condado.

"O que está escrito na lápide é o seguinte: 'Edith Mary Tolkien - Lúthien - 1889-1971 - John Ronald Reuel Tolkien - Beren - 1892-1973" - Amor na Terceira Era em A Sabedoria do Condado.

"Aniversários são muito importantes para os hobbits e eles têm um jeito únicos de celebrá-los. Em vez de ganhar presentes, eles dão presentes." "Não seria uma mudança interessante fazer um aniversário hobbit?" - A árvore da festa em A Sabedoria do Condado.

"Se você foi o escolhido para uma desafiante tarefa, enfrente-a com coração, coragem e inteligência, e nunca perca de vista a sua compaixão." - O protocolo Istari em A Sabedoria do Condado.
Joshua 06/01/2013minha estante
Gente, eu preciso desse livro. Amo "O Hobbit" e sou fã de Tolkien :D Ótima resenha, sabe, você só me deixou mais empolgado com essa leitura especial!


Srta Black 06/01/2013minha estante
Eu quero ler


Micaela Ramos 06/01/2013minha estante
Quero muito ler. Empolgada e ansiosa! Resenha ótima. Parabéns!


Jairolenz 06/01/2013minha estante
Os hobbits fascinam e são os melhores personagens de JRR Tolkien. Essa resenha me deixou curioso sobre como é o livro, queria viver como um hobbit, pelo visto o livro ensina mesmo e de forma divertida.


Missbook 06/01/2013minha estante
Como mega fã do SA , posso dizer que esse livro está perfeito, não me canso de babar nesta saga, cada livro que leio a respeito é uma nova visão, como é bom saber que existem bons autores ainda !


Cris 06/01/2013minha estante
Adorei esse livro!!! Nossa, que demais! A história é perfeitinha, muito minha cara *0*
Eu quero ler com certeza!


Cris 06/01/2013minha estante
Adorei esse livro!!! Nossa, que demais! A história é perfeitinha, muito minha cara *0*
Eu quero ler com certeza!


Laria 06/01/2013minha estante
Essa capa é linda, quero muito ler! *-*


Fernanda @condutaliteraria 07/01/2013minha estante
Sou fã dos Hobbits e fiquei apaixonada por sua resenha. Não tem como não ler o livro.
Outro ponto que achei interessante é a parte de tirar lições de vida através do livro, muito bom.


Maristela 07/01/2013minha estante
Achei a resenha muito boa e despertou-me uma vontade enorme de ler o livro. Já marquei nos desejados.


Jess 09/01/2013minha estante
gostei, fiquei com muita vontade de ler


NESSA 09/01/2013minha estante
Sou fã dos Hobbits,realmente interessante sua resenha,fiquei mais curiosa para ler o livro. A capa está incrível.
Muito bom os trechos que você destacou.Livro para conhecer ainda mais o mundo Hobbit


Tarsila 10/01/2013minha estante
Me falaram muito bem desse livro, e como amei "O Hobbit" acho que vou gostar bastante :)


Marinna Bastos 12/01/2013minha estante
Eu só vi os filmes (senhor dos anéis e hobbit) não os livros. Portanto para mim seria uma leitura cheia de spoilers rs Se eu o tivesse iria guardar e pedir os outros emprestados para depois lê-lo ^^

Adorei a resenha!

bjs


Marinna Bastos 12/01/2013minha estante
Eu só vi os filmes (senhor dos anéis e hobbit) não os livros. Portanto para mim seria uma leitura cheia de spoilers rs Se eu o tivesse iria guardar e pedir os outros emprestados para depois lê-lo ^^

Adorei a resenha!

bjs


Sam Puckett 12/01/2013minha estante
Me interessei, participando *-*


Cláudio 16/01/2013minha estante
Após ler a resenha fiquei ainda mais interessado em ler este livro. Participando!!!


DomDom 18/01/2013minha estante
Infelizmente ainda não li nada do Tolkien, e nem vi os filmes (pois é, já pode me matar). Agora que estou com tempo, irei me jogar nessas histórias e me tornarei um "Tolkienado" também. Rsrsrs


Tati oliveira 19/01/2013minha estante
Como boa fã de Tolkien, estou louca pra ler esse livro. Sua resenha so me deu ainda mais vontade!!


Lucia Sindeaux 22/01/2013minha estante
Gostei muito da resenha, é uma boa pros fãs de tolkien como eu se aprofundar mais no universo do hobbit. Amei a resenha


Silvando 22/01/2013minha estante
lendo esta resenha sentir uma narrativa bem tranquila, e ainda sem sair do foco do que é o universo de Tolkien.
Parabens por mais uma otima obra eu como fã de J.R.R Tolkien adorei o que você descreveu neste post.
Obrigado


Ivna Barros 23/01/2013minha estante
quero muito ler esse livro


Thamara S. 25/01/2013minha estante
Gostei do livro, parece ser uma leitura bem leve
e a ideia de viver como um Hobbit, saber mais sobre
eles é bem legal.
Adorei os trechos...




Fê Rodrigues 09/12/2012

[Resenha] A Sabedoria do Condado, de Noble Smith
Você já se perguntou o quanto uma determinada leitura influenciou a sua vida? Você é daquele tipo de leitor que tem uma enorme necessidade de ler e reler o mesmo livro quando está feliz e quando está triste? Você é capaz de falar sobre determinada obra por horas, destacando as diferenças e semelhança do livro e da adaptação cinematográfica? Você é daquele tipo de fã que quer espalhar a narrativa de seu autor preferido pelo mundo, porque realmente acredita que ela é boa demais para não ser conhecida por todos?! Então, você compreende todos os motivos pelos quais Noble Smith escreveu A Sabedoria do Condado.

O livro é inspirado nos aprendizados que Smith teve ao ler as obras de J.R.R. Tolkien, principalmente em O Hobbit e na trilogia do Senhor dos Anéis; servindo, portanto, como um resumo destas lições que lhe marcaram a vida. Conforme diz o próprio subtítulo, A Sabedoria do Condado aborda Tudo sobre o estilo de vida dos hobbits para uma vida longa e feliz, o que pode levar muitas pessoas a pensarem que este é mais um daqueles livros de autoajuda que nos diz o que devemos ou não fazer. De fato, há muitos conselhos divididos ao longo dos 20 capítulos que compõem a obra; mas, em momento algum, ela se torna mandona e enfadonha. Pelo o contrário, A Sabedoria do Condado é mais uma conversa entre amantes da boa literatura.

Partindo de experiências pessoais, Noble Smith nos fala como sua vida foi influenciada pela genialidade de Tolkien e o quanto esta influencia foi importante para a sua formação. Nota-se, então, que além de leitor, Smith se aprofundou na obra elaborada por Tolkien, buscando entender, por exemplo, o porquê de cada termo, o significado de cada personagem para o próprio autor que a criou. Percebe-se ainda o carinho com o qual Noble Smith escreveu o seu livro – os brasileiros têm o privilégio de ter uma introdução escrita especialmente para nós! – e a sensibilidade como cada situação é apresentada aos leitores.

É claro que A Sabedoria do Condado apresenta inúmeros spoilers, uma vez que Noble Smith parte das passagens dos livros Tolkien para explicar como a sabedoria pode ser desenvolvida em nosso dia a dia. Entretanto, para quem nunca leu O Hobbit e/ou o Senhor dos Anéis – como é o meu caso, confesso! – isso serve apenas de incentivo para conhecer o mundo complexo em que as histórias se passam. Quem já leu Tolkien, por sua vez, ficará com uma louca vontade de reler tudo e tirar as suas próprias conclusões.

Como já fora mencionado, o livro é um diálogo entre Smith e os seus leitores. Isso, de fato, é um ponto muito bacana na obra: a simplicidade e a sinceridade ali explícitas tornam a leitura EXTREMAMENTE prazerosa! Definitivamente, A Sabedoria do Condado é daquele tipo de volume que você devora e, quando chega à última página, fica triste porque acabou [o autor disponibilizou um capítulo extra (em inglês), quem quiser conferir: http://news.mymiddleearth.com/2012/11/24/exclusive-bonus-chapter-from-wisdom-of-the-shire-part-1/.]. Não é à toa que o livro fora traduzido para sete línguas diferentes! Ele é ótimo para manter na cabeceira da cama e reler nos momentos diversos da vida!
Giordano 10/12/2012minha estante
Nunca li "A Sabedoria do Condado", mas essa resenha certamente me tirou vários preconceitos e me deixou com vontade de conhecer essa obra. Agora, você não ter lido nem O Hobbit nem o Senhor dos Anéis e ter escrito essa bela resenha é que me deixou curioso.


Fê Rodrigues 10/12/2012minha estante
Oi Giordano!
Fiquei feliz que você tenha gostado da resenha. Eu tinha um certo preconceito/medo das obras do Tolkien, por isso fiz a leitura de "A Sabedoria do Condado". Este foi o termômetro que tive pra saber se vou gostar ou não de ler O Senhor dos Anéis e O Hobbit.

Confesso que o Noble Smith me deixou morrendo de vontade de devorar todos os livros!

Um beijo,


Claudia 14/12/2012minha estante
Gostei bastante da sua resenha, gostaria apenas de fazer uma observação mesmo quanto ao vocabulário empregado, acho que foi meio que um erro de tradução, em alguns poucos momentos as frases perdem o sentido, mas isso não representa nada diante da emoção que o autor nos passa da sua visão do mundo de Tolkien. Prá mim como fã do mestre, ao ler este livro tive acesso a inúmeras informações e detalhes sobre o processo criativo do Senhor dos Anéis e do Hobbit que não tinha percebido anteriormente. Um excelente livro que estou recomendando a todos!


Fê Rodrigues 14/12/2012minha estante
Oi Claudia!
Realmente a edição saiu com alguns erros de tradução/gramática. Mas nada que atrapalhe o entendimento da obra.

Neste sentido, o autor é um pouco crítico - enquanto conversava com ele, ele me perguntou como algumas partes haviam sido traduzidas, uma vez que ele ainda não tem a versão brasileira. Creio que as próximas edições serão corrigidas. Pelo menos, assim espero! :)

Um beijo e obrigada por comentar!


Fernando 20/12/2012minha estante
Comprei hoje e estou ansioso por lê-lo... Li O Hobbit há 10 anos e estou precisando relê-lo.. Não li a trilogia, mas depois deste livro do Smith, vontade não me faltará, com certeza! Bela resenha!!! Falo o mesmo que o Giordano!! rs


Fê Rodrigues 22/12/2012minha estante
Oi Fernando!
Este livro nos deixa com a maior vontade do mundo de conhecer e aprofundar nossa visão sobre a obra do Tolkien. É muito bem feito, talvez, por ter sido escrito por um fã do autor!
Obrigada pelos elogios!
um beijo,




Ju 22/01/2013

A Sabedoria do Condado
Sempre fiquei em dúvida sobre o que gostaria de ser, um elfo ou um hobbit. Mas aí pensei melhor... os elfos falam uma língua maravilhosa, tocam músicas dignas do paraíso e moram em um lugar mais que lindo. Só que a disciplina me parece a coisa mais importante para eles. E eu nunca teria toda aquela elegância.

Ser um hobbit me parece mais divertido. Um hobbit pode ficar quietinho no seu canto o quanto quiser, dentro de sua toca confortável, lendo livros e comendo tudo o que tiver vontade! rs... Sair para visitar os amigos quando quiser participar de uma boa conversa, esperar Gandalf chegar com seus fogos de artifício (mesmo que leve muitos e muitos anos). Talvez eu tivesse apenas dois problemas: os cachimbos e a cerveja. Mas, pensando bem, se eu fosse um hobbit nascido no Condado, antes de aprender a falar já teria me acostumado com o cheiro (e com o gosto) dessas coisas que odeio!

Conclusão: gostaria de ser um hobbit, mas que tivesse um amigo elfo para visitar quando quisesse ver o lugar mais maravilhoso do mundo.

Agora vamos falar sobre o livro.

A Sabedoria do Condado é um livro para fãs. Você não vai aproveitá-lo completamente se não tiver lido O Hobbit, ou O Senhor dos Anéis ou, melhor ainda, os dois livros. Muitas coisas das histórias são citadas e é claro que, se você não leu, não vai conseguir entender do que o autor está falando. E, além de não entender, ainda vai se deparar com vários spoilers (vários mesmo, acreditem em mim).

Na verdade, acho que nem seriam spoilers. É mais um resumo de toda a história da Terra-média, em que constam os fatos principais, dividido por temas.

O autor é um grande fã de Tolkien. Ele divide sua vida conosco, e nos mostra como O Senhor dos Anéis foi importante para que ele superasse as dificuldades em alguns momentos, inclusive quando fez uma cirurgia reconstrutiva no rosto e perdeu a capacidade de falar por vários meses. A leitura era o que o mantinha são.

Eu só li os dois livros de Tolkien que citei acima (na verdade são quatro, mas até me esqueço porque meu O Senhor dos Anéis é volume único... hehe), e me virei bem. Tive informações de outros livros, mas de situações citadas nesses dois, que eu apenas não conhecia tão detalhadamente.

A Sabedoria do Condado é um livro encantador. Tudo sobre o estilo de vida dos Hobbits, com 20 capítulos que contam tudo o que sempre quisemos saber. E com direito a alguns bônus, rs, como uma receita de "Sopa de Cerveja e Cogumelos" e instruções para criar um pequeno jardim Hobbit. Como ter uma vida saudável e feliz? Fazendo coisas simples, como caminhar, dormir o suficiente, comer comida fresca e saudável.

E não conhecemos só os Hobbits. O livro fala também sobre os elfos, sobre os anões, sobre os homens e sobre os magos. Muito conhecimento reunido. Noble Smith compara o mundo dos Hobbits com o nosso e, bem... não faltam motivos pra fazer qualquer ser humano morrer de vergonha.

A partir de agora, vou colocar alguns quotes do livro e tentar demonstrar pra vocês porque os Hobbits são as criaturas mais adoráveis do planeta.

"Quando foi a última vez que você comeu uma fatia de pão caseiro com geleia caseira? Juro para você que é uma das coisas mais saborossassss (para usar a palavra favorita de Gollum) para comermos tanto na Terra-média quanto nesta Terra."

Sim, é mesmo. Eu também posso testemunhar. Infelizmente, faz bastante tempo que não repito essa experiência.

"Para os Hobbits, no entanto, uma estalagem não é apenas um lugar onde se vai para ficar bêbado. Uma estalagem é um lugar em que há uma lareira aconchegante, aonde se vai para contar uma história e para construir amizades. É um lugar em que ideias e preocupações sobre o mundo são compartilhadas."

Amo as lareiras dos Hobbits. Alguém consegue ter uma ideia de um lugar mais agradável que um sofá bem macio, com um cobertor, um livro na mão e uma lareira ao lado? Eu não. E sim, os Hobbits ficam bêbados. Mas com certeza não fazem isso para fugir de suas próprias vidas.

"Para os Hobbits, excesso de manteiga era uma das grandes e necessárias alegrias da vida."

Concordo plenamente. Não sei como as pessoas conseguem ser felizes substituindo a manteiga por margarina... rs...

"Imagine um mundo sem despertadores. É assim o mundo no Condado. As pessoas se levantam de acordo com o ritmo das suas vidas."

Que sonho! Que fique claro que as pessoas trabalham, só que não precisam viver sua vida em função de horários tão rígidos quanto nós.

"Eles acreditam no livre-arbítrio, mas há um forte acordo social e tradições de longa data impedindo as pessoas de pisarem nos pés peludos e descalços uns dos outros. Os Hobbits têm um profundo código moral que inclui até a maneira de tratar os animais."

É, eles comem carne, e eu sou vegetariana. Mas pelo menos não caçam por esporte.

"A população do Condado pratica a suficiência, um conceito que significa que "se você tem suficiente, não precisa levar mais"."

E olha que o suficiente para um hobbit quer dizer muita coisa: tudo o que ele precise para viver de forma feliz e confortável, e não para apenas sobreviver.

E, por fim, algo que nem sei como comentar:

"Os Hobbits, pelo menos os que nós amamos, não têm capacidade para a crueldade e nós também não deveríamos ter."

Enfim, meu conselho é: se você conhece pelo menos alguma coisa da obra de Tolkien, mergulhe com urgência nessa história. Se não conhece, leia Tolkien primeiro, e depois venha conhecer mais sobre os Pequenos. Você não vai se arrepender.

"Tudo o que temos a fazer é decidir o que fazer com o tempo que nos é dado."

Postada originalmente em: http://entrepalcoselivros.blogspot.com.br/2013/01/resenha-sabedoria-do-condado.html
NESSA 08/02/2013minha estante
Já li O Senhor dos Anéis e assisti os filmes.
A Sabedoria do Condado explora todo o mundo que Tolkien criou e consegue ainda fazer uma análise crítica de tudo que gira ao redor desse meio.
Uma das coisas mais interessantes sobre o livro foi a grata surpresa onde é um livro sobre ?O Hobbit?, mas também é um livro sobre nossos problemas,defeitos,costumes.
É a realidade do mundo Hobbit: pensamentos,atitudes,cotidiano,realidade...
Apresenta desde as encantadoras moradias nas rochas,até as práticas viver com a natureza.
Um livro encantador sobre o mundo encantado de ?O Hobbit?.


Leilane 14/02/2013minha estante
Sua resenha está uma delícia haha
Tb não seguiria o costume de fumar e beber, acho que seria uma hobbit "ovelha negra".
Quero muito ler o livro, mas vou segui seu conselho e li O Hobbit primeiro e já li faz tem po a triologia O Senhor dos Anéis.
Que lindo, o Noble Smith comentou sua resenha no blog! E ele ainda é vegetariano!
Seu blog está super frequentado por autores, primeiro a Bella Andre e agora o Noble Smith (sem contar os nacionais)!


Thamara S. 19/03/2013minha estante
Gostei desse livro, é ótimo pra conhecer melhor os hobbits, já a maioria já conhece os troll, magos, elfos etc...
Adoro os hobbits pois eles são bem sossegados e adoro as casas onde vivem ^^
É um bom livro pra aprender um novo estilo de vida!


Adriane Rod 29/03/2013minha estante
Eu estou louca para ler esse livros e a sua resenha me deixou com mais vontade ainda.
E eu tbm quero ser um hobbit, só pelo fato de poder ficar no meu canto lendo. ;)


Thaís 07/04/2013minha estante
Não li o Senhor dos aneis mas ja assisti o filme, é bom ver livros assim (eu particulamente adoroo) pela sua resenha acho que este livro da bem certo comigo, espero que emu pensamento esteja certo..


Baah 11/04/2013minha estante
acho que seria uma leitura interessante...achei sua resenha super misteriosa e gostei bastante


Dani 15/04/2013minha estante
AI QUE ENCANTO *--------*
Eu li e assisti O Senhor dos Anéis e O Hobbit, além de ter lido também O Silmarillion, e cheguei a conclusão que preciso desse livro *-*
Eu adoro de paixão as histórias do Tolkien, e acho mega bacana um livro baseado nelas xD




Capitu 10/04/2020

Seja como um Hobbit
"A Sabedoria do Condado" é um livro para quem busca simplicidade para a vida e você aprenderá isso com os maiores entendedores do assunto: Os Hobbits. Você vai dar um belo passeio pelo Condado e aprender com eles o quanto você pode ser feliz fazendo caminhadas ao final da tarde, ciar suas próprias canções como o Bilbo fazia cantarolando pelo caminho, começar o seu próprio jardim e como distribuir presentes para os convidados no seu aniversário pode ser uma experiência gratificante e curiosa. Nesses tempos moderno, perdemos a capacidade de nos contentarmos com as coisas simples da vida, qual foi a ultima vez que você sentou lá fora para ver as estrelas? Qual foi a ultima vez que você se permitiu fazer um caminhada ao ar livre? Ou mesmo sentar e apreciar o gosto da comida e sentir-se realmente agradecido pelo que tem em sua mesa?
Os Hobbits são pessoas simples, de um lugar simples e rodeado por natureza, sabem conviver e respeitá-la, cultivam boas amizades e jardins, apreciam boa comida e bebida. Seus corações podem ser tão nobres quanto a de um guerreiro de Rohan e quando surge um aventura, podem descobrir a coragem dentro de si mesmo para enfrentar qualquer situação, como já dizia Gandalf o Cinzento “O mundo não está em seus livros e mapas, está lá fora”.
comentários(0)comente



House of Chick 13/10/2013

Elen síla lúmenn' omentielvo ! (1)

A primeira coisa a ser dita nessa resenha é que eu sou fã incondicional de Tolkien, o admiro como pessoa e amo as obras dele como escritor. Dito isso, quando saiu o livro A Sabedoria do Condado, do autor Noble Smith, pela Novo Conceito, eu quis na hora lê-lo, mas com muito receio de que fosse um livro de autoajuda se aproveitando da onda de O Hobbit.

Fico feliz em dizer que não, o livro não é sobre autoajuda, e nem o autor é alguém que está se aproveitando da moda. O que ele se propõe então? Smith, baseando-se especialmente na trilogia O Senhor dos Anéis e no livro O Hobbit, trabalha com as características psicológicas dos personagens para propor um novo estilo de vida ou que sejam pequenas ações que visam uma vida melhor.

Esses comportamentos analisados são em sua maioria do povo pequeno, os Hobbits, que de fato são seres encantadores que exalam amor. Outros personagens também são trabalhados, como Gandalf, Aragorn, Faramir, Boromir e etc. Assim o dia a dia dos hobbits é explorado em detalhes com trechos das obras relacionadas para justificar o que é dito.

Temas como alimentação, sono e habitação; comportamentos diante das tentações da vida (quantos têm em suas vidas um precioso, ou alguém que aja como o Gollum?), amor, fardos da vida e muitos outros mais são colocados sob as perspectivas do povo da Terra Média que passou por uma guerra sem perspectivas de saírem vitoriosos.

O mais interessante para mim, que já li tanto O Senhor dos Anéis quanto O Hobbit, são os detalhes de bastidores que o autor aborda, sejam da vida pessoal de Tolkien, seja da produção do filme e seus atores. Eu adoro saber tudo a respeito de Arda e de todos que fizeram parte dela em algum momento.

É uma obra deliciosa escrita em primeira pessoa com relatos inclusive da vida pessoal de Smith, o que nos faz perceber que ele é fã de Tolkien há muitos anos, e leva uma vida bem 'tolkiniana'. A diagramação é simples e todo fim de capítulo conta com 'A sabedoria do condado nos diz...' que é uma frase que resume a ideia do capítulo.

No fim do livro existe um capítulo que ensina como fazer seu jardim hobbit (uma pena que eu não tenha espaço por aqui, eu simplesmente babo pela ideia de ter uma horta bem fofa!) e outro com o teste muito divertido para saber quanto hobbit você é, e digo com um sorriso satisfeito que sou uma super-hobbit, rs!

Talvez você esteja se perguntando se o livro pode ser lido por quem não leu os livros ou viu os filmes. Bem, se você não conhece nada da obra de Tolkien acho difícil que você compreenda ou ache graça do que é dito. Mas se você já viu pelo menos os filmes e gostou já vai ter bons momentos de leitura.

Agora se você é como eu fã de carteirinha, se joga, a leitura é muito proveitosa e organiza diversos setores da Terra Média de forma muito bem amarrada e pagã. Isso mesmo, eu não consigo colocar de outra forma, embora em nenhum momento seja falado de religião, a essência do paganismo é tão marcante que me faz suspirar. Tolkien mesmo dizia que os hobbits desenvolveram "uma amizade íntima com a Terra", ou seja, são parte do Condado tanto quanto o solo, as rochas, os rios e as árvores.

E como psicóloga posso dizer que é muito interessante as análises breves que o autor faz dos comportamentos dos personagens. Como por exemplo, Bilbo passou de um hobbit medroso para um pequeno com sede de aventura.

Tentando extrair o melhor do que Tolkien nos deixou em suas obras, para promover pessoas sensíveis, sinceras consigo mesmas, críticas e com sabedoria para fazer das coisas simples momentos de magia, A Sabedoria do Condado é tocante e mágica, como só Tolkien pode inspirar!

(1) É um ditado éfico que significa "Que a estrela brilhe na hora da nossa reunião !" que trabalha mais do que a frase diz, que dizer que espera-se que quem diz espera torna-se seu amigo e que esta amaizade dure. Não é encantador?

>> Comentários nessa resenha concorrem a prêmios!

site: Confira essa e outras resenhas no blog: www.houseofchick.com
Beth 13/10/2013minha estante
Não fazia fé nesse romance. Não pensei que fosse gostar tanto ao ler a resenha.Mais gostei e muito. Não conhecia e nem sabia desse ponto da história do Condado e fiquei curiosa pra saber mais. Preciso ler esse também.
[email protected]
?Chance Extra ? Estou participando da fan page da Editora Novo Conceito?.


Leila 14/10/2013minha estante
Ainda não li esse tipo de livro, mas quero ler. Está anotado na minha lista de leituras futuras.
@Leila_C_S
Leila


"Ana Paula" 14/10/2013minha estante
Não sabia que o livro era assim! Muito legal! Gostei da resenha mas não tenho intenção de ler, primeiro tenho que ler os livros, pois só assisti aos filmes, dos quais sou fã!

bjo^^


Fabrício Rufino 18/10/2013minha estante
Ainda nao li e nem assisti aos filmes, os que li e vi ficaram só no começo e ainda nao tive oportunidade de terminá-los, acho que nao gosto muito da terra media, mas adoro assuntos de elfos e outros tipos de seres fantasticos, talvez um dia terminerarei-os, pois parecem belas obras!

[email protected]

Participando da fan page da novo conceito e da house of chick no skoob


Cris 21/10/2013minha estante
Sou muito fã do Tolkien e fiquei feliz em saber que o livro não é só um aproveitamento da fama de " O Hobbit".
Beijos




Eduardo 27/01/2013

O Condado vive!
"Todos os caminhos levam á estrada e a sabedoria vai guiá-lo até lá, e de volta ao condado, um país que existe dentro dos nossos corações, uma verdade que é revelada ao mundo através de nossas ações honrosas."
Esta é a ultima frase deste grande livro. Para quem está interessado em ler posso dizer que é um ótimo livro; bem agradável e rápido de ler; uma leitura bem fluida. O autor ( Noble Smith )me conquistou com este livro, pois ele escreve sobre o condado e seu povo - e a terra-média também - de tal maneira que só um super fã de Tolkien pode fazer,e pela escrita dele, na qual ele sempre fala como se estivesse falando direta mente como o leitor numa conversa informal. Alem disso, ele faz criticas a nossa sociedade atual e fala de como o modo de vida dos hobbits poderia fazer bem se adotado pelas pessoas e pela sociedade, dando exemplos de sua própria vida para provar.é um ótimo livro pra se ler em horários vagos, ou antes de dormir. E recomendo, não só aos fãs de Tolkien,mas,como também a todas as pessoas,pois mesmo quem não se interessa por senhor dos anéis pode encontrar coisas interessantes aqui.
Mas, se você está interessado nas obras de Tolkien, mas ainda não leu nada . Recomendo que leia os livros de Tolkien primeiro, pois este livro é cheio de spoilers das histórias. XP
Meu único contra a este livro é o teste hobbit no final dele. Só eu que notei que este teste mais parece um teste para saber o quanto você é fã de SDA você é em vez de o quanto hobbit você é?=/
comentários(0)comente



Manza 20/12/2012

Leitura bacana
Este livro é um ótimo complemento para quem gosta dos livros de J. R. R. Tolkien. Comparando com filmes, este livro é como se fosse um making-off ou extras relacionados às histórias, além de ótimas lições de vida extraídas dos personagens.
comentários(0)comente



anacarolines_ 17/12/2012

A Sabedoria do Condado, de Noble Smith.
Existem livros que são muito despretensiosos, eles aparecem em nossas vidas sem mais nem menos, nos fazem devorar suas páginas em poucos dias e ainda tem a audácia de te deixar com gostinho maravilhoso de “quero mais”. Quem nunca leu um livro assim? Quem nunca ficou realmente surpreso com uma obra que apareceu por acaso em sua vida? Foi exatamente dessa forma que fiquei com a leitura de A Sabedoria do Condado, de Noble Smith. Um livro que surgiu sem pedir licença e que marcou como um dos melhores livros de “autoajuda” que já li esse ano.

Ao contrário do que muita gente pode pensar A Sabedoria do Condado não é um livro de ficção, é um livro de autoajuda para fãs, e não fãs também, das amadas criaturas criadas por Tolkien, os hobbits! A obra é uma análise profunda sobre o estilo de vida dos seres mágicos e de como esse mesmo estilo pode influenciar nas nossas vidas, e as influências não são poucas.

Valores como amizade, amor ao próximo, confiança em si mesmo e no próximo são bem colocados pelo autor, que utiliza de uma forma simples e direta para atingir o leitor em cheio. Por meio de exemplos de sua própria vida, Noble prova que a sabedoria dos hobbits pode muito bem ser transferida para o mundo real.

Nós temos muito que aprender com os hobbits, esse povo pequeno e de pé peludo tem hábitos e costumes que, se aplicarmos em nossas vidas, serão realmente válidos. É interessante que depois que fazemos uma releitura dos livros de Tolkien, aprendemos ainda mais sobre eles! Confesso que após A Sabedoria do Condado, deu uma vontade enorme de reler O Hobbit e de, finalmente, começar a saga O Senhor dos Anéis.

Noble Smith consegue passar para o leitor detalhes muito legais, que podem – e devem! – ser colocados em prática. Ele o faz por meio de simples exemplos contidos no estilo de vida dos pequeninos. Desta forma o livro é capaz de levar o leitor a algumas reflexões que podem ser diárias sobre diferentes aspectos de nossas vidas.

Uma coisa que é inegável no livro é o vasto conhecimento do autor a cerca tanto da obra de Tolkien como de diversos fatores históricos e culturais mundiais. Esta é a prova de que ele trabalhou bastante para presentear seus leitores com todas as palavras que compõe o livro.

A Sabedoria do Condado é surpreendentemente belo, desde a sua capa até a diagramação, e a Novo Conceito está de parabéns quanto a isso, não vi quase nenhum erro de revisão, o que faz do livro mais gostoso ainda.

Acredito que todos os fãs das obras de Tolkien devem ler esse livro e tê-lo, até mesmo, como um guia de leitura, para estudar um pouco mais sobre o mundo que J. R. R. Tolkien criou.

A Sabedoria do Condado diz: “Há muito de hobbit em cada um de nós”.

comentários(0)comente



21/05/2013

Antes que eu pegasse A Sabedoria do Condado para ler, me foi recomendado que eu lesse O Hobbit antes. Mas, achei que ter assistido à trilogia O Senhor dos Anéis há alguns anos e à adaptação cinematográfica deste último recentemente seria suficiente. E, de fato, ajudou um pouco, principalmente com alguns fatos citados, nomes de personagens, coisas de que me lembrava vagamente. Só que esse livro não é um manual para quem assistiu apenas aos filmes e curtiu, mas para verdadeiros adeptos de toda a obra de J. R. R. Tolkien. Não se engane, no entanto, que esse livro é apenas para os fãs de carteirinha porque qualquer leigo, como eu, consegue ter uma boa leitura e não ficar absolutamente sem entender uma nesga que seja, apesar de todas as citações aos personagens, situações e seres fantásticos que, talvez, você não se lembre completamente ou não saiba.
Uma das propostas do autor é mostrar aos seus leitores que os Hobbits não só são criaturas fascinantes como incorporar certos hábitos do seu cotidiano é plenamente aceitável, principalmente em uma rotina cada vez mais acelerada que somos obrigados a driblar todos os dias. Somos levados, através dos capítulos, em uma narrativa extremamente apaixonada, a todos os aspectos que possamos imaginar da vida de um Hobbit.
Dá para perceber, desde o começo, que o autor fez mais do que a lição de casa, ele mesmo é um grande fã da obra de Tolkien e podemos sentir esse carisma em todas as páginas, o que me empolgou bastante para continuar a ler e descobrir um pouco mais sobre esse novo mundo.
Os Hobbits sabem como aproveitar a vida e, apesar de seus hábitos relativamente pacatos, apreciam muito o trabalho manual, fumar um bom cachimbo, beber uma saborosa cerveja e não dispensam a oportunidade de viver uma grande aventura. Gostam muito de caminhar (vai ver é por isso que tem pés tão grandes!), ter a despensa sempre cheia e de uma boa e fofinha cama. Acho que algumas de suas preferências podem se refletir nos nossos próprios hábitos. Quem é que não gosta de relaxar, ter uma boa noite de sono? Existem horas em que, simplesmente, precisamos (e queremos) apertar a tecla pause de nossas vidas e dormir, sem qualquer preocupação. Eu, muitas vezes, só quero chegar em casa da faculdade, colocar a cabeça no travesseiro e dormir. Não tirar um cochilo, dormir mesmo, até meu corpo despertar sozinho e dizer que está com as baterias recarregadas.
Apesar de possuírem notavelmente mais tempo de vida do que qualquer humano comum, a mensagem que o autor procurou passar é que o tempo não importa, seja ele curto ou longo, basta saber aproveitá-lo. Concentre-se nas coisas simples da vida, cultive um jardim, dê presentes aos seus amigos no seu aniversário, como em uma digna comemoração Hobbit. Relaxe mais, pense menos. Apenas sente-se em um lugar confortável, leia um bom livro, saboreie a comida, jogue conversa fora. No mundo de hoje, estamos cada vez mais passando batido por pequenos atos como esse, como, por exemplo, substituir longas conversas com risadas por simples trocas de SMS. Estamos lendo documentos para o trabalho ou para a escola ou faculdade ao invés de se deliciar com um livro de cabeceira.
Volto a dizer: se você, como eu, só assistiu às adaptações cinematográficas das obras de J. R. R. Tolkien ou, então, for um fã de carteirinha de O Senhor dos Anéis e O Hobbit, pode tranquilamente aproveitar as dicas sobre como levar uma vida Hobbit, mesmo que sejam apenas alguns hábitos, ainda nessa vida corrida que levamos.
O único ponto negativo que encontrei na leitura foi o excesso de notas de rodapé. Ficou um pouco irritante desviar da leitura a todo momento para ler as notas, muitas vezes detalhes sobre as histórias, em outras, meras informações que eu achei irrelevantes. Fora isso, o layout e revisão da Novo Conceito estão muito bons, a capa tem detalhes texturizados, um charme!
Agora, se você nunca ouviu falar de nenhum dos livros, nunca viu nenhum dos filmes, cuidado. Você pode ficar extremamente perdido e acabar não aproveitando completamente o livro e o que ele tem a oferecer. Não vou dizer que entendi tudo perfeitamente, algumas relações que o autor fazia, certos cenários que ele citava ou até alguns personagens, eu realmente não tinha ideia do que ele estava falando. Mas levei em conta um dos principais preceitos da vida Hobbit: a busca por uma enorme aventura. Tomei coragem e devorei o livro em poucas horas e vivi uma aventura em um mundo absolutamente novo.
Eu indico a todos, mesmo que você não saiba de nada; arrisque-se. Comece por aí a apreciar o modo de vida Hobbit e saiba aproveitar os verdadeiros prazeres da vida. Sem complicação. Sem stress.


Leia o post original em: http://onlythestrong-survive.blogspot.com.br/2013/05/resenha-sabedoria-do-condado-noble-smith.html
comentários(0)comente



Biblioteca Álvaro Guerra 11/03/2020

Noble Smith busca mostrar que uma toca-hobbit é, na verdade, um estado de espírito, e como até as menores pessoas podem ter o valor de um Cavaleiro de Rohan. Ele explora assuntos considerados importantes para os hobbits, como cerveja, comida e amizade, mas também assuntos mais sérios, como coragem, vida em harmonia com a natureza e bem versus mal. Como prazeres simples como jardinagem, longas caminhadas e refeições deliciosas com amigos podem fazer qualquer um significativamente mais feliz? Por que o ato de dar presentes no seu aniversário em vez de recebê-los é uma ideia tão revolucionária? ´A Sabedoria do Condado´ busca apresentar a resposta para essas perguntas.

Empreste esse livro na biblioteca pública.

Livro disponível para empréstimo nas Bibliotecas Municipais de São Paulo. Basta reservar! De graça!

site: http://bibliotecacircula.prefeitura.sp.gov.br/pesquisa/isbn/9788581630618
comentários(0)comente



Lerissa K. 30/01/2015

A Sabedoria do Condado nos ensina...
A Sabedoria do Condado é uma preciosidade para qualquer fã de Tolkien. O autor interage com o leitor de uma forma dinâmica e fascinante, com linguagem simples e fatos sem dúvida muito interessantes.
Relacionando a encantadora vida dos hobbits com a vida de qualquer ser humano atual, Noble Smith traz um grande número de lições e reflexões que fazem com que o leitor reflita acerca da maneira como está vivendo sua própria vida. Arrisco dizer que esse livro é um tesouro, não apenas para os fãs de Tolkien, mas para qualquer pessoa que goste de desfrutar bons momentos em sua vida, especialmente se, como qualquer hobbit, esses momentos estiverem relacionados a uma boa leitura diante da lareira, ou a uma farta e divertida refeição com os amigos mais próximos, ou, enfim, qualquer coisa que envolva alegria e aconchego.
Analisando o contraste existente entre o lar de um hobbit e uma casa moderna, Smith levanta diversos questionamentos capazes de fazer com que qualquer indivíduo repense seus ideais: afinal, quando foi que nos tornamos tão incapazes que não sabemos fazer ou consertar até as coisas mais simples?
Noble Smith deixa, no decorrer da obra, diversas sugestões que qualquer pessoa pode pôr em prática no seu dia-a-dia, a fim de tornar sua vida mais simples, agradável, alegre, saudável e econômica.
comentários(0)comente



MILA 21/01/2013

É um livro principalmente para os fãs do Sr. Dos Anéis, faz diversas comparações com os personagens e seus estilos de vida, principalmente dos Hobbits, também nos faz pensar sobre nossa vida, afinal qual a qualidade de vida que você tem? Será que o que você anda fazendo está realmente te deixando feliz?


Temos música, natureza, receita, isso mesmo, receita.. hehe

Quando foi a ultima vez que você fez uma caminhada ao ar livre? Quando deu aquela cochilada gostosa? Neste livro aprendemos até o valor que uma boa noite de sono tem.


"Os Hobbits não têm um governo. Eles fazem reuniões chamadas de "debates públicos", em que as pessoas do Condado se reúnem para decidir questões importantes e, às vezes, eleger um líder nominal chamado de "thain". Há certas leis básicas chamadas de "regras", que vieram de tempos antigos quando eles eram governados por um rei,mas o último desses homens morreu mil anos antes, e os Hobbits não estão nem aí para esse Rei nunca mais voltar."


Talvez você se sinta um pouco perdido em ler o livro se você não tem conhecimento do livro ou filme do Sr. Dos Anéis, porque o autor cita alguns dos personagens no decorrer do livro, porém eu recomendo, pois é uma leitura muito agradável, afinal a filosofia de vida dos Hobbits são de dar inveja e temos sempre uma lição ou outra para aprender.


Pois não é só a Sabedoria do Condado, mais a Sabedoria da Vida também.


Beijos...
comentários(0)comente



59 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4