Garota Tempestade

Garota Tempestade Nicole Peeler




Resenhas - Garota Tempestade


61 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Paula Aono 06/10/2019

Uma mistureba de Crespuculo, 50 tons de cinza e mais umas duas ou três fanfics ruins!
Os moradores de Rockabill nunca foram muito amáveis com Jane True! Talvez pela sua aparência peculiar, ou pelo fato de sua mãe aparecer nua anos atrás e se casar com seu pai o solteiro mais cobiçado da cidedade e depois abandonar a familia misteriosamente enquanto Jane ainda era uma criança... Ou talvez os receios dos moradores a Jane deva-se ao fato de Jason, seu amor desde a infancia, ter morrido, por causa dela!

Fato é que Jane nunca se sentiu em casa, mas também nunca pensou em deixar a cidade! Precisava cuidar de seu pai que sofre de um problema cardíaco e Sabe que ele nunca se mudaria de lá, sendo assim, ela se sujeita a hostilidade da maioria dos moradores.

Tudo começa a mudar na vida de Jane, quando Ryu, um misterioso ( e gato) cara, aparece na cidade, dizendo a todos que é amigo de Jane da época da faculdade.
Ele promete contar a Jane coisas de seu passado e de sua vida que ela nunca entendeu, e apresenta a ela um mundo de criaturas sobrenaturais, com minotauros, homens cobra, homens lobo e vampiros (como o próprio Ryu).
Jane descobre que é uma híbrida, uma meio humana, e que sua mãe era na verdade um ser sobrenatural que tomava a forma de humana e foca! Determinada a desvendar os mistérios de sua existência, Jane entra em um mundo surreal, e passa a se sentir em casa!

Eu sempre gostei de histórias assim, com elementos e criaturas fantásticas porém, dessa vez, parece que corri uma maratona! Oooo livrinho cansativo, enfadonho. A impressão que me deu foi que a autora pegou vários elementos de crepúsculo, e só mudou algumas palavras, aí colocou uma pitada de cinqüenta tons de cinza (e pensar que esse livro ficava na minha estante na sessão infanto juvenil!), inclusive Jane tem até umas "deusas interiores" o que faz ela passar a maior parte do tempo falando com ela mesma, juntou una fanfics ruins e publicou esse livro! Ryu é extremamente chato, machista e mandão. Jane que no começo se mostrava tão preocupada com o pai e sua saúde, quando se envolve com Ryu simplesmente esquece o coroa, a ponto de passar um final de semana longe de casa e nem telefonar para saber como ele está!
Eu sei que é uma série com mais de cinco livros pra mim, o primeiro deu e encheu, tudo muito superficial, clichê demais (não que isso me incomode, mas dessa vez incomodou!), faltou história, sobrou sexo aleatório e esdrúxulo... Enfim, odiei!
comentários(0)comente



Jessica.Machado 27/08/2019

Garota tempestade
?Garota Tempestade - Livro 1.
?Nicole Peeler.

Mesmo tendo passado a vida inteira na pequena e conservadora cidade de Rockabill, Jane True, 26 anos, sempre soube que não se encaixava numa sociedade pretensamente normal. Durante um de seus clandestinos nados noturnos no mar congelante, desafiando um perigosíssimo redemoinho, uma descoberta terrível leva Jane a revelações surpreendentes sobre sua herança genética: ela é apenas meio-humana.

Agora, Jane precisa penetrar um mundo de mitos e lendas, povoado por criaturas sobrenaturais, aterrorizantes, belas e até mortais. Características que também descrevem perfeitamente Ryu, seu novo "amigo" - um vampiro poderoso, deslumbrante e hummm, aiii... muuuito SEXY.

Nesse mundo onde há um goblin advogado, um espírito de árvore maquiador, um súcubo dona de boutique, elfos diabólicos, homens inflamáveis, seres híbridos que se transformam em animais selvagens, nada é presumível. Mas, atenção, nunca, nunca mesmo, esfregue a lâmpada do gênio.

Agora, em Rockabill, alguém está matando meio-humanos como Jane. Uma pergunta não quer calar: os assassinatos são fruto de uma mente doentia ou há um plano macabro para exterminá-los?
comentários(0)comente



Deia 14/05/2019

Garota Tempestade, esse livro me apresentou um novo gênero literário que não conhecia, urban fantasy.
Bem... A história contém uma mitologia com uma gama de personagens sobrenaturais que você acaba se perdendo. O vampiro muiiiito sexy, que apresenta a sinopse beira a um "tarado machista " , mas a protagonista gostou, quem sou eu para reclamar.? Quanto ao enredo é bem bonzinho com intrigas, facções, gênios do mau e tals, mas como não é volume único, só o Deus dos livros sabe quando acabará.
comentários(0)comente



Dani 25/03/2018

[IDY] Garota Tempestade - O Estranho Mundo De Jane True # 01
Jane True passou por muita coisa. Ela mora em uma cidade pequena, Rockabill, tem vinte e seis anos, e é hostilizada por seu passado. Sua mãe causou muita confusão há muitos anos, antes de abandoná-la com seu pai, e ela também protagonizou algumas situações estranhas. Por causa disso tudo, ela não tem muita sorte no amor e sua vida social é igualmente sem graça. A amizade com Grizzie e Tracy, para quem trabalha em uma biblioteca, e nadar no mar durante tempestades são suas únicas alegrias.
Ela realmente ama o mar, ele lhe dá energia e poder como nada que ela já conhecera. Jane sabe que ninguém mais entenderia esse seu estranho hábito, então mantém em segredo de todos, mesmo seu pai e amigas.
Seu pesadelo começa a se repetir quando, durante um nado comum no mar durante uma tempestade, ela descobre o cadáver de um conhecido. Desde então, sua vida vira de cabeça para baixo totalmente, e ela descobre que nunca se conheceu realmente. Acontece que Jane é uma meio-humana, sua mãe que desaparecera há tantos anos era uma criatura marinha, por mais absurdo que isso seja, e que há muitos outros como ela por aí.
Comecei a ler Garota Tempestade uma vez através do panfleto de divulgação da editora, e os primeiros capítulos haviam me conquistado tanto! Assim que tive oportunidade, adquiri o livro e o escolhi como minha leitura de Fevereiro para o projeto #IDY.
Este livro é narrado em primeira pessoa, por Jane. Gosto muito desse tipo de narrativa e me vi envolvida rapidamente, pois o enredo é cheio de mistérios, envolvendo a morte do conhecido de Jane, além das descobertas que são feitas sobre a verdadeira origem da protagonista e o mundo destes seres. É realmente interessante descobrir cada vez mais sobre estas criaturas, que vão desde vampiros a seres marítimos, biformes, e alguns que são realmente lendas que conhecemos.
Jane é uma personagem muito divertida e esperta. E os diálogos que ela tem consigo mesma são realmente engraçados.
Há certo romance com a chegada de um vampiro, Ryu, que irá mexer com o coração de Jane, e isso rende muitas cenas picantes. Há outros personagens, mas poucos têm grande destaque.
Neste primeiro livro, há várias reviravoltas e cenas surpreendentes, quando o mistério sobre o assassinato vai sendo revelado. Infelizmente, esta aventura, pelo menos esta sobre o crime, não é concluída neste volume, o que me decepcionou um pouco. Além disso, não sei se fui eu, mas achei que faltou algo na estória, algo que instigasse mais.
Como comentei antes, nada foi concluído totalmente neste livro. O final deixa muitas brechas para a continuação, que quero muito ler e conferir as novas aventuras de Jane.

site: https://blueunendlichkeit.blogspot.com.br/2018/04/idy-garota-tempestade-o-estranho-mundo.html
comentários(0)comente



Sabrina Piano 11/03/2018

Me surpreendeu... porém ainda faltou algo.
Esse livro ficou parado na minha estante por muito tempo, e agora percebo que devia ter lido antes. Vamos pra minhas considerações em tópicos.
* Gostei muito do livro, um urban fantasy delicioso e a leitura é super envolvente. Porém se você não gosta de sobrenatural, acho que você pode não gostar, já que o que mais tem nesse livro são seres sobrenaturais, que eu que gosto do estilo nunca vi nem li na vida. Claro que os que aparecem, e novamente, são muitos, não nos deixa perdidos na história porque são explicados o que são e fazem, já que a nossa protagonista Jane, está ingressando nesse mundo das criaturas sobrenaturais no mesmo momento que nós.
* O livro se passa numa cidadezinha pequena, e a todo momento eu estava fazendo relações com True Blood, é muito parecido, não li os livros da Charlaine Harris, mas pelo que vi dá série de TV, acho que a Nicole se inspirou bastante pra escrever Garota Tempestade.
* A Jane é aquela garota estranha da cidade, com poucos amigos e descriminada e repudiada pela maioria da cidade, que depois de um acontecimento se ver rodeada por um mundo novo, que ela tem mais haver do que imaginava. Depois desse acontecimento, surge Ryu, o vampiro sexy, bonitão e que logo tem a Jane na palma da mão.
* Confesso que gostei do Ryu, e do envolvimento dele com a Jane, mas no final, o romance dos dois sobressaio a todo o resto da história e premissa do livro, acabou apagando um pouco a história. Uma coisa que me incomodou um pouco, foi o estilo de vampiro que a Nicole criou pra esse mundo sobrenatural, gosto de vampiros fodões, com toda aquela cosa de queimar no sol, beber sangue e tudo mais... porém o Ryu é bem diferente e perdeu um pouco o encanto pra mim.
* Esse livro é só o primeiro de uma série, e quase 5 anos depois do lançamento aqui no Brasil, a Editora Valentina pareceu se esquecer da continuação, uma pena porque é um livro delicioso de ler, e acho que os outros livros devem ser ótimos, e a autora deve ter desenvolvido bem mais os personagens, a Jane por exemplo, nesse livro, o qual ela é protagonista, ela ficou totalmente em segundo plano em vários momentos, quando eu achava que ela ia finalmente fazer alguma coisa importante... nada. Esse primeiro livro se resume basicamente em: 1. no mistério que eles tem que resolver, que na realidade não é lá grandes coisas, quando certo personagem apareceu pela primeira vez, eu já tinha descoberto, e 2. na Jane descobrindo sobre os seres e as derivados do novo mundo a que ela agora pertence.

Enfim, gostei bastante, li super rápido, a escrita da Nicole é incrível, com umas tiradas ótimas, mas acho que os outros livros devem ser melhores que esse primeiro, que como eu disse, é mais um livro de introdução ao que está por vim.
comentários(0)comente



Faces EM Livros 16/12/2017

Garota Tempestade/Faces
Jane true é a típica garota isolada, pária em uma cidade como Rockabill. Mesmo com a presença do seu pai, ela se sente sozinha por fora, pois não há uma presença materna naquele meio. Ela desapareceu quando Jane ainda era pequena e ninguém sabe ao certo se ela foi assassinada, fugiu ou foi levada por uma tempestade (teoria mais aceita por todos na cidade). A menina se culpa todos os dias por seu pai não a tratar tão bem quanto queria. Ela acredita que sua mãe desapareceu por sua culpa, mas isso não a impede de viver. Ela sabe que é mais forte do que pensa, e para isso tem o apoio de sua Tracy e Grizzie- donas da livraria em que ela trabalha; como também o apoio do seu pai, com o pequeno laço paternal que lhe resta.

Com todas as pertubações e anseios, Jane tenta pular essas barreiras no seu dia e fazer coisas que gosta e a que deixa feliz. Uma delas é nadar em uma pequena enseada secreta. Para ela, nada melhor que nadar em pleno inverno, pois dessa forma ela consegue esquecer os problemas.

Por outro lado, Jane True não tem sorte quando o assunto é lidar com as pessoas, ou melhor com os mortos! Sim, a garota tem uma sina em achar cadáveres nos lugares mais horripilantes. A última vitima foi encontrada morta em alto mar, as suspeitas indicam que foi afogamento, mas a garota sabe que ele foi assassinado e isso a constrangi. O medo em revelar esse segredo pode colocar a sua vida dela em risco.

Alguns eventos depois, Jane se depara em uma situação bizarra quando encontra seres sobrenaturais, que sempre estiveram as sombras de sua cidade. As verdades serão expostas de forma crua. Jane terá que fazer escolhas que podem mudar sua vida. Uma delas é descobrir mais sobre si mesma. Para isso ela terá uma ajudinha de Ryu, um investigador sexy, da comunidade sobrenatural, que também está averiguando essas mortes. Afinal, quem é esse temido assassino? Por que está matando inocentes? Será que jane encontrou um propósito para sua vida?


Garota tempestade é o livro para você ler e relaxar em uma tarde de Domingo. Nicole Peeler tem uma escrita sexy e sincera quando revela as ambições de suas personagens, principalmente da Jane.


“- O que farei com você? Me distraia, pensei, fazendo força para conter as lágrimas. Me reinvente. Me tire da minha própria cabeça; me resgate de minha própria vida...”



A protagonista nos leva a questionar certos valores sociais, e um deles é essa relação que temos com os nossos pais. Jane e o seu pai mantêm uma relação próspera, apesar de serem frios um com o outro. Não há um diálogo empolgante em que você sente uma proximidade entre eles. pelo contrário, o buraco pela falta que a mãe/esposa faz é notório. Há momentos em que Jane se culpa tanto pela morte da mãe, que sua vontade é morrer ali mesmo, mas ela sabe que algo muito maior espera por ela.


“Mas a família True era feita de aço e agi com a mesma bravura e determinação que havia demonstrado na noite anterior, quando virei o corpo de Peter. Desmaiei e caí dura no chão.”

Quando ela começa a descobrir e encontrar respostas para as suas perguntas, antes vazias, e fazer escolhas a partir delas, o sentido de sua vida retoma. Ela sabe que nadar contra a maré é muito mais empolgante do que se manter em águas tranquilas. E, por isso, ela vai atrás do assassino, ela busca saber mais sobre o desaparecimento de sua mãe com a ajuda de Ryu.

A Editora Valentina é tão caprichosa com suas edições, que é quase impossível não se apaixonar por essa capa e diagramação. Continuo a dizer que é uma das editoras que melhor cuida com relação a revisão ortográfica para que o leitor se sinta relaxado em ler sem reclamar de erros básicos da língua.

É uma fantasia que tira você do mundo real e te coloca em contato com os moradores de Rockabilly. Uma cidade pacata e cheia de mistérios. Em que seres sobrenaturais vivem em meio aos seres humanos. Por isso, Garota tempestade é uma leitura apropriada para os que curtem o gênero fantasia, e estão a procura de um livro com uma pegada dark que mescle a sensualidade da protagonista com seu lado mais sombrio.

“- Sexo incrível, roupas maravilhosas e X-tudo sempre que eu pedir... acho que consigo me acostumar com essa vida - brinquei, virando-me para o espelho, tentando equilibrar o vestido e ao mesmo tempo arrumar os cabelos num coque alto. De repente, Ryu estava bem atrás de mim, passando os braços por minha cintura, por baixo do vestido. Fungou em meu pescoço, respirando fundo - Esse é o plano, Jane.”

site: http://www.facesemlivros.com/2017/11/resenha-garota-tempestade.html
comentários(0)comente



Queria Estar Lendo 23/11/2017

Resenha: Garota Tempestade
Recebemos Garota Tempestade, o primeiro livro da série Jane True, em parceria com a editora Valentina e o que tivemos foi uma surpresa com a história que, mesmo se mantendo fiel ao gênero de Fantasia Urbana, traz um ritmo diferente e refrescante.

Jane True é uma pária na pequena cidade de Rockabill, no litoral do Maine. Filha de uma mulher que chegou e desapareceu durante uma violenta tempestade, que nunca realmente se encaixou na comunidade, e com uma terrível culpa corroendo-a por uma tragédia no passado que ninguém na cidade a deixa esquecer, ela vive um dia por vez, contando apenas com a companhia constante do pai e a amizade sincera de Tracy e Grizzie, as donas da livraria onde trabalha.

Mesmo isolada, Jane ainda encontra pequenos prazeres na vida, como nada em sua pequena enseada secreta. Que ela faça isso mesmo no inverno e que goste ainda mais de nadar no mar durante tempestades, é apenas um detalhe. O problema mesmo é a insistência em ser ela a encontrar cadáveres no Sow, o quinto redemoinho mais poderoso do mundo, e que se encontra bem próximo a enseada de Jane.

"Cadáveres deveriam ser como raios e nunca atingir a mesma pessoa duas vezes."

Embora ainda se culpe pelo primeiro corpo que encontrou lá, Jane sabe que não tem culpa por essa segunda morte, especialmente porque ele não morreu afogado e sim assassinado, com uma pancada na cabeça. Em uma rápida sucessão de eventos, Jane rapidamente se encontra no centro de um círculo muito próximo de criaturas sobrenaturais que habitam a cidade. E todas as coisas que ela sempre achou serem apenas peculiaridades finalmente fazem sentido quando ela descobre sua verdadeira natureza: como uma híbrida, Jane também faz parte daquela comunidade sobrenatural, e por ter sido ela a encontrar o corpo de outro híbrido, é a principal fonte de informação para Ryu, o investigador bonitão que a comunidade sobrenatural envia a Rockabilly para investigar a morte.

Desvendando o seu passado e caçando um assassino perigoso, Jane mergulha de cabeça no mundo que nem sabia existir. E o fato de que o interesse de Ryu por ela vai além do profissional só faz com que a experiência seja ainda mais alucinante.

Quando recebemos Garota Tempestade eu fiquei bastante empolgada, já que estou há muito tempo sem ler fantasia urbana do tipo - e estou morrendo de saudades! Com uma narrativa fluída e protagonista divertida, Nicole Peeler nos dá um universo repleto de criaturas mágicas que não são exatamente a imagem de suas representações cinematográficas, com aventuras mirabolantes e mistérios que abalariam o mundo se viessem a tona.

Jane True é uma protagonista bacana de se seguir. Embora seja uma pária na sua cidade e não costume confrontar seus tormentadores, ela ainda consegue ser divertida e ter uma mente agitada, ela é corajosa e curiosa, e bastante competente - por vezes fazendo o trabalho de Ryu por ele. Suas amigas na Morrer de Ler, a livraria onde trabalha, são excêntricas o suficiente em Rockabilly para formarem um trio em sintonia com Jane e toda a atmosfera de cidade pequena foi muito bem transposta no livro.

"Mas a família True era feita de aço e agi com a mesma bravura e determinação que havia demonstrado na noite anterior, quando virei o corpo de Peter. Desmaiei e caí dura no chão."

A parte sobrenatural ainda é um pouco confusa. Por ser um mundo tão vasto, com tantas criaturas diferentes, recebemos bastante informação em um curto período de tempo - mas vale lembrar que a série tem 6 livros e, por tanto, tem muita coisa a ser explorada ainda. Gostei principalmente do fato de que não encontramos um triangulo amoroso propriamente dito nesse primeiro livro, mas temos os contornos clássicos de fantasia urbana para formar um, com pequenas alterações que o deixam mais interessante do que os demais.

Gostei muito da história, que envolve mistério, fantasia e erotismo, tudo em uma medida bem dosada, e que termina com um fechamento significativo - ou seja, se você não quiser continuar a história, Nicole Peeler não deixam grandes pontas soltas, só o suficiente para dar uma guinada para os próximos livros. A história principal se encerra muito bem. No entanto fica aqui a minha reclamação de que o meu ship não zarpou nesse livro! Vou precisar ler mais alguns para chegar lá...

O meu único problema com o livro foi o Ryu, que me fez rolar os olhos várias vezes e querer só estapear ele. E eu acho que isso é mais uma questão de gosto pessoal do que problema na construção do personagem? Eu não vi nenhum problemática real em cima dele, fora o fato de que não gostei dele.

Ryu, para mim, é a epítome da arrogância. Odeio a forma super confiante dele, como se fosse salvar o mundo, e a forma como Anyan o descreve, como obsessivamente ambicioso na sua carreira, só me fez desgostar ainda mais. Embora a Jane esteja constantemente citando os motivos porque gosta dele, eu não consigo deixar de ver que o relacionamento deles está única e exclusivamente baseado no fato de que ele foi o único cara que quis ela em oito anos.

Com a cidade toda contra ela, Jane não tem muito encontros. Não é como se muitas pessoas se mudassem para lá, ainda mais homens jovens e solteiros, mas quando o fazem, logo são avisados para se manterem longe dela. Por tanto, quanto Ryu aparece, tão bonito e charmoso, interessado em Jane, ela logo se entrega. Ele quer ela e ela realmente quer companhia depois de tanto ser privada, então não consigo ver esse relacionamento de uma forma positiva. Para mim foi muito por conveniência.

E isso, claro, tem tudo a ver com o fato de que eu achei o Ryu insuportável, com piadinhas que constantemente tentavam fazer ele parecer O cara e, embora Jane levasse tudo muito na esportiva e até mesmo cortasse o barato dele vez ou outra, eu ainda quero que ele desapareça da história. Jane está pronta para ser sua própria heroína, não precisa de você. Cai fora.

No mais, Garota Tempestade é uma boa leitura, divertida e de leitura rápida, que entretêm e entrega o que promete: um romance engraçadinho, atrevido e sobrenatural.

site: http://www.queriaestarlendo.com.br/2017/11/resenha-garota-tempestade.html
comentários(0)comente



Ana Paula Sesterheim 08/11/2017

Não deixem a capa enganar vocês, não é um livro para crianças.
Jane True é uma jovem solitária de 26 anos, que vive na cidade de Rockabill e trabalha em uma livraria chamada Morrer de Ler, além de cuidar do pai já um pouco debilitado. Além disso, é assombrada pelo próprio passado e o da mãe, que apareceu e sumiu em circunstâncias misteriosas, sendo assim, possui apenas Grizzie e Tracy como amigas, que são suas colegas de trabalho.

Uma de suas paixões é o mar, pois é um lugar que faz com que se sinta feliz, segura e esqueça dos comentários maldosos das pessoas da cidade. Numa noite, após nadar, ela vê um corpo boiando e o resgata, mas nem imaginava o quanto seu mundo mudaria após isso. Ela descobre que é uma hibrída e que sua paixão pelo mar se deve ao fato de sua mãe ser metade foca

Além de impactar os habitantes da pacata cidade, o assassinato assusta também (e ainda mais) uma comunidade de seres mágicos: trolls, gnomos, vampiros, goblins, selkies, nuhuals e muitos outros seres incríveis. Para investigar o caso Ryu é contratado, um vampiro sexy, que terá que resolver não apenas este caso, mas como os assassinatos de híbridos que estão acontecendo em grande escala. Quem está cometendo esses crimes e qual o motivo por trás disso?

Primeiramente, gostaria de falar sobre a capa do livro. Ela passa a ideia de que é uma obra voltada para o público infanto juvenil, mas não se enganem, o livro não é para crianças, o que me pegou de surpresa. Há muitas cenas hot, além das cenas brutais de morte, mas a autora conseguiu equilibrar tudo e ainda introduzir um ar cômico na história, tornando a obra incrivelmente cativante.

Jane é uma pessoa que apesar de ter sofrido muito, ainda consegue rir de seus problemas e não ser uma pessoa amargurada, que é o que eu esperaria da personagem. Achei linda a conexão que ela tem com o pai, mas ao mesmo tempo triste, pois ela acha que é sua culpa a doença do pai.

Ryu é um personagem que eu ainda não consegui desvendar totalmente. Claro, é engraçado, sexy e tem uma relação ótima com a protagonista, mas em alguns momentos da leitura, eu não pude entender o motivo de Anyan (um ser biforme, que se transforma em cachorro e humano) ficar tão tenso perto dele. Entendemos que os dois tem uma rixa, mas não sabemos o motivo. Como é uma série, talvez seja relevado no próximo livro.

Anyan é maravilhoso e um ótimo amigo, sempre tentando proteger Jane (desde muito antes de se conhecerem). Acredito que ele será um personagem fundamental nos próximos livros e acho que também teremos um triângulo amoroso (adoro), então estou bem curiosa para saber o que vai acontecer.

Também gostei muito da escrita, que não é cansativa e a tradução parece ser bem fiel ao livro original (que conta com vários palavrões, haha). Devo parabenizar o trabalho da Editora Valentina em relação à isso, pois é difícil encontrar traduções tão boas, e imagino que tenha sido um trabalho complexo devido ao mundo criado pela autora. Acho que podemos esperar grandes coisas dessa série.

Enfim, é uma obra que irá agradar aos amantes de fantasia, pois possui todos os elementos para uma boa saga.

site: http://www.cantinhogeek.com/2017/11/resenha-nicole-peeler-garota-tempestade.html
comentários(0)comente



Jéssica 09/05/2017

Garota Tempestade - Nicole Peeler
Jane vivi na pequena e conservadora cidade de Rockabill, trabalha na unica livraria da cidade, a Morrer de Ler, mora com seu pai e sua mãe os abandonou quando ela ainda era pequena, simplesmente em um dia sumiu do mesmo jeito que apareceu na cidade, de forma misteriosa. Um acontecimento no passado de Jane faz ela ser "perseguida" por alguns moradores da sua cidade, a forma estranha que seu namorado morreu, principalmente por Linda e Stuart, mas mesmo assim ela tem em suas chefes duas boas amigas e alguns outros poucos aliados na sua cidade.

"É impressionante como ser a ovelha negra nos dá uma grande quantidade de tempo livre."

Mas algo estranho acontece em uma das noites que ela saiu para nadar no mar, ela encontra um cadáver e a partir dai se envolve em uma investigação de seres sobrenaturais ao qual ela descobre que sua mãe pertencia fazendo assim dela uma meia-humana. E nessa investigação ela conhece Ryu um sexy vampiro que vai ser seu guia nas suas descobertas desse novo mundo, além é claro de entrar seu coração.

"Para ser honesta, era mais do que isso: eu precisava nadar. Era tanto um vício quanto um desejo."

A protagonista sofreu bastante em seu passado com seu amor perdido e por isso esta sempre na sua contante autoflagelação por se sentir culpada e Ryu, um vampiro que além de sexy é muito autoconfiante, vai ajuda-la a perceber que a vida pode dar muito mais para ela do que ela vem tendo e que a culpa no final não a pertence.

"Só porque você está ficando paranoica, não quer dizer que não estejam lá fora doidos para te pegar, lembrei-me, assim que fechei e tranquei a porta."

Ao pegar Garota Tempestade para ler sem nem mesmo ver a sinopse eu esperava um livro mais focado na fantasia, nos seres sobrenaturais e nesse novo mundo que a protagonista esta descobrindo, mas na verdade quase 50% do livro se não mais do que isso são cenas de Jane e Ryu se pegando, não que eles não tenham química e algumas cenas fofas, porém a autora poderia ter usado melhor seu espaço para trabalhar os diversos seres sobrenaturais na trama.

Mesmo com esse ponto a narrativa da autora é fluida e a leitura rápida, ela consegue narrar bem os diversos cenários do enredo e também os seres que encontramos, inclusive as cenas de ação que temos nas ultimas páginas do livro, fazendo a leitura valer a pena e ser divertida. Porém temos outro ponto negativo, mas esse não é do livro em si, mas sim da parte da editora, Garota Tempestade foi lançado em 2013 e hoje depois de quase 4 anos não temos a continuação dele publicado pela editora e nem uma estimativa se algum dia a teremos.

Enfim, se você busca uma leitura com seres sobrenaturais, alguns cenas de ação, e uma narrativa fluida essa pode ser uma dica boa para você.

site: http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/2017/03/resenha-garota-tempestade-nicole-peeler.html
comentários(0)comente



Manoela Pontual 08/04/2016

Uma fantasia sensual, cheia de mistérios e bastante divertida!
A primeira vez que vi a capa desse livro acreditei ser voltado para o público infanto juvenil e por isso não liguei muito para ele. Ao ver várias pessoas comentando que a capa era uma enganação e que o livro tinha um conteúdo um pouco mais adulto, passei a me interessar, ainda mais por ser uma fantasia, gênero que muito me agrada .
Gostei bastante do livro, não me apaixonei, mas me diverti muto. Jane True, a protagonista da história, é uma personagem um tanto diferente, como todos os outros personagens do livro. Nunca tinha lido uma fantasia com tantos seres sobrenaturais juntos e muitos deles um tanto peculiares. O livro tem de tudo, vampiro, elfo, goblin, cachorro falante, gênio, seres biformes que se transformam em animais, uma pedra, entre outros seres bem estranhos. Confesso que no início foi bastante coisa para processar com tantos nomes diferentes e seres que nunca tinha ouvido falar em livro algum. Mas a história vai se desenvolvendo cheia de mistérios, fantasia, ação, romance e comédia. Tem realmente de tudo. O lado irreverente de Jane True torna várias passagens bastante engraçadas e divertidas e seu romance com um vampiro gostosão dá um ar sensual ao livro e os dois protagonizam várias cenas hot. O final vai ficando mais tenso e cheio de ação, o que faz com que você queira logo a continuação.
É um bom livro e recomendo, uma leitura agradável e divertida.
comentários(0)comente



Leilane 26/12/2014

Não se enganem pela desenho na capa, é um livro com conteúdo adulto
Jane True é uma garota que nunca se encaixou na cidade de Rockabill. Sua mãe apareceu misteriosamente em meio a uma tempestade e desapareceu da mesma maneira, mas essa não foi à única situação traumática na vida de Jane, ela também perdeu alguém que amava muito há alguns anos; por tudo isso, ela virou praticamente uma pária da cidade e tem apenas alguns amigos e seu pai em quem confiar. O único lugar que se sente segura e feliz é dentro do mar.
Depois que assassinatos, aparentemente não conectados, acontecem, Jane acaba descobrindo que é uma meia-humana, filha de uma selkie – uma criatura que pode se transformar de foca para uma humana. Ela acaba conhecendo mais uma série de criaturas que a maioria associa a mitos e lendas sobrenaturais e, entre eles, Ryu, um vampiro muito sexy que veio investigar esses assassinatos.
Acho importantíssimo deixar algo claro antes de qualquer coisa: este não é um livro infantil; é um livro ADULTO. Então, não se deixem enganar, a capa leva ao erro, pois tem um desenho fofo, com traços delicados, mas, se você analisar com atenção, a garota está nua e isso por si só já dá uma dica que o livro não é para crianças. A personagem principal tem 26 anos e é muito atraente, principalmente para os sobrenaturais – o que chega a ser um pouco cômico, pois a personagem não está acostumada com esse tipo de atenção –, por isso a Nicole Peeler não economizou nem um pouco nas cenas eróticas; não é o foco do livro, mas tem bastante.
O gênero do livro é o Urban Fantasy, que é um subgênero da fantasia ambientado num contexto urbano, nele há uma coexistência entre humanos e sobrenaturais. Este livro também é ambientado num contexto contemporâneo, mas isso não é regra do gênero, apenas uma tendência da maioria dos autores.
Eu amei ler este livro, pois vejo poucos autores que apostam em personagens principais nessa faixa etária no gênero sobrenatural – o que abre espaço para mais descrições e menos metáforas. Esse tom mais adulto fez com que eu me identificasse com a história, gostei de ler sobre uma personagem com a minha mesma idade (aconteceu o mesmo quando li Alma?). O fato de ela trabalhar numa livraria também só fez com que eu me identificasse mais ainda com a personagem, pois, que amante de livros não quer trabalhar cercado deles?
A Nicole Peeler trabalha muito bem os vários mitos e lendas abordados no livro, eu já havia lido alguns contos e uma série em que uma selkie apareceu, por isso acho um máximo que este livro coloca em destaque essa criatura mitológica que tem origem nos folclores de uma parte da Europa ocidental. Também adorei poder descobrir esse mundo sobrenatural com a Jane, às vezes, é um pouco chocante e outras fascinante, por isso eu repito o que está na sinopse: “nunca, nunca mesmo, esfregue a lâmpada do gênio”.
E quem diria que um vampiro voltaria a ser sexy depois de quase ser esgotado pela literatura? Eu amei o Ryu, ele é irresistível – a Jane que o diga –, mas fiquei com a impressão que a autora não quer que nos apeguemos a ele, por isso tentei proteger meu coração de leitora, afinal a série, O Estranho Mundo de Jane True, é composta por seis livros, então tem muita coisa para acontecer ainda, muitos personagens espreitando por aí, por isso vou aguardar ansiosamente as continuações. Felizmente, a Valentina anunciou que o próximo livro será publicado no primeiro semestre de 2014.
Recomendo o livro para quem está querendo uma história inesperada, cheia de criaturas incríveis e inusitadas, e um tom mais adulto, sem o erotismo ser o foco principal da história.

site: http://lerimaginar.com.br/blog/2013/09/17/garota-tempestade-de-nicole-peeler/
comentários(0)comente



Carolina DC 21/09/2014

"Garota Tempestade" surpreendeu de maneira muito positiva. Ao olhar para a capa, imaginei um livro mais voltado para o público juvenil e não poderia estar mais enganada.
A protagonista é Jane True, uma garota de 26 anos que vive em uma cidadezinha pesqueira muito pequena, onde graças a história do relacionamento de seus pais, é vista como esquisita. Como se não bastasse isso, um acidente envolvendo seu ex-namorado Jason e muitas fofocas, a tornam a pária de Rockabill.
Acontece que um crime hediondo ocorre na cidade e Jane é quem encontra o corpo. Curiosa e desconfiada, ela vai acabar descobrindo que as criaturas fantásticas como vampiros, goblins e tantos outros seres são reais.
Além de se tratar de uma série sobrenatural, a autora Nicole Peeler criou um cenário pitoresco, que ganha vida e se torna um personagem. Por exemplo, Jane trabalha na livraria/café "Morrer de rir". A proprietária é Tracy Gregory e sua namorada Grizelda é uma atriz de filmes adultos aposentadas. Essas duas personagens são um dos poucos amigos que Jane tem na cidade, mas valem por mil. Grizelda é expansiva, hilária e fala tudo o que pensa. O bar local se chama "Pocilga" e é administrado pelo casal Marcus e Sarah, que também são amigos de Jane.
E é claro que Jane precisa de um pretendente: Ryu, um sobrenatural escandalosamente sexy e sensual, que conduz várias cenas calientes no livro. Sim, isso mesmo! O livro tem cenas hots, palavrões, humor ácido, personagens divertidos e muito mais.
Alguns leitores podem encontrar semelhanças com a Sookie Stackhouse (a própria sinopse sugere isso). Concordo que o enredo é semelhante, uma jovem em meio a seres sobrenaturais que não sabe sobre sua própria origem, mas Jane é mais bem resolvida, engraçada e tem uma personalidade mordaz.
É o tipo de livro que conquista o leitor e o torna fã absoluto da série.

"- Na verdade, gosto de você porque toca minha periquita como Jimmy Hendrix tocava guitarra. - Ri com lascívia ao ver a expressão chocada com que me olhou..." (p. 195)


site: http://www.viajenaleitura.com.br/
comentários(0)comente



Almi 28/07/2014

Livro indicado para quem quer ter muitas risadas
Com uma linguagem, desbocada, imoral e sem papas na língua, Garota Tempestade acabou me conquistando.
E por causa dessa linguagem, passei muita vergonha no ônibus ao ficar rindo sozinha. Se preparem para muitas risadas
Com uma narrativa inicialmente lenta, mais que não te faz querer largar o livro de jeito nenhum, Nicole Peeler, nos apresenta um universo totalmente diferente do que estamos a ler por ai. O livro segue a linha estilo fantasia totalmente fora do comum.
Somos apresentados aos dramas de Jane True, uma pessoa que sofre diversos preconceitos na cidade em que mora, tudo por culpa de sua mãe e da morte do seu namorado, entre outras cositas mais. Contudo, ela conta com ajuda e o apoio de seu pai e de alguns amigos. Até que a vida de Jane muda de cabeça pra baixo por causa de um corpo que ela encontrou na praia. E aí que as coisas começam a ficar interessantes.
Por causa desse incidente, a nossa heroína acaba descobrindo um pouco mais de seu passado, e nada do que ela pensava é. Ela começa a entender um pouco mais de sua personalidade e porque ela ama tanto o mar e principalmente, porque ela se amarra em nadar pelada (isso mesmo que você leu).
Para complicar ainda mais a sua vida, um investigador é mandado para descobrir o que está acontecendo. Ryu, lindo, sarcástico, e é um vampiro. Jane logo cai de amores (e mais outras coisas) por ele.
Ainda temos Anyan, um cachorro muito louco que amei desde a primeira vez que ele apareceu correndo atrás de Jane. Aposto que vem um triangulo amoroso por ai.
Vemos um pouco de tudo nesse livro, globos luminosos, pessoas que se transformam em focas, gnomos e até pedras que falam.
Esperem que aproveitem a leitura e deem muitas risadas como eu fui capaz de dar.

site: minhasprimeirasimpressoes.blogspot.com.br
comentários(0)comente



@paty_bookaholic 28/07/2014

Resenha do Livro Garota Tempestade
Jane True é uma garota esquisita, pelo menos é isso que pensam os moradores de Rockabill, uma cidade litorânea com uma população um tanto desprezível. Ela cuida de seu pai, que sofre do coração, e apesar de os dois se amarem mutuamente eles não conseguem se abrir um com o outro. Ela finge que não sofre com tudo o que aconteceu em sua vida e ele finge que não vê seu sofrimento.

Jane trabalha na única livraria da cidade, Morra de Ler (amei o nome rsrsrs), onde suas chefas são divertidas e muito libidinosas. Desde muito jovem Jane sofre pelo abandono da mãe, e também por um acidente, pelo qual todos a culpam, que aconteceu com o seu namorado.

“Falavam do fato de eu ser a garota cuja mãe havia surgido do nada, no meio da cidade, nua, durante uma tempestade. Do fato de que ela havia roubado um dos solteirões mais cobiçados de Rockabill e arruinado a vida dele.”

Após algum tempo Jane descobre ser uma hibrida, filha de um ser sobrenatural com um humano, mas infelizmente sua mãe a abandonou antes de contar este suculento segredo e ensina-la sobre o que viria para a sua vida depois que descobrisse tudo. Quando encontra um corpo boiando em sua enseada, se vê envolvida com um grande mistério que ronda o mundo com que acabou de descobrir. Para investigar o corpo e outros assassinatos que acontecem envolvendo seres sobrenaturais surge Ryu, um vampiro sexy e envolvente, Jane não consegue resistir a ele sua libido pira, literalmente, quando está perto dele.

“- Bem, não… normal – gaguejei. – Claro. Quer dizer, você é realmente muito bonito. Mas disso já sabe. – Assisti, horrorizada, à outra sobrancelha subir para se juntar à primeira. Mentalmente, tentei ativar a função EDITAR mas era obvio que estava com defeito. – Quer dizer, você está gatíssimo e obviamente superbem de vida.”

E apesar de toda a aventura, ela não consegue se perdoar por tudo o que aconteceu. Mas Ryu a ajuda se distrair…

“Me distraia, pensei, fazendo força para conter as lágrimas. Me reinvente. Me tire de minha própria cabeça; me resgate da minha própria vida… Por um segundo, visualizei-me como Mina, e Ryu como o Drácula de Gary Oldman.”

O livro é muito bonito e tem todos os detalhes nos lugares certos. Devo dizer que esperava um pouquinho mais do livro Garota Tempestade, um livro elogiado por Charlaine Harris deveria ser bem mais ‘sedutor’. O inicio é meio devaneado para o meu gosto, quase desisti da leitura, mas melhorou bastante lá pela pagina 100. A personagem foi bem desenvolvida, sem deixar tudo a mostra à primeira vista. Apesar de terminar bem rápido, o livro me deixou com um quê de curiosidade sobre o que está por vir na vida de Jane, portanto estou bem curiosa quanto às continuações, a historia ainda tem muito para desenvolver e pode alcançar um grau muito bom de amadurecimento.

site: http://portal.julund.com.br/resenhas/garota-tempestade-resenha-edvalentina
comentários(0)comente



ELB 16/05/2014

Hoje é dia de contar para vocês a história do Estranho Mundo de Jane True.

Era uma vez uma mulher de 26 anos que morava na pequena cidade de Rockabill, Maine, e não era nem um pouco normal. Contos de fada não se encaixam na vida desta menina. Seu pai conheceu a sua mãe em circunstâncias estranhas: ela apareceu no meio da cidade nua e durante uma tempestade. Se apaixonaram, casaram e tiveram a Jane. Porém, ela foi embora de casa quando Jane era ainda uma criança e seu pai deste então vivia desolado. Imaginem isso numa cidade pequena? Fofocas, fofocas e mais fofocas. Pobre Jane. Tudo piora quando seu namorado morre de uma forma suspeita e Jane é apontada como a culpada pelos moradores da cidade. Não deu, ela simplesmente enlouqueceu (literalmente). Depois de perder sua mãe, perder o amor de sua vida também não foi fácil.

(...) Leia mais no blog!

Resenha feita pela Luiza, postada no ELB!

site: http://www.everylittlebook.com.br/2013/09/resenha-garota-tempestade.html
comentários(0)comente



61 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5