A Profecia de Mídria

A Profecia de Mídria Denise Flaibam




Resenhas - A Profecia de Mídria


57 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Ana 04/02/2021

Serafine vivia com seus pais em uma vila tranquila, até que um ataque a vila mudasse toda sua vida.

Senti que a protagonista aceitava tudo sem pedir mais explicações, mas gostei dos demais personagens, tem muito mistério recomendo a leitura!
comentários(0)comente



Catia Mauricio 20/07/2020

É um caminho sem volta kkk
Comecei lendo as crônicas...

Me interessei pela história e queria saber como terminava!

Esse primeiro livro é sobre uma escolhida, e fala bastante dela e sobre ela. Porém, os "companheiros de viagem", não são muito comentados. Coisas sobre eles, sobre o passado deles, sobre como eles se encontraram, enfim, como eles chegaram até aquele momento.
Eu sei um pouco, pq li os contos, mais esperava ver a íntegra no livro o q por enquanto não aconteceu.
O enredo é bom, tem aventuras, romance, suspense e prende a sua atenção, imaginando os próximos acontecimentos.
Me vi brigando com os personagens pq, vi algumas coisas q eles só viram quando já era tarde kkkk

Vou continuar a leitura para descobrir mais dos personagens secundário, que pra mim é mais interessante que a personagem principal.
comentários(0)comente



Catia Mauricio 20/07/2020

É um caminho sem volta kkk
Comecei lendo as crônicas...

Me interessei pela história e queria saber como terminava!

Esse primeiro livro é sobre uma escolhida, e fala bastante dela e sobre ela. Porém, os "companheiros de viagem", não são muito comentados. Coisas sobre eles, sobre o passado deles, sobre como eles se encontraram, enfim, como eles chegaram até aquele momento.
Eu sei um pouco, pq li os contos, mais esperava ver a íntegra no livro o q por enquanto não aconteceu.
O enredo é bom, tem aventuras, romance, suspense e prende a sua atenção, imaginando os próximos acontecimentos.
Me vi brigando com os personagens pq, vi algumas coisas q eles só viram quando já era tarde kkkk

Vou continuar a leitura para descobrir mais dos personagens secundário, que pra mim é mais interessante que a personagem principal.
comentários(0)comente



Kelvin 13/06/2020

Então...
Uma mistura de avatar (a lenda de...) com Percy Jackson. História boa, o que eu não gostei é da personagem principal, peguei ranço (desculpe -me fãs, mas ela é muito chata).
comentários(0)comente



Stefânia 26/12/2019

Superou expectativas
Para começar, tenho preconceitos com autores brasileiros. Mas confesso q fiquei mto surpreendida positivamente com a escrita desse livro. Mto descritivo, mtos detalhes, mas nada q deixasse a leitura lenta. A história não é toda original, por usar personagens de outros universos literários, mas é cativante e de uma leitura muito gostosa. Algumas perguntas ainda ficaram sem ser respondidas ao final do livro, mas espero q nas continuações as peças acabem se encaixando. No aguardo!!
comentários(0)comente



"Ana Paula" 17/07/2018

A Profecia de Mídria está aqui em casa esperando para ser lido a tanto tempo, que até parei de contar. Tenho as duas edições: a da Novo Século e a da Mundo Uno Editora. Como conheço o péssimo trabalho da primeira, embarquei nessa aventura com a edição linda e maravilhosa da Mundo Uno e confesso - não me arrependi.

"– Você sabe que é especial, minha cara, mas não tem ideia do quanto. Livros já falavam sobre você muito antes que você nascesse..."

É muito difícil falar de um livro sem dar spoilers da obra, este livro é considerado o "queridinho" dos leitores que gostam de fantasia, e não é por menos. Denise tem uma escrita ágil e versátil, sua narrativa é constante e detalhada, não deixando espaço para o leitor se sentir enfadado.
Mas, acredito que minha leitura deste livro tenha vindo em um momento errado. Não consegui me ligar aos personagens e o querido Jarek não me despertou nenhum sentimento que valha a pena mencionar. É um personagem inteligente e astuto, que tem resposta para tudo e não deixa que se aproximem dele. Clichê? Não sei... conheceremos pouco sobre ele neste volume, aguardemos o próximo! rs
Serafine me irritou por diversas vezes, fiquei furiosa com ela por ir seguindo as ordens de pessoas que ela não conhecia e que nunca lhe diziam nada do que estava acontecendo. Mesmo assim, consegui definir sua evolução. Serafine cresce a olhos vistos durante a história, e creio que será uma personagem incrível nos próximos livros.

Fora isso, gostei do mundo criado pela autora, é diversificado e cheio de seres diferentes: vamos encontrar sereias, lobisomens, centauros, elfos, humanos e tantos outros vivendo em um mesmo mundo. A Profecia de Mídria é o primeiro livro da série e, acredito eu, tenha sido um dos motivos pelo qual me demorei tanto na leitura - entre acompanhar as aventuras de Serafine e sua trupe, e ir descobrindo os mistérios desse mundo novo, o leitor se encanta e a leitura pode ser mais lenta para melhor entendimento.

" O Tempo deixa marcas , ainda mais quando você percebe que o mundo não é cheio de bondade e de pessoas que querem o seu bem. Ha sombra por todos os lados .''

Outro ponto positivo para mim é a falta de romance explícito na história. O leitor sabe que está rolando algo entre os personagens, mas isso não é o ponto forte da história - a Profecia, o aprendizado de Serafine são, e o foco é todo voltado para isso. Esse modo de criar me fascina e nos mostra que um bom livro não precisa de casais melosos para encantar o leitor. O enredo todo é cheio de ação e mistérios o que nutre a curiosidade do leitor até o virar da última página.

A narrativa é em terceira pessoa, o que nessa história, encaixou-se perfeitamente. A edição da Mundo Uno editora está maravilhosa; capa condizente com o enredo, letras em tamanho confortável para a leitura, bom espaçamento e detalhes nos capítulos que remetem aos símbolos no corpo de Serafine. Não encontrei erros de revisão que prejudiquem a leitura.

“O contraste que aquela aparência proporcionava às suas ações era um fato notável. Serafine conseguia ser tão bela quanto assustadora e misteriosa. E os mistérios que cercavam a garota iam além do seu olhar.”

Do mais, indico sim a leitura e estou bem curiosa para conferir o próximo livro. Serafine promete se tornar uma incrível guerreira.


site: http://www.livrosdeelite.com.br/2018/07/resenha-profecia-de-midria-os-misterios.html
comentários(0)comente



Maria - Blog Pétalas de Liberdade 17/11/2017

Resenha para o blog Pétalas de Liberdade
"– Você sabe que é especial, minha cara, mas não tem ideia do quanto. Livros já falavam sobre você muito antes que você nascesse..." (página 107)

No continente Warthia, Serafine Delay era uma jovem que morava na Vila do Sol com os pais adotivos. Ela sempre soube que era diferente, pois seu corpo todo era marcado por estranhos desenhos. Como a vila era um lugar apenas de "pessoas normais", Serafine sempre usava roupas que cobriam todo o seu corpo e maquiagem. Até que, em sua festa de aniversário de dezoito anos, a vila onde morava foi atacada por criaturas terríveis: lobisomens. Serafine foi levada do confronto por dois forasteiros que haviam chegado na vila recentemente: a baixinha e simpática Ývela e o irritante Jarek.

"- Precisamos chegar a uma vila deste Reino. - Ývela não foi específica, mas tentou explicar-se melhor. - É para sua segurança, eu lhe garanto. Lá você encontrará algumas respostas.
- Mas eu não tenho nenhuma pergunta. - Serafine indignou-se. Jarek bufou. Seus olhos escuros demonstravam descontentamento, mas ela não se amedrontou. Estava começando a aprender como lidar com o temperamento do guerreiro.
- Escua, garota... - Ele parou à sua frente com uma expressão entediada. - Pode não ter perguntas agora, mas com o passar do tempo será assombrada por coisas que nem imagina fazerem parte da sua vida. Precisa entender algo: você tem guardiões por um motivo importante. Aqueles Lobisomens foram o começo do que está por vir. Agora, suba no cavalo, sim?" (página 51)

A partir daí, começaria a jornada de Serafine para desvendar o que as marcas em seu corpo significavam. A jovem também descobriria que o destino de Warthia poderia estar em suas mãos, e que para salvar o continente das forças do mal, ela precisaria aprender muito e viajar por lugares que só imaginou conhecer em sonhos. Em meio a essa jornada, em quem confiar? O que é real e o que não é?

Uma coisa que gostei bastante nesse livro, foi o perfil dos personagens, a construção deles, seu jeito de ser e de agir. Eles são únicos e não seguem esteriótipos já vistos em outros livros do gênero. A Ývela é pequenininha, mas é uma guerreira e tanto. A Serafine tem medo, mas tem coragem. Se ela compreende que tem que fazer uma coisa, ela junta cada pedacinho de força que tem, e tenta. Foi interessante ver como no início, ela tinha vergonha de suas marcas, medo de alguém descobri-las e rejeitá-la, e com o passar dos capítulos ela vai entendendo que faz parte desse mundo mágico que, até então, pareciam apenas fantasia.

A autora trouxe muitos seres fantásticos para a trama, desde os mais conhecidos como elfos e lobisomens, até outros que, acredito eu, sejam únicos da trama, como o felpudo Guillian. Para um livro de estreia, a Denise se saiu muito bem. Estou super animada e curiosa para ler os próximos volumes e, junto com a Serafine, descobrir mais sobre o seu passado e o seu futuro, para conhecer os outros reinos de Warthia e o que ela e seu guardiões encontrarão no caminho, ainda mais depois daquele epílogo arrasador! Se alguns momentos da trama são mais tranquilos, o prólogo e o epílogo são de tirar o fôlego. Falando em ficar sem fôlego, deixa eu dividir uma coisinha com vocês, leiam o trecho abaixo por favor:

"– Ótimo. Onde está meu cavalo? – Serafine indagou com as mãos no quadril. Se eles haviam perdido seu precioso pangaré, ela ficaria muito zangada!
– Não o trouxemos. Ele não era rápido o suficiente. Esses corcéis vêm do Sul, são tão velozes quanto o vento. – Jarek explicou com orgulho. Deu alguns tapinhas no pescoço do animal. Serafine reparou que se tratava do mesmo cavalo que havia lhe encarado na estalagem.
– Como ele se chama? – Perguntou com curiosidade.
– Darius. – A morena gritou de susto quando o próprio lhe respondeu. Relinchando, o corcel bateu uma das patas no chão, lançando aquele mesmo olhar intenso para a garota. – Está no mundo mágico agora, Serafine, nada vai ser como antes." (página 53)

Gente, vocês tinham que ver o susto que eu, assim como a Serafine, levei nessa cena em que o cavalo falou! Praticamente pulei do sofá, rsrsrs! E não foi o único susto do tipo com coisas inesperadas durante a leitura.

A edição da Mundo Uno Editora está muito, muito, muito linda. Infelizmente minhas fotos não ficaram tão boas :(. A capa é maravilhosa, com ótima escolha de cores, imagens e letras. As páginas são amareladas e de boa textura. A diagramação tem letras, margens e espaçamento entre uma linha e outra de bom tamanho. Todas as páginas tem um detalhe, além dos detalhes no início de cada capítulo. Lá no Instagram (@marijleite), postei foto do mapa de Warthia que há no final. Pensem num livro bonito! É "A profecia de Mídria"! Só encontrei alguns errinhos de revisão.

Com capítulos curtos e uma premissa fantasticamente interessante, "A profecia de Mídria" é uma obra nacional que vale a pena conferir! Por hoje é só, espero que tenham gostado da resenha. Me contem: já conheciam a autora ou o livro?


site: https://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/2017/09/resenha-livro-profecia-de-midria-denise.html
comentários(0)comente



Carol M 17/08/2017

Resenha: A Profecia de Mídria
Esse é mais um livro da saga “ Comprei na Bienal e deixei encostado” hahaha. Sério, esse foi um dos que comprei muito baratinho, se minha memória não falha comprei por mais ou menos 10 reais. Foi realmente um achado, porque demorei tanto pra ler? Bom porque eu nunca tinha visto nada sobre ele, então acabei deixando outros passarem na frente. Mas vamos ao que interessa.

Vou começar falando da edição do livro, de 2013. O livro vem com um sumário dizendo qual capítulo fica em cada página, o que eu achei bem diferente, já que livros de fantasia não costumam discriminar dessa maneira. Uma coisa que me desagradou é que o mapa de Warthia vem no final do livro, assim como uma lista da pronúncia de nomes e vocabulários apresentados ao longo da narrativa, ao meu ver esses dois elementos ficam melhores no início do livro já que são fundamentais para uma boa interpretação da história. Já o sumário pra mim foi indiferente, então eu excluiria.

Outro comentário que tenho a fazer sobre esses detalhes técnicos, é o fato de que durante a leitura, na transição de uma cena para outra não tem nenhum corte, ou diferenciação. Sendo assim, causa um pouco de confusão, pois estamos lendo uma cena e no parágrafo seguinte são outros personagens em outra cena, isso foi uma coisa que me incomodou muito no princípio.

Então vamos falar da história! Achei realmente revigorante ler um livro nacional com uma narrativa de fantasia tão gostosa. A autora, Denise Flaibam consegue misturar elementos de muitas histórias que conhecemos por aí e criar um universo único. Consegui perceber um pouco de Harry Potter, Senhor dos Anéis e até mesmo no desenho animado Avatar, já que as descrições das marcas da personagem se assemelha muito com as da animação. Ainda consegui ver referencias de Star Wars.Só lendo pra entender, pois se não vou contar o que não devo.

Preciso falar um pouco da escrita, no início eu senti como se tivessem me contando uma história de criança, sabe? O jeito delicado e bem narrado com que ela trabalha me fez ter a sensação de ler o livro infantil, eu naturalmente achei que seria um problema, já que a proposta não era essa, mas definitivamente não foi isso que aconteceu. Fiquei imersa na história como há muito tempo não ficava, fiquei muito tocada quando a personagem principal foi descrita, que para a minha surpresa é morena – de pele e de cabelo! Achei realmente maravilhoso essa representatividade, e me remeteu muito ao que temos aqui no Brasil. Então fica a dica para todos os autores, queremos personagens principais diversificados em todos os sentidos ok?

Serafina, nossa principal, tem um desenvolvimento muito bom ao longo do livro, elatem personalidade forte, mas sabe ouvir os outros. Me ensinou uma coisa muito importante, que por mais que o medo nos acometa, temos que confiar em nós mesmo e no nosso potencial. A protagonista é acompanhada na sua jornada por três Guardiões, e só vou dizer que amei TODOS eles, quero pra minha vida.

O enredo em sí não foge muito dos clichês de fantasia, que é um herói/heroína que é dotado de luz e tem que salvar o mundo da maldade. Mas apesar disso, ela consegue imprimir sua identidade a história, com personagens bem delineados e com seus fortes, cada um à sua maneira. Não posso deixar de falar que tem romance também né, porém o que achei mais legal é que não é um amor arrebatador, nem que vai do ódio à paixão, não. É um amor que ainda está em construção, passando por todas as fases, espero que continue assim no segundo livro e que não evolua estilo the flash.

Sim, tem continuação, esse é somente o primeiro de 4 livros, até onde eu sei, porém se não me engano, só tem publicado até o segundo e alguns contos. Como dito anteriormente, minha edição é um pouquinho antiga da Novos Talentos (que agora faz parte da Novo Século - acredito eu), dei uma pesquisada e tem uma nova edição da editora Mundo Uno com capa diferente.

Se você gosta de uma fantasia, aventura e romance, “Os Mistérios de Warthia” é uma ótima aposta, e espero que ache tão barato quanto eu, só não demore tanto pra ler!!

Para mais resenhas acesse o link abaixo!

site: www.blogcontracapa.com.br
Fran 06/10/2018minha estante
undefined




Aline 17/06/2017

Serafine vive uma vida tranquila com seus pais adotivos. Diferente dos demais moradores, ela apresenta desenhos por todo seu corpo, a vida toda sua mãe tentou ocultá-los, esconder das outras pessoas da Vila, por medo do preconceito dos outros moradores.
A Vila do Sol é seu lar. Um lugar pacato onde ela sempre viveu. Mahiry é sua melhor amiga. Seus dias dividem-se entre ajudar o pai, Alanor, maior lavrador da região, e a mãe, Mégara, dona da única estalagem da cidade.

No dia da comemoração de seus dezoito anos, um ataque de estranhas criaturas acontece, devastando tudo, e ocasionando uma verdadeira chacina, levando aqueles que Serafine mais amava. O alvo era ela, que seria sequestrada, não fosse por dois forasteiros que a salvaram, Jarek e Ývela. Eles a levam da Vila e, aos poucos, revelam saber mais sobre Serafine do que ela mesma. Ela sempre soube que não era normal e agora está prestes a descobrir quem realmente é. Mal sabe ela que sua vida está prestes a mudar de maneira irreversível.

"- (...) O tempo deixa marcas, ainda mais quando você percebe que o mundo não é cheio de bondade e de pessoas que querem o seu bem. Há sombras por todos os lados." (p. 70)

"Tantas perguntas... Tão poucas respostas." (p. 159)

Serafine é inteligente, questionadora, dona de um temperamento forte e teimosa, muito teimosa. Sua teimosia a colocará em problemas em alguns momentos da história. Mas é interessante ver como ela aprende a lidar consigo mesma e seu amadurecimento no decorrer da história. Pela maneira como tudo aconteceu, achei que ela lidou muito bem com tudo, enfrentando o desconhecido e sem "mimimi', apesar de seus receios e inseguranças. Uma protagonista forte e intensa que cativa cada vez mais o leitor a cada página.

"- (...) A forma como nascemos ou onde nascemos não influencia o nosso futuro. Somos capazes de escolher nossos caminhos. Como você bem disse, não há só luz ou escuridão numa criatura." (p. 215)

Jarek é um rude,sarcástico e aparentemente frio, não liga para nada, a não ser cumprir sua missão. Mas ao longo da história, sua máscara de frieza vai caindo e revelando a pessoa incrível que ele é. Confesso que em alguns momentos ele me confundiu bastante, mas uma coisa que não posso negar é que me apaixonei por ele desde o início. ♥

"(...) Era como lidar com um animal selvagem, que escondia todas as emoções em um canto inalcançável de seu coração, usando do perigo e da frieza para espantar quem se aproximasse. Só se conseguia a confiança necessária para receber algum sentimento de volta depois de muito tempo. Tempo que Serafina não fazia ideia de quanto duraria." (p. 281)

Apesar de o romance ficar em segundo plano, é impossível não torcer por esses dois.

Os demais personagens são totalmente cativantes e conquistam pela personalidade bem delineada e pelo papel que desempenham na trama. Ývela, com sua doçura, e Guillian foram os que mais me agradaram, por serem conselheiros e se mostrarem fiéis à missão e à Serafine. Haius, pai de Giullian e mestre de Serafine, foi o personagem que mais me surpreendeu, com toda sua sabedoria.

Narrada em terceira pessoa, a história me conquistou do início ao fim. Denise Flaibam construiu uma história muito bem ambientada, com personagens marcantes e detalhes na medida certa. A escrita envolvente da autora fez com que a leitura fluísse de maneira agradável. Denise tem o dom de transportar o leitor para o seu mundo mágico, com suas ricas descrições, tornando possível vivenciar todas as situações e sensações com os personagens.

(+) Leia a resenha completa no blog.

site: http://literalizandosonhos.blogspot.com.br/2017/06/resenha-profecia-de-midria-denise.html
comentários(0)comente



Carolina DC 03/06/2017

"A profecia de Mídria" é o primeiro livro da série Os mistérios de Waethia da autora Denise Flaibam. A trama é narrada em terceira pessoa e tem como protagonista a jovem Serafine, que está prestes a completar 18 anos de idade.
Serafine mora na Vila do Sol, um lugar pacato onde não ocorre nada de extraordinário há muito tempo. A última vez que algo importante aconteceu foi quando Alanor e Mégara, um casal de fazendeiros que estavam ansiosos para ter filhos, receberam uma bebê em sua porta: Serafine.
A protagonista é fisicamente diferente dos demais moradores da Vila: seu corpo é coberto por marcas, símbolos que ela desconhece o significado. Como os moradores são um pouco preconceituosos, seus pais a vestem de forma que as marcas ficam ocultas.
É durante a festa de seu aniversário de 18 anos que a vida da mocinha muda repentinamente. A vila é invadida por lobisomens, criaturas vis e assassinas, que causam uma verdadeira chacina. O objetivo dessas criaturas: levar Serafine para uma vilã que está em busca de vingança.

"Dizia a lenda que certos homens, durante as noites de Lua cheia, transformavam-se em lobos gigantescos, buscando por sangue e morte. Era uma crença incorreta, porque Lobisomens eram mais do que bestas sanguinárias, e não se transformavam apenas na noite de Lua cheia." (p. 35)

O sequestro é impedido por causa de Jarek Hargon e Ývela, dois indivíduos que irão acompanhar Serafine ao seu destino. Segundo eles, o papel de ambos é ser os Guardiões da protagonista e levá-la à Liriel, o castelo dos elfos, para que tudo possa ser revelado.
A partir desse momento, Serafine irá entrar em um mundo mágico, onde suas ações poderão salvar toda a Warthia.
A trama elaborada pela autora Denise Flaibam leva o leitor a um mundo magnífico, repleto de criaturas novas, como os Atyubrus, guerreiros com longas orelhas, ou as ondinas, um povo proveniente das águas. Temos ainda criaturas já conhecidas do nosso imaginário, como lobisomens, elfos e centauros, mas vistos de forma diferente. Tudo isso mesclado em uma trama rica em aventuras, territórios e personagens que conquistam o leitor imediatamente.
Ývela é uma mentora mais apaziguadora, que tenta ser compreensiva com Serafine diante de tudo o que a protagonista passou nos últimos tempos. Jarek é o emburrado, o homem de poucas palavras que dificilmente tece um elogio, mas que com a convivência, demonstra ser alguém de grande coração. Guillian é o aventureiro, aquele que busca redenção através de sacrifícios pessoais e Lonel é o mentor, o sábio que orienta ao mesmo tempo que desenvolve um laço paternal com Serafine.
E Serafine é uma jovem que está descobrindo seu papel no mundo, assumindo responsabilidades pesadas e amadurecendo como mulher e como guerreira.
O primeiro livro dá ao leitor uma boa visão dos acontecimentos, explicando sobre as criaturas, o inimigo, o território de Warthia e sobre os povos que cruzam o caminho desse grupo. A profecia também é explicada e seu nome, justificado.
Para os leitores que amam esse gênero literário, sem dúvida "A profecia de Mídria" é uma leitura obrigatória.
Em relação à revisão, diagramação e layout a Mundo Uno Editora realizou um ótimo trabalho. A capa combina perfeitamente com o enredo e chama a atenção do leitor.

"As bestas tinham dois metros de altura, algumas até mais, e erguiam-se nesse comprimento com um corpo musculoso coberto de pelos. Os braços fortes manejavam as armas com perfeição." (p. 35)
comentários(0)comente



LucySantos 15/03/2017

Resenha para o Blog As 1001 Nuccias
RÁI PIPOL ÓFI MAI LAIFE!!!

Como cês tão??? Tudo bãozinho??? Prosseguindo com a maratona de nacionais, hoje venho falar sobre A Profecia de Mídria, livro um da coleção Os mistérios de Warthia, da autora Denise Flaibam e publicado pela Mundo Uno Editora.

Serafine sabe que não é “normal”, seu corpo carrega as marcas sobrenaturais, desenhos que estão espalhados por seu corpo e rosto. Seus pais adotivos, Alanor e Mégara, ajudam-na a esconder as marcas com a maquiagem desenvolvida por sua mãe.

Tudo está relativamente bem, ela é feliz, ajuda seus pais e tem sua melhor amiga, a Mahiry. Tudo acontece em sua festa de dezoito anos e ela precisa fugir desesperadamente, ajudada por estranhos que se dizem seus guardiões.

É nesse momento que somos apresentados à Ývela e Jarek ah meu pai, me abana, os dois são seres sobrenaturais. Ývela é uma ondina (ser das águas ou sereia) e se mostra uma amiga para Serafine, no decorrer da história. Jarek é um guerreiro maravilhoso, mas também é um cavalo em pessoa. Pensa em um personagem misterioso, um jegue com as palavras, mas que você sabe que por baixo de toda essa armadura tem uma pessoa maravilhosa e que você torce ao máximo para que, a mocinha e ele, se apaixonem *suspirinhos*.

Please, Denise, não mate o Jarek!!!

A aventura de Serafine e seus guardiões é recheada de aparições dos lobisomens e de outros seres sobrenaturais. Entra também um personagem fofo, mas não menos guerreiro que os outros, o Guillian, um ser felpudinho que na minha imaginação se assemelha à um Ewok (personagem de Star Wars), só que com orelhas enormes.

A história é muito dinâmica, com muitos personagens e Serafine corre contra o tempo para salvar Warthia, já que a profecia diz que ela está destinada a lutar contra a força mor do mal.


CONSIDERAÇÕES FINAIS:

Sabe aquele livro que te prende do começo ao fim??? Pois é mô bem, esse me pegou de jeito e aguardo, ansiosamente, a continuação em físico, pois a continuação e outros contos de Warthia, já estão disponíveis na Amazon em e-book.

A revisão é ótima.

A diagramação é chiquérrima.

A capa é linda demais, uma foto ilustra a Serafine, com os arabescos que cobrem o seu corpo e que a fazem ser tão diferente e única.

Estou tão feliz gente!!! Nessa minha maratona de nacionais tenho descoberto muitos tesouros, e isso é maravilhoso. Tenho lidos livros que não deixam nada a desejar para os best- sellers, e A profecia de Mídria é um desses.

Beijokas e nos vemos em breve!!

site: http://1001nuccias.blogspot.com.br/2017/03/resenha-livro-profecia-de-midria.html
comentários(0)comente



Bru | @umoceanodehistorias_ 21/02/2017

A Profecia de Mídria, primeiro volume da série Os Mistérios de Warthia, nos apresenta à história de Serafine Dealy, uma jovem extremamente inteligente, perspicaz, feliz e apaixonada pela família – que a adotou – e por seus amigos. Seus pais, Alanor e Mégara a adotaram, como disse acima, e ela cresceu envolta de muito amor, mas sempre precisou esconder marcas que tinha em seu corpo, pois o povo da vila onde morava – Vila do Sol – não aceitava nenhum tipo de magia. Apesar de muitos saberem que ela existe.

“Eles sabiam que ela especial. Talvez fosse um sinal dos Deuses, depois de tanto rogarem por um filho. Agora eles tinham um tesouro.”

Quando Serafine completa dezoito anos, seus pais decidem lhe fazer uma festa surpresa, mas apesar de a ótima ideia, dá tudo muito errado foi a Vila do Sol é invadida por criaturas sombrias que tentavam levar Serafine embora. É aí que dois estranhos que estavam hospedados na estalagem da mãe de Serafine, começam a revidar o ataque das criaturas e a proteger nossa protagonista. Mas, infelizmente, ela vê seu mundo ruir ao perder uma das pessoas que mais amava em sua vida.

Após esse trágico acontecimento, Serafine descobre que ela não é quem pensava ser e que é a única pessoa que pode salvar Warthia. Entretanto, será que ela conseguirá fazer isso?

Queria há muito tempo ler esse livro e a oportunidade surgiu quando vi que o livro estava disponível para solicitar para resenha. Assim que ele chegou em minhas mãos, quis iniciar a leitura e assim o fiz, entretanto, o começo do livro foi um pouco cansativo e demorei um pouco para engrenar na leitura.

Serafine é uma protagonista cativante ao extremo, ela é forte, determinada e é impossível não torcer para que tudo dê certo em sua vida. Além de todos esses pontos positivos, Serafine é uma menina com medos e inseguranças que são totalmente pertinentes à situação que ela está passando. Seus guardiões – Ývela e Jarek – são duas pessoas que fazem de tudo para proteger Serafine e estão dispostos até dar suas vidas por ela, já que é de suma importância para que o mundo não acabe, por assim dizer, mas eles parecem esconder alguma coisa, principalmente, Jarek – lindo e apaixonante, por sinal.

“(...) O tempo deixa marcas, ainda mais quando você percebe que o mundo não é cheio de bondade e de pessoas que querem o seu bem. Há sombras por todos os lados. (...)”

A aventura na qual Serafine embarca é repleta de pessoas querendo ajuda-la e cobra em pele de cordeiro, que parecem boas quando, na verdade, estão em busca da destruição de Serafine, para que, enfim, as trevas vençam. E, por conta dessa protagonista, há um grande amadurecimento em nossa protagonista. É como se ela crescesse muito e isso é extremamente agradável.

Com uma narrativa gostosa – por mais demore um pouco para acontecer – A Profecia de Mídria é uma leitura apaixonante e surpreendente. Os fãs de fantasia, com toda certeza, irão se apaixonar por essa trama.

site: http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/2017/01/resenha-profecia-de-midria-denise.html
comentários(0)comente



57 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4