Filhos do Éden

Filhos do Éden Eduardo Spohr
Eduardo Spohr
Eduardo Shpor




Resenhas - Anjos da Morte


186 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Elfame 31/03/2019

Épico e decepcionante.
Adoro o trabalho do Eduardo Spohr foi o primeiro escritor brasileiro que me conquistou. Mas anjo da morte em minha opinião tem um início incrível imprecionante e um final previsível e decepcionante. No fim é um bom livro principalmente o início, da pra ver o trabalho e Carinho que Eduardo Spohr teve nas descrições de eventos, locais , na profundidade dada aos novos personagem tudo isso faz dessa obra uma obra incrível. Mas o finalzinho irritante!!
comentários(0)comente



Annalua.Sampaio 15/02/2019

Excepcional.
Terminei o livro ontem e olha que para ler as ultimas 165 páginas em um único dia, considero uma leitura ávida, instigante. Anjos da Morte acabou por me surpreender, não pela escrita em si já que sou fã do Eduardo, mas pelas sensações que me foram causadas. Não imaginava chorar em meio a tantas batalhas e guerras, mas chorei com Zac e Denyel protagonizando uma das melhores cenas desse livro. Devo confessar ainda que eu, louca pelo personagem Ablon, me encantei com a construção de Denyel. Eduardo, você fez de Denyel um grande personagem. E isso é incrível.
comentários(0)comente



Sara 24/01/2019

Resenha de Anjos da Morte
Com o segundo livro acompanhamos a tragetória de Denyel como anjo da morte até se tornar um exilado ao mesmo tempo que Kaira, Urakin e um novo personagem, no tempo presente, buscam uma forma de resgatá-lo.
Até o capítulo 6 foi difícil ler, tinha explicação demais, pouco espaço para o leitor pensar e tentar dedusir. Entretanto, a partir desse ponto o autor consegue mostra uma boa escrita, ainda que com textos expositivos longos. O desenvolvimento do personagem Denyel - não me acostumo com esse nome - durantes as guerras trouxe maior empatia do leitor com o personagem, ao menos para mim que não tinha conseguido gostar dele durante todo o primeiro livro.
E apesar de parecer mais parada e menos interessante, a trama que envolve Kaira consegue trazer alguma curiosidade.
Por fim, gostei bem mais desse segundo livro, apesar de ainda atrasar com pseudo romance. Gostei das cenas de ação e da descrição dos ambientes. E, apesar de curta, achei interessante a presença da personagem Yaga, que continua como minha favorita junto a Urakin e Levih.
comentários(0)comente



Arthur.Moreira 23/01/2019

Excelente narrativa
Gostei muito mais desse que do primeiro livro da série. Achei inclusive bem melhor que "A batalha do Apocalipse".
Adorei a narrativa e todo o enredo do livro. Esse sim me prendeu.
comentários(0)comente



Ana 02/01/2019

Uma história incrível
Eu amo os livros do Sphor, e esse é de longe o meu favorito. Diferente do primeiro livro, tem uma trama mais profunda, onde é possível entender muito sobre o porquê determinado personagem é como é. Outra coisa que eu me apaixonei foi envolver a trama com fatos que realmente ocorreram, sob uma perspectiva diferente da qual estamos acostumados. Uma leitura incrível, vale muito a pena.
comentários(0)comente



Paulinho.LordhAric 29/11/2018

Pior livro da Série
Pedro.Lucas 23/12/2018minha estante
Nossa velho




Jackeline 27/11/2018

" Eu preciso de mais uma cerveja"
" Eu preciso de mais de uma cerveja"

A parte 2 de " Filhos do Éden" ,de Eduardo Spohr não é só mais um livro sobre as Grandes Guerras, mas também, uma aventura sobre anjos, demônios e terrenos. Nesse livro, vemos uma narrativa com personagens cativantes, em que o autor passa a relatar acontecimentos tanto do passado como do futuro,fazendo o leitor literalmente se viciar pela trama e, principalmente, por Denyel ( não Daniel) que tem a sua história mais explorada nessa obra do que no primeiro livro.

O enredo e o modo que a história é contada é muito bom, além do fato das grandes pesquisas que precisaram ser feitas pelo autor o que, pessoalmente, me deixou mais cativada pelo livro. Visto as experiências mencionadas é notório que a obra merece congratulações e, concerteza, recomendo a todos a leitura.
comentários(0)comente



Marcos Antonio 14/10/2018

Anjos da Morte
Esse para mim foi o melhor até o momento. Mostra o Anjo da morte recolhendo informações sobre as guerras e tragedias terrenas. Até que vira um executor de anjos. Só acho que esse livro 2 tinha que ter vindo antes do 1.
comentários(0)comente



Raphael 03/09/2018

Nesse livro Eduardo, juntou dois temas que adora, Segunda Guerra e Anjos, a história do esquadrão dos anjos da morte é demais, recomendo a todos
comentários(0)comente



Jenner Azevedo 15/05/2018

É um bom livro, mas não tão divertido quanto o primeiro dessa trilogia. Como seria bom se a HBO comprasse os direitos da obra de Eduardo Spohr
Pedro.Lucas 23/12/2018minha estante
Iam fazer a Kaira mostrar as terá umas 10 vezes




Renato.Vasconcellos 10/05/2018

Nessa continuação maravilhosa, acompanhamos a trajetória trágica do anjo da morte Deynel, servindo como soldado e testemunha das maiores guerras do século XX. Um história pregressa do cativante personagem. Compartilhando a narrativa, temos o coro da arconte Kaira em busca dos resquícios atlânticos.
comentários(0)comente



Nat 09/04/2018

Bom, porém desnecessário
É um bom livro, a história não deixa de ser boa, mas não é algo que foi do meu interesse, por se tratar do volume II de uma trilogia eu esperava uma sequência direta do livro anterior, não um enredo que parece ter sido inserido no script original simplesmente porque o autor estava afim de escrever um livro sobre as guerras terrenas. Ele fica interessante nas últimas 200 páginas, onde enfim podemos ver de onde a personalidade amargurada de Denyel surgiu. Os poucos capítulos onde o coro de Kaira aparece são ótimos. Em geral é um bom livro, mas poderia ter sido lançado separadamente da trilogia.
comentários(0)comente



Bruce 19/02/2018

Um ótimo livro, segue o rumo do anterior. Dividindo a história entre passado e presente, explica melhor a motivação, medo e relações entre vários personagens.
comentários(0)comente



Armando.Marques 01/01/2018

É melhor do que eu esperava.
Estava com um pouco de receio, gostei bastante tanto do primeiro “Filhos do Éden” como do “A Batalha do Apocalipse”. Mas estava com o pé atrás por causa da temática deste 2º livro, Anjos da Morte, pois nunca gostei de histórias sobre as guerras do século XX, e principalmente por se tratar basicamente de um grande flashback, recurso esse que me deixa P@#% da cara. Afinal você já sabe com vai terminar. Mas tive uma boa surpresa. Não só não me incomodou como adorei esse livro.
A forma como as guerras são exploradas, pelo ponto de vista do personagem principal. E principalmente, o desenvolvimento desse mesmo personagem que no primeiro livro ficou um pouco fraco. Foram executados de forma primorosa. Tapando alguns furos que ficaram na trama do Spohrverso.
Mas também tem coisas negativas, o excesso de pulos históricos, faz com que o peso de certas partes da narrativa seja perdido. Se o autor tivesse se focado mais em determinados pontos do livro. Teria ficado melhor, mais conciso. Acho que daria para dividir esse livro em pelo menos 3 livros separados, e trabalhar melhor cada parte da obra.
No geral o resultado é bem satisfatório, mostrando cada vez mais que Eduardo Spohr tem um grande futuro como escritor de fantasia. Acho que ainda tem muito para explorar nesse universo mas gostaria de velo escrevendo sobre algo totalmente diferente para saber como ele se sai.
comentários(0)comente



pelamente.wordpress.com 10/12/2017

(Resenha) Livro - Saga Filhos do Éden - Anjos da Morte - Eduardo Spohr
Resenha 2 de 4
#Livro02
#FilhosDoEden

Vamos dizer que temos aqui uma verdadeira aula de história!

Nesse livro teremos a explicação sobre todo o mistério que envolvia Denyel.. o motivo de ele causar tanta repulsa em todos que conheciam seu passado.. E isso se dá em um grande passeio pela Segunda Guerra Mundial e pela Guerra do Vietnã (principalmente).

Os anjos da casta dos malakins que, de acordo com a ordem divina, tem como incumbência cuidar e estudar o progresso humano, vê-se diante da acelerada degradação da raça humana. Desta forma, convoca os Anjos da Morte para uma missão: participar de todas as guerras, relatando aos seus líderes sobre o comportamento humano e suas táticas de guerra.

Apesar de um início extremamente cansativo, os pesares da guerra descritos no livro impressionam e começam a instigar de forma a querermos desvendar alguns mistérios que envolvem a caminhada de Denyel e a correlação entre os fatos.

Em paralelo, Kaira continua sua missão. Apesar da orientação do Arcanjo Gabriel, a heroína inicia uma busca pessoal por Denyel e na companhia de Urakin e Ismael tenta desvendar seu próprio passado, os passos dados por Denyel e o caminho para evitar a grande batalha.

O teor histórico é incrível e demonstra um grande empenho do autor.. Várias vezes tive a curiosidade de verificar alguns fatos citados no livro, busquei documentários e todos que procurei foram confirmados. Mas o fascínio e detalhamento excessivo da guerra torna um pouco cansativa a leitura.

Assim como todos os outros livros, Spohr nos apresenta personagens muito bem construídas. Em "Anjos da Morte" somos apresentados à Graig, Tony Akee, Zac e Sophia (entre outros).

O fato é.. conhecendo melhor Denyel ficou ainda mais fácil cair nas graças desse canastrão.. E eu já gostava dele desde "Herdeiros da Atlântica"....

Para os amantes de histórias fantásticas, este livro não pode ficar fora da lista.. A escrita clara e fascinante de Spohr garantem um passeio que vale à pena ser feito.

Recomendo! Boa Leitura!
comentários(0)comente



186 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |