Cores de Outono

Cores de Outono Keila Gon




Resenhas - Cores de Outono


85 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Kênia Cândido 09/08/2019

Livro Maravilhoso!
Cores de Outono me conquistou nas primeiras páginas e a única reclamação que tenho é porque o livro não é meu, pois estou participando do Book Tour organizado pela Ana Paula do blog Livros de Elite e vou ter que ver o livro ir embora.

A leitura se desenvolve de maneira ligeiramente prazerosa e divertida e contém detalhes surpreendentes ao ponto dos personagens se tornarem inesquecíveis.
Após perder sua mãe e o padrasto em um acidente de carro, Melissa Wels resolve cuidar da sua irmã caçula Alice e decide ir morar em uma cidadezinha montanhosa chamada Campo Alto, onde seriam amparadas pelo avô George Wels.

Logo que chega à cidade, Melissa reencontra com seu amigo de infância Arthur Casella. George tem como vizinhos a família Casella e Arthur que está bem animado em revê-la e logo demonstra um grande interesse por Melissa.

Por se tratar de uma cidade pequena, Melissa logo fica sabendo sobre a família Von Berg, que possuem uma propriedade nas montanhas e por causa de alguns boatos, eles são ignorados pela cidade, incluindo o jovem Vincent Dippel, que mora com a família Von Berg.

Até que o destino se encarrega de aproximar Melissa e Vincent de forma sensacional e inesperada. Já Vincent parece que gosta e faz questão de cultivar sua fama de arrogante e antissocial. Porém Melissa não fica intimidada com a personalidade de Vincent e através dele, Melissa descobre um mundo totalmente mágico com vários seres místicos.

Melissa é uma personagem maravilhosa, que tem uma personalidade forte, mas durante a leitura ela mostrou também ser uma jovem sensível, persistente e bem desastrosa. Ela proporcionou vários trechos engraçados por causa dos seus desastres. Outro personagem fofo na trama foi Alice, a irmã de cinco anos de Melissa. A garotinha é um anjo e simplesmente encantadora.

E Vincent... Mesmo com as suas mudanças de humor, conseguiu arrancar vários suspiros de minha parte e terminei o livro achando ele perfeito. O final de Cores de Outono foi bem criativo e me deixou curiosa para ler a continuação. Mas enquanto isso não acontece, irei matar saudades da história com a playlist que a autora Keila deixou carinhosamente para os leitores, sem falar na receita de brigadeiro, que por sinal é uma tentação.

Enfim... Eu só tenho que agradecer a oportunidade de ter participado do Book Tour e para quem ainda não leu o livro, eu recomendo muito a leitura dele.

site: https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/2015/07/resenha-cores-de-outono-keila-gon.html
comentários(0)comente



Fabiana @primeirasimpressoes 13/08/2018

Melissa perdeu a mãe e o padrasto em um acidente de carro, agora é responsável por Alice, sua irmãzinha de 5 anos. Então resolve ir morar com seu avô George em Campo Alto cidade onde passou sua infância. George mora aos pés da montanha, um lugar cercado de mistérios e misticismo. Por ser uma cidade pequena há muitos boatos que envolvem os moradores da montanha os Von Berg e Vicent Dippel, fazendo com que todos da cidade mantenham distância e tenham medos deles. Vicent é extremamente arrogante e intimidador e faz questão que todos tenham medo dele mesmo, mas o destino faz com que Vicent e Melissa se aproximem de uma forma inesperada, e sua aproximação com esse homem à leva a fazer descobertas impressionantes sobre ele, os Von Bergs e sua irmã.
.
.
Cores de Outono é o primeiro livro da trilogia Cores, narrado em primeira pessoa por Melissa, e só posso dizer que amo essa história. Melissa é uma personagem forte, que mesmo correndo riscos enfrenta seus medos. Vicent é apaixonante, por trás de toda sua arrogância existe um homem gentil, carregado de culpa e conflitos internos. O amor entre eles é forte e muito intenso. Cores de outono é uma trama muito envolvente, emocionante e cheios de reviravoltas, com um cenário sobrenatural com elfos, magos e outras criaturas mágicas e claro uma linda história de amor.
comentários(0)comente



ViagensdePapel 08/08/2017

Cores de Outono é primeiro volume da Trilogia Cores, escrito pela brasileira Keila Gon, inicialmente foi publicado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira, da Novo Século. Atualmente a trilogia faz parte da Editora Mundo Uno. O livro conquista facilmente os fãs de literatura fantástica, a autora apresenta-nos a trajetória de Melissa Wels, uma jovem comum de 21 anos e os eventos que se sucederam após o acidente que mudou o rumo de sua vida. Antes da tragédia, Mel vivia em São Paulo ao lado de sua família em uma rotina perfeita e pacta. Incapaz de fugir de sua dor, ela vê a chance de recomeçar, muda-se com sua irmã caçula, Alice, para a Cidade da Montanha, onde o inesperado acontece. Ela não está preparada para surpresas que o destino lhe reserva, caminhos repletos de aventuras é o que aguarda por nossa protagonista.

Novamente em Campo Alto, Mel reencontra em suas memórias lembranças ausentes e perdidas em algum lugar de seu passado, ela enfrentará a natureza sombria presente em seus sonhos. O que são esses sonhos? O que acontece quando o que parece ser improvável na verdade é a realidade? O real e o imaginável caminham lado a lado conduzindo o leitor em uma viagem eletrizante num emocionante romance sobrenatural, com a mistura ideal de suspense, fantasia e mistério. Melissa será atraída para uma nova dimensão, um amor e uma surpreendente revelação que a fará repensar no que de fato acredita.

Mel é assombra por sonhos que estão ficando cada vez mais aterrorizantes, descobre que são memórias de uma realidade completamente surreal. Ela sabe que encontrará em Vincent as respostas para seus questionamentos, e fará o que for necessário para proteger aqueles que tanto ama, mesmo que se apaixonar seja a chave para um perigo ainda maior.



Leia a continuação da resenha, acesse o link abaixo:

site: http://www.viagensdepapel.com/2014/02/05/resenha-cores-de-outono-cores-1-de-keila-gon/
Keila Gon 23/02/2018minha estante
Beijo minha Linda, obrigada pela resenha!!




spoiler visualizar
Keila Gon 23/02/2018minha estante
Beijo Bru!! Obrigada pela resenha!!




di 29/08/2016

A história de Melissa começa com sua viagem de São Paulo para Campo Alto. Uma cidade do interior, cercada por florestas e montanhas. É onde mora seu avô George, o único parente que lhe resta. Melissa deixou tudo pra trás quando sua mãe e o pai de sua irmã morreram em um acidente. Como passou sua infância em Campo Alto, resolveu que Alice também poderia crescer assim, livre, sem preocupações. adorei a capa,
Keila Gon 23/02/2018minha estante
Beijo Di!! Obrigada pela resenha!!




day 22/08/2016

razoável
Bom...depois de ouvir muito falar sobre essa trilogia,decidi ler o primeiro livro dela,CORES DE OUTONO.
O livro fala da Melissa e sua irmã Alice que é uma criança de 5 anos,ambas perderam recentemente a mãe e estão muito abaladas....Elas agora estão morando com avô George em uma cidade pequena do interior de São paulo.
O livro é bem escrito,contexto muito bom,porém não me agradou em muitas coisas...
Uma delas é os personagens que parecem ter pulado de crepúsculo,Melissa é chata e chorona,e o galã romântico da trilogia parece Eduard Cullen ,misturado com o Christian Grey de cinquenta tons de cinza...
Outros pontos que achei confuso ,é os personagens viverem no Brasil e comerem panquecas doces no café da manhã e sanduíches no almoço...achei meio americano o livro...
Enfim...depois vira harry Potter e coisas fantásticas começam a acontecer...
Eu li o livro até o final,porém fiquei enfadada em alguns capítulos.
Pra quem gosta dessas histórias ,eu recomendo a leitura,pois como falei ,é bem escrito.
Eu não sei se vou continuar a trilogia...talvez sim,porque gosto de ler até o final,quem sabe não posso muda minha opinião??
Mais ,recomendo sim o livro.
Keila Gon 23/02/2018minha estante
Obrigada pela resenha Day! Sabe... a receita de panquecas é uma mão na roda pra quem mora longe da padaria kkkk Se tornou minha especialidade aqui em casa, e a favorita do meu marido e filha, principalmente aos domingos !! Em Luz de inverno, o terceiro livro, eu deixo a receita direitinho no fim do livro. Espero que goste! Beijo e obrigada pela resenha! Boas leituras!




Helena 15/01/2016

Quando vi esse livro pela primeira vez, achei que fosse um romance. Jamais passou pela minha cabeça que seria uma fantasia. Sim, julguei pela capa e nome, mas quem nunca?! Descobri um pouco sobre a história através de duas amigas que já tinham lido e achei bastante interessante. Então, em um belo dia ensolarado (ou não, nem lembro), fui convidada pela Ana Paula, do Livros de Elite, para participar do Book Tour do livro. Animei bastante, afinal estava mesmo querendo ler o livro. Mas, chega de papo e vamos ao que interessa. Rs

Cores de Outono conta a história da Melissa, que após perder seus pais em um acidente, vai morar com seu avô em uma pequena cidade na montanha, levando consigo a responsabilidade de cuidar de sua irmã mais nova, Alice. O que ela não esperava era que seu destino se cruzaria com Vincent, um estranho arrogante e mau humorado, que vai levá-la para um mundo mágico fascinante e cheio de perigos.

Assim que comecei a leitura me vi completamente encantada pela forma simples e natural com a qual a autora escreve. É aquele tipo de escrita que dá uma sensação gostosa de leveza, o que é muito bom, diga-se de passagem. Os fatos narrados logo no início também despertam a curiosidade, trazendo aquela vontade de terminar logo a leitura e saber de tudo que aconteceu. Porém... isso não durou muito para mim.

Após algumas páginas de leitura, comecei a me sentir um tanto saturada. A história parecia não desenvolver, não sair das mesmas cenas em torno dos diversos momentos do casal se encontrando "por acaso". Achei que isso deixou a trama repetitiva, o que me fez achar que não passava de enrolação, uma vez que muitas coisas foram desnecessárias e não precisavam fazer parte da história. Além disso, o enredo tem uma semelhança enorme com a saga Crepúsculo, principalmente os personagens...

Leia a resenha completa: http://www.cafecomlivroo.com/2016/01/cores-de-outono-keila-gon.html

site: http://www.cafecomlivroo.com
day 21/08/2016minha estante
putz,to lendo e to cansada do livro...me sinto em em crepúsculo...porém no mundo de peter pan ...e o livro é em são paulo ,porém todos parecem gringos.


Ale 22/09/2016minha estante
Estou com o mesmo sentimento que vc, pensei em abandonar...na verdade intercalo com outro livro para nao abandonar de vez. Ouvi falar tão bem desse livro que foi um balde de agua morna, assim com a Day estou cansaderríma do livro.


Keila Gon 23/02/2018minha estante
Obrigada pela resenha Helena! Beijo e boas leituras!




LT 30/12/2015

Resenha Livros & Tal
O livro é narrado em primeira pessoa e fiquei encantada pela história e pelos personagens. O romance é muito bem construído, o sobrenatural presente na narrativa é envolvente e nada fica fora de contexto, tudo vai se encaixando, os detalhes e cenários são convincentes e eu me via viajando em vários momentos para esse mundo cheio de magia e mistérios. Mas o que mais gostei, foi o fato de que o grande destaque da história não é exatamente Vincent ou Melissa e sim, Alice. Sim, a irmã da protagonista mesmo, ela traz consigo revelações que irão mudar completamente a vida de todos.


Cores de Outono é muito bom, bem escrito, personagens cativantes, rico em detalhes, um bom romance e tudo na medida certa, a autora conduziu a história com maestria sem deixar nada solto. A capa também é muito bonita e combina com a história, apesar de uns errinhos de revisão aqui e ali, e de em certos momentos eu ligar uma coisa ou outra com Crepúsculo, eu terminei a leitura com gostinho de quero mais! A sequência da história é Sombras da Primavera que já está disponível por aí e o último da saga, Luz de Inverno segundo a autora, já está quase pronto! ;). 


Quer ler a resenha completa? Acesse http://livrosetalgroup.blogspot.com.br
Keila Gon 23/02/2018minha estante
Obrigada pela resenha Flor, Beijos e espero que goste dos outros livros da série! Beijo e boas leituras!




Bruna 29/12/2015

Deixe a magia envolver você
Com uma escrita gostosa e envolvente a cada pagina lida se tem mais vontade de ler sem parar e quando se chega ao fim já se deseja o próximo com a maior urgência do mundo! Confira o que eu achei e os detalhes na resenha a seguir:

Falar sobre esse livro é um pouco complexo, porque se eu contar muito da história eu acabo estragando o mistério e se eu for superficial não estarei fazendo jus à obra. Começarei dizendo que por um longo tempo eu achei a história extremamente parecida com Crepúsculo, não por ter vampiros que brilham (não resisti), mas pelos personagens principais, a família Von Berg ser reservada, todos acharem que eles têm algo estranho e manterem distância na maior parte... Entendem? Mas não apenas por isso, são pequenos detalhes que me lembravam dessa história e, no entanto, podem ficar tranquilos que não é exatamente igual e que surpreende muito.

Depois de perder sua mãe e seu padrasto em um acidente de carro, Melissa vê toda sua vida mudar. Com uma irmã pequena para criar e sem saber como seria capaz de proteger Alice, ela resolve voltar para o lugar onde passou grande parte de sua infância: a casa de seu avô. Há muito tempo ela e sua mãe foram embora dali por serem o motivo de fofoca da cidade pequena, afinal ela uma mãe solteira dava assunto de sobra para as fofoquinhas da cidade. Mas agora, depois de tudo que aconteceu ela só quer que a irmã possa crescer e ter boas lembranças assim como ela teve quando criança, apesar de saber que os falatórios voltariam e ter que aturar um monte de solidariedade e olhares de pena de desconhecidos.

“Confesso que a importuna compaixão de desconhecidos já estava incomodando, meu desejo era que ninguém tentasse entender o que eu sentia, não procurasse solucionar minha dor e realmente não tocasse no assunto. Já era difícil lembrar, imagine falar sobre o acidente de minha mãe com estranhos.”

Decidida a não se deixar atingir pelos comentários, ela vive sua vida com apenas dois objetivos: ajudar seu avô em sua loja e cuidar e proteger para que nenhum dos dois (ele e sua irmã) sofram mais nenhuma perda. Mas, infelizmente, para Mel se manter afastada dos perigos não é algo fácil... Ela é como um imã para as piores situações acontecerem e ser desastrada não ajuda em nada! Ela sempre se sentiu bem na montanha e em caminhar, mas alguns segredos jamais revelados quando ela era pequena aparecem agora com ela grande... Todos dizem que a família da Montanha guarda grande segredos e que é perigosa, mas um em especial é o que mais faz a fama aumentar: Vincent Dippel é um homem sério e que assusta as pessoas, mas desde que chegou a cidade parece que Mel o atrai e não consegue sentir medo dele, pelo contrario, outras emoções se revelam quando estão próximos, mas medo não é uma delas.

“Alguns minutos com ele, sozinhos, dentro de um ambiente que nos deixava próximos? Um ice Berg escorregou por minha garganta e se acomodou em algum lugar no meu estômago. O frio acordou as borboletas que voaram frenéticas mais uma vez. Desta vez precisei me concentrar para que minha respiração não parecesse ofegante. Afirmei com a cabeça, seria constrangedor falar agora.”

O Sr. Dippel sempre foi reservado e manteve-se a distancia de todos a não ser quando estritamente necessário e geralmente envolvendo trabalho, mas com Melissa ele é completamente oposto, mesmo brigando 150% das vezes em que se encontram ambos parecem estar ligados um ao outro. Obviamente que eu nem preciso comentar que os comentários que antes já eram grandes se intensificam cada vez mais, correto? Quanto mais tempo vão passando juntos, mais coisas estranhas vão acontecendo. Vincent parece ter muitos segredos escondidos e revelações que irão afetar drasticamente sua vida, coisas estranhas começam a acontecer em casa e com sua irmã e digamos que escapar de uma queda de um mirante não é nada normal. Ela sabe que tem algo diferente em toda essa história, ela só não imagina o quanto assim como não consegue ficar longe de um certo homem charmoso, sério e possuidor de lindos olhos azuis. Mesmo com todos os conselhos ela insiste em ir atrás do que ela deseja, mas será que ela está preparada para as consequências e o novo mundo que irá se abrir para ela?

“ – Palavras são importantes... poderosas. Podem esconder verdades ou revelar mentiras e não gosto de ser protegida por mentiras. Prefiro me machucar com a verdade – concluí confusa e ele esticou um tímido sorriso.”

Pronta ou não, ela não tem para onde fugir. Ela precisa cuidar de sua irmã e estar perto daquele que faz borboletas voarem em seu estomago. Preparem-se para tudo, a magia espera por vocês em Cores de Outono!

“ – Só vou pedir um favor, Mel... Tome cuidado com o Darth Vader da montanha. Não gosto desse cara.”

Confesso que no inicio eu estava lendo um pouco devagar e que a história não tinha me prendido, mas isso mudou radicalmente e eu me apaixonei e comecei a devorar as páginas. Eu realmente recomendo para quem gosta de uma boa fantasia e gostou do que viu aqui, sempre tento trazer os pontos mais importantes para que vocês possam notar se te agrada ou não o enredo. Então se te chamou a atenção e te interessou corre para ler porque você irá gostar, e quanto mais você lê melhor vai ficando a história então persista, aproveite e se apaixone

site: brookebells.com
Keila Gon 23/02/2018minha estante
Obrigada pela resenha Bruna!!! Boas leituras!!! Beijo




Nath 11/12/2015

Resenha para o blog Pobre Leitora
Li Cores de Outono graças ao booktour organizado pela Ana Pula do blog Livros de Elite e digo que valeu muito a pena ter entrado nessa. A leitura foi maravilhosa e entra pra lista dos livros memoráveis desse ano, com toda certeza!
Cores de Outono é um romance sobrenatural (ou pelo menos, não muito natural rs) que me fez recordar as histórias que me fizeram uma leitora apaixonada como sou hoje em dia. Mais do que tudo, a história me trouxe uma nostalgia muito gostosa e já foi um grande passo para me apaixonar pelo livro.

A escrita de Keila Gon é ótima, detalhada na medida certa para que você consiga se imaginar dentro do livro e de modo que não fique maçante. O livro é consideravelmente longo, mas o modo como é escrito faz com que você nem perceba a leitura passando.
Como primeiro volume de uma saga, é um livro um pouco mais introdutório, que tem por objetivo nos apresentar os personagens e nos ambientar neste novo mundo, e tenho que dizer que conseguiu este feito com maestria. Ao chegar na última folha me sentia amiga íntima dos personagens e moradora da montanha. Muitas dúvidas ficaram ao final da história, obviamente, e estou mais do que curiosa para ler o segundo volume logo, mas as informações que nos são dadas são o suficiente pra encantar.
Em Campo Alto, mais precisamente na montanha dos Von Berg, vamos conhecer um mundo totalmente mágico com direito a elfos, magos e mundos diferentes onde se encontram personagens extremamente curiosas. É impossível não se encantar!

Os personagens foram muito bem construídos e atendem a sua natureza. Melissa é uma jovem que passou por um grande trauma e pegou para si uma imensa responsabilidade - cuidar de sua irmã mais nova - e por mais desastrada e avoada que seja, consegue sim cumprir isso. O sentimento de proteção e amor que ela sente por Alice é lindo.
Alice por sua vez é uma criança adorável! Com seus apenas 5 anos é muito inteligente e sensitiva. Me apaixonei perdidamente por ela.
Vincent, o Sr. Dippel, é o cara do lado negro da força, que resolveu passar para o lado do bem e veio pra deixar as mulheres de queixo caído. Extremamente sexy, cavalheiro e apaixonante, seu mau humor, medos e defeitos não o denegrirem, muito pelo o contrário, só nos faz querê-lo mais.
Os outros personagens também são encantadores. George é um excelente avô e me fez vontade de ter um senhorzinho desses em casa. Arthur tinha conquistado minha simpatia no inicio da história mas depois... Bom, eu não ligaria se a Keila fizesse ele rolar morro abaixo :)

A história ainda deixa uma mensagem muito interessante de nós temos que escolher o certo e não o fácil. A coisa certa a se fazer nem sempre é simples e fácil, mas é o certo e o melhor a se escolher sempre, por mais difícil que seja. Melissa tem esse dilema a sua frente e suas escolhas vão muda-la para sempre.

Resumindo tudo o que disse até agora e sem conseguir achar mais palavras para demonstrar como a história é maravilhosa, digo e repito que vocês precisam ler Cores de Outono! É garantia de se apaixonar!

site: http://pobreleitora.blogspot.com.br/2015/12/resenha-cores-de-outono-keila-gon.html
Keila Gon 23/02/2018minha estante
Muito obrigada pela resenha Nath *.* Beijo agradecido e ótimas leituras!!!




Tifany 01/12/2015

Suspiros e mais suspiros
O livro conta a história de Melissa, uma jovem de 21 anos que, há alguns meses perdeu a mãe e o padrasto em um acidente de carro e agora é responsável pela irmã de cinco anos, Alice.
Melissa acredita que, indo ao encontro de seu único parente vivo, na cidade onde ela viveu quando criança, uma cidade de interior cercada por árvores, Alice pode crescer feliz e sem preocupação. É por isso que duas saem de São Paulo e vão para Campo Alto, onde irão viver com o avô, George, apelidado de Opa (avô, em alemão).
Chegando a Campo Alto, tudo o que Mel queria era recomeçar. Alice deveria começar em uma nova escola e Mel ajudaria seu avô na Revendedora Wels e cuidaria dele. A cidade, praticamente não havia mudado, até os vizinhos eram os mesmos.
Tudo estava igual, exceto pela nova família que vivia na montanha: os Von Berg. Uma família que vivia isolada, vítima constante das mais diversas histórias e boatos.
Todos avisam Melissa do cuidado que deve ter com a família, principalmente com o sobrinho deles, o ''senhor Dippel".
Vincent Dippel é um belo rapaz, conhecido por sua falta de sociabilidade e por ser um pouco arrogante. Apesar dos avisos, Melissa se aproxima dele.
Vincent é o homem mais irritante e arrogante que Mel poderia conhecer, mas ela não consegue se afastar daquele lindos olhos azuis turquesa, e passa a conhecer sensações que nunca esperava sentir.
É aí tem tem início uma linda e perigosa história repleta de magia, onde Melissa descobrirá segredos e um mundo que nunca pensou existir, cheio de Magos, elfos, duendes... Ela precisará proteger a todos, principalmente Alice.

Amei demais esse livro! Comecei a lê-lo esperando um romance contemporâneo ou algo do tipo. Agora, imaginem a minha surpresa ao ser apresentada a um mundo cheio de magia!
Foi meu primeiro contato com a autora e amei sua escrita. É super leve e fluida, você nem vê o tempo passar!
Suspirei durante o livro inteiro. A atração entre Vincent e Melissa me encantou de uma maneira que não conseguia largar o livro! Apesar de complexa, com algumas brigas, a história deles é encantadora.
O livro possui personagens encantadores, como o Opa, Alice, os vizinhos Casella. Arthur, ''amigo'' de infância de Melissa, me irritou bastante, mas consegui entender seu lado.
Vincent me encantou desde sua primeira aparição... Não tenho nem palavras para descrevê-lo. Ganhou meu coração logo de cara.
Melissa se mostrou uma personagem forte, mesmo com medo, ela assume os riscos e vai em frente para proteger que ama, apesar de muito desastrada. Ela foi a única que teve a coragem de enfrentar Vincent.
A capa do livro ficou linda! Diagramação com letras em bom tamanho, páginas amareladas.
A narrativa é feita pela perspectiva de Melissa e podemos conhecer todos seus medos e sentimentos confusos... Além de imaginarmos os lindos olhos de Vincent!
Estou louca para ler a continuação e continuar acompanhando essa história que tanto me encantou.
Livro recomendadíssimo! Vocês não podem deixar de ler!

site: http://osamantesdaleitura.blogspot.com.br/2015/12/cores-de-outono-keila-gon.html
Keila Gon 23/02/2018minha estante
Ownnnn muito obrigada pela resenha Tifany! beijo agradecido!!! Ótimas leituras!!!




27/07/2015

Momento Leitura - Maio 2015
Resenha no link abaixo.

site: http://pocoesdearte.blogspot.com.br/2015/07/momento-leitura-maio-2015.html
Keila Gon 23/02/2018minha estante
Obrigada pela resenha Bruxa!!! Beijo




Bruna 16/11/2014

Cores de Outono, de Keila Gon, é o primeiro de uma série juvenil sobrenatural, que tive o prazer de ler por meio de um Book Tour, organizado pela Ana Paula, do blog Livros de Elite.

Bom, vamos lá?

Melissa Wels é uma jovem de 21 anos que acabou de perder a mãe e o padrasto em um acidente de carro. Ainda desnorteada e perdida, ela decide se mudar com para a casa do avó, George, na cidade de Campo Alto, com sua irmãzinha, de 5 anos, Alice. George vive aos pés da misteriosa montanha da cidade, um local cercado de misticismo, e boatos envolvendo a família Von Berg, residente do topo da montanha, é o que não faltam.

Logo que chega na cidade, ela reencontra seu amigo/inimigo de infância, Arthur Casella, que vive na casa ao lado com seus pais. A família Casella é muito próximo de George, o que acaba por aproxima-los de Melissa, e não demora muito para Arthur demonstrar interesse por ela.

Porém o fascínio de Melissa acaba destinado a Vincent, por mais surpreendente que isso possa ser, uma vez que Vincent é simplesmente o cara mais grosseiro e intimidador da cidade. Ele vive com os Von Berg, e é conhecido na cidade por ser um tremendo mal-humorado. Assim como sua família, é envolto em boatos e mistério, que fazem com que sejam temidos e mantidos a certa distância, pelos moradores da cidade.

Mal imagina Melissa que o mistério envolvendo Vincent é mais perigoso e fascinante do que ela poderia esperar. E sua aproximação a homem a leva a fazer algumas descobertas desconcertantes e impressionantes sobre ele, sua família, e o mais assustador de tudo: sobre a pequena Alice.

A partir do momento em que Melissa e Vincent começam a se aproximar, vamos conhecendo o personagem de verdade, e vendo que por trás da fachada de arrogância e superioridade, existe um homem sofrido, em conflito, mas gentil e generoso.

Vincent realmente conquistou meu coração, mesmo quando era um grosseirão. E é óbvia a inspiração da autora no meu amado e idolatrado Ian Somerhalder, na hora de compor o personagem. Não tem outra definição: Ian é a descrição física exata e perfeita de Vincent! Aiii, como não amar?

Melissa é muito dedicada a irmã, quer garantir que Alice tenha uma infância saudável e sem traumas, e se mostrou uma mocinha forte, quando a situação envolvia a segurança de sua irmã. Mas algumas atitudes dela, não relacionadas a irmã, me não me agradaram um pouco. E não há o que falar da pequena Alice, a não ser que é absolutamente encantadora!

E há a perspectiva de um triângulo. Porém, apesar de Arthur ser apresentado como um personagem legal, e inclusive existir um vasto Team Arthur, eu não gostei dele. E para falar a verdade, me irritou bastante em vários momentos, por se intrometer demais onde não devia.

Cores de outono é um livro mágico e encantador, uma fantasia cheia de seres mágicos como magos, elfos e mundos paralelos de magia. Adoro fantasias, e autora soube prender minha atenção. Porém senti uma forte semelhança com Crepúsculo em alguns momentos, e creio que foi justamente por essa associação que não gostei do Arthur, e acabei já desconfiando do que decorreria de alguns acontecimentos.

A diagramação é simples, mas muito bem feita. As páginas são amareladas e a fonte de tamanho confortável para leitura, e a capa é linda. E tenho que fazer um sério desabafo: Keila, se eu engordar, a culpa é sua! Comi chocolate pra caramba esses dias, por causa do livro :). Além do livro mencionar bastante esse ser que representa meu maior vício alimentício, ainda tem uma receita de brigadeiro de colher no final do livro!

Recomendo muito a leitura para os fãs de fantasia e romance.

site: http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/2014/11/resenha-cores-de-outono-keila-gon.html
Keila Gon 23/02/2018minha estante
kkkk adorei! Beijo e muito chocolate! Obrigada e ótimas leituras*.*




Jerusa 27/10/2014

Tive o prazer de conhecer a Keila na Bienal esse ano. Uma feliz coincidência, já que eu nem imaginava que isso aconteceria. É claro que eu estava com o nome de seu livro em minha lista e quando questionei a atendente pelo preço do exemplar, ela me avisou que a autora estava no estabelecimento, só que havia saído um minuto, mas voltaria em breve no caso de eu querer um autógrafo. Eu esperei é lógico, e foi muito gratificante conhecer e conversar com um pouco com ela.

Eu já havia lido algumas páginas na internet, no blog do Livro mesmo e me encantei com o modo que ela escreve. Isso me fez comprar o livro, apesar de achar que seria um conto voltado para o público adolescente, uma vez que se trata de romance mesclado com fantasia, e não costumo ler esse gênero literário. Confesso que conhecer a autora me fez criar uma expectativa ainda maior em relação a história e em certo momento fiquei com medo de me decepcionar, e... me surpreendi mais ainda! Se um simples ato de descrever uma viagem de volta para casa se torna poética, imagine escrever emoções de uma mulher apaixonada, ou um mundo totalmente mágico. A Keila tem essa habilidade, o que faz com que a leitura seja prazerosa mesmo quando temos que ler sobre alguma coisa que não vai alterar em nada no enredo, como uma arrumação de quarto por exemplo, tornando as 440 páginas fáceis de acabar.

Outro fator interessante é que O mundo é mágico, mas a história se passa em Campo Alto, se entendi bem, uma pequena cidade (fictícia) do interior de São Paulo e a fantasia vai se mesclando com a realidade em doses homeopáticas. Acho importante autores brasileiros valorizando os cenários da nossa terra, nesse caso de forma sutil, e pesquisando um pouco mais a fundo, existe um bairro rural com esse nome no município de Pirassununga que é popular entre trilheiros e fica a aproximadamente a 220 km de São Paulo, tudo isso não passam de suposições, somente a Keila mesmo para nos contar - em todo caso, ponto pra ela, uma vez que a história se passa no Brasil.

Nas primeiras páginas já somos premiados com um pequeno trecho do livro Cinco Minutos. Para quem não sabe esse foi o primeiro livro do escritor José de Alencar e se tornou um clássico da literatura brasileira. Esse detalhe não está aí por acaso e no decorrer da história podemos observar que é o livro favorito de nossa heroína.

A história começa com Melissa, uma jovem de 21 anos que acaba de perder a mãe e o padrasto em um acidente, indo morar com seu avó materno em uma cidade pacata do interior de São Paulo. Ela assume a responsabilidade de cuidar de sua meia irmã Alice de apenas 5 anos, deixando assim a faculdade e seus sonhos de lado.
Mas o que parecia ser a escolha de uma vida simples e longe de perigos, aos poucos se revela com muitos mistérios. Se envolvendo com Vincent, um homem misterioso, com o humor instável, que é temido por toda cidade, do qual Melissa não consegue se afastar, ela será apresentada a um Mundo Mágico e terá que decidir entre viver racionalmente uma vida simples e comum, ou mergulhar num oceano de confusões em um mundo de fantasias.

" Sentia-me adormecida, como uma árvore no outono, quando o destino mostrou novas cores, novas possibilidades."


Hahaha... Não tenho o costume de contar todo o enredo em minhas resenhas, procurando me limitar na maioria das vezes ao resumo que o autor disponibiliza, porque acho um pouco chato revelar a história para o leitor, ainda mais quando temos vários mistérios envolvidos, como é o caso dessa saga, por isso só quero acrescentar que a história me envolveu completamente, e várias vezes eu quis ter o poder de entrar no livro para ajudar os personagens..., sofri com suas desventuras, torci por suas alegrias e mal posso esperar para ler a continuação da saga Sombras da Primavera, pois fiquei com gostinho de quero mais e milhões de perguntas pipocando em minha mente fértil.

Fugindo um pouco ao protocolo, o livro termina com os agradecimentos da autora, algumas explanações sobre sua inspiração, uma playlist internacional para acompanhar o ritmo da história, uma deliciosa receita de brigadeiro de colher e um trechinho da continuação da saga. Detalhes joviais e delicados, que combinam perfeitamente com a autora e sua obra. Adorei!

site: http://www.caprichoseleituras.blogspot.com.br
Keila Gon 29/10/2014minha estante
UAU Jerusa... estou sem palavras... sua resenha foi um presente! A magia de Cores de outono é encantar o coração dos leitores com o simples, com a ideia do impossível... e quando o livro alcança seu objetivo, fico muito MUITO feliz!!!
Obrigada pela resenha, pelo carinho e espero de coração que "Sombras da primavera" traga todas as emoções desta aventura!
BEIJO




Rafa 07/09/2014

O livro é um romance com elementos de fantasia, mas predomina o aspecto amoroso da história. A parte fantasiosa é introduzida bem aos poucos, o que dá um ar até de normalidade frente a esse mundo de elfos, magos, outros mundos, etc.

Melissa é uma protagonista interessante, ela me irritou por chorar demais, porém, ela mesma sabe que chora sem parar e se autocritíca, o que traz até um humor para a situação. Fora isso, ela não é adolescente, é uma mulher adulta já, com seus 21 anos e com vivências que a fizeram amadurecer, então ela é bem real.

Vincent é o cara para você se apaixonar. Não tem como não se apaixonar. Ele é sério, taciturno e vários boatos o cercam. Ele é misterioso e surpreendente e eu quero ele pra mim, ponto final.

Eu gostei também dos personagens secundários, como o Opa George, a família vizinha deles e seu restaurante que me deu fome. A família da montanha também é interessante, ainda mais por nem todos seres humanos. O cachorro Heros é um fofo também.

As paisagens são descritas de uma maneira muito bonita e achei o desenvolvimento do livro bastante legal. Não é um livro com um ritmo acelerado, inclusive pouco tempo se passa nessas 440 páginas. Outra coisa, é que encontrei alguns errinhos de revisão, mas dá para relevar.

site: http://arrastandoasalpargatas.blogspot.com.br
Keila Gon 07/09/2014minha estante
Obrigada Rafa!!
Adorei ver o seu olhar de Cores!!!
BEIJOS agradecidos pelo carinho!
Keila Gon




85 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6