Cores de Outono

Cores de Outono Keila Gon




Resenhas - Cores de Outono


91 encontrados | exibindo 46 a 61
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7


Amoras Com Pimenta 27/06/2013

Gente eu nem sei por onde começar. Cores de Outono, ou Cores para os íntimos, kkkkkkkkkkkk, tem tudo que um leitor precisa e gosta em um livro. Se um leitor estiver num momento em que sente perdido nas escolhas feitas, Cores é daqueles liros que nos trazem toda a alegria em pegar um livro e ler. Pelo menos foi assim comigo. Eu nasci e cresci no interior de Minas Gerais, e Cores para mim tem a cara do lugar onde cresci. A medida queia lendo e conhecendo o lugar onde o livro se passa eu via a minha cidadela, rsrsrs.
Em Cores somos apresentados a Melissa, sua irmã Alice, seu avô George, ou Opa para Melissa, e Vicent.
Ah Vicent... (suspiros)
Melissa e Alice acabam de passar por umaperda muito grande em suas vidas, e elas vão morar com seu avô. George é aquele misto de avô e paizão.
Mas quando Melissa conhece Vicent, e de uma forma muito inusitada ela não consegue se manter afastada dele, como todos seus instintos gritam para ela fazer, temos um livro maravilhoso.
Vicente é todo mistérios, ninguém na pequena cidade se atreve a colocar no seu caminho, o que dirá falar com ele... Mas Melissa contraria tudo e se aproxima dele. Ela sabe e vê que tem algo de diferente com Vicent, e por mais que tentem eles não conseguem ficar longe um do outro.
Vicent se na missão, junto com sua família de ajudar Alice, pois Alice é uma menina muito especial, e por um motivo, que eu adorei, ela pode se colocar em risco...



Melissa no começo fica relutante a entender tudo que Vicent tem a lhe explicar,e não aceita tudo que Alice precisa, ou melhor, ela aceita, mas não aceita modo como ela acha que Vicent usou pra fazer o que precisa.
Mas a química entre os dois é forte demais, e Melissa não consegue ficar longe de Vicente,e se a segurança de Alice vai por esse caminho, ela entende Vicent.
O romance deles é algo..... sem explicação!!!!!
Adoro ver o modo como Vicent sabe que deve manter Melissa longe dela, para a segurança dela, e ao mesmo tempo seu egoísmo, como ele mesmo diz, não deixa ele se distanciar dela.
E já que é para viver esse romance, Vicent decide vivê-lo. Isso não siginifca que será fácil pra ambos e muito menos seguro para Melissa. Mas eles decidem ficar juntos, com toda provação que vão ter que passar.



Mas no meio desse amor todo algo acontece com Alice, e aí sim Melissa verá se ai dar conta de ficar do lado de Vicent com tudo que ele pode lhe de bom e de ruim...



Amigos, ler Cores é uma viagem deliciosa pelo mundo da magia, romance e aventura...

site: http://www.aghridoce.blogspot.com.br/
Keila Gon 27/06/2013minha estante
BEIJOS BEIJOS BEIJOS MUITO AGRADECIDOS Eykler!!!
Obrigada Flor, de coração, pelo carinho e pela resenha maravilhosa! Eu adorei: )
Ahhh vcs precisam checar o clip do Creed no Blog Aghridoce!!! MUITO VINCENT! ahahhaha
Mais Beijos flor : )
Keila Gon


Keila Gon 27/06/2013minha estante
BEIJOS BEIJOS BEIJOS MUITO AGRADECIDOS Eykler!!!
Obrigada Flor, de coração, pelo carinho e pela resenha maravilhosa! Eu adorei: )
Ahhh vcs precisam checar o clip do Creed no Blog Aghridoce!!! MUITO VINCENT! ahahhaha
Mais Beijos flor : )
Keila Gon


Keila Gon 27/06/2013minha estante
BEIJOS BEIJOS BEIJOS MUITO AGRADECIDOS Eykler!!!
Obrigada Flor, de coração, pelo carinho e pela resenha maravilhosa! Eu adorei: )
Ahhh vcs precisam checar o clip do Creed no Blog Aghridoce!!! MUITO VINCENT! ahahhaha
Mais Beijos flor : )
Keila Gon


Keila Gon 05/07/2013minha estante
AAAHHHH Eykler!!!
Obrigada pela resenha maravilhosa, pelo carinho e por dividir suas visões deste mundo!
Beijos MUito queridos Flor!!!
Sorrisos multiplicados aqui!
Keila Gon


Keila Gon 05/07/2013minha estante
AAAHHHH Eykler!!!
Obrigada pela resenha maravilhosa, pelo carinho e por dividir suas visões deste mundo!
Beijos MUito queridos Flor!!!
Sorrisos multiplicados aqui!
Keila Gon


Keila Gon 05/07/2013minha estante
AAAHHHH Eykler!!!
Obrigada pela resenha maravilhosa, pelo carinho e por dividir suas visões deste mundo!
Beijos MUito queridos Flor!!!
Sorrisos multiplicados aqui!
Keila Gon


Keila Gon 07/07/2013minha estante
AHHHHHH Beijos beijos beijos Linda : )
Obrigada pelo carinho, pelo olhar de leitora... fotos , quotes Adorei!!!!
Muito sucesso para o blog Aghridoce Eykler!!!
Keila Gon


Keila Gon 07/07/2013minha estante
AHHHHHH Beijos beijos beijos Linda : )
Obrigada pelo carinho, pelo olhar de leitora... fotos , quotes Adorei!!!!
Muito sucesso para o blog Aghridoce Eykler!!!
Keila Gon


Keila Gon 07/07/2013minha estante
AHHHHHH Beijos beijos beijos Linda : )
Obrigada pelo carinho, pelo olhar de leitora... fotos , quotes Adorei!!!!
Muito sucesso para o blog Aghridoce Eykler!!!
Keila Gon




Rogerio 25/06/2013

“...seria imperdoável perder as cores do outono.”
Bom, vamos lá, a resenha de hoje é de Cores de Outono, um livro super especial pra mim e para o blog, pois, a Keila foi a primeira autora a conceder um exemplar de seu livro para resenha – imaginem minha alegria, haha. – Eu li a sinopse achei o livro interessante e entrei em contato com a Keila que deu sinal verde para a parceria, contudo, eu não tinha ideia da dimensão desse livro aqui na blogosfera...

“Cores” – como é chamado carinhosamente pela Keila - é cativante desde o início, desde a capa (haha), acho que o fato de ser narrado em 1ª pessoa traz uma cumplicidade com o leitor que passa a conhecer todas as emoções do personagem narrador, no caso, Melissa Wels.

No primeiro capítulo a protagonista nos conta sobre o acidente no qual a mãe e o padrasto morreram. Melissa está dirigindo, viajando de São Paulo para Campo Alto, uma pacífica cidade de montanha. Descobrimos, então, uma das principais peculiaridades dela: Melissa é desastrada, dirige mal, é cambaleante, está sempre caindo em situações constrangedoras na frente das pessoas.

“Sempre me considerei um ímã para o caos...” (Página 23)

O coração da jovem está mergulhado em um frio polar por causa das perdas e mesmo assim ela é forte e assume a responsabilidade de cuidar da irmã de cinco anos, Alice. Melissa está mais triste pela irmã, pois, acha que a menina, com a morte dos pais, perdeu muito mais que ela... Alice nunca saberia quão boa amiga a mãe Angelina era...

Alice e Melissa vão morar com o avô George (Opa), na Casa Amarela. Eu simpatizei com George à primeira linha de texto, gostei da personalidade paternal do homem que passou tanto tempo solitário, o espírito protetor, enfim, um avô que todos nós gostaríamos de ter.

Melissa é uma garota normal, não é do tipo que chama atenção, eu não tenho certeza disso... talvez ela só seja insegura, lembremos que ela está contando a estória, é o ponto de vista dela e tem um fato que me faz duvidar dessa normalidade: Melissa é muito cobiçada e desejada, principalmente pelos vizinhos.

Vou deixar de enrolação, haha, vamos aos romances.

Arthur é um amigo/inimigo de infância e ele roubou algo importante de Melissa nessa fase (eu queria contar, mas pode ser considerado spoiler). Arthur tornou-se um homem bonito com olhos dourados, mas sua personalidade divertida, muitas vezes é inconveniente, ele não tem papas na língua. Eu estava disposto a ser do #TeamArthur mas não deu... haha. Bom, o vizinho da Casa Azul - Arthur é o vizinho e mora com os pais que são donos do restaurante italiano no centro e amigos da família Wels – nutre uma paixão por Melissa e não esconde isso dela... as famílias torcem para que Melissa e Arthur se entendam... O Arthur seria o cara comum que daria uma vida segura a qualquer mulher, sabe o casamento longo, feliz e sem perturbações?! Contudo, as leitoras (blogueiras - haha) estão mais dispostas a se derreter pelo homem assustador vestido de negro.

Vincent Dippel é o cavalheiro carrancudo com os olhos azuis turquesa intensos por quem Melissa, (e todas as blogueiras), se apaixona e sofre frequentemente ataques de borboletas acrobatas em seu estômago sempre que o vê. No início Vincent é antissocial, sem amizades na cidade, na verdade, a cidade inteira tem medo dele, e, por isso, torci para a Mel se apaixonar pelo Arthur. Entretanto, com o desenrolar da estória, Vincent se mostra mais amigável com Melissa, protetor... apesar das suas constantes mudanças de humor. O casal impossível, enfim, ganha a torcida do leitor, a minha torcida.

A relação do casal é muito difícil. Melissa tem um gênio forte. Vincent tem muitas mudanças de humor. A gente pensa que vai ficar tudo bem entre eles e acontece algo pra colocar em dúvida a certeza que eles tem sobre o que querem...

É claro, o triângulo amoroso está formado. Façam suas apostas, haha.

Até esse ponto da estória tudo está normal, nos limites da realidade, a trama é um romance envolvente, mas lembram da sinopse? Do mundo mágico com elfos, magos e fantasia? No capítulo Bistrô, o mais longo do livro, todas as respostas são respondidas, é de tirar o fôlego, o enredo entra de cabeça na fantasia e não assusta, pois, estamos sendo preparados desde sempre para enfrentar essa realidade paralela... todos os acontecimentos anormais de repente se encaixam. É mágico... E ainda acontecem muitas coisas com o casal, coisas pelas quais torcemos, sabem?!

“Melissa, faça o certo, não o fácil.” (Página 237)

Outro ponto muito importante da trama é Alice que em alguns momentos parece ser o ponto fraco da irmã, mas muitas vezes é a força de Melissa. Alice é sua responsabilidade e ela vai lutar para proteger a criança de qualquer perigo.

Ops, acho que me excedi um pouco.

Espero que tenham gostado.

Eu preciso agradecer imensamente à Keila, por ser tão carinhosa com o blog, por acreditar nesse projeto. Eu sou fã dessa autora, adoro quando ela escreve “Corei”, haha, estou aguardando a continuação de “Cores”, Sombras da Primavera e também já estou de olho no último livro da trilogia, viu. Muito obrigado e sempre que quiser pode usar este espaço.

http://uma-dose-de-palavras.blogspot.com.br/2013/06/resenha-cores-de-outono.html
Keila Gon 26/06/2013minha estante
Pausa... respira... Agradece...
Obrigada Rogério, por colocar o retrato perfeito dos personagens! MUITO MUITO MUITO feliz aqui ao ler suas palvras... SORRISO ENORME! ahahahha
Obrigada pelo talento Lindo!
Beijos
Keila Gon




Isa 25/06/2013

Encantador.
"Cores de Outono" conta a história de Melissa, uma mulher de 21 anos que vê sua vida sem rumo depois de perder sua mãe e seu padrastro em um trágico acidente de carro. Após o ocorrido, Mel se muda para a casa de seu avô, levando Alice, sua irmã de apenas cinco anos.

Mel nutre um carinho enorme pela sua família. Sua irmã e seu avô eram as únicas coisas que lhe restavam no momento em que chegou a Campo Alto, cidade onde passaria a morar. Essa foi uma das coisas que chamou a minha atenção durante a leitura: Melissa sabia valorizar o que tinha. Mesmo com a morte de sua mãe e de seu padastro, Mel era forte. Mesmo com todos os boatos sobre ela, Mel continuava forte. Apesar de sentimental, Melissa tinha algo diferente: diferente o bastante para que um homem se apaixonasse perdidamente por ela.

No começo, era apenas o motorista de uma SUV que quase a atropelou - duas vezes! Mas, com o passar do tempo, Mel foi tendo encontros rápidos com o tal homem, porém suficientes para ter impressões sobre ele - certas e erradas. Dono de lindos olhos turquesa, Vincent - também conhecido como cavalheiro carrancudo ou galã de filme antigo - despertava em Melissa emoções que ela nunca havia sentido antes. Se você está pensando que será apenas um romance clichê e açucarado, está enganado: até leitores com coração de pedra podem se encantar com a paixão dos dois.

A margem, fonte e espaçamento são ótimos, o livro é muito cheiroso, a capa é linda, o desenrolar da história é mágico e a autora é muito simpática. Preciso dizer mais alguma coisa? Hahaha. Além do mais, em vários pontos da leitura aparece o meu amado e desejado chocolate, além da minha maior paixão: música. Só pra vocês terem uma ideia, no final tem até a receita do brigadeiro de panela e uma playlist internacional que acompanha o ritmo de "Cores de Outono". Super criativo, né?

Outra coisa que me encantou no livro é como a minha opinião sobre os personagens mudou conforme a leitura. No começo de "Cores de Outono", eu estava numa relação de amor e ódio com o Vincent: como ele poderia mudar de humor tantas vezes, sem nenhum motivo aparente? Mas, com o passar do tempo, fui vendo que apesar de muitas vezes estar mau humorado, tudo que Vincent fazia era pensando em Melissa. E era por isso que ela o amava.

E é aí que a ficção aparece: Vincent tem um segredo. Um segredo que poderia afastá-lo de Melissa, caso essa fosse sua decisão. Caberia a ela escolher: continuar com ele ou deixá-lo ir. Com muitos olhos turquesa, borboletas, brigadeiro de panela e Kit Kat (quando vocês lerem vão entender, haha), Cores de Outono vai encantar o seu coração com sonhos e emoções.

Blog: http://viciadas-em-livros.blogspot.com.br
Fanpage: https://www.facebook.com/pages/Viciadas-em-livros/117165448455248?ref=hl
Twitter: @velivros
Keila Gon 26/06/2013minha estante
Ohhh Isa,
Obrigada pela resenha encantadora, recheada de palavras do coração!!!
Beijos Beijos Beijos recheados de olhares turquesa, chocolate e musica!!!!
Keila Gon




(in)Pública 25/06/2013

Mundo Mágico, nem tão mágico assim...
Melissa é uma jovem aparentemente normal, desastrosa e descuidada, mas normal. Acabou de perder a mãe e o padrasto e tem que cuidar de sua irmã mais nova sozinha. Ela está decidida a superar tudo que viveu e pra isso acontecer, resolve mudar de cidade e ir morar com seu avô numa cidade do interior. Lá ela reencontra amigos antigos, faz novos amigos e se vê perdidamente apaixonada por um cara nada normal. Vincent mostra para Melissa sua família (ou quase) e seu mundo, um Mundo Mágico, nem tão mágico assim, onde tudo é possível.
Quando comecei a ler o livro, encontrei uma Melissa diferente, decidida, que sabia o que queria e isso me cativou. Ela é uma moça fofa que gosta de ler, de chocolate e outras coisas, aparentemente não quer se apaixonar pra não perder o foco: cuidar da irmã mais nova. Ao passar do livro e ao conhecer o Vincent, a Melissa se perde, começa a depender dele, a viver praticamente por ele. Ela chega a fazer de tudo por ele e esquece o que realmente importa. Isso me incomodou muito, não gosto de mocinhas que dependem dos mocinhos. Acho que ela precisava ser mais independente, não se importar com o que ele acha dela. Fora que, quando eles começam um relacionamento eu me vi em um círculo vicioso onde tínhamos: brigas, reconciliações e brigas novamente, isso me cansou.
O livro me lembrou muito Crepúsculo, por motivos de: Moça indefesa + Galã misterioso + Amigo de infância, transformando assim em um triangulo amoroso. Não vou mentir, preferia mil vezes que ele ficasse com o Arthur, seu amigo de infância, ele pelo menos se importava com ela, a amava de um jeito “normal”, mas não ... Ela resolve ir pelo lado difícil e ficar com o ‘galã de filme antigo” como ela mesmo descreve, tudo isso só porque ele tem um mundo misterioso a sua volta. Mas não foi só por isso que eu achei parecido com Crepúsculo, o fato da Melissa ser descuidada, desastrosa, o fato do amor dele ser tão importante pra ela, algumas cenas, muita coisa me remeteu Crepúsculo. Melissa aparentemente não sabia o que estava fazendo, achei ela meio perdida em suas próprias emoções, ela estava amando aquele cara, mas sabia que não seria uma coisa boa pra ela e mesmo assim seguiu em frente e caiu no Mundo Mágico de Vincent.
Agora falando das partes boas: A narração, em primeira pessoa, é excelente, descreve exatamente o que Melissa está sentindo, mas achei que em alguns momentos uma narração em terceira pessoa fez falta. Outra coisa que gostei foi que a autora não caiu no clichê de a mocinha do livro fazer parte do Mundo Mágico e não saber, aqui não vemos isso, mas não vou falar o que acontece porque é spoiler. Ah, e o fato de Melissa ter aceitado o Mundo Mágico muito tranquilamente, só porque estava apaixonada foi algo que achei “forçado”.
Depois de muitas brigas entre Melissa e Vincent, onde ele queria a cima de tudo tira-lá do mundo dele e deixa-lá longe do perigo, mesmo que pra isso eles se separassem, temos um final meio “normal”. Antes disso, descobrimos um pouco da história do Vincent e de quebra descobrimos que ele tem um “arqui-inimigo” (que não aparece em momento algum!!1!), mesmo quando algo ameaça Melissa e sua irmã, o vilão não aparece. Mesmo que pareça, o livro não gira em torno só do casal principal. Em segundo plano temos George, avô da Melissa, algumas amigos dela e a família do Vincent, os Von Berg, que vive numa montanha isolada da cidade. Esses personagens secundários foram bem trabalhados, senti uma evolução deles ao decorrer do livro e George foi o meu favorito, por ser determinado e ter um passado um tanto triste.
Fadas, elfos, anões e seres das sombras rodeiam o mundo ao qual Melissa tenta se encaixar, tentando assim viver seu romance com seu amante.

O Outono pode parecer triste, mas se você souber onde procurar ele pode surpreender com cores magníficas. - Página 203.

O livro é bom, se você gosta de romances com alguns clichês, Cores de Outono é um prato cheio. A narrativa da autora é boa, apesar de ser perder em alguns momentos (principalmente em um dos capítulos finais, quando a história pega um ritmo interessante, tudo se resolve muito rápido). Melissa é cativante, Vincent às vezes beira o insuportável e outras chegamos a ter pena dele. Aparentemente não sou o público alvo da autora... Apesar de tudo eu recomendo o livro, o clima de “outono” é ótimo para se ler em um fim de tarde chuvoso tomando algumas xícaras de chocolate quente ou brigadeiro *lembrando que no final do livro tem uma receita de brigadeiro que irei testar hahaha*
Keila Gon 26/06/2013minha estante
Que bom que mesmo não sendo do público "romance" vc gostou : )
E obrigada por recomendar, Beijos agradecidos!!!
Keila Gon




Thyale 19/06/2013

Deixa eu começar esta resenha agradecendo a Keila pela oportunidade de ler seu livro. Estou aqui olhando para esta página em branco pensando em como colocar em palavras essa estória que esconde tantas coisas em suas entrelinhas. Vai ser difícil, mas vou tentar...

Melissa tem 21 anos. Faz três meses que ela e Alice, sua irmã de 5 anos acabara de perder a mãe. A vida feliz como um sopro havia mudado e novas responsabilidades caíram sobre Melissa e não estava sendo nada fácil. Sem nenhum familiar por perto Melissa resolve mudar-se para o lugar que passou a sua infância, Campo Alto, a cidade das montanhas onde seu avô George morava. George que agora mora sozinho estava triste com a perda de sua filha, mas Melissa e Alice voltaram para unir mais uma vez esta família e assim George em meio a dor estava bastante contente com a chegada de suas netas.

"Na minha antiga vida eu sabia exatamente o que esperar. Hoje, eu não tinha ideia de nada."
Página 37.

Ao voltar para a Cidade das Montanhas Melissa reencontrou várias pessoas queridas do seu passado ou até mesmo pessoas que não lhe traziam lá boa lembranças como, Arthur. Um rapaz lindo, espontâneo, amigo, extrovertido... e se eu parar pra listar aqui todos as qualidades dele não teria fim. Mas Melissa tinha suas desavenças com o garoto, que hoje se tornou um lindo rapaz, que havia lhe roubado o primeiro beijo e que lhe importunava sempre que possível com suas travessuras. Mel, assim como eu, parece ter algum imã para tropeços, gafes e entre outras situações constrangedoras que passamos e paramos pra ver se não tem ninguém nos olhando e Arthur é o cara que sempre está rindo de tudo e isso a irrita. Mas algo tinha mudado e Arthur vinha se mostrando um bom amigo e com os pitacos de George e Lucila, mãe de Arthur, eles torciam para que esta relação saísse da zona de amizade, rs.

Alice é uma criança extremamente doce e Melissa a ama mais que tudo. Além do fato de ser sua irmã mais nova, agora ela sente-se responsável por Alice e está disposta a não deixar que nada de mal lhe aconteça. Como toda criança, Alice parecia viver em dois mundos paralelos: o real e o mágico/imaginário. Até um certo ponto isso para Melissa era totalmente normal, mas algumas situações e "fantasias" de sua irmã lhe deixava preocupada por Alice não saber separar o que era real e mágico, bom e mal.

A sorte já não era lá amiga íntima de Mel e para completar uma SUV homicida que surgia do nada parecia está disposta a lhe atropelar. Era o misterioso que morava no alto da montanha com a família Von Berg, o senhor Dippel. Eles não tinham uma boa reputação pela cidade e várias comentários assombrosos quanto a família que moravam no alto da montanha eram espalhados por todos e isso era o motivo de tanto medo que esta família despertava em toda a cidade, com exceção de Melissa, ela não sentia tanto medo assim do Senhor Dippel. Com o passar dos dias e em meio as suas trapalhadas e situações de perigo o senhor Dippel, Vicent, parecia misteriosamente está sempre por perto de Melissa quando estes fatos (constantes) aconteciam com ela...

" - Sei que você tem uma opinião formada sobre mim - disse entre os dentes. - E eu deveria lamentar por isso, mas não vou. É melhor que seja assim (...)"
Página 148.


Totalmente contrário de Arthur, Vincent é um homem sério e mau humorado, mas também dono de uma beleza ímpar e que ao longo da estória este jeitão de cavalheiro carrancudo me roubava incontáveis suspiros. Alvos de inevitáveis comentários é a estranha relação entre Vincent e Melissa que cada vez mais os dois se tornavam próximos, mas nada é tão fácil assim e certamente com eles também não seria. Vincent é um homem misterioso e a sua variação de humor acaba deixando Melissa insegura quanto aos sentimentos daquele cavalheiro carrancudo e mesmo com a inconstância dele, as borboletas em seu estômago denunciavam o que aquele homem causava nela. Vincent sentia o mesmo, mas havia um mundo mágico que separava este amor da realidade.

"A certeza de que queria viver esse amor era a única coisa boa em minha vida nos últimos meses, era isso que não me deixava enlouquecer no meio desse mundo magicamente insano, perigoso e cruel."
Página 413

Tudo em nossa vida é uma questão de escolhas e feitas estas escolhas devemos estar prontos para as consequências, boas ou ruins, que elas nos trarão. Melissa e Vincent tinham de um lado o amor que sentiam um pelo outro, mas do outro tinha um mundo mágico o qual Vincent pertencia e que este escondia muito perigo. Em Cores a gente conhece o mundo dos magos, elfos, seres mágicos e todos os perigos e segredos que estes mundos escondem. O amor de Vincent e Melissa enfrentam escolhas e medos que tornam este amor quase impossível de ser vivido.




A resenha ficou enorme. Confira ela completa no link a seguir:
http://comoumrefugio.blogspot.com.br/2013/06/livro-cores-de-outono-keila-gon.html

Keila Gon 19/06/2013minha estante
AHHHHH Menina! Obrigada pelo carinho!!! Adorei a descrição dos personagens e a forma como destacou a mensagem do livro no final... Ahhhh e também amei os quotes!!! Ohhh flor, obrigada!!! Beijos Linda!!!
Keila Gon




Adriano 19/06/2013

Cores de Outono - Visão do blog: GeraçãoLeitura.com
Acredito que essa é a resenha mais difícil que já fiz, primeiro por querer uma resenha tão bela e que faça jus a grandiosidade da obra e segundo, porque não quero decepcionar a Keila, que é uma amigona do blog! risos

Cores de Outono me ganhou logo de cara; no primeiro capítulo eu já estava adorando conhecer e adentrar nesse universo mágico da cidade da montanha e da casa amarela. Em alguns livros, me sinto apenas como um leitor que observa a história, mas nesse, eu me senti um personagem que gritava com as decisões erradas e que contemplava a beleza dos lugares que essa viagem literária proporcionou!

O livro acompanha a jovem Melissa, uma moça "normal", daquelas que passam despercebidas na multidão a não ser que caiam, tropecem ou cometam algum outro imprevisto, resumindo: Melissa era o desastre em pessoa. Mal entrou na vida adulta e já foi chamada pela vida, a tornar-se responsável pela irmã mais nova, visto que a mãe e o padastro morreram num triste acidente!

A irmã dela, é uma menina mágica e encantadora: Alice. Daquelas tímidas e meigas, e totalmente especiais! (Não sei se essa é a imagem de Alice, que a Keila construiu, mas a minha visão dessa personagem é a de Matilda, daquele filme da Sessão da Tarde. rs - veja aqui.)

Todo esse ambiente de perdas, luto e tristeza é aumentado quando ela deve retornar a cidade da montanha em Minas Gerais, e dessa vez para ficar. Sabemos que mudanças são sempre difíceis e nessas condições ainda mais, uma vez que sair do corre-corre da cidade de São Paulo, para uma vida pacata no interior de Minas!

A construção da cidade, as características naturais, as sensações são colocadas em palavras e deixam o leitor em êxtase com vontade de passar um dia naquele ambiente bucólico. Melissa assim que chega é quase atropelada por uma SUV BMW preta, que depois se tornaria seu destino.

Esse destino tinha nome, endereço no topo da montanha e muito mistério: Vincent Dippel, o homem que toda a cidade temia com os boatos que cercavam a sua vida e de sua família!
Em todo bom romance, a aproximação dos personagens é lenta e gradativa em encontros casuais ou não e esse romance ainda mais complicado porque: Boatos acerca da vida de Vincent eram constantes na cidade e sobre a morte da mãe de Melissa também!

Com o passar da narrativa, percebemos uma garota com os sentimentos confusos pelo temível sr. Dippel, sendo ela a única capaz de confrontá-lo! E essa aproximação entre eles vai render momentos muito lindos, momentos especiais e meigos. Além disso, com doses homeopáticas de revelações o mundo normal de Melissa se abre para uma fantasia que sempre esteve presente em sua vida!


Melissa humana amando e sendo amada pelo Vincent mágico. Um amor correspondido que se mostra altamente complexo e perigoso.
"Nesse momento vi claramente a dúvida torturando os olhos turquesa. Vincent estava escolhendo entre me amar ou proteger seu amor, me apavorei. Sabia que ele lutava para mudar, para fazer as escolhas certas... E estava claro que, para ele, estar comigo não era uma decisão certa."

O amor deles é difícil, complicado e demanda derrubar muitos obstáculos e barreiras, mas acima de tudo é um amor lindo e verdadeiro! Como dizem nas séries americanas: Eu Shippo Vincent e Melissa!

Alguns conceitos interessantes são expostos, como o diferente e o normal:
"As vezes, o diferente pode ser normal e se pensar assim é mais fácil aceitá-lo!"

E sobre o certo e fácil:
"Melissa, faça o certo. Não o fácil."

Toda a narrativa é bem estrutura, a atenção do leitor é sempre prendida, a construção dos personagens e dos lugares mágicos, enfim, só tenho elogios a escrita da Keila e necessito urgentemente de Sombras da Primavera!

- A resenha está disponível no meu blog: http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/2013/06/resenha-cores-de-outono-keila-gon.html
Keila Gon 19/06/2013minha estante
Obrigada Obrigada Obrigada Adriano,
Pelo carinho, pelo talento e por colocar o coração em suas palavras!!! Beijos Muito agradecidos aqui!!!
Keila Gon


Gu 13/11/2013minha estante
Lindissima narrativa!
Adorei




Livs 17/06/2013

“Naquele dia você salvou minha vida das trevas e agora está salvando o meu coração.” {Literário e Cultural}
Em Cores de Outono conhecemos Melissa Wels, uma jovem de 21 anos que vê sua vida mudar após um trágico acidente que resultou na morte de sua mãe e padrasto, todas as suas prioridades mudam quando ela tem que assumir a responsabilidade de criar sua pequena irmã Alice de cinco anos. Melissa deixa a faculdade, sua antiga casa e se muda para a casa de George seu avô e única família agora. Montanha é uma pequena cidade do interior e parece ser o lugar ideal para recomeçar sua vida, rever amigos de infância e encarar suas novas responsabilidades, ela já esperava que “as órfãs” seria o novo assunto do lugar, ela só não imaginava que nessa cidade aparentemente tão desinteressante houvesse outro alguém que é o assunto favorito dos moradores da pacata cidade da Montanha: Vincent Dippel.
Vincent é um homem misterioso, lindo, arrogante, charmoso, frio e protetor que vive recluso com o resto de sua família, os Von Berg e mesmo com os rumores envolvendo essa família e alguns acontecimentos estranhos, Melissa não acredita nas ‘lendas’ sobrenaturais envolvendo Vincent, e apesar dos claros avisos de “afaste-se perigo” a presença marcante dele se torna impossível de ignorar e em pouco tempo ela se vê hipnotizada pelos olhos turquesa desse cavalheiro carrancudo. Mesmo sem estar preparada para enfrentar os muitos obstáculos que aparece, ela se vê em meio a um turbilhão de sentimentos e novas descobertas, suas crenças e sentimentos serão testados agora que ela se encontra completamente envolvida pelo mundo sombrio e pelos muitos mistérios desse belo homem.

“Sentia-me adormecida, como uma árvore no outono, quando o destino mostrou novas cores, novas possibilidades. Ele colocou em meu caminho um cavaleiro sombrio, um amor improvável. E entrei em seu mundo inimaginável, desafiador, imprevisível... mágico! Com todas as definições reais e irreais da palavra. E agora tenho novos medos, muito mais perigosos. Preciso proteger as pessoas que amo [...] mas também aprender a confiar e não desistir. Pareço louca ao admitir que tudo isso seja real, mas o calor que aquece meu peito só cresce, mostrando que estou mais louca ou mais apaixonada do que jamais imaginei um dia.”

Continue Lendo: http://literarioecultural.blogspot.com.br/2013/06/resenha-cores-de-outono.html
Keila Gon 18/06/2013minha estante
OOOOHHHHHHHHHHHH Sua resenha me tirou o ar flor!!! MUITO MUITO MUITO obrigada pelo carinho e por colocar sua emoção e talento para descrever "Cores"... Beijos agradecidos!!!!!
Keila Gon




Diana Canaverde 15/06/2013

Cores de Outono.
Titulo: Cores de Outono
Autora: Keila Gom
Editora: Novo Século
Páginas: 440

Sinopse:

O inesperado, o impossível, o destino... Quem ama escolhe seus caminhos, vence o medo, ultrapassa a razão, duela com a dúvida entre o certo e o fácil para seguir seu coração. Melissa encontrou em um olhar revelações de toda uma vida e longe da lógica escolheu o caminho confuso, mas surpreendentemente do amor. Ela chegou à pequena cidade da montanha com a responsabilidade de cuidar de Alice, sua irmã caçula, esperando uma vida simples.
Mas se viu envolvida por Vincent, um estranho arrogante, dono de irresistíveis olhos turquesa que vai levá-la através da sombra e da luz para revelar surpresas inimagináveis de um Mundo Mágico perigoso e fascinante. A cada encontro este homem misterioso amedronta e encanta; desperta sentimentos e a faz duvidar de sua coragem. Mas, antes que Melissa seja arrebatada por esse amor, ela precisa enfrentar elfos, magos e intrigas em um mundo inóspito que testará seu coração. Cores de Outono é o primeiro volume de uma mágica que vai instigar emoções e paixões.

Cores de Outono é um livro realmente mágico, com uma escrita simples, porém maravilhosa e gostosa de se ler... a cada trecho que eu lia eu me encantava cada vez mais. Keila tem um jeito doce, sincero e ávido em escrever e detalhar as palavras de maneira que faz com que a gente se apaixone e se entregue totalmente ao contexto e a história que o livro proporciona.

O livro começa com Melissa uma garota de 21 anos péssima no volante e com tendência a desastres que após perder sua mãe e padrasto ficou totalmente responsável em cuidar de sua vida e principalmente de sua irmã caçula Alice de apenas 5 anos. Ela resolve voltar para sua cidade natal Campo Alto onde ela morava na montanha. George Wels seu avô o que restou de sua família onde ela sabia que poderia se refugiar sem medo onde ela poderia se sentir segura e poder cuidar de sua irmã com mais tranquilidade. Adorei a forma carinhosa que Mel chama seu avô "Opa" que é avô em alemão.

"Soltei o ar, derrotada. Por quanto tempo ainda me sentiria assim? Uma estranha perdida em minha própria vida. Por quanto tempo tempo o frio polar ocuparia meu peito? Quando as rachaduras do meu coração iriam parar de doer? Não tinha estas respostas... e me assustava por não tê-las."

Melissa sentia muito a falta de sua vida estruturada de antes, mas agora com essa nova vida ela teria que manter o foco, pois com essa nova responsabilidade ela não poderia falhar, não com Alice, ela não poderia vê-la sofrendo, ela precisava de conforto e segurança. A chegada de Melissa já foi envolvida em um desastre ela quase fora atropela por uma SUV gigantesca que havia aparecido do nada e aquilo a deixou muito irritada.

Tem o Arthur seu amigo de infância que roubou seu primeiro beijo a qual Melissa não queria reencontrar, mas não teve como fugir, pois na primeira oportunidade que teve foi correndo vê-la causando uma irritação descontrolada nela e os dois logo começaram um desentendimento, mas Arthur logo se tornou um amigo a qual Melissa queria muito bem,mas talvez Arthur quisesse um pouco mais.

Melissa de repente se viu no meio de uma loucura quando encontrou os olhos do mais puro azul Vincent Dippel, o homem mais alto que ela já vira e que era rabugento, mal-humorado, sem educação, mas que era forte, lindo, que tinha um rosto perfeito e lábios que a chamava. O inicio dos dois não foi dos melhores e Melissa ficou irritada com cada encontro inusitado que tinha com ele, pois ele é um verdadeiro mistério, aparece do nada e some da mesma forma, ela não conseguia entender porque ele causava todo aquele formigamento em seu corpo com um simples toque e aquele olhar turquesa que a deixava tonta. Só que com isso vinha uma verdadeira história a família misteriosa da montanha os Von Berg. Todos na cidade eram intimidados por essa família, todos falavam que era uma família assustadora e amaldiçoada e aquilo por mais que assustasse Melissa a deixava fascinada também.

"Ele pegou gentilmente em minha mão e sustentando meus olhos me conduziu pelo salão, não sabia como estava andando. (...) Vicente colocou a mão livre em minha cintura, concentrado em seus movimentos. Eu me arrepiei ao sentir o calor de seu toque atravessar o tecido fino e nesse momento, sensações que nunca havia experimentado percorreram todas as células do meu corpo. Levantei meus olhos e quando encontrei os seus, tudo mudou... Neste momento estávamos sozinhos, o mundo externo não existia."

Entre encontros e desencontros Melissa foi descobrindo coisas que era bem distante de sua realidade "normal" e "segura" e entrando em mundo totalmente desconhecido a qual sua pequena e sensível irmã estava envolvida, a qual Vincent estava envolvido e que ela com relutância se viu obrigada a se envolver. O livro retrata a magia, de uma forma inspiradora e distópica, fazendo com que o leitor mergulhe na bela escrita rica em detalhes da querida autora Keila Gon. Confesso que tive medo de começar a leitura porque fui cheia de expectativas, mas ela superou todas elas, esse livro é o tipo de história que aprecio demais em ler, porque é um romance que envolve o sobrenatural, a magia, o encanto e o amor. Keila escreveu tudo em um universo detalhado cheio de explicações e promessa para uma continuação totalmente ansiada.

Ler esse livro foi maravilhoso, consegui voltar no universo mágico e consegui mais uma vez colocar minha imaginação a prova criando um cenário da montanha com seus jardins coloridos em vermelho, amarelo azul, com seus mistérios e portais secretos, com magos, duendes, elfos... A leitura foi leve e gostosa, foi intensa com sentimentos aflorados e descobertas inusitadas, simplesmente amei. A capa do livro em minha visão é inspiradora e a diagramação é bem feita e estruturada.

O que eu posso dizer para finalizar é que recomendo demais esse livro. Para quem quiser viajar para um mundo mágico cheio de emoção, aventuras e descobertas esse livro é o conjunto perfeito, pois a autora tem um jeito próprio de escrever, ela é doce, é totalmente inspiradora...

"Não posso desistir do meu coração" amei essa frase demais!!!!!
Keila Gon 16/06/2013minha estante
Oh Dih!!!!!!!!! Mil abraços apertados flor!!! Obrigada por deixar o coração comandar suas palavras!!! Sou só sorrisos, e mais sorrisos... ahhahah Já falei que te devo um BIG de um abraço??? Obrigada por tudo flor, pelo carinho e apoio : ) Mil beijos e muito SUCESSO!!!!
Keila Gon




Ju 10/06/2013

Cores de Outono
Melissa nunca conheceu seu pai. Depois de perder a mãe e o padrasto em um acidente, decide deixar São Paulo e ir viver com seu avô numa pequena cidade do interior, onde passou grande parte de sua infância. Com ela, vai sua meia-irmã Alice, de apenas cinco anos, de quem ela deve cuidar a partir desse momento.

Alice é uma garotinha encantadora que parece ser muito mais criativa que o normal... o que às vezes deixa Melissa angustiada, por temer que a irmãzinha esteja escondendo algo dela. E, bem, talvez essa angústia tenha algum motivo real para existir.

"- Às vezes a tranquilidade dela me assusta. Tenho medo de que Alice esteja vivendo em uma de suas histórias, inventando uma nova fantasia ou colocando seus sentimentos em outra realidade. (...) Não sei até onde isso é normal.
(...)
- Nem sempre o "seu" normal é o certo. Às vezes, o diferente pode ser normal e se pensar assim é mais fácil aceitá-lo."

Melissa é uma garota que acaba de completar 21 anos. Muito corajosa, decidida, desastrada e geniosa... rs... O que dá um tom todo especial ao livro. (Pelo menos pra mim, que também tenho esses traços na minha personalidade... hahaha...) Ela decide morar com o avô pois quer que Alice viva as coisas que ela viveu. Que conviva de perto com a natureza e com os animais. E acaba descobrindo que a cidadezinha que ela não vê há muito tempo é capaz de surpreendê-la muito. Como quando conhece Vincent.

Vincent pertence à família mais misteriosa da cidade. Na verdade, ninguém sabe seu nome até a atrevida Melissa aparecer. Porque ele é o mau-humor em pessoa, e ninguém tem coragem de se aproximar dele. Só se veste de preto, e isso também alimenta a imaginação dos habitantes de Campo Alto. Há boatos sobre ele e sua família, mas nenhum deles é exato. O certo é que são considerados estranhos e perigosos.

"- Palavras são importantes... poderosas. Podem esconder verdades ou revelar mentiras e não gosto de ser protegida por mentiras. Prefiro me machucar com a verdade."

Claro que não é isso o que Melissa vê. Sua primeira impressão é de que ele é o ser mais mal-educado e arrogante que ela já conheceu, mas depois... ele se torna o ser das trevas mais encantador com que alguém pode sonhar!! Ai, gente, o Vincent é tão fofo!!! Até quando ele é rabugento é encantador. Ele e a Melissa me fizeram rir bastante. Ok, tem alguns momentos bem tensos no livro. Mas em nenhum deles eu odiei o Vincent. Ele ganhou minha confiança.

"- Você não deveria julgar as pessoas sem saber suas razões."

E, gente, a Keila me enganou direitinho! rs... Eu tinha mil suspeitas sobre o Vincent, mas nenhuma estava certa! O caso era bem diferente. Amei os seres e os mundos que ela criou, e tudo é bem explicado, mesmo que alguns mistérios não sejam desvendados nesse livro. Na verdade, isso só contribui para a minha ansiedade pelo próximo volume da série!

A história é muito linda, fala de escolhas e de aceitar a si mesmo e aos outros, com todas as qualidades e defeitos que existirem. Mostra que sempre podemos mudar de ideia e nos redimir, se estivermos dispostos a pagar o preço para que isso aconteça.

A escrita da Keila é maravilhosa, li o livro muito rápido. E, bem, li em um momento super delicado pra mim, em que estava verdadeiramente triste e até um pouco desesperada, e Cores de Outono me manteve sã. Mais do que isso, me permitiu viver muitos momentos felizes e deixar de lado a realidade, ao menos por algumas horas. O livro é fascinante, e me envolveu completamente.

Por último, a capa... ela não é muito, muito linda?? *-* As cores do outono são encantadoras, não tinha como não transportar isso para a capa, não é? Espero que leiam e que se apaixonem pela história também! =)

"- Existe muito mais, muito além do que você imagina ou do que possa lhe mostrar. (...) "A ignorância é uma dádiva protetora, a descoberta transforma"."
Keila Gon 12/06/2013minha estante
OBRIGADA JU!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
SUA RESENHA ME ENCANTOU!!!
´Somente um coração encantado poderia descrever a mensagem de "Cores" exatamente como escrevi... MUITO MUITO MUITO OBRIGADA, sério estou emocionada aqui, amei os quotes amei suas palavras carinhosas, amei TUDO!
Beijos Beijos Beijos agradecidos e muito especiais : )
Keila Gon


Wal @fantasiandopaginas 12/06/2013minha estante
ue resenha mais apaixonante, não tinha olhado muito para o livro, mas agora quero muito le lo.
O que sera o segredo do garoto..eu fiquei aqui imaginando uma coisa, mas acho que deve ser totalmente diferente..
beijos.


Adriane Rod 12/06/2013minha estante
Sua resenha ficou ótima, e o livro é mesmo maravilhoso, né?? E o recadinho que a Keila deixou para ti é muito fofo. Ela é sempre muito querida, né??

Eu estou muito ansiosa para ler o próximo.

;)


Juh 14/06/2013minha estante
Ju parabéns pela ótima resenha!! E noossa eu estou querendo muito ler esse livro, gostei muito da capa dele, sem dizer o título que é muiiito chamativo!! Noossa quero conhecer o Vicent srsrrs esse homem misterioso me chamou a atenção. E que legal que a Keila não deixou transparecer o motivo do mistério de Vicent, gosto de livros assim que o final sempre surpreende!!


Ana Lopes 21/06/2013minha estante
A capa é linda e pela resenha da pra ver que vai ser super comovente , eu já tinha visto uma outra resenha por ai , mas acabei deixando o livro de lado mas acredito que vai sobrar um espacinho pra ele na minha estante.


Duh 25/06/2013minha estante
Nossa, me surpreendeu, pois pelo titulo pensei que fosse um romance daqueles "melosos", estilo novelas das nove. Pena que você não contou um pouco mais sobre o mundo fantástico, mas a resenha está ótima XD

Bjss!


Lua 26/06/2013minha estante
Literatura fantástica são sempre fantásticas. =D Creio que iria me apaixonar por Alice, parece ser uma criança sonhadora. Vincent tem cara de ser aquele velho Bad-boy que as escritores (as) criam e nós inevitavelmente se apaixonamos. A capa é maravilhosa, também acho as cores do outono lindas pena que não tenho a oportunidade de vivenciá-la pessoalmente, devido a região que resido. =/

ótima Resenha. Beijos!


Mirelly Balbino 26/06/2013minha estante
Gostei dessa resenha ! O livro parece ser bem interessante!!


Thaís 01/07/2013minha estante
Oi Ju!
Adorei a resenha, adoro quando você se empolga com um livro haha!
Eu ja estava de olho neste livro (na verdade tudo que tem outono me atrai kkk) vou ver se crio coragem e compro ele ^^
Beijos


Thay Ribeiro 06/07/2013minha estante
Eu estou louca para ler esse livro!!!Amei a resenha e gostei muito da personalidade da Melissa!Parece ser um romance lindo!




Rafa 09/06/2013

*Resenha Cores de Outono
http://slothreaders.blogspot.com.br/
https://www.facebook.com/SlothReaders?fref=ts
https://twitter.com/Menteliteraria

O livro Cores de Outono, faz parte de uma serie. Sendo ele o primeiro livro. O livro eu ganhei da minha parceira, a escritora Keila Gon. Conta a história de Melissa, que chega a pequena cidade da montanha - onde nasceu- com o proposito de cuidar de sua irmã caçula, Alice. A vida era para ser simples, entretanto se vê envolvida por Vincent, um estranho arrogante dono de irresistíveis olhos Turquesas que vai levá-la através da sombra e da luz, que revelaram surpresas de um Mundo Mágico perigoso e fascinante.



Nada melhor que magia, mistério e romance misturado né? A história é contada da visão de Melissa, a narrativa é bem tranquila. Demorei mais que o normal para ler o livro. Queria prestar muita atenção a todo os detalhes e não podia ter sido mais bem sucedida. O livro foi dividido em várias partes... Tem o início, onde você se prende querendo saber um pouquinho mais a história de Melissa. Que assim como eu, não conheceu o pai, ou seja, me identifiquei logo de cara. Em determinada página você começa a ficar fissurada por Vincent, que com todo aquela ar de mistério te deixa louco para saber mais sobre ele. De tal capítulo até o final você que, por que quer, saber todos os segredos do maravilhoso mundo mágico que Keila cria. Eu sou extremamente LOUCA por fantasia/magia. Por estarmos no início da série, fiquei com vontade de um pouquinho mais de magia - que aposto que não ficará de fora dos próximos livros pelo contrário.

O mundo as vezes fica tão igual, tão monótomo, que acreditar que existe magia acaba sendo meu refugio - sim acredito em fadas, algum problema? - Por isso, o livro acabou que refletiu, um pouquinho, no meu sonho de descobrir um mundo novo, claro sem fugir da realidade. Esse é um ponto importantíssimo, por mais que a história sai um pouquinho da nossa bolha de conformismo, a realidade ainda é bem presente. Nesse mundo de fantasias, também existem problemas e desafios. Que deixa você co aquela sensação de "quero mais" ao terminar o livro.
E aconselho, se você tem sérios problemas de ansiedade - assim como eu - não leia o início de "Sombras da primavera", próximo livro da serie, se não vai começar a pirar pensando no que esta por vir.

"Afastei-me de sua porta vagarosamente e senti algo atrás de mim . Por instinto congelei."

O mistério por volta da cidade, de Vincent e tudo mais, foi algo que marcou muito o livro inteiro. Contudo acho que uma outra coisa que me fez envolver, foram os personagens.
Alice é uma fofa menininha de cinco anos. Que é muito inteligente, curiosa e tímida, mas o melhor de tudo, não é birrenta. Durante a leitura dá para notar que seu porto seguro é a irmã mais velha. Entretanto a menina vai encontrar em Vincent um possível porto seguro, não só para ela, mas para Melissa também.
Vincent é aquele cara misterioso, com grande porte e muita beleza. Contudo ele tem serio problemas de personalidade, está junto comigo no grupo dos bipolares. Ele tenta dar razão ao que seria correto, mas com Melissa não será assim. O coração em alguns momentos vai falar mais forte. E por mais que não queira envolve-la em seu mundo cheio de conflitos, será inevitável a atração entre eles. Vincent é daqueles caras que deixam uma mulher louca com certeza =P.
Já Melissa, ela é meio chatinha as vezes. Muito azarada também. Mas suas dúvidas são compreensíveis. Além de ser muito amável. Ela se sente totalmente responsável por Alice, as vezes até demais. E vai se sentir atraída de cara por Vincent.

" - O normal é bom... Confiável. É seguro - argumentei convicta
Nem sempre o "seu" normal é o certo..."

Indico com certeza. Temos que abrir nossa mente para leituras nacionais. Estamos com ótimos escritores, que não são valorizados e merecem muito. Os direitos do livro são da Editora Novo Século que está fazendo um excelente trabalho com nossos novos talentos. E além de tudo isso a escritora é uma fofa *--*
















Resenha:http://slothreaders.blogspot.com.br/2013/06/resenha-cores-de-outono.html#comment-form
Keila Gon 09/06/2013minha estante
Bom.. somos duas... e nenhum problema! ahahahhah Beijos linda, obrigada por seu carinho e por seu olhar impecável de leitora: )
Beijos muito agradecidos!!!!
keila Gon




Kelinha 05/06/2013

Resenha - Cores de Outono Blog Livros e Marshmallows
Resenha: Cores de Outono conta a história de Melissa, uma jovem que perdeu a mãe e o padrasto em um acidente de carro, e ela se vê sozinha com sua irmã mais nova Alice. Sendo obrigada a deixar a cidade onde morava para ir morar com o seu avô George em uma cidade do interior juntamente com a sua irmã. Melissa teve que assumir responsabilidades muito cedo, tendo que assumir o papel de ser mãe de Alice. Da noite pro dia a vida de Melissa virou de cabeça pra baixo. Mesmo com os seus medos e indecisões assumiu a responsabilidade que tinha, e tomou para si, e enfrentou tudo de perto. Um amor acontece, uma paixão avassaladora toma conta do seu coração fazendo o seu corpo tremer. Será que esse era o momento certo de Melissa viver um novo amor? Cores de Outono te apresenta um mundo de magia e sonhos, com direito a olhares turquesas.

Vou começar a falar deste livro de uma forma diferente, vou começar falando da capa. Cores de Outono me cativou muito pela capa, sinceramente não queria nem saber se o livro era bom ou ruim, apenas queria ler pois a capa tinha me chamado muito a atenção. Simplesmente linda! Na minha opinião é uma das capas mais lindas que a Novo Século lançou este ano.
A história é cativante, os personagens são envolventes, todo o enredo da trama é simples e gostoso de se ler. Infelizmente não gostei da protagonista Melissa, senti raiva por ela ter sido tão boba e infantil em determinados momentos, e muito atrapalhada. Na minha opinião faltou nela um pouco mais de atitude e determinação em relação aos seus sentimentos.

A autora foi bem criativa com a história e soube detalhar tudo nos mínimos detalhes. Houve momentos em que ela foi detalhista até demais. Como por exemplo: Toda a vez que a protagonista Melissa se encontrava com o Vincent (o homem gato da história), a autora fazia questão de descrever toda a beleza do personagem. Isso acabou ficando chato, e não tinha necessidade. Pois desde o início da história ela já tinha descrito como ele era e todas as suas características; não precisava ficar repetindo. Em momento algum a leitura se tornou cansativa, muito pelo contrário; eu não via a hora de acabar de ler o livro e chegar logo no final pra saber que fim ia ter todo aquele mistério. Na metade do livro quando você pensa que esta lendo um romance cheio de olhares turquesas (era a cor dos olhos de Vincent), você se depara com uma grande aventura, tudo da uma reviravolta incrível que realmente não da pra explicar. Muito bom!!

A história é narrada na primeira pessoa, isso é maravilhoso. Pois consigo me sentir bem mais perto do personagem. Encontrei alguns erros, mas nada que atrapalhasse a leitura. A diagramação ficou muito boa, páginas amarelas. Tudo perfeito! Não vejo a hora de ler a continuação que é "Sombras da Primavera".

Quotes que eu mais gostei:

"-Sei que você sente falta dela Mel, mas a saudade é uma forma de merecimento de quem foi. É bom sentir saudade, quer dizer que ela era importante para você - disse cauteloso."

"-Palavras parecem muito importantes para você - divagou com a voz séria.
-Palavras são importantes...poderosas. Podem esconder verdades ou revelar mentiras e não gosto de ser protegida por mentiras. Prefiro me machucar com a verdade - concluí confusa e ele esticou um tímido sorriso."

"-Mas você esqueceu a omissão. O silêncio pode proteger alguém como uma mentira sem machucar como a verdade."

"-Sempre podemos alterar nosso destino, com nossas decisões - falou eloquente".

"Nos últimos tempos eu ansiei por sua companhia, confiei em sua proteção, me preocupei com ele, sofri com sua tristeza e fiquei feliz apenas por vê-lo sorrir."

"Dizem que o tempo voa quando estamos felizes e meu maior desejo era poder parar o tempo."

Sim! Eu sei que foram muitos quotes, rs...tive que me controlar pra não ir marcando o livro todo, mas esses foram os que eu realmente gostei.
Então pessoal...Cores de Outono é um livro muito bom. Eu super recomendo!! Tenho certeza que vocês vão se apaixonar pelos olhares turquesas.

http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/
Keila Gon 05/06/2013minha estante
Olá Kelinha,
Obrigada por seu carinho com Cores!!Espero que a continuação dessa "jornada" de amor e aventura também lhe agrade : )Adorei seus quotes !!!!
Beijos queridos flor!!!
Keila Gon




Ana Martines 31/05/2013

Mistérios que encantam!
Resenha postada no blog: http://addictiononbooks.blogspot.com.br/
------------------------------------------------------------------

Melissa é uma garota de 21 anos que perdeu sua mãe e seu padastro recentemente, e agora tem que cuidar de sua irmã, Alice. Com isso, as duas vão para uma pequena cidade morar com seu avô, George, na esperança de uma vida mais tranquila. Mas não é exatamente o que acontece.

Melissa conhece Vincent Dippel (mais conhecido como Cavalheiro Carrancudo, rs), arrogante, alto e de olhos arrepiantes. Todos na cidade têm medo dele e de sua família. Eles moram em uma montanha, onde há muita lenda popular que diz que é amaldiçoada. Com isso, as pessoas evitam todos os tipos de contato com a família Dippel. Menos Melissa.

Este livro me encantou, por diversos motivos. Primeiro: Mistérios! Muitos mistérios! Não teve um momento no livro onde não estava super ansiosa e curiosa sobre o que vinha a seguir, ou o que significava algo. E isso me prendeu completamente ao livro! Tanto que eu lia, e não sentia o tempo passar, até perceber que já estava tarde e infelizmente tinha que deixar a leitura para o próximo dia.

Outra coisa que me encantou nesse livro foi o romance. Melissa é desastrada, e Vincent se denomina como vilão. Isso me lembrou um pouco "crepúsculo", não o lado ruim do crepúsculo, claro, rs. Um lado mais avançado, uma história mais adulta e inteligente do que aquele romance bobo que se evolui muito rapidamente. Pensando bem, Cores de Outono não tem nada a ver com crepúsculo, é muito melhor! Me encantou o jeito de Vincent de querer protegê-la dele. E resistir, o máximo possível, a esse amor.

Mais uma coisa que me encantou demais nesse livro, foram as fantasias. Os elfos, magos, feitiços, Terra das Sombras e Terra da Luz.. e muitos outros. Nunca tinha lido um livro com esse mundo, com essa realidade misturada com a nossa. E isso me surpreendeu muito, além de me conquistar, completamente! rs.

Enfim, este livro é lindo! Até mais que isso. É misterioso, encantador, te prende, romântico, tira suspiros... rs. Confesso que você fica um pouco perdida no começo, por conta de tantos mistérios e tantos personagens. Eu, por exemplo, comecei o livro sendo Team Arthur! (é um amigo de infância de Melissa que roubou seu primeiro beijo. Vizinho de seu avô), mas logo mudei de idéia, rs. Vale muito a pena ler! Não consigo definir um gênero para a leitura.. Mas quem curte mistérios misturado com muito romance vai se apaixonar, tanto quanto eu, pelo Cores.
Keila Gon 31/05/2013minha estante
Ohhh Ana!!! Obrigada por colocar seu coração nesta resenha, estou sorrindo muito aqui ; )
AMEI !!! Beijos agradecidos e MUITO sucesso!
Keila Gon




Vida em Série 31/05/2013

Cores de outono
Cores é narrado por Melissa (primeira pessoa) que, após a morte sua mãe, muda-se de São Paulo para uma o interior para morar com seu avô em Campo Alto. Ela encontra uma série de coisas diferentes na cidade, mas também algumas bastantes iguais, como, por exemplo, a rua da casa de seu avô continua sem asfalto e o rapaz que a incomodava quando criança continua a dar risadas dela.

Mas com essa mudança, os problemas e soluções da vida de Melissa estão só começando, embora a intenção dela seja cuidar de sua irmã e de seu avô, Melissa também se vê obrigada a lidar com coisas sobrenaturais que jamais achou que existisse. Nem mesmo durante a infância, quando seus avos escondiam dela os contos que a cidade tinha sobre as pessoas e a família Van Berg e a montanha. Melissa então conhece um submundo, diferente de tudo que vive, nesse novo lugar não existem quatro estações, mas sim três.

“Entrei em um mundo inimaginável, desafiador, imprevisível… mágico!”

http://pormaisuma.com/2013/05/cores-de-outono-de-keila-gon/
Keila Gon 31/05/2013minha estante
Beijos Kamylla : )
Obrigada pelo carinho e apoio !
Keila Gon




Amanda 28/05/2013

Resenha: Cores de Outono
O livro fala sobre Melissa, uma mulher de 21 anos que, após perder a mãe e o padrasto em um acidente, passa a ser responsável por sua irmã, Alice. Então, ela resolve se mudar para a montanha, onde ela nasceu e passou sua infância, para viver com seu avô George.
Lá ela reencontra seu amigo de infância, Arthur, que vivia implicando com ela, e ainda lhe roubou seu primeiro beijo. Desde então ela evitava sua companhia ao máximo, mas parece impossível, já que a família dele é amiga do avô George.
Como se isso tudo já não fosse o bastante, ainda aparece um estranho e misterioso homem de olhos turquesa que sempre resolve aparecer de repente e que atrai Melissa de uma maneira que ela não está acostumada.

“Congelei para contemplar a perfeição e quando encontrei seus olhos turquesa, me perdi. Não consegui desviar. Era como estar hipnotizada, dominada por uma força maior. Com movimentos elegantes ele para a um metro de distância, ainda encarando. Não sei dizer quanto tempo ficamos assim, conectados, presos em uma bolha particular.” Pág. 47/48

Adorei o livro do início ao fim, a Keila tem uma escrita incrível que nos prende de várias maneiras.
Melissa é uma mulher ainda jovem, com uma grande responsabilidade nas mãos. Dá para perceber o grande amor e zelo que ela tem pela irmã. Ela é bem desastrada e tem um sério problema com o mau gênio, o que deixa a personagem muito engraçada.
Alice é uma criança muito fofa e inteligente, não tem como não se encantar com ela através das descrições que a Melissa faz.
George é um avô muito carinhoso, que se preocupa muito com as netas. É muito fofa a maneira com que a Melissa o chama de Opa (avô em alemão). Ele também é um péssimo cozinheiro.

“Ao cruzar o hall senti um aroma desagradável e ao mesmo tempo familiar pairando no ar. Espiei a cozinha e constatei o óbvio, George estava cozinhando.” Pág. 22

Arthur é um cara muito legal e engraçado, está sempre preocupado com a Melissa e com seus desastres, embora sempre tenha uma piadinha para fazer sobre isso. Ele foi um dos meus personagens favoritos.
Vicent o senhor olhos turquesa é um homem misterioso, assustador e ao mesmo tempo encantador, sua maneira de agir me fazia suspirar toda vez que tinha uma cena dele. Eles às vezes é um pouco mandão, mas a Melissa também não se rende o que torna tudo mais divertido.

“ O silêncio me fez levantar o rosto em busca de uma resposta e seus olhos sérios faiscaram nos meus. Azuis turbulentos como oceanos em tempestade. E se agitaram, medindo meu rosto até brilharem mais escuros, quase… violeta. Esse olhar arrepiou os pelos do meu braço.” Pág. 58

Achei o livro perfeito, fazia muito tempo que um livro não me prendia assim como Cores de Outono fez, o que me deixa ainda mais ansiosa para o segundo volume Sombras da Primavera.
Keila Gon 28/05/2013minha estante
Ahhh Amanda, amei a descrição de cada personagem, principalmente do "senhor olhos turquesa" ahahhaha Muito legal!!! Ainda estou sorrindo aqui : )
Beijos MMMUUUIIITTTOOOO agradecidos flor!!!
Obrigada pelo carinho ,
Keila Gon




91 encontrados | exibindo 46 a 61
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7