Cores de Outono

Cores de Outono Keila Gon




Resenhas - Cores de Outono


91 encontrados | exibindo 46 a 61
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7


Gíh Santos 09/04/2013

Resenha do Blog Livros Lovers (http://livroslovers.blogspot.com.br/)
Melissa Wells vê seu mundo ser abalado com a morte de sua mãe e seu padrasto, com a morte uma responsabilidade lhe sobre cai; cuidar de sua irmã Alice de apenas 5 anos. Melissa sabe as dificuldades que vai enfrentar, mas esta disposta a dar o máximo de si para proteger sua pequena e amada irmã. Ela decide recomeçar do zero, e isso inclui uma mudança. Voltar a morar na cidade das montanhas com seu Avô, o único parente que lhe resta.
Recomeçar sempre é difícil, mas ela não contava com a dose extra de complicação ao conhecer Vincent, o sombrio homem que toda a cidade parece temer. O estranho arrogante, dono de um gênio extremo, e também de belos olhos turquesas. Melissa não quer, mas se vê hipnotizada por este ser lindo e misterioso.

“Meu nome é Vincent... Vincent Dippel. E agora que já fomos apresentados você pode me evitar como os outros.”

Como toda cidade pequena, está também inclui estranhos fatos, mistérios que todos parecem temer e abominar. Melissa se vê perdida em o quê acreditar, mas ela sabe que algo esta fora do contexto classificado como normal. Segredos são revelados e junto com eles perigos inimagináveis que colocará a quem ela mais ama em perigo: Alice!

“Ao contrário do que a maioria imagina, não há nada de gracioso ou inocente na magia. A fantasia que você imagina com seres frágeis e inofensivos cobertos de purpurina só existe nos livros infantis.”

Surpreendente! A sinopse da obra já tinha me instigado a leitura, mas foi gratificante ver o quão superior é. O enredo é complexo e muito bem desenvolvido, os acontecimentos seguem de forma a manter nosso interesse aceso por descobrir sempre mais. Personagens bem construídos, cenários claros e interessantes. Uma junção de romance e magia, uma combinação perfeita!

CONTINUE LENDO>>>http://livroslovers.blogspot.com.br/2013/04/resenha-cores-de-outono.html
Keila Gon 10/04/2013minha estante
Obrigada Gíh,
Como é bom ver leitores entregues a magia de "Cores" : )Adorei flor, beijos muito queridos!
Keila Gon




Vanessa Vieira 19/04/2013

Cores de Outono_Keila Gon
O livro Cores de Outono, de Keila Gon, nos fala sobre o amor. Tanto o amor que nutrimos pela nossa família, que se torna um dos sentimentos mais primordiais e necessários de nossa existência, quanto o amor por aquela pessoa especial, que faz com o que o nosso coração bata mais forte e com que os suspiros se tornem a nossa segunda respiração. Um sentimento magnânimo que nos torna corajosos e destemidos, e pelo qual vale a pena lutar, por mais severos e mordazes que sejam os obstáculos.

Melissa, a protagonista da história, faz jus a todas essas características. Ela chega à pacata cidade da montanha com o objetivo de cuidar de sua irmã caçula, Alice, e de ficar mais próxima de seu avô, George. Ela espera ter uma vida simples e sem grandes badalações, ao lado de sua família, que ama mais do que tudo. Porém, a aparente tranquilidade almejada pela moça praticamente evapora quando ela conhece o belo e enigmático Vincent. Com sua tez carrancuda e incrivelmente sedutora, e seus belíssimos olhos turquesa, Vincent laça o coração de Melissa, fazendo com que ela embarque em um Mundo Mágico, surpreendente, inacreditável e deveras perigoso.

A presença de Vincent se torna viciante na vida de Melissa, e mexe com seus sentimentos de uma forma arrebatadora e nunca vista antes. Ao mesmo tempo em que ela se amedronta com o comportamento de seu amado, ela também se encanta, e claro, se vê completamente apaixonada por ele. Mas para viver esse amor, ela precisará vencer muitos encalços inesperados, como elfos, magos, dentre outras criaturas mágicas, além de submeter o seu coração a uma provação mais do que surreal.

"Sentia-me adormecida, como uma árvore no outono, quando o destino mostrou novas cores, novas possibilidades. Ele colocou em meu caminho um cavaleiro sombrio, um amor improvável. E entrei em seu mundo inimaginável, desafiador, imprevisível...mágico! Com todas as definições reais e irreais da palavra. E agora tenho novos medos, muito mais perigosos. Preciso proteger as pessoas que amo, enfrentar sombras, magos, elfos...mas também aprender a confiar e não desistir. Pareço louca ao admitir que tudo isso seja real, mas o calor que aquece meu peito só cresce, mostrando que estou mais louca ou mais apaixonada do que jamais imaginei um dia."

Cores de Outono foi um livro que me envolveu do começo ao fim e que me deixou completamente encantada. Temos um romance doce e bem arquitetado, paralelo à um reino de fantasia, norteado por elfos, magos e outras mais criaturas mágicas. A autora soube costurar uma linda história de amor em um cenário sobrenatural com maestria, criando uma trama emocionante e repleta de reviravoltas. Narrado em primeira pessoa pela Melissa, acompanhamos todas as suas experiências e provações, e claro a sua garra e determinação para defender aqueles que lhe são importantes.

Melissa é uma personagem extremamente família. Desde o falecimento de sua mãe, ela se vê responsável pela criação de Alice e se empenha ao máximo para que sua irmã tenha uma infância tranquila e feliz. Fica visível o quanto ela é capaz de se sacrificar pelo bem-estar físico e mental de sua pupila e isso me conquistou de primeira. Assim como a protagonista, sou uma pessoa muito ligada aos meus familiares, e consegui me identificar bastante com ela, em vários aspectos. O seu romance com Vincent foi muito bem construído, e vai desabrochando aos poucos, de uma forma especial e cativante, encantando o leitor.

"Estava surpresa com sua intensidade, mas não poderia estar mais feliz ao entender que esse desejo não era só meu. Subi minhas mãos por seus braços e mergulhei meus dedos em seus cabelos para me entregar ao calor do beijo. Vincent deixou uma mão em meu pescoço e fechou o outro braço ao meu redor em um aperto esmagador. Como que para garantir que eu não iria fugir, mas jamais fugiria disso. Nunca senti nada tão forte...tao intenso. Estava ofegante, sentindo o coração pulsar em meus ouvidos e mesmo assim não queria interromper esse beijo tão esperado. Ele também estava ofegante, mas não desgrudou os lábios dos meus por mais de dois segundos entre uma respiração e outra. E pela primeira vez dividimos essa necessidade extasiante de sentir o outro no toque, no calor ou simplesmente no torpor dos sentidos."

Vincent é um personagem apaixonante. Com pinta de bad boy e um semblante severo, ele nos conquista logo à primeira vista, sendo incrivelmente sexy e cavaleiro, daqueles que puxam a cadeira para a dama se sentar, abre a porta do carro, dentre outras atitudes refinadas, apesar de sua fisionomia não demonstrar isso com tanto vigor. Ele guarda segredos obscuros, e tem medo de se entregar aos seus sentimentos por Melissa justamente por isso, apesar de não conseguir evitar. Gostei muito da sua caracterização dentro da história e amei suas atitudes sutis e cavalheirescas, que devido ao seu comportamento meio evasivo, surpreendem.

Em suma, Cores de Outono é um livro muito bem escrito e que nos revela todo o talento de Keila Gon. A sua escrita é rica e detalhada, nos encantando, e até mesmo extasiando em muitas cenas. Gostei da capa do livro, simples e ao mesmo tempo, em sintonia com o enredo. Na diagramação, notei alguns erros de digitação e ortografia, mas nada que tire o brilho da história. Já estou ansiosa pelo lançamento da sequência da saga, Sombras da Primavera, do qual podemos degustar o primeiro capítulo no final do livro, e é claro que recomendo!

http://www.newsnessa.com/2013/04/resenha-cores-de-outono-keila-gon.html
Keila Gon 19/04/2013minha estante
Ahhhh Vanessa!
Presente de resenha!!!! Obrigada por se deixar encantar e por dividir suas emoções com tanta delicadeza : )
Beijos coloridos!
Keila Gon




Ana 20/04/2013

Encantador
Sobre decisões difíceis e como você deve escolher o certo e não o fácil. A primeira escolha de Melissa é deixar a sua vida para trás e ir para a casa de seu avô nas montanhas, após a morte de sua mãe e seu padrasto. Com a missão de cuidar e proteger sua irmã de cinco anos, Alice.
“Minha vida cotidiana era vagarosa, segura e... perfeita. Mas nessa nova realidade calamitosa o tempo passava rápido, entorpecido, e levou com ele mais um aniversário que passou despercebido. Agora tinha 21 anos, a maioridade. O que para muitos significa liberdade de atos e decisões, para mim significava sérias responsabilidades e compromisso.”
Ao chegar à cidade de sua infância, Mel tenta reconstruir sua vida se esforçando para não enlouquecer. No entanto, o inesperado, o impossível, o destino coloca em seu caminho Vincent, cuja fama não é nada favorável, pois além de ser carrancudo e misterioso, mora na montanha, que dizem ser assombrada.
“Naquela noite tive dificuldade para dormir, um sentimento inquieto me dominou. Como se algo estivesse incompleto, como se estivesse esquecido alguma coisa ou deixado algo para trás. As lembranças que sumiram durante o dia estavam vivas de novo e quando fechava os olhos, só via os dele, azuis-turquesa penetrantes.”
O relacionamento dos dois começa com uma implicância mútua e várias discussões, Vincent “tropeça” várias vezes em Mel, primeiro quase a atropela, depois é testemunha de seu “quase acidente” na montanha e ainda salva sua vida duas vezes. Apesar de sentir-se extremamente incomodada com Vincent, Mel é obrigada a admitir que o cavalheiro arrogante deixa seu coração fora de compasso.
“Estava surpresa comigo mesma, não era minha frustração pela conversa improdutiva com Vincent a causa do choro incontrolável. Sentia raiva sim, mas também outras sensações perigosas. Uma salada de sentimentos atordoantes que estavam me sufocando, empurrando as lágrimas que não paravam. Eu estava... atraída por esse homem! E as lágrimas tinham uma razão, porque essa atração era impossível.”
Vários mistérios e peças de quebra-cabeça vão surgindo no decorrer da narrativa. O primeiro grande mistério é uma cicatriz que Melissa carrega no pescoço, que conquistou quando era criança ao se perder na montanha, mas ela não se lembra do acidente. Depois Mel sofre uma queda da montanha que deveria ser letal, mas só a deixa arranhada, a sua única testemunha, Vincent, não esclarece nada. Ainda há estranhos fenômenos ocorrendo com a sua irmã que afirma conversar com animais. O quebra-cabeça se encaixa com a surpreendente revelação de Vincent ele é um mago e sua irmã Alice também.
“Usamos a mente de forma diferente e assim podemos controlar a matéria de forma diferente. Para pessoas como você, isso significa ver o universo com possibilidades inimagináveis, mas para nós é apenas uma confirmação do que somos.”
Após a grande revelação mais uma vez Mel tem que agir da maneira certa e não a fácil e a forma mais correta de agir é seguir seu coração que pertence a Vincent.
Cores de Outono arrebata, encanta nos transporta para o amor e a fantasia, nos permitindo sonhar. Mel e Vincent nos fazem acreditar novamente nos contos de fadas e no amor eterno. É impossível não se apaixonar por Cores e por Vincent um cavalheiro à moda antiga, lindo e de profundos olhos turquesa.
Publicado: http://livrorosashock.blogspot.com.br/
por Ana Paula de C. Oliveira
Keila Gon 19/04/2013minha estante
Obrigada pelo carinho e por colocar tanta qmoção em suas palavras Ana : )
Mil beijos agradecidos!
Keila Gon




Deise 23/04/2013

Cores de Outono - Keila Gon - Devoradora de Livros - http://www.devoradoradelivros.com.br/
Resenha retirada da Devoradora de Livros.

Cores de Outono é um livro da autora Keila Gon, conta a história de Melissa Wels uma mulher com 21 anos, que deixa tudo pra trás em São Paulo, após a perda de sua mãe e seu padrasto em um acidente trágico.

Melissa parte para uma nova vida, viver com seu avô George Wels na pequena cidade em Campo Alto, juntamente com sua meia irmã Alice de 5 anos, acredita que seu objetivo maior agora é cuidar da sua irmã e do seu avô. Ela é uma mulher decida, corajosa porém muito desastrosa! Consegue lidar com diversas situações sem deixar a peteca cair.

"- Nos últimos tempos desenvolvi uma teoria para explicar isso... A "minha" Teoria do Caos - incitei.... Concluí que "forças sombrias" do universo se divertem com minha humilhações, por isso elas se repetem.... Assim, o "Caos da Minha vida" é baseado na necessidade de divertimento de alguma força inexplicavelmente sombria do universo."

A Família Casella mora em frente a casa amarela (casa de Melissa), sempre deu apoio a George após a morte da sua esposa, é composta pelo casal Lucila e Antônio são os amigos de George e o filho Arthur, este infernizava (e ainda inferniza) a vida de Melissa e da irmã Helena desde pequeno.

Vincent Dippel é um homem misterioso, pouco mal-humorado, sem muitos amigos, que vive com a família Van Berg na montanha. Estes vivem reclusos no topo da montanha, são ignorados pelos outros moradores da cidades por acharem antipáticos.

"Congelei para contemplar a perfeição e quando encontrei seus olhos turquesas, me perdi. Era como estar hipnotizada, dominada por uma força maior."

Como em toda cidade pequena e não diferente em Campo Alto, há muito mistérios que rondam em relação a família Van Berg e a montanha, acreditam que existe poderes especiais e coisas sobrenaturais.

A autora consegue descrever bem os personagens e os ambientes com riqueza em detalhes, impossível largar Cores. Incrível como a historia consegue se desenvolver bem, a relação que no inicio era de ódio dos dois protogonistas acaba se tornando algo mas sólido, o ser misterioso converte se mais amoroso, carinhoso, o amor faz as pessoas mudarem o que são.

O livro contêm romance, fantasia, drama. Acaba levando os leitores ao mundo de magia com elfos, duendes, fadas, magos.

Tem um escrita leve, descontraída e envolvente, não deixou nenhuma lacuna na história, é narrado em primeira pessoa por Melissa.

Posso dizer que foi o melhor livro que já li esse ano! Estou apaixonada por Vincent que merece todos os meus suspiros.

A escritora ainda se preocupou em colocar no final do livro a receita de brigadeiro de panela, assim como no seu site o play list das músicas do livro. *.*

Não preciso dizer que Adorei Cores!! Foram 440 páginas de muitas emoções! Keila você tem que lançar Sombras da primavera logo, melhor dizendo... já! Super indico o livro e digo mais que não ler está perdendo!
Keila Gon 24/04/2013minha estante
Obrigada Deise, Sou só sorrisos quando Cores conquista um coração!!! Obrigada por se deixar encantar : )
Mil beijos e sucesso para o "Devoradora de livros"
Keila Gon




Amanda Viana 18/12/2013

Resenha postada no blog Geek & Pop
~link ao final

A leitura de Cores de Outono começa com Melissa (ou Mel) nos apresentando, numa narrativa em primeira pessoa, a sua atual condição. Juntamente com sua meia irmãzinha de cinco anos, Alice, acabam de ficar órfãs. Sua mãe e padrasto sofreram um acidente de carro que inesperadamente levaram suas vidas e deixaram muita tristeza e preocupações para Melissa, agora responsável por uma criança em tempo integral. E com seus 21 anos de idade se vê no dever de criar Alice em meio a todo o trauma e sofrimento que está passando.

Decide, então, aceitar o convite de seu avô materno para ir morar junto com ele em sua cidade natal. O senhor George Wells, obviamente, também está passando por muita dor por causa da perda da filha. Mas é agravada ainda mais porque recentemente também perdera a esposa. Sendo assim, avô e neta, implicitamente acreditam que ficando juntos encontrarão forças para continuar vivendo em meio à tanta tristeza.

É um lugar que deixou há muitos anos atrás com sua mãe ainda solteira, fugindo do falatório de uma cidade pequena do interior. Mesmo assim, se sente bem agora que está novamente em casa, com todas as lembranças que a infância lhe traz. Assim como os seus vizinhos, que na verdade pode-se dizer que é uma extensão da família. Os Casella, Lucilia, Antônio e Arthur. Fazem muito bem o papel de boas vindas às irmãs e logo vão se entrosando como velhos amigos. Mas, em particular, Arthur traz lembranças um pouco irritantes para Melissa que sofria em suas mãos quando criança. Irmão de sua melhor amiga, Arthur lhe importunava ao máximo e isso eles não conseguiram esquecer. Mesmo depois de tanto tempo provocações são sempre presentes em qualquer diálogo que haja entre os dois. Só que Melissa cresceu e Arthur percebeu, claro! Logo nasceu uma atração por Melissa que se não fosse por um terceiro elemento na história, esse romance teria desengatado com a ajuda e torcida da família.
"Pareço louca ao admitir que tudo isso seja real, mas o calor que aquece meu peito só cresce, mostrando que estou mais louca ou mais apaixonada do que jamais imaginei um dia." (p. 11)
Pois bem. Vincent aconteceu e Mel não conseguiu mais ver outra pessoa na sua frente. Um homem envolto por muitos mistérios e agregado da família Von Berg, que não ajuda muito porque são frenquentemente alvo de boatos sobre os moradores do alto da montanha. Lugar sempre evitado pela população por causa de histórias que há muitas gerações assustam as crianças.
"Era insano ficar fascinada por alguém que me assustava e mesmo que ele fosse o homem ideal, mais educado, gentil e simpático do mundo, quais eram as chances dele reparar em mim com outros olhos? E por que eu pensava nisso? Já que ele era a figura mais lindamente assustadora e naturalmente antipática que conheci." (p. 103)
Melissa acredita que o azar a acompanha como se uma força do universo estivesse a testando ou simplesmente zombando dela. Sempre está se metendo em confusões e metendo os pés pela cabeça... por isso, com a nova vida, promete para seu avô que tentará ficar longe de encrencas e não chamar atenção para si. Claro que não dá certo! E Vincent sempre está lá de alguma forma inexplicável só para irritá-la com seu jeito arrogante e desestabilizá-la com seus olhos azul turquesa. Resultado: todas as miras da cidade apontadas para Melissa e Vincent.
"Ele era o cavalheiro carrancudo, o gato manso e o tigre feroz; com seu olhar penetrante era capaz de seduzir, mas também aterrorizar... e tudo isso dentro de um único homem. A personificação da confusão." (p. 234)
Mas Melissa tenta a todo custo viver uma vida normal, na rotina de cuidar de Alice e levá-la para a escola, os afazeres de casa e o trabalho na madeireira do avô. Só que coisas estranhas veem acontecendo... eventos e sinais incompreensíveis que ela não consegue enxergar e que só faz querer desvendar a história por trás do mistério envolvendo Vincent e sua família.

E acaba desvendando um mundo novo de magia que achava não existir, dimensões que são maravilhosas e outras que trazem perigo, com magos e elfos que também podem ser bem traiçoeiros. A história de Vincent acaba revelando que seus destinos sempre estiveram conectados e que até sua irmã pode estar correndo perigo, pois, inacreditavelmente para Melissa, Alice possui dons poderosos que ela ainda não sabe controlar e acaba sendo disputada por um grande mago do mal. Aí começa uma relação complicada onde Vincent não quer machucar Melissa numa possível batalha entre o bem e o mal, mas não pode sair de sua vida porque tem que ajudar e salvar Alice. Uma complicação só!
"Sempre imaginei que teria de viver o amor para experimentar suas dores, mas apenas o sonho desse amor impossível já estava me dilacerando." (p. 176)
"E como uma explosão, um calor avassalador tomou meu peito, me fazendo arfar. Mas não era o habitual deslumbramento, era mais intenso. Esse calor aqueceu meu coração gelado e se espalhou por meu corpo em ondas de serenidade, preenchendo cada fissura, aplacando cada tristeza. E entendi que estava amando." (p. 282)
Cores de Outono me agradou, mas infelizmente, só comecei a gostar mesmo a partir de seus capítulos finais. O enredo possui muitos rodeios até culminar ao seu objetivo de revelar os segredos de magia que envolve a história. Eu lia, lia e lia... e quando chegou a grande revelação já não estava mais tão empolgada. Acredito que o livro merecia mais páginas de magia e ação. Espero e creio que isso não mais será um problema em sua continuação que Keila Gon está escrevendo, Sombras da Primavera. Fora isso, todos os personagens têm suas personalidades bem definidas e foram bem explorados, com suas histórias pregressas que ajudaram em muito a entender um todo.

Outra coisa que eu gostei foi a ideia da autora de colocar a playlist que a inspirou para escrever o romance. Possui muitas músicas legais e que adoro também. Até fica aí uma dica para aqueles que gostam e não têm problemas em ler ao som de uma trilha sonora. Adoro!
AAAh.. também tem até uma receita de Brigadeiro de Panela, guloseima preferida da Melissa e Alice. HUUUUUUUUM! Nham, Nham...

site: http://geek-pop.blogspot.com.br/2013/12/resenha-premiada-cores-de-outono-keila.html
Keila Gon 21/12/2013minha estante
Ahhhh Adorei sua resenha Amanda! Parabéns pelo talento! Ficou perfeita e reuniu os principais pontos do livro.
E pode ficar tranquila, "Cores" é a introdução, a apresentação dos personagens, "Sombras" está MUITO mais agitado kkkkkk
BEIJOS e obrigada pelo carinho!
Keila Gon


Gabriele 17/01/2014minha estante
Ameii sua resenha! me deu mais vontade de ler o livro!




Karina 04/04/2014

Magia
Este livro eu comprei pela capa. Achei linda a imagem das folhas caindo e outono é a estação do ano que mais amo! Ao ler a contracapa fiquei intrigada e ao iniciar a leitura fui fisgada. A cada página me identifiquei com a heroína, afinal de contas, ela não é perfeita e não tem uma vida perfeita. É um personagem real, como tantas meninas que encontramos na rua. O enredo vai se estruturando com astúcia e a sedução inicia nas primeira cinco páginas. O heróis?! Pois é, herói mostra-se misterioso, com coisas misteriosas acontecendo por onde ele passa...estou no aguardo de uma possível continuidade! Recomendadíssimo!
Keila Gon 07/04/2014minha estante
Obrigada Karina!!! Fico feliz que a magia de Cores encantou seu coração!!! A sequência" Sombras da primavera" logo logo estará nas livrarias, espero que goste também!
BEIJOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS agradecidos!!!!
Keila Gon




Nath 11/12/2015

Resenha para o blog Pobre Leitora
Li Cores de Outono graças ao booktour organizado pela Ana Pula do blog Livros de Elite e digo que valeu muito a pena ter entrado nessa. A leitura foi maravilhosa e entra pra lista dos livros memoráveis desse ano, com toda certeza!
Cores de Outono é um romance sobrenatural (ou pelo menos, não muito natural rs) que me fez recordar as histórias que me fizeram uma leitora apaixonada como sou hoje em dia. Mais do que tudo, a história me trouxe uma nostalgia muito gostosa e já foi um grande passo para me apaixonar pelo livro.

A escrita de Keila Gon é ótima, detalhada na medida certa para que você consiga se imaginar dentro do livro e de modo que não fique maçante. O livro é consideravelmente longo, mas o modo como é escrito faz com que você nem perceba a leitura passando.
Como primeiro volume de uma saga, é um livro um pouco mais introdutório, que tem por objetivo nos apresentar os personagens e nos ambientar neste novo mundo, e tenho que dizer que conseguiu este feito com maestria. Ao chegar na última folha me sentia amiga íntima dos personagens e moradora da montanha. Muitas dúvidas ficaram ao final da história, obviamente, e estou mais do que curiosa para ler o segundo volume logo, mas as informações que nos são dadas são o suficiente pra encantar.
Em Campo Alto, mais precisamente na montanha dos Von Berg, vamos conhecer um mundo totalmente mágico com direito a elfos, magos e mundos diferentes onde se encontram personagens extremamente curiosas. É impossível não se encantar!

Os personagens foram muito bem construídos e atendem a sua natureza. Melissa é uma jovem que passou por um grande trauma e pegou para si uma imensa responsabilidade - cuidar de sua irmã mais nova - e por mais desastrada e avoada que seja, consegue sim cumprir isso. O sentimento de proteção e amor que ela sente por Alice é lindo.
Alice por sua vez é uma criança adorável! Com seus apenas 5 anos é muito inteligente e sensitiva. Me apaixonei perdidamente por ela.
Vincent, o Sr. Dippel, é o cara do lado negro da força, que resolveu passar para o lado do bem e veio pra deixar as mulheres de queixo caído. Extremamente sexy, cavalheiro e apaixonante, seu mau humor, medos e defeitos não o denegrirem, muito pelo o contrário, só nos faz querê-lo mais.
Os outros personagens também são encantadores. George é um excelente avô e me fez vontade de ter um senhorzinho desses em casa. Arthur tinha conquistado minha simpatia no inicio da história mas depois... Bom, eu não ligaria se a Keila fizesse ele rolar morro abaixo :)

A história ainda deixa uma mensagem muito interessante de nós temos que escolher o certo e não o fácil. A coisa certa a se fazer nem sempre é simples e fácil, mas é o certo e o melhor a se escolher sempre, por mais difícil que seja. Melissa tem esse dilema a sua frente e suas escolhas vão muda-la para sempre.

Resumindo tudo o que disse até agora e sem conseguir achar mais palavras para demonstrar como a história é maravilhosa, digo e repito que vocês precisam ler Cores de Outono! É garantia de se apaixonar!

site: http://pobreleitora.blogspot.com.br/2015/12/resenha-cores-de-outono-keila-gon.html
Keila Gon 23/02/2018minha estante
Muito obrigada pela resenha Nath *.* Beijo agradecido e ótimas leituras!!!




Rafa 02/05/2013

Cores de Outono - Keila Gon ---> Perfeitooo
Quem ama escolhe seus caminhos, vence o medo, ultrapassa a razão, duela com a dúvida entre o certo e o fácil para seguir seu coração.
Melissa encontrou em um olhar as revelações de toda uma vida e longe da lógica escolheu o caminho confuso, mas surpreendente do amor. Ela chegou à pequena cidade da montanha com a responsabilidade de cuidar de Alice, sua irmã caçula, esperando uma vida simples. Mas se viu envolvida por Vincent, um estranho arrogante, dono de irresistíveis olhos turquesa que vai levá-la através da sombra e da luz para revelar surpresas inimagináveis de um Mundo Mágico perigoso e fascinante. A cada encontro este homem misterioso amedronta e encanta; desperta sentimentos e a faz duvidar de sua coragem. Mas, antes que Melissa seja arrebatada por esse amor, ela precisa enfrentar elfos, magos e intrigas em um mundo inóspito que testará seu coração.

Sabe a depressão?
Pois é, eu também sei.

Mas não é aquela depressão comum, é a famosa Pós-livro. Aquela que te atinge logo após você terminar de ler um livro simplesmente incrível, e aí você não sabe mais o que fazer da vida, por que parece que a razão da sua vinda ao mundo era ler este livro, e é como se agora os motivos da sua existência houvessem se dissipado no momento em que se passou a última página...

Mas aí você se lembra de um detalhe que serve muito bem como consolo, o tal livro tem continuação! E sinceramente, este é o Tarja Preta que faz você se reerguer e continuar a viver no seu mundo chato. No meu caso, chato é apelido.



Cores de Outono contará a história de Melissa Wels, uma jovem que ao perder a mãe e o padrasto fica responsável pela irmã de cinco anos de idade, Alice. Ela muda-se então para a cidade onde nasceu, e onde seu avô ainda vive. O que Mel não espera, é que não reencontrará apenas amizades da infância, mas também conflitos que mesmo que ela não soubesse, a perseguiam desde pequena. Na espera por uma vida mais simples, ela acaba se deparando com Vincent (isso já foi mencionado na sinopse, lá em cima, mas vamos ressaltar, por que o fato merece prestígio), que em um primeiro momento é um homem completamente repugnante e rabugento... Aah, claro, lembrando que ele é dono de uma SUV BMW. Não sabe do que se trata? Bem, é isso aqui::



E sim, para mim os momentos mais emocionantes são quando ele acelera montanha a cima. Fico só imaginando os cavalos-de-pau que a máquina pode render... Tudo bem, no começo da história a SUV quase mata a Mel, mas estes são apenas alguns detalhes.

Voltando... Melissa se envolve completamente pelos olhos turquesa que insistem em "tropeçar nela" (os olhos turquesa são do Vincent, tá?), porém ao decorrer da história ela descobrirá que esta proximidade pode ser mais perigosa do que imagina. E este perigo, por mais que não seja seu desejo, envolverá Alice de um modo irreversível. Por que se Vincent pertence à uma dimensão surreal, Alice é uma prova de que esta realmente existe.

Cores de Outono é fascinante!
F-A-S-C-I-N-A-N-T-E
Literalmente.

Do tipo que tem Elfos, Magos Sombrios, Portais Mágicos, BMWs...

Durante a história vão se criando oportunidades e encontros que te deixam completamente eufórico.
Lembrando que o Vincent é um exemplo típico de bipolaridade.
No mesmo segundo que ele está pomba, vira corvo. É uma coisa arrebatadora.
E o mais incrível é que mesmo assim, você continua torcendo por eles!


Eu diria que "Cores" tem uma pitadinha de 'Crepúsculo', com um toque de 'Fallen', e fico feliz em dizer, uma linda dose da magia pura e eterna de minha querida Nárnia. Tem gosto de chocolate e cheiro de Pé de Limão. Quem já leu entende a do Pé de Limão, sabe.. Amadeirado com Cítrico... Tá, parei. Isso não teve graça.

E se tem algo contra uma das obras citadas, não se acanhe, companheiro e/ou companheira, Cores de Outono é a mistura impecável de tudo que existe de bom na literatura fantástica.

É o tipo de livro que antes de começar você tem que pegar bastante fôlego, por quê: 1) Ele vai fazer você perder o fôlego de uma maneira ou outra, é fato. 2) Você não vai ter tempo de parar para respirar.

Acho que resumindo bem resumidamente, existe uma palavra que representa "Cores":


M-A-G-I-A



Eu gostaria de agradecer muuuuito a Keila Gon, parceira do blog, que me enviou o livro autografado e dois marcadores lindooos. Keila, obrigada por proporcionar esta viajam encantadora!
Seu trabalho é definitivamente uma obra de arte!

Resenha completa no link:
http://temporaldesonhos.blogspot.com.br/2013/05/cores-de-outono-keila-gon.html
Keila Gon 04/05/2013minha estante
Ahhhhh rafa, amei tudo... sua originalidade, seu texto e seu carinho com "Cores" e seus personagens!!!! Muito obrigada : )
Beijos muito queridos ,
Keila Gon




Fabiana 13/08/2018

Melissa perdeu a mãe e o padrasto em um acidente de carro, agora é responsável por Alice, sua irmãzinha de 5 anos. Então resolve ir morar com seu avô George em Campo Alto cidade onde passou sua infância. George mora aos pés da montanha, um lugar cercado de mistérios e misticismo. Por ser uma cidade pequena há muitos boatos que envolvem os moradores da montanha os Von Berg e Vicent Dippel, fazendo com que todos da cidade mantenham distância e tenham medos deles. Vicent é extremamente arrogante e intimidador e faz questão que todos tenham medo dele mesmo, mas o destino faz com que Vicent e Melissa se aproximem de uma forma inesperada, e sua aproximação com esse homem à leva a fazer descobertas impressionantes sobre ele, os Von Bergs e sua irmã.
.
.
Cores de Outono é o primeiro livro da trilogia Cores, narrado em primeira pessoa por Melissa, e só posso dizer que amo essa história. Melissa é uma personagem forte, que mesmo correndo riscos enfrenta seus medos. Vicent é apaixonante, por trás de toda sua arrogância existe um homem gentil, carregado de culpa e conflitos internos. O amor entre eles é forte e muito intenso. Cores de outono é uma trama muito envolvente, emocionante e cheios de reviravoltas, com um cenário sobrenatural com elfos, magos e outras criaturas mágicas e claro uma linda história de amor.
comentários(0)comente



ViagensdePapel 08/08/2017

Cores de Outono é primeiro volume da Trilogia Cores, escrito pela brasileira Keila Gon, inicialmente foi publicado pelo selo Talentos da Literatura Brasileira, da Novo Século. Atualmente a trilogia faz parte da Editora Mundo Uno. O livro conquista facilmente os fãs de literatura fantástica, a autora apresenta-nos a trajetória de Melissa Wels, uma jovem comum de 21 anos e os eventos que se sucederam após o acidente que mudou o rumo de sua vida. Antes da tragédia, Mel vivia em São Paulo ao lado de sua família em uma rotina perfeita e pacta. Incapaz de fugir de sua dor, ela vê a chance de recomeçar, muda-se com sua irmã caçula, Alice, para a Cidade da Montanha, onde o inesperado acontece. Ela não está preparada para surpresas que o destino lhe reserva, caminhos repletos de aventuras é o que aguarda por nossa protagonista.

Novamente em Campo Alto, Mel reencontra em suas memórias lembranças ausentes e perdidas em algum lugar de seu passado, ela enfrentará a natureza sombria presente em seus sonhos. O que são esses sonhos? O que acontece quando o que parece ser improvável na verdade é a realidade? O real e o imaginável caminham lado a lado conduzindo o leitor em uma viagem eletrizante num emocionante romance sobrenatural, com a mistura ideal de suspense, fantasia e mistério. Melissa será atraída para uma nova dimensão, um amor e uma surpreendente revelação que a fará repensar no que de fato acredita.

Mel é assombra por sonhos que estão ficando cada vez mais aterrorizantes, descobre que são memórias de uma realidade completamente surreal. Ela sabe que encontrará em Vincent as respostas para seus questionamentos, e fará o que for necessário para proteger aqueles que tanto ama, mesmo que se apaixonar seja a chave para um perigo ainda maior.



Leia a continuação da resenha, acesse o link abaixo:

site: http://www.viagensdepapel.com/2014/02/05/resenha-cores-de-outono-cores-1-de-keila-gon/
Keila Gon 23/02/2018minha estante
Beijo minha Linda, obrigada pela resenha!!




Tifany 01/12/2015

Suspiros e mais suspiros
O livro conta a história de Melissa, uma jovem de 21 anos que, há alguns meses perdeu a mãe e o padrasto em um acidente de carro e agora é responsável pela irmã de cinco anos, Alice.
Melissa acredita que, indo ao encontro de seu único parente vivo, na cidade onde ela viveu quando criança, uma cidade de interior cercada por árvores, Alice pode crescer feliz e sem preocupação. É por isso que duas saem de São Paulo e vão para Campo Alto, onde irão viver com o avô, George, apelidado de Opa (avô, em alemão).
Chegando a Campo Alto, tudo o que Mel queria era recomeçar. Alice deveria começar em uma nova escola e Mel ajudaria seu avô na Revendedora Wels e cuidaria dele. A cidade, praticamente não havia mudado, até os vizinhos eram os mesmos.
Tudo estava igual, exceto pela nova família que vivia na montanha: os Von Berg. Uma família que vivia isolada, vítima constante das mais diversas histórias e boatos.
Todos avisam Melissa do cuidado que deve ter com a família, principalmente com o sobrinho deles, o ''senhor Dippel".
Vincent Dippel é um belo rapaz, conhecido por sua falta de sociabilidade e por ser um pouco arrogante. Apesar dos avisos, Melissa se aproxima dele.
Vincent é o homem mais irritante e arrogante que Mel poderia conhecer, mas ela não consegue se afastar daquele lindos olhos azuis turquesa, e passa a conhecer sensações que nunca esperava sentir.
É aí tem tem início uma linda e perigosa história repleta de magia, onde Melissa descobrirá segredos e um mundo que nunca pensou existir, cheio de Magos, elfos, duendes... Ela precisará proteger a todos, principalmente Alice.

Amei demais esse livro! Comecei a lê-lo esperando um romance contemporâneo ou algo do tipo. Agora, imaginem a minha surpresa ao ser apresentada a um mundo cheio de magia!
Foi meu primeiro contato com a autora e amei sua escrita. É super leve e fluida, você nem vê o tempo passar!
Suspirei durante o livro inteiro. A atração entre Vincent e Melissa me encantou de uma maneira que não conseguia largar o livro! Apesar de complexa, com algumas brigas, a história deles é encantadora.
O livro possui personagens encantadores, como o Opa, Alice, os vizinhos Casella. Arthur, ''amigo'' de infância de Melissa, me irritou bastante, mas consegui entender seu lado.
Vincent me encantou desde sua primeira aparição... Não tenho nem palavras para descrevê-lo. Ganhou meu coração logo de cara.
Melissa se mostrou uma personagem forte, mesmo com medo, ela assume os riscos e vai em frente para proteger que ama, apesar de muito desastrada. Ela foi a única que teve a coragem de enfrentar Vincent.
A capa do livro ficou linda! Diagramação com letras em bom tamanho, páginas amareladas.
A narrativa é feita pela perspectiva de Melissa e podemos conhecer todos seus medos e sentimentos confusos... Além de imaginarmos os lindos olhos de Vincent!
Estou louca para ler a continuação e continuar acompanhando essa história que tanto me encantou.
Livro recomendadíssimo! Vocês não podem deixar de ler!

site: http://osamantesdaleitura.blogspot.com.br/2015/12/cores-de-outono-keila-gon.html
Keila Gon 23/02/2018minha estante
Ownnnn muito obrigada pela resenha Tifany! beijo agradecido!!! Ótimas leituras!!!




Carolina DC 27/01/2013

O que eu achei do livro? Surpreendente! Melissa é uma jovem de 21 anos, que tem uma vida tranquila até que um acidente inesperado faz com que sua mãe e o seu padrasto infelizmente percam a vida, deixando sua meia irmã de 5 anos aos seus cuidados. Decidida a dar estabilidade para Alice, Melissa larga os estudos e volta a morar com o Opa (é o modo carinhoso como ela chama George), seu avô em uma cidade pequena, próxima às montanhas.
“Minha única conversa com meu avô foi decisiva, ele protestou apenas quando comuniquei que iria largar a faculdade e sua preocupação paterna até me comoveu. O senhor George Wels, que carinhosamente chamo de Opa – avô em alemão – é um descendente de austríacos com um duvidoso senso de humor, mas muito correto. Tem uma visão simplificada da vida e esconde um coração sentimental. Ele ainda mora em nossa antiga casa e possui a mesma vida simples da minha infância, que resume suas duas paixões, seu kit de pesca e a revendedora de madeira – que nunca vai deixá-lo rico, mas está na família Wels há gerações. George ficou animado com nossa mudança e isso me deixa culpada. Ele ficou muito sozinho com a morte de minha avó e a perda de minha mãe, sua única filha; foi um golpe e tanto para o seu coração. Nos últimos meses ele passou por várias fases, de arrasado para transtornado, de abalado para “quase” conformado e sabia que ele se esforçaria para mascarar a própria dor por nossa felicidade.” (pág. 15)
George tem como vizinhos a família Casella, os pais Lucila e Antônio, donos de um restaurante na cidade, e seus filhos gêmeos, Helena e Arthur, que cresceram com Melissa. Helena mudou-se, mas Arthur voltou a morar com os pais e ao rever Melissa demonstra um grande interesse nela.
É de se esperar que em uma cidade pequena existam diversos boatos e fofocas, e a maior parte deles está relacionada à família Von Berg, donos das montanhas próximas à casa de George e moradores reclusos. Um dos personagens mais misteriosos da cidade é Vincent, um homem rude e totalmente sério, mas que mexe com Melissa desde o primeiro momento em que se veem.
Como não bastasse tudo isso: a mudança, o avô, a família Cosella e Vincent, Melissa tem Alice como prioridade e descobre que a menina é mais do que especial.
É nesse turbilhão de acontecimentos que Melissa vai descobrir que existem mais coisas do que imagina, e que desde a sua infância ela está envolvida com seres místicos.
O livro tem uma trama complexa, mas muito bem desenvolvida, com personagens marcantes e intrigantes. O aspecto familiar, independente de qual núcleo, seja dos Casella, dos Von Berg ou dos Wels é uma presença constante na história, mostrando a lealdade e a preocupação por seus entes queridos. O livro é uma jornada, e o final de “Cores de Outono” me deixou curiosa para ler a continuação.
Keila Gon 07/02/2013minha estante
Olá Carol,
Obrigada por palavras tão encorajadoras... pode deixar, vou caprichar na continuação : )
Beijos agradecidos!!!




SahRosa 05/05/2014

Resenha exclusiva do blog Da Imaginação à Escrita. Plágio é crime!
Após a morte de sua mãe e de seu padrasto, Melissa decide ir morar com o avô em um vilarejo do interior. Acompanhada de sua pequenina irmã, Alice, Melissa tem que enfrentar as responsabilidades pela menina. Ela prometeu que protegeria Alice e não irá medir esforços para isto. Com a vida segundo seu rumo, Melissa passa a conhecer os mistérios que cercam seus vizinhos da montanha, há vários boatos sobre a família Von Berg, mas com certeza, o mais peculiar é sobre Vicent Dippel, um homem atraente e com humor instável.

Dippel parece fazer gosto em atormentar Melissa, e ela não compreende o que fez para ter a antipatia desse fascinante homem, que acompanha seus pensamentos. Quando uma grande revelação é feita pelo próprio Vicent, em relação à Alice e os demais moradores da montanha, Melissa se apavora, afinal, como compreender os estranhos acontecimentos que cercam todos esses eventos? E o mais assustador, ela também faz parte dessa revelação, seu destino sempre esteve ligada ao homem de olhos turquesa e muito antes do que ela imaginava.

Cores de Outono é uma deliciosa aventura mágica, cercada de romance e segredos obscuros. Apesar de no começo, a protagonista não ter conseguido minha simpatia, principalmente por conta do seu gênio forte e implicante, após a revelação, o enredo e os personagens passam praticamente por uma transformação e a narrativa passa ficar mais dinâmica e empolgante. O modo como à autora inseriu o mundo mágico foi cuidadoso e aos poucos, para que Melissa e o próprio leitor compreendessem a magia que cerca todo o enredo.

Além disso, Cores de Outono possui bons ganchos entre os capítulos e Keila vai preenchendo cada lacuna com uma nova novidade, onde a história fica ainda mais curiosa. Sendo narrado em primeira pessoa por Melissa, vemos como a autora conseguiu reproduzir bem sua personalidade; Mesmo eu não tendo simpatizado com ela de início, vejo Melissa como uma das mocinhas mais corajosas que conheci, ela não se deixa levar pelas provações e apesar do perigo, o enfrenta de frente. Vicent é outro destaque no livro, com seu jeito carrancudo e gentil de ser, descobrimos que existem dois lados em sua personalidade, que lutam para domina-lo, um mocinho de filme antigo, com características peculiares.

Recheado de ótimas descrições, escrita ágil, Keila Gon transporta seu leitor por uma história romântica e cheia de fantasia, conflitos e mistérios. Nem preciso dizer o quanto recomendo, não é? As apaixonadas por um bom romance vão amar o livro, principalmente Vicent. Uma leitura carregada de boas emoções.


site: http://www.daimaginacaoaescrita.com/
Keila Gon 06/05/2014minha estante
Ui... corei... menina as vezes fico envergonhada de ler as resenhas,kkkkk estou muito feliz por Cores ter encantado seu coração! BEIJOS M-U-I-T-O agradecidos!!
Keila Gon




Vida em Série 31/05/2013

Cores de outono
Cores é narrado por Melissa (primeira pessoa) que, após a morte sua mãe, muda-se de São Paulo para uma o interior para morar com seu avô em Campo Alto. Ela encontra uma série de coisas diferentes na cidade, mas também algumas bastantes iguais, como, por exemplo, a rua da casa de seu avô continua sem asfalto e o rapaz que a incomodava quando criança continua a dar risadas dela.

Mas com essa mudança, os problemas e soluções da vida de Melissa estão só começando, embora a intenção dela seja cuidar de sua irmã e de seu avô, Melissa também se vê obrigada a lidar com coisas sobrenaturais que jamais achou que existisse. Nem mesmo durante a infância, quando seus avos escondiam dela os contos que a cidade tinha sobre as pessoas e a família Van Berg e a montanha. Melissa então conhece um submundo, diferente de tudo que vive, nesse novo lugar não existem quatro estações, mas sim três.

“Entrei em um mundo inimaginável, desafiador, imprevisível… mágico!”

http://pormaisuma.com/2013/05/cores-de-outono-de-keila-gon/
Keila Gon 31/05/2013minha estante
Beijos Kamylla : )
Obrigada pelo carinho e apoio !
Keila Gon




Kelinha 05/06/2013

Resenha - Cores de Outono Blog Livros e Marshmallows
Resenha: Cores de Outono conta a história de Melissa, uma jovem que perdeu a mãe e o padrasto em um acidente de carro, e ela se vê sozinha com sua irmã mais nova Alice. Sendo obrigada a deixar a cidade onde morava para ir morar com o seu avô George em uma cidade do interior juntamente com a sua irmã. Melissa teve que assumir responsabilidades muito cedo, tendo que assumir o papel de ser mãe de Alice. Da noite pro dia a vida de Melissa virou de cabeça pra baixo. Mesmo com os seus medos e indecisões assumiu a responsabilidade que tinha, e tomou para si, e enfrentou tudo de perto. Um amor acontece, uma paixão avassaladora toma conta do seu coração fazendo o seu corpo tremer. Será que esse era o momento certo de Melissa viver um novo amor? Cores de Outono te apresenta um mundo de magia e sonhos, com direito a olhares turquesas.

Vou começar a falar deste livro de uma forma diferente, vou começar falando da capa. Cores de Outono me cativou muito pela capa, sinceramente não queria nem saber se o livro era bom ou ruim, apenas queria ler pois a capa tinha me chamado muito a atenção. Simplesmente linda! Na minha opinião é uma das capas mais lindas que a Novo Século lançou este ano.
A história é cativante, os personagens são envolventes, todo o enredo da trama é simples e gostoso de se ler. Infelizmente não gostei da protagonista Melissa, senti raiva por ela ter sido tão boba e infantil em determinados momentos, e muito atrapalhada. Na minha opinião faltou nela um pouco mais de atitude e determinação em relação aos seus sentimentos.

A autora foi bem criativa com a história e soube detalhar tudo nos mínimos detalhes. Houve momentos em que ela foi detalhista até demais. Como por exemplo: Toda a vez que a protagonista Melissa se encontrava com o Vincent (o homem gato da história), a autora fazia questão de descrever toda a beleza do personagem. Isso acabou ficando chato, e não tinha necessidade. Pois desde o início da história ela já tinha descrito como ele era e todas as suas características; não precisava ficar repetindo. Em momento algum a leitura se tornou cansativa, muito pelo contrário; eu não via a hora de acabar de ler o livro e chegar logo no final pra saber que fim ia ter todo aquele mistério. Na metade do livro quando você pensa que esta lendo um romance cheio de olhares turquesas (era a cor dos olhos de Vincent), você se depara com uma grande aventura, tudo da uma reviravolta incrível que realmente não da pra explicar. Muito bom!!

A história é narrada na primeira pessoa, isso é maravilhoso. Pois consigo me sentir bem mais perto do personagem. Encontrei alguns erros, mas nada que atrapalhasse a leitura. A diagramação ficou muito boa, páginas amarelas. Tudo perfeito! Não vejo a hora de ler a continuação que é "Sombras da Primavera".

Quotes que eu mais gostei:

"-Sei que você sente falta dela Mel, mas a saudade é uma forma de merecimento de quem foi. É bom sentir saudade, quer dizer que ela era importante para você - disse cauteloso."

"-Palavras parecem muito importantes para você - divagou com a voz séria.
-Palavras são importantes...poderosas. Podem esconder verdades ou revelar mentiras e não gosto de ser protegida por mentiras. Prefiro me machucar com a verdade - concluí confusa e ele esticou um tímido sorriso."

"-Mas você esqueceu a omissão. O silêncio pode proteger alguém como uma mentira sem machucar como a verdade."

"-Sempre podemos alterar nosso destino, com nossas decisões - falou eloquente".

"Nos últimos tempos eu ansiei por sua companhia, confiei em sua proteção, me preocupei com ele, sofri com sua tristeza e fiquei feliz apenas por vê-lo sorrir."

"Dizem que o tempo voa quando estamos felizes e meu maior desejo era poder parar o tempo."

Sim! Eu sei que foram muitos quotes, rs...tive que me controlar pra não ir marcando o livro todo, mas esses foram os que eu realmente gostei.
Então pessoal...Cores de Outono é um livro muito bom. Eu super recomendo!! Tenho certeza que vocês vão se apaixonar pelos olhares turquesas.

http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/
Keila Gon 05/06/2013minha estante
Olá Kelinha,
Obrigada por seu carinho com Cores!!Espero que a continuação dessa "jornada" de amor e aventura também lhe agrade : )Adorei seus quotes !!!!
Beijos queridos flor!!!
Keila Gon




91 encontrados | exibindo 46 a 61
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7