Canção do Mar

Canção do Mar Amanda Hocking




Resenhas - Canção do Mar


16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Moonlight Books 30/03/2014

Leia esta e outras resenhas no blog Moonlight Books, www.moonlightbooks.net
(Resenha livre de spoilers a partir do segundo parágrafo)

Um delicioso mergulho!


Segundo livro da série Watersong de Amanda Hocking, Canção do Mar começa exatamente de onde terminou Despertar (confira resenha aqui), mais precisamente na manhã seguinte, com Harper acordando e tentando entender que sua irmã é agora um ser mitológico. Além disso, Harper precisa trazer Gemma de volta para casa e para isso vai contar com a ajuda dos amigos Alex, Marcy e Daniel, este último querendo ser mais que um simples amigo. Não vai ser nada fácil e ainda mais com a garota tentando a todo custo sufocar seus sentimentos em relação à Daniel, mas quero ver só até quando ela vai resistir o charme despojado de um rapaz tão atraente.

A autora manteve –se fiel ao estilo de narrativa adotado no primeiro livro, dando espaço para todos os personagens, mostrando suas vidas, no passado e presente. Alguns dos que conhecemos em Despertar, ganharam mais espaço agora e a sensação que tive é a de conhecer cada um de longa data. A cidade de Capri, onde é ambientada a trama é aconchegante e gosto quando me sinto no local em que a história acontece, não são todos os livros que conseguem te transportar e neste aqui isso ocorre.

Acho bem legal que mesmo com um grande evento sobrenatural ocorrendo, as coisas continuam seguindo em frente na vida dos personagens, eles não param tudo e focam somente naquilo, pelo contrário, vão ao trabalho, almoçam, jantam, discutem, até faxina eles fazem, enquanto tentam encontrar solução para o problema. Isso é algo que dá mais credibilidade para a trama, pois os personagens ganham uma aparência comum, já que vivem uma vida muito próxima da nossa. Em suma, você vê normalidade, não é tudo fantástico, é a realidade mesclada com a fantasia. Você chega até a acreditar na possibilidade de viver algo do gênero se for passear numa cidade como Capri.


site: Leia o restante da resenha aqui, http://www.moonlightbooks.net/2014/01/resenha-cancao-do-mar.html
Vitória Tamara 20/04/2014minha estante
O livro é ótimo mas estou com receio de que o terceiro e último livro da série não seja lançado no Brasil... será ?




Carolina Durães 23/03/2013

O primeiro livro não despertou tanto interesse como eu esperava após ler a sinopse. Não sei se por causa disso eu não estava com expectativas muito altas para a leitura do livro 2 e isso contribuiu para que o livro tivesse seus momentos positivos.
A trama vai alternar os capítulos com os acontecimentos que envolvem Gemma, e os capítulos com os acontecimentos que envolvem Harper. Para quem leu o primeiro livro, sabe que Gemma foi embora com as sirenas para proteger a irmã, o pai e o namorado. Em Canção do mar vamos presenciar o debate interno de Gemma, sobre aceitar ou não sua nova condição e o que isso implica. Por outro lado, nós vemos Harper lutar com unhas e dentes para descobrir o paradeiro de Gemma e como impedir as sirenas de causarem mais tragédias. Mas ela não está sozinha: Alex está mais do que decidido a encontrar a amada e Daniel em ajudar Harper. Eu tenho a impressão de que Daniel guarda um grande segredo, que será um dos motivos da reviravolta da trama no terceiro livro. Não sei, foi essa impressão que eu tive ao ler Canção do mar.
A continuação de Despertar continua com um ritmo lento, não tendo um momento propriamente clímax na leitura. O livro vai mostrar os conflitos internos que as duas irmãs estão passando com a descoberta da nova condição da Gemma, e também sobre seus amores. Admito que a leitura do segundo livro da série fluiu um pouco melhor do que o primeiro, mas ainda não chegou ao ponto de me entusiasmar. Quanto a capa, após a do primeiro livro, esperava bem mais para essa continuação. Não achei a capa feia, porém também não a achei bonita. Revisão, diagramação e layout estão muito bem feitos. Encontrei alguns errinhos de digitação, mas nada que interferiu na leitura do livro.
Canção do mar é uma leitura morna, sem muitos momentos grandiosos, mas gostosa de ler em um dia chuvoso. O que mais se destacou na leitura foram as explicações mitológicas sobre a origem das sirenas, pois os romances da série não despertaram muitas emoções.


site: http://www.mixliterario.com/
comentários(0)comente



Nat 18/09/2017

Gemma está sumida. Harper inventa uma desculpa para o pai, apesar de saber a verdade: a irmã foi embora com Penn, Lexi e Thea, três lindas e misteriosas garotas que surgiram na sua cidade. Junto com Alex, namorado de Gemma, e Daniel, eles se juntam para descobrir maneiras de destruir as sirenas e libertar Gemma. Enquanto isso, a jovem se recusa a usar seus poderes para fazer o que quer que seja contra qualquer pessoa. Gemma não tem interesse nenhum em se transformar num monstro que se alimenta de humanos, mas se ela não fizer isso, acabará morrendo e as outras também morrerão. Penn não está disposta a deixar isso acontecer, então mantem vigilância sobre a jovem. Até que Gemma acaba lidando com o seu lado mais obscuro, e isso faz com que a irmã descubra onde ela está. De volta em casa, Gemma começa a temer seu reencontro com as três sirenas, ao mesmo tempo em que percebe que terá que se afastar das pessoas com quem mais se importa no mundo para evitar que uma tragédia maior ocorra.

Faz muito tempo mesmo que eu li o primeiro livro dessa série, então fiquei com medo de não lembrar mais nada. Ainda bem que não foi o caso, a leitura fluiu muito porque enquanto eu lia, parecia que os acontecimentos de Despertar estavam ali na minha frente, nas páginas, novamente. Li em um dia porque o livro é pequeno, e eu fiquei desesperada me perguntando o que as sirenas fariam quando descobrissem a fuga de Emma (eu só larguei o livro quando cheguei nessa parte). Como o final desse livro não foi bem o que eu esperava, quero muito ler o terceiro. Recomendo.

site: http://ofantasticomundodaleitura.blogspot.com.br/2017/09/cancao-do-mar-amanda-hocking-52-weeks.html
comentários(0)comente



Michele.Santos 03/09/2016

Muito bom
Gostei bastante do livro
comentários(0)comente



Debora.Gaya 03/03/2018

Sereias saga
Continuação de Despertar, tão maravilhoso quanto o primeiro
comentários(0)comente



Giuli 18/12/2016

Só uma pergunta...
Cadê a continuação?????
comentários(0)comente



Joana 16/03/2013

Já contei sobre o quanto gosto de formular teorias? Procurar pontos em comum e encontrar respostas que não existem, que são mutáveis, mas que se deu certo com alguns exemplos, podem servir como parâmetros para vários outros. Segundo volumes de séries são meus alvos favoritos. É onde a maioria dos autores perdem os leitores e "o fio da meada". É pelo segundo livro que, supostamente, dá pra conhecer realmente o rumo da história, a personalidade dos personagens e ter uma ideia significativa se aquilo vai dar certo ou não. E se tem algo que influencia de verdade nessa minha brilhante teoria é a expectativa. Sempre ela, não?

Mas para série Watersong isso veio como algo muito positivo. Eu achei o primeiro livro interessante e com potencial, mas o final foi fraco e não comprei o cliffmager da autora. Então esperar por grandes tramas em Canção do mar não estava na minha ideia. Tudo que acontece é resultado da fuga de Gemma com as sirenas, seu dilema em deixar de ser humana e precisar se "alimentar", enquanto Harper e Alex fazem de tudo para descobrir mais sobre a espécie e, obviamente, encontrá-la.

Pensando agora, dias depois de terminar a leitura, reconheço que bastante coisa acontece nesse livro - mais do que Despertar, ao menos. Porém, enquanto lia, as coisas aconteciam tão naturalmente que não chamavam atenção. Nada de "OMG", "WTF" e outras iniciais empolgadas. Amanda apenas conduzia o caminho que deveria fazer, não fez reviravolta, nem deixou o leitor ávido por mais e mais. É apenas uma continuação. A autora já tinha explicado muito bem sua mitologia lá no primeiro livro, tão bem feita e bem amarrada que agora não precisava encher parágrafos de explicações. Você sabe tudo o que precisa saber, por enquanto.

Senti uma grande evolução na escrita da autora em termos de narrativa. Ela finalmente percebeu que pronomes pessoais existem e podem substituir nomes próprios sem criar confusão. Sim, ainda existe uma repetição, mas em bem menor quantidade. Ainda assim, faltou profundidade emocional em sua escrita. As protagonistas não são das melhores: Harper é tão protetora que fica cansativa e Gemma peca na falta de carisma. Só quem pode conquistar é Daniel, mas ele não tem tanto espaço, o que estou contando que mude na continuação.

Minhas expectativas poderiam estar baixas, mas a autora me surpreendeu e eu realmente gostei do livro. Ainda não é meu preferido sobre sereias, mas tem uma mitologia inteligente e que pode ser bastante explorada. Dessa vez o final que Amanda deu deixou uma verdadeira ponta solta que você quer amarrar logo, então espero ansiosa pelo próximo volume. É uma boa leitura se você não esperar fogos de artifício e chuva de flores.

Resenha originalmente postada em: http://poderosasegirlies.blogspot.com.br/2013/03/cancao-do-mar-por-amanda-hocking.html
comentários(0)comente



Camilla 23/07/2013

Resenha postada no blog Segredos e Sussurros entre Livros
O segundo volume da série Watersong conseguiu enrolar sem ser maçante. Digo isso porque estava ansiosa pelo livro, mas receosa quanto às expectativas. Como prega a famosa “maldição do segundo livro”, é quase natural que tal volume seja chato e não acrescente muito ao contexto. Felizmente, Canção do Mar, embora não tenha apresentado solução para os enormes problemas das irmãs Fisher, foi muito bem desenvolvido, instigando a curiosidade para o próximo livro, apresentando pequenos fatos desconhecidos e mantendo o mistério acerca de certas questões.

“Harper só quer uma vida segura e normal. Mas quando sua jovem irmã Gemma foge com um bando de garotas bonitas e perigosas, Penn, Thea, e Lexi, tudo muda. Jurando conseguir sua irmã de volta, Harper deve encarar perigos que jamais experimentou. Felizmente, ela tem Daniel do seu lado, um deslumbrante garoto que está ajudando em sua busca e é imune aos poderes sombrios das garotas. Enquanto Harper procura sua irmã, Gemma se esforça para se ajustar a sua nova vida. Seus poderes estão crescendo mais a cada dia, e quanto mais tempo vive com suas novas “irmãs”, mais difícil é resistir ao seu mágico mundo. É um reino tanto sombrio quanto bonito, onde ela é atormentada por uma estranha fome e necessidades indizíveis. Justo quando ela está afastando-se de sua antiga vida, Harper e Daniel a encontram… mas ninguém pode negar o quanto ela mudou. Tudo o que ela quer é voltar para sua família e seu mundo mortal, mas como ela poderá fazer isso quando ela se tornou algo totalmente diferente — e será que eles ainda a amarão quando descobrirem a verdade?”

Bem, vamos ao saldo. Gemma e Harper ainda são umas das irmãs mais chatas da literatura fantástica. Enquanto Gemma come o coração que o diabo arrancou ao lado das sirenas, em um lugar distante, Harper está à sua procura, como uma boa irmã devotada, que não faz nada além de se preocupar com os problemas da irmã mais nova. Tudo bem, existe esse tipo de amor fraternal, eu sei. Só acho que Harper poderia ser um pouco menos enjoada e ainda tentar encontrar a irmã. Alex ainda é o cara fofo e apaixonado que Gemma deixou para trás, mas apenas isso. Não surpreende como personagem, nem provoca suspiros. A diversão e curiosidade fica a cargo de Daniel. Este sim, é um personagem promissor, embora também não tenha recebido os devidos créditos no quesito presença. Apesar disso, senti um quê de mistério nele, com toda aquela história de cara desapegado, mas que se importa muito com a Harper. Alguns personagens também acrescentam bastante com um pouco de humor, ainda que negro.

Quanto à escrita, continua clara e precisa, sem enrolação. Por um lado, isto é bom, mas não para quem gosta de grandes reviravoltas. A história, definitivamente, não ganha um novo rumo, mas se mantém firme à ideia original, embora tenha novos detalhes a serem compreendidos e questionados. Apesar das faltas cometidas por Amanda em seus livros (sim, é mania dela!), Canção do Mar conseguiu me instigar a querer muito a continuação, o quanto antes.

Se isso ajuda, li o livro em um dia e tenho algumas teorias bem interessantes a respeito de certas coisas que notei na história. Pena não poder citá-las aqui.

site: http://ssentrelivros.blogspot.com.br
comentários(0)comente



JeeH 08/02/2014

Esse livro tem seus altos e baixos, mas não deixou a desejar em nada.
Recomendo para quem leu o primeiro preparar os nervos e os palavrões pq eu xinguei os personagens horrores....
comentários(0)comente



Vanessa Sueroz 27/06/2013

Neste segundo livro da série traz a continuação no exato instante que o livro anterior terminou. Este livro traz trechos com a Gemma e sua nova vida como Sirena e outros trazem Harper que ainda esta em busca de sua irmã.

No primeiro livro vemos que Gemma vira Sirena para proteger sua irmã e namorado, neste livro vamos conhecer mais sobre as outras Sirenas, com Gemma tendo que lidar com a nova fome, vontade de ir para a água e desejos estranhos quando esta perto de homens.

Alex está decidido a encontrar Gemma e Daniel está doido para ajudar Harper e se aproximar da mesma.
comentários(0)comente



Ronevia 05/07/2018

Canção do mar é segundo volume da série Watersong que infelizmente não foi lançada na íntegra aqui no Brasil.

No primeiro volume, Despertar, Gemma uma garota de 16 anos acaba se transformando em uma sirena, e para proteger a família e os amigos ela vai embora junto com as outras sirenas. Em Canção do mar, Harper a irmã mais velha de Gemma, junto com os amigos tentam encontra-la e descobri uma forma de acabar com a maldição das sirenas.
Foi uma leitura frustrante confesso, primeiro por nada ter sido concluído nesse livro e provavelmente os próximos não chegarão por aqui, e segundo, minha expectativa em relação ao romance deste livro tomou um banho de água fria.
A história não é ruim, o tema é legal e a leitura é rápida e flui bem, mas uma série de 5 livros, se não me engano, que são ligados e dependentes um do outro, apenas dois serem lançados é de doer a alma. Mas era preciso tira-lo do meu caminho e agora tenho um livro a menos encalhado na estante.
comentários(0)comente



Vanessa Vieira 14/12/2016

Canção do Mar - Amanda Hocking
Em Canção do Mar, segundo volume da série Watersong, de Amanda Hocking, encontramos um pouco mais de ação e suspense em vista do livro anterior. Apesar da história ainda não ter adquirido tanta profundidade, alguns dos personagens acabaram se tornando mais encorpados e enigmáticos no contexto da trama, contribuindo para o ar de mistério do enredo.

Harper só queria ter uma vida normal como qualquer garota de sua idade, até que sua irmã Gemma desaparece no oceano com as enigmáticas Penn, Lexi e Thea. Prometendo para si mesma que irá trazê-la de volta, Harper acaba por enfrentar muitos perigos e forças até então inimagináveis e para isso conta com a ajuda do misterioso e charmoso Daniel, que é imune aos poderes das destemidas garotas.

Enquanto é procurada avidamente por Harper, Gemma tenta se adaptar a sua nova vida. Seus poderes crescem a cada dia que passa e quanto mais ela convive com suas novas"irmãs", mais fica difícil resistir ao mundo mágico que elas oferecem. Tudo o que Gemma quer é voltar para a sua família e para a sua vida de outrora, mas não sabe se isso será possível depois de ter se tornado tão diferente do que era e teme que todos que a conheciam não a amem mais...

Canção do Mar nos trouxe um pouco mais de adrenalina em vista do livro anterior, tornando o enredo mais enérgico e atrativo e mostrando algumas mudanças - tanto positivas quanto negativas - em alguns dos personagens. Acompanhar a adaptação de Gemma a sua nova vida de sirena foi bem interessante e serviu para elucidar ainda mais a mitologia abordada por Amanda Hocking. Narrado em terceira pessoa, em um ritmo fluído e envolvente, o livro manteve o mesmo encanto de seu antecessor e nos trouxe uma carga extra de suspense e mistério.

Harper faz de tudo para salvar a irmã das mãos das sirenas e com a ajuda de Alex e Daniel, passa horas diante de livros e sites tentando achar uma forma de quebrar a maldição. Apesar de admirar bastante o forte senso de justiça da personagem, confesso que sua insistência pela causa de Gemma me assustou um pouco e fez com que ela perdesse o foco de outras coisas importantes. Aprecio demais personagens que tem forte apreço pela família e que batalha por seus entes queridos, mas algumas atitudes de Harper soaram um pouco exageradas. Daniel está ainda mais charmoso e enigmático e o fato dele permanecer intacto aos encantos das sirenas tornaram o personagem ainda mais intrigante e espero que a autora explore essa faceta dele nos próximos volumes da série, bem como o romance entre ele e Harper.

Gemma foi uma personagem que se desenvolveu bastante neste volume e acompanhar a sua adaptação a sua nova condição de sirena foi bem bacana e interessante. A jovem faz de tudo para controlar a sua fome voraz e para não se render aos desejos de sua nova natureza. Mesmo tentando evitar, ela se envolve em muitos perigos e cenas até mesmo macabras e isso acabou dando um brio diferente para a trama. Alex estagnou na sua posição de outrora e ainda não consigo me empolgar com o envolvimento amoroso entre ele e Gemma, que não tem lá toda aquela emoção e química.

Em síntese, Canção do Mar se mostrou uma boa continuação para a série de Amanda Hocking e nos trouxe um pouco mais de adrenalina, suspense e mistério. Gostei de acompanhar a adaptação de Gemma a sua nova condição de sirena - o que trouxe uma visão interessante sobre a mitologia criada pela autora - e confesso que meu coração gelou com o capítulo final do livro e que mal posso esperar pela sequência da trama. A capa é muito bonita - apesar de não ser acompanhada por uma camada de glitter, como a anterior - e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo.

site: http://www.newsnessa.com/2016/12/resenha-cancao-do-mar-amanda-hocking.html
comentários(0)comente



Gabyh 14/04/2019

"A questão é que nada é invencível e o T-rex não era tão bom quanto pensava. Quero dizer, para que serviam aqueles bracinhos?"

O livro já começa de uma forma muito mais envolvente que o anterior, a autora soube aproveitar o gancho que deixou no final do último livro, a história já começa na busca por uma forma de resgatar Gemma e descobrir o que ela se transformou.

A história fica cada vez mais envolvente mostrando o processo de adaptação de Gemma com o fato de ter se tornado uma sirena, contudo ela se recusa a ser como Penn, Lexi e Thea, isso vai fazendo com que a cada dia a garota fique mais fraca. Tudo muda quando chega um momento que Gemma não consegue mais, chega no ponto que se ela continuar a se recusar a nadar ou se alimentar vai definhar até morrer e nesse momento ela resolve ao menos saciar um dos desejos, o que não fará dela um monstro.

Gemma chega em um momento que não consegue mais se controlar e acaba se alimentando, porém como já mostrado no livro anterior, a forma como as sirenas ser alimentam não é nada convencional e isso acaba fazendo com que Gemma fique remoendo o que fez por muito tempo, isso a aproxima de Thea, a sirena da qual sempre foi mais distante, ela se prova a mais humana das três. Thea conta um pouco mais sobre a história delas, da maldição e de como isso afetou cada uma delas, explica a nova sirena como ela faz para se alimentar e ao mesmo tempo não se sentir culpada por isso, afinal, já que vai ter que se alimentar de qualquer jeito procura ao menos fazer com que seja pessoas que não farão falta para a sociedade, e sim aqueles que de fato merecem, não que as sirenas estejam brincando de Deus ou coisa do tipo, mas isso faz parte da maldição e acaba não sendo uma opção delas entre se alimentar ou não. Aos poucos Gemma entende o motivo da voz de Thea não ser tão sedosa como a de Lexi e Penn, isso tudo tem uma relação com a frequência de alimentação das sirenas.

Enquanto isso Harper, Daniel e Alex estão à procura de Gemma, quando sai uma reportagem no jornal falando de uma morte suspeita como as que aconteceram em Capri quando as sirenas estavam lá, isso leva os três em direção a uma cidade onde encontram Gemma e se recusam a sair de lá sem a garota que por mais que queira pensa um pouco sobre voltar para a cidade, quando volta ela e a irmã ficam um tanto preocupadas com as sirenas irem procurá-la e por isso se preparam para qualquer confronto com as outras garotas. Isso faz com que inicialmente as das fiquem preocupadas com qualquer tempo que elas fiquem fora de casa.

A chegada das sirenas é mais confusa do que eles esperavam, elas chegaram durante um evento, com isso brigas começam a acontecer entre eles e as sirenas até que Gemma se lembra de uma coisa que as sirenas falaram, ela se lembra que isso é algo que elas falaram, e percebe que se elas estavam erradas sobre uma coisa provavelmente estão erradas sobre outras também, isso faz com que elas entrem em um novo acordo e para Gemma isso parece como uma nova oportunidade para procurar uma forma de acabar com as sirenas ou com a maldição sem que tenha que morrer para isso.

A autora consegue deixar um ponto no ar muito bom para dar continuidade para a próxima história, para que tudo se desenvolva de uma forma onde começam a existir mais respostas sobre as sirenas.
comentários(0)comente



Rafael 13/11/2015

Não há como fugir, a canção do mar a chama!
Apesar de não ser um livro memorável, o final de Despertar me deixou muito curioso para saber o que aconteceria depois do que houve, então peguei Canção do Mar para cessar essas dúvidas. Pobre ilusão minha, pois ao invés de respostas, esse volume só traz mais e mais perguntas. Mas isso não significa que o livro seja ruim.

Esse volume, assim como o primeiro, foca muito em Harper - mas muito mais que o primeiro -, o que me chateou novamente pois minha personagem favorita é Gemma (e a protagonista da história, vale lembrar). A autora podia ter explorado muito mais esse lado selvagem de Gemma que sempre entra em choque com seu lado humano, mas preferiu nos fazer acompanhar os mimimi de Harper sobre ficar ou não com Daniel. Ela gosta dele, mas sempre inventa alguma desculpa para não seguir com o romance. Quantas histórias já não vimos ou lemos com esse mesmo clichê? Pois é.

Pelo menos, Daniel é um personagem interessante e esse livro continua insistindo que ele pode ser algum lado sobrenatural, pois ainda é imune ao feitiço das sirenas. E falando nelas, as três continuam tão bem desenvolvidas quanto no primeiro livro, mas nesse segundo, Thea ganha mais destaque do que Penn e podemos ver que ela não é tão ruim como a meia-irmã. Também gostei da reviravolta que Amanda Hocking fez no final, ao mostrar que as próprias sirenas foram enganadas e acreditaram em uma mentira por anos. Gemma, apesar do espaço limitado, também foi desenvolvida e todo seu dilema entre se entregar ou não a maldição foi bom de se acompanhar. Só Alex que ainda continua mal desenvolvido, sem grandes propósitos na trama, a não ser o namorado de Gemma.

O ritmo da história continua igual ao do livro anterior e eu até gosto desse estilo da Amanda, ele funciona com essa mitologia e até faz a história parecer bem rápida. Meu único problema foi mesmo com o maior destaque ser sobre Harper, que não é lá minha personagem favorita em livros... Mas o cliffhanger deixado para a continuação, Tidal, foi interessante e se você gostou do primeiro, vale a pena dar uma chance à esse. Pena que, ao que tudo indica, a série foi descontinuada pela Editora Planeta, pois todos os livros já foram publicado nos EUA, mas aqui o último lançado foi esse e em 2013!

site: http://crushforbooks.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Matheus Valei 09/07/2015

Cada mergulho é um flash!
Como dizia a saudosa atriz mara manzan na novela o clone, cada mergulho é um flash. Não dá para ler este livro ou o despertar, sem ficar hipnotizado pelas personagens, sem se envolver com esse enredo, a cada entrada da protagonista ou das vilãs no mar, parece que a gente sente um pouco da água límpida e fresca no nosso rosto também. A autora não economiza história, não enche linguiça, a narrativa não tem barriga, não é monótona, não é apática e nem tão pouco parada. Pelo contrário, é eletrizante, instigante, nunca perde o fôlego! Ficamos sempre no expectativa para ver o que acontecerá na próxima frase. Em um único capítulo acontece tanto coisa! Amanda é mestra também em nos deixar com gosto de quero mais, pelo menos pra mim foi assim no 1agora nessa continuação.
comentários(0)comente



16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2