Crazy Mary

Crazy Mary Thiago Assoni




Resenhas - Crazy Mary


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Cia do Leitor 17/07/2013

Crazy Mary
O Título do livro foi inspirado na música e CRAZY MARY de Pearl Jam e a letra ajudou na construção da história, porém a maior inspiração aconteceu a partir dos livros dos consagrados escritores Stephen King com A JANELA SECRETA e seu filho, Joe Hill com A ESTRADA DA NOITE.
Thiago Assoni escreveu um eletrizante suspense de tirar o fôlego com um toque de romance e sobrenatural que chegou pra deixar a galera de cabelos em pé. Foi publicado pela Editora APED e possui 239 páginas alucinantes!

Iniciamos o livro com um assassinato, na verdade, é neste cenário que somos apresentados aos protagonistas Eddy e Mary, no momento de fuga, de desespero e confusão. Este é o ponto de partida da mais intrigante historia já lida nesses últimos tempos. Voltamos um pouco ao tempo pra entendermos e acompanhar o trajeto dos personagens envolvidos na trama até o ponto de partida. É quando conhecemos o início de uma amizade tórrida e mórbida.

Eddy estava passando as férias de verão com a família na casa da Serra e como hábito ou prazer, saia a noite para caçar sapos para seus estudos. Em um desses passeios na mata, deparou-se com uma garota chorando e lavando-se a beira do rio, ao se aproximar pode averiguar que a menina estava machucada e sangrando. Amedrontada e perturbada ela mostrou-se arredia quando o intruso aproximou-se dela tentando ajudá-la. Com muita calma Eddy conquistou a confiança da misteriosa menina dos olhos azuis mais lindos que vira e também os mais tristes.
Foi nesse momento que conhecemos junto com Eddy a nossa protagonista, Maria da Graça, ou apenas, Mary, como gostava de ser chamada. Uma jovem misteriosa de 17 anos que morava na "Casa da curva da estrada" e sofrera de tudo um pouco desde seu primeiro dia de vida até a sua atual condição.

"- Meu no me é Eddy... E o seu?
Ela não se mexeu mais. Ainda tremia e estava com os braços abraçados em torno de si, como se aquilo a protegesse do perigo e do frio. Limpou o nariz com a mão e, com a mesma mão, limpou as lágrimas. Triste, respondeu:
- Maria... Mas me chamam de Mary."

O que era uma simples ajuda, tornou-se uma grande e conturbada amizade e que transformou-se em um louco e perigoso relacionamento, Eddy estava ligado a Mary pra sempre. Quem era aquela jovem misteriosa de olhar triste? Mary era uma incógnita, um enigma que Eddy desejava desvendar. Mas, será que ele conhecia a si próprio? Coisas estranhas aconteciam a todo momento, seria alucinação, loucura ou assombração?

Como plano de fundo, temos um assassinato que envolve todos os personagens, qualquer um pode ser o assassino, desde os suspeitos mais obvies até os que a gente menos espera...
Entramos na mente de três loucos, um louco desumano, outro esquizofrênico e uma louca depressiva. A vítima é tão misteriosa quanto o assassino. Todos que os rodeiam são afetados pela loucura.

Conhecemos as historias vividas paralelamente por cada um até cruzarem-se em um determinado ponto. Em particular, eu queria ver a historia por todos os ângulos e fui tomada pela surpresa quando o autor me satisfez, foi como ouvir o relato de cada personagem. Assoni não esqueceu de mencionar fatos que aconteceu com cada personagem envolvido na trama. Todos tem um papel importante, fiquei impressionada com o tal do Ray (padrasto de Mary) que cara maléfico!!

O Livro é rico em detalhes e descrições, escrito por um autor iniciante que tem uma imaginação rica de idéias. Quem falou que ele é iniciante mesmo? Parece que nasceu pra isso, Stephen King e Joe Hill iriam aplaudi-lo de pé.

O autor mistura uma dose equilibrada de suspense, drama, mistério, paranormal, tornando tudo muito interessante, posso continuar listando tudo que encontramos no livro... Obsessão, sadismo, loucura, maldade, alucinações, fantasmas, seitas... mistura tudo isso temos Crazy Mary. Um "Pulp Fiction", violento, eletrizante, macabro e viciante, tem infinitas enumerações.

Até chegar o final teremos muitos suspeitos, muitas dúvidas e muitas reviravoltas. E afirmo que fiquei impressionada com o final, as máscaras caem e você percebe que o ser humano é capaz de fazer em nome do ódio e da PRÓPRIA LOUCURA.

É um livro adulto, tem seus momentos hot e uma trama intrigante... impressiona mesmo!!

Teve alguns erros de edição, mas, a história é tão fantástica que mal pude dá atenção a esses detalhes, superou qualquer eventualidade negativa.

P.S.: Aos mais afoitos, que tem a mania de dá uma espiadinha no final do livro antes de iniciar a leitura, aviso: NÃO FAÇA ISSO.

Hiper-Mega-Super indicado, você não pode deixar de mergulhar neste mundo insano e cruel de Crazy Mary.

***Resenha de Nizete, postado no blog Cia do Leitor***

site: http://ciadoleitor.blogspot.com.br/2013/07/resenha-crazy-mary-de-thiago-assoni.html
comentários(0)comente



Angel 31/10/2014

Prepare o coração e olhe embaixo da cama!
Eddy é o bom garoto, filho exemplar que em uma noite conhece Mary, e sente inexplicavelmente atraído por ela.
Mary é uma garota problemática, que sofre com a negligência da mãe e os abusos do padrasto.
Depois desse primeiro contato na mata, nessa noite, os dois desenvolvem uma ligação...mas Mary não quer envolver Eddy, de quem gosta tanto em seus problemas.
Um assassinato acontece, e várias pessoas tem um bom motivo para ter cometido tal crime...

"Ela não se mexeu mais. Ainda tremia e estava com os braços abraçados em torno de si, como se aquilo a protegesse do perigo e do frio. Limpou o nariz com a mão e, com a mesma mão, limpou as lágrimas. Triste, respondeu:
-Maria... Mas me chamam de Mary." p. 13

"A mulher olhou pra ele tentando se lembrar quem seria." p. 82

"O sangue gelou ao sentir o toque frio na pele. Os dedos gélidos se fecharam sobre o tornozelo de Mary, que ficou sem se mover." p. 110

Com uma ótima trilha sonora, uma narrativa envolvente e cenas de tirar o fôlego, Crazy Mary te transporta pra dentro da história de tal forma que você se assusta junto com os personagens.

Pra quem gosta do gênero é uma boa pedida!
E pra quem não gosta também, vale a pena ler, o livro é muito bom!!!
Super recomendo, ainda mais por ser de um autor NACIONAL!!!!

site: http://a-libri.blogspot.com.br/2014/10/resenha-crazy-mary.html
comentários(0)comente



Danielle 31/07/2013

Resenha – Crazy Mary – Thiago Assoni
Crazy Mary, de Thiago Assoni, é o primeiro thriller do autor.

O livro foi inspirado na música Crazy Mary do Pearl Jam, uma música que não conhecia então corri para ver a tradução e algumas coisas realmente foram tiradas de lá como a protagonista Mary, a estrada, o local onde mora, mas claro que Thiago Assoni acrescentou uma ótima trama dentro desse cenário.

O livro inicia na verdade com a cena final, onde Eddy encontra Mary em casa totalmente perturbada e um corpo assassinado de um homem em sua cama. Nesse cenário percebemos o quanto Eddy ama Mary e a tira do local em uma tentativa de fuga para salvá-la de um flagrante.

No caminho da fuga Eddy começa a relembrar os acontecimentos desde o dia que conheceu Mary, onde passava férias com a família em sua casa de Serra e encontrou a jovem chorando e se lavando a beira do rio, suja e com a roupa rasgada. Eddy conseguiu conquistar sua confiança e a levou para casa para que pudesse tomar um banho e trocar de roupa, porém Mary não agradou muito sua família.

Eddy aos poucos vai se apaixonando por essa misteriosa jovem que insiste em fugir dele, e quer descobrir o motivo de sua tristeza, aos poucos Mary vai se abrindo, mas não conta muita coisa. Mary é filha de uma prostituta e tem um padrasto muito mau caráter, o que influenciou muito em sua personalidade.
Muito suspense e mistério rondam a trama e aos poucos vamos conhecendo a verdadeira personalidade dos personagens. Uma reviravolta ao final de tirar o fôlego.

Adorei a narrativa descritiva de Thiago e os personagens muito bem constituídos. Um livro adulto com algumas cenas hot e de violência. Um livro sombrio que também mostra muito o lado sobrenatural.

Recomendo a todos que gostem de um bom thriller.

Assistam ao book trailer: http://www.youtube.com/watch?v=ZPmDzvAI1Qo

site: www.facebook.com/minhasresenhasdp
comentários(0)comente



Simone 24/02/2017

Uma história eletrizante!
Não espere flores e firulas com essa leitura, pois trata-se de um thriller de terror psicológico, onde o leitor ficará a mercê de um jogo de empurra muito bem construído e instigante, levando-o para todos os lados, deixando-o confuso. Em algumas ocasiões me senti como a própria Mary, em tantas outras como o Eddy, ficando numa sinuca de bico, indagando-me se o que acontecia era real ou um subterfúgio da minha mente. No entanto, percebi que essa é a intenção do autor, ou seja, levar o leitor do irreal para o real, num jogo investigativo e regado por mentes desestruturadas, mostrando que até mesmo o improvável pode tornar-se provável.

P.S: Confira a resenha completa no link abaixo.

site: http://simonepesci.blogspot.com.br/2017/02/falando-em-crazy-mary-de-thiago-assoni.html
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4