O Lado Bom da Vida

O Lado Bom da Vida Matthew Quick




Resenhas - O Lado Bom da Vida


1000 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Biblioteca Álvaro Guerra 11/12/2019

Uma história comovente e encantadora, de um homem que não desiste da felicidade, do amor e de ter esperança. O autor constrói tantas situações absurdas, permeadas por sentimentos verdadeiros, que é impossível não torcer por seu improvável herói.

Empreste esse livro na biblioteca pública.

Livro disponível para empréstimo nas Bibliotecas Municipais de São Paulo. Basta reservar! De graça!

site: http://bibliotecacircula.prefeitura.sp.gov.br/pesquisa/isbn/9788580572773
comentários(0)comente



Amandinha 11/12/2019

O hype passou mas leiam este livro
Gente juro, to parada emocionada pensando no livro. Creio eu que a leitura se torna muito mais tocante quando vc passa ou já passou por uma depressão ou outras doenças.
É um livro um pouco repetitivo, mas a curiosidade sobre o que realmente aconteceu, a compaixão com os personagens, principalmente Pat e Tiffany faz a leitura voar. Gostei de como os ?mistérios? foram se resolvendo não de forma óbvia mas também não de uma forma nunca pensada, como geralmente acontece, principalmente sobre a Nikki. Recomendo demais mas principalmente pra quem passa ou já passou por depressão ou outros problemas. Foi uma leitura revigorante em meio a algumas pesadas feitas nesse ano.
comentários(0)comente



Pepi 07/12/2019

Enfadonho
Enfim terminei!!!!
Após mais de um ano de leitura arrastada, de longas pausas, de tédio constante e muita persistência, consegui concluir essa leitura.
comentários(0)comente



Gabriel 27/11/2019

O Lado Bom da Vida
Como recomeçar?
Após sair do "lugar ruim", Pat Peoples se vê morando com os pais, no tempo separados, compulsivo por exercícios físicos e com perda de memória.
Sua família não quer tratar do assunto, seus amigos tem mais preocupações, seu time está com uma convocação diferente. O que será que aconteceu com Pat? O que fez ele parar no lugar ruim e há quanto tempo ele não sai de lá? Dentro dessa rotina de levantar e fazer uma série de exercícios físicos, correr quilômetros pelo bairro com um saco de lixo ao redor do corpo, ser ignorado pelo pai, ver seu time entre vitórias e derrotas e consultar se com um terapeuta, Pat idealiza seu reencontro com a esposa e faz diversos planos para se tornar um homem melhor e encontrar enfim o lado bom da vida. Tiffany também tem seus problemas, tem a boca suja, é ambiciosa e talvez maquiavélica, usa os fins para justificar os meios. Pensando sempre em um bem maior. Esses encontros mudos e velozes fazem com que Pat e Tiffany criem um laço, um laço tênue mas ao mesmo tempo firme. Enquanto tenta reescrever o filme de sua vida, Pat passa por diversas situações problemáticas, ou não, mas que com seu olhar otimista sempre levam para o outro lado, o lado bom da vida.
Não sei se consegui passar um pouco do livro para vocês. Esse livro é muito bem escrito, com capítulos curtos e personagens fortes e marcantes. Talvez como muitos, tenho dois pontos a ressaltar, houve muito de "E! A! G! L! E! A! S! Eagles!" E pouco sobre Tiffany o que para alguns pode torná-la uma quase vilã na história.
Se você quer ler sobre superação, força e coragem, crença na mudança, laços familiares, drama, comédia e futebol americano eu indico à vocês "O lado bom da vida". Mas caso queria um livro para te fazer chorar (talvez de rir) eu indico à vocês "O lado bom da vida".
"Porque até o final da pra ver que no meio de tudo um acaba ajudando o outro. E é lindo ver isso. Ver uma pessoa ajudando outra a seguir em frente..."
comentários(0)comente



any 20/11/2019

Só vou dar 4 estrelas porquê as partes esportivas me cansaram
comentários(0)comente



Inajara.Garijo 12/11/2019

O lado não tão bom assim...
Confesso que O lado bom da vida não estava entre meus objetivos de leitura, assisti o filme, muito bonitinho, mas nada de outro mundo. No entanto, conversando com uns alunos, surgiu esse livro e fiquei curiosa, no dia seguinte comprei e em 2 dias acabei. É uma história bem escrita, com muita ênfase no amor ao time Eagles, no amor idealizado de Pat por sua ex mulher Nikki e a construção de uma amizade não convencional de duas pessoas problemáticas, como Pat e Tiffany. Não leria novamente e também não indicarei, acho que não me atingiu...muita enrolação em algumas partes e outras que mereciam atenção ficaram de lado. Senti falta de um reencontro de Pat com Nikki e entender melhor a relação dele com o pai. Um ponto forte, as sessões de terapia com Dr. Cliff, queria ele como meu terapeuta.
comentários(0)comente



Guto 09/11/2019

Bem melhor que o filme.
Mili 17/11/2019minha estante
Concordo!




Akane 28/10/2019

O lado bom da vida só que não
Apesar do título positivo a história não é muito animadora e contagiante, sem dizer os rumos que levam a personagem principal. Enquanto que o protagonista se vê preso em uma ilusão que pra mim não foi envolvente. O autor é de certo modo machista na forma de representar algumas coisas e passar pano para elas. Outro ponto bem chato é que fala de mais de beisebol, o final é desanimador. Não foi envolvente.
comentários(0)comente



Pipoca Nerd 03/10/2019

Resenha do livro “O Lado Bom da Vida” de Matthew Quick.
O livro conta a história de Pat Peoples que é um cara de 30 anos e ex professor de História. Ele era casado, trabalhava e teve que ser internado em uma clínica psiquiátrica. O pobre coitado perdeu a mulher e o emprego.

Pat não sabe que ficou alguns bons anos internado, pois para ele sua internação durou apenas alguns meses. Ele não tem muitas memórias desse tempo internado, nem sabe por que foi internado. O que ele lembra com muita precisão, é que sua amada esposa Nikki quis que ficassem um “tempo separado”.

O enredo da história começa de fato, quando Pat vai morar com seus pais após sair da clínica psiquiátrica. Nesse período em casa, ele precisa tomar muitos remédios e acaba desenvolvendo uma intensa mania de fazer exercícios. Ademais, a relação com o pai é muito complicada. Aos poucos Pat precisa se conectar com seus pais, com seu irmão, com seus amigos e com seu novo terapeuta.

Pat é o personagem mais incrível do livro, pelo simples fato de ser o mais otimista de todos. A priori, Pat deveria ser o mais deprimido, pessimista ou com desejo de acabar com a própria vida, entretanto, Pat tem um objetivo muito claro e definido que é de reatar com a esposa após o fim do “tempo separado”, como ele define. Esse objetivo faz com que Pat acredite que tudo vai ficar bem.

A frase mais genial do livro e muito repetida por Pat é a seguinte: “Estou praticando ser gentil, invés de ter razão”. Tentei levar isso para minha vida.

Imperioso destacar outros personagens do livro, como a mãe de Pat que é amorosa e muito dedicada, ou seja, uma MÃE com toda a propriedade que essa figura representa. O terapeuta do Pat é sensacional e a própria Tifany que duela com Pat em excentricidade.

site: http://pipocanerd.com/livros/resenha-do-livro-o-lado-bom-da-vida-de-matthew-quick/
comentários(0)comente



lua 28/09/2019

Péssimo
Passei 100 pags do livro apenas lendo o Pat ir ao jogo e correr. Que massante! Só foi acontecer alguma coisa lá para página 110!! Sendo que o livro tem 159!!! Livro parado e chato. Tiffany não falou durante o livro todo, apenas correu a coitada. Sem falar do preconceito com os indianos na página 89!!!! PÉSSIMO!
Akane 28/10/2019minha estante
Livro bem massante mesmo




Milla Oliveira 06/09/2019

Julguei o livro pela capa!
Há muito tempo na lista de leituras, mas quando eu olhava pra essa capa já pensava se tratar de um romance bem clichê (que não sou muito fã). Mas fui maravilhosamente surpreendida! Esse livro não tem nada de clichê! Sensacional!
comentários(0)comente



Larissa 04/09/2019

Caminhando para um final feliz
Gostei da forma como o autor apresenta as dificuldades da vida. Não é um romance onde tudo dá certo, e há vários episódios felizes. Pelo contrário, Pat e Tiffany têm em comum histórias tristes, interrupções e crises que os acompanham durante a reabilitação.
Talvez o desenvolvimento da amizade dos dois seja meio estranho, mas daí surge um dos melhores presentes do livro: a capacidade incessante de superação, através da arte, do esporte, do diálogo.
O livro é pequeno, de fácil leitura. Recomendo a todos, sobretudo àqueles que ainda suspeitam que depressão e crises de ansiedade são "brincadeira" ou enxergam a saúde mental como parte desinteressante da vida.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



@Lira 16/08/2019

Retrato fiel ...
Romance fascinante, uma história que aborda de modo fiel o quadro de uma pessoa com problemas psicológicos. ,
Pat o personagem principal da historia q sofre com problemas psiquiátricos e se encontra em tratamento. Remédios .. terapias e exercícios físicos fazem parte de sua rotina.
As coisas mudaram drasticamente logo após? Pat ter presenciado uma cena (não vou dar spoiller) que o deixou traumatizado onde acabara indo parar numa clínica psiquiátrica... Sua memória acabou sendo afetada e ele acaba bloqueando essa memória ... Essa cena tem relação com Nikki , com que fora casado ... Hj eles se encontram separados e Pat alimenta a ilusão de que irão voltar a qualquer momento...
Após anos de internação , Pat se desliga do mundo real para se recuperar de seu trauma. Ao sair dá clínica com a ajuda de sua mãe ele começa a refazer sua vida. Ele tem o apoio de seu irmão Jake e seu terapeuta Cliffi.
Apaixonado por futebol americano ele procura por meio disso ter maior contato com seu pai , que é muito distante de Pat e apatico. Sua mãe faz de tudo pra uni-los.
Pat acaba conhecendo uma moça que o leva a rever seus conceito. Ela tenta ajuda-lo a superar seus traumas por meio da dança , no qual Pat se joga de cabeça.
Pat vai reconstruindo ao decorrer da historia sua vida com a ajuda da família e amigos.
É um romance inusitado onde torcemos para que Pat encontre por um amor e melhore seu quadro psiquiatrico.
comentários(0)comente



matheus 14/08/2019

Bom...
O livro é de uma proposta muito interessante que logo de início incentiva o leitor a desesperar-se pelo mistério retratado, as reais motivações que desenvolveram em Patch estes distúrbios psicológicos, que o separaram de sua amada, que o prenderam no lugar ruim.
O personagem consegue uma carisma baseada em pena e solidariedade, vemos o quão horrivel a vida dele se tornou, e isso cria uma certa conexão entre protagonista e leitor.Já sua contraparte romântica é totalmente louca e nos leva a pensar que loucuras fará a seguir e isso é tratado em todo o decorrer do livro
O livro acaba se arrastando muito em suas páginas e por desenvolver tramas sinceramente sem graça como a paixão por seu time do coração que apesar disso mostra-se importante em sua ligação com psiquiatra e família. Este fator acaba por deixar o livro um tanto quanto monótono, prejudicando a leitura em seu clímax.
O final também deixou muito a desejar visto que o livro se prontificou em desenvolver um determinado caráter e opiniões por parte do protagonista que foram simplesmente deixados de lado para a entrega de um final um tanto quanto insatisfatório.
Por fim o livro é divertido, trás uma temática muito interessante, sabe desenvolver o caráter de cada personagem mas falha na entrega de uma história linear e coerente que agrade o público.
comentários(0)comente



1000 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |