A Herdeira do Mar

A Herdeira do Mar Ize Chi Kiohaan
Ize Chi Kiohaan




Resenhas - A Herdeira do Mar


10 encontrados | exibindo 1 a 10


Samara MaiMa 20/08/2013

Design

Mais um livro digital, portanto, sem avaliação de design.

Apesar disso gostaria de fazer uma sugestão. Acho que o livro teria muito mais presença se a ilustração tomasse toda a frente da capa ou até mesmo que fosse mais fotográfica. Normalmente, quando estou olhando os e-books na Amazon o que me ganha no primeiro segundo são os thumbnails das capas. Só depois eu paro para ler a sinopse, ou nem leio. Confesso que não acharia a capa muito atrativa em uma primeira passada de olhos.

História

Sabem aqueles livros que quando você termina quer gritar para todo mundo o quanto você gostou e o quanto você quer que todo mundo leia também? Quando terminei A Herdeira do Mar entendi porque a Verônica Mesquita entrou em contato comigo aqui no Parafraseando sugerindo que eu deveria ler. Ela tinha sido mordida pelo mesmo bichinho de compartilhamento que eu fui. Vamos ver se convenço vocês a conhecer o livro também!

Obra de estreia da autora Ize Chi Kiohaan, o livro me impressionou com a qualidade da narrativa, os clímax corretamente colocados, as viradas da história interessantes e um tema que eu não vi bombar tanto: sereias. Okei, surgiram uns livros lançados pela Planeta, iD e Verus (que eu li), mas AHdM foi bem mais do que esperava.

A princípio as 556 páginas me assustaram! Cheguei a pensar que pudesse ter sido por dificuldade de "refiles" na história, já que é uma autora jovem, primeira obra, e coisa e tal. Mas acreditem, 95% das páginas são preenchidas com informação relevante e de extrema qualidade. No começo estranhei um pouco o estilo literário e fiquei receosa de que fosse muito rebuscado, coisa que costuma acontecer com alguns autores brasileiros, que confundem escrever bem, com escrever enfadonhamente. Fora o excesso de "sobremaneira" depois dá para notar que a narrativa fica mais jovem.

A autora me conquistou de verdade quando começou a justificar a existência de uma sociedade de sereias e tritões. Quando ela misturou Atlântida, com mitologia grega e ainda criou sereias extremamente invejáveis em todos os níveis, mas principalmente no quesito fisiológico (meninas entendam: beleza, depilação e ciclos menstruais definem), eu já estava completamente envolvida e vendida. Ize fez uma boa pesquisa e conseguiu criar uma mitologia própria crível e interessante.

A história de Cordélia Dolphin é contada em terceira pessoa, o que acaba permitindo que a autora mostre um pouco o PoV (ponto de vista) de outros personagens. Incrivelmente, eu gostei muito da personagem. A princípio achei que a autora iria partir para uma linha perigosa de protagonista extremamente consciente da própria beleza e que acaba se tornando chato e raso. Mas isso não acontece com a Délia. Ela é o que é por ser uma sereia, mas em nenhum momento realmente abusa de suas características para meios escusos. Ela até é um pouco solitária por ter vivido sempre viajando com o pai, mudando sempre de cidade até fixar moradia na praia de Tamarama, na Austrália.

O que deveriam ser os últimos meses do colegial, acaba se tornando uma descoberta da verdadeira natureza de Cordélia e seu real papel no mundo marinho. E a descoberta de (yuhuu me abana) Morgan. O tritão. O guardião. O lindo de morrer tudo de bom. E o melhor: ele é o único gatinho. Indo um pouco na contramão de praticamente todos os livros young adults por aí, Ize não cria um triângulo amoroso. Ela sabe que seus personagens se amam e vai desenvolvendo os sentimentos deles, e só deles, ao longo de toda a história.

Neste primeiro livro, o foco é todo em Cordélia descobrindo sua natureza de sereia, e aprendendo sua posição dentro da hierarquia dos seres marinhos. É mais um romance e uma história de auto-conhecimento e evolução da personagem do que realmente uma aventura. Existem sim lutas muito bem descritas, e situação de utilização de magia bem aplicadas e críveis, mas o foco é com certeza no romance. Por mim posso dizer que foi ótimo. Estou totalmente em um momento "romanciiiinho" e acompanhar as idas e vindas de Cordélia e Morgan foi uma montanha russa para o meu coração.

Me identifiquei muito com os dois personagens. Várias passagens do relacionamento dos dois consigo refletir na minha própria experiência de vida e em como eu sou apaixonada pelo meu marido. A sensação de vazio quando não se está junto da pessoa que a gente ama e quer sempre por perto... Então, todas as vezes em que eu lia uma passagem mais emotiva, lembrava do que eu também sinto e vivo diariamente.

site: http://www.parafraseandolivros.com.br
comentários(0)comente



neo 25/08/2015

Uma cópia digital foi cedida pela autora em troca de uma resenha honesta. Obrigada!

A Herdeira do Mar é um livro interessante, mas que não me cativou por um motivo: o romance. Mas falemos sobre as coisas que eu achei serem boas primeiro.

A escrita da autora é um dos pontos fortes do livro. Ela não é muito leve e nem é daquelas arrastadas, ficando em um confortável meio-termo que não cansa e não é rasa. Apesar de eu ter achado o ritmo do livro um pouco lento (principalmente no meio), a escrita consegue ser ágil e é muito eficiente em trazer os personagens e os lugares mostrados durante a história à vida.

Falando em história, a mitologia envolvendo o povo do mar me agradou bastante. Confesso que sereias/tritões não são exatamente minhas criaturas mitológicas preferidas - o que pode ser até por falta de oportunidade, já que raramente leio livros em que eles sejam personagens importantes -, mas aqui em A Herdeira do Mar eu os achei interessantes e bem construídos. A ideia da sociedade do povo do mar ser super perfeita e pacífica me incomodou um pouco, porém, já que pra mim isso torna as sereias/tritões "divinos" demais e, portanto, difíceis de se simpatizar.

O que fez com que eu não caísse de amores por esse livro foi o romance, como disse lá em cima. Gostei do resto inteiro, mas como o romance é um elemento muito importante para a história - o mais importante, eu diria - meu nível de satisfação acabou não ficando muito alto. E aqui reconheço, claro, que meu gosto pessoal influenciou muito nisso. Não sou a pessoa mais romântica do universo, como vocês sabem, e (acredito) por isso poucos romances chegam a me agradar de verdade. A maioria passa por mim batida, mas confesso que o de A Herdeira do Mar me irritou mais do que me deixou impassível.

Meu problema começou já no início, quando o casal - Cordélia, a protagonista, e Morgan, seu guardião - "se conhece", e aqui as aspas são necessárias porque, bem, Morgan, sendo o guardião de Cordélia, a vem protegendo desde que ela era um bebê (ele é seis anos mais velho que ela, e sim, ele a protege desde que tinha seis anos mesmo) apesar de Cordélia nem saber da sua existência. Cordélia quase é atropelada por ter se distraído ao vê-lo e após esse rápido encontro passa a não conseguir tirá-lo de sua cabeça. Romances assim são exatamente o tipo de romance que não servem pra mim mesmo. Quero dizer, é normal você ver uma pessoa linda/bonita/estonteante e ficar com ela na cabeça por um tempo após ter um encontro rápido com ela, mas semanas? Não cola comigo. Não há lógica nenhuma por trás disso, nenhuma explicação além de os dois serem o casal principal da série e obviamente precisamos que eles se apaixonem (e sim, aqui é meu lado aquariano falando). Mesmo sendo romance e coisa e tal, lógica pra mim ainda é indispensável.

A partir daí as coisas se desenvolveram mais ou menos como eu temia. Apesar de haver sim um desenvolvimento no relacionamento entre Morgan e Cordélia, é a atração física entre os dois que realmente se faz presente. A atração emocional aparece do nada (pra mim) depois, já extremamente forte. E quando digo extremamente forte estou falando sério; a coisa é tão drástica que ficar alguns dias longe de Morgan faz Cordélia quase entrar em parafuso, com direito a declarações de que não poderia, de jeito nenhum, viver sem ele/que a vida não tem mais sentido sem ele e coisas do tipo, o que são um grande nope pra mim. Gosto de casais que sim, se amam, mas que não são estupidamente dependentes um do outro para viver, já que não considero isso algo muito saudável ou normal. Ou romântico, para falar a verdade.

Junte isso ao fato de que Cordélia não se importa, por motivos desconhecidos, com o fato de que Morgan passa boa parte do tempo a seguindo de um lado para o outro sem ser visto (isso antes de ela saber que ele é seu guardião) com ele já estar apaixonado por ela quando ela tinha 14 anos e ele 20 (Cordélia até brinca que isso deveria ser considerado pedofilia, mas né, isso é pedofilia) e puf, romance que não foi feito pra mim. Sério mesmo.

Isso não quer dizer, é claro, que o romance é ruim ou coisa do tipo... Mas não funcionou pra mim, infelizmente. Tirando isso achei o livro muito legal (SPOILER! mas eu bem que queria que a Cordélia tivesse ido pro mar ainda no livro 1 ao invés de ter deixado isso pros próximos volumes, apesar de eu entender o porquê de isso ter sido feito FIM DO SPOILER!), então, né, fica 2.5 estrelas, quase 3.

site: chimeriane.blogspot.com.br
Genko9 15/11/2017minha estante
Gostei de seu comentário sincero. Lamento o romance não ter funcionado para você. Mas acho que ainda tem coisa em obras futuras, que talvez deixem mais claro o que para você pareceu ser algo "do nada".




chaany 12/09/2013

A Herdeira do Mar foi, em poucas palavras, uma grande surpresa. Primeiro porque eu nunca havia lido nenhum livro que falasse sobre sereias antes e havia um motivo para isso: simplesmente não é uma temática que me interesse.
Felizmente, em poucos dias Ize Chi conseguiu mudar minha opinião completamente e fez com que eu me apaixonasse pelo Povo do Mar. O mundo que a autora criou é indescritível, cada detalhe pensado e tudo tão bem explicado que não tem como não te convencer. Não dá aquela impressão do autor estar querendo criar coisa de mais e não saber explicar o por que de tudo, sabe? Isso não acontece com A Herdeira do Mar e até o menor dos detalhes tem um grande motivo por trás. Outro fator que me agradou bastante foi a quantidade de mitologia que existe no livro, um assunto que me encanta muito.

Cordélia, nossa personagem principal, não é aquele clichê de sempre "personagem-perfeita-que-se-acha-feia", muito pelo contrário. Ela tem defeitos e tem consciência sobre eles. Cordélia sabe que é uma garota mimada e egoísta (as vezes muito egoísta por sinal), mas apesar disso a gente se identifica e gosta muito dela, o que torna tudo muito mais real! A autora conseguiu criar uma personagem complexa, fazendo com que nos identifiquemos justamente por essa razão. Eu passei metade do livro odiando a garota, mas só pelo fato dela não corresponder o amor de Josh, o meu personagem favorito da história (eu sendo do contra como sempre). Já Morgan, o tritão que conquistou o coração de Délia, é tão complexo quanto ela por ser um garoto beem antipático, mas ainda assim de uma coragem e bravura enorme, capaz de lutar contra todo o mar para proteger a Princesa.

Sinceramente, não se trata de um livro que vai te conquistar desde o primeiro capítulo, mas sim de um que vai te conquistar mais e mais a cada página e depois eu duvido que exista alguém que não implore pela continuação. O desfecho da história fala por si só e, assim como todo o livro, não é nada previsível e absurdamente surpreendente. Acho que um dos maiores méritos do livro é como você não consegue ficar indiferente a ele. Enquanto lia me vi várias noites pensando na história, nos personagens, sofrendo junto com eles, amando e odiando alguns. Infelizmente eu sofri mais por ter me apaixonado pelo Josh e também pelo pai da Délia que são os dois personagens que mais se dão mal ao longo do livro e fiquei com muita raiva da Ize em alguns momentos, espero que ela seja mais boazinha nos próximos livros!

Nota: 3/5 (lembrando mais uma vez que 4 é a nota máxima que um livro desse gênero pode receber, pois 5 é uma nota exclusiva para os livros clássicos sui generis).

Quem quiser participar do sorteio do livro, as inscrições acabam dia 15 e você pode se inscrever clicando aqui e preenchendo o formulário no final do post. Recomendo que todos corram lá

site: www.centraldaleiturablog.blogspot.com
comentários(0)comente



Karina 04/08/2013

A Herdeira do Mar - Ize Chi Kiohaan
A Herdeira do Mar, uma obra escrita pela Brasileira Ize Chi Kiohaan, tem tudo para ser um sucesso, não só aqui no Brasil, mas quem sabe mundialmente.
Obra escrita com detalhes incríveis, e um lugar paradisíaco. O oceano Australiano.
Nos mesmos padrões de obras internacionais e renomadas, A Herdeira do Mar é o primeiro volume de uma trilogia, que a autora pretende escrever e que irá prendê-lo do começo ao fim.
Cordélia Dolphin era uma garota normal. Frequentava a escola, sonhava em ganhar um carro, e era muito amiga de seu pai.
Porém ela não era uma garota comum, sua beleza era surreal, e a maneira com que ela lidava com os homens a sua volta, era mais que sensual. Mas ela ainda tinha seus medos e preocupações como todas as garotas. E para piorar, sua mãe havia falecido, e ela nunca conseguia ter uma “melhor amiga” já que estava sempre se mudando, por conta do trabalho de seu pai.
Mas agora ele foi chamado para ser CEO da empresa, em North Bondi, New South Wales, Austrália.
Prestes a completar seus dezoito anos de idade, ela ficou mais do que feliz e maravilhada de poder finalmente se estabilizar em um lugar. Agora ela poderia ter amigos, e até mesmo um namorado, sem ter medo de se envolver, por conta das despedidas.
Sua nova vida começa agora.
Cordélia é matriculada no colégio Reddam House, onde a garota conhece Nathalie, Dylan e Josh. Pessoas que serão seus amigos, e que ela guardará eternamente em seu coração.
Agora tudo estava perfeito em sua vida, seus amigos eram maravilhosos, estava namorando Josh que além de lindo era carinhoso e muito atencioso com ela. E finalmente não estava com medo de se mudar novamente, fora que estava morando em um paraíso. Mesmo ela tendo medo do mar, por traumas passados, o local era maravilhoso.
Mas tudo muda, quando ela encontra um rapaz misterioso. Morgan, ele conseguirá invadir todos os pensamentos de Cordélia.
Ela a princípio não consegue entender aquela atração, e nem acha certo, já que esta namorando com Josh.
Mas Morgan a salvou de um atropelamento, e ele era mais que lindo aos olhos dela. Parecia que ele estava... A esperando.
Os dias passam normalmente, mas ela não consegue tirar o rapaz de sua mente, não consegue esquecê-lo, e deseja mais que tudo reencontrá-lo.
E novamente, quando ela esta em perigo é ele quem vem a seu socorro. Mas o que deixa Cordélia mais assustada, é que seu pai conhece Morgan, e que agora prestes há completar dezoito anos, ela irá descobrir quem realmente é.
Cordélia Dolphin é uma sereia, e é herdeira do trono. Ela é uma princesa.
Morgan é seu guardião, desde que a garota nasceu ele a protege.
Como princesa herdeira, a garota precisa assumir o que é seu por direito, e entrar em uma guerra, que já dura dezoito anos. Guerra essa que apenas ela pode vencer, Cordélia é a única que pode livrar seu povo das garras de Zózimo.
Zózimo queria ser o Rei, mas o avô de Cordélia que conquistou o trono, por ser o irmão mais velho. Porém o tio-avô da garota nunca conseguiu engolir tal feito, e decidiu se vingar. Ele iria ter o reinado para ele, por bem ou por mal.
A Princesa Corália então seria a sucessora, mas ela foi cruelmente assassinada juntamente com todos os representantes da família real, mas antes ela conseguiu engravidar de Henri, um humano, dar à luz a Cordélia e encantar a menina para que ela pudesse crescer em segurança ao lado pai e ter uma vida como humana, sem que a maldição de Hades atingisse a mesma. Porém Morgan sempre estava ao lado dela, mesmo que escondido, e ele foi se apaixonando por sua princesa.
Tudo estava muito confuso na cabeça dela. Cordélia era uma princesa, que tem como objetivo salvar seu povo das garras do tirano Zózimo.
Morgan, o misterioso rapaz que a salvou duas vezes, que ela saiba. Era seu guardião.
Ela como princesa deveria se casar com quem o Oráculo informasse o que era uma tradição do reino do mar.
Portanto... Ela iria ter que abandonar seu pai. Seus amigos, sua vida como humana.
Como isso seria possível?
Morgan explica tudo o que ela deseja saber. Ela tem um tempo para treinar antes de assumir as suas responsabilidades. Cordélia tem até a sua formatura, para estar pronta. Dizer adeus a seus amigos e ir para o mar em busca de justiça.
Ela irá conseguir?
A garota é muito curiosa, ela sempre tem perguntas em mente. Morgan sempre responde da melhor maneira possível, e sempre com muita paciência, a sentimento de ambos vai florescendo de uma maneira absurda. Cordélia não se imagina em outro lugar que não os braços de seu guardião e verdadeiro amor.
Agora que ela já completou seus dezoito anos e o encantamento foi quebrado, ela esta correndo risco de vida. Ela possui objetos que Zózimo deseja, e a maldição de Hades não dará um minuto de descanso a ela.
A garota passa agora horas treinando com seu guardião, tentando identificar seus poderes e trabalhando para que tenha força total quando for para as profundezas do oceano. Ela descobre que pode ser comunicar com os animais e plantas e que é mais parecida com sua mãe, do que imaginava.
Cordélia consegue conhecer sua mãe, e sua família do mar, através das lembranças de Morgan, é uma forma que tritões e sereias têm para se comunicar, e ela fica maravilhada, e emocionada em descobrir com sua mãe era.
Mas em todo esse turbilhão de acontecimentos, ela vai se apaixonando cada vez mais por seu guardião, e ele por ela.
Um amor proibido, um amor que não pode ter futuro. Mas Morgan é apaixonado por ela há tanto tempo, ele deseja tê-la em seus braços mais que tudo.
Como ele poderia resistir?
Não vale a pena aproveitar com ela esse momento?
Não vale a pena lutar por esse amor?
As coisas estão começando a ficar mais complicadas agora, Cordélia não tem mais tempo para esperar, ela precisa voltar ao mar e salvar seu povo.
Seus amigos, o seu pai também estão correndo perigo. Eles sabem muito, eles sabem sobre sua verdadeira origem.
No meio de tantos acontecimentos que colocaram em perigo os amigos humanos e a própria princesa e seu guardião. Ela esta preparada para enfrentar o seu povo, o seu mundo.
Cordélia conseguirá salvar seu povo das garras de Zózimo?
O que irá acontecer com seus amigos?
O que acontecerá com seu pai?
A Princesa conseguirá viver ao lado de seu guardião eternamente?
A Herdeira do Mar foi um livro cativante. Por ter sido uma brasileira a escrever, brasileira de muito talento, ela soube nos mostrar elementos e nos fazer viajar por uma terra desconhecida.
Nos mostrou os costumes das sereias e dos tritões, e conseguiu colocar em seu livro, momentos de ação impressionantes.
Nesse primeiro volume é feito menção a vários campos de batalhas, rebeldes que estão sendo treinados para combater o exercito de Zózimo. Porém não temos tanto enfoque em tais assuntos. Mas não podemos esquecer que esse foi o primeiro volume, no qual fomos apresentados a um mundo que era completamente desconhecido pela nossa protagonista Cordélia. Vamos esperar agora os outros dois volumes, e torcer para que Ize Chi Kiohaan nos surpreenda e nos arrepie com os detalhes da guerra. E nos mostre como a Princesa Cordélia conseguirá tomar o seu reinado.
Um dos pontos fortes do livro foram os detalhes, a autora conseguiu nos apresentar elementos, e lugares com uma perfeição surreal. Lendo a Herdeira do Mar, foi como se eu tivesse adquirido a cauda e as barbatanas de sereia, e estivesse conhecendo recifes de corais e as belezas incríveis do mar.
Lendas, elementos e personagens místicos, foram nos apresentado com uma leveza surpreendente. E ainda temos um vilão que vai dar o que falar.
Porque Zózimo é o que é?
Ciúmes?
Será que ele foi tratado de uma maneira diferente do irmão quando era criança?
A expectativa para o segundo livro é grande, tantas perguntas sem respostas.
Uma obra encantadora. E vamos espalhar, pois uma Brasileira talentosa quem escreveu. Vamos mostrar que aqui, em nosso país também temos qualidade. Também conseguimos fazer histórias tão bem quanto as internacionais, vamos ter orgulho do que vem da nossa Terra.
Ize, parabéns pela sua obra magnífica. Não nos torture e nos mostre logo os outros dois volumes para que possamos saber tudo sobre Cordélia, Morgan, e o povo do mar.
Obrigada pela honra, de entregar um exemplar a nós da Casa de Livro. Estaremos na torcida pelo seu sucesso, e iremos apoiá-la no que for preciso.
A Herdeira do Mar irá conquistar você.
Casa de Livro Recomenda!








Titulo: A Herdeira do Mar.
Autora: Ize Chi Kiohaan.
Ano: 2013
Páginas: 556

Boa Leitura.

Casa de Livro Blog.

Karina Belo


Cordélia se esforçava; na verdade, quando estava com Josh ao seu lado, nem mesmo precisava pensar no assunto. Conseguia se concentrar só nele, e em como ele era gentil com ela, como se tivesse medo de que ela evaporasse no ar a qualquer momento. Gostava de ser tratada assim, mas internamente, sabia que não era o suficiente. E quando estava sozinha e pensava a respeito, uma pessoa sempre vinha à sua mente: o rapaz que a salvara do atropelamento, e que nunca soube o nome.



Sentiu uma lágrima escorrer pelo olho. Nathalie estava certa, não podia fugir para sempre. Seu destino estava traçado e, mesmo quando tentava fugir, deparava-se com situações que a faziam se lembrar de quem ela era: uma princesa, a futura governante de um povo. Possuía os atributos de uma heroína: empatia, bondade e... Coragem. Olhou para Nitta, que agora a encarava assustada.
– Por que está chorando? – ela perguntou – eu te deixei triste?
Cordélia sorriu, o primeiro sorriso em dias que vinha do fundo de seu coração.
– Não. Eu estou feliz, na verdade – riu da expressão incrédula da garota – graças a você, eu posso voltar a ser quem eu sou.
– E quem você é? – ela estava novamente curiosa.
A ruiva respirou fundo, olhando para o mar antes de responder.
– Alguém que possui responsabilidades importantes demais para serem deixadas de lado.



– Mulheres podem ser espertas quando querem – Olivia comentou sabiamente – essa princesa poderia muito bem inventar uma doença para adiar o casamento, enquanto procurava outra forma de ajudar seu reino. E nesse meio tempo, poderia manter o seu amado por perto, encontrando-o por baixo dos panos – ela deu uma risada – existe algo mais emocionante do que um amor proibido?




Os dois se encaravam com um sorriso no rosto, as mãos dele ainda em sua cintura, e as dela, ao redor de seu pescoço. A ovação em volta continuava, vindo dos poucos alunos presentes. E, apesar de ambos estarem sem-graça pela cena que protagonizaram nada poderia conter a exultação de estarem juntos.
comentários(0)comente



Verônica 19/07/2013

Primeiríssima xD
A Herdeira do Mar é um livro repleto de cenas de romance, de comédia, de ação e até de drama. Ele segue num ritmo rápido e envolvente que prende a atenção do leitor até a última palavra. É o tipo de narrativa que o faz amar algumas personagens em diversos momentos, e odiá-las em outros; o faz rir sem parar e também chorar de emoção; o faz ansiar pelas próximas cenas e desejar o próximo volume com todas as suas forças.

A personagem principal, Cordélia, é uma garota que foi muito mimada pelo pai, já que perdeu sua mãe quando ainda era um bebê, mas não se tornou uma pessoa arrogante. Ela tem um bom coração, é corajosa e honrada, mas não é a típica heroína dos livros, ja que apresenta certos defeitos bem humanos. Ela tem seus momentos egoístas e materialistas, nos quais pensa que não vale a pena desistir da vida boa que leva na terra para governar um povo cuja existência ela desconhecia até então, e que vive no fundo dos oceanos.

Tais atitudes começam a mudar quando Morgan, um tritão que se diz seu guardião, passa a ensinar tudo que ela precisa saber sobre seu povo. Durante suas 'aulas' ela descobre que sereias e tritões tem alguns poderes - os quais explicam, por exemplo, a fascinação que ela causa nos homens humanos - além de sofrerem com uma maldição - motivo de algumas restrições na vida do povo do mar.

O guardião, aliás, é o sonho de consumo de qualquer garota: é lindo, sedutor, e bastante protetor - mas sem cair no erro de sufocar sua protegida. Além disso, sua dedicação em cumprir a missão dada pela mãe de Cordélia - cuidar da garota durante toda sua vida, não importando o que aconteça - é impressionante, e mostra o quanto ele se importa com o futuro de seu povo, que precisa de sua princesa sã e salva. Ele consegue nos hipnotizar através das páginas do livro.
Outros personagens que enriquecem a história são os animais marinhos apresentados com o passar dos capítulos. Eles fazem o leitor ter vontade de praticar mergulho apenas para ter um contato maior com a natureza dos oceanos.

Recomendo a leitura para qualquer pessoa, de adolescentes a adultos. Esse é o típico livro que deve ficar na cabeceira da cama e ser lido incontáveis vezes na espera da continuação.

Tenho certeza que todos que o lerem irão se apaixonar pelas personagens e sonhar que estão nadando livremente pelos corais, apreciando a beleza do fundo do mar.
comentários(0)comente



Genko9 15/11/2017

Apaixonante
Gostei bastante da obra. O desenvolvimento do tema, do romance e da trama, para mim foram bem desenvolvido e me vi fisgada pela obra de forma que não consegui parar de ler até o fim. Aguardo ansiosa pela continuação, e recomendo a leitura para quem gosta de romances fortemente apaixonados.
comentários(0)comente



Mirian 15/07/2014

http://blogmaisumlivronaestante.blogspot.com.br/

Cordélia possui todas as características que uma garota gostaria de ter. Linda, rica, inteligente, popular e não tem nenhuma dificuldade em fazer novas amizades. No entanto, a garota é um pouco solitária, devida a diversas mudanças ao longo de sua vida, por conta da profissão do pai. Desta vez seu destino é uma cidade praiana na Austrália, um lugar que logo conseguiu se enturmar, além de fazer novos amigos, já havia um namorado em potencial, Josh. Prestes há fazer 18 anos, a garota está passando por grandes mudanças, uma formatura que logo irá acontecer e as decorrentes situações na vida comum de uma adolescente.
Tudo muda após a chegada de Morgan (multiplica senhor!), um garoto com uma beleza sobrenatural, que deixa nossa mocinha de queijo caído (não apenas ela). Misterioso, Morgan logo mostra que sabe tudo sobre a vida da nova amiga( que não é nova coisa nenhuma!).

Ele não demora muito a revelar sua verdadeira identidade, um tritão cuja missão é ser guardião da única herdeira do reino de Atlântida, Cordélia, filha da princesa de Atlântida, consequentemente, neta do rei Tritão. Após seu nascimento, houve um golpe na coroa e seu tio-avô assumiu o trono.

O mundo de Cordélia vira de pernas pro ar. Acontecem mudanças físicas em seu corpo metade sereia, e se não bastasse tudo isso ela ainda vive o drama de ser a única chance de todo o reino aquático.

Com o apoio de Morgan e de seu pai, a nossa mocinha passa a aprender sobre a vida no mar e tenta conciliar isso com o seu cotidiano.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

O livro é narrado em terceira pessoa, o que possibilitou trabalhar os sentimentos e emoções de vários personagens, apesar do foco ser a nossa herdeira do mar. Isso nos deu maior abertura para saber que o sentimento de Cornélia e Morgan era recíproco. O romance dos dois foi bem fofo, diferente de outras séries não existe um trio amoroso, o sentimento dos dois bastou para segurar a trama sem ter que precisar de uma terceira pessoa.
O universo marítimo de Ize me deixou impressionada, ela criou um novo mundo aquático fantástico, rico em detalhes, com uma hierarquia bem estruturada, com tradições, lendas e costumes próprios tomando por base a mitologia grega, tenho certeza que tudo foi o resultado de intermináveis pesquisas da autora.
O crescimento da personagem também é notável, a autora trabalhou muito a aceitação da nova condição que Cordélia se encontrava e o que veio logo após isso, sua preparação para tomar aquilo que foi lhe tirado por direito.
Encontrei alguns erros ortográficos e de concordância, nada que pudesse alterar a qualidade da narrativa, o que me fez admira-la ainda mais visto que sua obra é independente. A autora soube captar bem o clímax e manteve o foco durante as loooongas 566 páginas do livro.

Eu literalmente mergulhei nessa aventura, estou realmente ansiosa pela continuação, está mais do que recomendado, o único perigo é de você (assim como eu) se apaixonar pelo tudoooo de bom Morgan.

site: http://blogmaisumlivronaestante.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Sara 04/09/2013

A Herdeira do Mar
Recebi o livro pela parceria com a autora e logo comecei a ler. Confesso que me assustei com o número de páginas. Por algum motivo não esperava um livro tão grande, mas a história vale cada página.

Cordélia é uma adolescente que vive se mudando por causa do trabalho do pai. Linda de morrer, a garota sempre encontra companhia por onde passa. Mais uma vez eles se mudam, dessa vez para a Austrália. Agora com uma morada fixa, Cordélia se deixa envolver mais com as pessoas e até procurar um namorado. O que ela não sabe é que ela não pertence a esse mundo. Cordélia é uma sereia e princesa do reino do mar. Além disso sua presença é imprescindível para acabar com a guerra que vem acontecendo há 18 anos e livrar seu povo de um governante tirano. Pelo menos ela não está sozinha: seu guardião, Morgan, designado a protegê-la desde que ela nasceu, está sempre a seu lado, ensinando sobre a vida do povo do mar e a treinando para assumir seu posto.

Como humana, Cordélia é aquilo que se espera de uma adolescente rica e linda: ela é popular, sempre tem tudo o que quer e conquista os garotos facilmente. Mas apesar de tudo, mão é uma garota mimada. Assistimos a menina amadurecer mais e mais ao longo do livro. A partir do momento que descobre sua verdadeira identidade e vai aceitando aos poucos suas responsabilidades, a personagem só cresce.

Agora, falando um pouco sobre Morgan... Ele é o sonho de muitas garotas por aí: lindo, forte, romântico e um guerreiro. Não é à toa que Cordélia passa boa parte do livro suspirando por ele. Me irritou um pouquinho porque ficou meio repetitivo, mas dou um desconto, afinal, se eu conhecesse alguém como ele também ficaria toda derretida.

O livro é basicamente a transição da vida de Cordélia. Completou 18 anos e bum!, sua vida perfeita mudou completamente. Ela não simplesmente 'mergulha de cabeça' (hahaha!) em sua nova vida. Precisa aprender toneladas de coisas e aceitar que precisa deixar o mundo humano. Entrando em um mundo completamente novo, Cordélia vive enchendo seu guardião de perguntas. Até que enfim um personagem que faz todas as peguntas que eu quero fazer! Na maioria dos livros os personagens descobrem que são de outro mundo, fazem uma perguntinha ou outra e só. Cordélia é toda curiosa o livro inteiro, sempre querendo saber tudo a respeito de sua espécie.

Esse novo mundo aquático é incrível! Tomando como base parte da mitologia grega, Ize não criou simplesmente sereias e tritões, mas [...]

Continue lendo no link abaixo:

site: http://oblogdazoey.blogspot.com.br/2013/09/livro-herdeira-do-mar.html
comentários(0)comente



Tai 14/11/2019

Divertido e bem escrito
Meu primeiro livro que envolvem sereia e tritões, eu adorei esse livros, apesar de ser um romance de estreia é muito bom, escrita leve,divertida; me prendeu do começo ou fim. Mais um crush pra lista, pq se vc ler esse livro e não amar o Morgan, vc leu errado!
Aisha Luchiari 15/11/2019minha estante
Aaah agora se tornou oficialmente um desejado




Ellen 08/12/2019

Definitivamente um bom livro
Nunca tinha ouvido falar desse livro, vi que estava no kindle unlimited e achei a capa linda.
Vamos lá, primeiro quero dizer que toda a mitologia por trás foi um ponto cativante e foi o que tornou o final do livro um pouco melhor. A escrita da autora também merece destaque, bem escrita, fluiu bem.

MAS, o romance foi o que mais deixou a desejar, o livro poderia ter sido mais rápido se não tive um milhão de cenas de insegurança por parte do casal, principalmente o Morghan. Tinham lá suas cenas fofas, mas no geral achei que eles poderia ter sido desenvolvidos de outra forma, com mais fogo e menos enrolação.
Voltarei para ler o segundo livro e torcendo para que o casal principal se torne mais amável.
comentários(0)comente



10 encontrados | exibindo 1 a 10