Encontrada

Encontrada Carina Rissi




Resenhas - Encontrada


627 encontrados | exibindo 31 a 46
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 |


Maria.Eduarda 15/06/2020

Divertido e romântico
Não costumo ler romances, mas tive uma experiência muito divertida com esta série até agora. A protagonista tem uma personalidade muito divertida e as trapalhadas dela trazem um ar bem descontraído. A leitura é bem fluída e confortável. Gostei bastante, mas não achei um livro especial nem nada (em vista que comecei a ler romances agora e não tenho muitas referências). Recomendo bastante pra quem procura uma leitura descontraída e apaixonada.
comentários(0)comente



Michela 20/07/2020

Achei a leitura um pouco arrastada, em algumas partes a protagonista Sofia, se mostrou um tanto chata, mas em outras ela foi encantadora.
Um livro com muitos mistérios e muitas revelações.
comentários(0)comente



Karina 10/09/2020

Bem novelinha!
Para falar a verdade, o livro "Perdida" não precisava de uma continuação, mas confesso que estar em contato mais uma vez com esse mundo e esses personagens foi muito bom!

Gosto muito das cenas cômicas desse livro, a série podia muito bem se chamar "desventuras de Sofia no século XIX". A Carina Rissi tem um estilo de escrita muito simples e fluido, o que faz a gente ler bem rápido.

Todas as situações problema desse livro foram bem estilo "novelinha", senti falta de um clímax verdadeiro, não existia uma trama central como no livro anterior, acredito que este livro foi feito apenas para que os fãs aproveitassem um pouco mais o romance de Ian e Sofia.

ALERTA DE SPOILLER

Achei hilárias as cenas da Sofia tentando vender seu condicionador caseiro escondido do Ian, como se estivesse vendendo drogas haha "você quer comprar mais daquela parada?"

A cena do casamento com o desastre das champanhes me fez rir alto! Nunca vou me esquecer haha

A cena da Sofia sendo drogada com ópio para levar a sutura foi ótima haha Vendo dois Ians e o jarro que rebolava, seduzindo ela... hahaha
comentários(0)comente



Beli 25/06/2020

Perfeição é pouco para descrever esse livro,todas as 476 páginas me emocionaram de um modo que meu coração até errou uma batida!
Eu não tenho muitas palavras para expressar o amor que senti por esse livro, e como a escrita da autora é envolvente.
Esse livro me fez sentir tudo o que a personagem expressou e como ela se sentiu em seu percurso, é interessante ver o choque cultural de ambos os lados.
comentários(0)comente



Izabela 20/09/2014

Perdidamente Apaixonada...
Ah, gente. Nem sei por onde começar, na realidade, quero deixar a resenha para lá e reler o livro umas mil vezes, mas não vou fazer isso (vou escrever, depois quem sabe eu faça isso, rs). Não é segredo que eu fiquei completamente apaixonada pelo primeiro livro dessa série, mas esse segundo me fez perder a noção do tempo e de tudo mais. Sim, eu li em (bem) menos de 24h. Comecei o livro um pouco antes da meia noite e só fui parar quando terminei a leitura, quase seis horas da manhã (vi o sol nascendo, a vista da minha janela é maravilhosa, então está valendo). Se vocês acompanham o blog sabem muito bem que isso só acontece quando o livro é ridiculamente bom. Agora que voltei a dar aulas (e trabalho de segunda a sábado!) meu tempo anda bem corrindo, mas o livro é tão bom que eu deixei minha (preciosa) naninha time de lado. Hoje, fazendo as contas, percebi que fiquei quase 24h acordada, tipo, direto. No dia em que li o livro tinha acordado às 8h da manhã (por conta do correio, que estava chegando com o livro em questão), e só fui dormir às 6h da outra manhã, ou seja, crianças não façam isso em casa (viva o café, ueba!). Izabela, menos papo e mais resenha! Acho digno contar que se você ainda não leu Perdida pode considerar algumas coisas dessa resenha como spoilers.

Sofia tinha feito a escolha dela, ela tinha certeza que o lugar dela era no século 19, ou melhor, o lugar dela era ao lado de Ian, que pertencia ao século 19, mas e se o século em questão não estivesse preparado para uma menina completamente tecnológica do século 21? É aí que a bagunça, e a história do livro, começa. Sofia virou era uma dama com direito à muitos vestidos bufantes e a um casamento marcado com um verdadeira cavalheiro. Tudo parecia estar perfeito, e até estava, mas ela não conhecia nenhuma regra daquele tempo. Queria usar calça, queria ganhar seu próprio dinheiro e até mesmo queria poder beijar seu amado em público sem receber olhares assustados e carregados de reprovação. Ela até tem recebe ajuda de sua cunhada, a fofa e delicada Elisa, e de algumas outras pessoas da época, mas tudo que ela tentava fazer sempre acabava dando errado, e é em um desses erros que ela, muito sem querer e basicamente indiretamente, quebra um dos bens mais preciosos de Ian, um relógio que passava de geração em geração na família Clarke. O que fazemos quando algo quebra? Compramos um novo, é claro. Foi o que ela fez, o que ela não sabia era que aquele relógio novo lhe taria todos os problemas do mundo, já podemos imaginar isso, afinal coisas ligadas ao tempo sempre atrapalham a vida de Sofia.

"Eu até podia estar em 1830, mas não começaria a agir como uma garota afetada. Não mesmo!" - Página 18

Não bastasse as regras a serem seguidas, o relógio problemático e uma maldição maluca que estava tomando conta da vila, Sofia ainda tinha que lidar com a tia maluca de Ian. Uma mulher de nariz muito empinado, que estava disposta a torna a vida da nossa protagonista em um verdadeiro inferno. Como se não ter banheiro já não bastasse para dificultar a vida (rs). Sofia logo vai dando um jeito em tudo, nem sempre é o jeito certo, mas ela vai tentando e Ian, quando não está neurótico/fofo com alguma bobagem, a ajuda muito nessa tarefa. Ela descobre que a vida dela é um verdadeiro conto de fadas, com direito a fada madrinha, e sapatinho de cristal (all star vermelho!) e que o presente/passado/futuro dela consegue ser algo tão complexo que de tão maluco é genial. O que é viver quase duzentos anos antes de você nascer se vocês está (encontrada) ao lado do amor da sua vida. Não é quase nada.

"Eu quis voltar para casa, só que estava perdida." - Página 388

Os personagens conseguiram ficar ainda melhores e olha que eu podia jurar que isso era impossível. Sofia conseguiu ficar ainda mais divertida e genial, sério, eu não consigo contar o número de vezes que precisei fechar o livro para rir, tipo, rir com vontade mesmo, aquelas risadas boas que até fazem a barriga doer. Ela estava atacada (o que rendeu mais de vinte post its no meu livro) e isso é maravilhoso. Ian, ah Ian Clarke. Obrigada, Carina, por ter criado e compartilhado esse personagem. Ele já era um cavalheiro espetacular que rendia suspiros a cada fala (no primeiro livro o descrevi como um verdadeiro príncipe encantando, mas com um tempero brasileiro), mas nesse livro ele também se superou (e rendeu outros bons post its). Em alguns momentos é complicado entender o lado dele, mas é só lembrarmos que ele nasceu e cresceu no século 19, então tudo na vida dele é diferente o que estamos acostumados. A tia de Ian é tão malvada que em muitos momentos eu tinha vontade de socá-la (sim, sei que é uma personagem), mas aí a Sofia ia e dava conta do recado por mim.

Carina está, mais uma vez, de parabéns. Escrever uma história do século 19, mas com traços do século 21, não é nada fácil. Em cada linha podemos perceber que ela teve que pesquisar e estudar muita coisa, isso é genial. Ela tem um cuidado com a história e com a lógica que me deixa até com invejinha (boa). Escrever viagens no tempo não é nada fácil, mas ela faz isso com maestria. Não vemos linhas soltas e no final tudo faz muito sentido (e que sentido!). Se você leu Perdida precisa ler a continuação, vai entender bem mais a história da viagem e, bom, vai ser apaixonar ainda mais pela história. Se ainda não leu Perdida, você precisa (para ontem) ler os dois livros. Esse livro é tipo um new adult, ou seja, tem cenas mais quentes e palavras um pouco mais pesadas. Se você gosta de romance, aventura e adora dar umas boas risadas precisa ler os livros da Carina! Vai se apaixonar, ou melhor, ficará perdidamente apaixonado(a).

site: http://www.brincandodeescritora.com/
Bina 13/11/2015minha estante
Concordo plenamente com você!!! Quando vi o livro a venda (sou tão deligada que nem sabia que ia haver continuação) quase infartei de tanta emoção e mais do que depressa (Deus abençoe o criador do cartão de crédito!!!) encomendei o meu exemplar na internet, chegou em questão de dois dias e o devorei com tanta fome quanto você! Mas terminei um pouco depois, cerca de 27 horas mais ou menos, fiquei tão emocionada e feliz com o livro que o li de novo, de novo, de novo... (tambem fiz isso com Perdida então deve ser algo relativamente 'normal')! Quando a 'tia' Cassandra chega e a Sofia diz algo como 'E o olhar que ela me lançou me fez querer fugir correndo de volta para o seculo 21' fiquei pasma, devia ser um olhar muito do maligno para ela pensar esse tipo de coisa! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk! Mas tudo da certo (a parte da briga deles me fez gelar até a alma) e adorei o final!




Amanda 23/01/2021

Bom mas não tanto quanto o primeiro
Na continuação de perdida, Sophia já se encontra morando em 1830, onde tem que se adaptar aos costumes e tradições da época, o que é muito difícil para quem foi criada muitos anos a frente daquele tempo. O livro foi interessante em questões históricas, como vimos no caso da "maldição", mas as mentiras contadas por ambos me irritaram bastante, não sei porque pessoalmente sou muito contra mentiras mas tudo que eles precisavam fazer era conversar, mas ficavam adiando o tempo todo o que deixou o livro um pouco chato, mas o final compensou bastante. No final desse livro a autora comenta sobre o fato de preferir omitir a escravidão que sabemos que era vivida na época, gostei do fato dela ter falado pois era um dos meus questionamentos principais.
comentários(0)comente



Leiturasdamarina 11/04/2020

Felizes para sempre!!
Simplesmente perfeito!!!! A escrita da Carina é uma coisa viciante; devorei o livro em 3 dias, sem nem perceber que lia mais de 100 páginas por dia! Ameeei ver o amadurecimento da Sofia; o amor dela e de Ian se fortalecendo, se confirmando...sem falar que dei muuuuitas risadas! Amei, amei e amei!! Mal posso esperar pra ler o próximo da série!!
comentários(0)comente



Chi 01/11/2020

P.P.S.: Adoraria poder ver a sua cara agora.
Meu Deus eu tô surtando.
Esse livro é tão perfeito quanto o primeiro.

? Bem-vinda a este mundo maluco, Nina.

E dessa vez eu jurei que nada nem ninguém estragaria o nosso felizes para sempre.
Nem mesmo eu.
comentários(0)comente



Jojó 18/06/2014

Falta muito para agosto???

Após o grande sucesso de Perdida - Um Amor que Ultrapassa as Barreiras do Tempo, a diva do chick lit brasileiro, Carina Rissi, nos presenteia com a sequência: Encontrada - À Espera dos Felizes para Sempre, que será lançado agora na Bienal do Livro de São Paulo- 2014.

O livro continua com a história de Sofia, que agora tem que se adaptar aos diversos obstáculos e complicações do século XIX: preparativos do casamento, parentes intrometidos, mistérios na Vila e o medo constante de que algo vá atrapalhar o seu final feliz com Ian (**suspiros**), que parece estar cheio de segredos.
Encontrada - À Espera dos Felizes para Sempre é cheio de surpresas!
A narração dinâmica encanta e prende, tanto pelo bom humor, quanto pelo suspense.

Falta muito para agosto???
Mariany 27/07/2014minha estante
Por favor! Aonde compro o Livro Encontrada??


Jojó 31/07/2014minha estante
Mariany, está em pré venda já!


Pry Weslley 14/08/2014minha estante
Nossa muito anciosa pra ler esse livro,a Saraiva ja esta vendendo.




Maíra Kali 16/05/2020

Depois de um final feliz pode ter um final mais feliz ainda
Eu sempre tive vontade de saber o que acontece depois do final feliz dos personagens - que nunca é contado. O que acontece na rotina, os problemas que enfrentam no relacionamento, os planos, etc. Sempre se encerram os romances no ápice da paixão, mas parece que nenhum autor se interessa em mostrar o que há depois que o amor amadurece. Exceto Carina Rissi.
Quando o primeiro livro terminou eu não sabia ainda que era uma série. As coisas demoraram um pouco pra ocorrer e quando ocorreram finalizou de forma bem fechada. Mas eu fiquei com aquele sentimento de "eu preciso de mais sobre Ian e Sofia". E fiquei enebriada com a história e sem vontade de ler mais nada. Então descobri que existia um depois. E pensei "nossa, o que mais tem pra se falar? Com certeza vai ser um livro ruim, cheio de coisa desnecessária, só pra vender mais um livro. Afinal, já teve o final feliz e fechadinho". Mas como eu me enganei!! E graças a Deus!
Esse livro foi MUUUUITO melhor do que o primeiro. Focado totalmente no século XIX, sem aquelas retomadas à modernidade, sem o alto teor de fantasia. Ver a construção do relacionamento dos dois foi incrível. Os conflitos entre a cultura dos dois, a revolução que começou a acontecer na vida deles e na sociedade, os mal entendidos, as reviravoltas, o amor entre SofIan... Tudo tão envolvente e apaixonante!
Amo o quanto a história desse casal me faz vibrar e sentir tudo como se na própria pele. Me surpreendi com os pensamentos que tive, ora concordando, ora discordando de Ian ou Sofia. Por mais que eu ainda ache romances quase sem propósito, aprendi a perceber algumas coisas sobre mim ao me questionar sobre pensamentos que tive ao me influenciar pela história.
Eu amei cada mínimo detalhe dessa história. E tenho certeza que continuar a ler sobre o casal nunca iria me entediar.
comentários(0)comente



Mandys_gan 23/05/2020

Apenas um comentário
Não vai ser bem um resenha, está mais para um comentário...
Eu quase morri de ódio lendo esse livro por conta da tia Cassandra, oh mulher nojenta...
Fui de uma relação de ódio para ?caindo de amores? pelo padre rapidinho.
Acho que o melhor de tudo, foi esse final PERFEITOOO
Estou simplesmente apaixonada por esse livro, Carina Rissi merece todo meu respeito.
Não acredito q procrastinei tanto para ler esse livro...
Estou simplesmente apaixonada... alguém me da um Ian? Aí meu amei demais, só queria dizer isso...




Ps: Eu odeio o Dimitri... (acho que
só)
comentários(0)comente



bruna.ribeiro.1 16/05/2020

Eu amo a segunda parte de uma série
Gente... Essa leitura flui de forma inexplicável.
A história é bem construída, seguindo fielmente ao início.
Até meados do livro eu tive muita raiva de Sofia, pensem numa criatura teimosa! Ao mesmo tempo a determinação dela é invejável!
Ian era muito paciente... E a amava muito! (Eu quero um Ian pra mim)
Eu gostei muito do desenrolar da história e estou ansiosa pelos próximos capítulos.
comentários(0)comente



thay 01/04/2020

Aquela continuação de tirar o fôlego!!! Ian e Sofia são um casal muito melhor que qualquer outro!!! Aquele "conto de fadas" bem moderninho!!!! Que te dá vontade de ser amigo e participar de perto da vida deles!!!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
carmesiabooks 13/09/2020minha estante
Oioi!! Tudo bem?
Criei um insta pra falar sobre livros e gostaria de te convidar pra gente trocar experiências.
Ficaria muito feliz se vc pudesse me seguir!! É @_carmesia .
Instagram.com/_carmesia




Jaque.Barreto 28/09/2020

Encontrada | série Perdida
Não gostei muito, achei a Sofia muito chata, como alguém que o livro favorito é Orgulho e Preconceito consegue estar tãaaao perdida nos costumes da época.
(Senti uma certa referência aqui hahaha).

Ela falando o tempo inteiro: tô, valeu, seu Gomes e etc, me deu muito nervoso.

A mulher é formada em Administração no ano de 2010 e não sabe se expressar de forma mais eloquente... Essas coisas me irritaram muito na personagem.
Peguei o livro várias vezes, mas não conseguia ler.

Mas a história é até gostosinha, depois que consegui engolir a Sofia rs
Li o livro bem rápido, mesmo tendo quase 500 páginas.

E Ian Clark merece o destaque da trama. ??

Que homem a frente do seu tempo, educado, aberto a novas coisas, bonito, rico, talentoso e inteligente, um verdadeiro príncipe dos contos de fadas!
comentários(0)comente



627 encontrados | exibindo 31 a 46
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 |