Lua de Mel

Lua de Mel James Patterson




Resenhas - Lua de Mel


52 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4


La Luna 05/10/2014

[Resenha] Lua de Mel James Patterson e Howard Roughan
Título original: Honeymoon
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 224

Nora Sinclair é uma mulher bonita, bem sucedida em sua carreira como designer de interiores, inteligente com amigas legais, homens aos seus pés e dinheiro, enfim tudo que uma mulher gostaria de ter, mas geralmente as coisas não são como realmente parecem ser. Ela tem a vida que toda mulher desejaria, um noivo lindo, rico e extremamente apaixonado, mas coisas ruins acontecem à Nora e você fica sem saber o que é de verdade. Quando mais um homem, que aparentemente entra na vida de Nora aí tudo começa a desmoronar de verdade e aí começa o mistério, o suspense aumenta e você não consegue mais parar de ler. E tem um final que vai surpreender muito.
Fiquei completamente instigada com a trama.

Nota 5/5 Estrelas

Por Roberta Corrêa

site: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1473426272935013&set=a.1471852966425677.1073741829.100008029635488&type=1&theater
comentários(0)comente



Chris 17/09/2014

Uma vida que parece um conto de fadas

Linda, sexy e bem-sucedida, Nora Sinclair é desejada pelos homens e invejada pelas mulheres. E sua vida tem tudo para ficar ainda mais perfeita quando seu namorado, o atraente e rico Connor Brown, pede sua mão em casamento. Mas o que para muitos seria o começo do felizes para sempre, para Nora é a contagem regressiva para até que a morte os separe.

Uma sucessão de acontecimentos misteriosos

Coisas muito estranhas ocorrem às pessoas próximas a Nora, principalmente aos homens que entram em sua vida. E isso acaba despertando o interesse do FBI. Sarcástico, malicioso e implacável, o agente John OHara é esperto o suficiente para saber que belas fachadas podem esconder grandes perigos. Se há algo de errado com Nora, ele é o homem certo para descobrir.

Um detetive dividido entre a justiça e a obsessão

Mas a primeira coisa que OHara vai aprender é que Nora não seduz os homens, simplesmente. Ela os domina. Quanto mais tempo o agente passa perto dela, mais confuso se sente, até já não ter certeza se ainda está em busca da verdade ou se virou prisioneiro de uma atração que pode ser fatal.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Carla Martins 04/04/2014

Bom, mas com várias brechas no enredo
Mais em: http://leituramaisqueobrigatoria.blogspot.com.br/

Apesar de ser um autor bem famoso com diversas publicações, esse foi o primeiro livro de James Patterson que li. E gostei. Bem escrito, o thriller vai prendendo nossa atenção e, quando percebemos, estamos lendo há horas, loucos para saber o que acontecerá em seguida. Os personagens são misteriosos, o desenrolar da trama tem várias surpresas inesperadas e o desfecho é metade previsível, metade surpresa, mas a parte da surpresa, na minha opinião, deixou furos no enredo.

De um modo geral, não é um livro inesquecível, mas é uma obra que vale a pena. Classificaria como mediana.

Lua de Mel conta a história de Nora, uma mulher rica, atraente, inteligente e extremamente fria, que vê nos homens quer conquista oportunidade de conseguir ainda mais poder. Ela faz o tipo viúva negra. Sentimentos genuínos pelos homens não fazem parte da sua vida, até que ela conhece um homem que desperta nelas sentimentos desconhecidos. Pela primeira vez, o que ela sentia não era falso, não era premeditado. O problema é que esse homem é um agende disfarçado do FBI. Daí pra frente, muita adrenalina e ação tomam conta da história.

Acho que a relação extra emprego de O`Hara e Susan era pra ser uma surpresa, mas eu saquei logo no começo. Faltou perspicácia para esconder mais o fato e surpreender o leitor.

Apesar de ter vibrado com o final, acho que o enredo ficou com várias brechas e furos que deveriam ter sido melhor explicados.

Vou dar exemplos abaixo, mas NÃO CONTINUE SE VOCÊ AINDA NÃO LEU O LIVRO.

Por exemplo: a irmã de Connor, que é quem mata Nora no fim das contas. Como ela desconfiou de Nora? No livro ela menciona que seguiu a noiva de seu irmão por muito tempo, mas e daí?

Outro fato jogado é a substância que matou Nora. Entendo que a irmã de Connor tenha feito Nora morrer provando do próprio veneno, mas as vítimas da assassina ingeriam duas substâncias que, combinadas, levava à morte. Nora morreu tomando uma só. O que ela tomou? Qual a reação da substância em seu organismo?
Não sei você, mas eu fiquei bem curiosa para ter essas respostas. E aí o livro acabou. Humpf.
comentários(0)comente



Hortência 05/01/2014

Lua de mel
Meu primeiro livro do Patterson e não foi um ótimo começo, infelizmente.
Começa muito bem, com alguns pontos de vista em cada capítulo que é algo que me agrada bastante, pois temos visões distintas e aparenetemente não relacionadas de um único caso.
É muito bom quando vamos lendo tentando fazer essas conexões e também tentando compreender os personagens e suas funções. Mas em um determinado momento - puff - tudo fica muito claro, pelo menos pra mim, e já consigo enxergar o desenrolar da trama :(.

Descobrir o como e o porque de um thriller, suspense é muito chato porque perde todo o encanto desse tipo de gênero e o prazer de acompanhar o restante do caso.
Quando o final que já tinha previsto - antes da metade do livro - apareceu ainda faltavam algumas páginas, e pensei logo que seria surpreendida. Fui, um pouco, mas nada de enlouquecedor. Sei que sou bem chata, mas esse final foi tão corrido que deu a impressão que foi jogado de qualquer maneira só para alocar alguns personagens. e talvez terminar de forma justa?
comentários(0)comente



Carissinha 13/12/2013

Só tinha lido um livro do James Patterson, O Diário de Suzana Para Nicolas, um romance que foge completamente do estilo que ele escreve; que não é um suspense e é maravilhoso.

Depois da maravilhosa experiência quis ver se o autor era tão bom no gênero que o consagrou e decidi ler Lua de Mel, o primeiro livro de uma série que a Arqueiro começou a lançar este ano.


Conhecemos Nora Sinclair é uma mulher linda e bem sucedida. Ela faz muito sucesso com os homens e parece ter a vida perfeita. Logo percebemos que as coisas não são tão incríveis como parecem. Nora pode não ser a mocinha que parece. É aí que entra o detetive John O’Hara, investigando as coisas suspeitas da vida de Nora. Só que talvez a atração que Nora exerce com os homens talvez tenha efeito com o detetive.

Confesso que gostei do livro. A narrativa do James com o Howard Roughan – que divide a escrita com o famoso autor – é muito boa. Li o livro rapidinho, louca para chegar ao final e descobrir como toda a trama acabaria. É um livro rápido, as coisas acontecem rápido e que deixa alguns ganchos para o próximo livro da série.

Não é uma história muito complexa, difícil de desvendar os mistérios, mas é bastante agradável. Uma das coisas que me agradou foi o relacionamento de John com sua chefe. Os dois sempre têm conversas interessantes. Nora é uma personagem complexa e que irrita, muitas vezes. Na maioria das vezes.

É um livro bom, não vai mudar sua vida, mas vai deixar você com vontade de ler o próximo da série.


site: www.carissavieira.com
comentários(0)comente



Rose 26/10/2013

Neste livro conhecemos Nora Sinclair, uma linda e bem sucedida designer de interiores. Nora é inteligente, talentosa e extremamente sexy. Está acostumada a ter os homens aos seus ppés. Seu mundo só não é perfeito pois seus relacionamentos não terminam muito bem. Na verdade, seus companheiros acabam mortos!
Será Nora uma versão da "Viúva Negra"? Acaso ou má sorte, verdade é que Nora caiu na mira do FBI. Sem desconfiar de nada, ela segue sua vida glamourosa.
É quando fica sabendo que seu recém noivo falecido, Connor, deixou uma apólice de vida onde ela é a única beneficiária. Mais alguns milhões estava a caminho da conta bancária de Nora. Seu único problema e empecilho era John O'Hara, o detetive contratado pela empresa para investigar a morte de Connor.
Acontece que Nora e Craig Reynolds, o representante da empresa de seguros, acabam se envolvendo além da relação "corretor - cliente". Nora quer através de Craig saber como anda as investigações de O'Hara, por sua vez, Craig quer aproveitar a confiança de Nora e descobrir sua verdadeira face.
Em um descuido, Nora acaba descobrindo toda a verdade, e agora quer vingança sobre aquele que ela não consegue tirar da cabeça.
Escapando por pouco da morte, O'Hara tem que correr atrás do prejuízo e encontrar esta "feme fatale" que sabe seduzir como ninguém.
Com provas suficientes para mofar atrás das grades, Nora será capaz de escapar desta? Ou o destino vai cobrar pelos atos passados?

No início cheguei a pensar que algum fanático pela Nora pudesse estar atrás dos crimes. Só que o autor logo de cara quis deixar bem claro que ela era mesmo a assassina. Então entra em campo o jogo de cão e gato, entre Nora, Craig e O'Hara. O vencedor será aquele que confiar menos na aparência.
Eu sou suspeita para falar, pois sou fã do autor, mas quem gosta de um mistério, vai encontrar uma boa leitura.
comentários(0)comente



Karen 11/10/2013

Torci pela vilã
Não dava pra vilã se converter e ficar com o mocinho?
comentários(0)comente



Linny 09/10/2013

Incrivel
Desde que li O Diário de Suzana para Nicolas fiquei curiosa para conhecer outros títulos do autor James Patterson, por essa razão quando vi esse livro e soube do que se tratava, não resisti e resolvi lê-lo. As minhas expectativas quanto à obra já eram altas, mas quando comecei a ler me surpreendi, pois a história é bem melhor do que eu havia imaginado; se trata de um thriller tão bem elaborado que deixa o leitor literalmente roendo as unhas a cada novo capitulo.

Lua de Mel é o primeiro volume da série Honeymoon. A história é narrada em terceira pessoa por dois personagens principais, sendo que os capítulos são alternados e a vida destes aos poucos vai se conectando.
Nora Sinclair é uma mulher linda, sexy e bem sucedida; sua vida está para se tornar mais perfeita quando o seu rico namorado, Connor Brown a pede em casamento, porém o que era para ser a felicidade suprema se torna uma tragédia. O problema é que coisas estranhas acontecem às pessoas próximas a Nora, principalmente aos homens com que se relaciona. E isso acaba despertando a curiosidade do FBI.
Dessa forma, o implacável e malicioso agente John O’Hara é designado para investigar o caso, mas ele é esperto o suficiente para saber que nada é o que parece. No entanto, ele irá aprender que Nora não seduz simplesmente os homens, ela possui o poder de dominá-los, sendo assim quanto mais tempo ele passar perto dela, mas em perigo poderá estar.
Além da historia ser super empolgante e agradável, esse livro contém uma narrativa Page Turner, ou seja, as páginas praticamente se viram sozinhas de tanto que os fatos são contados rapidamente e isso foi algo que favoreceu a trama. Eu adoro ler obras deste tipo, principalmente quando essas são bem escritas e possuem uma grande carga de suspense e revelações bombásticas, como é o caso de Lua de Mel.
Outro ponto que me agradou bastante foi fato dos personagens serem ótimos; tanto John quanto Nora me deixaram estupefata, isso porque eles são tão enigmáticos e sarcásticos que fazem o leitor se divertir com as suas estratégias de manipulação. E os outros personagens tiveram uma grande importância, principalmente a chefe de O’Hara que me causou crises de risos com os seus comentários diretos e implacáveis. Também gostei das reviravoltas e o final é exatamente como deveria ser.
Sem dúvidas nenhuma essa série parece que promete e a parceria dos autores não poderia ser melhor; ambos contribuíram para um thriller de tirar o fôlego. Por isso ressalto que essa obra me agradou em todos os sentidos de maneira que pretendo ler tanto os outros volumes da série quanto outros títulos de ambos os autores. E também aviso que há cenas e diálogos calientes na história, por isso se trata de um obra mais destinada à adultos.
Recomendo esse livro para todos aqueles que apreciam obras bem desenvolvidas e inteligentes.
comentários(0)comente



Victor Lacerda 02/10/2013

http://leitorinsaciavel.blogspot.com.br/
Eu sou um grande amante do gênero policial e esse foi o meu primeiro contado com o James Patterson. E posso dizer que esse primeiro contato poderia ter sido melhor. O autor é conhecido não só no gênero policial, mas na ficção, romances e em livros infantis.

Lua de Mel tem um diferencial da maioria dos livros do mesmo gênero, o autor do crime central é descoberto no inicio do livro. Esse poderia ter sido usado para uma grande diferença no desfecho da história, o que não aconteceu. O livro nos surpreende muito mais com as revelações pessoais dos personagens do que com o próprio crime. A trama possui um segundo crime que acontece simultaneamente ao crime central. Esse segundo crime não foi tão elaborado como o primeiro. O livro tem capítulos curtos o que é um ponto positivo na leitura.
Todo o enredo se passa, basicamente, ao redor de 3 personagens: Nora, O’hara e Sinclair. A construção dos personagens é impecável. Os defeitos e qualidades de cada personagem faz com que nós tenhamos pena até mesmo do “vilão” e raiva do “mocinho”. Todos os personagens são fortes e tenho certeza que muitos podem ter ficado do lado do criminoso.
A repetição da frase: “Até que a morte nos separe” foi uma das coisas que me incomodaram durante o livro, além da capa, a frase está no texto do inicio ao fim.
O vilão é uma pessoa que faz de tudo por dinheiro, eu digo tudo. É um personagem forte e corajoso. E que tem seus motivos para fazer tudo aquilo, mesmo que esses motivos não sejam dos melhores. No final mostra o quanto psicologicamente alguns fatos que acontecem durante nossa vida podem influenciar em nossas atitudes futuras.
Apesar de tudo a trama consegue prender você. O suspense no inicio do livro te faz querer ler o livro por completo o mais rápido possível. Por mais que não seja um livro surpreendente e com um final diferente dos outros, o livro consegue ser uma boa leitura.
Foi uma leitura rápida e que eu não descartaria. O livro te prende e te leva pra um crime envolvente apesar de previsível. Lua de Mel é um bom livro para passar o tempo, mesmo não sendo um grande livro no gênero policial.

site: http://leitorinsaciavel.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



tadeu-cz 28/08/2013

um livro que te prende da primeira a ultima pagina. uma trama envolvente que leva as pessoas ao limite da confiança, amor ,ódio e ambição , uma esposa ou uma viuva negra ? um detetive determinado a desvendar esse mistério , mas acaba se entregando completamente ! muuuiiiitooo bom nota 9,5.
comentários(0)comente



Nadia 14/08/2013

Gostei Muito!!!
Quem gosta de um Bom romance policial, super indico esse. Tem tudo: trama, sexo,traição e surpresa. E um desfecho digno de tudo isso..
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ana 05/07/2013

Por Ana Zuky do blog Sangue com Amor
Nora Sinclair é uma design de interior, que a pouco tempo apos ter aceitado o pedido de noivado de seu namorado Connor Brown,de repente ele desvalesse ,com uma morte parecida com um ataque do coração.Deixando para ela tudo.Nora parece não ter sorte no amor.Pois ela já havia sido casada e se tornado viuva.Porem o FBI acha muito coincidência então o agente John O'Hara é designado para saber mais sobre a morte de Connor e saber quem é Nora Sinclair.
O detetive se infiltra como um corretor de seguros,para assim se aproximar de Nora,porem o que ele não esperava era se envolver,com uma atração carnal,com Nora e isso pode por tudo a perder.

Já de inicio na leitura você nota como ela é ambiciosa,fria e audaciosa.Sendo boa no que faz(em todos os sentidos).Nora é mede escrúpulos para conseguir o que quer.E por isso ninguém desconfia do que ela é capaz.
O'Hara é um agente que pouco sabemos dele,no inicio,porem sabemos que ele é o melhor no que faz.O unico problema dele é que seu "homem" não consegue resistir aos encantos de uma mulher sexy e bonita e isto vem a atrapalhar seu empenho e caso.
A Atração entre ambos fica tão forte que fica difícil para eles manter os planos originais.

Bom gente,o que digo é o seguinte: Você não conseguira desgrudar do livro nem um minuto sequer.O livro é repleto de suspense,do inicio ao fim.
Não conseguia parar de ler,o livro é tão bom,que você se pega na ansiedade de chegar ao final dele e saber os finalmente.Isso me proporcionou um dia de leitura.O final do livro,nossa...foi de tirar o folego,e foi tudo aquilo que esperava ser.Aquele final que todos torcemos,sendo que tem uma pegadinha.
Muitos já devem conhecer bem como o autor James Patterson trabalha em seus livros.Aqueles que já leram alguma de suas obras pode imaginar o que esta por vim neste livro.

Capa,fontes e paginas.Bom devo dizer que a capa me enganou no inicio(hahahaha) eu achei que se tratava de mais um erótico,porem...foi nada disso.Achei esta capa extraordinária, muito bonita.Amei ela!
As fontes são as padrões,que ajudam muito na leitura e as paginas também são aquelas no tom amareladas.

Trechos do livro:
"Das flores à comida,havia muita coisa que ela podia resolver por telefone.No entanto,algumas coisas na vida(e principalmente na morte)devem ser feitas pessoalmente. Escolher uma casa funerária era um exemplo."

"Durante todo o almoço, eu não me importei que Nora e eu estivéssemos nos sentindo cada vez mais à vontade um com o outro, flertando ou o que quer que estivéssemos fazendo. Na verdade, a ideia era essa. Mas agora, de repente, as coisas estavam ficando um pouco à vontade demais."

"- Ele não era real. Nada era real, Nora.
- Você queria que fosse verdade. Agora, a única verdade é que você não consegue se decidir. Você não sabe se quer me comer ou me matar."

site: http://www.sanguecomamor.com.br/
comentários(0)comente



Eduardo 02/07/2013

O enredo desta obra é de uma pobreza franciscana.

Uma apresentação de clichês, feita apenas para faturar.

Foi o primeiro e o último livro deste autor para mim.
comentários(0)comente



52 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4