A casa

A casa Rafael Dias Canhestro




Resenhas - A casa


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Maressa 01/06/2013

A casa - Rafael Dias Canhestro
Após ser convidado para lecionar em Port Carvai, Victor Pascaw percebe que esta seria a oportunidade perfeita para fugir da agitação de Nova York e respirar novos ares. Ao lado da esposa Marie, e da filha Kate, Victor se muda para uma nova casa. Estranhamente, a bela e ampla residência não havia sido comprada mesmo anunciada por um valor muito baixo.
Ignorando este fato e com a perspectiva de recomeçar a vida numa cidade diferente, Victor passa por um período de absoluta paz. Seu emprego vai bem, Marie fica grávida e a filha Kate adapta-se com facilidade à nova escola. Porém, após pesadelos terríveis Victor se vê atormentado por desejos assassinos. Desesperado, busca a ajuda de diversos médicos mas a verdade pode ser muito mais obscura do que parece.
"A casa" é uma obra com boas doses de suspense e terror. A estréia de Rafael Canhestro como autor não poderia ter sido mais surpreendente. O escritor teceu uma história com elementos que provocam o medo e curiosidade. Mesmo tratando-se de um livro curto, contando com 202 páginas, "A casa" cumpriu seu objetivo, e certamente deixou seus leitores arrepiados.
Rafael Canhestro não teve medo de arriscar. Abandonou os desfechos tradicionais e já esperados para conceber um final inusitado. Por outro lado, o autor poderia ter explicado no epílogo o destino de alguns dos personagens. A narrativa também poderia ter sido mais detalhada. Com uma excelente história nas mãos, o autor optou por desenvolvê-la em terceira pessoa. Na verdade essa escolha permite que o leitor transite pelo pensamento de diferentes personagens, mas por vezes esse tipo de narrativa pode engolir diálogos importantes. Senti falta desses diálogos especialmente no começo da história. Até porque, no ponto alto do livro, eles se tornam mais frequentes.
A linguagem simples e os capítulos curtos contribuíram para que a leitura fosse bastante agradável. Todos os pontos que destaquei apenas expressam minha imensa vontade de que a história fosse ainda mais longa. De qualquer forma, "A casa" é uma obra muito bacana. Recomendo a todos que gostam de livros com temática sombria e sobrenatural.
comentários(0)comente



Jéssica R. 14/05/2013

Depois de perder os pais tragicamente,Victor decide se mudar com sua família de New York para o interior de Dakota nos Estados Unidos, para uma cidadezinha pequena chamada Port Carvai, lugar que traz boas recordações de sua infância. Ele compra uma residência nessa cidade, uma casa modesta e muito agradável de se morar, que lhe é vendida por um preço um tanto desconfiável Com uma carreira de professor elogiável, Victor é contratado pela escola local e se firma com uma boa renda fixa em seu mais novo lar. O tempo passa. As coisas vão muito bem. Sua mulher engravida de seu segundo herdeiro e a vida pacata lhe faz um bem danado. No entanto, pesadelos inexplicáveis começam a lhe acometer todas as noites. Pesadelos terríveis, que começam a persegui-lo implacavelmente ameaçando-lhe destruir a sanidade e jogá-lo em um abismo de loucura. Junto disso, um descontrole emocional passar a ser rotina de Victor, deixando-o muito perto de cometer atos insanos e imperdoáveis. Descobertas sobre o passado sombrio de sua casa deixam-no assustado e em dúvida, fazendo-o travar uma batalha violenta contra seu ceticismo, que o impossibilita de enxergar o mal que lhe rodeia e compreender o inexplicável. Mas será mesmo algo maligno que o persegue ou a sua própria mente que lhe ameaça?

Um dilema surge de forma aterradora diante de Victor. Se a lógica não pode ajudar, no que acreditar? No considerado irreal? No sobrenatural? Victor esbarra em seu ceticismo, que continua lhe cegando, deixando-lhe incapaz de enxergar o horror de sua realidade. Enquanto isso, algo de maligno ganha força em sua residência. Será que Victor poderá salvar sua família da destruição? Será que poderá salvar a si próprio?

Rafael Dias é um escritor de 19 anos que me surpreendeu com sua história. É um livro que atiça nossa curiosidade nós fazendo pensar “O que será quem vem agora?”. Uma leitura rápida e agradável, narrado em terceira pessoa e com personagens bem construídos principalmente Victor que após procurar a ajuda de vários médicos para solucionar seu problema começa a acreditar na existência de uma força sobrenatural como motivo de sua insanidade em alguns momentos cheguei a pensar que todos os acontecimentos fossem fruto de sua mente paranoica.

Em alguns momentos senti falta de mais emoção, quando o livro faz você se sentir o próprio personagem, apesar disso fiquei assustada em alguns momentos. Uma coisa me deixou curiosa e a esposa de Victor? O que ela sentiu em relação a tudo o que aconteceu? Mesmo assim gostei muito do final.
Indico esse livro para quem gosta de um bom suspense sobrenatural.

http://lilianejessica.blogspot.com.br/2013/05/book-tour-casa-autor-rafael-dias.html
comentários(0)comente



Caique 19/02/2013

A Casa - Rafael Canhestro | Resenha
Rafael Canhestro é um autor de primeira viagem, tem 19 anos e cursa letras na UFMG. Recentemente realizou o seu sonho de publicar um livro, algo complicado no nosso país que não oferece tantas oportunidades para os novos autores. Mas, posso dizer que, sinceramente, me surpreendi muito com o Rafael porque ele fez com que deixasse de lado o livro que estava lendo, da autora Emily Giffin, para ler A Casa. Não só parei de ler Laços Inseparáveis, mas também passei a tarde toda lendo a obra dele no meu tablet, sendo que odeio livro digital. Por isso, mais que convido você, leitor, para conhecer a história do Victor, que se tornou muito sombria depois que ele se mudou para A Casa.

Victor Pascaw é um cara adorado por muitos, tem sua vida construída, é casado com Marie com quem tem um ótimo relacionamento e uma filha chamada Kate que é um pouco birrenta, mas coisa normal para uma criança de 6 anos. Ele ainda é um professor muito aclamado em Nova York tendo um ótimo emprego. Mas mesmo assim, com tudo nos eixos, Victor deseja-se mudar para Port Carvai, uma cidade tranquila do interior de Dakota, desde que seu pai foi assassinado a queima roupa depois de reagir a um assalto e sua mãe morrer logo depois na cidade grande.

Depois de muita procura, Victor acha uma excelente casa por um preço incrível. No início ele achou meio estranho e perguntou seu corretor de imóveis a razão do preço baixo e ele disse que era devido a uma superstição dos moradores da região com histórias de fantasmas e demônios. Ainda assim o rapaz não vê nada de errado com isso, mesmo porque ele não acredita em coisas sobrenaturais.

Três meses se passam e tudo parece dar certo para a família, Kate fez muitas amizades e se saiu bem na escola, Victor se tornou um dos melhores professores conseguindo transformar a pior turma em uma das melhores e Marie entrou para o clube de tricô e ainda ficou grávida! Mas coisas ruins e sobrenaturais começam acontecer com a família Pascaw desde quando Victor tem um pesadelo e Kate vê um espírito em seu quarto em uma noite. Desde então a garotinha ficou assustada e diferente enquanto Victor começa a ter crises que ameaçam sua sanidade. As vezes ele sente vontade de machucar seus alunos por prazer e também se tornou mais agressivo até com a própria esposa.

Nada que Victor faz resolve seu problema, ele marca consulta com diversos médicos e nenhum tem a solução para seu caso e afirmam que ele está completamente bem. Só que a cada dia que passa as coisas começam a sair cada vez mais dos eixos tornando a vida dele e de sua família perturbadora deixando-os desesperados em busca de uma solução. Enquanto isso, os espíritos tentam a todo custo destruir a vida deles. Será que Victor conseguirá salvar sua esposa e sua filha a tempo?

Esse livro é surpreendente e viciante, a cada página coisas inimagináveis vão acontecendo o que mexe com sua imaginação e com a sua consciência. O final é surpreendente e poucos leitores vão adivinhar o que acontece com Victor e sua família, mas faltou um pouco de exploração do final por parte do autor. Eu queria saber melhor o que acontece com alguns personagens e como eles se sentiram com tudo que tinha acontecido, mas isso aconteceu com apenas dois então não é nada que vai deixar o final ruim e as vezes você nem vai perceber.

Toda história é muito bem narrada em terceira pessoa, com capítulos nem muito grandes e nem pequenos o que torna agradável a leitura. O livro tem uma ótima diagramação mas tem páginas brancas e a capa podia ser mais explorada, mas em compensação a revisão merece destaque, encontrei apenas um erro. Os personagens foram muito bem construídos assim como o cenário onde tudo acontece.

Em seu primeiro livro Rafael conseguirá mexer com sua imaginação se tornando um indicado autor do gênero. Mesmo porque não é qualquer autor que te faz parar de ler um livro e passar uma tarde inteira lendo sua narrativa. Gostei muito e indico para todos que curtem um livro sobrenatural que não seja exagerado e nem amador.

''Infelizmente, nada é do jeito que nós esperamos que fosse. (...) O destino nos prega peças algumas vezes cruéis.''

Avaliação do livro
Na avaliação desse livro vou ter que não dar nota em alguns critérios por se tratar de um livro digital.
Capa: 3 | Diagramação: 4 | Narração: 4.5 | Enredo: 5 | Custo/Benefício: - | Nota geral: 4


Acesse:
www.entrepaginasdelivros.com/
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4