O Teorema Katherine

O Teorema Katherine John Green




Resenhas - O Teorema Katherine


757 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Phenricke 17/10/2017

O teorema katherine
Como eu poderia dizer, ou escrever kkk uma resenha para um livro tão único, se bem que eu não esperava menos que isso vindo do grandioso Jonh Green.
comentários(0)comente



Dany 10/09/2017

Rsrs esse gatoto tem sérios problemas...rsrs o pior é que me odentifiquei com alguns...rs pq tudo pra tem que q ser colocado em um padrão? Tudo tem q ser previsível, ou então ele enlouquece. Agora o amigo dele...cara...rs é uma figurinha modelo único. Queria ter a coragem desse amigo dele...se não está preocupado em ter um rumo na vida...ele se recusa a entrar numa Universidade...what? \o/ ele é inteligente demais
comentários(0)comente



Fê @a_garotadalivraria 10/09/2017

Instagram: @a_garotadalivraria
"Que estranho achar que Deus lhe deu a vida e, ao mesmo tempo, achar que a vida não espera de você nada mais que ficar vendo TV".
..
Colin Sigleton é um ex-garoto prodígio. E o que ele mais gosta de fazer é criar anagramas; e ser um gênio - ou quase isso. Colin já teve muitos amores em sua vida. 19, para ser mais exata. E todas as garotas com quem já namorou se chamava Katherine. Talvez Colin esteja fadado a namorar apenas Katherine's.
.
Cansado de ver seu amigo triste desde seu mais recente término, Hassan Harbish, melhor amigo de Colin, o leva para uma viagem para, quem sabe, se reencontrar. .
Então, dirigindo o Rabecão de Satã, eles vão parar em Gutshot, uma cidadezinha no Tennessee. Logo, eles conhecem Lindsey Lee Wells, e criam uma amizade, podendo então se hospedarem na casa da nova amiga.
.
Nessa viajem, Colin fará novas amizades, e descobrirá mais sobre si mesmo. ..
John Green é incrivel, apesar de eu não ter gostado muito de Cidades de Papel (quem sabe eu dê outra chance a ele). Mas eu amo Acede, e agora amei O teorema Katherine. Os personagem são muito legais, e o Hassan é muito engraçado. Enfim.. vale a pena ler. ?
?????.
..
"Aquele sorriso seria capaz de pôr fim à guerras e curar o câncer".
comentários(0)comente



Thuany 10/08/2017

Isso é interessante¹ !
Uma palavra que defina esse livro? Resposta: Inteligente.

Colin Singleton é um jovem prodígio em busca seu momento Eureca. Porém ele também é um jovem de coração partido.
Neste livro, John Green "brinca" com o clichê de um adolescente sofrendo por amor com um toque intelectual, repleto de informações culturais ou curiosidades históricas ou ainda com questões matemáticas, biológicas, dentre outras.
Quem nunca ouviu a frase "A matemática está em todos os lugares" ?
'O Teorema Katherine' exemplifica essa frase. Afinal, nosso prodígio trabalha na criação de uma função para prever o término de um relacionamento, isto é, quando vai acabar e quem terminará com quem, para que assim ele esteja preparado para o próximo término.
O nome do teorema se dá em função de Colin sempre se envolver com meninas chamadas Katherine desde criança. Coincidência?
Durante sua viagem de carro com seu amigo Hassan, Colin desenvolve seu teorema e aprende mais sobre si e como lidar com as pessoas, além de finalmente aprender a contar um história depois de algumas aulas com sua mais nova amiga Lindsey Lee Wells.

O autor faz uso de notas de rodapé durante todo o livro para completar informações, em alguns casos até com ironia, ou mesmo para inserir alguma curiosidade pertinente a história. Ao todo são 87 notas de rodapé. O interessante é que nunca deixa de ser o narrador "falando", portanto a sensação é de que há de fato um diálogo entre o leitor e o narrador.
Uma das coisas mais impressionantes é a abordagem matemática, que é verdadeira, porém leve, de modo que qualquer um consegue entender a proposta mesmo sem se aprofundar, mas que instiga a vontade de entender mais, de compreender melhor. Há um apêndice maravilhoso escrito pelo matemático Daniel Biss, que explica de uma forma surpreendentemente simples todo um conceito de função e a construção do Teorema.

Antes de ler esse livro ouvi muitos comentários não muito favoráveis ao mesmo, porém, eu simplesmente adorei. Achei bem diferente a proposta, foi muito interessante ver um prodígio pensando e agindo, além de humanizar o "nerd", afinal, ele também se apaixona e sofre. Ver uma amizade tão real, que você reconhece do seu dia - a - dia. Acredito que a pega culta do livro, a inserção de muitas informações acadêmicas e históricas, bem como as 87 notas de rodapé, podem ter causado cansaço em algumas pessoas. Outro fato interessante, é que apesar de tudo começar por um término, falando de amor, a história não foca em um relacionamento amoroso, mas sim em um menino/homem que quer ser importante [mas que está passando por uma dor de cotovelo].

p.s.: O autor já brinca com a ideia da nota de rodapé na capa, quando coloca o ¹ em seu nome e abaixo escreve "¹ Autor de A culpa é das Estrelas".

¹ Referência a muitas passagens do livro.

"(...) sua importância é definida pelas coisas que são importantes procê. Seu valor é o mesmo das coisas que ocê valoriza."
comentários(0)comente



Isa 27/07/2017

O Teorema Katherine
Ganhei de presente de aniversario, acredito que em 2015, e foi o segundo livro do John Green que eu li. Desde o começo da história eu fiquei super animada para saber como que o teorema funcionava e pra entender porque ele tinha namorado tantas Katherines.
Colin é um garoto prodígio, que desde cedo mostrou ter habilidades que outras crianças não tinham. Porém ele queria ser mais do que um garoto prodígio, ele queria ser um gênio. Então ele começou a tentar criar um teorema que explicasse as probabilidades de ser um terminante ou terminado e quanto tempo essa relação iria durar.
A história não é uma das melhores que eu li, entretanto é um bom passatempo. Acho que o John Green se equivocou em umas coisas e deixou de lado outras, mas é um bom livro.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Paulinha 18/07/2017

O Teorema Katherine
O livro fala sobre um prodígio chamado Colin, que namorou com 19 garotas chamadas Katherine ao longo da sua vida, e levou um fora de todas elas (ou era isso que ele pensava). Ao levar o fora da 19a Katherine, ele resolve desenvolver um Teorema para prevenir como serão os seus relacionamentos (quanto tempo durarão, quem irá terminar o relacionamento, etc.) e, para isso, ele revira sua memória espetacular em busca dos menores detalhes, apenas para por o seu Teorema para funcionar, porque Colin acha que irá descobrir o que levou Katherine XIX a terminar com ele. Colin deseja ter seu momento Eureca, deseja se tornar um gênio, e não ser apenas mais um prodígio qualquer. Para ele, o mundo é dividido entre Terminandos e Terminados, e esse é o princípio básico do seu Teorema. E Colin sempre ocupou a segunda posição.

No livro, Colin e seu melhor amigo, Hassan, embarcam numa viagem sem rumo com o motivo de Colin conseguir trabalhar no seu Teorema e descobrir uma maneira de sua última Katherine voltar com ele, e eles acabam parando em Gutshot, no Tenessee, onde conhecem Lindsey, uma garota da idade deles que morou a vida toda na cidade, que é o tipo de garota que você não imagina saindo com os garotos mais nerds da classe, que é o que eles são.
Eles acabam ficando próximos rapidamente e, quando vão visitar a mansão onde Lindsey mora com sua mãe, Hollis, ela acaba os oferecendo um emprego e hospedagem na casa dela. Eles acabam aceitando o empregoe a hospedagem. Durante a hospedagem deles no Tenessee, Colin trabalha exaustivamente no seu Teorema, enquanto realiza o trabalho que tem que fazer. O final é surpreendente e perfeito. Não consigo imaginar um final melhor, porque de fato o John Green conseguiu agradar a (quase) todos que leram, estão lendo ou irão ler o livro.
Esse é o tipo de livro que todos devem ler. É bem complexo, mas a história é boa demais para deixar a complexidade do livro atrapalhar. É como dizem por aí, até a lista de compras do John Green merece ser lida, e essa obra tão boa quanto “A Culpa é das Estrelas”, não fica fora da lista dos meus favoritos. Minha opinião final é: leia, se apegue e se surpreenda com o modo como John Green conseguiu se superar mais uma vez.
comentários(0)comente



destielife 06/07/2017

O Teorema Katherine ? Engraçado, porém, chato!
Completamente decepcionante, entediante e enfadonho. O teorema de Katherine é um livro somente para quem tem muita força de vontade para conseguir chegar até o final dele.
Chato, essa é a palavra. Tive várias vezes vontade de desistir da leitura pois não há nada que prenda o leitor. O Colin é chato, mimado e egoísta, os únicos personagens que valem a pena são Hassan e sua amiga caipira (que eu esqueci o nome) o final é um pouco sem graça, porém chega a ser melhor do que o resto do livro. Leitura massante, espero nunca ler esse livro de novo!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Bruna 12/06/2017

Papo de Leitoras
O livro conta a história de Colin, um garoto quase comum, seu maior "defeito" é só namorar Katherines, depois de seu mais recente e traumático pé na bunda, ele decide cair na estrada com seu caderninho de bolso e o melhor amigo como carona.
Colin é um ex-prodígio que é totalmente viciado em anagramas e PhD em levar fora de garotas, descobre o que deve fazer agora: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que se for realizado com sucesso irá antever, através da matemática, o desfecho de um relacionamento antes que as duas pessoas se conheçam.


site: http://papo-de-leitoras.blogspot.com.br/2015/07/o-teorema-katherine.html
comentários(0)comente



M. Elizabeth 09/06/2017

Surpreendentemente
A muito tempo ouvia falar do livro sem grandes expectativas... Recentemente uma amiga me indicou dizendo que era muito bom, logo me interessei e comecei a ler...
Valeu a pena cada minuto dá leitura, é uma leitura fácil e divertida!

A história de Colin e suas 19 Katherine's..O desenrolar do livro fica cada vez mais interessante, retrata o amor e a amizade de forma única e verdadeira... Assim como vivemos nossas fases adolescente/jovem cheios de incertezas e sonhos.

Super indico! ??
comentários(0)comente



Thata 13/05/2017

Intrigante
Faz você querer saber o final
comentários(0)comente



Deza.Farias 10/05/2017

EU GOSTEI , MAS NÃO GOSTEI !!!
Ficou confuso né ! Calma que eu explico , eu não gostei da história do livro , não gostei desse negócio de anagramas e teoremas ( Sou de leituras , existe ? kkkk ) enfim eu não indico esse livro , por esse assunto ser tão chato , pelo menos para mim e muitas outras pessoas ...
Porém eu gostei dos personagem , gostei do romance , e gente acreditem dar para dar umas boas gargalhadas nesse livro , ele contém muito humor , e isso eu amei .
Sim , eu sei que o livro já é bem claro no título sobre o que se trata , mais gente por ser um romance , eu acredito que não precisava ser tão complexo né , ficou uma leitura chata e arrastada ( né atoa que eu tentei lê esse livro 3 vezes e sempre abandonava ). Aaaaaaaah salve um coisa aqui EU AMEI O FINAL !!! ( Eu tenho um sério problema com os final de John Green , eu simplesmente acho que ele é contra finais felizes,kkkk).
Então pessoas lindas , para quem gosta de exatas , esse livro é um prato cheio. E vale a experiência da leitura né .
Fabi 10/05/2017minha estante
eu tava com medo deste ter final triste tb
mas foi mt o contrario =)


Deza.Farias 10/05/2017minha estante
Aleluias né :3


Fabi 10/05/2017minha estante
=) pelo menos um dele kkkkk


Maygeek7 10/05/2017minha estante
Gosto muito das suas resenhas.


Raiza 10/05/2017minha estante
O teorema é uma distração. Tanto para o personagem como para o leitor, ele acaba por não perceber muitas coisas por estar focado no teorema. Acho que esse é um dos livros mais injustiçados do mundo. :D


Any 10/05/2017minha estante
Livro perfeito, amo e pretendo relê-lo


Deza.Farias 10/05/2017minha estante
May obrigada !!! Eu gst de resenha kkk


Deza.Farias 10/05/2017minha estante
Raiza eu pulava os Teoremas , td vez que eu olhava , via aquele desenho da jibóia com um elefante dentro ( P.P )


Raiza 11/05/2017minha estante
:D :D :D eu prestava atenção no começo, mas depois comecei a ignorar.


Deza.Farias 11/05/2017minha estante
Kkkkkkkkkkk




Nina 03/05/2017

Engraçadinho
Tem umas partes chatinhas de nerd.... mas no geral é bem engraçado.... é bom
comentários(0)comente



Leandro 09/04/2017

Puxado demais...
O personagem principal tem um grande potencial, mas não sei se foi a temática (que envolve bastante matemática) ou se a história que se desenvolveu que não me agradou. Particularmente quase não aguentei a paixão não resolvida do Colin. Sinceramente, só começam a acontecer fatos "legais" lá para o fim do livro. Para FISSURADOS (isso mesmo, fissurados) em matemática o romance pode até ser interessante... Para mim não foi.

site: dicadoleandro.wordpress.com
Luana Vasconcelos 27/04/2017minha estante
Compartilho da mesma opinião! Deve ser por isso que não consegui terminar de ler...


Leandro 01/05/2017minha estante
Eu me esforcei e consegui terminar haha.
Mas te entendo, o livro é bemmm puxado mesmo.


Luana Vasconcelos 01/05/2017minha estante
Ele está dentro das minhas metas... Vou me esforçar bastante pra terminar rs...




757 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |