Extraordinário

Extraordinário R. J. Palacio




Resenhas - Extraordinário


1000 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Regiane 25/02/2013

Realmente é extraordinário!

Minha mãe me abraçou mais apertado, se inclinou e deu um beijo no alto da minha cabeça. - Eu que agradeço, Auggie - respondeu ela. - Pelo quê? - Por tudo o que nos deu. Por entrar nas nossas vidas. Por ser você. Inclinou-se de novo e sussurrou em meu ouvido: - Você é mesmo extraordinário, Auggie. Você é extraordinário.

Assim que coloquei meus olhos na sinopse desse livro, eu imaginei que iria me afeiçoar muito à história, só o que eu não imaginava, é que iria superar minhas expectativas em dobro, em triplo... enfim, que iria acabar com todas as minhas defesas ao ponto de me fazer chorar descontroladamente e de me marcar profundamente.

August Pullman, mais conhecido como Auggie, nasceu com uma doença rara. Trata-se de uma síndrome genética que lhe causou uma séria deformidade no rosto, ainda quando estava no útero de sua mãe. Por conta disso, desde muito pequeno, ele teve que ser submetido a várias cirurgias e cuidados médicos extremos.

Diante dessa situação, Auggie nunca havia frequentado uma escola antes. Sua mãe era a responsável por suas aulas... até agora. Quando chega o momento disso tudo mudar, ele tem plena consciência de que não será nada fácil começar o quinto ano em um colégio, onde terá que lidar com outras crianças. Auggie terá como tarefa, provar a todos, que apesar de possuir um rosto diferente, ele é um menino com sonhos, desejos, como qualquer outro.

Extraordinário é mais que um livro especial. Ele é um vendaval de emoções, repleto de muita beleza e sentimento. É praticamente impossível não se render a história criada por R. J. Palacio. Nota-se que foi escrito com muito amor e dedicação. As páginas gritam isso o tempo todo.

A narração é um dos pontos mais altos dessa obra, pois apesar dela seguir em 1° pessoa, ela é intercalada entre Auggie, seus familiares e amigos. Dessa maneira o livro passou uma visão bem ampla de tudo que acontecia ao redor. O interessante, é que toda vez que ocorria esse revezamento entre personagens e eu me acostumava com determinado narrador - quando eu menos esperava - a bola era passado para outro, e isso me matava de curiosidade para saber a conclusão de seus pensamentos. Essa fórmula resultou em manter a história bem instigante, prendendo totalmente minha atenção.

Foi impossível escrever essa resenha e não me acabar em lágrimas. Sinto-me incapaz de expressar tudo que eu senti com Extraordinário, pois o tema abordado é extremamente tocante, o que me deixa muito emocionada e até dificulta para escrever. A história de Auggie é mais comum na nossa realidade, do que imaginamos. A sociedade é cruel, as pessoas são cruéis. A "perfeição" é quase como uma regra. Se alguém não está dentro desse padrão, pode vir a sofrer muito.

Eu conheci um "Auggie" e ele foi - e sempre será - uma das pessoas mais especiais que conheci nessa vida. Eu o enxergava além de sua aparência (infelizmente nem todas as pessoas são capazes disso). Sua companhia, seus gestos para comigo ficarão para sempre guardados no meu coração. Ele foi um exemplo para mim e para muitas outras pessoas. A sua aparência jamais foi o limite para conquistar seus maiores sonhos. Então vocês podem imaginar o quanto esse livro ganhou minha estima.

E não é só o tema que cativa, mas a forma como a autora trabalhou a história. A escrita é simples, porém muito envolvente. Incapaz de dar espaço para monotonia, sem contar que a carga de emoção depositada no livro passa longe de ser apelativa, muito pelo contrário. Apesar de R. J. Palacio explorar muito bem o mundo de Auggie, ela não o coloca como coitadinho para causar pena ao leitor. A autora mostra suas dificuldades ao se deparar com o mundo, mas seu personagem não fica se depreciando. É claro, que como qualquer ser humano, ele acaba questionando sua condição, mas felizmente ele possui uma família amorosa e dedicada que lhe dá forças para lidar com qualquer dificuldade.

Os personagens são muito bem construídos e marcantes, com isso dificulta na hora de escolher quais são os meus preferidos. Auggie é com certeza um dos protagonistas mais encantadores. Ele é doce e carinhoso e dono de um humor contagiante, sem contar que é fã de Star Wars. E como eu também amo a série, esse detalhe fez com que me conquistasse de vez. A Daisy é a cachorrinha da família Pullman e uma das maiores alegrias de Auggie. Não há como não se render as suas brincadeiras e charme. Eu fiquei apaixonada por ela.

Puxei as cobertas até as orelhas e imaginei a Daisy se aninhando junto a mim, sua língua grande e molhada lambendo meu rosto inteiro, como se fosse seu rosto favorito em todo o mundo.

Os pais de Auggie são super protetores, tanto com ele, quanto com a sua irmã Via, mas isso não parece incomodá-los tanto. O pai não perde uma oportunidade para fazer uma piada, é tão engraçado quanto Auggie. A mãe é como a maioria delas, que sempre age como se estivesse fazendo a coisa certa para proteger os filhos, mas que muitas vezes acaba metendo os pés pelas mãos. Via é uma adolescente que enfrentar qualquer um que ouse a se meter com seu irmão. Apesar das mudanças que ela está passando por conta da idade, é uma boa e comportada garota, que se preocupa muito com seus estudos e amigos. Não é do tipo que se mete em encrencas. E essa é uma das coisas que mais me agradaram nela. Enche o saco de ler livros, onde a maioria dos adolescentes são taxados como irresponsáveis.

Não tem como conter a empolgação quando se trata dos personagens de Extraordinário. Além de ricos, cada um deles é demasiadamente importante. Summer e Jack desempenham um grande papel na vida de Auggie. Sou suspeita para falar deles, já que eles me cativam desde o início. Justin, o namorado de Via é um tanto peculiar, mas é amável e protetor. Miranda tem um lado estranho, mas no fundo ela tem um bom coração e adora a família Pullman. E eu não poderia deixar de citar o professor de inglês de Auggie: Sr. Browne. Ele ensinou muito aquelas crianças com seus preceitos durante o ano letivo. Foi indispensável na história.

Esse preceito significa que deveríamos ser lembrados pelas coisas que fazemos. Elas importam mais do que tudo. Mais do que aquilo que dizemos ou do que nossa aparência. As coisas que fazemos sobrevivem a nós. São como monumentos que as pessoas erguem em honra dos heróis depois que eles morrem. Como as pirâmides que os egípcios construíram para homenagear os faraós. Só que, em vez de pedra, são feitas das lembranças que as pessoas têm de você.

O livro de R. J. Palacio é condizente ao título: Extraordinário. Posso ficar aqui elogiando e falando, e ainda sim, não será suficiente. Tornou-se tão querido e especial para mim, que já sinto vontade em relê-lo. Eu não só recomendo, como aconselho que todos leiam. É uma história para todas as idades, que vai emocionar até o coração mais duro.
Gi 25/02/2013minha estante
Eu TINHA duvidas se iria comprar esse livro. Agora não tenho mais :)


Regiane 25/02/2013minha estante
Oi, Gi!

Esse é um livro que realmente vale a pena. Espero que goste. :)


M.M.JÚNIOR 20/03/2013minha estante
UAU, esse sim eu quero ler!


Cecy 24/04/2013minha estante
Simplesmente AMEI esse livro. E parabéns, sua resenha ficou muito boa!


Ana 08/07/2013minha estante
Vi muitas resenhas positivas e comprei o livro.Esperando ansiosamente o correio aqui em casa!


Nalice 14/09/2013minha estante
Sua resenha me deixou lacrimejando. Acabei de ler o livro agora mesmo e não tenho como expressar o carinho que sinto por ele agora, mas você conseguiu dizer tudo que não conseguiria dizer. Realmente é extraordinário!


Gabbe 16/10/2013minha estante
esse livro é perfeito


Sara 30/11/2013minha estante
Que linda a sua resenha, Regiane. Não haveria uma forma melhor de sintetizar todo o sentimento passado por esse livro. Eu fico sem palavras para falar dele, mas você conseguiu extrair tudo da melhor forma possível! Parabéns ^-^


Laiz 23/12/2013minha estante
É O livro mais lindo que já li... a história e a essência do livro é EXTRAORDINÁRIA!


Carol 07/01/2014minha estante
Como você disse,é realmente extraordinário. ^^


Lis 08/01/2014minha estante
Nossa, foi como se eu estivesse lendo a mim mesma comentando sobre o que eu senti ao ler o livro! Ele é realmente cativante e tocante. Adorei a resenha.


Maria Araceli 10/03/2014minha estante
Amo, amo, amo, tanto que tenho o de capa vermelha e comprei o de capa azul também. Estou apaixonada por ele.


Dani 11/03/2014minha estante
Um dos melhores livros que já li na minha vida, se não o melhor. Tão tocante, e positivo. A história de Auggie me cativou, como poucas nos últimos tempos. Em vários momentos do meu dia, quando não estava lendo, me pegava pensando na história, e refletindo. Os personagens, são tão reais que chega dar vontade de ser amiga de todos eles. Gostaria de poder agradecer a R.J.Palácio, por ter escrito essa obra, que com certeza é mais do que um livro, é uma lição de vida.


Michelle Trevisani 27/03/2014minha estante
Hoje acabei de ler o meu Extraordinário. Livro lindo, leve, puro e que aconselho a todas as idades. Livro de encher o coração de coisa boa e de ficar na memória por um bom tempo. Sem dúvida, será para sempre um dos meus preferidos!


Ligyane 27/05/2014minha estante
Cara, não tenho elogios que fiquem a altura deste livro. Me apaixonei pelo Auggie e pela sua coragem e força. O livro é muito original, emocionante e cativante!


Rachel 26/06/2014minha estante
Esse livro é simplesmente lindo. É aquele tipo de livro que você tem vontade de dar um exemplar para cada pessoa do mundo. Chorei, não porque o livro é triste, mas porque ele mostra a beleza interior do ser humano, mesmo que as vezes o exterior não seja tão belo.


Talise 24/08/2014minha estante
Só quero te dizer que concordo plenamente com você, e se não se incomodar (espero do fundo do coração que não), vou usar algumas partes da sua resenha no meu trabalho de escola (com o devido crédito, é claro), de qualquer maneira, espero que não se importe ;)


Emanuelle 23/12/2014minha estante
Um livro realmente muito bom e, extraordinário. Uma das minhas melhores leituras de 2014.


Carol 13/03/2015minha estante
O livro nunca me chamou a atenção mas, depois dessa resenha...
Acabo de comprá-lo pela internet, obrigada por compartilhar tua experiência tão positiva conosco.
Já estou ansiosa...


monica leal 19/03/2015minha estante
O livro faz jus ao nome, realmente passa uma mensagem "extraordinária", vale a pena...


Lis Faino 15/05/2015minha estante
Estou lendo com meus filhos. Toda noite leio alguns capítulos com eles e tem sido bem difícil ler em voz alta. Muitas pausas. Muitas lágrimas.


Daniele.Laterza 02/05/2016minha estante
Realmente. Maravilho! Um dos poucos livros que eu li duas vezes ;)


Simone 26/05/2017minha estante
UAU!! Quero muito ler também!!


Natiele Soares 05/03/2018minha estante
Nossa, eu amei a sua resenha, acho que descreveu perfeitamente o sentimento ao ler o livro, é muito carinho e amor, mesmo !


Cris 17/05/2018minha estante
Um dos melhores livos que já li com certeza. Além de a escritora explorar como você disse o mundo do Auggie, o chamado a gentleza, os preceitos citados, a realidade diária dele traz uma reflexão pesada de como podemos fazer a diferença na vida das pessoas com pequenos gestos. O Auggie mesmo com todos os problemas dele, tinha um coração imenso e mesmo as pessoas sendo maldosas com ele, pensava sempre de forma amorosa com cada um danda, dando a oportunidade de conhecer a sinceridade de cada um. Vale a pena ler!!!!


Mah corazza 19/12/2018minha estante
Não tenho palavras para descrever o quanto esse livro mexeu comigo, e o quão maravilhoso ele é fiquei completamente encantada em conhecer oi auggy e sua familia tão amorosa mais especialmente em conhecer esse garotinho que apesar de tão jovem já sofreu tanto na vida, mas que apesar disso continua sendo uma criança alegre, otimista e completamente encantadora, de uma doçura,mas tambem de uma força invejavel, terminei o livro com aquela sensação de que deveriam haver mais pessoas como o auggy no mundo e que todo mundo deveria ler este livro, ele é realmente EXTRAORDINARIO.




Leonardo Drozino 01/02/2013

Existem aqueles livros que te pegam logo pelo título, e inconsciente, você sabe que vai adorar, chorar, rir e que terá uma boa lembrança para sempre do momento em que você leu. Extraordinário faz isso. Se o título me pegou, a sinopse me deixou louco para ler, e sem dúvida, adorei.

Narrado na perspectiva de August e das pessoas ao seu redor, o livro mostra os diversos aspectos do preconceito e aceitação pessoal por meio de algo atormentador: Uma deformidade facial.

O livro te mostra como somos pessoas fúteis em relação a nossa aparência, e te ensina a ver o mundo de uma perspectiva totalmente nova. Beleza vem e vai, e tudo que sobra é a sua personalidade. Isso nunca poderá mudar - mas poderá causar mudanças chocantes em sua vida.



Notei que a Intrínseca está apostando alto em livros que mostram uma nova perspectiva de vida para as pessoas, e isso é algo muito bom mesmo. Depois de A Culpa é das Estrelas, de 2011, eles nos entrega um maravilhoso livro para chorar muito.

Mas ao virar a última página, você secará as suas lágrimas e partirá para outra vida, uma vida Extraordináriamente positiva.

:)
Leonardo Drozino 04/02/2013minha estante
É um livro muito bonito. Li em inglês, mas mal posso esperar para ter a edição brasileira em mãos. A capa da Intrínseca ficou maravilhosa, melhor que a original.


Harii 09/02/2013minha estante
Nossa, gostei da sua opinião, gostei do que se trata o livro, e da reação ao ler o próprio. Estou muito ansiosa pra ler esse livro!


Wanessinha 20/02/2013minha estante
Nossa...fiquei muito ansiosa para ler Extraordinário! Ja tinha ouvido falar muito bem dele...vou comprar com certeza! Tua resenha ta linda!! :D


Jucy 23/02/2013minha estante
quero muiito ler este livro ,alguem sabe onde achar online,não consgui achar


Sara Felippi 25/02/2013minha estante
Tu esqueceu de dizer que o livro é narrado pela perspectiva do August,mas tb de outros personagens que vivem ao redor dele...


smothe13 20/03/2013minha estante
alguem tem o PDF deste livro? eu querooo


Bruno 03/05/2013minha estante
Tenho em PDF, estou lendo.. Quem quiser só mandar um recado lá que eu envio..


Anderson 21/01/2016minha estante
Li em pdf ,porém gosto da aquisição a única vantagem em pdf é que pode ler no escuro . .k kkk
esse livro é literalmente extraordinário ,leitura bem compreensiva além de um enredo super cativante !




Felipe 11/01/2016

Faz a gente refletir
Esse livro tem uma sacada sensacional. Faz você aprender o que é empatia. No decorrer da história me coloquei diversas vezes no lugar de August e refleti cada ação, cada momento, cada micro pensamento que tive no decorrer da vida. Esse livro me fez rir, chorar e sentir angustia e indignação.
Me senti com vontade de levá-lo ao máximo de pessoas possível, por isso criei um trailer book, que encontra-se no link abaixo.
Esse é o tipo de livro que todo jovem deveria ler!

https://www.youtube.com/watch?v=6YSnUfFwDf0&app=desktop

site: https://www.youtube.com/watch?v=6YSnUfFwDf0&feature=youtu.be
Ana Patricia 11/01/2016minha estante
Eu já li uma resenha que o avaliou como MUITO ruim, mas adoro livros assim como você descreveu, acho que vou dar uma chance pra ele mesmo :)


Felipe 12/01/2016minha estante
obrigado ^^


Quel 12/01/2016minha estante
As pessoas que avaliam esse livro como "muito ruim", deve ser porque leram o livro errado, pois é impossível não gostar desse livro! Também o li, e também dei cinco estrelas, ele é aquele tipo de livro que você leva os ensinamentos dele para o resto da vida.


Felipe 12/01/2016minha estante
concordo plenamente


Carol 12/01/2016minha estante
Recomenda?


Felipe 12/01/2016minha estante
Com certeza Cá, um dos melhores que já li?


Amigas dos Livros 12/01/2016minha estante
Maravilhoso s2




Neto.Sanville 30/08/2015

Realmente extraordinário!
Nossa, eu convivo com irmãos e sobrinhos desde pequeno, e foi incrível como parecia que eu estava mesmo vendo os personagens com a idade que eles têm. E ver a história de vários pontos de vista diferentes foi ótimo. Confesso que estava ficando com medo de que quando eu chegasse ao fim do livro, me decepcionasse com algo, mas não: foi perfeito! Curti muito cada página lida!
Cinco estrelas sim!
Jrenglish7 30/08/2015minha estante
Esse livro merece o adjetivo que o intitula, e muitos outros! :)


Jackson 31/08/2015minha estante
Eu recomendo que vc leia também "O Capítulo do Julian". Funciona como um complemento e explica muita coisa do personagem que fica em aberto no livro. Tem em PDF, é só pesquisar ;)


Neto.Sanville 01/09/2015minha estante
Sim, também quero a história pelo ponto de vista do Julian, mas acho que vai demorar alguns meses para eu comprá-lo.
Valeu pela dica!


Jackson 01/09/2015minha estante
Acho que só tem em e-book, pois é bem curtinha a história.


Neto.Sanville 01/09/2015minha estante
Não sabia, ainda não pesquisei.
Valeu.




Rose 05/08/2015

August Pullman (Auggie) teve a falta de sorte de nascer com duas anomalias genéticas muito raras que acabam deformando o rosto de quem nasce com elas, ou mesmo uma delas.
Aos 10 anos, Auggie já passou por 27 cirurgias, e apesar das melhoras, nenhum delas, ou todas elas juntas, foram capazes de "normalizar" sua aparência. Agora ele está prestes a enfrentar o que com certeza será seu maior desfio: ir para a escola.
Auggie vai começar o 5º ano em uma escola particular de Nova York. Por mais que ele esteja acostumado com a reação que as pessoas tem ao verem seu rosto, ele sabe que na escola as coisas podem ser bem piores...
Ele vai precisar de toda sua coragem se quiser vencer este desafio, ainda mais porque sua querida e amada irmã não estará ao seu lado para defendê-lo.

Apesar do medo que sente, um pedaço dele quer ir para escola. O outro, bem o outro quer continuar protegido em casa. Apoiado pelos pais e pela irmã ele dá o primeiro passo. Em uma idade onde os comentários não são mais tão inocentes, Auggie começa a encarar o preconceito aberto e o velado das outras crianças em relação a sua aparência.
Felizmente ele encontra dois amigos que aparentemente não estão se importando nenhum pouco com a falta de beleza exterior dele. Apesar disso, o preconceito está ali, bem perto e constante. Diariamente ele é obrigado a fingir que não percebe o medo e o nojo das crianças ao seu redor, até mesmo de algumas que ele achava estarem acima disso.

Mas é durante a festa de Halloween, o único dia em que ele se sente realmente livre e feliz, que Auggie vê seu mundo cair. Arrasado ele pensa em desistir, mas é sua irmã, a mesma com que vem se desentendendo um pouco, apesar de todo o amor que os une, que o impulsiona para frente.
Ela não aceita que ele desista ou muito menos abaixe a cabeça para o preconceito. Ela faz Auggie encarar de frente os próprios problemas.

Renovado ele decide seguir em frente, e então as mudanças começam lentamente. Talvez porque ele próprio mudou, ou talvez porque os outros mudaram também. A verdade é que Extraordinário é uma lição de vida. Um tapa na cara daqueles que só se importam com a beleza e esquecem o indivíduo.
Auggie tinha tudo para ser triste e até mesmo revoltado. Mas ele é gentil, inteligente e alegre. Isso também é muito fruto do amor incondicional que ele recebeu da família. Foram os pais de Auggie e sua irmã que mesmo sem notarem foram o caráter e a fortaleza deste pequeno gigante.
Auggie deu um cara na tapa de todos e o resultado foi este livro que não tem melhor palavra para defini-lo do que Extraordinário.

Um livro que deve ser lido por todos e em qualquer idade. Acho até que deveria ser obrigatório nas escolas. Quem sabe assim teríamos uma mudança de atitude nas pessoas que habitam este planeta.
Não tenho mais nada para dizer além de leiam, façam dele seu livro de cabeceira. Comprem, deem de presente, falem sobre ele e principalmente, aprendam com ele.

site: http://fabricadosconvites.blogspot.com.br/
Clarice.Castanhola 05/08/2015minha estante
Livro em que o título descreve o livro


Mariza 10/08/2015minha estante
As vezes as pessoas se esquecem que a maior beleza esta dentro de nós.Bela liçaõ de vida coragem e amor asi proprio.


Jaine 11/08/2015minha estante
linda historia..adorei o livro


Fran Ferreira 19/08/2015minha estante
Oi Rosi.
Ainda não tive a oportunidade de lê-lo, mas tenho certeza que quando acontecer, ele me emocionará muitoooo e fará parte dos meus preferidos.
Ele realmente pelo que já li e só confirmo a cada leitura, realmente é "Extraordinário".

Bjsss


Thamires DSM 24/08/2015minha estante
Olá Rose
Extraordinário é um livro que fala de várias coisas ao mesmo tempo, do preconceito, de família e amizade.
Essas três coisas juntas passam grandes ensinamentos, de a aparência não é o mais importantes, não devemos julgar as pessoas por ela; fala de como o amor de uma família é importante para uma criança e fala da amizade verdadeira, que está acima de tudo.
Auggie é um personagem incrível, é forte.
É verdade, todos podem e devem ler esse livro.
Bjos




Bookstagram @carneiro.leitor 05/07/2016

Apenas leia.
Antes de começar escrever qualquer coisa aqui, vou dizer que estou com medo de fazer essa resenha. Só seu indicar e pronto.
Então...
Extraordinário conta a vida de um garotinho de 10 anos chamado August (Auggie para os íntimos) e a sua entrada à escola. Auggie nasceu com uma deformidade genética rara, pelo menos até aquele período, e passou sua infância toda internado fazendo cirurgias plásticas. Sendo que os próprios médicos acharam que ele não sobreviveria mais do que a noite de seu nascimento. Auggie passa por diversas cirurgias e acaba não tenho uma vida de criança. Até sua educação teve que ser feita em casa. Passados 10 anos, a vida de Auggie está mais estabilizada e sua mãe acha que já está na hora do filho entrar em uma escola de verdade.
Auggie sempre foi super protegido, logo ele se incomodava um pouco quando ia à rua e as pessoas o olhavam torto. Ele passou 2 anos usando um capacete de astronauta por causa disso. Logo que sua mãe lhe faz a proposta de estudar em uma escola de verdade, ele não gosta nadinha da ideia. Visto que não seria fácil persuadir Auggie, o diretor da escola, Sr. Buzanfa junto com sua mãe, faz um pequeno comitê de apresentação para ele, convidando 3 dos alunos com mais tempo na escola para que Auggie não entrasse sem conhecer ninguém. Isso acaba persuadindo Auggie a entrar para escola, embora esse pequeno encontro não tenha sido de tudo bom.
Esse livro é muito espetacular. Acho que escrever alguma coisa sobre ele pode vir a ser perca de tempo porque precisaria de um texto de no mínimo 1646 folhas. A história é perfeita em tudo. A autora conseguiu mostrar o ponto de vista de todos os personagens sem perder o foco principal, o Auggie.
Nós sabemos que quando uma criança quer ser o próprio capeta elas conseguem. E aqui não são apenas 1 ou 2 crianças, é a escola toda. Já é difícil ser aluno novo, imagina ser aluno novo com um problema genético raro. Mas como tem criança que consegue ser o capeta, existem crianças que como uns anjos. Eu fiquei impressionado como um menino com 10 anos consegue, pelo menos na maior parte, ser forte. Mesmo com poucos amigos, mesmo sendo o centro das atenções em todos os sentidos: disciplinar, por sua inteligência, por seu companheirismo e pelo seu problema, Auggie consegue enfrentar tudo.
Como eu disse, a autora coloca vários pontos de vista diferentes no livro, mas dois me chamaram muito atenção. O mais óbvio é a parte da irmã do Auggie. Nós sabemos como ela o ama. Como ela sempre o protegeu e sempre fez de tudo por ele. Mas nós vemos também como e ser um(a) adolescente passando para a fase adulta. Os conflitos. Os medos. Os receios. Ela sempre se sentiu muito sozinha, mesmo entendendo que os pais a amavam e que seu irmão precisava de mais atenção. O egoísmo que ela mostra, nada mais é o egoísmo de uma pessoa que tem medo. Até a própria se culpava por isso, mas nunca deixara de amar o irmão.
A parte do Jack Will também me chamou muito atenção. Jack desde o primeiro dia, lá naquele comitê, se fez amigo de Auggie. Isso continuou depois que o Auggie entra pra escola. Mas nós sabemos como uma criança pode ser influenciada por outras e isso acaba acontecendo. Uma criança boa, mas que acaba sendo um babaca por medo. Para agradar as outras pessoas. Outros babacas. Mas eu entendi que o que ele fizera não foi por ódio ou por ser um babaca ou por ser preconceituoso. Ele comete o erro de falar mal do Auggie por medo. Por pressão. Mas ele não é uma criança ruim e isso logo fica esclarecido.
Não existe um livro melhor que esse para te fazer lembrar como o ser humano, ás vezes, pode ser um lixo humano. Tudo o que é mostrado aqui, pode ou já aconteceu com você ou comigo. Não porque somos uma pessoa ruim ou qualquer coisa parecida. Só que não conseguimos entender que existem pessoas com problemas. Precisamos de um tempo. Só que ás vezes nós não temos esse tempo e isso acaba arruinando a vida de outra pessoa. Todos nós somos um só. Todos nós somos normais, só que cada um a sua maneira. “O universo não te abandona a própria sorte. Ele cuida de suas criações mais frágeis de formas que não vemos. Como com pais que amam cegamente. E uma irmã mais velha que se sente culpada por ser humana com relação a você. E um garotinho de voz grave que perdeu todos os amigos por sua causa. E até uma garota de cabelo rosa que carrega sua foto na carteira. Talvez seja uma loteria, mas o universo deixa tudo certo no final. O universo cuida de todos os seus pássaros.” Isso deixa claro o que o livro se compromete a mostrar.
O grande momento do livro pra mim é a parte final, a formatura. Como eu amei a forma que tudo se desenrolou. Quando o nome do Auggie foi chamado pra receber aquela medalha... Acho que é o melhor final que já li na minha vida. Espero que vocês gostem também.
flavia 22/07/2016minha estante
Amo esse livro


Erika.Cristina 23/07/2016minha estante
Esse livro é perfeito , um DOS melhora q já li . ??


Erika.Cristina 23/07/2016minha estante
Esse livro é incrivel . um DOS melhora q já li ??


Erika.Cristina 23/07/2016minha estante
Esse livro é incrivel . um DOS melhores q já li ??




Cris 19/08/2016

Todo o que é nascido de Deus vence o mundo.
August Pullman ou Auggie sofre de disostose bucomaxilofacial e aos dez anos de idade já passou por várias cirurgias complicadíssimas e, embora tenha tido uma melhora considerável em sua saúde e estética, ainda é considerado por muitos como "deformado". O fato de ele ser diferente dos demais nutriu em seus pais uma proteção em demasia, e quando o filho aceitou estudar pela primeira vez em um colégio de verdade, acabou trazendo com sua decisão uma expectativa e medo em proporções iguais, afinal, ele teria de conviver com diferentes crianças... boas e más, sensíveis ou não.
Será que Auggie está preparado para sair de sua bolha de carinho e amor? E seus pais, como vão reagir e aceitar a ideia de que seu filho verdadeiramente está crescendo?

"A única razão de eu não ser comum é que ninguém além de mim me enxerga dessa forma."

Falar deste livro e não deixar a emoção falar mais alto é uma tarefa dificílima, pois além de ele ser narrado em primeira pessoa por crianças, traz em seu cerne assuntos tristes e belos perfeitamente bem dosados pela autora R. J. Palácio. Mesmo que ele seja triste, não consigo categoriza-lo como pesado e visceral; e sim tocante e inesquecível. Auggie com sua gentileza sem tamanho me conquistou e conseguiu amortecer toda dor que insistia dominar meu coração, sempre que me via emocionada devido alguma maldade sofrida, ele aparecia e me mostrava com uma maturidade ímpar que era muito mais do que aquilo, mais do que o mundo o havia pintado desde seu nascimento. Sua grandeza de espírito me tornou forte mesmo em momentos de pura fraqueza e desestabilidade.

"É engraçado como às vezes nos preocupamos muito com uma coisa e ela acaba não sendo nem um pouco importante."

Mencionei o protagonista do livro, mas não posso deixar de lado todos os outros personagens inseridos na trama, a coerência e sensibilidade ao evidenciar a perspectiva dos amigos e não-amigos caiu como uma luva, pude notar e ter a certeza de que mundo está confuso e devido a isso, nossas crianças estão crescendo e tendo como base atributos totalmente deturpados no que se refere a preceitos, conceitos e a verdadeira beleza, aquela que os olhos não podem ver.

Assim que comecei a ler 'Extraordinário', achei que o livro fosse me quebrar, na verdade, ele me montou, camada por camada. Com o decorrer dos capítulos, pude sentir que a autora queria trazer à tona valores e preceitos outrora apagados e esquecidos com o tempo por muitos, e com uma narrativa fluida e singela terminei o livro nas nuvens e com a certeza de que vivi momentos mágicos, o Auggie me reensinou a ser mais gentil e pensar nos outros de uma forma prática e pura; me ensinou que todos, ao menos uma uma vez, merecem e devem ser aplaudidos de pé.
Sem dúvida esta leitura mexeu comigo e tornou-se uma das minhas queridinhas.Tudo foi muito bem equilibrado: a dor e a alegria andaram lado a lado, feito irmãs.
Indico este livro àqueles que buscam algo bem escrito, emocionante, sobretudo conscientizador. Ele não é apenas mais um livro tocante pincelado de elementos que nos fazem chorar, ele é pureza do mundo pelos olhos de uma criança, de uma criança extraordinária.
Ana Paula FZ1 19/08/2016minha estante
Sera minha proxima leitura, to muito curiosa pra conhecer essa historia.


Cris 19/08/2016minha estante
Que bom, Paula! Espero que você goste. Boa leitura! :)


Lili Costa 19/08/2016minha estante
Amei!
Esse livro realmente me montou camada por camada. ?


Cris 19/08/2016minha estante
Né? Lindo demais!!! :)




Lohania 09/08/2016

Cativante
R. J. Palacio realmente nos conquista em "Extraordinário". August Pullman - ou Auggie, o personagem central da história - é um garotinho que nasce com uma doença rara: "diostose bucomaxilofacial previamente desconhecida causada pela mutação de um autossomo recessivo no gene TCOF1, localizado no cromossomo 5, complicada por uma microssomia hemifacial característica do espectro óculo-aurículo-vertebral". Tal doença causa deformações em seu rosto e o leva a se submeter a inúmeras cirurgias faciais. Devido a tantas cirurgias e a outros procedimentos decorrentes, Auggie começa a frequentar uma escola apenas aos 10 anos. A partir daí, surgem novos desafios à árdua caminhada do garoto. Amizade, bullying, aceitação, caráter, confiança, coragem, cuidado, perdão, amor incondicional, empatia e gentileza são temas que permeiam toda a obra através de verdadeiras lições de vida. A autora nos prende ao demonstrar com sinceridade os sentimentos e pensamentos dos demais personagens com relação a Auggie. Li o livro em apenas quatro dias e nas páginas finais meu olhos lacrimejavam. Se tudo que é bom deixa saudade, meu coração já está apertadinho com saudades de August e seus amigos. Gratidão a Thamires Dantas que teve a sensibilidade de "me ler" e indicar esta linda e cativante obra.
Thamires 10/08/2016minha estante
Que resenha linnndaa *----*


Lohania 10/08/2016minha estante
>_< Gostei muito, Tha! Agora quero a indicação de um livro do Sidney Sheldon.


Thamires 11/08/2016minha estante
Leia Nada Dura Para Sempre do Sidneyzinho rs


Lohania 11/08/2016minha estante
Na lista! ;D




Manoela Pontual 27/11/2016

Nada de extraordinário
Acredito que eu seja uma das poucas pessoas no mundo que não gostou muito desse livro. Pelas notas e resenhas vemos o quanto as pessoas amam Extraordinário. E eu estava esperando algo exatamente nesse nível, mas para mim o livro não tem nada de extraordinário. A história é bonitinha, fofinha, legalzinha, muito INHA pro meu gosto. Achei o livro extremamente infantil e isso foi o que me incomodou. Entendo que é uma história contada por uma criança, mostrando sua visão de mundo, das pessoas e de sua própria doença. Mas mesmo assim, achei infantil demais, crianças de 8 anos por exemplo leriam sem problema. Gosto de livros mais densos, mais bem elaborados, mais intensos. Algumas passagens são legais e bonitinhas, com frases marcantes, mas em outras achei o livro entediante e bobo. Tem uma bonita mensagem e é um livro excelente para as crianças. O final do livro foi o único momento realmente maravilhoso, encantador e emocionante. Não é um livro que vou recomendar para meus amigos até porque tem inúmeros livros muito melhores por aí. Torço para que o filme seja bem melhor do que o livro.

"Toda pessoa deveria ser aplaudida de pé pelo menos uma vez na vida, porque todos nós vencemos o mundo".
Leituras à meia-noite 16/01/2017minha estante
Amo pessoas realistas e sinceras. Estou lendo o livro. Ele é bom, mas não tanto quanto eu imaginava.


Manoela Pontual 16/01/2017minha estante
É exatamente isso, ele é bom mas nem tanto, deixa a desejar, parece que falta algo.


Manoela Pontual 16/01/2017minha estante
É exatamente isso, ele é bom mas nem tanto, deixa a desejar, parece que falta algo. Não entendo tanta paixão por um livro que não empolga.


lu 27/05/2017minha estante
Estou lendo o livro, no inico achei fofofinho, bacaninh mas, quando começaram os capitulos narrados pelos amigos, irmã e outros, comecei a achar bem cansativo, alguns capitulos não tinham necessidade de estar no livro. Eu tbm nao recomendo o livro para amigos.




Kailler Luis 08/07/2013

Este livro é extraordinário
Não poderia haver título melhor para este livro. Embora o nome remeta ao protagonista da estória ele se qualifica perfeitamente para caracterizar o livro.

São raros os livros que me emocionam tanto ao ponto de marejar meus olhos. Sim, chorei. Chorei em dois momentos. Um de profunda tristeza e o outro de extrema alegria.

Este livro me levou aos diferentes ápices dos meus sentimentos.

Se você ainda não leu este livro, leia. Mais que recomendo. Você vai se encantar; vai se viciar pelo drama de August Pullman.

R. J. Palacio aborda um tema muito delicado com seus personagens e o seu protagonista August. Faz-nos pensar. Faz-nos rever conceitos. E nos faz ver o mundo por outro ângulo.

É muito dramática a inserção de August numa sociedade engessada, cheia de preconceitos e esteriótipos. E é revoltante a crueldade da ultrapassada, mas cultural, divisão social interna das escolas estadunidenses.

Dou mérito também a estrutura que a autora deu a sua obra. No decorrer do livro, a estória é narrada pelo ponto de vista de seis personagens (incluindo o August)e sempre em primeira pessoa. E os dramas de cada um desses cinco personagens giram em torno do August. Não posso deixar de mencionar o fato também dos capítulos serem muito pequenos, tendo em média duas páginas, o que torna a leitura ágil, dinâmica e nem um pouco cansativa.

Esse livro merece todas as estrelas do Skoob. E olha que isso vindo de mim significa muito, pois quem me conhece sabe da aversão e, por que não dizer, preconceito que tenho pela literatura estadunidense. De fato, a R.J. escreveu um livro que derruba preconceitos, literalmente.
Stá 08/07/2013minha estante
amei sua resenha, kaka *-*


Kailler Luis 09/07/2013minha estante
Vlw gigi, e eu amei esse livro :)


Kailler Luis 01/10/2013minha estante
Pois leia Camila. Todas as pessoas que conheço e que o leram adoraram. Acredito que vc tbm irá.




Douglas 25/02/2015

Um livro profundamente tocante e extraordinariamente lindo, ‘Extraordinário’ traz uma história melancolicamente perfeita.Durante a leitura do livro eu fiquei morrendo de vontade de abraçar o August e lhe falar palavras de incentivo porque ele é uma criança especial em sua essência. Ele não se faz de coitadinho e tem muito bom humor, o que achei demais, apesar de sofrer com as reações dos outros. É muito difícil externar tudo o que eu senti quando terminei a leitura. Foi como se uma onda de felicidade me invadisse, sabe?!Acho que ‘Extraordinário’ mais que um simples livro, é um convite para fecharmos os nossos olhos diante de algo que parece diferente, e abrirmos nosso coração e acolher as diferenças como algo simplesmente especial.PS:Obrigado Ludmila pelo o presente.
Lud 25/02/2015minha estante
Douglas, sabia que vc iria gostar, esse livro é uma graça e uma lição de vida...
Quantas vezes reclamamos por coisas não pequenas, né?
Beijos! :)


Lud 25/02/2015minha estante
Douglas, sabia que vc iria gostar!
Esse livro é uma graça. O Auggie é doce e nos dá uma lição de vida: quantas vezes reclamamos por coisas tão pequenas, não é?
Fico feliz que vc tenha gostado! ;)


Douglas 27/02/2015minha estante
Adorei muito obrigado!Quero que meu sobrinho de 12 anos leia esse maravilhoso livro.




Luana Ludmila 24/02/2014

Sempre podemos escolher ser mais gentil.
Tocante. É uma história verdadeiramente encantadora. Um menininho que sofre por uma deformidade na face. Tudo que ele mais queria era ser uma criança como as outras 'normais'. Até aí super clichê, mas a mensagem não resume-se a uma criança com anomalia. A sociedade que cria tags e padrões faz- nos sempre diferenciar uns dos outros. E esse garotinho nos mostra que sim é possível viver feliz com uma deformidade e que nós por qualquer motivo nos sentimos infelizes. Leitura obrigatória para todos os pais e filhos. Entender um pouco o que passa na cabecinha destes pequenos. E de como podemos ferir profundamente. Linda história.
Valber 17/06/2015minha estante
O extraordinário :(


Luana Ludmila 17/06/2015minha estante
:P


Valber 17/06/2015minha estante
O extraordinário :( um livro divisor de águas, ops #sqn




Valério 18/08/2017

Delicado e surpreendente
Extraordinário faz juz ao título. Daqueles livros que começamos a ler achando que talvez seja muito bobinho, mamão com açúcar.
Mas fui supreendido por uma narrativa despretensiosa, envolvente.
Não é mais um livro que força a barra para emocionar. É um livro verdadeiro e convincente.
Comovente sem ser piegas, nos puxa para a vida tão pouco comum de Auggie e como afeta a todos a sua volta.
Cada parte é contada por um personagem diferente. E nos ajuda a desenvolver a empatia.
Grata surpresa. Aguardando o filme.
flávia 24/08/2017minha estante
comprei pra minha filha e tb fiz uma leitura despretenciosa depois. acho até que gostei mais que ela.


Valério 25/08/2017minha estante
Não gosto de Best Sellers. São previsíveis, grudentos, piegas, etc... Mas alguns às vezes surpreendem. Esse foi um deles..
Se você também gostou, já fico mais tranquilo que não fui eu que fiz uma avaliação ruim.


flávia 25/08/2017minha estante
haha sim, tb não sou adepta. achei um tema importante pra minha filha na época e peguei pra ler qdo em ressaca literária. deu super certo.




Basílio Santos 17/11/2016

Incrível
Nossa que livro é esse minha gente? Confesso que todos deveriam ler com muita atenção e tenho certeza que muitas coisas vocês vão se identificar ou não.
Sei muito bem que a mensagem passada no livro pode mudar de pessoa para pessoa, mas uma coisa eu tenho certeza, a indiferença existe e machuca muito.
Estou emocionado com o livro até agora, sem contar que o final é muito emocionante, não contive as minhas lágrimas, por quê? Oras, não vou estragar a sua leitura. A única coisa que posso dizer é que Auggie é um menino valente e deve servir de exemplo para muita gente. A narrativa é simples e muito fácil de entender, sem contar que ela atinge o coração de uma maneira surpreendente, é incrível.
Leiam e depois me conte o que achou.

site: http://basiliosantos.blogspot.com.br/
Jocélia 17/11/2016minha estante
?Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil.?
PRECEITOS DO SR. BROWNE
rsrs


Lívia Gomes 18/11/2016minha estante
é um livro realmente excepcional. depois leia "Auggie & Eu" que conta o ponto de vista de outros personagens que não foram muito abordados no livro, por exemplo o Julian. Pode parecer impossível, mas esse outro livro consegue nos ensinar mais ainda!


Marii 18/11/2016minha estante
Livro maravilhoso! O engraçado foi que meu irmão leu, eu li e fui repassando pra todo mundo. Todos que leram se encantaram! Tantos ensinamentos, é um de meus livros preferidos! É lindo!




Kelly Martinez 26/05/2017

Lindoooo!
Tão singelo, com uma escrita tão simples e ao mesmo tempo arrebatador!
Quero dar 10 estrelas se fosse possível!
Recomendo demais! Principalmente se vc for pai ou mãe de crianças em fase escolar!
Recomento 10 vezes, se for possível!
Ianara Caleffi 26/05/2017minha estante
Inspirador né? Me trouxe tantos aprendizados. Louca pelo filme agora.


Jaque Ferreira 29/05/2017minha estante
Um dos meus preferidos da vida !
Já viu o trailer ? Eu vi umas 10 vezes já . *--*


Kelly Martinez 29/05/2017minha estante
Vi sim, Jaque! Chorei litros! :)




1000 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |