Tapete Vermelho

Tapete Vermelho M.S. Fayes




Resenhas - Tapete Vermelho


37 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


atriz 25/03/2021

decepção
um livro ridículo, perdão para a autora, mas uma garota que já sofreu relação tóxica entra na mão de uma cara ainda mais babaca e machista, eu acharia lindo esse livro se eu tivesse lido com 10 anos, mas eu cresci, e vi como o relacionamento desses dois foi problemático
comentários(0)comente



Lane 20/12/2020

Amo essa mistura de nacionalidade, esse é a segunda fez que leio esse livro e adoro.
comentários(0)comente



Lary 25/11/2020

Resenha: Tapete Vermelho
Leitura
? Tapete Vermelho - M.S. Fayes
.
Um livro pequeno sobre romance, com capi?tulos ra?pidos, repleto de glamour e muito amor com ac?u?car! E? assim que eu resumiria ?Tapete Vermelho?.

O peguei para relembrar a histo?ria em um momento em que eu necessitava ler algo descontrai?do, e em menos tempo entre tantos afazeres. Encaixou perfeitamente, sendo minha 1ª dica: Ele e? bom para essas situac?o?es!
A histo?ria nos apresenta Marina, uma garota de 19 anos que vai fazer sua primeira viagem sozinha e internacional para Los Angeles com dois objetivos: fugir do seu ex-namorado obsessivo e aprimorar seu ingle?s.

Ao chegar em LA, a mala de Marina foi parar em Houston. Como pedido de desculpa, a companhia ae?rea a deixa usar a sala VIP ate? reencontrarem a bagagem. Ela mal sabia que a sua vida iria tomar outro rumo quando conhece James Bradley, que estava ali presente. James e? o ator que esta? bombando nas revistas, na TV e no cinema. Desejado por todas e invejado por muitos. Decidido de fugir dos paparazzis, ele convida Marina como acompanhante para sair do aeroporto, vivendo ao seu lado por algumas horas. Mas tudo volta ao normal quando e? deixada na faculdade mais tarde.

Entretanto, o 1º encontro deles foi o suficiente para que sentissem saudades. James vai atra?s de Marina para se conhecerem melhor, e por fim, a histo?ria de amor comec?ar, mostrando a fundo a vida pu?blica - e tambe?m difi?cil, com pouca liberdade - do mundo hollywoodiano.
Classifico ?Tapete Vermelho? como um romance quase teen, com uma leitura tranquila, cheio de promessas roma?nticas, situac?o?es inesperadas e confuso?es.
?
Data da resenha: 15/junho/2020
Perfil literário: @mundodalaryb
comentários(0)comente



CRIS 28/03/2019

Ah tão bonitinho! Adorei! Um conto de fadas moderno.
comentários(0)comente



Lud @quoteseplots 22/02/2018

Um livro para o público infantil
Eu esperei uma coisa e era outra.

Enquanto eu lia o livro eu me sentia uma criança, achei a historia contada de uma forma muito infantil. Talvez agrade outro publico, mas a mim não desceu. Até o capítulo 16 não aconteceu nada de emocionante na historia, e quando achei que ia acontecer, a treta ja tinha acabado no mesmo capítulo, ela tinha decidido dormir com o cara no outro e por ai vai. Tudo rolava e desenrolava rapido demais e era monótomo.

Além disso eu esperei um protagonista apaixonante e achei um rabugento que quer vez ou outra mandar na mulher e vive em crise de ciumes. Não me cativou.

Uma pena, porque eu vi resenhas bem legais e a capa me conquistou.
Talvez outra pessoa goste, mas não é meu estilo nao.
comentários(0)comente



Silvia.Souza 09/01/2018

Muito infantil
A história até que começou interessante mas logo se tornou chata e monótona.... Bem romance teen... Não gostei, mas para quem gosta que de romance adolescente é uma boa....
comentários(0)comente



Nana Sher 24/08/2017

Amei
Com uma escrita leve, descontraída e muito gostosa de se lê,a autora conseguiu me conquistar com essa história fofa, cheia de amor, flashes e muito tranquila. Amei a história com seu ar adolescente e tbm cheio de glamour e isso tem seu encanto,pelo menos para mim.
comentários(0)comente



dayukie 30/06/2017

"Nunca havia lido nada da Martinha, e posso dizer com certeza absoluta que a minha primeira experiência foi maravilhosa! Ela nos apresenta personagens com senso de humor, e com valores verdadeiros e íntegros em meio a tanta vida de aparências e falsidade que circulam nesse meio, uma capa muito legal e tudo a ver com a história, revisão perfeita!"

Resenha completa no blog.

site: https://goo.gl/gW6G77
comentários(0)comente



Camila | Book Obsession 22/03/2017

Que leitura mais gostosa! Foi meu primeiro livro da Martinha, e confesso que adorei sua escrita. Leve, com uma pitada divertida e um romance de cinema. LITERALMENTE!

A história de amor começa no aeroporto!

Marina, uma linda jovem paulista, embarca para Los Angeles para fazer um curso de inglês, mas logo na chegada já encontra problemas: sua mala foi parar em HOUSTON!!!
Mesmo achando que não fala muito bem o idioma, ela consegue se comunicar com o pessoal da companhia aérea sobre a mala, e é enviada para a sala VIP, para esperar que a mesma volte ao seu encontro, e mal sabia ela, que isso iria mudar tudo.

James Bradley é o ator que está na capa de todas as revistas! Desejado por todas e invejado pelos homens, ele está com o mundo a seus pés. Mas a fama tem um preço: sua liberdade.
Decidido a fugir dos paparazzi que não lhe dão descanso, James pede ajuda a uma linda garota que está na sala VIP. É quando a história começa!

“Nesse exato momento senti meus olhos se arregalarem e compreendi de onde conhecia o cara.”

Marina fica encantada pelo par de olhos verde azulados de tirar o fôlego e mesmo hesitante aceita ajudar nosso mocinho (SIM, porque ele se torna nosso!!). Sem saber a confusão que sua vida irá se transformar.

Eles saem juntos do aeroporto e são alvos de uma multidão de fãs enlouquecidas, além dos fotógrafos. Já a salvos, no hotel onde James está hospedado eles conversam um pouco sobre suas vidas. Ambos estão curiosos. O “encontro” entre os dois termina com ele deixando-a na Universidade, onde ela ficará hospedada durante o curso.
Depois de dias protelando, James procura por Marina.

“Na verdade, você pode não acreditar, mas eu... Ah, senti saudades...”

E mesmo com todo o bom senso dizendo no ouvido de Marina que aquilo era uma loucura, ela aceita sair com ele, em um encontro de verdade.
E é aí que começam as complicações, com paparazzi, com fãs enlouquecidas, com atrizes, com colegas de faculdade (os dois são ciumentos), e mesmo contrariando as estatísticas, o romance avança. Bradley está mais do que disposto a lutar pela brasileira que não sabe sambar, mas mesmo assim conquistou seu coração.

“Definitivamente eu tirei a sorte grande quando te conheci, sabia?”

Mas nem tudo são flores na terra dos sonhos. Em Hollywood, eles passam por maus bocados. O romance é colocado à prova muitas vezes. E pra provar que seu amor é verdadeiro, Bradley vem ao Brasil falar com os pais de Marina. E não é que mais coisas acontecem em terras nacionais?

Preparem-se para fortes emoções!! Mas já aviso: TEM FINAL FELIZ!!!! Adoro um drama, mas chega de chorar!! Vamos curtir umas risadas e um romance fofo!!!
Tapete Vermelho foi uma leitura super delicinha. Adorei!!!

E vocês sabiam que tem o livro sob o ponto de vista (POV) do gostoso do Bradley? Por trás da fama!! Lançado em 2016! ADOREI também!! Em breve trago a resenha pra vocês!!!


site: https://bookobsessionresenhas.blogspot.com.br/2017/03/resenha-tapete-vermelho-ms-fayes.html
comentários(0)comente



Gabs 26/11/2016

Fofo demais!!! <3
O livro está em primeira pessoa.
A capa é linda, a diagramação está super fofa, na verdade o livro está perfeito. Te leva para dentro da história.


“ – Me desculpe por incomodar, mas você estaria disposta a me ajudar?...
... - Tudo bem, meu nome é James Bradley, mas você pode me chamar de Jim...
... - James Bradley, o ator do filme "Segredos de Marvely Island? ...”

Falar de um livro da M. S. Fayes é muito fácil já que eu amo todos eles. Tapete Vermelho é um livro fofo, lindo, divertido (dei muitas risadas com ele), um conto de fada a la Hollywood, encantador. Com ação, perseguição e muito romance ❤
Esse foi o primeiro livro que a Martinha publicou e ainda bem que ela não parou mais!!! Já estou aqui louca pelos próximos livros.

“Acho que te amo. - Falou. Estava tão distante que só podia ser sonho...”

Marina Fernandes depois de um desastroso relacionamento decide fazer um curso de Inglês em Los Angeles para colocar uma certa distância do ex, mas o que ela não esperava, era que suas aventuras em terras estrangeiras começassem no aeroporto. Sua bagagem foi extraviada e para esperar que achassem, colocaram ela na sala VIP. Encontrando la nada mais que James Bradley o ator mais famoso da atualidade. Marina é tão desligada desse meio que nem o reconhece. Ele pede a ajuda dela para sair do aeroporto e abafar uma fofoca que ele estaria voltando de uma clínica de reabilitação. E assim ela começa a descobrir os segredos desse meio e a cada dia fica mais encantada pelo James. Mas sem nenhuma esperança que isso fosse durar mais que os 3 meses que ela ficaria. Já que ela acha que não se encaixa nesse mundo de fama e glamour, que James pode arranjar coisa melhor. (Uma cabeça dura na minha opinião!!! rs) Tendo que lidar com uma nova vida ao lado de um astro, com a distância da família e o medo de perder ele a qualquer momento.

" Será que a gente consegue amar tão rápido uma pessoa e imaginar que nunca mais vai sentir coisa igual por alguém? Será que existe recuperação para isso? Será que eu consigo voltar à minha vida normal?"

E ai quando você está no aeroporto, você fica sonhando toda vez que passa pela sala VIP e fica se perguntado, Será que meu James está ali me esperando? Sonhadora?!?! Sim, mas é isso que esse livro faz com você!! Acreditar que contos de fadas podem existir!! ❤ ❤ ❤
Aquele momento que você quer se distrair do dia -a -dia?!? Então esse livro é perfeito para te levar até as nuvens. Quando você vê já está querendo ler todos os livros da Martinha!
É um clichê, mas quem não gosta de clichê?!?!? Eu amoooo e você se perde no meio da leitura e quando acaba te deixa aquele gostinho de quero mais, então M. S. FAYES ou simplesmente MARTINHA solta logo o James que eu já estou enlouquecendo aqui!!!!

" e dali, partindo do princípio de que uma mera viagem de intercambio seria apenas uma aventura singela, começou a maior aventura da minha vida..."


site: www.alfasliterarias.com.br
comentários(0)comente



dayse 24/11/2016

Muito fofo.
É daquelas leituras pra te tirar de uma ressaca.
Leve e delicioso.

Jaque Ferreira 25/11/2016minha estante
Um dos meus livros preferidos da vida . Esse mês saiu Por detrás da Fama . É essa história contada por ele .foi bem gostosinho tbm .




Paula 20/11/2016

Apaixonante e Romântico
“Definitivamente eu tirei a sorte grande quando te conheci, sabia?” (James).

Suspiros, suspiros, suspiros... Um livro que me enterneceu, essa é a palavra. Estou um tanto impressionada com a versatilidade da M.S. Fayes. Esse foi o livro que marcou o início das publicações dessa autora, contudo não iniciei meu amor por sua obra através dele. Não obedeci a ordem cronológica de suas publicações. Mas isso não importa! Cada palavra, cada frase, cada parágrafo, cada livro dela é único e incrivelmente marcante, por motivos distintos, mas marcantes.
A marca desse livro para mim, é a mistura da inocência e conservadorismo com a modernidade e a malícia; a candura com o desejo... Mas acima de tudo, o AMOR com todos os seus significados e significantes.
Neste exemplar conhecemos a história de conto de fadas moderno de Marina Fernandes e James Bradley (suspiros máximos agora!!). Ela, uma jovem de 19 anos que decide sair de seu país para estudar inglês nos Estados Unidos e, também para deixar para trás um “amor” que só trouxe intensas mágoas e medos. Marina é extremamente bem-humorada, daquelas pessoas que conseguem fazer piada de várias situações, inclusive das mais desconcertantes. É dotada de uma beleza exótica e exuberante, contudo, não se reconhece dessa maneira. Despojada, simples e conservadora nas suas relações. Tem alguns ideais para sua vida e os mantém, mesmo que a maioria das pessoas não concorde e entenda como ultrapassado.

“Garota, você vai incendiar os noticiários! Você não se enxerga muito bem, não é?” (James).

James é um jovem e renomado ator hollywoodiano de apenas 25 anos, mas com uma carreira sólida e de grande sucesso. Esse é um homem de uma beleza que acaba com o coração de qualquer mulher. Cercado de fãs, jornalistas, seguranças, parece um homem solitário, que vive com sua liberdade cerceada. Não confia nas pessoas por entender que a grande maioria se aproxima por interesse e deslumbramento. Até conhecer Marina...
Um encontro inusitado marca o início dessa história linda e mágica, que nos faz suspirar do início ao fim. James vê em Marina a possibilidade de fugir de uma desagradável situação e lhe faz uma proposta que mudará a vida de ambos. É nesse momento que passamos a nos emocionar com um lindo romance destinado a acontecer, tamanha a velocidade com que se envolvem e se apaixonam.
James, apesar da fama e riqueza, é um homem simples, que encontra em Marina a simplicidade, inocência e liberdade que ele tanto procurava, embora nem houvesse se dado conta disso até conhece-la. Em contrapartida, Marina vê-se envolvida em um mundo que parecia tão distante de sua realidade. Com isso percebe-se que ela, apesar de muito jovem, é uma mulher dotada de força e determinação para conseguir viver um amor que tomou conta de sua alma e seu coração. James chega de forma repentina e absorve a rotina de Marina de forma tão intensamente sedutora com toda a sua simplicidade, que faz com que ela coloque em xeque seus ideais mais conservadores, em prol de um desejo arrebatador que a acomete. Ao mesmo tempo, Marina percebe em James um homem que a compreende e respeita tal qual é, e isso a cativa ainda mais.

“A gente vive no mesmo mundo, Marina, só temos realidades diferentes, mas posso lhe dizer que às vezes eu desejaria viver na sua realidade” (James).

Ao longo da trama eles vivenciam as dificuldades que a fama impõe, toda a malícia do meio, o interesse, o êxtase... A fama cobra seu preço. Será que a força desse amor é tão grande que resistirá a tudo que precisam abdicar e a tudo que precisam experimentar para que esse sentimento se fortaleça?
A sensação que eu tive foi que a base do encantamento de James por Marina se deu pelo fato dela ser diferente das outras mulheres diante de sua presença. Em nenhum momento ela se mostrou deslumbrada por ele; Marina conseguiu vê-lo como ele realmente é. Era capaz de demonstrar preocupação em como sua presença na vida de James poderia impactar na sua carreira, e isso ele nunca havia vivenciado.

“Não é isso... É porque às vezes eu tento fingir que sou normal, tanto quanto qualquer outro cara em um encontro, mas isso meio que desequilibra as coisas” (James).

Ao longo do enredo, fiquei frequentemente com a sensação de borboletas no estômago, graças ao comportamento de James, ao mesmo tempo sedutor e cavalheiro. Sempre tão confiante, mas na presença de Marina, ficava sem palavras, inseguro, por desejar tanto que ela almejasse sua presença, da mesma maneira que desejava a dela.

“Você não vai falar nada? Tipo, que sentiu minha falta também?” (James).

A cada contato, Marina surpreendia a James com seu jeito simples, sem fascínio, por não querer tirar proveito da sua relação com ele. Marina personifica a normalidade, a liberdade e possibilidade de ser ele mesmo. E todas essas características combinadas, despertam em James a vontade de ser cada vez mais persistente e determinado em conquistar o coração dela, por quem já estava irremediavelmente encantado, quem sabe apaixonado?

“Eu sei, por isso você me intrigou tanto. É bom sair com uma garota que não fica deslumbrada com o mundo das celebridades. Faz com que eu me sinta um cara normal” (James).

Sedutor, divertido, atencioso. Esse era James! Preocupado com o bem estar dela, por causa do lado ruim fama, isso atiça seu instinto protetor e o desejo de cuida-la, esconde-la o máximo que possível dessa realidade na maioria das vezes tão difícil. A relação é permeada com insegurança por parte de ambos. Ela por se achar inferior a ele e a todos que fazem parte da realidade de James; ele por pensar que, por Nina ser tão simples e livre, canse desse mundo tão cheio de deslumbramento, malícia e aprisionamento. E um tem sempre que despertar no outro a confiança e provar através da entrega plena e do sentimento que os acometeu mutuamente, que essa história é muito mais forte que qualquer dificuldade, que juntos são melhores que separados!

“Me perdoe, Nina, eu deveria ter dado um jeito de protege-la melhor, talvez até de mim mesmo... Me desculpe” (James).

“Ah, pare com isso, Jim, eu sabia no que estava me metendo quando acetei te ajudar e quando saí com você depois disso” (Marina).

Marina tenta manter suas convicções tão arraigadas como forma de blindar e proteger seu coração e sua essência de tudo que a relação com James trazia, tanto de bom quanto de ruim. O envolvimento foi tão rápido e intenso, que ambos passaram a se conhecer e a perceber pequenos detalhes e decifrar vários comportamentos do outro. Sabiam ver além da capa.
O passado resolve se apresentar com força total, mas a relação, embora tão curta cronologicamente falando, já era tão intensa, que protegeu um ao outro das maiores adversidades que se apresentaram. A intensidade e ao mesmo tempo, simplicidade desse amor, fez com que Marina mudasse sua forma de pensar e agir, entregando-se a James, de corpo e alma. O livro traz frequentemente situações que exigem escolhas, que não são fáceis e que cobram um amadurecimento e reconhecimento do outro.

“Marina, por favor, não me abandone agora. Eu me sinto tão normal quanto você quando estou ao seu lado, você trouxe certo tom de realidade para a minha vida. Não se deixe intimidar pelo que eu sou, não, nem pelo que eu faço, porque eu continuo sendo um cara apaixonado...” (James) – suspiros nível hard!

Esse romance aguçou habilidades de observação e conhecimento do outro e, claro, autoconhecimento. Ambos amadureceram, aprenderam muito com mundos tão distintos e puderam se libertar de suas amarras, cada um à sua maneira, abrindo-se para o puro sentimento que os arrebatou.
Mais uma vez posso dizer que sou fã dessa autora tão cheia de versatilidade, humor e romance em sua escrita. Suas histórias fluem tão facilmente e sempre com pensamentos congruentes e conectados. O enredo é apaixonante, nos encanta e arranca suspiros numa frequência assustadora. Ver que pessoas tão jovens, de mundos tão diferentes e com personalidades distintas podem se amar de forma tão pura e com uma entrega tão linda, fez meu coração desenvolver uma bateria de escola de samba em quase todo texto. Super recomendo essa linda história de amor, proteção e entrega!

“Até que se prove o contrário, sou sua de corpo de alma” (Marina).
comentários(0)comente



Três Leitoras 22/06/2016

Resenha completa no bog
Oi, Leitores!!!

Eu sou daquela que quando pego amor por uma escritora quero ter todos os livros dela, sim, sou doidinha, sou curiosa...

E a M.S. Fayes me conquistou quando li a Trilogia Sem Lei.

E foi aí que resolvi comprar o primeiro livro da escritora e digo, para mim que adoro esses romances bemmmm adolescentes, foi uma decisão acertada.



O livro conta a história de Marina, uma brasileira de 19 anos que resolve se aventurar em uma viagem para Los Angeles depois do término de seu namoro de dois anos com o Alexandre. E ela encontrou uma ótima desculpa, iria para aprender o inglês.

O que ela não imaginava era que assim que chegasse em LA sua vida já se tornaria uma aventura... Perderam sua mala e ela decidiu ficar no aeroporto a sua espera... Deu a sorte de colocarem ela na área VIP e lá vai a Marina... Desastrada que é, já chegou se esbarrando em um cara... Total estabanada!

Só que esse cara era nada mais, nada menos que James Bradley, o ator mais famoso e LINDO do momento, que ela inclusive demora a reconhecer (é lerda demais). E ele pede a ajuda de Marina, que ela saia junto com ele do aeroporto com o objetivo de reverter uma fofoca da mídia que afirma que ele estava em um centro de reabilitação... A doidinha topa, afinal estava entorpecida pela beleza dele... E isso também não tiraria nenhum pedacinho dela...

O que eles dois não esperavam é que uma química surgiria e que eles teriam uma sintonia tão bacana... Eles se despedem depois que Marina está devidamente com sua mala em mãos e vai para o alojamento da faculdade...


site: http://www.tresleitoras.com.br/2016/06/resenha-tapete-vermelho.html Concluído
comentários(0)comente



Lorrane Fortunato 23/05/2016

Resenha - Tapete Vermelho / Dreams & Books
"Por que eu me sentia tão à vontade com Jim, como se fôssemos amigos e como se o idioma não fosse tão importante como o ar que respirávamos?”


Eu ainda não conhecia a escrita de M. S. Fayes e vi em Tapete Vermelho, uma ótima oportunidade para mudar isso. E acabei me encantando com a forma que a Fayes escreve, desde a primeira página. Foi inevitável.

O livro é leve, gostoso de ler e encantador. Ah, não posso me esquecer de divertido! Gente, ri horrores da Nina! Se fosse uma comédia romântica, seria uma daquelas comédias românticas bem divertidas, ótimas para uma tarde chuvosa!

Quem me acompanha aqui no blog, sabe que, de vez em quando eu acabo tendo problemas com a "mocinha" de algum livro. Algumas são muito chatas e sua narração transforma o ato de ler em uma tortura. Felizmente, isso não aconteceu em Tapete Vermelho. A narrativa é muito dinâmica e engraçada e o livro ser narrado pela Nina, foi uma ótima escolha. Acabou sendo um dos pontos fortes da história.

O tema pode ser bem clichê: uma menina que vai passar um tempo em outro país e se apaixona. Mas, a forma como a Fayes abordou isso e os elementos que ela incluiu na história, fizeram toda a diferença.

Foto por Dreams & Books.
Instagram @dreamsebooks

O livro em si é cativante do começo ao fim. Os personagens são super bem trabalhados e apaixonantes.

(Que homem é aquele, MDs? Onde eu aperto pra ter um James só pra mim?!)

O ritmo da história é ótimo e alguns mistérios acabam contribuindo para que a leitura não fique parada.

As 184 páginas passam voando e, no fim, Tapete Vermelho deixa um gostinho de quero mais.

"Como poderiam duas pessoas com gostos tão distintos terem conseguido se encaixar um na vida do outro?
Acho que ai é que entra o lance de ceder num relacionamento. Um tentaria dar o espaço necessário ao outro e encontrar o equilíbrio na relação.
Assim eu esperava."

A capa do livro está um verdadeiro amor! A fonte é pequena, mas, de um tipo que dá pra ler sem desconforto e as páginas são brancas. Ele livro tem orelhas.

Eu recomendo demais Tapete Vermelho para alguém que esteja buscando uma leitura leve, rápida e divertida. E principalmente, para todos que sonham e acreditam que um dia viverão um contos de fadas!

“Eu o queria com uma força tão poderosa que estava difícil respirar.
Eu queria pertencer a ele de uma forma exclusiva. Eu queria que ele fosse o marco do meu primeiro amor.
Era isso.
Eu o tinha escolhido para me ensinar sobre o amor intimo entre um homem e uma mulher. Eu o tinha escolhido para ser meu primeiro.”

site: www.dreamsandbooks.com
comentários(0)comente



Minha Velha Estante 31/12/2015

Tapete Vermelho nos conta a história de Marina, uma garota de 19 anos que vai fazer sua primeira viagem internacional e sozinha. Marina decide ir para Los Angeles para aprimorar o seu inglês depois de uma decepção com o seu ex-namorado. Estudante de jornalismo, bonita, inteligente, decidida e com princípios morais bem definidos, essa é a nossa mocinha, do tipo que faz fácil, fácil os leitores se apaixonarem por ela!
A verdadeira aventura de Marina em LA vai começar já no aeroporto, quando tem a sua mala extraviada. Enquanto espera pela mala e para tentar amenizar a situação, ela é colocada na sala vip. Lá ela é abordada por um rapaz muito simpático, de voz aveludada e lindos olhos verdes, que ela demora em reconhecer, mas é ninguém menos que James Bradley, ator de cinema considerado o Tom Cruise da atualidade. Essa história promete ou não promete???

James pede à ela que o acompanhe até a saída do aeroporto para despistar certos rumores sobre a vida pessoal dele. Lógico que ela topa, não é? Mas o que se mostra um favor inocente é apenas o começo de um belo conto de fadas moderno sob os holofotes da mídia.

Ponto para as descrições de Marina de como um brasileiro, que acha que sabe inglês, se sente quando está em solo estrangeiro e para as dificuldades de adaptação:

“Ninguém prepara você para a dura realidade da coisa em si. Cursos de idioma no seu país ensinam o básico, básico mesmo. Quando se depara com os diversos sotaques em solo estrangeiro, é constrangedor: você se sente um alienígena descoordenado em meio a uma terra de ninguém.”

Marina custa a acreditar que está mesmo envolvida nesse mundo de fama e glamour, e vai encontrar no astro James um homem simples e comum, não fosse pela sua beleza estonteante que deixa as fãs alucinadas por onde passa. Mas viverá também o lado negro da fama: chantagens e fuga de paparazzi serão comuns.

“A essa altura do campeonato eu já sabia que estava completa e irremediavelmente viciada em James Bradley. Ele tinha se tornado meu mundo. Eu não conseguia atinar ficar mais do que alguns dias longe dele. Mas eu sabia que tinha que voltar para a minha realidade, nem que fosse por um tempo…”

“- Na verdade, você pode não acreditar, mas eu… Ah senti saudades… – me informou um James sem graça. Estranho, astros de cinema não ficam sem graça diante de mulheres, ficam? Ele devia estar treinando para um filme de comédia, era isso.”

A história todo é narrada pela Nina, o que nos ajuda a conhecê-la bastante compartilhando o seu ponto de vista e suas impressões do mundo da fama. Uma escrita leve, gostosa, fácil de ser devorada e muito interessante. Fayes consegue manter o clima do romance até o fim.

Recomedo sim!

E quero a continuação, viu Fayes???

site: http://www.minhavelhaestante.com.br/2013/07/resenha-da-drica-tapete-vermelho-m-s.html
comentários(0)comente



37 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3