O Hóspede de Drácula (e-Book)

O Hóspede de Drácula (e-Book) Bram Stoker




Resenhas - O Hóspede de Drácula


2 encontrados | exibindo 1 a 2


LT 27/10/2016

Olá, tudo bem com vocês? Bom, vamos lá, vamos falar de Drácula!

Caveirinhas lindas, vocês sabiam que no site da editora DarkSide tem alguns livros que podem ser lidos gratuitamente? É isso mesmo, a Dark oferece alguns pequenos livros para serem lidos online, os freebook DarkSide... e foi assim que tive a oportunidade de ler "O hóspede de Drácula".

Não sei se vocês conhecem “Drácula” de, Bram Stoker, mas para quem conhece ou deseja conhecer, esse conto pode ser uma boa pedida. Não vou me ater a falar da premissa da história, como a própria sinopse informa, ele é bem curtinho e contar além do que as informações ali contidas, seria revelar praticamente toda a história para vocês. Portanto, vou me ater a Bram e suas histórias vampirescas.

É engraçado como o vampiro se mantem na literatura e é uma criatura que cativa a muitos, ainda que seja algo “velho”, ainda assim, existem mil e uma formas de explorá-los e fazer sucesso. Desde o mais clichê ao inovador, os vampiros sempre terão suas levas de fãs.

O que mais gosto nas histórias de Bram Stoker, é o fato de ele ter retratado os vampiros como criaturas amaldiçoadas, tendo uma visão mais sombria sobre estas criaturas. Para quem acompanha o blog, sabe que gosto de vampiros – sejam eles mocinhos ou vilões, amaldiçoados ou ‘porpurinados’ (Ok, vou parar com a gracinha, mas acreditem: eu gostei de Crepúsculo, apesar de algumas boas falhas. – rs), gosto nas mais diversas ‘modalidades’ – digamos assim – desde que bem explorados mas Bram Stoker e seu Drácula tem seu lugar cativo no meu coração de leitora pela forma com que ele trabalhou seu personagem principal que o levou a fama.

Ah, algo que me chama muito a atenção, é o fato de que, não só Bram, mas aconteceu com vários outros autores, como, por exemplo, H.P. Lovecraft (Não conhece, não é? Passa no LT e encontre por lá - livrosetalgroup.blogspot.com.br. ;-)) só obtiveram fama e fizeram história através das histórias deixadas por eles, após suas mortes. Dá uma dó deles, porque, de fato, hoje, são considerados como grandes mestres dentro da literatura mas não puderam apreciar o resultado de seus trabalhos. Mas é a vida, como costumo dizer: “Vamo que vamo!”

Ok, estou divagando demais, mas é que é bem difícil falar sobre 36 páginas de leitura, sendo que algumas delas trazem apenas curiosidades e informações (que diga-se de passagem, adorei). A escrita do autor é ritmada e rebuscada, você vai lendo a história e fica esperando as coisas acontecerem para descobrir no final que... Ah, vai ler, poxa, é tão curtinho, uai. Não vou contar, não!

O que posso dizer é que, além deste conto, Bram deixou vários outros que totalizam um total de mas 200 páginas, além do seu famoso romance, Drácula, o que conhecemos como Drácula de, Bram Stoker. Se você gosta de vampiros mais enraizados, de uma história menos romanceada e apresentando criaturas da noite como seres amaldiçoados e malignos, você tem que conhecer o romance do Bram. Ainda quero ter a oportunidade de ler os outros contos que formariam um pequeno livro de contos do Bram, junto a este conto, quem sabe um dia... Mas por ora, estou satisfeita com essa pequena leitura e a recomendo, mas vá sem grandes pretensões, leia para conhecer a escrita do autor – caso ainda não conheça – e assim quem sabe você se interesse pelo livro dele.

Ainda que seja um e-book, para ler gratuitamente e online, a Dark caprichou na edição, não posso falar no quesito brochura, mas posso falar nos pequenos e singelos detalhes do e-book, na capa antiga e perfeita para esse tipo de obra, enfim, como sempre, DarkSide arrasando.

E se você ainda não conhece, mas gosta de vampiros: você tem que conhecer, Bram Stoker!

Me desculpem por ser tão vaga, o conto é, realmente, pequenino, até mesmo um tanto vago, mas vale a pena conferir.
Até a próxima!

site: http://livrosetalgroup.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Na Literatura Selvagem 24/04/2016

O hóspede de Drácula
Há 104 anos falecia o grande escritor irlandês Abraham Stoker que popularizou o mito do vampiro na literatura. A fim de prestar-lhe alguma homenagem, resolvi reler um conto dele
e apresentá-lo a vocês, leitores do blog.

Narrado em primeira pessoa, nosso protagonista inglês sai da cidade de Munique rumo a um vilarejo considerado por muitos assombrado, e apesar dos protestos de seu cocheiro, ele resolve descer da carruagem e seguir a pé por uma estrada claramente desabitada, mesmo tendo presenciado os cavalos se assustando com algo desconhecido. Era quase palpável o pavor do pobre homem, que implorava numa mistura de inglês e alemão, que aquele cavalheiro voltasse com ele para a cidade, mas a curiosidade era maior e este não lhe deu ouvidos...

continue lendo em

site: http://torporniilista.blogspot.com.br/2016/04/o-hospede-de-dracula.html
comentários(0)comente



2 encontrados | exibindo 1 a 2