Alma?

Alma? Gail Carriger




Resenhas - Alma?


185 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Nayara Yanne @bibliotecasecreta21 28/09/2020

Alexia Tarabotti não é como as outras damas da sociedade vitoriana. Solteirona, meio italiana e sem alma, ela está acostumada a lidar com o incomum, até que se vê atacada por um vampiro durante um baile londrino e o mata, sem querer. Então Alexia deve trabalhar com Lorde Malcom (conde, lobisomem, líder do departamento que cuida dos assuntos sobrenaturais, e tentador) para provar não ser a responsável pelo desaparecimento de vários seres sobrenaturais em Londres e descobrir quem está por trás desses crimes.

"Alma?" é um steampunk divertido, com uma pitada de humor negro e aventura, que mistura o melhor da Inglaterra vitoriana com o sobrenatural. Nesse universo criado pela autora, sobrenaturais são seres com excesso de alma e, em contrapartida, existem aqueles como Alexia: pretenaturais, seres sem alma e que possuem a capacidade de anular os poderes dos sobrenaturais.

Essa condição de "sem alma" torna Alexia uma personagem que tem uma visão muito clínica da vida, o que faz com que o romance presente no livro seja algo muito divertido de acompanhar, assim como as interações dela com o mundo que é sempre temperada com uma dose saudável de sarcasmo.

Além do universo criado por Gail, o que eu gostei muito no livro foram os personagens, eles possuem um carisma que proporciona ótimas cenas de humor (apesar de eu não ter ideia de como a Alexia aguenta a família dela).

Também gostei da escrita da autora, a leitura flui bem, mesmo tendo algumas palavras mirabolantes que me fizeram parar a leitura e ir atrás de um dicionário.

Resumindo: recomendo esse livro pra quem busca um romance para se distrair, sem grandes dramas e temas pesados, mas também quer algo diferente da maioria dos romances de época e fantasias.

site: https://www.instagram.com/bibliotecasecreta21/
comentários(0)comente



Bekah 18/09/2020

Alma?
O livro se trata de um steampunk que se passa na Inglaterra Vitoriana, voltado para o mundo sobrenatural. A personagem principal Srta. Alexia Tarabotti, tem no sangue uma descendência italiana da qual herdou o fato de ter nascido sem alma, com o poder de neutralizar as criaturas sobrenaturais, com muita irreverência e dotada de coragem e ousadia a fantástica protagonista nos faz rir e mergulhar de cabeça em uma Londres na qual sobrenaturais vivem livremente entre humanos.

O livro além de divertido é inteligente e proporciona bons momentos de risada e apreensão, utiliza de um vocabulário formal e perspicaz, com palavra e termos um tanto complexos, porém fácil de se acostumar.

Recomendo muitíssimo se você assim como eu adora um romance estilo cão e gato, ou melhor dizendo lobisomem e preternatural, cheio de aventuras, personagens maravilhosos e passagens divertidas, com uma pitada de alusões históricas...
comentários(0)comente



Cris 14/09/2020

Esperava mais
Demorei um pouco para me envolver com a história, a personagem principal é interessante, mas a não me prendeu.
Eu tinha expectativas para esse livro, que não foram atingidas, o livro é bom para passar o tempo.
comentários(0)comente



Gabi 14/09/2020

Divertido, sexy e criativo
Eu não conhecia essa série de livros e nem a autora quando baixei o ebook para ler. Me surpreendi muito com a escrita envolvente e bem desenvolvida de Gail, mas mais ainda com a criatividade do universo criado por ela nessa obra. Confesso que estava esperando mais um clichê sobrenatural e me deparei com um enredo muito original! Até mesmo o par romântico másculo demais da protagonista (algo que costuma me irritar um pouco), conseguiu me tirar boas risadas. Pelo que vi em algumas resenhas, o leitor consegue acompanhar o desenvolvimento da autoconfiança da personagem principal ao longo dos diversos livros da série, e eu adoraria vê-la se libertar de suas inseguranças, mas o final de "Alma?" conseguiu me deixar suficientemente satisfeita e não sei se darei continuação à leitura dessa coleção (já que costumo sofrer com a famosa preguiça de séries longas...). Ah, e foi um ótimo primeiro contato com o steampunk!
comentários(0)comente



Emilly 07/09/2020

"Não quero me precipitar agora. Você é inexplicavelmente tentadora. Ela anuiu, batendo com suavidade na cabeça dele. – O sentimento é mútuo, (…). Para não dizer inesperado"
Estou completamente APAIXONADA!
Amo tudo que a confusão desse livro traz, seres sobrenaturais, uma mocinha solteirona convicta que não se importa muito pra Sociedade, um lorde que fica caidinho rapidinho, convenções sociais inglesas regadas a muitos bailes, chás e bolos, muita aventura e um romance incrivelmente delicioso.
A narrativa é incrivelmente fluida, engraçada e te prende nas primeiras páginas, com personagens super bem construídos, e que me deixaram com gostinho de quero mais e super ansiosa pro próxima da saga!
comentários(0)comente



Thainá Bonfim 25/08/2020

Bom
Achei bastante interessante e estou ansiosa para conhecer mais da mitologia por trás das criaturas sobrenaturais
comentários(0)comente



Marina @outononoslivros 09/08/2020

Solteirona, fora dos padrões e meia italiana. Esses ja são quesitos mais que o suficientes para tornar a vida de Alexia difícil na sociedade Londrina Vitoriana, sociedade essa da qual também fazem parte vampiros, lobisomens e fantasmas. Acontece que além de suas particularidades, Alexia é também uma pretenatural, ou seja, com um simples toque é capaz de neutralizar qualquer sobrenatural.


É claro que isso a coloca em problemas, principalmente quando um vampiro a confunde com o jantar e ela acaba matando-o sem querer. A partir de então ela se vê no meio de uma investigação do DAS (Departamento de Arquivos Sobrenaturais), comandado pelo insuportável Lobisomem Alpha Lorde Maccon.


Este é o primeiro livro da série Steampunk O Pretetorado da Sombrinha. Nele somos apresentados aos personagens principais e devo dizer que Alexia me conquistou na primeira frase. Ela não possui filtros, fala o que quer para quem quer e é formada por uma mistura de inocência emocional e sagacidade, além de ser um ímã para problemas.


Ao se juntar ao Lord Maccon para investigar o desaparecimento de vampiros e lobisomens, podemos também acompanhar o nascimento do romance entre os dois. Romance esse cheio de momentos sensuais mas que também rendem boas gargalhadas. Vale destacar também a presença do beta de Lord Maccon, o professor Lyall, que muitas vezes me lembrou o Dr. Watson, fiel escudeiro de Sherlock Holmes.


Esse foi o meu primeiro contato com a literatura Steampunk, entretanto senti um pouco de falta das máquinas que caracterizam esse tipo de literatura. Mal posso esperar para ler o próximo livro da série!!
comentários(0)comente



Thayna 07/08/2020

Não esperava muito desse livro porque não gosto muito da temática de vampiro e lobisomem, mas acabou me surpreendendo e simplesmente me apaixonei.
Blacktikey 07/08/2020minha estante
Mas e então, você acha q ele explora muito o clichê do clichê, ou ele é mais original?


Thayna 07/08/2020minha estante
eu achei bem original, porque mistura romance de época com fantasia e o gênero steampunk.


Blacktikey 07/08/2020minha estante
Eu nunca li isso com steampunk. Pra mim , só isso já é novidade. Trata-se de uma franquia de livros?


Thayna 10/08/2020minha estante
sim, este é o primeiro livro da coleção.


Blacktikey 10/08/2020minha estante
Ahha legal




Isabela | @readingwithbells 31/07/2020

"Alma?" é o primeiro volume da série "O Protetorado da Sombrinha", publicado pela @edvalentina
Alexia Tarabotti é uma solteirona sem alma que segue os padrões da sociedade londrina. Ela consegue sugar poderes se outros seres sobrenaturais.
Em um baile, ela é atacada por um vampiro e sem querer, acaba matando-o. Lorde Maccon, um poderoso lobisomem, entra na história para ajuda-la a resolver os mistérios que rondam os vampiros.
Se você gosta de vampiros, lobisomens, fantasmas, seres sem alma, steampunk e um toque de mistério, então esse livro é para você!
comentários(0)comente



Queds 25/07/2020

Nossa protagonista Alexia não tem alma. É solteirona e filha de italiano. Segue a vida dentro dos padrões da sociedade londrina e em um evento da temporada acaba sendo atacada sem a menor educação por um vampiro.

Alma? Me surpreendeu, comecei o livro e achei que não iria curtir, Que Engano !!! O livro é uma mistura de alguns gêneros, e dei super certo , temos romance de Epoca, com todo p seu clichê Nobre , solteirona , mãe casamenteira kkkk temos o universo fantásticos com lobisomem, vampiros, fantasmas e seres sem alma, o suspense também está presente com todos os seus mistérios e investigação e o steampunk presente nos faz recordar dia filmes estilo Sherlok Holmes. recomendo muito Alexia Tarabotti é a mocinha fora dos padrões e nos faz rir muito com suas aventuras e "dedinho podre" para se meter em confusão.

Recomendo esta leitura para quem desejam fugir um pouco da Zona de Conforto, dar risada, se aventurar em um mundo com seres fantásticos que vivem em uma sociedade londrina do séc XIX , com algumas cenas picantes. Temos também muita ação, aventura e uma pitada de romance com uma narrativa fluida mesmo os capítulos sendo extenso.
comentários(0)comente



Celly 23/07/2020

Me arrisquei ao ler esse livro pois esse ano estou buscando sair um pouco da minha zona de conforto. Me deparei com um livro que tem um toque de romance de época, ficção científica, seres sobrenaturais, uma personagem principal "sem alma", isso mesmo, sem alma... e devo confessar que gostei bastante da leitura. A mocinha tem uma personalidade que nos conquista, tem humor, romance, investigações, mas alguns pontos não gostei tanto, que foram os capítulos longos e algumas vezes uma descrição muito exagerada que acabava me deixando um pouco cansada apesar de entender o motivo da autora.
Resumindo: gostei do livro, a história me prendeu, me surpreendeu até um pouco e por isso eu recomendo!
comentários(0)comente



Gramatura Alta 16/07/2020

http://gramaturaalta.com.br/2020/07/16/alma/
Lobisomens mais vampiros mais sombrinhas mais Inglaterra Vitoriana em um romance de época. A combinação que tem tudo para dar errado, no entanto foi um dos melhores livros que li até hoje. Em ALMA?, Alexia Tarabotti não tem alma, literalmente. Além de ser uma solteirona italiana, considerada como feia e excessivamente temperamental, após ser atacada por um vampiro e matá-lo acidentalmente, ela ainda precisa lidar com o jeito crítico e bagunceiro do Lorde Maccon, lobisomen alfa e escalão máximo nos assuntos sobrenaturais.


Entre tiradas mordazes e um relacionamento repleto de química, os dois se apaixonam e vivem o dilema de um amor entre raças. Quase um ROMEU E JULIETA versão steampunk, é impossível não se encantar com o clima excêntrico que permeia cada uma das páginas.

Para além disso, os personagens, a Alexia e o Maccon, são carismáticos, divertidos e espirituosos. Enquanto uma fã assídua de romances, mais ainda de romances de época, não aguento tantos personagens estereotipados, sem um pingo de personalidade.

Embora os dois repitam alguns clichês, como do mocinho bad boy que só quer ser amado e da solteirona repleta de personalidade, as desconstruções e a forma com que são apresentados, permitem que tais características se tornem, também, um dos pontos fortes da obra.

Não podemos deixar de lado os outros personagens secundários. Ainda que não tenham o mesmo protagonismo e espaço dos principais, são o clássico exemplo de quando pensamos “gostaria de um spin-off só para saber mais dele”.

Um pequeno problema, mas com fácil solução, foi a tradução. Embora eu não tenha visto em nenhuma parte menções à tradução, imagino que tenha um certo entrelaçamento entre o português brasileiro e o de Portugal.

Encontrei algumas expressões e conjugações de frase que não foram tão fáceis de entender em um pequeno contato, contudo nada que prejudicasse a leitura como um todo.

Tanto é que, mesmo com tais peculiaridades, ALMA?, escrito por Gail Carriger, é uma narrativa envolvente. Inclusive deixo de recomendação para que quando você decida começar a leitura, tenha tempo livre. Desde as primeiras páginas, a história já é envolvente e cativante. É o famoso caso em que você senta para ler, mas só sente vontade de parar depois que acaba.

Eu ouvi só mais um capítulo? E assim se passaram 305 páginas. Recomendo para todos os fãs de romance e fantasia. Vocês vão se divertir!

Resenha escrita pela Ayllana para o blog.


site: http://gramaturaalta.com.br/2020/07/16/alma/
comentários(0)comente



Krous 10/07/2020

É difícil avaliar este livro.

Eu adorei este livro. Ele é divertido, agradável e engraçado. Eu o li rapidinho sem nem me dar conta porque estava muito envolvida na história e queria saber qual era o desfecho. Os personagens, a trama central e o humor debochado são, definitivamente, os pontos positivos deste livro e me recrimino por ter adiado a leitura por tanto tempo.
Mas umas coisas aqui e ali diminuíram a nota final do livro.

Os personagens secundários são muito interessantes. Torço para que eles apareceram no resto da série e um pouco mais da vida deles seja mostrada. É nítido que a existência deles tem um propósito maior do que transitar em torno de Alexia e Lorde Maccon.

Alexia é simplesmente maravilhosa! Há muito tempo não simpatizo com uma protagonista. Apesar do imenso esforço dos autores, elas acabam sempre sendo meio sem graça e forçadas, mais do mesmo. Definitivamente não as mulheres decididas que quem as escreve juram que são. Não Alexia. Sua condição é vista com humor na história, e pela própria personagem; que parece fazer pouco caso de ser uma solteirona sem alma intrometida. Isso não é bem verdade. Há vestígios de vulnerabilidade por trás da carcaça de solteirona sem alma intrometida e isso é tratado no livro num tom correto - assim como os comentários pouco gentis de sua família para ela.

Lorde Maccon faz um contraponto maravilhoso. Normalmente eu reviro os olhos pros galãs literários porque a descrição do físico deles é tão previsível, tão repetitiva... e no fim das contas, eles não entregam muito mais que isso. Mas Conall Maccon é diferente. Principalmente porque sua beleza, seu charme e sua estrutura física têm um objetivo na história.

O romance entre eles flui naturalmente e Gail Carriger dispensa aquela dança deles negarem a atração, recursos como triângulo amoroso e tal. Alexia é uma mulher de 26 anos, Lorde Maccon tem mais de 400 anos. Simplesmente não combina com eles tamanha imaturidade para lidar com a atração que um claramente sente pelo outro.

Mas o romance foi um dos motivos para eu ter abaixado a nota. Queria muito ter dado 5 ou até 4 seria justo. Mas cena erótica entre Alexia e Maccon quando eles estão presos num laboratório correndo risco de vida, embora bem escrita, muito picante e divertidíssima destoou completamente da situação delicada que eles estavam. Então, só soou... apelativa.

Outro motivo para tirar uma estrela foram as cenas de ação. Desculpe, mas não consegui acreditar que apenas eles dois, debilitados, lutaram contra várias outras criaturas e seres humanos. Quer dizer, sequer foi uma luta. Achei bem fraco e pobre da parte da autora.

Li em ebook, então não posso falar muito do trabalho gráfico. Nem da revisão. Honestamente não sei se as falas misturadas dos personagens foi trabalho porco do revisor, estilo da autora ou falha na hora de adaptar o livro para ebook.

Lerei o próximo livro da série e espero que goste tanto quanto gostei deste.

Nota final 3,5.
comentários(0)comente



50livros 07/07/2020

Livro bom para se transportar para um passadpo incomum
QUE LEITURA SENSACIONAL! Sério, não deixem de ler! A leitura me arrancou inúmeras gargalhadas, me fez não querer largar o Kindle e já ficar desesperada pelo próximo volume. A escrita da autora é muito incrível, porque ela consegue usar um toque antiquado a ela, fazendo parecer que foi escrito na época vitoriana e não nos dias de hoje (meus parabéns especiais também à tradutora, que fez um trabalho excepcional aqui). O humor é fino, mas fácil de entender. Os personagens são excêntricos, o que nos faz torcer por todos eles. O mistério que o final revela é muito bom e promete agitar ainda mais as coisas no decorrer do caminho. Simplesmente amei o livro e recomendo tanto para quem adora fantasia, ficção científica ou romance, além de para quem procura uma leitura descomplicada e deliciosa.

site: https://www.50livros.com/post/resenha-de-alma-s%C3%A9rie-protetorado-da-sombrinha-vol-01-de-gail-carriger
comentários(0)comente



Cristiane.Rocumback 02/07/2020

Diferente, divertido. Gostei muito.
?Steampunk também conhecido como Vapor Punk ou Tecnavapor é um subgênero da ficção científica, ou ficção especulativa, que ganhou fama no final dos anos 1989 e início dos anos 1990.(informação da Wikipédia)

Gente! Que foi isso? Nem consegui fazer uma resenha sem deixar spoilers e tal, por isso dei preferência a sinopse. Esse livro foi uma agradável surpresa e ótima experiência. É de se imaginar que se existe livros que contam sobre o mundo sobrenatural dos tempos atuais, porque não haveria o mesmo de épocas passadas?

Em comum com os romances de época temos aqui as mesmas coisinhas do dia a dia da sociedade: damas em seus grandes trajes, a moda dos chapéus, as mocinhas casadouras, os bons partidos, os grandes bailes...

Gostei muito da trama, embora devagar no início e demorei um pouquinho pra me cituar no livro. Os personagens são super bacanas. Ah, esse livro conta com muitas palavras diferentes, tive que recorrer ao Google várias vezes. Indico a leitura, li em dois dias.
comentários(0)comente



185 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |