The Dream Thieves

The Dream Thieves Maggie Stiefvater




Resenhas - The Dream Thieves


7 encontrados | exibindo 1 a 7


lorraine 10/04/2019

I would die for Ronan Lynch.
Saula 11/04/2019minha estante
Ronan maravilhoso




Layla l @bookdipity 03/09/2018

Queria gostar dessa série do mesmo jeito que todo mundo parece gostar, mas...
K. 03/09/2018minha estante
O primeiro livro foi bem mais ou menos. Também tento entender como todo mundo gosta tanto. D:


Thalita Freire 07/09/2018minha estante
Eu li a série é achei ok, mas não achei essas coisas que todo mundo fala tbm.




Nati 15/08/2018

"Reality's what other people dream for you."
Apesar de várias resenhas positivas e indicações, The Raven Boys tinha me decepcionado um pouco, então peguei este segundo volume com as expectativas bem lá embaixo. Talvez por isso ele tenha acabado me surpreendendo e acabei gostando bem mais do que encontrei aqui. A história em geral, apesar de deixar de lado o plot principal que foi construído no primeiro livro um pouco de lado e sofrer daquela síndrome do livro do meio - em que o plot quase não avança e a história gira mais em torno de eventos 'preparatórios' e desenvolvimento de personagens - isso era algo que essa série precisava um pouco, até por conta dos ganchos deixados no final do volume anterior.

Uma das coisas que mais queria depois de ler The Raven Boys era que a autora abordasse mais dos segredos do Ronan e me fizesse entender o personagem e simpatizar com ele, já que no primeiro livro ele era um personagem bem detestável. E a Maggie fez isso MUITO bem, já que este livro gira muito em torno dele, da família, dos seus segredos e explica muito sobre o papel dele dentro da trama e acabou que ele se elevou ao patamar de personagens favoritos. Sem dúvidas, um dos mais complexos e bem escritos da série. Achei ainda meio sem sentido o ódio dele pelo Declan, mas é algo que dá pra deixar passar considerando todo o resto.

Mas meu personagem favorito DISPARADO é o Adam. E ele foi outro que foi super bem desenvolvido aqui, lidando com as consequências dos eventos do final do livro passado, assim como outras questões que o personagem já trazia. Gostei mais dele aqui do que antes e morro de ódio da forma como ele é tratado às vezes. A parceria entre ele e a Perséfone foi uma dinâmica que deu super certo e adorei, já quero mais no livro 3. Aliás, as videntes da 300 Fox Way brilham sempre, são sempre as partes mais divertidas e esclarecedoras do livro, e gosto muito da relação delas. Fora que foi bom sair um pouco do foco só do grupinho principal e desenvolver 'os adultos'. A adição dos novos personagens, além de dar um papel maior para outros, foi muito bem feito também.

Gansey...eu continuo não gostando e não entendendo bem o propósito dele. Me parece que ele é aquele menino mimado e riquinho que quando quer uma coisa não descansa até conseguir, independente do que seja e de que forma for, e que quer que tudo seja do jeito dele. Não me convence as motivações dele pra essa busca obsessiva por Glendower. E não me desce a melação dele e da Blue, que aliás está MUITO chata e imatura nesse livro. A personagem sensata e madura, inteligente e perceptiva do primeiro livro foi bem esquecida aqui.

A escrita da Maggie continua bem atmosférica e imersiva, e a leitura flui muito bem. O livro em si tem um início um pouco lento, e apesar de crescer até o final (e que final), ainda estou esperando aqueles plot twists de te deixar no chão que me prometem desde o livro anterior. De novo, eu consegui perceber tudo o que ia acontecer bem antes, e as viradas de mesa não me deixaram nem um pouco impactada. Ainda assim, deixou um gancho bem interessante para o volume seguinte e me deixou com vontade de ler a continuação imediatamente.
comentários(0)comente



Leca 07/01/2016

Surreal
Quando li Garotos Corvos fiquei tão empolgada, que queria ler Ladrões de Sonhos logo em seguida. Mas quando soube que era mais focado no Ronan, eu desanimei porque não gostava do personagem. Continuo sem gostar dele, mas não me conformo porque demorei quase dois anos pra ler este livro INCRÍVEL!

A construção da estória é impressionante. E a abordagem dos problemas e conflitos individuais só enriqueceram ainda mais esses personagens, apesar de ter me irritado com alguns. E o melhor na escrita da Maggie Stiefvater é que seus personagens não são coadjuvantes. Todos são essenciais na estória. Todos terão um papel fundamental para o fim dela.
comentários(0)comente



gabrielmarr 09/11/2015

INCRÍVEL E MUITO BEM FEITO
Desde o prólogo o tom do livro já está diferente, mais misterioso, mais complexo, e centralizado em um personagem muito interessante.
Esse livro explora mais ainda a atmosfera criada em Garotos Corvos, mostrando a força da magia de outras formas, que eu não achei comuns e não achei óbvias.
Gosto muito da dinâmica ao redor dos novos personagens, eles causaram transformações importantes na história. A relação entre os personagens principais evoluiu, agora estamos vendo amizades e interesses mais maduros ou amadurecendo, o que foi muito interessante de acompanhar.
Mais uma vez, a autora consegue criar descrições lindas e empolgantes, com cenas muito bem desenhadas. Eu vejo uma ou outra situações que ela poderia ter lidado com menos pressa, mas nada que prejudique a sensação geral do livro.
Sobre a Blue. Ainda não sinto o protagonismo nela. Vejo todos os meninos crescendo e se transformando ao longo da trama, mas ela continua sendo suporte. Ela não é uma personagem desinteressante, apenas não é ativa.
ACHO que o gancho final desse livro indica que o terceiro livro seja o momento em que ela vai ser desafiada de fato e surgir de vez. Espero que sim, porque eu gosto dela mesmo sendo meio songamonga.
comentários(0)comente



Geli 02/05/2015

Consegui me conectar MUITO mais nesse livro com a história que com Os Garotos Corvos. Agora estou apaixonadíssima por todos os personagens, mas realmente o Gansey é o meu favorito. Adoro o Ronan, mas às vezes o bad boy mal entendido me entedia. Obviamente que ele ficou trezentas vezes mais interessante nesse livro. Mal posso esperar para ver o que acontece com ele no terceiro.
Finalmente o romance deu um passo para frente. Não é a coisa mais importante do livro, mas isso é algo bom. Ele complementa a história perfeitamente. Acho que para o terceiro e quarto livro esse plot vai ser mais relevante para o endgame, mas por enquanto está agradável dessa forma.
A escrita da Maggie Stiefvater é maravilhosa. Eu estou apaixonada. A forma como ela conecta os elementos, os detalhes dos personagens, as metáforas. TUDO, amo tudo.
Enfim, amei demais esse livro e essa série está se tornando rapidamente uma das minhas favoritas.
Laine 02/05/2015minha estante
Nossa Geli. Tô enrolando pra ler essa série. Quero começar logo. =D


Line 04/05/2015minha estante
Faleiiii pra vc !




Sabrina Inserra 08/07/2013

Mais um livro emocionante!
Bittersweet*. Essa é a palavra que melhor define não apenas The Dream Thieves e a série The Raven Cycle, mas toda a obra da Maggie Stiefvater.

Suas páginas transbordam sentimentos – seja alegria, tristeza, apreensão ou angústia – e é difícil não incorporá-los (ou mesmo vivenciá-los) durante a leitura. E é assim palavra após palavra, página após página, livro após livro. Quando você acha que é impossível se apaixonar ainda mais pela sua escrita… Ela faz de novo!

Em The Dream Thieves toda a poesia característica de sua prosa está presente, diluída em diálogos sagazes (e por vezes hilários), descrições memoráveis, cenas inacreditáveis e momentos sensíveis, que revelam os desejos mais íntimos dos seus personagens.

“Silence was never a wrong answer”.

E por falar em personagens… Neste segundo volume temos a oportunidade de conhecer suas outras facetas e contornos: a persistência inabalável de Blue, a fragilidade de Ronan, os conflitos de Adam e até mesmo um lado, digamos, “menos ortodoxo” de Richard Campbell Gansey III. Isso faz com que, mesmo inseridos em um universo fantástico e repleto de elementos sobrenaturais, eles se sobressaiam às páginas, ganhem vida e se tornem reais – quase como acontece nos sonhos de Ronan.

Já quanto ao enredo… Preparem os seus corações, pois o texto está cheio de reviravoltas de tirar o fôlego! Se por um lado The Raven Boys segue um ritmo mais lento (mas não muito) para introduzir o leitor neste cenário complexo (e à primeira vista um tanto confuso), neste livro temos a predominância de cenas de ação e aventura. Rachas entre carros, seres monstruosos e situações de gelar os ossos: não falta nada! Tudo isso pontuado por novas pistas surpreendentes acerca do paradeiro de Glendower e a continuação da eterna busca de Gansey e dos raven boys.

“It was unberable, but she had to bear it anyway”.

E para os donos de corações mais românticos e “derretidos” como o meu, fica o aviso: suspiros e exclamações tendem a interromper a leitura! (Só dizendo…)

Ufa! Acho que já deu para perceber o quanto eu me apaixonei por mais essa obra da Maggie-diva-Stiefvater, não é mesmo? Um livro altamente indicado para todos aqueles que estão à procura de um ótimo livro!

“And now we never speak of it again”.

P.S.: O primeiro volume da série será publicado no Brasil pela Editora Verus em setembro deste ano!



*Bittersweet = palavra utilizada para expressar alguma coisa ou um sentimento que é ao mesmo tempo doce e amargo.


RESENHA PUBLICADA NO BLOG CAFÉ COM BLÁ BLÁ BLÁ. QUALQUER REPRODUÇÃO SEM A AUTORIZAÇÃO DA AUTORA É PLÁGIO!

site: http://www.cafecomblablabla.com.br/2013/07/06/entre-paginas-the-dream-thieves/
Sabbra 29/07/2013minha estante
Adorei sua resenha....essa serie ja entrou na minha lista ;) São apenas dois livros?


Brubs 12/11/2013minha estante
será uma coleção de 4 livros, e apenas dois foram publicados ainda xD


MILA 18/01/2014minha estante
Nossa, quero o segundo livro publicado no Brasil também!!
ótima resenha!




7 encontrados | exibindo 1 a 7