Jesse Chesnutt

Jesse Chesnutt Leonardo Faig




Resenhas - Jesse Chesnutt


27 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Telma 09/05/2013

Alto contágio!
Amigos,

Tenho me sentido estranha... é como se meu corpo tivesse vida própria. Talvez seja essa transição Brasil – outro País. Pra quem não leu meu último post de atualização, estou morando na Flórida!!!!

Anteontem fiquei sabendo de uma epidemia que está espalhando-se e pensei tratar-se de mais uma gripe da vaca louca, do frango, suína, virose, dengue ou coisa parecida. Fechei os olhos e pensei que em breve teríamos uma nova vacina no mercado... Rezei pelos meus. Será que contraí esse troço? Quais os sintomas mesmo? Não prestei atenção no que o repórter Leonardo Faig dizia, porque doenças novas não são mais novidade. Sei também que Faig falou sobre a descoberta de um novo planeta, denominado T12. Piada! Epidemia, planeta, piração. Se eu puder me mando para esse tal de T12 porque esse nosso planetinha tá um caos!

Ontem um louco me atacou nas ruas e eu pensei que fosse ser assaltada mas foi pior: ele não quis minhas bolsa ou cartões de crédito. Tampouco era um sequestro relâmpago. Ele me mordeu, chutei-lhe e consegui fugir correndo.

Este mundo anda louco... cada maníaco! Cada pervertido! Sabe-se lá o que poderia ter me acontecido se eu não tivesse tido sorte e bons reflexos. Creio que esse mal estar seja do stress passado ontem. Se eu me acalmar é provável que me sinta melhor.

Tentei ligar para meus pais, mas o telefone cai na caixa postal. Devem ter viajado no feriado prolongado como disseram que iam fazer. Também tentei alguns dos meus amigos aí no Brasil, alguns só chamavam, outros caíam na Caixa postal e, me enchi de tentar.

Vi um SMS de Jesse, um dos meus alunos de Português, dizendo para eu ir até o esconderijo dos sobreviventes e levasse mantimentos comigo. Você entendeu algo? Não? Nem eu! Provavelmente deve ter enviado SMS errado e o esconderijo deve ser algum local onde vão fazer alguma festa ou coisa parecida. Ou talvez o Português dele não esteja tão bom quanto ele pensa.

Bem, vou terminando o post por aqui e assim que eu tiver novidades (prometo contar só coisas boas), volto a entrar em contato. Vou caminhar para tentar espantar esses sintomas estranhos do corpo. Talvez eu dê uma passadinha no “esconderijo” rsrsrsrsrs para ver o que tá pegando por lá!

Beijos em todos.

Telma

_*...*_*...*_*...*_*...*_*...*_*...*_*...*_*...*_*...*_*...*

Se eu fosse uma personagem do livro de Leonardo Faig: Jesse Chesnutt e o Mistério do Planeta T12, esse provavelmente seria meu último post neste blog. Eu seria uma infectada! ;)

A escrita de Leonardo Faig é excelente! Impossível não sentir-se envolvida... vivendo a trama e perguntando-se se algo assim poderia acontecer. Peguei-me respondendo-me várias vezes “por que não?” a essa pergunta. Apavorante.

O livro vai num ritmo vertiginoso. Tem ação constante. Sustos não faltarão, bem como a vontade de ler e ler e ler pra saber como os sobreviventes encontrarão a solução para esse problemaço criado por Leonardo.

A sugestão de um planeta envolvido que seria a chave (a cura ou o gatilho) desta ameaça à raça humana é plausível, crível e para mim que creio ser possível haver vida em outros planetas tornou a história ainda mais interessante (se é que isso é possível)!

O livro é excelente!

O único aspecto negativo para mim (para outros talvez não seja) é que achei que Leonardo Faig foi objetivo demais ao contar alguns fatos que poderiam, na minha opinião, ser melhor explorados. Não necessariamente porque por vezes achei alguns trechos confusos (a maioria deles traz a resposta à frente e faz todo sentido) mas porque senti falta da narrativa mais detalhada de algumas passagens.

O final é incrível! Quero mais! E tem mais!...rs*

Saber o exato papel do planeta T12 e porquê Jesse, que a princípio parece um personagem tão comum, é fundamental nesta guerra é função do volume 2 (ansiosa e querendo muuuuuuuuuuito!!!!) Bem pessoal... só adiante que, de comum o Jesse não tem nada... o fato é que talvez seja eu de outro planeta.

Não entendeu?

Ótimo! Leia e entenda!

Leitura super recomendada por mim.

Beijos gosmentos e verdes!
Oscar 09/05/2013minha estante
Aê! Saiu a resenha do livro, estou muito curioso para ler esse livro desde o post da entrevista com o autor! Arrasando Telma.


Telma 09/05/2013minha estante
Oba! O Oscar gostou!
Boa sorte no sorteio, Oscar!
Abração
:O)


Mick 09/05/2013minha estante
Super ansioso para ler!


Camila Bico 09/05/2013minha estante
Nem preciso dizer do quanto gostei da resenha né?
Ansiosa para ler e para ganhar o livro hehe Tenho Fé, porque sorte me falta *---*


Clau 09/05/2013minha estante
Adorei a resenha, estou ansiosa para ler o livro.


Fabiano Lobo 09/05/2013minha estante
Adorei a resenha!
Muito criativa e é bem do jeito que nos sentimos quando lemos um livro desse tipo! Hehehe!

Meus parabéns, Telma!
Muito legal mesmo!


Ray 09/05/2013minha estante
OMG!! Incrível a resenha...
Fiquei muito, mas muito tentada a lê-lo imediatamente!! :D
Ansiosa!!


César 10/05/2013minha estante
Parece bem interessante.
Adoro uma boa ficção fantástica.
Ainda mais sendo nacional!
Quero ler.


Faig 10/05/2013minha estante
A resenha ficou ótima, Telma! ;) Uma das melhores que li até agora! O livro tá bem nessa perspectiva mesmo que você escreveu! Fico feliz demais que tenha gostado, e é isso aí, aventure-se ao descobrir sobre este planeta que promete muito nas continuações! :)


Letícia 10/05/2013minha estante
Adorei como você começou a resenha! rsrs
Tenho muita vontade de ler esse livro, desde quando você mencionou a primeira vez no blog! Adoro coisas apocalípticas, porque dentro de toda fantasia há uma pontinha de verdade... Quero muito ler essa história!


Nadja Moreno - Blog Escrev'Arte 10/05/2013minha estante
Olá!!!

nunca li Leonardo Faig e você me animou com sua resenha. Eu não entendi... e vou ler para entender.

Beijos, parabéns pelas resenhas.

http://entreresenhas.blogspot.com.br


Vini 10/05/2013minha estante
Um super livro que desejo com toda força de vontade!
Quero me contaminar e conhecer mais sobre o T12!
;)

Vini - blogumjovemleitor.blogspot.com.br


Tainá 10/05/2013minha estante
Preciso ler!


Camy 10/05/2013minha estante
Adorei a sua resenha!!!
Me deu muita vontade de ler este livro!!!!


Carlos Totini 11/05/2013minha estante
Ótima resenha, espero gostar mesmo deste livro *_*


Isa 11/05/2013minha estante
AMEIIIII ... Quero saber mais!!!


Jenni 12/05/2013minha estante
Super ansiosa para ler!


luluzinhapinkgv 12/05/2013minha estante
o livro me parece muito bom! espero ter a oportunidade de ler, pois gostei muito da resenha! bjos


Fernanda @condutaliteraria 17/05/2013minha estante
Telma, ótima resenha!
Fiquei curiosa com a história e no final vc deixa mais ainda rs.
Gostei muito e gostaria de ler.


Mari 17/05/2013minha estante
Nossa, fiquei curiosa... Vou ler, definitivamente.


Ana 18/05/2013minha estante
Que resenha incrível. Vou ler (:


Joyland 24/05/2013minha estante
Ansiosa para ler, já até encomendei.


24/05/2013minha estante
Que livro absurdamente demais...


Rafa 02/06/2013minha estante
Quero muito esse livro!!! =]


Lari Giotti 03/06/2013minha estante
Viajei com a resenha, com muita vontade de ler este livro! *_*


Aninha 03/06/2013minha estante
Que resenha linda *-*


Juliana 06/06/2013minha estante
Eu adorei a história desse livro. E claro, sua resenha está perfeita como sempre!!!


Silvia 06/06/2013minha estante
Amei a resenha, tbm quero este livrooooooooooooo


Cagól 06/06/2013minha estante
Bah, adorei a história! Parabéns pela resenha!!


Maristela 08/06/2013minha estante
eu não conhecia o livro e gostei muito da história, pois sua resenha está perfeita.


Natália 08/06/2013minha estante
Nossa , o livro parece ser muito melhor do que pensei. Adoro livro assim , que te prende e não te solta até você acabar com a história. Amei a resenha *-*


Gabi Layme 09/06/2013minha estante
Esse livro parece ser ótimo. Com direito a outros planetas com vida e epidemias misteriosas contadas de uma maneira plausível. Adorei *-*


Carla 09/06/2013minha estante
Essa resenha me deixou suuper curiosa para ler *-*




Fernanda 08/05/2013

Link da resenha publicada no blog Segredos em Livros:

http://www.segredosemlivros.com/2013/05/resenha-jesse-chesnutt-e-o-misterio-do.html

Resenha: Se está a procura de um bom livro com uma história misteriosa e intensa, você pode ter certeza que fará a escolha certa ao ler Jesse Chesnutt e o mistério do planeta T12. É na verdade, aquele tipo de obra ao qual o leitor não precisa saber nada a respeito para querer se interessar, creio que já pela capa há um grande ar de suspense e ação. Pelo menos comigo foi assim que aconteceu....não li sinopse e nenhuma outra resenha para querer ler o livro, quis ler rápido para matar a minha curiosidade....me surpreendi de verdade e adorei cada página lida.

“Jesse grita de desespero e começa a correr dali. Não sabia para onde ir. As ruas estavam quase todas desertas. Havia, em todas as ruas, corpos caídos. Pessoas mortas. Ele não entendia o que estava acontecendo. Nem olhava para trás, para saber se havia alguma coisa atrás dele. Apenas corria. Corria muito. Correu cerca de cinco quilômetros. O cansaço foi aparecendo. Ele corre e vira numa esquina. Era um beco sem saída. Ia se preparar para virar e continuar o trajeto, mas seu corpo já estava desidratado. Ele simplesmente cai, desmaiado.” Pg. 12

Nas primeiras páginas, já somos apresentados a um vírus que está se alastrando rapidamente pela cidade de Milton na Flórida. Todo esse ambiente se encontra em um grande caos, já que ninguém consegue explicar o por quê desta situação. As pessoas não estão conseguindo sobreviver e os poucos que ainda restam, precisam se juntar para encontrar uma possível solução. A equipe é obrigatoriamente formada e além de Jesse, outros personagens fazem esta integração: Kevin, Brian, Carl, Yan, Carolyn e Ned. Aos poucos, é narrado como cada um deles, com suas características peculiares, chegaram ao seu estado e o que mais interessa é que ambos estão dispostos a lutar por uma possível sobrevivência. Outro personagem que também aparece na trama – Jónsi – vai representar certo desafio ao grupo. Jesse Chesnutt, mesmo sendo o principal, se mostrou ser um típico personagem fraco, que no decorrer dos fatos conseguiu amadurecer mais, aprender com a própria experiência, seus erros e principalmente com a convivência das pessoas ao redor.

“Ned estava concentrado, pesquisando fontes, quando ele sente uma dor. Nunca em toda sua vida sentiu algo parecido. O mundo passou num piscar de olhos em sua mente. E o sonho de viver no momento era maior que tudo.” Pg. 60

Por mais que eles tentem encontrar uma saída, está cada vez mais difícil ter a cura em mãos. Muitas surpresas lhes são reveladas e o medo mais uma vez os cerca, deixando-os sem saída. Jesse Chesnutt – E o mistério do planeta T12 revelou ser um livro complexo, ao mesmo tempo dinâmico e ágil. Senti falta de mais detalhes nas cenas, mas nada que pudesse atrapalhar a leitura em si. Ok, você deve estar se perguntando onde essa tal “Planeta T12” vai aparecer. E acredito que esta ligação seja a mais importante em todo o enredo. Aquela parte em que você literalmente fica de boca aberta. E....é aquela parte em que eu vou ter que lhes dizer: se quiserem descobrir mais, leiam e mergulhem nesta fantástica aventura. È um exemplo envolvente de nossa literatura nacional.

“Jesse acorda. Estava adormecido fazia muito tempo. Ele se levanta daquele quarto de hospital. Estava muito silencioso no lugar. O menino vai até a porta da frente do hospital e percebe que esta estava com uma barra de ferro tapando a entrada, e ouvia barulhos muito altos. Quando o menino olha pela janela, que era gradeada, percebe que havia uma horda gigantesca de infectados por todos os lugares. Era impossível saber a quantidade certa. Eles estavam presos ali dentro.” Pg. 147


Link da resenha publicada no blog Segredos em Livros:

http://www.segredosemlivros.com/2013/05/resenha-jesse-chesnutt-e-o-misterio-do.html
Bárbara 02/05/2018minha estante
Onde está o segundo volume? Gostaria muito de continuar lendo essa história!




spoiler visualizar
vit séllos 04/01/2014minha estante
Falou tudo!


Stephany 24/01/2014minha estante
Falou tudo meeeeesmo!! Pura decepção!!


Marcella 03/02/2014minha estante
Nossa Lorena rs tudo o que vc disse eu concordo. Senti a mesma coisa quando comecei a ler o livro. Os diálogos muito parados. Odiei o início do livro. Do meio para o final ficou bem chato, mas eu curtio final e fiquei curiosa com a continuação. Então eu devo ler sim o segundo livro só para ter certeza se eu vou gostar ou não dessa série.


Jaqueline 18/03/2014minha estante
Achei a história muito mal contada, com sentenças curtas que impediam a leitura de ser fluída. Quase. Como. Se. O. Autor. Estivesse. Cansado. Enquanto. A. Escrevia: literalmente. Livro extremamente mal escrito, não sei como aprovaram a publicação.




spoiler visualizar
Felipe 03/05/2013minha estante
Ótima resenha de um ótimo livro!




Felipe 03/05/2013

Um início promissor
Jesse é um adolescente de Milton, Flórida que se preparava para uma festa com sua irmã. O que ele nem imagina é que nada daquilo ocorreria, pois a cidade (e em breve, outros lugares) começaria a ser infectada por um vírus desconhecido. Aos poucos o garoto se junta com outros sobreviventes, cada um que características únicas, extremamente singulares. O enredo do livro leva ao leitor tentar descobrir o que aquilo significava, onde (se existir) a cura poderia estar e, claro, torcer pela sobrevivência dos personagens (muitos deles bem memoráveis).
O que o autor tentou passar acabou se tornando algo tão complexo (num bom sentido) que o livro poderia ter sido maior, pois havia abertura ali para explorar a história num sentido bem amplo. Kevin, um dos maiores anti-heróis de livros de ficção que eu já tive o prazer de conhecer, acaba levando o grupo todo consigo (seja no bom ou no mal caminho), e nem sempre isso ajuda a equipe, pois seu passado negro e desconhecido o amedrontava até então. Jesse, que se mostra um jovem indefeso e frágil, após os acontecimentos com seu pai acaba se tornando um homem, de uma forma muito bem explorada. O cenário que mais gostei foi quando Jesse, Kevin e Carl se viam numa floresta, sem veículo, em busca de cura, sendo perseguidos por todos aqueles infectados.
Jónsi, um outro personagem de extrema importância, é de dar arrepio na espinha. Sempre que ele aparecia eu me assustava, temendo por algo poder acontecer com os sobreviventes, e quando seu verdadeiro motivo para aquilo tudo surge, eu fiquei de boca aberta. Ao fim do livro
já deu para perceber que a continuação será levada a outra patamar. Resta saber como será quando o planeta T12 ser mais explorado, pois estou muito ansioso para desvendar este mistério que rola por Jesse Chesnutt. 5/5
comentários(0)comente



thaugusto 11/07/2013

Li as críticas realizadas neste espaço e só queria fazer um pequeno comentário para os leitores.

Vocês estão confundindo muito a literatura fantástica com literatura de fantasia. Embora aparentam ser iguais pelo mesmo nome, são completamente diferentes.

Procurem saber porque isso acaba tirando a força de eventuais críticas.
comentários(0)comente



Jess 24/04/2013

Leonardo Faig - Jesse Chesnutt
Blog: http://worldbehindmywall.fanzoom.net
Blog: http://twilightbrasilfanfics.com/blog/

Jesse Chesnutt e os mistérios do planeta T12 é um livro para aquelas pessoas que gostam de uma leitura rápida e direta, ele tem pouco mais que 198 páginas. A escrita do autor é boa, porém ele peca às vezes correndo de mais com a cena, não dando mais detalhes e isto torna a atitude do personagem um pouco automática, mas o enredo é tão bom que compensa essa pequena falha, pelo menos para mim já que existem pessoas que gostam de uma escrita tão direta.
O livro já se tem inicio com uma tremenda ação, você pode se sentir um pouco confuso, mas tudo é esclarecido com o decorrer das páginas. Milton é atacado por um vírus ao qual transformam seus moradores em algo parecidos com um zumbir, eles tem uma coloração esverdeada, babam e soltam gemidos bizarros, mas não pense que são criaturas lerdas, elas são rápidas como quando eram humanas, eles se alimentam de carne humana e sua mordida é fatal transformando a pessoa que for perfurada em um deles.
Os poucos que sobreviveram juntam-se para a melhor possibilidade de sobrevivência e vão em busca da cura para ter seus entes queridos de volta, assim como para poderem voltar a viver em paz, sem precisar se esconder em sua própria cidade. Com o decorrer do enredo você é deslocado entre o presente e o passado de cada um dos personagens mostrando-lhe como elas sobreviveram aquele primeiro dia de terror ao qual viram os infectados pela primeira vez até se juntar ao grupo, assim você pode conhecer a vida passada de cada um deles, como seus segredos e verdadeiras personalidades.
Quando o grupo se acha seguro tal sentimento é quebrado por um estranho chamado Jónsi, a principio ele se mostra um bom apenas homem solitário, mas alguns dos integrantes do grupo desconfiam disto e é votada que ele siga para longe deles, mesmo o líder – Kevin – não concordando com isto, é neste momento que o Jónsi se mostra o grande vilão que se é aguardado no enredo. Dali por diante a todo o momento o homem se coloca no caminho do grupo para tentar impedi-los de achar a cura, o motivo disto? Leia e saberá.
comentários(0)comente



Aninha 03/06/2013

Não vou me estender na resenha, mas ai vai:
Eu gostei muito do livro. À princípio parece algo familiar, mas com o desenrolar da história, percebi que é uma história como nunca tinha visto igual. É um livro rápido, facílimo de ler, empolgante, envolve e prende de uma maneira que eu não conseguia mais largar o livro.
Só acho que o autor pecou em cada vez que cita o carro, fala que é uma Ferrari, parece deslumbramento de um menino, mas foi só isso de negativo. Acabei o livro com aquela sensação de "OMG, CADE O RESTO, PRECISO LER O RESTO JESUUUUUUS!"
Basicamente isso, vale muito à pena, recomendo :D
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Moseley 05/12/2013

Infectada.
Eu fui infectada. Não, fique tranquilo, eu não estou doente. É só que mais um livro entrou pra minha lista de favoritos.

Sabe quando você encontra um livro que contém tudo o que você mais gosta? E parece que ele foi escrito pra você? É claro que ele não foi escrito pra mim, mas foi essa a sensação que eu tive.

O livro já começa com ação, quando Jesse acorda e descobre que sua família não está em casa. Mas ele não está sozinho. Há alguém... Ou alguma coisa lá. Um ser humano com coloração esverdeada. A coisa tenta atacá-lo, mas Jesse consegue fugir. E então, descobre que esse mal parece estar assolando toda a cidade.
Jesse está sozinho, sem saber o que fazer ou para onde ir. É então que ele conhece Brian e Kevin, dois sobreviventes, como ele. Acaba por se unir a eles, que estão acompanhados de mais três sobreviventes (Carolyn, Ned e Yan). Descobre que as pessoas foram infectadas por algum tipo de vírus, transmitido por mordidas ou arranhões, que as deixam sedentas por sangue e carne humana. São como zumbis, de pele esverdeada ou amarelada. Tudo o que Jesse deseja é sobreviver, e encontrar sua família. Mas isso pode não ser nada fácil.
Ele e seus aliados pretendem encontrar uma cura, porém as coisas só pioram a cada dia que passa. Ainda mais quando eles conhecem Jónsi.
Jónsi, o passado de Kevin e o planeta T12 são só alguns dos mistérios que encontrei nesse livro. Foi maravilhoso descobrir, pouco a pouco, cada detalhe da história.

Desde a diagramação até o desenvolvimento da história e dos personagens, tudo no livro é ótimo. É uma leitura rápida, apenas 200 páginas, mas repleta de ação e mistério. Realmente te prende e te deixa com aquele já conhecido gostinho de "quero mais".


site: http://gotas-de-fogo.blogspot.com.br/2013/12/resenha-jesse-chesnutt-e-o-misterio-do.html
comentários(0)comente



Diego 13/06/2013

Jesse Chesnutt
ótimo livro! Comprei e li em menos de três dias, pois as páginas vão virando praticamente sozinhas, a leitura flui muito facilmente! Jesse, um garoto fraco, acaba se mostrando um homem no decorrer de história, passando por momentos trágicos, incluindo até mesmo sua família. Para mim os personagens de destaque são Klaus, o pai de Jesse, guerreiro formidável durante o livro, Kevin, um homem com um passado misterioso, Ned, que me identifiquei muito durante o livro, e não poderia me esquecer de Jónsi... Recomendo o livro para todos!!
comentários(0)comente



Rebeca 28/06/2013

Resenha Original do Blog Leitura ao cubo http://www.leituraaocubo.com.br/2013/06/resenha-53-jesse-chesnut.html#comment-form
[RESENHA #53°] Jesse Chesnut

Jesse Chesnutt
E o mistério do planeta T12
Leonardo Faig




''Jesse Chesnutt, irá abrir as portas para um novo mundo''

Heyyyyyyyyy leitores, hoje mais uma vez estou aqui para contar para todos vocês sobre um livro que acabei de ler, fascinante ao seu modo.

Assista ao booktrailer!

Primeiramente, gostaria de dizer que esse livro é um de sete ( número estimado pelo autor, porém não confirmado, clique aqui) e que a história que se desenrola nesse volume, é apenas uma ponta do iceberg e (para mim) a introdução de saga fantástica!
Quando comecei a ler eu vi UMA FORTE influência de The Walking Dead, pois a história conta sobre uma doença que está se alastrando, com uma mordida ou arranhão de um '' infectado '' ( como chamado no livro), e essa doença está avançando cada vez mais rápido. Inicialmente, no primeiro capítulo, Jesse ( Protagonista) ele dorme enquanto o jantar não fica pronto e quando ele acorda do nada os pais sumiram, tem uma cômoda na frente da sua porta, e está tudo deserto, até surgir o primeiro infectado, ele saí correndo anda muitos kilometros e por exaustão acaba dormindo. Até encontrar Kevin (que tem sua história) numa Ferrari vermelha, que é o chefe de um local onde há alguns sobreviventes. Dentre esses sobreviventes como principais cito, Carolyn, Ned(o nerd, que não sai do computador), Dra. Debra ( e muitos outros! ) sem falar no Yan e Brian. Os capítulos são divididos em dia e hora (Ex.: 20 de num sei quanto 15:02) e eu gostei bastante disso porque deixou a leitura bem leve. A cada situação ocorrida o personagem que se destaca, entra uma parte de sua vida, ou pelo menos como foi que Kevin encontrou eles.

Continue lendo em: http://www.leituraaocubo.com.br/2013/06/resenha-53-jesse-chesnut.html#comment-form
comentários(0)comente



Calma Sem Pressa 24/06/2013

Definitivamente esse livro é o sonho de consumo de vários meninos e meninas, que gostem de ação.
Originalmente publicada em: http://livrosobaluzdalua.blogspot.com.br/


A história começa com Jesse sozinho em sua casa, sem saber o que aconteceu com sua família, ou mesmo o motivo de as ruas estarem tão calmas, a não ser por alguns indivíduos de pele amarelada e olhos vermelhos, babando uma gosma verde. Logo Jesse percebe que os mesmos, querem se banquetear com sua carne, e que é melhor correr, e muito.
Sim meus caros essa é uma história sobre zumbis, mas eles não são descritos completamente como conhecemos, tão pouco essa é uma história sobre uma garota que se apaixona por um Zumbi, leia-se Sangue Quente, Jesse Chesnutt é uma história de ação, com capítulos alternando os dias antes e depois da epidemia, e em algumas ocasiões, lugares diferentes no mesmo horário.
Jesse se junta a outros personagens em busca de sua sobrevivência, uma cura e claro achar sua família.
O autor não poupou nenhum personagem, vários personagens são apresentados ao longo da narrativa, alguns vivem mais tempo outros menos, mas como eu disse, ninguém foi poupado.
Além de ter Zumbis, há também histórias paralelas, como por exemplo mafiosos e o mistério do planeta T12.
Leitura rápida, não só pelo número de páginas, e sim pelo ritmo dos acontecimentos, são de tirar o fôlego.
Senti falta de mais descrições dos cenários, até mesmo da história não ter se passado aqui no Brasil, e de mais aprofundamento dos personagens, só que é compreensível esses elementos não serem tão presentes, o foco é outro.
Se você leitor, gosta de cenas fortes, com sangue, mordidas a parte, mistério, mafiosos e carros velozes Jesse Chesnutt é leitura obrigatória.
A editora Novo Século arrasou na capa, uma das mais bem feitas e bonitas que já vi.

comentários(0)comente



Kéziah Raiol 04/05/2013

De inicio somos apresentados a um caos em Milton, Flórida. Onde um vírus desconhecido se alastrou e várias pessoas foram infectadas, transformando-se em “mortos-vivos”, que são chamados no livro de "Infectados", mas suas características básicas são bem semelhantes as dos conhecidos e queridos zumbis.

Apesar de a cidade estar praticamente toda devastava pelo vírus, ainda podemos encontrar alguns sobreviventes, como: Jesse, um garoto normal que acaba perdendo grande parte da sua família para esse vírus devastador. Tentando sobreviver Jesse encontra Kevin e Brian em uma Ferrari roubada, o garoto se junta e eles em uma espécie de galpão, onde outros sobreviventes se encontram, procurando a cura para aquela “doença” e assim sair da cidade sãos e salvos, o que eles não sabem é que há muito mais mistérios envolvendo essa epidemia.

Os sobreviventes saem do galão periodicamente em busca de comida, remédios e meios básicos para sua sobrevivência, encontrando no caminho diversos “infectados”. A busca pela sobrevivência se torna algo complicado, ainda mais quando Jesse se junta ao grupo, ele é um garoto muito fraco e sem muitos pontos positivos, às vezes faz coisas que prejudicam demais o grupo, talvez por impulso. Está longe de ser um herói, mas aos poucos vamos notando que o mesmo acaba se tornando mais maduro, e a vontade de viver vai falando mais alto.

Leonardo descreve muito bem os cenários e principalmente os infectados, sua aparência amarelada/esverdeada é de dar calafrios. O enredo foi extremamente bem construído deixando os leitores cada vez mais ligados à história. O Desfecho foi fabuloso, fomos inseridos ao planeta T12 de forma majestosa, e tudo começou a fazer sentido, é impressionante como o autor conseguiu criar uma ponte juntando cada parte da história.

Um ótimo livro para pessoas que gostam de ação, e também de uma leitura rápida.
comentários(0)comente



MauMau 11/07/2013

Olá pessoal, tudo bem? Eu estava com muito pouco tempo para leitura ultimamente. Aí sentei e comecei a ler Jesse Chesnutt. E não larguei mais. Fazia muito que não lia nada com essa premissa e por isso estava muito ansioso com várias expectativas. Não me decepcionei nem um pouco e a história me agradou muito. Eu consegui esmiuçar várias partes do livro, mas não tão profundamente. Apenas em alguns momentos que na minha opinião fizeram toda a diferença dentro do conjunto. Pra vocês a resenha do livro que conseguiu me fazer ter um pesadelo...


Estamos em Milton, na Flórida. É abril de 2012 quando um vírus desconhecido se alastra de forma desconhecida na população, matando e depois transformando as pessoas em uma espécie de zumbis cadavéricos esverdeados. Eles invadem casas, mercados, e andam por todo o lugar em busca de outras vítimas. Jesse é um garoto que mora com sua família, até sua casa ser invadida pelos infectados. Jesse consegue escapar deles e fica escondido, mas logo terá de sair às ruas para conseguir sobreviver. É aí que ele se encontra com Kevin e Brian. Eles possuem uma ferrari e acabam ajudando Jesse, levando-o para o esconderijo. Lá ele conhece os outros sobreviventes do grupo: Yan, Carolyn, e Ned.Eles também não tem muitas informações sobre o que estaria acontecendo no mundo. Kevin é o líder do grupo, e tem um passado misterioso. Além do fato de que estava preso, até alguns infectados invadirem a cadeia. Todos os passados dos personagens são desvendados e mostrados aos poucos no decorrer da história.

O que Jesse não sabia era que seu pai Klaus estava vivo. Ele consegue sobreviver com o auxilio de um facão. Logo Klaus encontra um outro grupo de sobreviventes que vive em uma grande casa. Eles lhe recebem muito bem, e vão ajudá-lo na busca por seu filho. Klaus já sabe que sua esposa e sua filha estão mortas. Em quanto isso um personagem muito estranho surge nas vidas do outro grupo. Jónsi. Eles o abrigam no esconderijo, mas logo alguns sentem que ele não é o que parece ser. E é quando Kevin e Jesse saem por um momento do esconderijo, é que Jónsi mostra ser quem realmente é. Todos os fatos que vão acontecendo no livro são o que intermedia a ligação precisa para como por exemplo, Jesse encontrar seu pai.

Diversos outros personagens entram na história, como vários saem dela também. Isso acontece algumas vezes. Quando começava a gostar mais de algum personagem ele morria. Mesmo que se passasse alguns cápitulos ele morria. Mas isso não faz de nenhuma maneira a história perder sua cadência. Isso não nos lembra um certo alguém?
A forma dos diálogos diferenciados de acordo com cada personagem é um detalhe que pra mim faz a diferença. Uma médica não tem a mesma linguagem de um adolescente ou uma outra pessoa qualquer. Isso tudo dentro, no contexto de forma harmoniosa.

Quando Jónsi ataca o grupo, Carolyn consegue fugir. Demora um tempo até que ela seja encontrada pelo outro grupo ao qual pertece Klaus, pai de Jesse. Aí seria a forma usada pelo autor para o encontro posterior, dos dois grupos. Neste tempo de fuga ela acaba tendo de comer carne de ratos para não morrer de fome. Este ponto do livro em questão dá a obra, na minha opinião, um peso diferencial. Além de que o autor soube usar todos os elementos possíveis e aproveitar todos os fatos para o desenvolvimento da história. Sem falar nas novas informações que surgem no decorrer. Uma forma refulgente de escrever .

Continue lendo em...
http://www.sonhosresenhas.blogspot.com.br/2013/06/ola-pessoal-tudo-bem-eu-estava-com.html#more
comentários(0)comente



27 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2