Entre o Céu e o Inferno

Entre o Céu e o Inferno Simone Pesci




Resenhas - Entre o Céu e o Inferno


13 encontrados | exibindo 1 a 13


Juny 06/10/2015

" Entre o Céu e o Inferno "
... " Esse é um livro para quem é fã de uma leitura intensa , a autora nos trás um enredo que aborda o abuso sexual , drogas , corrupção ... e por ai vai .. O que mais me envolveu nesse enredo , foi o fato da protagonista não ser aquela mocinha estereotipada que estou acostumada , Alex é uma golpista sem escrupulosos e nem remorsos, já que foi abandonada em um mundo sujo ! Ela vive em um mundo onde sobrevive mais, quem é esperto , desde cedo aprende , qual é a regra do jogo e ela sabe jogar , o problema , é que nem sempre a sorte está a seu favor ....... e um dia ela pode se tornar a vitima . Alex está acostumada a correr este risco , mas não preparada para oque estava a sua frente , ela jamais imaginou que cairia em um golpe que era meste em dar , ela se vê presa em uma teia da qual , quanto mais lutava , mais presa ficava ..... Até que Max , um amigo do passado , retorna e decide lhe estender a mão , Alex exita ..... sabe que ninguém que entra nesse mundo , sai dele , sem pagar um preço ..... e a sua conta é bem alta .... Ela sabe que pode arrastar Max para sua podridão , a unica pessoa no mundo que um dia a amou de verdade ! Max , será forte o suficiente para salva la ? seria ele capaz de perdoar todo o passado destrutivo de Alex ? Eis a questão , quem é mais forte , o Céu ou o Inferno ?
comentários(0)comente



Silva 23/03/2015

Sem palavras
Contracapa – “Alex conheceu o sofrimento desde a mais tenra idade”.

Nota-se a paixão da autora pela musica, cada capitulo tem o titulo de uma musica (eu gostei disso).

Amei o Prefácio (não conhecia aquela lenda chinesa).

2 das personagens principais, para além de Alex são : António César Toledo (Toni), seu pai adoptivo, seu inferno (“Pois eram aquelas pequenas discussões que acabavam fazendo com que eu fosse a maior vitima de todo aquele espectáculo de horror”) e Maxwell Fonseca (Max), seu céu e que entrou em sua vida quando ela tinha 6 anos, “Aliás, havia sido por intermédio dele, que consegui ter um cantinho mais apropriado para viver e uma infância e adolescência menos dolorosa”. Céu e Inferno quem venceria?

Adorei o seguinte Trecho (muito linda a frase) : “E quando eu achava que tudo estava perdido, ele – meu céu – voltou a mostrar-me o caminho da luz. Desta vez, decidi segui-lo sem hesitar. Eu só não contava com um detalhe, de que meu inferno, não me deixaria entrar no paraíso e faria tudo para que eu caminhasse em sua companhia para o purgatório”.

Que raiva daquele pai adoptivo, apeteceu-me entrar no livro e matá-lo,
mas antes disso, torturá-lo.

O que a autora fez comigo na página 20 foi : sempre que ouvir a palavra “meu doce” de alguém vou querer saltar-lhe para cima e bater-lhe (“Abra essa porta agora, minha doce menina… Papai precisa de carinho neste instante. Se não abrir por bem, abrirei por mal.”)

O pai de Max, já falecido, era seu herói. Eliza Maria, vai ser importante, era mãe de Max “Por alguns instantes senti uma tremenda inveja por não ser eu aquela criança sortuda, com uma mãe tão carinhosa.”

Alex passou fome e teve que cometer pequenos furtos e, até, começar a prostituir-se.

Alguns anos se passaram….. Nossa protagonista vive sozinha já tem 28 anos (ainda bem que a autora não colocou mais capítulos com o sofrimento dela para não se tornar cansativo e violento demais… e se alguém sentir falta de partes da história, não precisam, pois elas vão aparecer aos poucos)

Aqueles telefonemas no capitulo 2 deixaram-me nervosa, eu tinha desligado o telefone da corrente (leiam para saberem do que falo).

A autora dá-nos a conhecer novos personagens : Tito “lábios carnudos e convidativos” (será que sabiam a morango? Kkkkk) e Cacá “era uma linda mulher”, sócios de Alex nos negócios; Juan Medeiros, um empresário do ramo editorial, um homem muito bonito, rico e simpático; Hugo Brandão, um milionário no ramo musical, era o pai biológico de Alex, gostei da maneira como a autora o introduziu, mas Alex culpava-o por tudo de mau que passou, pois ele a tinha abandonado em bébé.

Aquele capitulo 3 foi “brutal”, coitada, parecia que o inferno já tinha passado, mas afinal… “E instantes depois retornou em minha direcção e segurou com força meus cabelos, levantando-me do sofá com brutalidade”. Será que o pai adoptivo tinha voltado? Leiam para saber. Nesta altura deu-me raiva e tive pena dela, apetecia ir lá ajudá-la e mais uma vez usar de tortura lenta, uma vez que o Max tinha desaparecido da vida dela (sabe-se mais tarde o porquê dele a ter deixado , o que lhe custou bastante fazer, mas teve que ser, “Assim, parti para uma nova vida longe das drogas, das loucuras… E terrivelmente, longe de Alex”).

Houve uma coisa que eu não gostei, a autora usa muito a expressão “apenas nos comunicando pelo olhar” em alguns capítulos do livro (o que não é mau), mas no 7 repetiu mais de uma vez. O problema não é repetir no livro, mas no mesmo capitulo…. Mas não fez com que eu não tivesse gostado muito de o ler.

Na página 98 quase que tinha um ataque de coração

No capitulo 9, Max entra em cena. Ainda bem que Max apareceu outra vez na vida de Alex, passados 10 anos “Porque não tive coragem de salvá-la do perigo momentos atrás? Como sempre, o meu medo foi maior. E ela sofreu as consequências.” – vê lá se esqueces o medo e a ajudas definitivamente, Max, querido.

Gostei da descrição de Max, por parte da autora que o foi descrevendo em alguns capítulos, “Ele era um molde perfeito de um Deus grego, com os braços fortes e torneados...”

Gostei que a autora colocasse alguns capítulos do ponto de vista de Max, acho até que podiam ter sido mais (onde ele conta o que aconteceu a seu pai, entre outras coisas, também teve a sua dose de inferno, coitado!).

O capitulo 10, foi um capitulo muito tenso mesmo.

A página 130 fez-me chorar. Que susto que apanhei na página 132. A página 140 e 141 foram perfeitas (uma cena digna de um filme).

Novas personagens aparecem, uma delas é Julia, “se parecia com uma bonequinha de luxo”.

No capitulo 14 acontece o que eu tanto esperava, mas o final do capitulo tinha de ser diferente, aquilo não se faz aos leitores, Simone Pesci.

Amei o capitulo 15, mais um dos poucos narrados por Max, perfeito.

Ela tinha medo de lhe contar toda a verdade. “Poderia o amor perdoar até o pior dos pecados mortais.”

O Capitulo 22, deu-me uma raiva, mas infelizmente aquela maldade existe no mundo.

No capitulo 24 tem-se 2 narrativas a de Max e a de Alex, se fosse eu a escrever o livro só colocaria um dos pontos de vista, pois as frases foram quase todas repetidas.

Na página 277, vieram-me lágrimas aos olhos. O capitulo 27 foi onde chorei mais, só lendo para perceberem o porquê.

Conclusão : Não desejo a ninguém o que ela passou….. minto….. desejo sim, a quem lhe fez as maldades e a pessoas como essa(s).

Trechos
1 – “De imediato meu corpo estremeceu, minhas pernas ficaram bambas e o ar fugiu dos meus pulmões ao escutar aquela palavra que eu estava tão familiarizada a ouvir desde bébé, por uma das piores vozes que habitavam minha memória.”
2 – “Naquele instante me veio em mente uma velha frase, conhecida, por muitos, mas que eu não recordava da origem ´Depois da tempestade, vem a bonança´. Mas, novamente, eu me enganei. A bonança não chegou e por um momento indaguei-me em pensamento – porque estou passando por isto novamente?”
3 – “Só um verdadeiro coração que sangra, sabe a grandeza que é estar ao lado de quem ama…” – amei este trecho
4 – “Ele possuía o dom de acalmar e pacificar meus pensamentos, meu coração e minhas atitudes”
comentários(0)comente



pereira_renata 02/02/2015

Intenso!
A linda da vez é a Simone Pesci, que publicou seu livro de forma independente. Entre o céu e o inferno é seu primeiro livro e digo, haja fôlego para ler essa história!
Quando eu estava mais ou menos na página 60 tive que mandar uma mensagem para ela no facebook reclamando....quanta violência! Será mesmo que eu consigo terminar de ler? Mas acabei indo em frente....
A sinopse na contra-capa é a seguinte:
Alex conheceu o sofrimento desde a mais tenra idade. Foi adotada e sua nova família não era a salvação que uma criança tanto precisava. O seu próprio pai adotivo lhe apresentou o primeiro inferno. Porém, o céu decidiu resgatá-la, foi quando em plena infância, Max apareceu em sua existência. Mas a jornada era árdua e Alex cresceu vivendo no inferno e sendo amparada pelo céu... Ela precisava escolher um dos caminhos, uma estrada certa que a levasse ao destino que tanto sonhara. Mas o jogo da vida não era fácil. Juan surgiu para relembrar o seu maior inferno. E, agora, Alex vive perdida, tendo que escolher "Entre o Céu e o Inferno". Conheça a história de uma jovem garota que aprendeu a viver com o ódio, o amor, o perdão, a fé e o recomeço. Uma jornada aterrorizante e com um delírio sexy e instigante. A pureza sublime de um céu... E o fogo abrasador de um inferno.

A sinopse oficial não fala muito né? Acho que justamente a ideia é essa: surpreender o leitor! E acho que consegue! ♥ Eu mesma me surpreendi com a leitura desse livro! Não tanto pela história em si, nem pela história de amor, nem pela história de dor, mas por alguns elementos inseridos no contexto que na verdade eram "desconhecidos" para mim.....No sentido de não estarem presentes nas histórias que eu costumo ler. Muito menos nas que são consideradas romances.
Eu sempre via a Simone Pesci falando no facebook que a "inspiração" para sua Alex teria sido a atriz Marjorie Estiano. E mesmo ela tendo dado a descrição física de Alessandra (que não parece em nada com a Marjorie) sabe que enquanto eu lia eu ia imaginando a atriz interpretando esse papel? Pode ser viagem da minha cabeça, ou pura influência externa. Mas falo, Simone, eu também acho que a atriz interpretaria muito bem sua doce/amarga Alex.
Como eu falei para vocês, a forma como a história começa é muito violenta. Me chocou um pouco. Depois vai amenizando (pura ilusão) para novamente mergulhar de novo e de novo e de novo no caos. Então aqui eu falo para vocês que gostei muito do contraste entre céu e inferno que a autora fez, conscientemente ou não. Uma hora era luz e em outro momento eram trevas. Tenso e intenso, combinam perfeitamente!
O que me chamou a atenção é que não tem tantos personagens. Odeio histórias que tem um bando de gente que mais parecem figurantes de novela, sabem....Então os personagens dessa história de amor e dor estão completamente inseridos no contexto de forma natural.
A personalidade de Alex é meio duvidosa as vezes. Em um momento podemos amá-la e no outro odiá-la por seus atos. Do tipo que nos perguntamos: como pode alguém que sentiu e sente tanta dor atrair mais sofrimento para si mesmo? O correto seria fugir disso, não? Correr das escuridão como o diabo foge da cruz? Mas não....
E eu não falo mais nada, leiam o livro para saber ahahahaha. É complicado falar de um livro desse tipo sem dar spoiler. Então leiam se ficaram curiosos!!!!!
A capa é um show a parte, gostei muito dela, mesmo antes de comprar o livro já tinha curtido muito a capa. Meio angelical e meio sombria, mas para sombria....srsrsrs
Vale a pena a leitura!


site: http://www.umaleituraamais.com.br/
comentários(0)comente



Brisa 10/12/2014

Surpreendente
Entre o céu e o inferno é muito mais do que um romance. Ele nos ensina a lidar com nossos próprios sentimentos.
A dor, o ódio, o desespero, o medo, o perdão e o amor. Superar a si mesmo. Saber o que se passa dentro do nosso coração.
Juro que me surpreendi com a estória de Alex e Max. Foi algo bem diferente do que costumo a ler.
Me apaixonei nos primeiros capítulos pelos os dois.
Primeiro fiquei torcendo para o céu da Alex voltasse para ela.
Segundo, tive pena, ou melhor, compaixão por todo o sofrimento da Alex.
Ela era uma mera vítima das circunstâncias da vida. Teve o azar de ter "pais" que só queriam fazer da sua vida um inferno.
"Os anos passaram e sem seu céu do lado aquela pobre garota se tornou uma mulher sem esperanças e fé. Só havia sofrimento e sombras à sua volta até que o inferno se materializou em sua frente, mas junto com ele o seu céu voltou trazendo o amor para o seu coração.
Alex e seu céu lutaram fervorosamente contra o inferno até que a luz da paz os deram uma segunda chance."
Confesso que, por alguns instantes pensei que o inferno sairia vitorioso, mas fui totalmente surpreendida.
comentários(0)comente



Juliana 25/11/2014

Entre o Céu e o Inferno.
Que sou uma leitora emotiva, já deixei mais que claro aqui no blog, quando apresento as resenhas dos livros lidos. Acredito que expor quais foram as sensações e emoções que tive durante a leitura nas resenhas são importantes.

Bem e agora como explicar um mix ou melhor ainda, um turbilhão de sentimentos que afloraram nesta leitura, será no mínimo complicado. Logo acredito que seja melhor iniciar pelos personagens, não que seja regra ou que sinta-me obrigada a começar assim, mas sim como ponto de partida. Então vamos lá...
Alessandra Toledo, encantadoramente sombria, que apesar de viver um inferno desde que nascera e dizer que não tem fé - no amplo sentido da palavra - ao meu ver, ela é a demostração pura da esperança e da perseverança. Ok! - A moça nos relata cada coisa que já fez, que em certos momentos você irá querer matá-la, principalmente nos diálogos com Max. Mas então é que a magia acontece e a autora com tamanha astúcia nos apresenta a visão dela, Alex, quando está agindo de tal maneira. Seu famoso estado catatônico.
Maxell Fonseca, sem dúvida alguma é a personificação do BEM, daquele querer maior que chega ser a perfeição - porém não somente a perfeição aos olhos, mas principalmente, perfeito ao coração. Uma divindade caída entre os mundanos, o rapaz adentra no inferno quantas vezes forem precisos e necessárias para manter sua amanda salva, livre das sombras que a cerca. Apresenta o amor no significado mais puro e verdadeiro, algo digno de um príncipe dos contos de fadas.
Juan Medeiros, um receptáculo da maldade, o lar de um demônio, uma criatura que sente prazer em torturar - Alex e Max - e chega ao orgasmo quando o sofrimento causado ultrapassa as janelas da alma dos nosso casal.
Não sei explicar como, mas há algo que nos envolve nesse personagem que me fez muitas vezes auto questionar: " - Que emoção é essa que você sente por esse personagem, Juliana?". Dizem que o ódio é o oposto do amor, ou que ambos são a mesma coisa, tamanho sua força e reações que nos causam. Entretanto, se houver algo entre esse dois sentimentos, mas que unam ambas as forças talvez esse seja o que sinto/senti por Juan Medeiros.
Um enredo intenso, comovente, digno de um verdadeiro drama - gênero esse que a obra se classifica. Até mesmo no primeiro contato com autora, lembro -me que ela me perguntou se eu gostava de drama, porque o livro é um "Dramalhão".
Fiquei e ainda estou perplexa, ou talvez em um estado catatônico, com a obra no geral - principalmente com o final.
" - Meu coração veio gritar por mim, chegando a boca!"
Entre o Céu e o Inferno, foi o livro que com toda certeza eu usei e abusei dos marcadores de textos ( adesivos), por que foram páginas pós páginas - capítulos pós capítulos - que sentia como obrigação marcar, por tamanha força que as palavras transmitiam.
Se indico ou indicarei o livro? - Uníssono " SIM".

site: http://nossaestantenacional.blogspot.com.br/2014/11/resenha-entre-o-ceu-e-o-inferno.html
comentários(0)comente



Kely Brenzan 18/11/2014

Entre o Céu e o Inferno

Simone pelo amor, confesso que estou tremendo até agora com as últimas páginas deste livro!
"Entre o Céu e o Inferno" é um livro que nos prende a atenção do início ao fim. E quando digo do início ao fim, é extamente isso!
Claramente que não estou aqui para fazer uma resenha técnica, porque não tenho tal experiência para isso. E de qualquer maneira eu também achei tudo perfeito! A capa é maravilhosa, retrata exatamente o que ela discorre no livro. A diagramação também, limpa e de uma forma que não cansamos dela. A escrita também adorei, pois ela escreve de uma maneira que a leitura flutua tranquilamente.
Quando iniciei a leitura do primeiro capítulo, imaginei que seria uma história completamente diferente do que fui descobrindo nos capítulos subsequentes. A Simone ousou maravilhosamente bem no enredo e conseguiu tanto apavorar-me como deliciar-me com a história. Claro que, sem sombras de dúvidas, eu prefiro o CÉU! Também com um Céu daqueles seria uma maluca se pensasse diferente.
Mas enfim, a protagonista Alex passa por situações das mais piores possíveis na vida, desde sua infância, que a faz tornar-se uma pessoa desacreditada e com algumas práticas incorretas, levando sua vida da única maneira que ela conhecia até então. Depois de anos sozinha ela volta a encontrar Max, seu amigo de infância, que passa a caminhar com ela tentando trazê-la novamente para a luz. Mas a vida a coloca mais uma vez de maneira dolorosa "Entre e o Inferno"... Só posso dizer, sem soltar partes do livro que possa comprometer a leitura de novos leitores, que este é um livro que nos deixam apreensivos e querendo devorar a próxima página enlouquecidamente, pois a cada trecho lido uma nova surpresa aparecia e me deixava apavorada para saber qual seria o final desta história.
Confesso que fiquei com vontade de acabar com o "inferno" eu mesma de tanto que me amedrontava hehehehehe
Super recomendo a leitura pois amei! E para quem gosta de uma Leitura instigante e cheia de surpresas, esta é uma ótima pedida!
Parabéns Simone Pesci! E que você possa produzir mais livrinhos para degustarmos! Beijos!
Kely Brenzan 18/11/2014minha estante
Ops... ali no trecho: "Mas a vida a coloca mais uma vez de maneira dolorosa..." o correto é "Entre o céu e o Inferno" e não da maneira que coloquei hehehehe desculpe


Simone 21/11/2014minha estante
Kely do céu, agora sou eu quem diz pelamorrrrrrrrrr!!! Sasinhora do CÉU e INFERNO, estou emocionada com o seu parecer e muuuuuito feliz em saber que "Entre o Céu e o Inferno" tocou o seu coração. Obrigada por dedicar parte do seu tempo com a leitura.




estantedasuh 03/11/2014

Entre o Céu e o Inferno - Blog Era Uma Vez o Livro
Alessandra Toledo ou mais conhecida como Alex é uma mulher quem vem de uma vida muito sofrida. Desde criança ela sofre várias agressões e abusos de todas as formas por parte do pai adotivo Toni. Alex nunca foi feliz, a na infância conheceu seu amigo Max, o seu Céu. Ela vivia no Inferno, mas quando estava com Max tudo era diferente. Ele transmitia uma paz e fazia com que a vida dela se tornasse mais agradável, mesmo que fosse por algumas horas.

O livro começa com a Alex na sua infância, nela conhecemos o inferno dela, Toni. Ele covardemente abusa e agride Alex de todas as formas e é bem chocante. A escritora não narra com tantos detalhes, mas pra quem tem coração muito mole não é uma cena muito agradável. Eu fiquei com o meu coração na mãe e queria entrar no livro e mata-lo.

Depois disso vamos conhecendo como foi o decorrer da vida de Alex, ela nunca teve paz. Se metia em várias enrascadas e não consegui sair do caminho da escuridão. A única luz que tinha sua vida era o seu amigo Max. Ele sempre a puxava para a realidade e por causa dela acabou entrando também na escuridão. Só que chegou um momento que isso afetou a mãe de Max e ele teve que escolher ou sai dessa vida, ou iria acabar numa tragédia. Ele optou por mudar a sua vida e tentou de todas as formas levar Alex consigo, mas ela não quis e com o coração dilacerado ele vai embora e a deixa sozinha.

Passam-se dez anos e nenhum dos dois tem notícias e a cada dia Alex se afunda mais. Eu me sentia muito mal com tudo que estava lendo. Alex não via que aquilo não era vida. Ela estava cega para tudo ao seu redor. E nessa cegueira ela acabou caindo nas garras de Juan Medeiros, um empresário do ramo Editorial. Para Alex ele seria mais um otário que cairia no seu golpe, mas não foi isso que aconteceu. Ela se viu presa em mais um inferno, e mais uma vez foi usada com objeto assim como Toni fez em sua infância. Só que agora ela estava enfrentando um mal maior, pois Juan era uma pessoa mil vezes pior que Toni e tinha muito dinheiro para fazer o que quisesse com ela.

Max mesmo depois de dez anos não esqueceu a sua amiga, ele tentou de todas as formas levar uma vida normal, teve outras mulheres, mas o amor da sua vida era Alex e isso nunca ia mudar. E é pensando nisso que ele volta para São Paula a procura do seu grande amor. E a encontra pior do que havia deixado. Só que dessa vez ele não ia desistir dela. Ele enfrentaria Céu e Inferno pelo seu grande amor. E é aí que uma grande história começa a desenrolar.

Eu não sei nem o que dizer com relação esse livro. Estou com sentindo tantas coisas que não sei me expressar. Nunca tinha lido um livro de Drama, mas esse não é só um drama, é um DRAMÃO, como a própria Simone falou pra mim. É livro forte que te faz refletir sobre muitas coisas na vida. Eu senti raiva, pena, amor, angústia, esperança, me senti confusa, fiquei atônita com algumas coisas que aconteceram. É um livro que prende o leitor e que faz ele querer um final feliz para aquela menina tão sofrida. Eu queria protege-la como seu fosse minha filha e me sentia impotente em não poder fazer nada. Literalmente fui uma mera espectadora.

Max pra minha é o homem mais perfeito desse mundo. Ele é protetor, batalhador, tem um amor enorme e uma garra sem fim. Realmente era o Céu de Alex. Ele fez toda a diferença na vida dela. Eu só sentia paz quando ele estava em cena. O amor dele era sem fim. Um homem MARAVILHOSO.

Agora odiei com todas as minhas forças Toni e principalmente Juan. Eles eram o capeta em pessoa. Nunca tinha sentido vontade de matar uma pessoa, mas senti com esses personagens. Mas não uma morte simples, tinha que ser torturado, de todas as formas. Sei que existe gente como eles, e isso me entristece muito.

Além desses personagens tem ainda Dona Eliza, mãe de Max, uma mulher incrível. E Hugo Brandão, o pai biológico de Alex. Dois personagens que também fez muito diferença na história.

E o que falar do final. É EMOCIONANTE! Eu jamais imaginava que terminaria daquele jeito. Por três vezes quase tive um infarto, e me deu muita vontade de esganar a Simone. O livro é PERFEITO. Tornou-se um dos meus favoritos.

Com esse livro vi que a minha vida é muito boa, e que tenho que agradecer a Deus por tudo que ele tem feito. Existe muita gente que sofre por esse mundo e que precisa de ajuda. Mas com fé e muita perseverança é possível mudar o rumo da história. Super indico esse livro. Não deixem de ler, vocês vão conhecer uma história inesquecível.

site: http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/2014/10/resenha-entre-o-ceu-e-o-inferno-de.html
comentários(0)comente



Fer - Mato Por Livros 08/10/2014

Intenso, Arrebatador e emocionante.
Nunca um título de livro nos preparou tão bem para o que encontrar em suas páginas quanto esse.

ENTRE O CÉU E O INFERNO, não poderia explicar melhor o que vive Alex.

Alex ainda era uma criança quando conheceu o inferno. E o inferno tinha nome Toni.

Antônio César Toledo é desses seres desprezíveis que não podemos chamar de humano e que vivem suas vidas simplesmente para destruírem outras, para acabar com os sonhos, com a esperança e com certeza, destruírem todo o interior de uma pessoa, principalmente se a pessoa for apenas uma criança...

Alex vivia sua terrível realidade todos os dias.

E como não chorar, não tremer de medo, não desejar que aquela terrível contagem parasse e o silencio tomasse conta de tudo? Esperando que aquela horrível voz se apagasse. Passamos os piores momentos que alguém pode passar ao lado de Alex e tudo o que podemos fazer é chorar de duas dores, e rezar para que sua vida possa mudar.

Alex tem quase todos os momentos de sua amarga vida, morando no inferno, mas ela tem a chance de conhecer o céu, que surge através de seu doce e protetor amigo Max, uma criança que também já passou pelo seu inferno particular, mas que mesmo assim é capaz de amar e resgatar um pouco Alex de suas dores mais profundas...

Os anos passam e o Inferno decide criar uma morada fixa no coração de Alex, ela decide não mais sofrer e para isso acha que o caminho da perdição é o melhor a seguir.

Max segue ao seu lado sempre, mesmo que para isso, ele próprio deixe sua vida e se entregue ao verdadeiro inferno no mundo obscuro das drogas, da bebida, da entrega aos seus problemas.

Mas ele sofre demais, porque não consegue ver cada dia mais, sua doce amiga Alex adentrando mais fundo as profundezas da escuridão.

E então ele decide ir embora.

Alex segue com sua vida, se é que pode se chamar de vida a forma como ela leva seus dias.

A sensação que eu tenho é que ela simplesmente segue cada dia, sem nem ao menos acordar de verdade, como se a dor fosse tremenda que tudo o que ela vive, é somente para aumentar o buraco em seu coração, assim logo o mesmo não aguentaria e poria fim em todo aquele sofrimento. A sensação que tenho é de que ela não quer mudar, porque não pode aceitar o fato de que pode existir outro caminho que não seja o inferno.

As coisas pareciam estar um pouco mais calmas, tirando o inferno existente em seu próprio coração, as dores externas pareciam pelo menos ter se encerrado, mas um novo inferno iria surgir e com um novo nome Juan.

Alex mais uma vez se vê perdida dentro de seu novo inferno. Novas dores, novas lágrimas, mais desesperança... Como e por que alguém tem que sofrer tanto assim?E para piorar, ou quem sabe melhorar, uma pessoa de seu passado, alguém que sem querer entregou Alex a esse sofrimento está de volta.

Mas Max, o seu Céu, também retornou e dessa vez disposto a tudo parar tirar Alex do Inferno. Mas nada é tão fácil quanto aparenta. E estaria Alex disposta a deixar tudo para trás? Conseguiria ela aceitar que existe outra vida, além de todo o inferno que ela conhece?

A batalha entre o Céu e o Inferno começa e nunca pensei que uma luta pudesse ser tão difícil de vencer.

Nunca li um livro com tantos momentos ápices... Quando você tem quase certeza que as coisas vão se acalmar, um novo acontecimento vem á tona e tira você do eixo novamente.

Eu virava uma página e pensava, sim agora sim, vou encontrar a paz. E na próxima página, as lágrimas tomavam conta novamente do meu coração...

Muito emoção, ação, fé, esperança e principalmente o amor, tomam conta dessa história.

Eu vivi das dores de Alex, chorei de suas lágrimas e ainda estou com suas feridas cicatrizando em meu coração. Mas apesar de amar a personagem, em alguns momentos também gostaria de dar uma boa sacudida nela e dizer: - ACORDA! Faça outras escolhas, saia desse caminho, sim você pode!

Quanto a Max, não poderia ser um dos melhores heróis já criados por alguma escritora.

Com um misto de instinto protetor, mas autodefesa, e com um amor alem do limite, Max sabe o que quer e não se deixa levar por Alex, sendo assim um homem de verdade.

O final do livro (bem quase o final) me surpreendeu bastante, é aquele final que logo de inicio achamos um pouco diferente, mas depois que assimilei o que estava lendo, achei um final surpreendente, afinal eu acredito MUITO nesse tipo de Céu. O que me deixou ainda mais apaixonada pela história. Eu amo magia e ter fé no que não podemos ver, só sentir é essencial!

Genteeeeee espero que possa ter transmitido o mínimo do que senti com essa história.

A autora Simone Pesci é PERFEITA, ela escreve de uma forma que nos envolve totalmente na história e conseguimos sentir tudo de forma plena.

Existem livros que quando terminamos queremos compartilhar a sensação com todos. Mas quando paro para fazer uma resenha, a vontade vai embora ou fico com muito medo. Simplesmente porque você não sabe como vai conseguir escrever tudo o que sentiu. Como fazer com que as pessoas entendam claramente tudo o que uma história lhe passou? E ai você pensa, essa resenha nunca poderá fazer isso. Como colocar tanto sentimento expresso aqui?

Então espero que possa ter escrito algo aos pés da história e que vocês possam sentir pelo menos um pouco do que senti.



Outra noticia super importante sobre a história? Toda ela foi inspirada em MÚSICA, então para os fãs dessa arte linda, a história ganha ainda mais um atrativo.

No inicio de cada capitulo, encontramos um trecho de cada musica que inspirou o determinado capitulo. É lindo demais, e torna a história ainda mais especial.



Quanto á diagramação do livro é outro item PERFEITO. Gente é lindo demais, a capa foi feita por nada mais nada menos que Adriana Brazil. E os detalhes do livro e de cada capitulo são uma beleza a parte, deixando a leitura ainda mais prazerosa.


Só me resta dizer: leiam leiam leiam.

Com um enredo arrebatador que promete ensinar e encantar muitas pessoas.

site: http://www.matoporlivros.com.br/
Simone 21/11/2014minha estante
Fernanda do céu (e da terra),

Morri com sua resenha! ;)

E o que MAIS me deixou feliz é saber que consegui tocar seu coração com o enredo. Minha intenção sempre foi essa: tocar o coração de quem o lesse e levar uma verdadeira mensagem. Afinal de contas, cada um carrega dentro de si um pouco de 'céu e inferno', e cabe a nós mesmos escolher qual deles dosar? ? e espero sinceramente que essa dosagem seja sempre 'o céu'. rs

COMO eu já lhe disse, acredito que o autor têm COMO obrigação não só escrever um enredo, mas sim escrever um enredo que tenha um propósito. E o meu propósito sempre foi mostrar que, até mesmo na escuridão podemos SIM sonhar com o 'maior e melhor'. E de fato, um dos caminhos para seguir o bem são: AMIZADE e AMOR!!! Por isso criei Alex & Max.




Andréa Bistafa 18/09/2014

www.fundofalso.com
Eu te entendo, Alex, te entendo...
Um livro sobre ódio, mais ódio, amor e redenção. Esse é o livro de estreia da autora.

Alessandra foi alvo do abandono, logo que nascera. Por algum motivo a sorte não sorriu para ela, e desde seu nascimento passou por toda uma infância negligenciada, abusada e castigada. Uma criança que queria apenas ser feliz, respirar, e não sentir medo. Abusada sexualmente pelo próprio pai (ou aquele a quem ela deveria chamar assim) acabou encontrando seu único calento na amizade de Maxwell. Conhecera seu amigo ao acaso, em um desses dias que você se pergunta porque.
Com o passar dos anos, Alex atingiu sua adolescência que foi regada a drogas, prostituição e vícios, levando Max ao fundo junto com ela. Até o momento em que ele precisava escolher, continuaria ao lado de sua melhor amiga, que em segredo amava, ou a abandonaria dando ouvidos ao sofrimento de sua mãe e se afastaria daquele mundo.
Mais alguns anos se passam e Alex está sozinha em São Paulo. Após tantos castigos da vida eu realmente não a culpo por tantas escolhas erradas. Entre o certo e o errado, sempre a facilidade do errado a convencia. Infelizmente(ou não) depois de tantos erros ela acaba encontrando algo que a faria pensar melhor. O inferno a alcançou.
Em meio a um grande problema, mais um dos criados por ela mesma, ainda terá que lidar com o aparecimento de seu suposto pai biológico e a algumas chamadas sem identificação em seu celular. Ela precisa de ajuda, mas será que alguém poderia resgatar Alex do inferno que ela ela vem caindo desde a infância?

Alex se mostra bem cética durante toda a história, não é muito ligada a religião, mas da para notar que atribui tudo que viveu a um Deus que não olha por ela. O legal é que existem algumas passagens bíblicas e reflexivas.

Eu me vi muito na Alex. Ela sofrera e em consequência, diria até mesmo como vingança, escolheu ser toda errada. Por mais que ela seja detestável, agindo de forma egoísta a maior parte do tempo, ainda assim ela tem minha empatia. Ela é real. Ela não finge ser o que não é.
Max é outro personagem extremamente real. Ele ama Alex, mas nem por isso é conivente com as atitudes imaturas dela. Ele é tímido, pacifico, e eu até conheço algumas pessoas como ele. Não é um simples personagem, da pra sentir humanidade nele. E apesar de ama-la, e nunca dizer isso de fato, ele ainda assim tem forças para brigar, xingar e dizer o que pensa. Não é um daqueles muitos mocinhos que passam a mão na cabeça para tudo e ficam vendo coraçõezinhos o tempo todo.

"Ela merecia conhecer o outro lado da moeda. Merecia ser beijada com amor, tocada com amor. E mesmo sentindo tudo o que sentia por ela, ainda assim, eu não tinha coragem de tomar uma atitude." Pág.69

Ao longo da trama, iremos conhecer Juan. Digamos que ele é o próprio inferno na vida da Alex. É cruel e quer vingança. Tá Alex, ele é horrível, mas você também fez por merecer né? E em função dele acredito que até Max tenha tomada algumas atitudes não tão inteligentes assim...

"Eu gritava de desespero em meus pensamentos, por estar passando novamente por todo aquele terror. Ele, por sua vez, com a arma em mãos, deslizando pelo meu corpo e com um quê de terrorismo no olhar, carregava um sorriso satisfeito no semblante por presenciar todo meu pavor." Pág. 60

O desenrolar da trama é pesado e sombrio. Um ar de dor paira em cada página, nos angustia e desperta apreensão. Apesar da grande dose de realidade, existe um lado sobrenatural que ira se desenvolver durante a trama, explicando algumas coisas e abrindo caminho para um (possível) próximo livro, acredito que totalmente sobrenatural.

A escrita da autora é um tanto poética. Bem formal. Isso é uma caraterista de gosto pessoal, as vezes a narrativa na Alex criança se tornava "sabia" de mais para sua idade. Talvez tenha sido intencional, pois caiu muito bem sobre a trama em si, e eu que não gosto desse tipo de narrativa passei a não nota-la mais ao longo da leitura. Toda ela é feita em primeira pessoa, alternando entre vários personagens, nos transmitindo variados pontos de vista, talvez por esse motivo a obra tenha ficado com cara de "antiga", lembra a forma como são narrados alguns clássicos.

Existem também, algumas passagens mais quentes, um pouquinho de sexo aparece no livro, mas não é nem de longe um livro hot. Na verdade eu gostei muito do que eu acredito que a autora quis passar: a realidade. Tudo é o mais real possível, e sexo, bem, está na vida de quase todos não é mesmo?

Ainda preciso dizer que esse livro foi todo feito pensando no leitor. Ele é uma obra prima. Fisicamente fiquei impressionada quando o peguei pela primeira vez. Trabalho impecável, e não esquecendo-se que é uma auto publicação, não passou por todos os procedimentos de uma editora, e está quase perfeito em revisão e diagramação. cada capitulo tem em belo trabalho de folhas impressas.

A Play list é maravilhosa! Se você gosta de rock será ainda mais! Me lembrou algo como Supernatural (série de tv)!


site: http://www.fundofalso.com/2014/09/resenha-entre-o-ceu-e-o-inferno-simone.html
Simone 19/09/2014minha estante
Déa,

Que alegria saber que você curtiu #EOCEOI! \o/

Aliás, gosto da narrativa formal, e por esse motivo - especialmente o capítulo 1 - escrevi assim! Mesmo porque, uma infância tão sofrida como a de Alex, de certa forma, a deixaria daquela maneira (formal), pois decerto ela não teve uma infância como qualquer outra criança, e com isso enxergava a vida com outros olhos.

Eu tentei chegar o mais próximo da realidade, em todos os sentidos. Afinal de contas, meu propósito com o enredo sempre foi tocar o coração de quem o lesse. E como sou totalmente coração, optei em abordar temas que realmente tocasse o íntimo do leitor. Por isso sempre digo que #EOCEOI é um texto para ser sentido, e não apenas lido.

Na verdade, minha intenção é fazer com que o leitor saiba que cada um carrega dento de si o bem e o mal - e cabe a nós mesmos decidir qual a melhor dosagem... Se a do bem, ou se a do mal. Espero sinceramente que seja sempre a 'do bem'. rs

Obrigada pelo apoio de sempre! ;)

Ps.: Amei a resenha.

Você e o "Fundo Falso" são NOTA 1.000. \o

Beijos grande no seu coração,

[...] e muito céu na sua vida.




Fernanda 31/08/2014

Entre o Céu e o Inferno – Simone Pesci
Ter este livro foi uma imensa surpresa para mim, pois quando vi a foto que a Simone publicou no facebook, fiquei apaixonada por esta capa. Logo quis divulgar no blog. E adivinha? Ganhei de presente. Lindo e inesperado :). Obrigada, Simone!

Bom, vamos à resenha né?

Entre o Céu e o Inferno, conta a história nada feliz de Alex. Ela foi vendida por seu pai biológico para duas pessoas, sem um mínimo de caráter e compaixão possível. Duas pessoas que a machucaram e fizeram Alex passar pelo inferno desde sua infância. Os pais adotivos dela eram pessoas que vagavam por um mundo sombrio, cheio de drogas, álcool e maldades humanas. Essa pequena garota foi maltratada e abusada por seu padrasto desde a mais tenra idade.

Mas certo dia ela conhece, Max. Um pequeno garoto que trouxe a sua vida triste. Um pouco de carinho e segurança, mas mesmo assim ela ainda escolheu seguir o caminho obscuro, ignorando a oportunidade de um novo recomeço, longe de todas as aflições e desgraças que sofreu desde sempre.

Alex deixou seu céu partir. E mesmo com o coração em pedaços ficou no lugar e na vida que deveria fugir.

Anos depois o céu de Alex volta ao seu reencontro, para mais uma vez tentar salvá-la de seu destino assombroso. Max, gente que homem é este!! Lindo, perfeito e cheio de amor! Mas a tonta da Alex só pensa em si e não enxergar nada, além de seu nariz. Estou apaixonada pelo Maxxx (risos!) #MaiorGostosura meninas!

Deixando a gostosura do Max, temos o Juan. Gente que homem maldoso e infernal. Uma criatura assim nem deveria existir, mas já que existe, fazer o que né! Juan é o tipo de homem lindoooo e gostosão que você realmente não quer por perto, isso mesmo. Posso te garantir. Pois ele pode transformar sua vidinha ruim em algo pior ainda, ou seja, no inferno.

Alex conhece Juan enquanto ela prepara, mais um de seus golpes. O que ela nunca imaginou é que Juan era mais impiedoso e esperto que ela. E esse encontro trouxe para a sua vida tudo que já viveu em seu passado assustador. Já que ela mesma escolheu viver tal destino.

Mas, será que Max conseguira salvar, Alex de si própria? Será que um dia ela abrirá os olhos e verá o que sempre esteve diante dela? E o perdão, para todos seus erros e os erros dos outros, virá?

site: http://fernandabizerra.blogspot.com.br/
Simone 07/09/2014minha estante
Fê,

Obrigada por tudo, sempre!

#EOCEOI até hoje é muito intenso pra mim. Abordar temas tão questionáveis e pessoal, de certa forma. sempre será um grande desafio. Minha intenção ao escrevê-lo sempre foi tocar o coração de quem o degustasse - e você tem razão... Max = que homem é aquele? Ele é prova de que o amor pode tudo!!! rsrs

Fico feliz que você curtiu. \o/

Um beijo enorme no seu coração,

Si.




Agatha de Assis 13/08/2014

Um livro surpreendente do início ao fim...
É com grande orgulho que digo que o nosso país está cheio de escritores maravilhosos. Cada qual com sua história e narrativa diversificada, e é isso que nos diferencia um do outro, porém, nos une no intuito de saber que podemos ir muito mais além do que imaginamos.

Hoje eu terminei um livro de uma grande amiga, Simone Pesci, sua estreia no mundo dos Romances Entre o Céu e o Inferno e confesso que fiquei de boca aberta com tamanha sabedoria, narrativa poética, criatividade, drama, e muito romance neste livro. Fico aqui pensando, se este, que foi o primeiro livro da autora já é de se escandalizar por tamanha perfeição (considerando o fato de ela ser iniciante), o que parece mesmo é que ela já publicou diversos livros antes e não somente este; imagine o que vier pela frente caros leitores.
Toda a trama, o que se distingue entre o Céu e o Inferno na metáfora, não deixa de ser uma pura realidade na vida de Alex, a protagonista.
Todo o elenco e seus anjos e demônios... Toda dor que Alex passa, enfrenta turbilhões de emoções e ao mesmo tempo se vê agarrada em um precipício de sua última gota de razão.
Essa pegada entre emoção e razão é tão profundo que nos faz questionar diversas vezes nossa existência e o próprio bem e o mal. Este livro não é só entretenimento, ele é uma forma que nos leva a mais profunda reflexão sobre todas as cicatrizes que carregamos durante toda a nossa vida, seja ela antiga ou recente.
Ele também nos ensina o quanto um trauma, um ato ruim pode mudar toda a nossa trajetória de vida e o quanto podemos ser forte para superá-los.
Também nos ensina que jamais podemos superar qualquer adversidade sozinhos. Que o amor pode sim habitar no coração de diversas formas, e que é possível amar cada um de uma maneira diferente. O amor é universal, e mesmo com toda a dor ele vem para nos curar.

Estou muito, muito orgulhosa de você Simonita! Desejo e não só desejo como tenho certeza que você brilhará muito. Sua narrativa é fluente e nos agarra de uma forma que não queremos mais largar.
Este é o seu dom, o seu lugar, a sua vitória, a sua coroa que ninguém jamais poderá roubar!!

Parabéns!!

site: www.agathadeassis.com.br
Simone 07/09/2014minha estante
Agathita do céu,

Fiquei sem palavras agora! Ainda mais tendo um parecer deste, vindo de você, que és uma pessoa-amiga-autora da qual muito admiro.

Eu não fazia ideia que você estava lendo #EOCEOI, pois sei o quanto sua agenda é cheia [...] e fico muito feliz que consegui tocar seu coração com o enredo.

Ele foi escrito com o coração para tocar corações. Sei que este é o meu primeiro e tenho muito o que aprender e melhorar, mas me doei (e ainda me entrego por inteiro) na trama. É mais que pessoal!!!

Você conseguiu captar tudo o que eu coloquei nas páginas [...] e este, de fato, é o meu maior contentamento. ;) Todos nós temos um pouco de céu e inferno dentro de nós. Basta sabermos dosar o melhor. E, sinceramente, espero que esse melhor seja sempre o 'céu'. rsrs

More, obrigada por tudo [...] sempre!!!! Saiba que sou sua fã em todos os aspectos: como pessoa e autora. Muito êxito para você também, pois talento você tem de sobra. ;)

Beijos maxxxx pra ti e muito céu na sua vida,

Simone Pesci.




Giika 29/06/2014

Essa história, não é apenas mais uma história onde a mocinha se apaixona pelo mocinho, ou uma história entre o bem e o mau, ou um triangulo amoroso. Trata-se de uma história que retrata a realidade, uma história para refletirmos sobre nós mesmo, sobre nosso interior, e principalmente sobre nossas escolhas.

Todos nós temos o céu e o inferno dentro de nós, em maior ou em menor grau, não importa, porque depende do nosso estado de espírito ou da vida que levamos e principalmente as escolhas que fazemos. E é isso exatamente o que acontece com a personagem.
E infelizmente casos como o que acontece com a Alex, ocorrem todos os dias no mundo, só muda as histórias e personagens principais, muitas seguem o mesmo caminho da Alex, por acharem que não tem mais um futuro a seguir.

Alex é uma menina sofrida, que foi maltratada e abusada de todas as formas possíveis, e por isso, ela não consegue ver que há mais além daquilo, que ela pode sim ter uma vida normal. E apesar de ser toda esperta, e dar golpes a torto e a direito, da para perceber claramente que ela ainda é aquela menininha frágil, que pedia ajuda a sua boneca She-Ra e nem mesmo seu querido céu, seu amigo e a mãe dele que tenta de todas as maneiras mostrar que há uma vida melhor e ela pode sim seguir em frente, consegue fazê-la enxergar.

Já Max é um rapaz extremamente carinhoso, e apesar de ter sofrido um trauma no passado, que foi a perda brutal do pai, ele não deixou se abalar, talvez seja porque ele tinha alguém para lutar por ele, para protegê-lo, o que infelizmente Alex não tinha. E apesar de ser forte e focada, seu maior ponto fraco é Alex, então tudo o que acontece com ela, de bom ou ruim (principalmente) acaba o afetando.

Juntos eles terão que enfrentar muito desafios, e seus próprios medos para seguirem suas vidas, e serem felizes como qualquer outra pessoa.
Mas será que o destino reservou algo maravilhoso para eles poderem ser felizes, ou ainda terão que enfrentar muitos Juan’s, até alcançarem a felicidade desejada?
Simone 19/05/2014minha estante
Gi (minha linda BETA),

Eu mega amei, e fico ainda mais feliz em saber que você curtiu #EOCEOI!!! \o

Obrigada por tudo! Sempre!!!

Beijão no seu coração.




JM Alvarez 29/06/2014

Excelente estréia!!!
Conheci este livro através do Wattpad, onde li os primeiros seis capítulos. Logo depois vi um post da Simone Pesci informando sobre o livro no Facebook. Não perdi tempo, entrando em contato com ela e comprando meu exemplar, pois queria muito concluir aquela leitura. O livro chegou rapidamente, em menos de uma semana, com uma linda dedicatória e um belo marcador, também autografado.

O livro me encantou logo de cara, pois tem uma capa muito bonita e um belo acabamento. Como gostei tanto, comecei a ler o livro desde o inicio, relendo os capítulos que já havia lido pelo Wattpad.

Fiquei extremamente impressionado com a escrita da Simone, que não parece ser uma escritora iniciante, mas sim uma já tarimbada criadora de belos enredos. Escreve de maneira elaborada, caprichada, nos proporcionando uma leitura fluída e cativante. Não pude parar de ler seu livro nem durante o jogo do Brasil x Chile, pela Copa do Mundo, pois tal era meu nervosismo com o jogo que acabava alternando alguns minutos vendo a TV e outros tantos lendo mais um capítulo dele. E assim foi pelo resto da tarde e noite (com programas esportivos sobre a copa tagarelando na TV) e eu sem conseguir largar o livro, a não ser por brevíssimos momentos quando algo chamava muito minha atenção.
O enredo é cativante,tem várias reviravoltas e termina de maneira linda e emocionante. Não entrarei em detalhes, pois o melhor é mesmo ler o livro.

Eu o recomendo muito, como uma gratíssima surpresa da moderna literatura nacional.

Um grande abraço à Simone Pesci e já estou ansioso esperando seus próximos livros.

Parabéns!!!
Simone 29/06/2014minha estante
Nossa, JM Alvarez... Novamente você me deixou sem palavras! Aliás, como eu já lhe disse antes, tive que usar de certa delicadeza com o texto/palavras, por tratar-se de temas tão sérios. E minha intenção desde o início foi tocar o coração de quem o lesse, o que por sinal, aos poucos, estou percebendo que consegui atingir meu objetivo.

Obrigada de coração por dedicar parte do seu tempo com a leitura!!! Minha felicidade é intensa e imensa em saber que você curtiu #EOCEOI.

Abraços literários,

Simone Pesci.


JM Alvarez 29/06/2014minha estante
Quando faço meus comentários/resenhas, não gosto de comentar muitos detalhes do livro, citar ou reproduzir partes de dele. Pois isto o autor já fez ao apresentar sua obra.

Eu gosto de falar sobre o impacto que aquela leitura me causou e qual foi meu sentimento ao ler e ao final da leitura.

Acho isso muito mais importante para quem vem ler os comentários do que meramente citar e comentar teixos do livro.




13 encontrados | exibindo 1 a 13