A Costureira

A Costureira Kate Alcott




Resenhas - A Costureira


40 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Loo - Bruxa Literária 01/09/2019

Há 107 anos o Titanic afundava depois de se chocar com um Iceberg.
Você já pensou em como os sobreviventes se sentiram? E como foi o julgamento da White Star Line? E sobre o caso de alguns botes estarem com poucas pessoas e apenas 1 voltar para buscar mais?
Tudo por dentro da tragédia do Titanic num romance.

França, 10 de abril de 1912
Tess é uma empregada doméstica muito mal tratada por seus chefes, ela tem um talento incrível para a costura, mas não é reconhecida.
Tess resolve dar um jeito em sua vida e seguir seu sonho. Ela vai embora da casa onde trabalha e decide ir para os EUA, e o navio que fará essa viagem é o imponente Titanic.
Tess encontra Lucile Duff Gordon, uma estilista de moda famosa, em frente ao Transatlântico super nervosa porque uma de suas empregadas não vai viajar com ela. Imediatamente Tess se disponibiliza a ser sua servente durante a viagem - assim ela pode ter chances de mostrar seu talento -. Mas a tragédia acontece...
E vários desentendimentos acontecem. Como saber quem está falando a verdade?
O julgamento com os sobreviventes acontece nos EUA e, como dizem, somente perante uma catástrofe reconhecemos a real natureza do ser humano.
Eu AMEI esse livro! Eu sou apaixonada pela história do Titanic! Já vi dezenas de documentários e filmes. E achei maravilhoso ter um romance ambientado nele!
As cenas do julgamento baseadas nos DEPOIMENTOS REAIS com PERSONAGENS REAIS.
Amei 5 estrelas!

site: https://www.bruxaliteraria.com/2019/08/a-costureira-kate-alcott.html
comentários(0)comente



Renata.Reis 06/02/2019

Em busca dos sonhos
Tess Collins é uma jovem empregada que limpa o chão e costura em Cherbourg. Ela decidiu que não queria mais aquela vida. E quando ela foi até o Titanic, se encontrou com a estilista famosa Lucile Duff Gordon (que realmente existiu). Lucile precisava de uma empregada e então contratou Tess para ser sua empregada durante a viagem até Nova York.

Para a minha surpresa o naufrago do Titanic ocorre-rá rápido. Bem, após serem resgatados, Tess começou a trabalhar como secretária para a Lucile. Logo após alguns dias, foi montado uma investigação e um julgamento para o Titanic. Quem realmente estaria por trás daquela tragédia? Por que mais vidas nao foram salvas?

O senador William Alden Smith foi quem comandou o inquérito. Grande parte da trama envolve mais a investigação, que é um fato real. A Lucile Duff Gordon e seu marido estavam na mira dos meios jornalisticos, por serem famosos. Pink Wade, uma mulher independente para época, faria de tudo para desmascarar a grande senhorita Gordon. Ela acredita que Lucile não foi capaz de voltar o bote para resgatar mais vidas, ja que o bote estava vázio. Pink é uma jornalista que trabalha para o New York Times, e apesar de competente recebe menos do que deveria, é uma mulher que sonha em votar.

Por fim o livro narra a história de três mulheres diferentes. Com sonhos diferentes e que tem em comum uma grande força pela vida. O titanic em si foi uma grande tragédia, em primeiro lugar, a falta de estrutura ali, a diferença de classes, outra coisa que pesquisei é que negros não podiam embarcar no navio, as mulheres eram escravas do espartilhas e poucas tinham voz na sociedade. Eu recomendo para quem se interessa em aprofundar na história, e como os pensamentos morais eram diferentes dos de hoje.

Boa leitura
comentários(0)comente



Fernanda 14/07/2018

Regular
Acredito que toda história que gire em torno do tão badalado Titanic seja no mínimo interessante, e com "A Costureira" não foi diferente. Tendo o desastre do naufrágio como pano de fundo, a trama se desenvolve em meio a trágicas revelações da fatídica noite do acidente, que passa a ser investigada enquanto os sobreviventes tentam retomar suas vidas em terra firme.
Revelações surpreendentes vêm a tona, e enquanto uns tentam fazer a justiça outros fazem de tudo para fugir dela.
.
.
.
.
A história tem um início empolgante, mas logo se torna maçante, a investigação faz muita ronda e acaba concluindo o que foi possível imaginar logo de início, ou seja, nenhuma surpresa... Depoimentos e mais depoimentos, revelações e mais revelações de algo que ficou explícito desde o início.

Os romances da personagem principal dão sono... Seria totalmente dispensável.

Por fim, o livro está repleto de erros de digitação e de tradução, o que desanima bastante a leitura.

Eu não recomendo, nem para os maiores fãs do Titanic, pois a saga ambientada no navio é curta, o naufrágio ocorre logo no início do livro.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



ViagensdePapel 29/08/2017

Um livro com uma história ambientada no Titanic, o famoso navio que afundou após colidir com um iceberg em 1912. Não foi preciso muito para que A Costureira me chamasse a atenção e me deixasse com vontade de realizar a leitura da obra. O fato de ser um romance histórico me deixou ainda mais curiosa. Comecei a leitura com altas expectativas e fui surpreendida já no começo, ao perceber que, ao contrário do que eu imaginava, o naufrágio se dá nas primeiras páginas. Em suas 375 páginas, acompanhamos a história de Tess Collins, uma jovem que, sonhando em ser mais do que uma empregada, buscava novas oportunidades e vê no Titanic uma maneira de escapar de seu pequeno destino e encontrar outras maneiras de ter seu talento reconhecido.

Ela havia ouvido por aí que o navio estava contratando funcionários. Desta forma, pede demissão da casa em que trabalhava como empregada, mas, chegando lá, percebe que foi algo em vão, já que as contratações haviam cessado. Para sua sorte, ela topa com lady Duff Gordon, Lucile, uma famosa estilista que embarcaria no navio e estava precisando de uma companhia além do marido. É a chance que Tess esperava: ir rumo a Nova York, em busca de novos desafios. Seus sonhos, ainda por cima, pareciam ainda mais perto de serem realizados, já que ela era uma ótima costureira, gostava de trabalhar com isso, e poderia garantir um espaço no atelier de sua nova chefe.

Quando embarca no grandioso navio, ela percebe que será preciso mais do que sua ambição para conquistar o almejado trabalho. Lady Duff Gordon é uma pessoa extremante exigente e um tanto contraditória. Por vezes, trata Tess com muito carinho e paciência. Em outras, deixa a garota confusa e receosa a respeito de seu futuro. Ainda assim, Tess faz de tudo para garantir a confiança da patroa, mesmo que, em muitas vezes, ela a desafie com seu temperamento forte e suas convicções. No navio, além de conviver com Lucile, ela conhece o marinheiro Jim Bonney, que parece ter ideais muito parecidos com os seus, e o rico e encantador Jack, que parece dar mais valor a ela do que as outras pessoas.

Depois de alguns dias seguindo com suas tarefas e acompanhando Lucile, chega o momento que ninguém esperava. O Titanic colide em um iceberg e, mesmo com as promessas de que nada seria capaz de afundar um navio daquele porte, ele naufraga. Tess Collins é uma das pessoas que têm a sorte de escapar em um dos botes, que não comportavam todos os passageiros. Sua chefe, lady Duff Gordon, também consegue se salvar com o marido, embarcando no bote número 1, com outras poucas pessoas. Quando por fim são resgatados por outro navio, Lucile garante dar apoio para Tess e só quer saber de seguir com a sua vida.



Leia a continuação da resenha, acesse o link abaixo:

site: http://www.viagensdepapel.com/2015/04/20/resenha-a-costureira-de-kate-alcott/
comentários(0)comente



Amanda 29/06/2017

A Costureira
A história se passa dentro do Titanic, o famoso navio “inafundável”, que colidiu em um iceberg em 1912 na sua viagem inaugural e naufragou, levando consigo a vida de mais de 1.500 pessoas.
--
--
Tess era uma doméstica que sonhava em ser costureira. Ela tinha grandes habilidades com botões e tecidos. Cansada de passar os seus dias dando faxina, ela decidiu embarcar no Titanic, o mais novo navio que estava seguindo para Nova York.
Ao se aproximar da embarcação ela conhece a grande estilista Lady Duff Gordon, que estava a caminho de Nova York para o seu tão esperado desfile. Tess não perdeu tempo em pedir um emprego para Lady Duff Gordon, e assim ela conseguiu embarcar no grande navio rumo à Nova York, com grande expectativa para a sua nova vida, trabalhando com a mais conhecida estilista de todos os tempos, e tendo a oportunidade de aperfeiçoar os seus dotes de costura.
Durante os dias que ficou dentro do Titanic, Tess pôde perceber as diferentes classes sociais que estavam a bordo, e a própria embarcação dividia os mais ricos dos mais pobres, sendo que os ricos ficavam no convés superior.
Tudo era muito novo para Tess, era um sonho sendo realizado. Porém, os dias de encanto não duraram muito, pois na madrugada do dia 15 de abril de 1912 o Titanic colidiu em um iceberg e afundou.
Gritos, correria e desespero. Mulheres, crianças e homens chorando, implorando por um bote salva vidas, fazendo orações. O fundo musical da banda do navio que não parava de tocar tentando acalmar os passageiros. Porém, o fim foi inevitável. Mais de 1.500 pessoas morreram afogadas ou de frio.
Lady Duff e Tess conseguiram sobreviver, porém muitas histórias estão por trás dos vários botes que tinham capacidade de salvar mais de 40 pessoas e infelizmente saíram com aproximadamente 10 pessoas.
Muitas vidas poderiam ter sido salvas, e através das investigações muitas coisas serão descobertas.
--
--
No início o livro me deixou muito presa à história, estava realmente muito interessante. Mas chegou na metade e eu achei a leitura muito arrastada, muitos diálogos desnecessários. A história em si é muito boa, mas infelizmente a autora se perdeu no meio do caminho.
Outro ponto negativo é sobre a edição do livro. Os erros de digitação são gritantes, e são tantos que até desanima de continuar a leitura.
Enfim, a história é boa, mas infelizmente não foi bem escrita e não foi bem editada. Uma pena né...
comentários(0)comente



Rita Costa 03/06/2017

A Costureira
"Em 15 de abril de 1912, o RMS Titanic afundou algumas horas depois de colidir com um gigantesco iceberg. Muitos filmes foram feitos desde então para contar a história do navio “impossível de naufragar” que não conseguiu concluir sequer a sua viagem inaugural."

Um romance que usa dados de um dos fatos histórico mais marcantes do século 20, no mínimo , ambiciona cativar os leitores com os mistérios que envolveram tal tragédia. E, apesar de não ter qualquer discrição técnica do ocorrido, com certeza a autora conseguiu criar este cenário! O livro tem esse "que" de mistério, romance e inocência da época.
Leitura agradável apesar dos momentos em que queremos dar uma dura em alguns personagens, que na verdade trás nas ações e palavras praticadas no diálogo ficcional a realidade que vigorava dentro da sociedade, neste livro especificamente, Inglesa e Norte Americana da época.
Eu indico esta leitura!!!
comentários(0)comente



sandra 16/03/2017

A Costureira
O que posso dizer sobre este livro é que me surpreendeu , eu comprei apenas por comprar e não esperava muito da historia , já que não leio sinopses ou evito da melhor formar ler , para não estragar minha surpresa e reação a historia .

E gostei muito de como a autora Kate AlcotTtratou a historia do Titanic , de uma outra perspectiva, ela fala sobre moral , diferenças sociaIs , e as mulheres em busca de um reconhecimento profissional , ou mesmo em busca de um sonho no caso da Tess e não se prendeu em romances mas sim no caráter e escolhas de cada um , e saber que a maioria dos personagens citados ali existiram , inclusive até a Lady Duff que com uma pesquisa na Internet vemos que é próxima da descrição do livro , a irmã dela autora de livros também existiu e tem livros publicados no Brasil , enfim gostei muito , ainda mais por ser uma estreia e gostaria de ler mais livros dela .

O único ponto que senti falta foi de um pouco mais de romance ou que poderia ser um pouco mais caloroso , mas compreendo que não é objetivo da historia e nem da personagem principal .

Recomendo a leitura , o livro aborda um assunto interessante sobre as investigações acerca do naufrágio do Titanic , tudo muito importante e envolve questões de consciência , Moral e culpa .... ainda conta com excelentes personagens femininos de personalidades fortes , temos uma repórter muito batalhadora , e ate mesmo a antipática Lucille tem a sua força , afinal de contas ela foi uma estilista da alta costura em sua época de fato , a Tess personagem central da historia também se destaca como uma mulher que tem um foco na vida e não se dobra por conta das adversidades .
comentários(0)comente



Simone de Cássia 30/08/2016

"Uma gracinha de livro! "Embarquei" apenas pelo tema e pela época que retrata, mas, foi uma grata surpresa em adquirir, através dele, mais conhecimento sobre alguns fatos (desnecessário dizer "fatos reais", né??... se são fatos, aconteceram, por isso, são reais!! rs rs ). A história do naufrágio do Titanic ainda me surpreendeu com novidades...E gostei mais ainda porque apesar de ter romance, ele acontece de forma bemmmm levinha, sem o açucarado que me faz enjoar... livro aprovado!
comentários(0)comente



Fátima Lopes 20/03/2016

O relato da repercussão do naufrágio do Titanic é interessante ,mas o enredo perde ao se tornar "meloso", excessivamente romântico.
comentários(0)comente



Raquel 20/02/2016

E depois do Titanic...
Nossa viagem e A Costureira se inicia quando a jovem Tess decide que é hora de mudar de vida largando o seu emprego e indo parar no meio das diversas pessoas que embarcariam no grande Titanic. Um incrível coincidência do destino a leva até Lucile, a grande e renomada estilista Lady Duff Gordon, da qual é grande fã e até já fez um vestido copiando um dos seus. A estilista está indo para os Estados Unidos com o marido, Tess que está procurando alguém que a leve junto convence a dama, agora ela irá subistituir uma moça que trabalharia para Lucile.
Como muitos já sabem o grande navio afundou ao se chocar com um iceberg. Dentre os três já citados, outras também sobrevivem. Como Jim Bonney e Jack Bremerton, homens que Tess conheceu a bordo.
Depois do choque onde muitos morreram, em terra o senador Willian Alden Smith está preparando o inquérito onde recolherá dos sobreviventes algo que possa explicar como um navio tão equipado e cheio de pessoas responsáveis pela segurança dos tripulantes foi de encontro com um iceberg tão grande. Pink também está a espreita de todo o acontecimento e como o mesmo afetará a todos, ela é uma jornalista que faz ótimas matérias para o Times, mas será que essa será apenas mais uma matéria?
Todos os personagens foram descritos com uma riqueza de palavras que era como se ultrapassassem as páginas e estivessem ao meu lado. A perseverança de Tess é encantadora, ela surpreende por não agir como uma garota ingênua da cidade e por saber muito bem aonde pretende chegar; somos amarrados numa teia que tem como foco a busca dela pelas respostas quanto ao seu emprego e futuro que poderia ter ao lado de Lucile, e o coração que está dividido entre dois homens, fiquei ansiosa para saber com que ela ficaria.
Ao mesmo tempo, Pink procura desmascarar os fatos e um aumento de salário.
E não posso me esquecer da exuberante Elinor, irmã da grande mulher de pedra que é Lucile. Elinor é uma escritora criativa que ajuda a irmã e a Tess, ela foi uma personagem que me fez rir desde o início.
Posso me considerar leiga quanto a história do Titanic (o filme), achei que não ia gostar do filme, mas a leitura fluiu e me ganhou desde o início e posso dizer que me senti no navio. O que pode ter atrasado um pouco minha leitura foram as páginas que apesar de serem poucas, pareciam muitas quando folheadas por serem finíssimas.
Kate nos leva a uma história que não é apenas de Tess e onde ela chegou com sua confiança e coragem, mas histórias de superação e conquistas, sem falar no aprendizado, mesmo que elas não sejam totalmente verdadeiras.
E podemos sim tirar algo dessa leitura para a vida real, primeiramente a frase clichê: Lute por seus sonhos. Mas não apenas isso, o livro fala sobre agir por impulso, porém principalmente olhar a vida com o coração e não com egoísmo.
Recomendo o livro, não só para as fãs de Jack e Rose, mas para todos; às apaixonadas por romances, por justiça e por história.
comentários(0)comente



Cissa 28/03/2015

Interessante

A Costureira de Kate Alcott é uma história bem interessante abordada no início do século XX quando o transatlântico Titanic faz sua viagem inaugural.

A história do naufrágio já foi explorada por muitos escritores e muitos diretores de cinema, mas aqui a escritora quis nos passar uma ideia diferente do que já foi abordado tantas vezes.

Viajando no Titanic estavam pessoas de todas as classes sociais e o enredo gira em torno de Tess, jovem inglesa que deseja deixar uma vida de dificuldades na Inglaterra e partir para a América na esperança de se tornar uma costureira famosa. No navio conhece a renomada estilista e modista Duff Gordon que ao lado da fama tem também um preconceito social à altura de sua classe.

A sra. Duff reluta mas acaba aceitando Tess como sua empregada e a viagem começa. Como sabemos o navio vem a naufragar e muitos passageiros, em sua maioria, morreram.

O enfoque da escritora se volta para a investigação das causas do naufrágio e porque um dos barcos saiu com poucos passageiros e não retornou para tentar salvar mais gente. Junto acompanhamos a vida de cada um dos personagens, seu envolvimento amoroso, suas dificuldades e, principalmente, a diferença entre em classe sociais que começava a ser derrubada.

Uma história baseada em fatos reais, com enredo bom e romance na medida certa. A leitura fui e quando percebemos chega ao final sem cansar e sem se tornar enfadonha.

Boa leitura para quem quer saber um pouco mais da tragédia do naufrágio mas sem ser altamente dramática ou piegas.
comentários(0)comente



Nathalia 24/02/2015

A Costureira
O que me atraiu a ler esse livro, obvio, é o fato de se tratar sobre o R.M.S Titanic, e eu, apaixonada por tudo que se refere ao "Navio Dos Sonhos" , comecei essa leitura pronta pra adorar, e não deu outra.
O livro conta a história de Tess Colins, uma moça sonhadora que desejava ser mais que um empregada. Ela queria se dedicar a sua amada relação com a costura, o que a levou a largar tudo onde morava e embarcar no Titanic com destino a Nova York. O que vem a seguir é a tragédia que todos conhecem, e o que me fez não conseguir largar a história é que eu necessitava saber mais sobre o naufrágio e com o inquérito descrito no livro, soube de outras coisas. A base da história é real, os depoimentos foram baseados da transcrição do inquérito realizado após o naufrago do Titanic pelo Senado norte-americano.
Além de Tess, há outros personagens que é indispensável a menção, como sua mentora Lady Lucile Duff Gordon(que está enrolada na história até o pescoço), Pinky(jornalista do New York Times), Jack Bremerton( um bom homem e um bom pretende) e claro meu favorito Jim Bonney( sem comentárioskkkk).Há muitos outros personagens importantes na história mas só citei esses, que a história passa muitas vezes pelos "olhos" deles, sim o livro é em terceira pessoa que nos dá uma visão geral e melhor sobre os acontecimentos, depois, trata bastante sobre seguir em frente, caminhos a escolher, com quem ficar, os temores dos personagens.
Há um pequeno "MAS" que acrescento, sobre a revisão que não é perfeita, passou muita coisa sem o devido cuidado mas, que relevando isso a história volta a fluir naturalmente, e com certeza recomendo esse livro pra todos.
comentários(0)comente



Mel 26/10/2014

A narrativa se faz especialmente do ponto de vista da costureira Tess Collins, que arrisca seu trabalho de empregada para tentar a sorte oferecendo serviços em troca do embarque no Titanic.
Sua chance de mostrar seu talento de costura está na famosa estilista Lucile Duff Gordon, que contrata seus serviços quando sua criada não aparece para acompanhá-la à América. Porém, o navio afunda ao colidir em alta velocidade em um ice berg, e Tess consegue sobreviver, bem como Lady Duff Gordon, que chega à bordo do Carpathia (navio mais próximo ao naufrágio, que resgatou todos os sobreviventes) em um bote enorme, com apenas 12 pessoas.
Então, começa o inquérito: o que houve para que um bote com capacidade para 50 pessoas acomodarem-se com conforto ter salvo apenas 12 passageiros? Tess sente uma enorme gratidão e lealdade com sua patroa, mas quando todos os indícios começam a apontar para injustiças e crimes no bote número 1, uma grande luta interior começa. Será que ela deve arriscar sua grande chance de mostrar sua costura junto da famosa estilista e crescer no ramo ou seguir sua consciência?
comentários(0)comente



Virgílio César 14/10/2014

Excelente livro. Um drama que prende a atenção do início ao fim. Quem esperar por romance pode se decepcionar. A trama é mais focada nos acontecimentos e consequências na vida das pessoas que sobreviveram ao desastre do Titanic. Em nenhum momento a leitura fica pesada ou cansativa.
comentários(0)comente



40 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3