Forever Black

Forever Black Sandi Lynn




Resenhas - Forever Black


29 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


spoiler visualizar
Quezia 09/05/2013minha estante
Perfeito!


Cris Paiva 09/05/2013minha estante
É bipolar, realmente! Só nos livrinhos que esses romances vão pra frente, na vida real não duram 3 meses.


Jullya 02/06/2013minha estante
Cristine estou em choque!! Pela primeira vez discordamos num livro... Porque sim eu vi todos esses defeitos que você mencionou MAS eu amei esse livro... aiai acho que depende do dia que lê né, sei lá kkkk


CaYa 05/06/2013minha estante
Essa mocinha era bipolar mesmo.
Eu chegava a sentir pena do mocinho.
Tá ela estava sofrendo, mas como a melhor amiga dela disse: o mundo não girava à volta dela, ela não era a única a sofrer...


Steefi. Paes 09/02/2015minha estante
Cristine, eu concordo totalmente com você. O livro é até bonitinho, mas eu estava torcendo para alguém aparecer e ficar com ele.. Ficou a desejar apenas nisso para mim..

Ri demais com o seu post. :)




Patricia 12/07/2013

Não decolou!!!
A leitura é bem rápida e leve. A estória é linda. Connor Black é tudo o que há de melhor no mercado, lindo, bilionário, educado, atencioso e tudo o mais que faz com que esse tipo de homem só exista nos livros mesmo rsrsr Ellery é uma artista, recém separada do namorado, e como a maioria das mocinhas tem atitudes péssimas. Ao menor indício de problema ela foge e se esconde, sem conversar e resolver a questão. E eu detesto isso! A sorte dela é que Connor é um lindo, super paciente, compreensivo e carinhoso.
Apesar das cenas de sexo, o livro não é Hot. Gostei muito!
Vou dá 4 estrelinhas porque o livro inteiro fiquei com a sensação de que ele não decolou. É tudo lindo, mas faltou algo para esse avião decolar...
comentários(0)comente



Thaís 29/04/2013

Forever Black
Historia linda de amor e superação, chorei viu, amei dmais, recomendo...
Jessica 29/04/2013minha estante
Tô desconfiada já, alguém morre? kkkk


Thaís 29/04/2013minha estante
Morre não, vc sab que essas historias que o povo morre eu nen termino de ler kkk chorei foi por outros motivos...^^




Carol- Books and Tea 26/07/2013

Intenso
Forever Black
Sandi Lynn - 226 páginas
Kindle Ediction


“There's no limit to what I wouldn't do for you. Just ask and it will be done, no matter the sacrifice.”

Como não amar um livro, com falas como essa?


Intensidade, essa é a palavra correta para descrever toda a trama do livro, intenso, são as atitudes, valores e causas, pelas quais os protagonista vivem. Drama, amor, paixão, graves doenças e o medo da morte rodeiam este livro, que além de te prender do início ao fim, lhe muitas lágrimas, mas que por fim, te deixa com aquele sorrisinho bobo, de "tudo correu bem".

Bem, agora eu só me pergunto uma coisa, porque depois de ver essa capa, que remete uma mulher se afastando de seu amado, e uma sinopse que nas entrelinhas, diz praticamente que: VOCÊ VAI CHORAR AQUI. FOGE ENQUANTO HÁ TEMPO. Coisas deste tipo, mas, eis que além de teimosa, eu devo gostar de chorar, porque teimei em ler, mesmo vendo alguns comentários no goodreads, que me alertavam do drama. Mas que no final, o desfecho, o lindo desfecho, compensaria tudo isso.


Sabe aquele livro romântico, onde a personagem principal não é aquela mocinha bobinha, que faz tudo que o seu homem quer, fica sofrendo, e se achando fraca? Eu particularmente, não me dou bem com este tipo de mocinha, e a Ellery, de Forever Black, me conquistou, por ser forte, que mesmo com todos os problema,s por tudo que já havia passado, e por tudo que estava passando, conseguia acordar todos os dias, com um sorriso no rosto, e que tinha por extinto ajudar o próximo, a história dela, na verdade, é um exemplo de vida á ser seguido.
Uma das coisas que mais me encantou no enredo, que mesmo sendo simples, e encontrado em quase todos os livros do gênero, traz nele, uma maneira de vermos que nem tudo está perdido, que um verdadeiro amor pode se sobressair e driblar a morte.

Os problemas.

As perdas.

Depois de 50 tons de cinza, o que mais chove em livros, é o protagonista do livro ser bilionário, lindo, e gostar de usar as mulheres. Meu Deus do céu. Será que ninguém vai acordar e mudar isso um pouco?
Ao menos, Connor Black, é desde o início, atencioso, carinhoso, e não gente, neste livro não tem nada de "bandana", "algemas" coisas a la 50 tons, nada a ver. Pelo contrário.
O livro é banhado de amor e paixão, aquele verdadeiro amor, o puro.
Além de mostrar desde o início que ficaria ao lado de Ellery como amigo, mostra-se um irônico irresistível! Não tem como não rir com ele. Porém, ao decorrer, ambos percebem que o que sentem um pelo outro, é bem mais que uma simples "camaradagem" mas que por traz de todo aquele carinho, ciúmes, proteção, está um grande amor.


Bem, perceberam que o livro inteiro, fala de um romance complicado, cheio de drama, e barreiras. Mas não, nenhuma delas, é uma ex namorada, ou um ex namorado. Ou um assassinato, ou algo do tipo.
Na verdade, é um livro de superação dos personagens, onde cada um, tenta com o sentimento mútuo, ultrapassar todos as barreiras que a vida pode colocar.

Li o livro em poucas horas, nem pelo tamanho, ou pela fluidez, mas só para poder passar aquelas páginas onde estava, e ver se eu lia algo que me fizesse parar de chorar. Sério gente, sou muito mole, como pode?!

Mas quem dirá, que atire a primeira pedra quem não chorou com o livro, ele é um tsunami de emoções, uma hora você está rindo e pensando: Ah, finalmente, agora tudo vai correr bem, e rindo. E na outra página está: Não pode ser, meu pai, ela não pode... Compreendem?

“Because at some point you have to realize that some people can stay in your heart but not in your life and this is my way of keeping you in my heart.”

Apesar de todo o drama, recomendo se você gosta daquele livro para ler numa tarde chuvosa, com um romance puro, e leve. Mas intenso.

Boa leitura :)

site: http://bookandteas.blogspot.com.br/2013/07/resenha-forever-black-sandi-lynn.html
comentários(0)comente



Caro - só troco livro por livro 05/05/2013

Forever black - Sandi Lynn
Amei, gostei mto mesmo!
Mocinha alto astral, cara babaca, no início e fofo no fim...
Chorei e ri!
Eu realmente recomendo!
comentários(0)comente



Camila F 23/07/2013

Elle acaba de ser abandonada pelo namorado e de ser deixada sozinha em seu apartamento na grande cidade de Nova York. Conhece Connor em uma balada quando decidiu sair pra se divertir um pouco e acaba dormindo em seu apartamento após ajudá-lo bêbado.

Com o tempo, eles vão cada vez mais se aproximando, porém, Connor tem aversão a relacionamentos e está preso misteriosamento a uma mulher e Elle também esconde um segredo que pode abalar a vida emocional de ambos.

Achei o livro fofo, mas é BEM fraquinho, bem pra adolescente mesmo, parece história de fanfiction! A história inteira foi escrita de forma bem tosca e leve. Não tem um enredo muito envolvente mas é uma história fofa sim... Pra ler em uma tarde sem nada pra fazer sem muitas expectativas.
comentários(0)comente



Willy 18/07/2013

Lindo
Esse com certeza foi um dos livros mais lindos que eu já li...Ele tem de tudo drama,alegria,paixão e o mais lindo tipo de amor(aquele que faz vc fazer de tudo por uma pessoa) Eu simplesmente amei a protagonista feminina porque em momento algum do livro ela se rendeu ao charme avassalador do Gato que tenta mandar nela o tempo todo,Confesso que adoro livros em que as mocinhas são duronas e a desse livro com certeza se encaixa perfeitamente nessa categoria...Agora to me preparando pra ler o segundo que é sob o ponto de vista do Gato Connor Black bjuss e aproveitem a leitura*-*
comentários(0)comente



Bruninha. 29/04/2013

Comecei a ler por indicações e resenhas.
Não me arrependi.
O livro é surpreendente, a cada página descobrimos uma emoção nova. Não foi difícil me levar as lágrimas em vários momentos.
Gosto dessas histórias que te prendem e não te deixam largar o livro.
Mistura amor, sexo, enfermidades...
É emocionante!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ilíada 10/06/2013

Comecei a ler esse livro não esperando muito, tinha sido bem recomendado, mas nada que fosse um "furor" como outros livros que me recomendaram...

Peguei o livro no domingo a tarde, depois do almoço, pensando assim: "Vou me distrair um pouquinho..."

E não consegui mais largar esse livro até chegar ao final! Livro maravilhoso, lindo!

Um estória de superação, de amor, que nos faz pensar: "O que vale a pena nessa vida?"

Os personagens Connor e Ellery são verossímeis, são personagens que poderiam sim existir no mundo real, com atitudes que podemos compreender.

O que eu mais gostei foi que o romance não começa logo de cara, eles constroem uma amizade junto.

Gostei muito do livro, e recomendo!
comentários(0)comente



Marcia 25/10/2013

Cativa e emociona
Esse livro me cativou desde o início. Adorei o casal Connor Black e Ellery Lane.

Sua protagonista é muito interessante e tem uma história de vida muito difícil, cheia de perdas, mas apesar de tudo é muito forte e independente. Quer sempre viver a vida ao máximo.

Ele é um homem duro e fechado para o amor, mas depois que se permite conhecer Ellery descobre que a vida pode ser mais interessante.

Até que...

Há uma reviravolta na trama, e agora os dois precisam lidar com um problema realmente difícil.

O livro flui muito bem, sua leitura é rápida e a história é enxuta.

Faz parte de uma trilogia, da qual estou ansiosamente esperando pelo terceiro volume.
comentários(0)comente



Mia 11/03/2017

Lixo...
Seus olhos furiosos se viraram para mim. ? Eu não tenho direito? Que porra você acha que estava fazendo lá, tentando se estuprada? *Olhe para você e a maneira como você está vestida, você estava apenas pedindo por isso.*

Esse trecho descreve o livro inteiro.mais um livro merda que não te acrescenta nada.
comentários(0)comente



Anaaah 23/09/2017

"Algumas pessoas podem ficar em seu coração, mas não na sua vida"
Qualquer semelhança com 50 tons de cinza é mera coincidência. Sabe quando vc tem que fazer um resumo de um livro e vc começa a reescrever os parágrafos, mas mudando algumas palavras? Foi essa a sensação que eu tive lendo Forever Black. Aquela sensação: "Eu já li isso antes."
A escrita é boa e flui, e mesmo que não haja BDSM e nem mocinho com traumas profundos da infância, o roteiro é o mesmo.
Mocinho milionário que nunca se apaixona e só se relaciona sexualmente com as mulheres, conhece uma mocinha que não é como as mulheres que ele está acostumado e se vê obcecado por ela, a ponto de estar em quase todos os lugares que a mocinha está. E uma noite de sexo depois já tá morrendo de amores...aff (revirando os olhos).
Até o motorista gente boa é igual neste livro (sério, Sandi?)
Pelo menos a mocinha tem personalidade, embora seja muito dramática em algumas ocasiões, mas se eu tivesse lutando pela segunda vez contra o câncer, acho que também seria. Achei surreal a quantidade de álcool que a Elle consumia mesmo tomando os remédios do tratamento contra o câncer.
A autora também se perdeu um pouco no tempo, por exemplo, quando ele à leva até a praia antes do Natal, já haviam se passado alguns dias após ele ter vindo encontrá-la no clube e daí ele solta essa frase: "Eu vi a fita que a sua mãe fez para você, ontem à noite, quando voltamos do clube e eu dormi no sofá. Eu liguei a TV e estava passando. Isso deve ter sido muito difícil para você assistir."
Não sinto vontade de ler a sequência por essa sensação de estar lendo a mesma história de novo só que com personagens diferentes. Uma pena, pq a ideia do romance era boa.
comentários(0)comente



Letícia Kartalian 22/09/2013

Mrs. Lane and Mr. Black
A história de Connor e Ellery me surpreendeu demais e apesar da sinopse gigante, acredite, ela não conta muito sobre tudo o que acontece no livro.
Sabe quando você pensa: “Essa vai ser mais uma leitura comum e entediante!” logo no início do livro e depois se surpreende por todos os acontecimentos inesperados no enredo? Essa fui eu ao ler Forever Black.

Ellery Lane, ou somente Elle, é uma jovem de 23 anos, pintora de quadros, e, como somente esse trabalho não a sustentaria, trabalha durante meio período em uma gravadora.

O término inesperado de seu relacionamento com Kyle, a abalou completamente, e sozinha em Nova York, ela se vê sem rumo e sem um motivo para continuar.
Sua melhor (e única) amiga, Peyton Bennett, consegue tirá-la de seu caso de prostração levando-a a uma boate, na verdade ao clube S.

E é lá que ela conhece Connor Black.

Ele chamou sua atenção quase que imediatamente enquanto discutia com uma mulher, quando o vira sendo escoltado para fora do estabelecimento totalmente embriagado, não hesitou em se oferecer para leva-lo para casa e não somente deixando-o na porta, mas cuidando de verdade de sua ressaca.

Na manhã seguinte, com um engano da parte de Connor, e o arrependimento que veio depois por tê-la tratado de uma forma tão rude, faz com que ele se aproxime de Elle e os dois acabam criando fortes laços de amizade sem nem perceber e apesar de ter sido avisada sobre sua reputação com as mulheres, foi inevitável se apaixonar.

Os dois são muito diferentes, aquele famoso “mundos diferentes”, além de terem personalidades fortes e distintas, e seus passados não serem os mais bonitos e floridos do mundo, porém nem mesmo isso os impediu de ficarem juntos.

Elle é uma personagem forte, decidida, mas que se torna frágil em alguns momentos, o que é mais que compreensível devido à sua situação. Com um coração doce, está sempre disposta a ajudar as pessoas, e vive sempre o hoje, sem pensar muito no amanhã.
Já Connor é o típico cara que não está acostumado a ser contrariado, faz tudo o que quer e tem tudo o que quer. Se privou de diversas coisas e situações para chegar onde está hoje e já sofreu muito, por isso é totalmente fechado e quebrado por dentro por questões envolvendo seu passado e sua promessa de nunca mais se envolver de verdade com alguém é quebrada no mesmo instante em que conhece Elle.
Além de arrogante, às vezes, que gosta de ter o controle da situação, ele também se mostra totalmente protetor com Ellery e isso o deixa ainda mais charmoso.

O livro traz a mensagem de que não importa o quanto as coisas estão ruins, elas sempre podem melhorar, e que se algo o impede de seguir em frente, é porque Deus sabe que você pode enfrentar isso. E não, o livro não traz a religião em foco, e apesar de não ter uma religião, é nisso que acredito.

Confira a resenha completa, com quotes e a minha opinião pessoal no blog!

site: http://literaturediary.blogspot.com.br/2013/06/resenha-forever-black-sandi-lynn.html
Lili 14/09/2015minha estante
Achei o casal fofo!O Connor e extremamente TDB,tem um momento quando ela ja esta com o Connor,e aparece o ex dela,que eu achei meio estranho o modo como ela dispensa o cara ,e meio adolescente mal educada e boba nessa cena.Mas eu gostei do livro mesmo sendo leve e despretencioso,so acho que nao precisava de mais dois livros e ainda dos filhos deles que eu nao pretendo ler!




spoiler visualizar
comentários(0)comente



29 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2