O Próximo Alvo

O Próximo Alvo Marcel Trigueiro




Resenhas - O Próximo Alvo


8 encontrados | exibindo 1 a 8


elida.marinho.7 30/06/2017

Resenha: O próximo alvo- Marcel Trigueiro
O livro “o próximo alvo” trouxe-me um misto de sentimentos durante a leitura, passei por aflição, medo, tristeza, esperança e alegria. Resumiria o livro em duas palavras “Aja coração” para lidar com esse misto de emoções. É o segundo livro que leio do autor, e assim como o primeiro, esse não foi diferente no termo de surpreendente. Fiquei totalmente dentro da história desde o primeiro capitulo até o último.


Violência, drogas, roubos, sempre foram uns dos vários problemas enfrentados pelos policiais do Rio de Janeiro, no entanto, acaba surgindo um bem maior, ameaças, mas não são ameaças quaisquer, são de uma proporção bem maior chegando a resultar em mortes, deixando toda a população do RJ em alerta e desesperada. ⠀

As ameaças que as pessoas andavam recebendo vinham de hackers, que conseguiam informações das pessoas e logo as ameaçavam, todas essas informações eram obtidas pela invasão dos hackers nos computadores das vítimas. ⠀

A tecnologia estava sendo usada contra as pessoas, o que culminou no receio de muitos internautas a se conectarem, pois ninguém queria ser um dos próximos alvos.
Quando o surto de ameaças começa se espalhar por várias regiões do País, e a polícia local do Rio de Janeiro sente que necessita de reforços, eles contatam a Policia Federal para se aprofundarem no caso e ajudarem nas investigações, a PF logo contata o Departamento de Perícias em Informática do RJ, para ajudar. ⠀

Dentro desse departamento está Matheus Erning, um perito eficiente que se destaca entre os outros, por ser um dos melhores, sempre muito dedicado no que é lhe imposto a cumprir. Sendo considerado dos melhores, ele acaba sendo designado pelo seu chefe Eduardo Kutatek a ter um papel de grande importância nas investigações, ele seria o técnico responsável e comandaria os outros peritos durante as buscas.
Matheus não brinca em serviço isso é de total certeza, e o perito vai com toda dedicação em busca de descobrir o que está por trás do terrorismo enfrentado pela cidade RJ e outras regiões.

Com as investigações iniciadas, Matheus dá um grande empurrão no caso investigado, ele descobre que a abertura para que os terroristas invadissem os computadores das vítimas estaria em um vírus, cujo, o mesmo teria sido colocado em um programa, que as pessoas baixaram logo que o download gratuito fora disponibilizado. Matheus acaba criando uma vacina para o vírus e logo disponibiliza para as pessoas instalarem em seus computadores. A vacina resultou numa diminuição de ameaças, porém não foi a solução para o problema.
Mas o trabalho não para por aí, e durante as investigações muita coisa ainda vai rolar, muitos outros envolvimentos, personagens que vão servir como ponte de ligação para a investigação, servindo como chave e atalho para chegar a quem está por trás de toda essa quadrilha de terrorismo e desvendar o motivo de toda essa armação contra as pessoas.

O final foi INCRIVELMENTE SURPREENDENTE!! Sério mesmo! Gente esse livro é maraaavilhoso, vocês precisam conhecer essa história e sentir todas as emoções que eu falei. Leiamm :D
comentários(0)comente



Nádia 13/04/2017

#resenhapomarliterario O próximo alvo
O Próximo alvo, 432 páginas, autor @marceltrigueiro é uma obra de ficção policial. Quem acompanhou minha leitura pelos snaps sabe o qto eu me deliciei com o enredo.
.
Imagine-se recebendo um comunicado de morte por e-mail. Da sua própria morte, ou talvez da morte de um amigo; com dia, hora e local pra acontecer. O q vc faria? Levaria a sério ou simplesmente descartaria como um spam, tão comum nos dias de hj? Mas e se for algo recorrente, se grande parte da população começa a receber os avisos e alguns deles se concretizam?
.
Será possível conter o pânico da população diante de uma ameaça de terrorismo cibernético? A equipe de peritos da Polícia Federal, chefiados por Eduardo Kutatek, está responsável pela investigação dos crimes. Dentre eles, Matheus se destaca pelo seu profissionalismo, empenho e coragem. Ele se tornou um heroi sem capa, pelo simples fato de fazer tudo para tentar solucionar os casos.
.
Ele não se dá por vencido. E cada mistério novo é combustível para sua obstinação. De longe meu personagem favorito do livro 😍 Matheus vai fundo nas investigações e desperta a ira dos criminosos. Eles vão tentar tirá-lo da jogada atingindo aquilo q ele tanto ama, a família.
.
Será q ele recua? Será q ele se amedronta diante das ameaças agora contra a vida dele e dos seus entes queridos? Até onde vai a crueldade desses terroristas? .
Pontos fortes:TUDO! rs sem noção como cda peça se encaixa. Como as diversas histórias convergem para solucionar a trama. Os detalhes psicológicos dos personagens é mto bem explorado pelo autor, o q faz com quê a personalidade deles seja melhor compreendida. É uma obra completa! O enredo policial não deixa a desejar, vc realmente vai queimar uns neurônios tentando achar culpados mas vai ser difícil rs mas tudo se esclarece no fim.
Ponto fraco:eu ia mencionar q talvez o linguajar técnico compreendido bem apenas por profissionais da área de computação poderia dificultar a leitura. Mas não foi o caso cmg. A leitura fluiu incrivelmente bem msmo com todos os detalhes técnicos. 5/5 Pra mim, além de uma obra de ficção policial, foi um livro que me passou mto sobre humanidade e sobre valores. O Matheus é mto politicamente correto sem ser chato. Além da escrita do autor ter mtos traços de humor. Qdo o bicho tá pegando ele consegue te tirar uma risada, sem perder o foco investigativo. E ele tbm conseguiu enfiar um romance bem sutil aí, novamente sem perder o foco (nosso coração romântico agradece ter um casal pra shippar). Então leiam esse livro! Favoritado!

site: https://www.instagram.com/p/BSKf2NuDtPk/?taken-by=pomarliterario
comentários(0)comente



Teaandbooks_s2 06/03/2017

Fabuloso!
“O Próximo Alvo” conta a peculiar história de uma cidade, Rio de Janeiro, vivendo ataques terroristas cibernéticos. Matheus Erming é um perito especialista em Computação Forense e está sofrendo com isso como se fosse mesmo um carioca.

Milhares de pessoas estão sendo ameaçadas por redes sociais e todas as ameaças cumpridas foram na cidade maravilhosa, e sendo Matheus um trabalhador de lá é convocado para ser um dos ‘chefes’ das investigações.

Aprendendo a lidar com seus próprios sentimentos, com a paixão por uma colega de trabalho, hackers e crackers, com o terror geral que está cada vez mais perto de si e de sua família, Matheus pode acabar descobrindo que o perigo pode estar muito mais próximo do que ele imaginava.

O gênero suspense/policial é um dos meus preferidos do todo o mundo da leitura, mas já havia algum tempo que não pegava um desse estilo para ler. Marcel (o autor) conseguiu reascender a minha paixão pelo gênero com seu primeiro livro.

Apesar de já ter visto algumas pessoas, inclusive o próprio autor, dizerem que o livro possui informações técnicas demais, isso não foi um problema para mim. Gostei de saber de cada passo do que acontecia nessa operação do terror, foi como se eu estivesse aprendendo um pouco da profissão.

O livro – narrado em terceira pessoa e sem a predominância de capítulos voltados a somente um personagem - correu levemente pelos meus olhos, em uma leitura de dois dias, mas com certa lentidão. O que foi propício para mim, para aumentar o suspense e deixar cada coisinha ser revelada na hora certa.

Todos os personagens (e olha que é bastante!) foram inegavelmente bem criados e são donos de personalidades muito cativantes, cada qual a seu modo. Sendo alguns deles: Matheus, Luana, Kutatek, Guilherme, Ricardo... Não vou me alongar, prefiro deixar que vocês os conheçam por si.

Super brasileiro e muito instigante, os cenários criados fazem com nos transportemos para dentro da trama sentindo perigo bem ali, nos fios eriçados na nuca!

Tenho que admitir que normalmente descubro quem são os ‘culpados’ antes da revelação do livro, e nesse caso me surpreendi, o que fez com que livro e autor ganhassem mais o meu apreço.

A diagramação do livro é simples, mas fantástica. Capítulos divididos com números apenas, mas uma capa divina. Além de que não encontrei erro algum, seja de digitação ou gramatical.

A sequência da obra, Cela Sem Portas, já foi iniciada por mim e garanto que muitas surpresas vêm pela frente! Recomendo muito.

Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:

“Como uma bolha de sabão que chega ao fim de seus segundos de vida, a certeza que nada de grave lhe aconteceria se desvaneceu.”

“Existem coisas que as pessoas não valorizam até as perderem para sempre, mas existem outras que continuam ali, em perto, mas cuja beleza só se repara quando se presta bastante atenção.”


site: https://www.instagram.com/teaandbooks_s2/ = http://teaandbookss2.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Marcel T. 11/09/2015

Nova edição
Nobre leitor(a),

Enfim, saiu a nova edição do livro (e-book)! Ela é o resultado não apenas do meu trabalho, mas também de inúmeros feedbacks (informais e profissionais) e de revisões sobre a edição anterior. Antes que você decida se quer adquiri-la ou não, aviso que não se trata de uma corrida frenética e não é uma leitura rápida. Em vez disso, trata-se de uma trama policial com alguma complexidade.

O componente "cyber thriller" é bastante presente; afinal, o protagonista é um perito computacional e há também bastante informação técnica. Porém, está longe de ser uma trama legível apenas pelos mais íntimos da Informática ou de ser uma história apenas cibernética, pois toca também nas baixas esferas do crime organizado do Rio de Janeiro.

Se eu pudesse escolher a estante onde O Próximo Alvo deve ficar numa livraria física, seria a estante da categoria "cyber thriller policial", se é que tal categoria existe.
Enfim, torço para que goste do livro tanto quanto apreciei escrevê-lo e refiná-lo até chegar ao resultado que você está, espero eu, prestes a ter "em mãos".

Marcel T. (autor)
Camila 16/09/2015minha estante
Oi Marcel! Quando chegará às livrarias? Não consegui encontrá-lo para comprar...


Marcel T. 17/09/2015minha estante
Oi, Camila! Desculpe, mas infelizmente ele só está disponível como e-book. A edição anterior (de 2013) até tinha exemplares impressos. Mas para esta, por enquanto, é só e-book mesmo. Dá para ler em qualquer tablet, para quem não tem e-reader, pois há aplicativo Kindle para tudo quanto é dispositivo :-) Está disponível na Amazon e na Saraiva. Abraço!


Marcel T. 17/09/2015minha estante
Editei o texto acima para ficar claro que se trata de e-book. Reconheço que do jeito que estava, dava para inferir que estava disponível como livro físico também.


Marcel T. 10/02/2017minha estante
Exemplares físicos já disponíveis na loja virtual!




Literatura 24/03/2014

Crimes cibernéticos
Marcel Trigueiro, um escritor que até então era desconhecido para mim, acabou revelando-se genial e surpreendente. Um fato que me chamou muita atenção foi a quantidade considerável de personagens na história, mas o escritor consegue não perder o controle de sua criação e acaba dando um propósito a todos no livro, encaixando perfeitamente na história.

História essa que por sinal, é de fazer uma pessoa agarrar o livro e não soltar mais até que chegue ao fim com uma pena por ter acabado! Matheus Erming e sua equipe são designados para investigar uma série de crimes cibernéticos, ou, o chamado, cyber-terrorismo. Matheus é um personagem inteligentíssimo, porém, muito danificado psicologicamente por acontecimentos passados. Por isso, acaba por desenvolver uma dificuldade em relacionamentos interpessoais. Um homem que prefere usar a lógica à emoção.

Gostei muito do personagem, assim como os outros, mas para mim, nenhum consegue ser tão cativante como o gênio Emering. Marcel, o homem por trás desta fascinante obra trabalha como analista de sistemas, mestre na área de computação de alto desempenho pela UFRJ, mas sua inteligência não se limita a sua área de atuação, pois além disso é um ótimo escritor. Foi influenciado diretamente por uma mãe advogada e um pai jornalista, por isso sempre teve amor à literatura.

Veja resenha completa no site:

site: http://www.literaturadecabeca.com.br/sem-categoria/resenha-o-proximo-alvo-crimes-ciberneticos/#.UzDRyvldWSo
comentários(0)comente



Juliana 13/08/2013

Muito bom!
Um excelente thriller, mas também um excelente romance policial.
O livro tem o melhor dos dois gêneros.
Recomendo!
comentários(0)comente



Ana Luiza 11/08/2013

Resenha do blog Mademoiselle Love Books - http://mademoisellelovebooks.blogspot.com.br
No dito “mundo moderno”, os avanços tecnológicos e aparelhos eletrônicos tornam a nossa vida muito mais fácil. Mas, e quando tanta tecnologia é usada contra nós? Brasil, Rio de Janeiro: terroristas misteriosos começam a ameaçar e até mesmo assassinar pessoas, assumindo a autoria dos atos de forma inovadora. Parentes, amigos e até mesmo as vítimas recebem e-mails estranhos, com detalhes bem particulares de suas vidas e até mesmo sentenças de morte.

“Desde o incidente do atentado, era como se a morte houvesse chegado bem perto dele, mas estivesse se afastando lentamente desde então, caminhando para longe à medida que os dias passavam, como sua ferramenta assassina e coberta por sua túnica negra. Agora, porém, era como se Guilherme pudesse sentir a sua presença mais perto do que nunca, encostando a lâmina fria da foice contra o seu pescoço.” (Pág. 368)

O terror se espalha não só pela Cidade Maravilhosa, mas por todos os cantos do país e, até mesmo, em alguns lugares lá fora. Assim, a Polícia Federal se envolve no caso, usando como arma de combate o Departamento de Perícias em Informática do Rio de Janeiro. Matheus Erming, um dos peritos mais talentosos em seu trabalho, é escolhido como responsável por conduzir as investigações a partir dos computadores das vítimas. Investigando as máquinas, o perito descobre que os terroristas usaram um vírus, que recolhia todas as informações do usuário do computador e as enviava para um servidor misterioso.

A partir de sua descoberta, Matheus cria uma vacina para o vírus e a Polícia a divulga para toda a população. Mas o terror não acaba por aqui. Com as milhares de informações que adquiriram antes da vacina para seus vírus, os terroristas continuam suas atividades e, a Polícia, suas investigações. Seguindo diferentes linhas de investigação, a caça aos terroristas continua e, logo, leva a Polícia para o encalço de traficantes, responsáveis pelas mortes acontecidas no Rio. Entretanto, logo se descobre que os traficantes também são, de certa forma, vítimas. Os bandidos estavam sendo ameaçados e coagidos a executar as mortes para os terroristas.

Se aprofundado cada vez mais no caso mais complexo de sua carreira, Matheus começa a travar uma guerra pessoal contra os verdadeiros responsáveis pelas ameaças e mortes. Trabalhando a exaustão e, às vezes, quebrando regras, o perito mergulha nesse caso sem pensar nas consequências, o que pode colocar em risco não só sua própria vida, mas também a de sua família. O caso vai se tornando cada vez mais complexo, perigoso e, principalmente, pessoal. As respostas que Matheus tanto procura podem estar mais perto do que ele imagina e ele pode não gostar de obtê-las, mas será preciso.

“Cinco horas de um sábado; ainda não havia amanhecido. Não havia ninguém na rua em frente ao prédio da superintendência, que estava quase vazio; apenas o pessoal da segurança estava presente. Em situações normais, mesmo durante os períodos críticos das grandes operações, Matheus não estaria ali. Na guerra contra o terror, contudo, não havia alternativa.” (Pág. 400)

“O Próximo Alvo” foi uma leitura boa e instigante, mas também longa e cansativa. Os fatos se desenrolam de forma mais lenta, o que somado ao grande número de páginas, acabou por me fazer evoluir lentamente na leitura. É preciso considerar também que peguei o livro duas semanas antes das minhas férias, justamente na época mais corrida do meu semestre escolar. Outro fato que me fez demorar a terminar o livro foi a viagem de Missão Solidária da minha escola que fiz, onde não tive tempo para pegar no livro, e a viagem para BH que fiz logo em seguida. Esse foi o livro que mais demorei ler até hoje, levei um mês exato e um dia para terminá-lo. Entretanto, entre provas, viagens e muito cansaço, gostei bastante do livro.

Apesar dos fatos terem se desenrolado de forma mais lenta, senti que foram desenvolvidos da maneira certa, assim como o livro todo. Nenhum dos acontecimentos ou mesmo personagens se mostrou sem sentido ou mesmo descartável. Algo que me agradou bastante no livro foi o modo como todas as pequenas tramas se envolvem com a trama maior e tudo está bem amarrado, criando assim uma história sem pontas soltas e satisfatória. O final foi absolutamente incrível e inesperado, realmente não esperava que o culpado fosse aquele! A narrativa do autor flui com naturalidade, é bem objetiva e combina com o estilo da história. Trigueiro soube criar e escrever, de forma muito bem feita, seu livro. Acrescentando elementos um pouco mais específicos da área da informática, ele acabou por tornar a história mais convincente, o que somado aos toques de romance, drama e muita ação também presentes, transformam “O Próximo Alvo” em um perfeito romance policial.

Os personagens também foram bem criados e cativantes. O protagonista, Matheus Erming não deixa de lembrar os típicos policiais de cinema por causa de sua inteligência e determinação. Ao mostrar o personagem quebrando regras ou perdendo as estribeiras, o autor o deixou mais real ainda, assim como os demais personagens. Apesar de usar alguns clichês – o policial-herói (Matheus), a policial bonita e inteligente (Luana), o colega invejoso (Ricardo), o chefe exigente (Kutatek), a jornalista de fontes pouco confiáveis (Andreia Medeiros) - Trigueiro vai além das imagens iniciais de seus personagens e se aprofunda em cada um deles, não deixando de pontuar em todos diferentes lados e sentimentos, o que os tornou extremamente reais e cativantes. Gostei muito de todos os personagens, até mesmo dos vilões, meu favorito foi o jovem hacker Johnas Kent e acharia legal se o autor escrevesse uma história dele.

Apesar de simples, a edição do livro foi muito bem feita. O tamanho e tipo de fonte estavam perfeitas, o que como as páginas cor de creme, ajudaram a deixar a leitura um pouco menos cansativa. Ao começar ler o livro, estranhei o espaçamento grande entre os parágrafos, mas, conforme avancei na leitura, acabei me acostumando. Adorei a capa do livro, que combina perfeitamente com a história.

“O Próximo Alvo” é um livro cativante e emocionante, como os melhores romances policiais, que também conta com pinceladas verdes e amarelas. Os personagens e cenários tipicamente brasileiros dão um toque a mais no livro, deixando-o ainda melhor e mais convincente. Como já disse, gostei bastante da obra e a recomendo a todos os amantes do gênero policial. Agradeço imensamente ao autor pela oportunidade de conhecer seu primeiro livro e espero ansiosamente para poder ler suas próximas obras.

Autora da resenha: Ana Luiza Ferreira (La Mademoiselle)

site: http://mademoisellelovebooks.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Carolina DC 19/07/2013

Um livro com uma trama intrigante e inovadora. É dessa forma que defino "O próximo alvo". O autor consegue demonstrar em seu livro situações de violência através de um único clique no computador. Assustador não é? Mas totalmente viável. E se através do e-mail você recebe uma ameaça clara, indicando a data de sua morte? Primeiramente pensaríamos que se trata de um trote de mau gosto, mas infelizmente não é o que acontece com as vítimas do livro. Sem saber como, por que ou qual a ligação entre as vítimas, a polícia dependerá das descobertas de Matheus Erming e sua equipe para desvendar os acontecimentos.Matheus é um homem traumatizado, vítima da violência. Sente-se culpado por um acontecimento que não tinha como prever ou controlar, mas que de certa forma, alterou a sua vida e a de sua família.Um homem muito inteligente, sensato e íntegro, mas com uma certa dificuldade em interações sociais. O único problema que eu tive com esse personagem foi não conseguir me conectar emocionalmente com ele. Os problemas, dúvidas e questionamentos de Matheus são claramente desenvolvidos no livro, mas a questão sentimental é mais levada pela lógica, o que dificultou essa conexão.
Luana é uma perita em informática da equipe de Matheus. É sagaz e é a única que consegue se aproximar do Matheus, mas com certa dificuldade. Ela traz um lado mais humano para a equipe, preocupada com as vítimas e tentando ajudar o Matheus.
Além desse caso de terrorismo cibernético, a equipe ainda trabalha em casos de fraudes e outros. O interessante é que o autor exemplificou detalhadamente situações em que os peritos poderiam atuar e como atuavam. Para pessoas que não entendem quase nada do assunto (como eu), o autor exemplifica e explica durante a leitura os termos utilizados, assim como o método de ação. Dessa forma, o leitor não se sente excluído e nem precisa pesquisar os termos citados na obra.
Existem muitos outros personagens que irão compor essa rede complexa de intrigas. Pessoas gananciosas como a jornalista Andreia Medeiros, invejosas como o perito Ricardo, ingênuas e até mesmo honestas. De alguma forma estarão ligadas a esse caso, surpreendendo o leitor. A obra ainda descreve diversos locais da cidade, de bairros nobres a favelas, mostrando como todos estão ligados, independente do seu status social.
Uma obra inteligente e capaz de fazer com que o leitor fique analisando as possibilidades.
Em relação a revisão, diagramação e layout, foi realizado um ótimo trabalho. A capa é simples, porém demonstra o conteúdo da obra.
Espero que tenham gostado da resenha.
comentários(0)comente



8 encontrados | exibindo 1 a 8