Liberta-me

Liberta-me Tahereh Mafi




Resenhas - Liberta-me


659 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Telma 13/07/2013

Livre, finalmente!?
Liberta-me - Tahereh Mafi

Depois de ter lido Estilhaça-me (título maravilhoso e capa melhor ainda), é claro que eu não poderia deixar de ler "Liberta-me".

Não descreverei muito do livro porque, como é o segundo volume da série, semear spoiler seria muito fácil e me deixaria "P" da vida.

O lance é: acho muito necessário ter lido o livro 1 para apreciar bastante essa sequência.

Você gosta de distopias e romances? Então, vai gostar desse segundo livro.

Achei confusa a parte da organização da sociedade criada pela autora nesse livro mas, felizmente ele não tem muitas das frases riscadas que tanto me incomodaram no primeiro (só quem leu sabe do que tô falando).

Continuo não sendo "big fã" da protagonista. Juliette é profunda mas, por vezes (muitas) reclama demais da vida... como se só ela no mundo tivesse problemas. De qualquer forma, sei que muita gente vai se identificar com suas reflexões. Gosto do fato dela estar indecisa entre Adam e Warner.

Por um sente amor e por outro uma atração imensa. Gosto dessa "realidade", onde a atração por outros é possível e a decisão oscila entre a segurança do amor e a loucura da paixão.

Warner e Kenji são dois personagens de brilho, que fazem valer o livro (as meninas vão suspirar por eles, por motivos diferentes).

E sobre a maldição de Juliette de não poder tocar em ninguém (ai que aflição!!! eu toco em todo mundo que gosto!!!) será resolvida nesse livro?

hehehehe... talvez!

Achei esse livro melhor escrito do que o primeiro, que dei 3 estrelas.

Esse vai ganhar 4. ;)



site: http://livrocomdieta.blogspot.com.br
Camy 13/07/2013minha estante
Ótima resenha!
Dá para perceber realmente como se sentiu ao ler o livro...


So 13/07/2013minha estante
Ótima resenha,e o livro é realmente bom.


Jessy 13/07/2013minha estante
Cada vez sinto mais vontade de lê-lo!


Jessy 13/07/2013minha estante
Cada vez sinto mais vontade de lê-lo!


Isa 13/07/2013minha estante
Perfeita resenha Telminha, adoreeei ... estou lendo Estilhaça-me e com ctz quero ler esse tbm


Bruna C. 13/07/2013minha estante
Só não concordo com uma coisa, o jeito da Juliette falar dos problemas não me irrita então não acho que ela fale muito, e todo mundo tem direito a falar dos próprios problemas. De resto, amei a resenha! Liberta-me promete!


Beawryy 13/07/2013minha estante
Li algumas resenhas positivas outras nem tanto sobre essa serie.Como tenho o primeiro livro pretendo ler...o que mais falam mesmo são os mimimis da protagonista e da capa. Não achei feia não, mas acho que poderiam ter caprichado bem mais. Bjksss


Camila Bico 13/07/2013minha estante
Ainda não li Estilhaça-me (minha lista aumenta a cada dia haha) Mas gostei da resenha, fiquei super feliz por você não contar MUITO da historia, até porque eu nem li o primeiro né. Beijos *---*


Myhh 13/07/2013minha estante
Eita! Já não é a primeira vez que vejo elogios para este livro, mas to atrasada!! ainda não li Estilhaça-me... =( Preciso correr, botar uma meta e tals... E adoro quando leio resenhas sem muitos detalhes viu parabéns!!


Myhh 13/07/2013minha estante
Eita! Já não é a primeira vez que vejo elogios para este livro, mas to atrasada!! ainda não li Estilhaça-me... =( Preciso correr, botar uma meta e tals... E adoro quando leio resenhas sem muitos detalhes viu parabéns!!


Danny 13/07/2013minha estante
Bom,sem dúvida esse parece ser melhor
na segunda vez,sempre sai melhor kkkk
Adorei


Thaay Coutinho 13/07/2013minha estante
Após ler o primeiro livro , criei grande expectativas em relação ao Liberta-me e espero que eu não acabe me decepcionando como já ocorreu com vários outros. E espero que a Juliette não seja tão irritante quando no primeiro .


Natasmi Cortez 13/07/2013minha estante
Adorei a série e senti exatamente a mesma coisa quando li... A Juliette é uma personagem incrível diferente de qualquer outra que eu já tenha visto.
Estou enlouquecida pra ler este livro \o


Thay 14/07/2013minha estante
Já quis esse livro assim que terminei de ler o Estilhaça-me. E foi o primeiro (e único até agora) livro distópico que li até agora. Estou ansiosa para ler esse! *-*


Geruza 14/07/2013minha estante
Gostei bastante da resenha e achei bem legal da sua parte não contar spoillers. Achei a capa do primeiro livro mais bonita e convidativa. Não vejo a hora de ler esse livro.


Geruza 14/07/2013minha estante
Gostei bastante da resenha e achei bem legal da sua parte não contar spoillers. Achei a capa do primeiro livro mais bonita e convidativa. Não vejo a hora de ler esse livro.


Geruza 14/07/2013minha estante
Gostei bastante da resenha e achei bem legal da sua parte não contar spoillers. Achei a capa do primeiro livro mais bonita e convidativa. Não vejo a hora de ler esse livro.


Geruza 14/07/2013minha estante
Gostei bastante da resenha e achei bem legal da sua parte não contar spoillers. Achei a capa do primeiro livro mais bonita e convidativa. Não vejo a hora de ler esse livro.


Geruza 14/07/2013minha estante
Gostei bastante da resenha e achei bem legal da sua parte não contar spoillers. Achei a capa do primeiro livro mais bonita e convidativa. Não vejo a hora de ler esse livro.


Geruza 14/07/2013minha estante


RUDY 14/07/2013minha estante
TELMA!
TISTE QUANDO TEMOS DE ACOMPANHAR UMA SÉRIE, MAS OS LIVROS NÃO SÃO INDEPENDENTES...
ADOREI AA FORMA COMO RESENHOU.
CHEIRINHOS
RUDY


Nanda Cris 14/07/2013minha estante
Já tentei pegar o livro 1 em troca 3 vezes, sempre dá algum problema. Mas estou doida para ler esta saga mesmo vc dando apenas 3 estrelas para o 1 e 4 para o 2! Acho que vale a pena lê-lo!


Val 14/07/2013minha estante
Oi Telma, gostei da sua resenha, principalmente pq não tem spoiler kkkkkk
Ainda não li o primeiro livro, mas é uma série que me chamou a atenção e suas resenhas me fizeram ter mais vontade de ler e acho q por ser um "romance" vou adorar. PARABÉNS.


Setsuna 15/07/2013minha estante
Ótima resenha!


Miriam Cristina 15/07/2013minha estante
Acho que vou me identificar com Juliette, reflito muito sobre a vida e minhas conclusões não são das mais otimistas, eu também adoro tocar nas pessoas, acho que isso vai me incomodar, me dar aflição durante a leitura. quem nunca teve uma atração que atire a primeira pedra. Gostei da resenha e quero muito ler.


Miriam Cristina 15/07/2013minha estante
Acho que vou me identificar com Juliette, reflito muito sobre a vida e minhas conclusões não são das mais otimistas, eu também adoro tocar nas pessoas, acho que isso vai me incomodar, me dar aflição durante a leitura. quem nunca teve uma atração que atire a primeira pedra. Gostei da resenha e quero muito ler.


Sara 15/07/2013minha estante
Ótima resenha, tinha dúvidas se iria gostar do livro mas depois de ler me deu vontade de curiosidade :)


Silvia 15/07/2013minha estante
Vou ler este


Pri 16/07/2013minha estante
ansiosa p ler esse livro


bia_cds 17/07/2013minha estante
não vejo q hora de ler esse livro *-*


Guaxinim 17/07/2013minha estante
Gostei da resenha! Não vejo a hora de ter esse livro nas mãos!


Fernanda @condutaliteraria 18/07/2013minha estante
Telma eu gostei do primeiro e vc fala que esse é melhor, então tenho que ler urgentemente :) bjs


Andresa 18/07/2013minha estante
Quero ler este livro!


Dri 18/07/2013minha estante
Ainda não li o primeiro livro, mas de tanto falarem de "Liberta-me" já comprei, e agora vejo se consigo o 2° :)
Muita gente dizendo que nesse 2° livro, a Juliette vira uma verdadeira cobra venenosa o.O
E sobre esse "triângulo amoroso", acho que ainda vai render muito ¬¬


Laura 19/07/2013minha estante
Amei a sua resenha! Mesmo sem ter contado spoilers,você contou muito bem a história e só aumentou a curiosidade quem não leu!


Maristela 19/07/2013minha estante
Eu quero muito ler esse livro mas sempre fico apreensiva quando vejo que é uma série e nem sempre a gente consegue ler todos. mas estou na expectativa de vir a ler.


Ariane 20/07/2013minha estante
Ótima resenha, to na expectativa de ler o livro :)


Wal 21/07/2013minha estante
Eu ja li estilhaça-me e é simplesmente divino, necessito de liberta-me


Natinha 21/07/2013minha estante
Que bom que esse é melhor que o primeiro!! Bem curiosa p ler!!


Natinha 21/07/2013minha estante
Que bom que esse é melhor que o primeiro!! Bem curiosa p ler!!


Natinha 21/07/2013minha estante
Que bom que esse é melhor que o primeiro!! Bem curiosa p ler!!


Vane 22/07/2013minha estante
procuro sempre ler a resenha antes de ler o livro, sempre consigo informações legais se realmente vou gostar ou não, comprei o primeiro livro e estou loucamente ansiosa para começar a minha leitura.


Isabela 22/07/2013minha estante
Nao li o primeiro livro, mas como você disse que ainda da para entender o segundo, então sem grandes problemas. Adoro distopias e quero muito ler!!


Jor 22/07/2013minha estante
adorei esse livro, comprei o primeiro e estou louca pra ter o segundo


Iara 24/07/2013minha estante
Resenha fantástica!


DyA 24/07/2013minha estante
Adorei a resenha, eu li o um e adorei espero que o dois esteja tão bom quanto, mas pela resenha vai estar ! ^^


Stella 25/07/2013minha estante
Estou super ansiosa para ler o segundo livro, já que o primeiro prendeu a minha atenção do inicio ao fim. Espero que esse seja mesmo melhor que o primeiro... Estou muito esperançosa e espero que esse livro não me decepcione. Adorei a resenha!!!! ;P


Mariana Leme 25/07/2013minha estante
resenha incrivel!!!!!


Mariana Leme 25/07/2013minha estante
resenha incrivel!!!!!


Mariana Leme 25/07/2013minha estante
resenha incrivel!!!!!


Joylande 27/07/2013minha estante
Muito boa visão do livro, parece ser mediano, mas não ruim. Lerei rs.


Fátima 27/07/2013minha estante
Fiquei curiosa após ler a resenha


Anderson 28/07/2013minha estante
Dps dessa resenha, quero começar a ler essa série.


Natália 28/07/2013minha estante
Amei a resenha, falou do livro sem dizer de mais e estragar a surpresa. Já li o livro e gostei mto e estou louca para o próximo lançamento. Concordo que esse livro foi melhor desenvolvido...essa indecisão da personagem quase me enlouqueceu durante td a leitura. *-*


Ana Ferreira 29/07/2013minha estante
Linda Resenha, adorei


Ana Ferreira 29/07/2013minha estante
Linda Resenha, adorei


Cagól 29/07/2013minha estante
Ótima resenha, como sempre!!


Zombie 30/07/2013minha estante
Perfeita a Resenha, Perfeito o Livro, Quero Muito


Najua Almeida 31/07/2013minha estante
Necessito desse livro *.*


Isabela 01/08/2013minha estante
adorei a resenha! precisooooo ler esse livro logo!


Iêda Cavalcante 02/08/2013minha estante
Adorei a resenha, muito bem feita. Ansiosa pra ler esse livro


Diandra 04/08/2013minha estante
Distopias? É comigo mesmo! Gostei da resenha, quero ler essa serie e é bom saber que é boa e que a mocinha não é um saco (alias coisa muito comum nos livros).bju


Danni 04/08/2013minha estante
Acho que gostei e muito desse livro! E sua resenha aumentou minha vontade de lê-lo. :D


Caren RS 05/08/2013minha estante
Pela resenha parece interessante.


bia leitte 12/08/2013minha estante
adorei o primeiro e tenho certeza que vou adorar o segundo! e a resenha esta otima!!


Bia 12/08/2013minha estante
Eu estou lendo o "Estilhaça-me" e ainda estou chegando no meio do livro. Uma coisa que amo é comparar o que a pessoa sentiu quando leu o livro e o que estou sentindo na minha vez. Por isso amo resenhas, acabei que já peguei um spoiler no ar mas tudo bem, amei a resenha e como expôs sua opinião.


Beth 14/08/2013minha estante
Adorei conhecer mais um pouco a história desse livro e de também conhecer a personagem. Assim que puder vou ler. Beijos


Erica Martins 17/08/2013minha estante
Gostei da resenha sem spoiler. Uma amiga já comentou comigo algo que deixou ela com raiva e provavelmente vai me deixar também.


Mah Soares 29/08/2013minha estante
Adorei a resenha, só contou o bastante pra gente fica com mais vontade de ler hahahaha'


Aline.Oliveira 18/02/2021minha estante
Adoro a Juliette e o Warner tem características em afins muito respeitadas e emocionantes. O final é surpreendente




Jess 04/01/2021

Eu tô absurdamente apaixonada nessa história! Amei o primeiro livro, mas esse segundo é muito melhor e mais emocionante.

A leitura continua bem fluida, ainda mais quando o Warner está em cena. Eu admito que no início não gostava muito dele e ainda não entendo muito das suas motivações, mas comecei a sentir algo bom sobre o personagem e uma vontade enorme de saber mais sobre ele. É um dos mais interessantes do livro. Ah, sem contar que ele e a Juliette tem uma química incrível!

Alguns personagens conseguiram ser mais irritantes do que no livro anterior... Sim, Adam, eu estou falando com você! Eu não sentia absolutamente nada por ele, bom ou ruim, mas agora sinto só raiva mesmo.

E, claro... ainda amo o Kenji mais do que tudo e ele não existir na vida real não poderia me deixar mais triste.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Di 12/04/2013minha estante
Não tenho nem palavras para dizer o quanto sua resenha me fascinou. So posso dizer que se antes eu ja estava louca para ler Liberta-me, agora eu já não preciso do livro, eu NECESSITO dele rsrsrs
Parabens pela resenha!


Dany 20/04/2013minha estante
Sua resenha é linda. Sério, acabei de ler o livro e estou totalmente desesperada e derretida. De DPL até o próximo livro sair.
Warner é muito amor com aquelas covinhas dele, Senhor!


Gabriele Tenshi 23/04/2013minha estante
huashuashusahuas Me senti exatamente do mesmo jeito (quando o livro terminou e quando Warner fez isso) xD
Warner ficou ainda mais irresistível do que já era *-* Na minha singela opinião, ele é melhor que Adam u_u Mas Kenji também é uma coisa, então, deixa quieto xD
Algum sinal de fumaça do próximo livro? xD


Rafa Souza 09/05/2013minha estante
Vou começar a ler ainda mas... E O ADAM GENTE?hahah
Onde ele esta nessa historia toda?


Isabela Mazza 10/05/2013minha estante
Eu adorei sua resenha e fique literalmente Estilhaçada, sério estou revoltada pra caramba. Quero descobrir o desfecho da história, ver o que a Juliette vai fazer!!! AAAHHHH, "eu não sou louca".


Ana 01/06/2013minha estante
Ai Warner... Ultrapassou todas as minhas expectativas!
Adam, lindo, me desculpe, mas depois de Destrua-me, eu sou 100% Juliette e Warner. Haha
Liberta-me é uma mistura de A Hospedeira com X-Men. Hahahaha


Ane 23/10/2013minha estante
Que bom saber que não sou a única que prefere Warner gente! Cara, ele tem covinhas! ehauahau Mas ele é A PERDIÇÃO em pessoa, ele é mal, inteligente e amável, enquanto o Adam está choramingando pelo amor da Juliette.


Lane @juntodoslivros 28/09/2014minha estante
Gente, todo MUNDO gosta do Warner? hahaha...
Pera, eu gosto do Adam. Adoro o jeito meigo e romântico dele. Quando Juliette se afasta dele, meu coração deu uma bela balançada. Triste!
Mas... Confesso que agora o Warner está tomando espaço no meu coração. Nossa!!!! Como eu não queria isso!!!!! Aguardo ansiosa para começar a leitura de Fragmenta-me e ver o que o Adam nos reservar.




Helo 13/01/2021

?Na ausência de relacionamentos humanos, criei laços com as personagens de papel. Vivi amor e perda por meio das histórias enredadas na história; experimentei a adolescência por associação. Meu mundo é uma teia entrelaçada de palavras amarrando membro a membro, osso a tendão, pensamentos e imagens todos juntos. Sou um ser composto de letras, uma personagem criada por frases, um produto da imaginação fabricado por meio da ficção...?
comentários(0)comente



Byanca.Neves 19/01/2021

De menina e uma mulher, uma vida e a morte
Sabe aquela tarde de domingo chuvosa e melancólica mas é tão confortável e gostoso que vc pede por mais dias assim?

Esse livro pode ser uma referência a esse dia. Juliette ainda comendo de si mesmo quer ser td menos ela mesma, no dilema de deixar as pessoas se aproximarem sem colocá-las em perigo ou ficar sozinha chorando pelos cantos apenas na presença de Adam.

Ela vê Adam seu maior protetor mas acaba sendo uma pessoa em que se torna dependente e acaba não conseguindo fazer nada sozinha. Vemos sua evolução no livro, sendo ainda uma adolescente que não sabem quem de fato é e ainda ter que lidar com o dom.

Warner vem pra nós mostrar outra visão de tudo, aquele que não se arrepende de fazer o que faz e não tem medo de ser oque é de verdade. Vem pra ajudar ou melhor forçar a verdade na cara da juliette que ela vive apenas numa mentira e acaba só piorando td em vez de entender oque de fato é.

Um livro gostoso de ler, rápido e aconchegante. Vimos elos se formarem, entendemos melhor o mundo retratado e vimos também o impacto de como o pensamente de si mesmo pode influenciar tudo a sua volta.

Que venha o próximo livro.
comentários(0)comente



Ale 21/02/2021

Viciante
“Ele desvia o olhar. E sorri. É o tipo de sorriso que me faz esquecer como fazer qualquer coisa...”
Terminei o segundo livro e uma coisa é certa: a série é viciante! Eu não consegui ler outra coisa que não seja ela e acredito que só irei parar quando terminar tudo que está lançado até o momento.
A autora continua com um jeito de escrever muito agradável e que te insere na história de uma forma única. Depois que você lê o conto, dá para perceber que é realmente o jeito da Juliette pensar que ela coloca no papel, pois quando estamos na mente do maravilhoso Warner, ela escreve de um jeito totalmente diferente.
Warner é o personagem com mais camadas até aqui e eu já disse isso e vou repetir, acho isso ótimo. Adoro acompanhar personagens que não são exatamente o que todo mundo acha que é. A forma como ele lida com tudo, a forma como ele aceita a Juliette do jeito que ela é sem se preocupar com quão poderosa ela pode se tornar é ótimo. Não tem aquele lenga-lenga do “eu te amo” e choradeira e mais choradeira como é com o Adam.
Por falar em Adam, como ele ficou chato nesse livro. No anterior até gostava dele. Mas neste ele ficou mau humorado e amargo. Parece que quanto mais ela, Juliette, se desenvolve mais ele quer que ela volte a ser a garota assustada do início. Tudo entre eles envolve muito drama, mas um drama muito cansativo.
As coisas com o Warner são mais rápidas, mais vivas. Tem um ritmo diferente que eu gosto muito mais. Digamos que tudo com o Warner pega fogo e com o Adam são mornas.
Uma das coisas que eu mais gostei deste livro e que o Kenji e suas frases de efeito aparecem muito mais. Ele também é um personagem melhor que o Adam. Sem muitas travas na língua, sabe quem ele é e o que quer da vida, sem aquela quantidade enorme de lágrimas envolvidas.
Por falar em lágrimas, Juliette me deixou com raiva algumas vezes. Ela não se aceita totalmente como é e isso deixa a história um pouco arrastada as vezes. É coisa rápida, logo resolvida, mas se ela se aceitasse e partisse daí, tudo seria mais fácil.
O que eu não gosto muito é o tom de X-Men que o livro tem. Não vou falar muito sobre para ter spoiler, mas quem gosta da temática vai gostar.
O livro é muito bom e termina de uma forma e com uma frase MARAVILHOSA que me faz correr para começar a ler o segundo conto para poder ler o terceiro livro.
comentários(0)comente



Ynara 18/04/2013

Preciso fazer um "mea culpa".
Bem, realmente vou ser obrigada a fazer resenha sobre esse livro, pois essa necessidade é mais forte do que eu. Por onde começar antes de chegar ao "mea culpa" que pretendo fazer? Posso começar dizendo que a continuação de "Estilhaça-me" é simplesmente perfeita. A linha narrativa de Juliette continua daquele jeito poético, cheio de comparações meio loucas e eufemismos nos momentos mais absurdos, mas considero isso um dos pontos altos da escrita da Tahereh. Ela não perdeu o foco na personalidade da personagem, às vezes irritante, mas também surpreendente. Juliette é totalmente complexa, sem ser complicada. Sofri por ela e principalmente por Adam, que no primeiro livro salvou Juliette de todas as maneiras possíveis, mas que nessa sequência está com os pés e mãos atados pela força das descobertas feitas pelos personagens. E que descobertas! Fiquei de boca aberta uma, duas, três, quatro vezes, quase babando mesmo. E conheci melhor e amei alguns outros personagens, principalmente Kenji, que no primeiro livro havia achado um chato fanfarrão, mas nesse segundo livro ganhou meu respeito total, por ser o mais próximo de um amigo que Juliette já teve, incentivando-a e sendo sincero até demais em relação às (muitas!) indecisões dela. Amei.
Agora, a principal razão dessa resenha: tenho que fazer um "mea culpa", um ato de desagravo para um personagem que nunca pensei que me faria mudar tanto de opinião: Warner. Sim, ele mesmo, o personagem que eu chamei de caricato, canastrão, vilão mais clichê dos livros que já li. Em alguns momentos do primeiro livro cheguei a achá-lo risível, de tão exagerado e forçado que eu o considerei nas suas "vilanias", principalmente vindo de um rapaz de 19 anos. Mas agora humildemente digo que ele é o melhor personagem desse segundo livro. A autora conseguiu humanizá-lo de uma maneira excepcional, sem deixá-lo "menos vilão". Fiquei sem saber o que pensar sobre ele, todas as revelações sobre seu passado, o porquê dele ser tão calculista, tão manipulador, e tudo isso me pegou tremendamente despreparada. TAhereh não o transformou simplesmente no "vilão com um passado traumático", tentando justificar assim seus atos de loucura. A autora conseguiu chegar num patamar mais elevado que isso em relação a Warner, e de repente eu não estava tentando condenar Juliette por querer de alguma forma salvá-lo de si mesmo, todas as justificativas que ela usa para isso são totalmente aceitáveis, por mais incrível que pareça! E realmente se vê que ela e Warner tem mais em comum do que ela pensa. E ainda tem o final, onde Warner mais uma vez me surpreendeu e eu fiquei confusa e não consegui parar de pensar no que raios a autora vai fazer no desfecho dessa trilogia, que já estou desesperada para ler. No triângulo "amoroso" Adam-Juliette-Warner, infelizmente tenho que admitir que Adam se tornou um mero coadjuvante nesse segundo livro. Warner simplesmente "roubou a cena" em todos os momentos em que apareceu.
Lore 30/04/2013minha estante
Eu confesso que Warner conseguiu me cativar um pouco já no primeiro volume, e este só veio pra simplesmente me arrebatar de vez. Senti tanta falta dele no começo do livro que ja estava ansiosa na leitura pra que ele aparecesse logo. Eu tbm gosto do Adam, não posso dizer que não, mas do meio do livro pro fim, ele realmente perdeu espaço... adorei seu comentário.


Ynara 01/05/2013minha estante
obrigada! E agora que eu li "Destrua-me" me sinto mais culpada ainda por causa do Warner. :(




Resenhas da Rê 28/09/2020

Liberta-me (3.0)
No segundo livro da série Estilhaça-me, Juliette está tentando se adaptar a sua nova vida com Adam, Kenji, James e o Ponto Ômega. Mas o que ela esperava ser finalmente sua liberdade, se mostra totalmente o oposto. Com descobertas cada vez mais perigosas sobre o seu poder e decisões capazes de mudar sua vida, Juliette fica presa entre seguir o que é certo ou seguir o seu coração.

Bom, esta obra não foi tão empolgante quanto a primeira, mas acho que essa é a sina de ser o segundo livro de uma série. Eles, em sua maioria, são chatos.

A história foi bem arrastada, para ser sincera. Os dilemas de Juliette e Adam ficaram maçantes (e olha que eu shippava bastante eles dois) e alguns plots eu achei meio ''???''.
A Juliette, que eu acreditava que teria algum desenvolvimento, não mudou quase nada. O Adam aparecia quase sempre, mas eu sentia o personagem tão indiferente que nem parecia que eu tinha lido um capítulo inteiro com o foco sendo ele. Até os poderes da Juliette não foram tão aprofundados, mas eu espero que isso mude nos livros seguintes, pois é uma das coisas que estou mais ansiosa para saber mais.

Eu não achei que diria isso, mas quem carregou o livro nas costas foi o Warner. Suas intenções ainda são bem duvidosas para mim, mas o personagem está me conquistando. Torcia para ele aparecer no enredo e, sempre que ele dava o ar das graças, eu ficava até sem fôlego (parece que a galerinha do twitter tem razão).

A escrita da autora ainda me agrada muito, dá para você sentir direitinho o que se passa na cabeça da protagonista. Eu ficava com medo quando ela estava com medo, triste quando ela estava triste e por aí vai... o final também me deixou com um gostinho de quero mais, será que finalmente teremos uma Dangerous Woman? Eu espero que sim.
comentários(0)comente



Joyce Adrielle 09/01/2021

Bem mediano
O livro não é tão ruim quando parece, nem tão bom quando deveria ser. É mediano.

Mafi realmente tentou fazer uma evolução psicológica com Juliette bem no finalzinho e tal. Deixando claro que a personagem virá mais forte e menos subjulgada nos próximos livros, só penso que ela demorou demais para fazer isso. Jogou um triângulo amoroso sem sentido na história no estilo bem-me-quer / mal-me-quer. Em diversos momentos me recordei de outros livros nesse mesmo cenário de devastação mundial e essas paradas (para você ter uma ideia de como é original a história /contém ironia).

No mais, continuarei a leitura pior desenvolvi um senso que se tem mais de um livro preciso ler todos. Vai que melhore?
comentários(0)comente



emy 04/12/2020

Liberta-me foi muito melhor do que o anterior. Apesar de muitos plots serem clichês, a história foi envolvente. A melhor parte para mim é a evolução da protagonista que faz toda diferença. Assim como o novo cenário e personagens - em especial o Kenji que, além de ser super divertido ainda falou umas verdades na cara da Juliette. Estou curiosa para o que vem por ai.
comentários(0)comente



Fernanda 06/11/2013

Resenha: Liberta-me
Resenha: “Liberta-me” é a continuação de Estilhaça-me, escritos por Tahereh Mafi, publicados pela Editora Novo Conceito. O primeiro volume se mostrou instigante por causa da narração audaciosa e diferente, e a sequência se repete com essas características complexa, ainda que se torne perceptível o amadurecimento da autora, fazendo com que o leitor se envolva com todos os personagens.

Agora há mais consistência em relação aos atos de Juliette, Adam e principalmente Warner. Se existia alguma dúvida sobre a tão esperada paz, tudo foi esclarecido. Mesmo longe do restabelecimento e agora estando no Ponto Ômega, a vida de Juliette melhorou por um lado, porém seus pensamentos a traiam e a garota se mostrou mais confusa e temerosa – repleta de conflitos e lamentações internas – e o caos esteve presente em todos os momentos descritos.


site: http://www.segredosemlivros.com/2013/11/resenha-liberta-me-taherehmafi.html
comentários(0)comente



Ana 03/08/2020

Aaron é um dos protagonistas mais incríveis que eu já vi. Se ele quiser o mundo eu dou.
Daniela.Pepes 03/08/2020minha estante
Sou cadelinha real dele




Maisa 21/10/2020

Muito bom!
Começa meio parado mas depois acontece uma sucessão incrível de acontecimentos e coisas surpreendentes. Juliette evolui e começa a se tornar a personagem forte que estava destinada a ser.
comentários(0)comente



Karine Braz 28/04/2020

Poético
A forma como essa autora escreve é tão bonita, cheia de ensinamentos e muito profundo, e esse foi o livro que mais teve isso de toda a saga (pelo o menos dos três livros que já li até agr), só não favoritei e dei 5 estrelas pq o início não rolou pra mim, estava achando extremamente monótono e com um suspense desnecessário sobre tudo e o tempo todo, depois isso mudou e eu comecei a amar esse livro.
comentários(0)comente



Queria Estar Lendo 10/11/2014

Resenha: Liberta-me
Atenção, a resenha pode conter spoilers moderados a respeito do livro 1.

Liberta-me começa duas semanas após o término de Estilhaça-me. Enquanto no final do livro 1 Juliette estava eufórica com o lugar, duas semanas no Ponto Ômega não fizeram muito por ela e ela acaba recuando à sua pessoa de sempre, uma menina assustada, com medo de conviver com as outras pessoas e reprimindo todo seu poder.

Seu relacionamento com Adam encara uma montanha russa e ela não consegue deixar de perturbar-se com o fato de que Warner pode tocá-la e que diz amá-la. Seus medos e seus problemas afastam ela cada vez mais dos demais moradores do Ponto Ômega e sua recusa constante - mesmo que inconsciente - em aceitar e domar seus poderes coloca seu relacionamento com Kenji, Castle e os demais em xeque.

"Porque alguém aponta o dedo e diz: "Aqueles são os bandidos. Aqueles homens ali". Mate, eles dizem. Mate porque você confia em nós. Mate porque você está lutando no time certo. Mate porque eles são maus e nós somos bons. Mate porque estamos dizendo. Porque algumas pessoas são tão idiota que pensam mesmo que há grossas linhas em neon separando o bem e o mal. Que é fácil fazer esse tipo de distinção e dormir a noite de consciência tranquila. Porque está tudo bem."

Eu costumo não dar muita bola para o "livro do meio" das trilogias, porque eles geralmente representam uma transição que, mesmo que necessária, pode ser monótona. O único que eu realmente tinha gostado era Príncipe Mecânico, mas Liberta-me chegou para colocar o que eu acreditava abaixo. O livro foi realmente incrível e é sim o livro de transição, mas nada parado ou sem graça - e nem um pouco padrão. O crescimento da Juliette é visto claramente ao longo das páginas, o caminho que ela percorre entre temer os próprios poderes e aceitá-los para fortificar-se com eles é maravilhoso.

O caminho que ela faz de ser uma menina com medo de tudo e todos, presa na própria mente, para uma mulher confiante e poderosa - literalmente. Isso pode ser visto até na narrativa. Conforme Juliette cresce, as frases riscadas e a loucura diminuem e, embora não desapareçam, estão sob o seu controle. Ela passa a dominar sua própria mente e não mais o contrário. E a Tahereh fez um trabalho excelente mostrando isso pra gente!

"Não posso deixar de pensar que 19 anos é jovem demais para desistir de alguém, que 19 anos de idade é apenas o começo, que é muito cedo para dizer a uma pessoa que ela nunca realizará nada além do mal neste mundo."

Eu gostei, principalmente, da maneira que ela explorou os sentimentos da Juliette em relação a tudo que ela viveu e as revelações que ela encontrou sobre ela mesma, mesmo que ela ainda estivesse reprimindo sentimentos por uma certa pessoa ai. Embora, o capítulo 62. O CAPÍTULO 62. O que foi aquilo???

Mas voltando a resenha, em Liberta-me a gente também tem a chance de conhecer melhor o lado rebelde, o porquê do Adam conseguir tocar na Juliette e os próprios poderes dela. Também temos mais daquela amizade linda de morrer dela e do Kenji - que é tão, tão, tão precious baby da minha vida.

O que eu mais gosto é que a Juliette é uma protagonista que começa como a maioria - em partes - mas se recusa a ficar 3 livros na mesma lenga-lenga, ela evolui. Também adoro o fato de não ser o Adam salvando ela, mas o contrário. O Ponto Ômega não faz parte da vida do Adam, até então ele só entra lá por causa da Juliette. O Kenji conhece o Adam e é assim que entra na vida da Juliette, mas ele só permanece na vida do Adam porque a Juliette está lá, é claro que eles não são amigos só porque a Juliette é a namorada do Adam.

Além do mais, a vida da Juliette gira em torno dela mesma, não do homem pelo qual ela está apaixonada. E eu juro que isso é uma das coisas que eu mais amei nessa trilogia - junto com o fato dela não aceitar um amor que quer ela submissa e ir em busca de um que a trate como igual.

Para mim, a Juliette e Estilhaça-me são uma revolução nos YAs de tantas formas que eu quero chorar na frente da Tahereh e depois amarrar ela a um computador e obrigar ela a escrever mais sobre todos eles. Um dos grandes motivos que sempre me levou a escrever foi o fato de que eu nunca havia encontrado algo que fosse exatamente como eu queria ler. Ai eu dei de cara com Estilhaça-me e está tudo lá. Nenhum personagem tem medo de falar o que precisa (e o que eu queria ouvir), as personalidades, as atitudes, os desfechos. É tudo tão como eu queria. Eu queria ter escrito esse livro.

"Minha consciência declarou guerra contra si mesma."

Eu acho que nem tenho mais palavras pra explicar porque a trilogia é excelente e porque todo mundo deveria ler. Acho um desperdício ela ser tão pouco conhecida, ainda - se compararmos com outras distopias.

Você acha que a Katniss é uma grande guerreira, que percorreu um grande caminho até se tornar quem é? A jornada da Juliette humilha a dela. Você acha que o Quatro é o cara mais cruel e foda e merecedor de amor que você poderia encontrar? Ele não poderia enfrentar metade do caminho que o Warner percorreu. Você acha o Aspen inconveniente e idiota? mesmo que eu vá dar uns tapas em você se falar isso pra mim O Adam é inconveniente, idiota, chato e babaca elevado a 15ª potência.

Por fim, vou concluir: se você quer uma distopia que o foco é realmente a personagem principal e sua batalha pra libertar-se de si mesma, do seu medo. É essa. A guerra e o romance são consequências das ações da Juliette, e não o contrário - como eu já encontrei tanto por ai.

Tahereh é tão original, tão incrível. Eu daria a lua pra ela se eu pudesse.
comentários(0)comente



659 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |