Dom Quixote das Crianças

Dom Quixote das Crianças Monteiro Lobato




Resenhas - Dom Quixote das Crianças


20 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Rute - um exemplo de lealdade 23/09/2017

Dom Quixote das Crianças (Monteiro Lobato em Quadrinhos - Editora Globo, 2009)
Um dos maiores clássicos da literatura é também um dos melhores títulos na coleção do Sítio. Hoje fui atrás desse quadrinho e, como imaginava, propiciou uma divertida leitura.
A adaptação foi feita por André Simas na estética do Sítio nos anos 2000. Não gostei muito dessa fase, mas quando terminou lamentei profundamente. Essa obra é um dos legados do período, revisitando Lobato (baseado em Cervantes) de maneira pueril, graciosa e interessante para jovens leitores.
Não trata a adaptação de maneira minuciosa, alguns aspectos nem deram as caras, mas tudo que foi mostrado tem fundamento.
O ponto fraco é a qualidade do desenho. Muito simples, sobretudo na exposição dos cenários, não transmitindo aquela visão bucólica ou esplendorosa da roça e natureza. Detalhe sujeito à empatia de cada um.
Leitura ótima para a galera escolar. Ah, quero também os outros títulos dessa coleção (Lobato em Quadrinhos). Para admiradores dessa turma, vale a pena.
comentários(0)comente



Matheus 21/07/2014

Dom Quixote
bom em memoria e sem força, Dom Quixote decide se aventurar pelo mundo como todos os cavalheiros andantes de todos os livros que ele já leu. Já que pegou loucura de tantos livros, Dom Quixote realmente acha que é um cavalheiro, e toda a fantasia que ele achava estar vendo para ele é realidade. Um vizinho acaba encontrando ele no estirado no chão sem forças e enlouquecendo e ajuda ele. Levou para sua casa e ajuda a família a queimar todos os livros que o fez enlouquecer e colocou uma parede de muros na frente da sua biblioteca para ele pensar que nunca havia existido alguma porta, mas isso não o impediu de continuar as suas aventuras e nem de continuar delirando. Na sua segunda tentativa de combater inimigos fez de seu vizinho de escudeiro e com e com nome de Sancho Pança, mas não deu certo porque um padre e um barbeiro ajudaram a família a capturar Dom Quixote de novo.
comentários(0)comente



Gabão 07/01/2009

saudades da minha infância lendo os livros fantásticos do lobato :D
comentários(0)comente



Carol 15/02/2012

Dom Quixote das Crianças
Eu adorei esse livro!!
comentários(0)comente



Biblioteca Álvaro Guerra 18/04/2019

mília invade a biblioteca de Dona Benta. Vê um livro na estante e pede a ajuda do Visconde de Sabugosa para tirálo dali, mas sem querer derruba o enorme volume e esmaga seu cúmplice. O livro é um belo exemplar de Dom Quixote de la Mancha. Após o acidente Dona Benta resolve lêlo aos netos e à boneca. No começo, todos estranham aquela linguagem difícil, e então a avó, paciente e carinhosa, resolve recontar tudo “com palavras suas e de Tia Nastácia e minhas também ― e de Narizinho―e de Pedrinho―e de Rabicó” para que todos entendam e aproveitem ao máximo aquela aventura. Dom Quixote é um nobre espanhol que, movido pelos livros que lia e pela força da imaginação, busca levar uma vida heroica. Veste uma armadura, monta em seu velho cavalo e, acompanhado de seu fiel companheiro Sancho Pança, vai enfrentar o mundo, seus moinhos de vento, seus inimigos mortais, em honra de sua donzela Dulcineia. Grande personagem da literatura, o “cavaleiro da triste figura” marcou a vida de seus leitores e influenciou todos os grandes escritores, entre eles Lobato, um grande frequentador dos clássicos. Esta é uma história universal, para todos os leitores de todos os tempos. E especialmente este Dom Quixote que o leitor tem em mãos não é de Miguel de Cervantes nem de Monteiro Lobato, é – simplesmente – das crianças.

Livro disponível para empréstimo nas Bibliotecas Municipais de São Paulo. De graça!

site: http://bibliotecacircula.prefeitura.sp.gov.br/pesquisa/isbn/9788525063922
comentários(0)comente



Astrid 07/11/2011

As proezas de Dom Quixote
Mas uma das obras de Monteiro Lobato, Dom Quixote das Crianças fala a vida e aventura do Dom Quixote de La Mancha.
Dona Benta conta as maluquices do Fidalgo de um jeito bem resumido e fácil de entender, feito para as crianças que sempre quiseram ouvir a história dele.
O livro não conta todas as Proezas de Dom Quixote,Dona Benta mesmo diz algo mais ou menos como:
- Se toas as aventuras de Dom Quixote fossem contadas aqui demoraria anos para acabar.
E por causa disso ela conta só algumas das tantas e tantas aventuras dele.
No meio de todas essas façanhas do fidalgo de Mancha, ele encontra um amigo, Sancho Pança. E com esse grande amigo ele luta contra gigantes e até leões. Apesar de ser doido, Dom Quixote merece sem dúvida nenhuma o título de herói, porque mesmo sendo piradinho as intensões são o que sempre valem.
Aposto que esta história já influenciou e influenciará muitas pessoas, que nem a Emília que se acha tão grande fidalga quanto Dom Quixote.
comentários(0)comente



Rute - um exemplo de lealdade 27/08/2017

Dom Quixote das Crianças - 1936 (Edição da Brasiliense publicada em 2005)
O livro é muito legal desde o início, em uma bela apresentação do Quixote para as crianças. Dona Benta conta a história em resumo, apresentando o Cavaleiro da Triste Figura em suas mirabolantes aventuras.

Foram citadas passagens como a recuperação do famoso elmo de Mambrino (a bacia do barbeiro), a poderosa intervenção do herói contra dois exércitos que se enfrentavam no campo de batalha (rebanhos de ovelha), o governo de Sancho Pança (inusitadamente carismático e aclamado por sábias decisões) e o duelo com o Cavaleiro da Lua (artimanha dos parentes e amigos do Quixote para provocar o regresso ao lar). Textos que tem drama e humor peculiar entre razão e emoção.

Minha atenção maior foi para a percepção da turminha. Pedrinho e Narizinho acompanham a história com dó do herói, enquanto Emília vê algo inspirador que a mobiliza na valorização de seus sonhos, ainda que malucos. E ela fica meio doida mesmo, mais que o normal, tendo que ser contida até recuperar o juízo (quando teve um choque de realidade expresso em um pequeno acidente, onde viu sua fragilidade ante os arroubos emotivos). No final das contas, teve uma aprendizagem legal: a inspiração para viver sonhos, mas de maneira prudente.

A valorização dos sonhos fez com que fosse a única a não querer saber do final da história, a morte do Quixote, pois dizia ser imortal. Isso é o que marcou o livro em minha leitura e que guardo em lembrança.

Outras coisas com alguma curiosidade para o universo que tento entender do Sítio, é que o Visconde tem mais uma morte, logo no início, ao ser esmagado pelo livro, que caiu da estante em cima dele. Justamente o Quixote, a quem a Emília queria conhecer e acidentalmente deixou cair no sabugo. Seria uma mensagem do Lobato? No mínimo, ainda que não planejada, é como se fosse a emoção suplantando a razão. Uma quixotada...

Ah, vou atrás desse Monteiro Lobato em quadrinhos. Sei que tem e acredito que continuará me trazendo mais curtição na leitura.
comentários(0)comente



Ti 21/07/2014

Dom Quixote
Eu estou achando o livro muito bacana estou quase acabando de ler fala que Dom Quixote sai atras de aventura e encontra um cavalo e coloca o nome de rocinante que vai para todas as aventuras com ele e foi atras do gigante de vento e muitas aventuras vão acontecer na historia se ficou curioso leia Dom Quixote porque sera uma leitura muito bacana

site: MeuSelebro.blogspot.gov.sp.com.br
comentários(0)comente



Felipe Fischer 08/11/2011

o cavaleiro andante
Neste livro um homem quer se tornar um cavaleiro andante, este homem era Dom Quixote, ele só lia livros de cavalaria e estava quase louco quando decidiu vestir uma armadura, empunhar uma lança e sair pelo mundo fazendo justiça. Em suas aventuras Dom Quixote conhece um homem gordinho que se torna seu fiel escudeiro Sancho Pança. Juntos eles viveram várias aventuras, as vezes ganhando a batalha mas em outras acabam levando uma surra. Depois de muito tempo de viagem, Dom Quixote cumpre sua promessa a Sancho e ele lhe da um reino. Dom quixote perde seu fiel escudeiro e vai batalhar. Ele encontra um cavaleiro que diz que se Dom Quixote perder a batalha não poderá mais batalhar, então ele perde a luta, volta para casa, adoece de tristeza e morre.
comentários(0)comente



Leticia.Silva 27/02/2017

Não li ainda ele todo
comentários(0)comente



Hugo{Gr!nG0} 28/07/2014

oque eu achei sobre este livro
Eu terminei este livro com isto entendi que ele queria ser alguem na vida , com esta tentativa de tentar derrotar os trabalhadores sempre se dava mau caindo do seu cavalo e se esborrachando no chao . Mais quando ele tentou derrotar os cavleiros da realesa pensando que era inimigo ele se deu muito mau
sendo preso ele pensou nos seus sonhos ai ele que eles tinham acabado de se acabar
Foi isto oque eu entendi deste livro
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Thalys Caires 09/11/2016

Mais ou menos, ñ gostei muito mais recomendo?
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Carol 08/06/2011

E UMA HISTÓRIA MUITO ENGRAÇADA É EM QUADRINHOS FALA DE UM HOMEM QUE É MUITO ATRAPALHADO E GOSTA MUITO DE LER.
comentários(0)comente



20 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2