O Bosque Selvagem

O Bosque Selvagem Colin Meloy




Resenhas - O Bosque Selvagem


16 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


nicole 12/11/2020

sobre:
gostei MUITO, ótimo livro, uma fantasia muito linda e perfeito pra espairecer e imaginar. amei
comentários(0)comente



Anna V. Lima 17/08/2020

Eu li esse livro pela primeira vez quando tinha apenas 9 anos de idade. Não consegui entender muito da história e dei o livro de presente para um amigo de meus pais que considero muito. Entretanto, esse ano me peguei lembrando dessa história que parecia ser tão bela e me vi lamentando por não compreender tudo o que o livro tinha para dizer na época. Acabei comprando o livro novamente e o lendo na mesma hora.

A história de Prue é cheia de aventura, fantasia, emoção e suspense. Eu me senti dentro do próprio Bosque Selvagem enquanto lia, e, quando fui ver, já estava andando pela casa surtando com cada capítulo desse livro maravilhoso.

Estou ansiose para ler a continuação.
comentários(0)comente



Leo | @chacomresenha 15/07/2020

Leitura gostosa.
Um livro leve e divertido que voará na sua frente. Perfeito para aqueles momentos de ressaca literária.
comentários(0)comente



valentina 27/06/2020

divertido, mas tem suas incoerências
me pareceu muito que esse livro foi um caso de alguém que teve uma ideia muito interessante mas sem experiência suficiente para desenvolver. o livro é dividido em 3 partes, e até a metade da segunda eu estava achando tudo muito agradável e divertido, mas conforme a história avança mais aparecem pequenos momentos em que você pensa "isso podia ter sido feito de uma forma melhor", o que não seria problema se fossem uma ou duas ocasiões isoladas, mas eu tive essa sensação com uma frequência incômoda.

especialmente em se tratando da construção de mundo, sinceramente achei fraco. acho que construí expectativas e impressões no começo, e no final era tudo aquilo mesmo, no sentido de ser previsível e raso. o grupo dos bandido, principalmente, me deu muito a imagem de ter sido criado a partir de vários recortes de diferentes povos e sociedades, mas de uma forma que o autor tirou todas as impressões do que seriam esses grupos da própria cabeça, sem pesquisa, sem parar pra pensar duas vezes se era aquilo mesmo o trabalho final que ele queria

[SPOILER]


não costumo comentar sobre finais, mas nossa o Curtis ficando no bosque sem nem pensar "poxa sera q a minha família nao deve estar DESEPERADA por eu ter desaparecido" me incomodou MUITO, e achei a cena da Prue "confortando" os pais deles fraquissima, parece que foi colocada la so pra não poderem falar que o autor esqueceu.

e que porra são os pais da Prue véi?? qnd souberam oq rolou tavam dispostos a deixar o próprio filho c a Alexandra, a cara nem treme, tbm eles e a filha sabiam onde o Curtis tava e nem cogitaram explicar tudo pros pais dele
comentários(0)comente



Bárbara 12/05/2020

É um livro fofo, com ilustrações muito bonitas e uma história criativa
comentários(0)comente



Beto | @beto_anderson 08/04/2020

Encantador
Fazia tempo que não lia uma fábula. Essa é, com certeza, uma boa leitura para jovens e adultos. Sim, porque apesar de ser um texto "infantil", tem uma linguagem um pouco mais rebuscada para uma criança. Mas a narrativa é ótima, as personagens são bem legais. Senti falta de um desfecho um pouco mais detalhado e talvez um pouco mais de cenas engraçadas. Acho que deixaria o livro ainda mais interessante. Talvez se tivesse uma participação maior do ratinho do Curtis. Quero muito ler a continuação. Recomendo.

site: https://www.instagram.com/beto_anderson/
comentários(0)comente



Giulipédia 15/12/2018

Atingiu todas as expectativas e ainda mais!!!!
Fazia bastante tempo que um livro de aventura não me prendia como esse prendeu, eu não consegui parar de ler até ele acabar e tô me segurando pra não cair matando na continuação.

A história começa com e sequestro do irmãozinho de um ano da Prue, uma menina de doze anos com uma personalidade marreta e com gosto para desenhar pássaros. Um belo dia, Prue e seu irmãozinho, Mac, estão aproveitando o dia no parque quando uma revoada de corvos surge e leva Mac, sobrevoando pela cidade até chegar aos confins da Floresta Impassavel, que é um lugar onde ninguém se aventura a ir, pois quem geralmente vai, acaba não voltando.

Prue volta pra casa sem conseguir resgatar o irmão e esconde dos pais que o mesmo foi sequestrado por corvos ( Até porquê né!!!). Nisso decide se aventurar sozinha na floresta, mas acaba sendo seguida por um coleguinha da escola chamado Curtis, um garoto que costuma desenhar como ela na escola, mas que fora de lá não são muito chegados.Curtis logo percebe que Prue perdeu o irmão dela, e que ela irá procurá-lo e se oferece pra ir junto. No início ela está resoluta de que não quer companhia, mas depois acaba mudando de ideia, assim que eles chegam a entrada da floresta Impassavel, descobre um mundo totalmente independente do mundo exterior que estão acostumados, então chegam ao imenso Bosque selvagem, e Prue descobre que encontrar seu irmão vai ser bem mais difícil, do que ela pensou inicialmente.

Então, cara que livro, muito bem descrito. A história em si te prende do início ao fim, com uma trama que começa a dificultar a aventura da personagem de uma forma que não dá pra perceber. Acho que esse é um dos maiores desafios de um autor, escrever de uma forma, que a históriase torne fluída, sem pontos quebrados ou hesitação do próximo capítulo, sem ficar incoerente com o capítulo anterior.

O livro tem vários pontos de vista de vários personagens, mas não deixa o leitor perdido, ao contrário, fica bem mais fácil de compreender a história. A história do mundo do bosque selvagem ficou muito bem escrita de uma forma que não ficou monótona em momento algum, e da pra conhecer o Bosque do norte, o do sul e o selvagem, fora os personagens que vivem nele.

É um livro grande, sem encheção de linguiça, o que sempre me deixa com pé atrás em autores que decidem lançar história compridas, mas aqui o autor fez uma combinação maravilhosa de objetividade e descrição, eu consegui me imaginar andando naquele bosque, tomando chá com o príncipe coroado corujão e me imaginei fugindo dos coiotes da governatriz viúva.

Pode parecer somente uma história infantil, mas é muita mais que isso, cheia de aventura, bosques, animais falantes, e o mais legal são as gravuras que tem no decorrer das páginas, com elas fica ainda mais fácil se perder na história do Bosque selvagem, super recomendado, aproveite a leitura como eu aproveitei e vou aproveitar, pois esse é o tipo de história que a gente nunca lê somente uma vez!!!
comentários(0)comente



eurodrigoalves 10/10/2017

Bom demais!
O livro é um belo mergulho na fantasia! Tem ação e aventura na medida certa. O mundo construído é rico em detalhes e as ilustrações são lindas! A atmosfera do livro é envolvente e dá vontade de viver lá dentro, sério! Em breve eu leio a sequência e confesso que adoraria ver uma adaptação para as telas!
Lary 01/10/2018minha estante
Tem uma sequência?


eurodrigoalves 26/09/2020minha estante
Olá, tem sim! Desculpa a demora em responder. Eu não uso esse app há anos e ainda não aprendi a mexer! Esse é o primeiro livro de uma trilogia chamada "Wildwood Chronicles". Espero ter ajudado!


Lary 30/09/2020minha estante
Obrigado ^^




Ingrid Micthell 10/07/2017

Resenhado por Ingrid
Este foi um dos livros que mais me fascinou este ano. Personagens fantásticos e uma heroína corajosa. Prue McKeel, reside com seus pais e seu irmãozinho, Mac, em um bairro de Portland. É de conhecimento comum entre os cidadães da cidade que a "Floresta Impassável" esta fora dos limites para qualquer um que deseje entrar, mas diariamente surgem boatos de pessoas que tentaram se aventurar e nunca mais voltaram. Prue não tinha intenções de quebrar as regras quando cinco corvos de um tamanho incomum, conseguiram sequestrar Mac durante um passeio no parque e leva-lo para floresta impassável.

Prue não sabia o que fazer, como contaria para seus pais? Ninguém jamais acreditaria nela. Mas em meio toda essa confusão Curtis ( um colega da escola), presenciou o desespero de Prue e se ofereceu para ajudá-la mesmo sem saber sobre o que se tratava. Na manhã seguinte depois de mentir para os pais á garota de apenas 12 anos decidi que precisa resgata seu irmão. Depois de atravessa a floresta impassável com ajuda Curtis mesmo dizendo que ele devia voltar para casa. Prue não esperava encontrar habitantes na floresta e muito menos animais falantes e comunidades em guerra.

O bosque selvagem é uma mistura brilhante de contos de fadas clássicos e peculiaridades. O livro está repleto de ilustrações deslumbrantes que adicionam mais imaginação à história. Ler sobre as aventuras de Prue e Curtis, como dois narradores principais em terceira pessoa realizou-se maravilhosamente bem. Outro ponto positivo foram algumas questões politicas abordadas de uma forma leve mas ao mesmo tempo adulta. O mundo criado por Meloy é tão próximo do nosso e tem absolutamente tudo que eu amo: aventura, pássaros, outros Animais, velhas sábias hahaha, amizade e família. A natureza e perfeitamente descrita, os cenários bem explorados e não posso deixar de ressaltar que obra em si (ao menos no meu ponto de vista) não foi escrita precisamente para jovens, o enrendo e bastante adulto a quantidade de páginas diz muito sobre isso, talvez seja por essa razão que gostei tanto.

Prue é simplesmente maravilhosa!! Que vontade de guarda ela em um potinho para sempre. A cada página virada á jovem conseguia me impressionar, ela forte, corajosa, inteligente, comunicativa, tem uma personalidade avassaladora e o mais importante! Prue não desisti nunca. Curtis tem um jeito meio bobo e bastante divertido. Colin trabalhou muito bem este personagem, ele evoluiu bastante no decorrer da história, fiquei muito orgulhosa dele e das escolhas feitas por ambos.

O meu único problema com livro foi a quantidade páginas, não me incomoda ler livros grandes, mas em determinados momentos a leitura se tornou bastante arrastada... O autor não precisava se alongar tanto, mas indico a obra com certeza! Gostei de como tudo terminou e a variedade de personagem e principalmente a história por trás de cada um deles. Sou perdidamente apaixonada por esta capa foi por esse motivo que comprei livro kkk e todas as ilustração de Carson são maravilhosas. Espero muito em breve ler a continuação.


site: https://resenhaatual.blogspot.com.br/2017/06/o-bosque-selvagem-colin-meloy.html
Lary 01/10/2018minha estante
Resenha incrível:-)




Thay 20/02/2017

Sinceramente, começei a ler esse livro meio nem aí, mesmo querendo tê-lo em minha estante a uns cinco anos, mas a história foi me envolvendo e envolvendo, e quando eu vi... Tava completamente absorvida pelo mundo do bosque selvagem, uma das construções de mundo mais encantadoras que eu já li. Espero anciosamente pelo próximo livro e que Pru volte ao Bosque Selvagem por que sim!

Obrigada Priscila pela indicação involuntária! haha
comentários(0)comente



Gaby 08/02/2017

Um livro infanto-juvenil com discussões adultas
O Bosque Selvagem, escrito por Colin Meloy e ilustrado – lindamente – por Carson Ellis, apresenta uma trama envolvente e fluida, ambientada em Portland, uma cidade limitada por uma Zona Industrial e, além dela, uma floresta misteriosa, chamada de Floresta Impassável, uma região de montanhas arborizadas da qual “Ninguém nunca cruzou seus limites ou pelo menos nunca voltou de lá para contar”.

Prue é uma menina de 12 anos que vive por aí com seu irmãozinho de um ano no carrinho da sua bicicleta. Apesar de imaginarmos uma menininha meiga, Prue é sarcástica e irritada, por vezes fazendo piadas maliciosas e agindo de forma irresponsável. No entanto, conforme a trama segue, percebemos que ela também pode ser vista como educada, responsável, ingênua e determinada, conforme a situação sugere.

Tudo começa quando Prue está com seu irmãozinho no parque e ele subitamente é sequestrado por cinco corvos negros e levado para longe. A menina se vê confusa e desesperada com a situação, e ainda mais quando percebe que eles estão indo para a Floresta Impassável. Com determinação, ela persegue o irmão e acaba adentrando a floresta, sendo acompanhada de seu amigo Curtis, que a encontra no meio do caminho.

Conforme adentra a Floresta Impassável, Prue se vê imersa em um cenário totalmente inconcebível onde animais falantes e humanos vivem juntos em um mundo secreto escondido em meio à natureza. Como se não bastasse, observa que eles são organizados em sociedades distintas, onde cada uma tem suas próprias regras e intenções. Logo, a protagonista acaba se tornando personagem chave em meio a algo muito além do resgate de seu irmão, e a história se transforma para algo mais profundo, que desafia a toda uma comunidade.

Com uma trama cheia de sombrias intenções adultas, escrita com um tom um pouco mais infantil, O Bosque Selvagem, mesmo com suas quase 500 páginas, nos prende do começo ao fim, e, mesmo que seja o primeiro livro de três, tem um desfecho redondo, podendo ser lido facilmente por aqueles que não têm a intenção de começar uma série. A obra é ainda uma fantasia bem construída daquelas onde os personagens são bem pensados e um acontecimento leva ao outro e nada é por acaso.

Indico para os amantes de fantasia que se divertiram lendo Nárnia e Harry Potter, por exemplo. Também aconselho a leitura aos demais que não se importam em ler uma boa história com uma escrita um pouco mais simples de vez em quando (simples, porém eficiente, que fique claro!).

DICA: Não veja as ilustrações coloridas do fim do livro sem antes ler a história

site: https://cheiradoradelivros.wordpress.com/resenhas/
comentários(0)comente



Blog Stalker Literária 01/02/2017

Resenha pelo blog Gordinha Assumida
Prue é uma menina de 12 anos que leva uma vida normal em Portland, quando seus pais precisam passar o dia trabalhando é ela que olha o irmãozinho Mac, um bebê que não sabe falar nada ainda e está começando a andar. Em mais um dia desses ela decide passear com Mac pela cidade, e ao ir ao parque percebe que muitos corvos estão naquela região, que muitos corvos estão se agrupando… Que muitos corvos estão levando seu irmão e levando ele pelo céu afora…
Apesar de isso parecer uma loucura, ela pega sua bicicleta e vai atrás dos terríveis corvos, mas eis que a caçada termina cedo demais, pois eles entram na floresta impassível, e toda criança de Portland sabe das histórias sobre essa floresta, e de como NUNCA, JAMAIS deve entrar lá se não quer se perder para sempre.
Mas, ignorando todos os avisos do seu cérebro sobre como não deveria entrar na Floresta Impassível, ela esconde de seus pais que Mac sumiu e parte logo cedo para sua jornada, munida de vários equipamentos que vai precisar. Mas no meio do caminho Curtis, um colega de escola, a segue e acaba entrando nessa jornada com ela, mesmo com os constantes avisos de Prue para voltar.
O que eles não esperavam era que ao entrar naquela floresta iriam encontrar um exército de Coiotes que falam e portam armas, uma Rainha Viúva que quer vingança e vários outros animais lutando para expandir suas terras e livrar a Floresta dos perigos que enfrentam há anos.
Em uma aventura muito eletrizante Prue e Curtis vão embarcar em um mundo completamente diferente do que imaginavam para resgatar Mac, caindo em uma briga muito maior que eles e que seu propósito, e que dependendo do lado que escolherem, pode mudar o rumo de seu mundo e suas vidas para sempre.
Todos sabem que eu sou uma leitora assídua de fantasias, eu adoro Universos mágicos onde tudo é possível e nada é julgado louco demais, e de vez enquanto eu me aventuro em fantasias juvenis, que apesar de não serem as minhas prediletas, trazem aquele sentimento gostoso de inocência e são ótimas oportunidades para que eu incentive a minha irmã de 12 anos a ler também (apesar de não precisar de muito esforço pra isso, ela quase rouba meus livros hahaha).
Quando solicitei O bosque Subterrâneo em Novembro acabou passando despercebido que era o livro 2 de uma série, mas assim que percebi meu equivoco baixei o e-book do livro 1 para conhecer a história do princípio, e não me perder em nenhuma parte dessa fascinante jornada de uma menina de 12 anos chamada Prue.
Logo de início já me apaixonei pela história e pelo detalhismo que Colin aplica a cada cenário, deixando o leitor grudado nas páginas e praticamente enxergando aquele cenário lindo que o autor criou. Prue é uma menina nova sim, mas extremamente esperta e corajosa, que ao primeiro sinal de perigo que Mac corre ela já está disposta a desbravar céu e terra para recuperá-lo. Quando ela entra na Floresta Impassível é que sua determinação fica ainda mais forte, mostrando que mesmo sem entender muito daquele reino louco onde animais falam e corvos raptam bebês ela está disposta a ser ouvida, e que fará de tudo para conseguir as ajudas certas para salvar seu pequeno irmão.
Curtis a princípio não me agradou muito, um menino todo doidinho que não sabia o que queria fazer ao certo, só queria seguir Prue para ajudá-la, mesmo sabendo que a floresta impassível não é um lugar para se aventurar, principalmente sendo uma criança. Mas o desenvolvimento dele durante a história é o maior presente que os leitores podem ganhar, de um menino todo desengonçado e perdido ele se torna um garoto que encontra o seu lugar, que quer fazer a coisa certa e ajudar quem precisa, mesmo que pra isso tenha que tomar escolhas difíceis.
Os vilões desse livro são muito bem construídos para um infanto juvenil, ainda que trabalhados com simplicidade e a inocência que o gênero propõe tudo é muito bem escrito, e você torce para que eles não consigam alcançar seus objetivos maléficos e principalmente para que não causem muitos danos no caminho para alcançar este, afinal de contas um reino mágico está em jogo.
A edição deste livro é maravilhosa, mesmo em e-book pude conferir o quanto a Galera Record manteve as características originais da obra e a deixou perfeita. Todo começo de capítulo temos uma ilustração que remete ao que vai acontecer, há ilustrações em preto e branco no meio da história, e ao final há algumas coloridas que sinceramente dá vontade de usar de plano de fundo no celular, de tão bem feitas que são. Os capítulos não são tão grandes e nele há pontos de vista de Prue e Curtis, deixando tudo mais fascinante.
Enfim, se você gosta de uma fantasia muito bem escrita recomendo muito este livro. Mesmo sendo um pouco grandinho, acredito que seja a história perfeita para incentivar as crianças a lerem, pois são simples e contém um Universo mágico muito lindo e único, e dá para ler um capítulo por dia e não pesar muito para os pequenos. E mesmo que você já seja grandinho, acompanhar a jornada de Prue e Curtis pode ser muito gostoso, vale a pena se jogar nessa Floresta mágica que é o Universo de Wildwood.

site: http://www.gordinhaassumida.com.br/2017/01/o-bosque-subterraneo-cronicas-de.html
comentários(0)comente



isa 15/09/2015

Absolutamente maravilhoso!
Esse livro, sem dúvidas, é um dos melhores que eu já li! É muito bem escrito, com um enredo maravilhoso e cativante com personagens adoráveis. A escrita (e criatividade), de Collin foi realmente uma surpresa ao longo de todo o livro! Recomendo a todos!
comentários(0)comente



Thaizinha 04/09/2015

Livro simplesmente fantástico. Escrita e criatividade de uma riqueza invejável. Amantes da fantasia - e não amantes - se encantarão por este livro. Fãs de Harry Potter, Nárnia (e outros...), o adotarão. E para quem não gosta da temática, inevitavelmente aprenderão a gostar.
Recomendo demais!
comentários(0)comente



Ana 27/06/2015

O Bosque Selvagem
Colin Meloy. Gravou esse nome? Agora vai na livraria e compra um livro que se chama "O Bosque Selvagem". Quem escreveu foi a pessoa cujo o nome que você gravou pertence!

Esse livro é perfeito! A capa é muito bem feita, a edição é incrível e a sinopse é show. Quando bati o olho nele, dentro da livraria, fiquei desesperada por não poder comprá-lo. Mas aí alguém decidiu me presentear com ele. Essa pessoa é minha tia.
Valeu, tia! A senhora não sabe o bem que fez à humanidade!
A história é tipo uma versão muito melhor de Nárnia.
Os personagens são MUITO legais, quero logo que saia o segundo livro da série.
comentários(0)comente



16 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2